Numa noite com meu primo...


Um conto erótico de jovem_sex
Categoria: Homossexual
Data: 13/03/2019 17:06:08
Nota -

Olá, pessoal!

Depois de muito pensar sobre, hoje escrevo pela primeira vez aqui na Casa. Nunca publiquei nada assim antes, então espero que gostem. Se eu ver que tem gente lendo, curtindo e comentando quem sabe eu publique mais coisas. Então vamos direto ao conto.

Hoje pensei em contar a minha primeira experiência, ainda adolescente, com algo relacionado a sexo. Eu tinha uns 14 anos quando aconteceu. Nasci numa cidade de interior, mas por motivos de trabalho minha família acabou se mudando para a cidade grande, isso quando eu já estava com uns 9 anos. Mas sempre fazíamos visitas aos familiares da nossa cidade natal quando dava, como em feriados, ou quando eu estava em época de férias. Eu sempre fui muito familiar, então por isso era fácil manter contato e sempre que dava eu passava um tempo lá, onde acabava ficando na casa da minha avó.

Em uma dessas ocasiões (agora não me lembro se estava de férias ou era apenas um feriado prolongado) eu fui para a tal cidade e, como de costume, ficaria na casa minha avó. Dá pra dizer que tenho uma família grande, considerando minhas famílias maternas e paternas juntas, o que significa um bocado de primos. Felizmente eu sempre me dei bem com todos e quando eu fazia essas visitas era uma boa oportunidade de me reunir com os que moravam por lá para brincarmos juntos. Sendo assim, não perdi tempo e pedi para minha avó deixar eu chamar uma turma pra passar o dia lá brincando. Minha avó deixou e assim comecei a ligar para a casa de todo mundo. Convidaria duas primas e mais um primo. Uma das meninas não quis ir e a outra estava viajando com os pais. No fim acabou que seria apenas meu primo e eu.

Como disse, sempre me dei bem com todos os meus primos, especialmente com os que tinham idade mais próxima, é claro, pois fomos criados brincando juntos. Esse meu primo nasceu no mesmo ano que eu, então tinhamos a mesma idade. Sempre brincavamos juntos e eu estava empolgado para que ele viesse. Aproveitamos o embalo e pedimos para meu tio deixar ele dormir na casa da nossa avó, então ficou combinado que assim seria.

Quando meu primo chegou, ele deixou sua sacola de roupas no quarto e logo fomos brincar. Hoje acho engraçado, porque na época já podíamos nos considerar adolescentes, mas ainda nos reuníamos para brincar. Claro que não eram brincadeiras tão infantis, como pega-pega, mas ainda sim nos divertiamos de um jeito de garotos. Além disso, a casa da minha avó tinha um quintal gigante, perfeito para crianças, então a nossa diversão estava garantida.

Até aí tudo parecia tão normal quanto sempre foi. O dia terminou, tomamos banho (um de cada vez) enquanto minha avó fazia o jantar e depois comemos. Já mais tarde naquela noite resolvemos dormir na sala de TV. A casa da minha vó tinha dois quartos: um que ela dormia e outro que era de hóspedes. Geralmente meus pais dormiam lá quando eles visitavam a cidade comigo, e eu acabava dormindo com a minha avó no quarto dela.

Como queríamos ficar assistindo TV até mais tarde, ajudamos minha avó a levar o colchão da cama da casal do quarto de hóspedes para sala, junto com dois travesseiros e os lençois. Com tudo arrumado, nós deitamos para ver televisão, e a minha avó no sofá. Quando começou a ficar muito tarde ela se despediu e foi dormir. Já nós, apagamos a luz e ficamos deitados assistindo, cobertos com um lençol e apenas com a luz da TV nos iluminando.

No começo ficamos conversando, comentando os programas ou jogando conversa fora. O tempo foi passando e fomos nos aquietando, até que chegou um momento em que focamos no filme que estava passando e ficamos em silêncio.

Quando já passava da meia-noite comecei a ficar sonolento. Olhei para o meu lado para ver se meu primo também estava querendo dormir. Quando virei minha cabeça me deparei com meu primo, de olhos fechados, respirando ofegante. Fiquei olhando aquilo e demorou alguns segundos para notar que ele estava mexendo nas suas partes baixas. Eu podia apenas ver o movimento sutil da mão dele por baixo do lençol que o cobria.

Eu chamei seu nome e ele se virou meio sem saber o que fazer. Eu resolvi ignorar o que havia visto. Eramos garotos, mas não eramos tão inocentes assim. Eu sabia bem o que ele estava fazendo, mas achei melhor deixar pra lá. Então perguntei se eu podia desligar a TV para dormirmos. Ele disse que sim e então eu desliguei o aparelho e me virei para dormir.

Nesse ponto da história vale dizer que eu, apesar de ainda estar no processo de me descobrir plenamente, já sabia que sentia desejos por outros homens, ainda que mantivesse esse segredo para mim mesmo. Eu já havia reparado de um jeito diferente os colegas da minha escola e até homens adultos, eventualmente. Mesmo assim nunca tinha passado por uma experiência como a que viria a acontecer.

Aquela noite eu não dormi muito bem. Meu primo se mexia muito e isso me acordava de tempos em tempos. Em um certo momento eu acordei. Ou melhor, fui acordado, mas ainda não tinha identificado porque ou por quem. Pela luz que entrava pela janela imaginei que o dia ainda devia estar nascendo. Pensei então que fosse minha avó, que sempre levantou cedo, mas a casa estava silenciosa ainda.

Então sentí um puxão no meu calção. Fiquei estático. Então um segundo puxão mais leve que o primeiro. Senti meu calção descer um pouco com a cueca. Continuei parado sem saber bem o que fazer. Então senti um terceiro puxão, mais firme, porém vagaroso. Meu calção e cueca desceram bem mais, expondo minha bunda para a única pessoa que estava comigo alí: meu primo.

Me perguntei se aquilo era algum tipo de bricadeira, piada ou peça que ele estava pregando. Não deu tempo nem de perguntar, quando sentí algo roçando em mim. Não precisei nem olhar pra instintivamente saber que era o pau do meu primo. Eu sentia ele esfregando o pau na minha bunda, até que em dado momento ele colocou o pênis no meio das minhas nádegas e começou em enfiar ele lá.

Não ví o pau dele, mas imaginei que ainda não estava tão desenvolvido pela idade, por causa do tamanho. Apesar de sentir o pinto dele na minha bunda, ele não conseguiu chegar perto do meu ânus. Eu ouvia meu primo começar a ofegar e eu ainda parado. Eu sabia do que gostava, e claro que a sensação era boa, mas era estranho ser justo com meu primo, que nunca havia enxergado como homem.

Lá estava ele, se não me enrabando, fingindo e morrendo de prazer. E eu alí parado. Qualquer movimento talvez ele se assustasse e parasse. Percebi que além da sensação de ter um pau sendo esfregado na minha bunda, a própria tensão do momento me congelava alí. Naquela hora eu só rezava pra que minha avó não resolvesse acordar e passar por alí para chegar até a cozinha.

Meu primo continuava metendo nas minha nádegas sem mudar o ritmo, mas sua respiração ficava mas forte. Não demorou muito mais pra ele desacelerar. Quando ele tirou o pau de mim notei que saiu muito facilmente, deslizando. Não é que o taradinho gozou na minha bunda sem nem ter comido meu cú?!

Nisso ele subiu meu shorts o mais discretamente que pode (sem muito sucesso, porque metade da minha bunda estava descoberta), virou para o lado e dormiu. Notei que ele tinha caido no sono pela respiração, dessa vez mais calma e profunda. E eu fiquei alí, fazendo hora. A essa altura já tinha até perdido o sono.

Quando finalmente acordamos eu fui ao banheiro e limpei a bagunça que ele tinha feito em mim. Passamos a manhã, até depois do almoço que era quando ele ia embora, numa boa. Ele me olhava com certo cuidado, mas ambos fingimos que nada havia acontecido.

Na verdade não sei em que mundo ele achou que alguém não acordaria com o que ele fez. De todo modo, não queria deixar ele constrangido nem arranjar encrenca, então deixei pra lá.

Vale lembrar que nunca senti atração pelo meu primo. Aquela foi uma experiência que por imaturidade me deixei levar. Nunca mais repetimos o feito. Inclusive, meu primo e eu não temos mais contato, porque ele foi morar fora do Brasil. Coisas da vida.

Bom, pessoal espero que vocês tenham gostado do conto e curtido essa história. Acho que o ponto aqui nem foi o sexo em sí, mas toda a tensão de ter um primo querendo me enrabar prestes a ser pego. Claro que tenho histórias de sexo de verdade, mas imaginei que vocês fossem gostar dessa apesar de tudo, até por ser uma espécie de “iniciação”.

Enfim, obrigado por lerem pra quem leu. Se quiserem mais histórias minhas, deixa um comentário aí.

Até mais! ;)

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.

Online porn video at mobile phone


porno vui da naxana vui cu ala ficou bravapornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmomundobicha chupando pau na infanciaconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhonovinha magrinha se engolindo p**** Amanda é burracontos eroticos com nerd tristonhocontos de mulheres cagando e peidando em seus parceiroscotos eróticos patrao pau de asusta berei chorei griteiputaobucetaocorno fendo sua nulher sedo sua mulher fiolentado po negrotia toinha tem 50 anos e 1 quilo de bucetamulher pelada com a b***** cheia de goza cobrindo a telaviuvinha ñ resistiu de tesao e deu a buceta pro amigomenininha contos eroticosxvedeo conto erotico a forca no onibusvideo minha geba arrombando o cu do padrecohomens peru gigantes pocando bucetas cuboafodasanguePetreky porncontos eroticos de como aprendi dar o cucostumo andar nua em casarebolando com a bundinha bem sensual Zinha só de calcinha rebolando rebolando bem devagarzinhohistórias eroticas os flintstones sr pedreiracontoerotico eu namorada mae e tioporno foi tomar banho no garape e encontrou a prima e fode elapopas da casadaalfaiata xvídioContos mesmo depois de casada meu primo me enrabouXVídeos padrasto batendo p****** sendo assim sendo trocados pela bocabundudinha enroscou o s do cu na cabeça do paunovinha bududinha querendo um pintaoGozei na buceta da crente velha contosMulheres que se mastubarao em quanto.dansavafiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosxvideu viado napina comedo uviadocachorro gozando na novinhagcontos eroticos dei para os muleques depois do futebol na casa abandonadahomens nú decuéca punhetaesposa buceta escorrendo camisinha estoura cabine erotica corno narrawww.clip16..com fragas novinhas fazendo sexo em favelas.comwww.xvideos.negrao de 40 ctm de pau comendo uma viagemponodoido sexo anal a tres negoes pintudo e uma loira viciadaitalaninha gostosa guenta facil o negao bem dotadoconto sexo por crackconto erotico entiada se pasando por dificil mas pegando fogomeu qosanof****** titia de ladinhoconto erótico menina timida mas cai de boca no pau tão novinha e peitudaApaixonado pelo pitboy conto gay part 18Me come,me chupa todinha,me xingamarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãomulher de shortinho jeans desfiadinho socado na ruacontos eiroticos leilapornNovinha vijen tentando en fiar o dedo na bussetaconto anal exagero rabotia perucas carinha de anjo nua peladaGAROTOS CHANTAGEADOS DAM A BUNDA AOS PRIMOS XVIDEOcorno pega tua espoza dando a buceta pra oltrovelhocasadacornonovinha dano para o sogro o cu e leva gosadanegao colocou td o pau de 45 centi na loiraconto guei o playboy e o vacabundogostaria de ver no XVídeos mãe dando conselho para o filho de camisola mas sem calcinha no quarto dando conselho dando bronca no filhocomendo a buceta da gostosa na barra de suco de limãocontos eroticos dei a buceta e o cu no jogo verdade e consequenciaxxxxxvideios minha irma doida lor paucavalo viou pau ate no urtero da novinhacontos eroticos comendo minha vovozinha na chantagemMulher enfregrando a rola do jumento na bucetacontos eroticos minha vizinha novinha virgem rebeldehttp://entiada dormido encasa padrasto aproveita filha da vizinha perdendo a virgindade estômagocontos eroticos de mullheres que aman barbeariachulé da minha erman conto eroticochupando a b***** da morena com uvavaldir.piricudoquando beijo meu marido umagino que e uma bucetamulher pelada ao fundo som de colerinhaconto erotico sinhazinha arrombada por negro escravoxvideos novinha sentando em palzao de 59cmmeu marido viciou em porra de machovideo de sexo e porno comendo mulheres escodido porbaxo do vestidoContos eroticos de mulher que gosta de cheira cuecaTu tá ficando apertado cansada de tomar no cu abertachopada e comendo na prisao xvideos.coenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheiocontos eroticos gay me apaixonei pelo afeminadoesborrou porra p cucontos eroticos de santo andreabrindo meu anelzinho pro criouloxx pornô quero ver minha vizinha casada bençãocoroas descuidando da calcinha e da bufeta gostosa