Minha irmã e suas amigas - 08


Um conto erótico de David
Categoria: Heterossexual
Data: 14/03/2019 15:23:24
Nota 10.00

É Domingo de manhã... estou destruindo meu cérebro tentando bolar um plano para lançar um ataque surpresa em Vickie. Minhas bolas estão até azuis de tanto ficar de pau duro... Vickie saiu com um cara ontem à noite, provavelmente fodeu com ele. Mamãe vai passar o dia todo em casa hoje. Acho que vou ter que esperar até sexta-feira e fazer ela não ir para a aula ou algo assim ...

Tanto faz. O dia passou e chegou a noite. Jantamos e, eu estou estudando enquanto mamãe e Vickie estão tomando vinho na sala. Claro, mamãe não me deixa beber, porque é uma merda ainda não tenho idade. Cadela. Elas parecem estar em sua segunda garrafa já. Elas não podem calar a boca para que eu possa me concentrar nessa merda que tenho que decorar.

Estão me ensinando teorias que não significam nada pra mim, pura encheção de linguiça... Pelo menos lá fora de casa é quieto. O tempo passa estou estressado preciso de uma punheta pra relaxar. Melhor ir pro meu quarto.

Escovo os dentes tiro a roupa e me jogo na cama, apalpo minhas bolas doloridas e pouso minha mão sobre o meu pau flácido, mas, inchado. A porta do meu quarto se abre. É a Vickie. Ela tem o telefone sem fio encostado no peito, para que a pessoa do outro lado não possa ouvir ela falar comigo.

- "Venha aqui! Rápido. Você tem que ouvir isso!" OK tanto faz.

Ela se senta na cama e aponta para eu me sentar ao lado dela. Ela fala ao telefone, depois inclina-o entre nossos ouvidos para que eu possa ouvir a outra pessoa.

- "Ok, Vanessa, desculpe. Tive que dar um tempinho aqui. Então, comece do começo? Estou ouvindo agora." Vickie disse

- "Bem, ele estava cortando a grama e nossa ele parecia tão gostosoa. Eu juro que seu irmão ficou mais alto desde que a escola começou. Então eu esperei até que terminou, pra mamãe não ficar desconfiada. Então eu fui para fora..."

- "O que você estava vestindo?" Interrompe Vickie.

- "Aquela blusa, você sabe, a roxa? E aqueles shorts brancos."

- "E a calcinha?"

- "Vickie, com quem você acha que está falando? Claro que não tinha calcinha!" Ambas riram.

- "Então eu não lembro exatamente o que falamos. Mas eu provoquei ele um pouco e ele puxou meu top para baixo!"

Vickie olhou para mim, meio que tipo "oh vejam só que atrevido?"

- "Continue...", ela diz para Vanessa.

- "Então, veja só, ele me perguntou se podia tocá-los. Ele é tão-o-o-o adorável!" Vanessa ri. "Mas então, oh eu não sei o que aconteceu, quero dizer, ele atacou meus peitos. Ele realmente ama peitos. Quero dizer seu irmão é tarado por seios. Ele pode ter algum problema ou algo assim..."

- "Sério? Que pervertido esse meu irmãozinho" Vickie disse me lançando um olhar maroto

- "Simmmm! Então nós começamos a falar sacanagem. Eu não sei como ele sabia sobre meu tesão com minha mãe... você contou pra ele sobre minha mãe? De alguma forma ele sabia. "

- "Eu nunca disse uma palavra sobre sua fantasia para ninguém, nem mesmo pra Michele." Vickie afirmou pra Vanessa

- "Bom, então seu irmão é algum tipo de psíquico ou algo assim. Então primeiro ele falou sobre o que você fez pra ele aquele dia da piscina. Ele realmente amou aquilo tudo. Eu chupava ele enquanto ele me contava os detalhes..."

- "Chupou ele? Chupou o pau dele?" Vickie perguntou como quem não estava acreditando

- "Sim... ele tem um lindo pau. Deve ter uns 19cm né?"

- "Não, apenas 18." Vickie afirmou como se já tivesse medido meu pau com uma trena

Merda. Eu não posso acreditar... agora elas vão contar pra todo mundo o tamanho do meu pau. Eu não tenho um pau gigante. Mas é maior que 3 bilhões de chineses e asiáticos. É provavelmente maior que o pau de você que está lendo esse conto agora, então cale a boca.

- "Ele me disse que queria que você chupasse o pau dele. Mas você já chupou né vickie?"

- "Sim."

- "Nossa esse menino goza muito! Foi muita porra mesmo" Vanessa disse isso com uma empolgação na voz

Vickie indicou que ela queria se deitar na cama. Nós dois nos reorganizamos para ficar ambos deitados lado a lado. Vickie também me fez o sinal de positivo e uma piscadela, mostrando que ela gostou do que eu fiz com Vanessa.

- "Sim, eu sei, eu já vi. Eu também já provei." Vickie disse e ao mesmo tempo me deu uma cotovelada nas costelas.

- "Sim, você provou, sua puta... Deus estou tão excitada... Vickie. Tem muito mais pra te contar, mas eu tenho que fazer uma coisa agora... você sabe né..."

- "Não", disse Vickie. "Eu não sei. Me diga o que é."

- "Há... vai se fuder!" Vanessa disse, rindo. "Eu tenho que tocar uma, você sabe porra! Você que me ensinou! sua puta."

Eu levanto meu tronco da cama e olho para Vickie. Ela ensinou Vanessa a se masturbar? Legal! Vickie apenas dá de ombros tipo quem diz 'quem, eu?' e põe o dedo sobre os lábios me pedindo silencio. Vanessa continua:

- "Deus, eu tive que usar sutiã durante todo o final de semana na casa da vovó. É bom tirar isso... me faz respirar melhor... assim... mmm..."

Alguns momentos se passam. Nós ouvimos no telefone barulhos de rangidos. Alguns barulhos de sucção, barulhos molhados, barulhos estalados... gemidos baixinhos.

- "Vanessa?... pare de chupar seus peitos e fale comigo! O que aconteceu depois?" ordena Vickie

- "Oh, certo. Desculpe. Então, de alguma forma, ele descobriu sobre a minha mãe e me fez confessar. Não sei como foi isso foi tão excitante, tão louco, só sei que a próxima coisa que eu sei, é que ele estava dando tapas nos meus peitos!"

Vickie me deu um olhar inquisidor tipo quem pergunta 'O que diabos foi isso?' Minha vez de apenas dar de ombros. Meu pau já está bem duro nesse momento.

- "E ele bateu com força! E... Vickie... foi muuuito bom. Bom demaaaissss...." Nós podiamos ouvir alguns sons de batida no telefone.

- "Não é a mesma coisa de quando eu faço isso sozinha." emendou Vanessa, claramente gemendo no telefone

- "Nunca é...", responde Vick.

- "Não é verdade. Ele ficou me dando tapas nos seios e eu fiquei tão fodidamente excitada. Então ele agarrou minha boceta e deu um tapa nos meus seios e me fez confessar sobre a minha mãe."

- "Ele fez voce admitir???" perguntou Vickie

Vanessa estava com a respiração pesada no fone.

- "Sim... mmm... eu admiti que eu espiei minha mãe se masturbar... e que eu vi ela lambendo seu vibrador depois que ela terminou... e ele deu ficou estapenado os meus seios e eu não pude recusar... Eu disse pra ele que eu queria chupar a boceta da mamãe "

- "Você quer chupar a buceta dela né vadia?"

- "Sim... Vickie... sim..." pudemos apenas ouvi-la ofegante. "E...Eu... quero muito." uma pausa longa

- "Vanessa? Vanessa? Está me ouvindo Vanessa." Vickie pergunta e do outro lado gemidos

Então a próxima coisa que ouvimos foi todo o tipo de ruídos suculentos. Eu abri minhas calças e tirei meu pau pra fora. Vickie levantou as sobrancelhas e sorriu para mim, mas ela balançou a cabeça "não".

- "Vanessa?"

- "Sim sim..."

- "Me fale, querida... Quer foder sua mãe?"

- "Ahh que se FODA eu quero chupar ela! eu quero que ela chupe a minha!!"

Vanessa aparentemente deixa cair o telefone e ouvimos ruídos de bofetada, e ruídos de Vanessa gozando forte. Eu me levanto, meu pau duro pra fora da braguilha. Eu falo pra Vickie "põe no viva-voz". Ela ri baixinho: "Eu não sabia que havia um!" Agora podemos ouvir Vanessa muito bem.

- "Vickie... desculpe querida... eu tinha que gozar. Mas eu não terminei de falar sobre o David."

Eu abro a gaveta de roupas íntimas de Vickie. Ela balança a cabeça "não", depois afasta seu olhar.

- "Eu chupei o pau dele de novo. Ele gozou na minha boca duas vezes, Vickie! Eu engoli tudinho..."

Eu fiz "Pssst" e Vickie se virou para me ver. Eu tinha um sutiã pendurado no meu pau duro. Ela sorriu e tentou me acenar.

- "Vickie, você não pode mais fazer proibir. Você tem que me deixar foder com ele! Por favor! Estou te implorando!"

Eu encontrei o truque as algemas falsas na gaveta dela. Eu coloquei vários sutiãs no meu pau, depois pendurei as algemas também.

- 'Psssst!' eu fiz de novo

Vickie olhou de volta para mim. Eu poderia dizer que ela estava animada com isso, mas ela balançou a cabeça furiosamente "não" e apontou para o quarto da mamãe. Eu coloquei tudo de volta na gaveta, incluindo suas algemas falsas. Vanessa continuou falando sobre eu transando com ela e depois falando sobre a mãe dela e eu na garagem.

Saí da sala e verifiquei a mamãe. Ela estava desmaiada em sua cama. Eu cheguei perto para me certificar e coloquei um cobertor sobre ela e, mamãe sonâbulamente balbuciou algo .

- "Mmmm... Mike? É você?" Mike era o nome do safado do meu pai. Nós não o vemos há mais de dez anos.

Havia uma taça de vinho quase cheia sobre seu criado-mudo de cabeceira.

- "Sim, sou eu. Beba sua água querida..." Eu segurei a taça de vinho nos lábios dela, ela bebeu mais da metade.

- "Obrigada querido... talvez a gente possa foder de manhã ..."

Porra, isso foi brochante. Minha mãe, a porcaria do gordo, o maldito bêbado. Sim, vamos foder. Oh horror! Fui para o meu quarto, peguei as algemas de verdade e voltei para o quarto de Vickie.

Vanessa estava falando sobre como ela quer me foder, sua mãe quer me foder, ela quer chupar a mãe dela, etc ... Eu acho que ela estava bebendo vinho também.

Voltei para a gaveta de roupas íntimas da Vickie. E fiz parecer que eu estava pegando as algemas falsas, quando na verdade eu estava com as reais. Eu as balancei na direção de Vickie. Ela novamente balançou a cabeça, não!

Eu apontei para o quarto da mamãe, então a imitei bebendo e desmaiando. Vickie levantou uma sobrancelha para mim.

Fui até a cama e peguei a mão esquerda dela. Vickie sorriu e levantou as sobrancelhas duas vezes.

Levantei sua mão e algemei para trás, no tubo de bronze da cabeceira da cama. Ela ainda segurava o telefone na mão direita, embora estivéssemos ouvindo no viva-voz. Peguei o telefone e coloquei em seu decote. Estava a apenas alguns centímetros de distância, então ela ainda podia falar e ouvir bem. Eu puxei seu braço direito e algemei junto da esquerda. Eu corri os punhos atrás do trilho, depois de volta e algemava o pulso direito dela. Ela estava bem presa algemada na cama.

Eu tirei todas as minhas roupas, devagar. Eu coloquei minha cueca boxer sobre a cara dela. Peguei o telefone e interrompi Vanessa, que ainda estava falando de estar apaixonada por mim e implorando permissão para foder comigo...

- "Vanessa, Ei! Vanessa! É o David."

- "David? Oh deus. Eu quero agradecer muito a você pela sexta-feira e queria saber se nós ..."

- "Vanessa, Vickie tem que ir agora. Tchau." Clique.

Joguei meus boxers no chão e me levantei na cama, elevando-me sobre Vickie e disse à ela.

- "Você... não vai me amarrar mais. Nós vamos foder e se chupar, provavelmente pelo resto de nossas vidas, mas não faremos mais desse jeito."

- "David", ela começou. "Eu estava em conflito, eu não queria me impor a você. Se eu te amarrasse, não era sua culpa, você sabe o que eu quero dizer? Eu sou má, você não é, eu não queria você para..."

Este não era exatamente o meu plano. Eu na verdade não havia planejado tudo. Então o negócio é deixar rolar.

Eu solto meu corpo nu em cima dela. Ela ainda está vestida de jeans e camiseta. As mamas dela estão bem bonitas, bicudas, ela também tem um sutiã.

- "David, me solte, por favor. Vamos conversar, ou o que você quiser fazer mas me solta..."

- "É tarde demais para isso, querida."

Em minha mente eu tentava arquitetar algum plano. Pensei em rasgar as calças dela e fodê-la. Eu pensei em bater nela como eu fiz com Vanessa. Em vez disso, eu beijei a boca dela. Nós nunca nos beijamos antes. Nós nos masturbamos e brincamos sexualmente, mas nunca nos beijamos.

Seus lábios tinham um gosto tão bom. Ela estava hesitante, a princípio. Eu deslizei minhas mãos atrás de sua cabeça e pescoço, embalando-a. Eu acariciei sua face com meu polegar enquanto lentamente separei seus lábios dela com a minha língua. Ela soltou um "mmmmm..." abafado pela minha boca quando comecei a explorar sua boca e encontrei sua língua. Seu corpo inteiro relaxado, ela envolveu suas pernas ao redor das minhas. Nós nos beijamos por vários minutos. Não apenas momentos... Minutos. De forma voraz, dura, gentil, provocante, rindo, sonhando.

Eu parei o beijo e o abraço envolvente. Eu levantei meu troco e sentei sobre sua área pélvica, meu pau apontando para o céu enquanto o pré-gozo brotava da ponta. Rastejei sobre ela, para que ela pudesse ver meu pau grosso indo em direção ao seu rosto. Parei sobre seu peito com o pau uns dois centímetros acima do rosto dela. Acariciei meu pau, apertando com força a partir da base da pika, empurrando uma boa carga de pré-gozo fazendo que pingue em sua testa, suas bochechas, seus lábios.

- "David, me solte e eu posso..."

- "Shhhh ..."

Eu peguei meu pau e bati na bochecha dela com ele. Uma vez, duas, e de novo. Eu me levantei e manobrei em torno de seu rosto, continuamente batendo meu pau em seu rosto. Vickie em nenhum momento se esquivou, ela adorou.

- "Você quer chupar esse pau, não é?" eu perguntei à ela batendo com meu pau sobre seus lábios

- "Sim Davey!"

- "Me chame de 'Davey' de novo e eu vou te foder com um taco de beisebol." Ela fez um olhar de assustada e, de olhos arregalados, enquanto eu bati seus lábios com meu pau duro um pouco mais forte.

- "Me diga! O quanto você quer chupar esse pau?"

- "Dave... David... Eu quero tanto o seu pau. Eu sonhei muito com isso. Por favor. Me deixe beijar ele?"

- "Sim, você pode beijar a cabecinha." eu disse

COMENTÁRIOS PLEASE, JÁ ESTOU TRABALHANDO NO PRÓXIMO QUE SERÁ O ÚLTIMO DA SÉRIE

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/03/2019 17:15:39
Não é o sexo com a michele e Vanessa?
14/03/2019 16:24:19
Naoooo kkkkkkk não pode terminar tem q continuar

Online porn video at mobile phone


porno doido prima 18 anos escurinha afoorsaņovinhas metendo com play boyabixa xisvidio judiciaria tatuada pornocontoerotico meu tio e minha namorada fudendoxvideos. sexo. estoria. encardinhovideo porno fundeno cuzinho a fosadois negros de 40cm de pau no rabo da intiada e sublinhavideos fazendo uma chupetinha debaixo da mesa do barenteada tarada querendo dar todinho Comente a rola no cú delaporno loira quadriu grade americana pornoxvideos novinha sentando em palzao de 59cmConto.erótico cunhada junteisexo entre garotos de menor video caseirogeyassistir Figueirense masturbando e gemendoCalcinha cheirosa da filhinhaAmigas safadas e putas relatos eroticoscontos eroticos 32cmxxvidos taty vaqeira sexowww delexvidio combonequinhacontoscasada escandalosa gosano e agradeseno corno pornodoidoconto sou gay e meu irmao ñ usa cuecascontos eroticos tirei meu cabacinho com um consoloporno brasil a emtiada amadrasta i o travestisbusetão pardo bem abertoquero ver mulher só de calcinha fio-dental Zinha deitada de papai com as perna aberta de frentesafada fode com mefingo q bate na portabaixando acaucinha lentameticontos eroticos a amiga da minha irma rabudainsesto istorias eroticas pai filas novinasconto erótico lesbicos botando a irmã inocente pra chuparcontos ineditos de sexo entre primas primos e tiasWwwx vidio .contirano cabaso preta giuconto erótico fazendeira estrupada pelo capataz e perdeu a viginidade do anusestourada pelo amigo pintudo do meu marido ser ele saber contos eroticoscontos eróticos de casadas rabudas traindo com pauzudosjuliana de bonanca fudendo pornoTu tá ficando apertado cansada de tomar no cu abertaminha filha sentou no meu colo de minisaia conto eroticoquero ozap de um sugado de bucetamulher que um pirocao naes nao ageta a pica.do caraconto eroticos de sentadalevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frenteconto na enchente comi a mulher do chefeabaixar vídeo de putaria de mulher fresca daquelas gostosas do cuzão10 mil fotos da buceta da familia sacanaela gosta q catuca degavar o grelinho delaGta brut mulher nuahttp://comto erotico massagista erotica colocando dedo no c da menina virgemnovinha brincano com pau do muleke e saindo aquele liquidoprima safada fode com primo ai mãe pega osdoesneto com ttezao comendo a avo no quartopalavroespornobrasileiraspai vai no quarto da filha gostosaxxvideoContos eroticos dentistaXvideos,mulher madura toda múscúlosa fudendocontos eróticos flanelinha filme os seios e coxaspai passa pelo quanto da filha e ver ela dormido so de pijama no porno doidofudi ela e o namorado delaHomempauzao analquero ver as frentistas de posto que tem a b***** inchadaeu, minha namorada, mae e tio contoeroticovideo porno com Malumandeconto porno apaixonado pelo meu primo brutamontesContosheroticos bombeiro hidraulicoboas pohnetasprica cavalacontos eiroticos leilapornpretinhamagrinha dando pro titiocontos eróticos o negao matutoxvideo malhada da bunda torneada da uma piza no homem de sexoNovinha de deseseta anos gosandocontos eróticos san e dean incestocontos eróticos com fotos de casadas que chegou em casa toda arrombadaFilme de xvideo alisando e enpurrandnao agi pau gg violento pornodoidoMinha cunhadinha viu o tamanho do meu pau e quis experimentarescravizada por chantagens contos eroticosConto erotico comedor de casadasdoce nanda parte cinco contos eroticosporno mae surpreebdidapornodoido so cinquentonas juntasxvidios casada en apurofilha a reda causilha e pai empura rolafinha tarada nu pai e pai fas sexo com ela x10quando seu.comamigo nao te.comrespondoeu, minha namorada, minha namorada e meu tiocavalo tirando virjidade da potrinhaconto zoofilia novinha e os cachorros Minas Geraisxvidio servissoconto eroticosgemeasConto porno velho comendo menina