O cowboyzinho


Um conto erótico de GUI
Categoria: Homossexual
Data: 11/06/2019 23:31:57
Nota 9.50

Raras são as vezes que passarei por aqui, mas compartilharei minhas experiências assim que der. desculpem-me pelos erros, nao tenho tempo de revisar,

tenho 26anos, 1,87,boa pinta e discreto, mas os mais próximos sabem de mim. Conheci Gabriel através de amigos, ele era bem mais novo porem muito enturmado, moro no interior do MS, a maioria é do estilo cowboy ele não fica pra trás, é novinho dezessete anos deve medir 1,70 moreno jambo cabelinho enroladinho, é parrudinho, todo definido, bunda bem grandinha e um pau de fazer contorno na roupa. Nunca tinha olhado pra ele com outro olhos, mas sou bem tarado e numa festa aqui do interior acabei levando um “machinho” pra casa e traçando ele, sou ativo adoro chupar e gosto do tipo macho novinho. Gabriel sempre que vem da fazenda deixa as coisas dele na minha casa, por essa razão ele viu quando o cara saiu do meu quarto e foi embora de manhã, a principio ele nada falou, depois de duas semanas a gente bebendo em casa ele soltou.

—cara você comeu mesmo aquele cara naquele dia?

—ele queria dar e eu queria fuder, rolou legal e ele chupa bem pra caralho. Kkkkkkkk.

—os cara já tinham falado que você é meio tarado e come uns cara as vezes, mas achava que era mentira, já vi você pegando cada mina, não achei que gostasse disso.

—ah meu, isso é desde a adolescência, nunca me prendi a relações, comigo é só sexo, se eu gostar já era. Kkkkkkkkk.

Ele ria comigo e falava que eu era doido. Durante vários dias ele me zuava da situação, mas eu nem ligava, já tinha traçado mais uns dois depois disso, até que num sábado a noite ele veio tomar banho no meu quarto alegando que o outro banheiro não estava funcionando, eu estava saindo do banho e deixei ele entrar, fiquei na porta falando com ele e sem mais nem menos ele tirou a toalha na minha frente, me segurei pra não olhar o volume do pau dele por baixo de uma boxer azul, e ele notou minha disfarçada, o assunto diminuiu e ele se vrou pra entrar no Box, mas antes baixou a cueca e deixou eu ver livremente a bunda lizinha dele, sério, não havia pelo algum nem nas coxas, coisa de outro mundo. Ele entrou e notei um pequeno sorriso nele. Começou a tomar banho e puxou assunto sobre o cara que eu tinha comido. Perguntou como ele era, se ele dava pra muita gente, se ele aguentava legal, se chupava tão bem assim, e a conversa foi esquentando, até o ponto que ele perguntou o tamanho do meu pau, na hora dava pra medir pois tava muito duro, e sabia que ele também devia estar duro pois até a respiração dele estava diferente. Falei que era normal,16cm meio grosso e com a cabeça pequena, ele riu e disse que a dele era maior, e que não sabia como eu podia ficar com caras, com tanta “muié” no mundo, pra que ficar com outro homem, ele disse isso já saindo do banho. Eu estava no lado de fora do banheiro com a porta encostada e massageando meu pau por cima do shorts. Ele saiu olhou bem a cena e riu.

—é sério. Como você consegue? Já me imaginei varias vezes mas “acho” que não sentiria tesão, comendo ou dando pra um cara.

Foi uma mensagem subliminar. “ tente alguma coisa, quero saber se vou gostar”

Não pensei em mais nada, abracei ele por trás, meu braço direito por cima do seu ombro e o esquerdo na barriguinha dele e já fui dando uma chupada na orelha dele, na hora ele deu um pulinho e perguntou oque eu tava fazendo. Oras, ele podia sentir meu pau duro quase na bunda dele.

—eu— você só imaginou, quero te mostrar como é.

—não meu, num sou disso não, falei sem pensar.

Ele resistia nas palavras, mas em nenhum momento tentou me afastar, eu apertava ele e fazia ele sentir meu pau cada vez mais, afagava a barriga e o peito dele enquanto lábia e chupava o pescoço e a orelha, ele já resmungava baixo pra eu parar e pelo espelho vi os olhos dele fechado,(já era), desci a mão e segurei o pau dele, ainda de toalha e a cueca por baixo.

—eu— só uma vez, nosso segredo, se você não quiser ou não gostar a gente para e nunca mais tocamos no assunto.

Falei apertando e imitando uma punheta. Ele entre suspiros, só acenou e disse “hunrumm”.

Não podia me desprender dele, e tinha que elevar o tesão dele ao Maximo, arranquei a toalha e enfiei a mão por dentro da boxer estampada, segurei firme no pau, e que pau era mesmo maior que o meu, devia ter uns 18,19cm, bem reto e liso a cabeça brilhava e minha boca enchia d’agua, me ajoelhei na frente dele já tirando a cueca e cai de boca no monstro, como era gostoso aquele pau, podia chupar ele a noite inteira, mas não queria que ele gozasse rápido, chupava as bolas uma de cada vez enquanto punhetava, lambia e mordia suas coxas, sempre alisando sua bunda e passando os dedos por todo seu reguinho liso.

—aaahhhh mano, como você chupa bem, que delicia.

Empurrei ele na cama e já cai em cima, chupei os peitinhos salientes dele,(eram pontudos e lisos), desci mordendo e deixando marcas, e mais boquete, já tinha uns dez min nisso sabia que ele gosaria a qualquer momento eu precisava partir pro melhor. Virei ele de costas, quando abri a bunda dele, era um cuzinho pequeno e escurinho, ele ficou apreensivo, pediu pra ir com calma, e que se doesse ele ia gritar.

—eu—calma cowboy, não vou te machucar, você vai curtir agora.

Fui de cara naquele rabo novinho,liso e virgem, passei a língua desde a base do pau, passando pelas bolas e subi passando pelo cusinho ate no meio costas e voltei pelo mesmo caminho, parei no cu e meti a língua com força, ele se agarrou no travesseiro, abriu mais as pernas e arrebitou a bunda.

—aaaahhhhh, meu deus, iisssss, uuuhhhhnnn.

Ele gemia e tremia as coxas. Comecei a colocar o dedo naquele buraquinho, ai sim ele ficou doido, gemia alto e falava pra ir devagar, o dedo do meio já entrava com facilidade, levantei rápido, peguei um lubrificante e coloquei mais um dedo, quando girava os dedo ele parecia que ia desmaiar, gritava alto no travesseiro, lambuzei o pau, ajoelhei e dei uma pincelada firme.

—aaaaii meu deus vai devagar por favor.

Empurrei três vezes até conseguir entrar, foi só a cabeça, mas ele se retorceu todo, me segurou uma mão e parecia até chorar, pedi calma pra ele, que era pra ele relaxar e ficar respirando fundo, conforme ele ia relaxando o pau foi entrando, quando passou da metade eu já tinha me perdido, abracei o corpo dele e coloquei o resto, um gemido grosso e ele se entregou, ficou paradinho e eu também, fiquei beijando as costa e o pescoço dele, sentindo o cu piscar com meu pau todinho nele, aos poucos fui me movimentando, ele começou a gemer, no inicio dor, mas logo percebi o pau dele se levantando, ele passou a se punhetar.

—eu—se você bater uma agora vai gosar muito rápido, curte mais um pouco.

Ele soltou o pau e eu comecei a levantar ele cravado no meu pau, já de pé ficou meio ruim pra mim, pois ele é bem mais baixo, mas eu dobrei os joelhos, segurei bem forte e comecei a bombar forte, ele disse que assim doía. Tirei de dentro dele e o deitei levantando suas pernas, as coloquei no ombro e enfiei devagar, ele fechou os olhos e abriu a boca, segurei no pau dele e comecei a punhetar, ele agarrou no lençol e se deixou levar, tava na hora da gente gosar já estava no limite, não aguentei, soltei o pau dele, entrei no meio das pernas deitando sobre ele e gosei metendo o mais forte e fundo que podia, ele mordeu meu ombro e segurou forte nas minhas costas, disse que doeu. Tirei devagar meu pau de dentro dele desci lambendo e abocanhei o pau dele todo babado, ele não tinha gosado mas tinha pré goso escorrendo até as bolas, lambi as bolas e chupei novamente, foram duas engolidas e ele jorrou tudo, era muita porra, sete jatos seguidos que eu mal consegui engolir, escorreu pelo queixo. Me limpei e deitei do lado dele.

Ficamos deitado por quase meia hora, tinha se passado quase uma hora e meia desde quando ele saiu do banho, foi uma foda daquelas.

Ele se sentou na cama respirou fundo.

—carái mano, que foda foi essa? Borá banhar, a gente tem que sair.

Falou isso dando um tapa na minha bunda. Me sentei na cama ao lado dele e ri

—e aí? Foi bom?

—melhor do que imaginava.

—a primeira a gente nunca esquece.

—com certeza. Vamo sair pra beber e comer alguma coisa.

Ele se levantou primeiro e ao andar deu uma leve mancada, olhou pra mim mas não disse nada.ele deu aquela evacuada, Entramos no banho juntos, nos banhamos olhando um pro outro e só de lembrar o quanto foi gostoso, fiquei de pau duo novamente, ele olhou.

—aah nem pensar, já deu por hj, você acabou comigo.

Fiquei de boa, demorou mas o pau amoleceu, saímos do banhos, nos trocamos e antes de sair pela porta eu perguntei.

—Fala pra mim, qual o problema do outro banheiro?

—Não faço ideia. Nem entrei La hj.

Provavelmente FIM.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/06/2019 22:01:53
Bom
12/06/2019 03:33:59
AH, NÃO PODE SER O FIM. CONTINUE... ESSE COWBOY ESTÁ QUERENDO MAIS E MAIS E MAIS.

Online porn video at mobile phone


traveco tenta fuji do negroeu quero assistirum filme pornografico lesbicas amor lesbico inesperado no pornodoidocontos de sexo depilada na praiacavalo penetra na buceta fotoseu tava tomando banho e meu pinto tava duro minha mae rabuda chegou e eu fudi elaXVídeos desenrolo conversando para ver a b******** da mãecontos erotcos incesto gozeino cu de mamae e maninhagey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geysogra fode c genro n dia d natalmulhers com roupas detigrinhasgosadasblogs velho seboso pauzudominha sogra tezuda eu confessocontos sissyvidio pulheta negaofotos ato da novela a gata pauzudo picudosquanto mais eu bombava a minha sogra mais ela gemuacontos eroticos de casadas mae e filha mae meu marido tem um pirocao imenso e grosso ele me deixa toda dolorida e deseja comer nos duas juntas voce aceita maesexo sujo contocasa dos contos meu marido contratou mestre de obra negro comaronbarao cu d vadiaContos eróticos de gay comi o filho do amigo do meu paicontos eróticos meu irmão pediu pra mim conpra umas coisinhas pra eleVou contar o primeiro chifre com caseiro do sitioArrombou minha buceta contoespiando sebastiana tomar banho contos eróticosralado rola cu vertido x vidioquero baixar pornô novinha sentada no sofá completando campainhagey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geysou puta e amo porra dentro da minha buceta conto eroticoesposa fica apavorada com pau de 30 centimetro do negaocontos cornos fio terra pintinhomagrinha gtz sentando de costaver contos eróticos de vendi meu cabacinho para um cacetudobucetinhas teste pra insistoporno nao percebi mas ela pegou no meu paupomba gira centando no. meu paupistoludo pondo tudo no cuzinho da coroa e marido filma ela gemendo e fechandofizemos sexo bi com um estranho contoconto cu colo a onibusmulhers com roupas detigrinhasgosadascontos eiroticos leilapornmorena chegol em casa pegol irma na siriricaporno brasilcunhando cumeedo a esoContos eroticos elacareca peladaContos pornos-fudi a mendigaA empregada coroa negra da vizinha ta me querendo contos eroticosdeixei meu irmão mim quem Fiji que estava dormindo x videspadastro de 35cm de pica no cu da intiadaconto erotico o cuzinho da noviçaquero ver aqueliqui nuarubiaebeto quase mulherxsvideo Historias e relatos reais esposa pega marido dando o cu pro negraoeu quero pornografia pornografia as meninas retada os cabelo achando tudo grandeXVídeos bem engraçado XVídeos bem porretamamei contoscorno prefere se masturbarVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornorapariga lanterna cima da cama e comendo ela estrupando as mulheres que eu quero vervidio page novinha tomando banho gostoso na fasendaempresários do pau grande transando com homens mais lindo do mundo e musculosos e gostosos na pisina mete o pau grande que sai sangue misturado com gala gostosasliberei o cucasa dos contos eroticos/julianacontos eróticos meninas de 25 anos transando com cachorro Calcinha Preta com lacinho vermelhocomo faze a mulhere no gta xupare no gtaxsvidio.agarota.brazileira.da.vamcontos eroticos coroa casada rica leva de presente para sua amiga coroa casada um pau enorme de borrachaporno filla brasileira grita e fala pai vo goza mas ele goza com elabundas maciinhasVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornomulherpelando abocetaMeu nome e quero ttansar com o Adilson meu padrastowww xidios comtos d casadas bebendo porraconto erótico transei no tratorbaixa videos anal com loiras rabudas dos vidros boa fodas do dowlades para o selulachupando a b***** da morena com uvaxvidio mocinhafissurada em ser chupada na buceta contoconto porno minha mulher e sua amiga enfio o dedo no meu cuuma coroa beim gostoza foi asautada pra traza a focauma mulher fazendo tranzando com um homem pervesoContos. Desde pequena ja pegava no pau do meu tio..conto erotico eu, minha namorada, minha mae e meu tioconto relatando como nao resisti ao pausud e fez sexogoza corno na pungeta que vou gozar nesta rolonaxxxvideos nao aguentou e deu uma boradinhasobrinha contoencosto na bunda da mulher no onibushomem chupando mulher que cor de roupa que insistir vídeo soca peladacontos eroticos em navios mercantescache:_MajuMqpFnMJ:zdorovsreda.ru/texto/201704934