Deixando de ser o garotinho da mamãe, para virar o homem dela - Final parte 2


Click to Download this video!
Um conto erótico de Vini
Categoria: Heterossexual
Data: 10/02/2019 17:49:55
Nota 10.00

Mal o dia amanheceu e nós já estávamos transando novamente.

- Isso filho, mete forte na mamãe! Eu não sei como eu tive coragem de fazer isso, mas agora não quero parar nunca mais.

- De agora em diante você vai ser minha mulher mãe. E aquele velho babão do meu pai não vai mais te foder.

- Não é tão simples assim amor, caso seu pai me procure para sexo eu não poderei ficar sempre negando, se não ele irá começar a desconfiar.

- Então larga ele e fica só comigo!! E a tia Joyce pode fazer o mesmo.

- Fala menos e fode mais Vini, faz logo a Clara gozar para ser a minha vez.

- Tá bom, tá bom...

Eu voltei a me concentrar só em mamãe, ela estava de quatro para mim, e enquanto metia na sua buceta, era inevitável não pensar se elas me deixariam foder seus rabos ou não.

Esse desejo me fez meter com ainda mais vontade em mamãe, que já anunciava que iria gozar.

- Aahhh, Aahhh, oohhh, que delícia!! Eu tô gozannddooo no seu pau seu safado! Era isso que você queria né seu filho da puta?

- Era sim sua putinha, cachorra, se melou toda no pau do seu filho.

Vem tia, vem que eu tô louco para fazer você gozar também!!

- Eu não via a hora de você dizer isso seu cachorro pervertido!!

Peguei ela na mesma posição que mamãe, mas eu estava ainda mais excitado, enrolei seus cabelos na mão e puxei bem forte enquanto estocava meu cacete bem fundo na xana de titia.

Eu não aguentaria muito mais tempo, então pedi a mamãe que me ajudasse a dar prazer a tia Joyce, mamãe prontamente atendeu e foi dando um beijo bem molhado em titia.

- Aí Clara sua puta, você não vale nada mesmo hahaha!!

- Como se tu valesse mais do que eu né Joyce!

As duas realmente eram mulheres necessitadas de rola e eu era o felizardo que estava atendendo aos desejos das duas devassas.

- Tia, tia,...

- O que, que foi querido?

- Eu vou gozzarrr!

- Eeuuu taammbeeem!!!

Nos fartamos com aquela gozada maravilhosa, os três já estavam exaustos, por isso voltamos a dormir.

Quando acordei já devia ser umas três da tarde, fui a cozinha comer algo e depois a procura de minha mãe e minha tia, mas não as encontrei.

Onde poderiam ter ido aquelas duas, mas não fiquei muito tempo pensando nisso, pois fui jogar vídeo game e foi a única coisa que fiz a tarde toda. Já eram oito da noite quando elas voltaram.

- Onde vocês foram?

- Fomos comprar umas coisas para a sobremesa.

- Legal, e qual vai ser a sobremesa mãe?

- Rabada!!

- Porra mãe!! Você sabe que eu não gosto de rabada e outra isso nem é sobremesa?

- Você tem razão, é o prato principal. Mas não se preocupe amor, eu tenho certeza de que você vai gostar da minha rabada!!

Ela disse isso empinando a bunda para mim, eu finalmente entendi qual era a "rabada" que eu iria comer!

- Vocês tão falando sério?

- Claro que sim Vini, hoje você vai comer a rabada da sua mãe e a minha querido.

Puta que o pariu!! Fui a loucura ouvindo aquilo, encerraria o melhor final de semana da minha vida fazendo um anal gostoso com a tia Joyce e a mamãe.

Minha tia disse que elas iriam tomar banho e que eu deveria fazer o mesmo e depois esperar elas me chamarem para o quarto da minha mãe.

Eu fiz isso e fiquei ansiosamente aguardando pelo chamado delas.

- Pode vir filho, estamos prontas.

Eu fui rapidamente para lá, ao entrar no quarto encontro às duas vestidas para matar, fico com o mastro enrijecido só de olhar aquelas beldades. Mamãe usava uma lingerie vermelha, a calcinha era fio dental, quase não cobria a pepeka de mamãe e o sutiã era rendado, extremamente decotado, os melões saltavam para fora e completando o look uma cinta liga e um salto alto.

Realmente parecia uma mulher voraz pronta para dominar seu homem. Tia Joyce estava vestida da mesma forma, a única diferença era a cor, titia usava uma lingerie branca, uma diaba fantasiada de mulher angelical.

Eu me aproximei das duas e comecei a beijá-las no pescoço e depois na boca, ficava alternando beijos e carícias nos seios, enquanto elas já me punhetavam.

- E aí bb, o que você achou, gostou das nossas roupas?

- Oh sim tia, com certeza sim...

- Filho a mamãe vai te chupar e enquanto isso você chupa o rabo da sua tia, deixa ele bem molhadinho para facilitar a penetração.

- Uhuumm, pode deixar mãe!

Começamos então o trabalho oral, eu que estava cada vez melhor no sexo oral vaginal, agora iria me iniciar no sexo oral anal também.

Abri bem a raba dela até ter uma visão privilegiada do cuzinho, iniciei lambendo bem tranquilo o buraquinho de titia, que já ensaiava os primeiros gemidos, lambia e atiçava seu anus com os dedinhos, se aquilo já estava bom apenas com os dedos, imagina quando eu enfiasse meu pau o prazer que nós dois sentiríamos.

Mamãe sempre prestativa fazia uma gulosa para mim, tava muito boa e a cada linguada que dava na cabecinha com o meu pau no fundo de sua garganta era uma tortura, pois não queria gozar precocemente, mas aquele boquete estava muito convidativo a uma esporrada na garganta de mamãe.

- Mãe, ma, ma, mãeO que foi querido?

- Se você continuar...eu vou gozarr.

- Tá bem, eu não vou acabar com você tão cedo, até porque a noite está apenas começando.

Ela se levantou e pegou um vidro que tava na cabeceira de sua cama, era um gel lubrificante. Finalmente chegou o momento, mamãe prepararia o rabo de tia Joyce para receber meu cacete.

Depois de lubrificar bem o anelzinho de minha tia, mamãe pediu para que eu colocasse o preservativo e também o lubrificasse com o gel. Foi o que fiz, em seguida tia Joyce apontou o rabo para mim e minha mãe tratou de abrir bem sua bunda.

Eu fui encostando a cabeça do pau e forçando sua entrada, mais era muito apertado e além disso minha tia já se queixava de dores no rabicó.

Então recuei um pouco, lubrifiquei ainda mais seu anus e voltei a forçar a entrada do meu pau em sua bunda. Aos poucos ainda com dificuldades foi entrando a pontinha da rola e segui introduzindo o resto pouco a pouco.

Quando já havia enfiado mais da metade, ela me pediu para parar e ficar com ele dentro, mas imóvel, pois precisaria se acostumar com o meu pau lá dentro antes deu tentar enfiar tudo.

Fiz o que ela pediu e ficamos ali parados sem fazer nada por alguns minutos. Mamãe olhava bem para tia Joyce, acho que ela estava à espera de alguma reação de minha tia, até mesmo para decidir se também entraria no ferro ou desistiria. Sim meus amigos, ela que já estava ali poderia dar para trás na decisão tomada. Eu ancioso para que minha tia permitisse logo que eu continuasse a fodê-la por trás e incorajasse mamãe a fazer o mesmo.

Finalmente ela deu o aval para tal ação. Eu enfiei vagarosamente o falo até sentir as bolas encostarem na sua buceta. Então iniciei o vai e vem e pude perceber uma resistência inicial de titia, mas devia ser por causa da dor.

Até pensei em parar, mas se eu fizesse isso não sei quando teria outra chance dessas, estava decidido a terminar aquilo e só pararia se ela me implorasse e eu percebesse que realmente ela não aguentaria o tranco.

E para minha surpresa aos poucos ela foi relaxando e se soltando, já não estava com o semblante de dor de antes e ainda tava rebolando de encontro ao meu pau, para facilitar o coito.

Daí em diante foi uma festa para mim, metia sem dó nem piedade no cuzinho de minha tia, que gemia igual quando fodo sua buceta.

- Aí, aí, aí que delícia porra!! Mete esse pau na minha bunda seu safado.

- Tá gostando titia, fala para mim sua puta, tá gostoso dar o cú para o seu sobrinho.

- To amando ser comida por trás Vini! Ahhh mete mais forte, vai mete.

Enfiei com tanto ímpeto que em menos de dois minutos já estava enchendo a bunda de tia Joyce de porra.

Assim que tirei o pau de dentro dela, mamãe já veio caindo de boca e sugando o resto de porra que ficou em meu pau. Se não bastasse isso, ainda bebeu um pouco da porra que escorria do cú de tia Joyce.

Estava muito satisfeito mas queria mais, desejava agora o rabo de minha mãe. Pedi um tempo para recuperar as energias, para acelerar esse processo, lá foi minha mãe novamente me por em condições de jogo com a sua boca, ela havia mesmo se tornado uma especialista em boquetes, nenhuma das mulheres que me envolvi, fazem um oral tão bom quanto ela. Não demorou muito e o gigante tava pronto para a batalha.

Após lubrificar bem seu anus e meu pau, ela montou nele e foi comando a foda, queria controlar quanto da minha tora invadiria seu rabo. E para minha surpresa no de mamãe entrou com mais facilidade, cheguei até pensar que ela estava mentindo sobre nunca ter levado rola por trás, e constatei que realmente ela nunca havia dado a bunda antes, pois no meio da foda pude ver sangue saindo de seu anus.

Mas com minha mãe as coisas fluíram de forma mais fácil, e ela começou a cavalgar igual na noite passada quando ela parecia estar flutuando. Eu comecei a mamar em seus peitos que balançavam na minha cara, que sensação indescritível, ter minha mãe agora como mulher cavalgando em mim e sendo mamada ao mesmo tempo. Pensar que a um tempo atrás jamais imaginaria isso. O melhor de tudo é que ela estava gostando de tudo isso, eu tava dando prazer a ela, retribuindo o tesão que me proporcionará durante esse último mês e principalmente nos últimos dias.

Tia Joyce também conseguiu sentir o quão especial aquilo estava sendo para mamãe e resolveu dar a ela uma gozada nesse momento primoroso. Começou a brincar com a xaninha de mamãe enquanto ela sentava na minha vara.

Nós dois estávamos delirando de tesão com toda a situação e chegamos ao clímax juntos, foi arrasador e ela me olhou profundamente com um sorriso que não tinha preço, ver tanta felicidade no rosto de minha mãe foi reconfortante.

Ali, sussurrando em meu ouvido ela me agradeceu por trazê-la a vida novamente. Eu retribui o agradecimento e nos beijamos de uma forma sem igual, foi com certeza o meu melhor beijo, um beijo de amor verdadeiro e intenso na mulher mais importante e especial da minha vida. Ficamos ali sem falar nada, apenas trocando olhares, depois tomamos banho e ela me perguntou:

- E aí filho gostou da "rabada" da mamãe!

- Sim mãe, vou querer sempre comer a sua rabada! Nós três rimos e fomos dormir.

No dia seguinte, logo cedo tia Joyce foi embora, deixando a promessa de que assim que pudesse retornaria, agradecemos a ela por tudo e dissemos que esperaríamos ansiosamente por seu retorno. Algum tempo depois papai chegou, eu e mamãe agimos normalmente como se nada houvesse acontecido e assim meu pai nunca desconfiou de nada.

Hoje em dia eu e mamãe somos grandes amantes, mais do que isso, ela é o grande amor da minha vida e eu da dela. E concordamos ficarmos juntos somente quando meu pai não estiver em casa e assim seguiremos se Deus quiser até o fim de nossas vidas.

Bem, é isso, essa é a minha história, do que ocorreu até agora entre mim e minha mãe. Quero lhes agradecer do fundo do meu coração por terem vivido está jornada junto comigo, agradeço aos que leram e comentaram positivamente, aos que comentaram negativamente e aos que apenas leram. Foi muito importante para mim desabafar aqui com vocês e expôr algo que me deixa extremamente orgulhoso e feliz, sei que relação entre mãe e filho sofre muito preconceito, mas quando o sentimento é verdadeiro, isso se torna uma barreira tão pequena e insignificante, a vocês que passaram ou estão passando por isso, meu conselho é sigam seu coração e sejam felizes.

Todos os contos que precisei escrever para relatar a minha história são importantes, mas para mim esse é o mais importante. Pois, antes de escrevê-lo, eu abri o jogo com a minha mãe sobre eu estar contando a nossa história aqui na casa. Ela leu todos e reagiu bem, até melhor do que eu esperava. E então decidimos escrever este juntos, pela primeira vez ela teve participação na autoria do conto e foi realmente muito especial para mim. Então espero que esteja à altura das leitoras e dos leitores que me acompanham. Desculpa alongar tanto esse conto, mas não podia terminar sem deixar o meu muito obrigado à todos vocês e quem sabe até à próxima!!!!!!!!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/02/2019 20:56:12
Parabéns, Vini. Belíssima série, nessa epopeia com a mãe. Excelentes partes, sedutor, tesudo...incestuoso. Também cheio de orgasmos bem carregados. Fica aqui meu comentário e nota. Sem dúvida dez. Visite meus contos quando quiser. Bjs babados.
13/02/2019 20:21:55
Que delicia de família. Bati pumheta enquanto lia do inicio ao fim S2
12/02/2019 03:19:34
Terminou muito, muito bem, nota 10 apenas pq nao tem nota 1000. Se puder visite meus contos
12/02/2019 02:38:05
Dlc
11/02/2019 18:00:16
Exclente me deixou cheio de tesão
10/02/2019 22:27:22
Um ótimo conto e ate o próximo
10/02/2019 21:11:28
Delicia de conto, minha esposa tb é bem putinha safada, confira nossas aventuras... Temos um blog para casais liberais: http://clubedosmaridoscornos.blogspot.com




Online porn video at mobile phone


amarrei a travesti pisuda e sentei e mamei na sua vara boacabeçao gg gosadas ptCodornas tênis gemendo XVídeosEu brico no colo do papaiCasada de sortinho sarando na piroca do cornoloira e judiada levando com forca na boca e na bussetamae e filho trazando ele goza detro delasnegao roludo mente ei gey vijenao resisti a o rabetao da gostosa da maninha e acabei trasando gostoso com elaespoza esitada com. a pau do amigo do maridoporno comendo em dois e explodindo cu ea buceta da novinha atéh ela cagarporno de lingua dençendo a guelaxxx cavadinha sendo molestada no carrocontoerotico eu namorada mae e tioduas sessentonas colando as xerecasbranquelo come e chupa buceta da criuola escravaamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gayconto nehrinha safada mamda empurrar tudo ate o talomameicontosvídeos porno braseiro putona brasileira lavado ropa no cintal e fude com seu cunhado bem dotadoDei O Cuzinho Pros Angolanos Contos Eróticosver somete vidio alugaro uma mulher pra fude na chacar mais ela nao que da o cu comedoo cara e pauzudode shortinho vizinho me comeu u facil,tadinho do maridinhoclitoris vantajososcontos eroticos eu era bem novaContosSexo anal gays x novinhosfilmes pornô lambuzada pelo pazes as panteraspolicial corrupto usa a farda para conseguir mulheres parte 2ver videos pornoo com coroas punheteiras e gozadas fartascontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigopornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmoxvidios casada en apuropica hxh belem para conto porno paixao escandalosaMenininhas inocentes se convenceu e gosou na pica gigante videos pornovideo pornotirando peos en el bañoponto não. quebrau. cabaso da vigebucetas grelo dedo e choupadas pornocontoincestosconto lavador de carro pauzudoxvídeos i****** filho tenta fudera mãe e ela não quer dar mas acaba conseguindoxividio o viado nao vai agenta o pau do nagaoMulheres casadas e recatadas. Contos eroticos.pornodoido mãe encina garota #3eintiada transano con seu padrasto ei vido caserocontos comendo minha vizinha negra bundudaPriscila soca vibrado na bucetasexo gai urso parrudos chegou de viagem e foi dar uma foda xvideosmeninas caiu no zap rebolando deixado moleque excitadomulher nao que da bro ome ele tira o pau pra fora ela comesa ase amolese pornovirgemcasadoscontosconto eroticos de sentadacontos eroticos filha 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 aninhosbem quietinho cornituderelatos e contos caseirosde filhos que fragaram suas mae f sexo pornocontos eroticos agresivos de meninas lesbicas gostosas virgenswwwxxvideo pegou irmao desacordadoContos eróticos transando com o genro e a diaristacontoseroticos/nicoleavelin/autoramae icestuosa desabafo de maequero ver filme pornô com mulher nunca troco fio jogo da Live Jaraguá colocar achei até chorarpornodoido chupando.teta da netinhawww.minha esposa.netaqiabaixar vídeo de putaria de mulher fresca daquelas gostosas do cuzãoconto narceja porraexecutiva casada puta de negao contosConto dei a buceta para o meu pai i eli gozo dentroContos eroticos pilotarconto peao roludo matagalver vidio defilho meteno .na mae gozano na buceta delacontos erotico de puta querendo rolaxexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delaxvideos indigesto estrupadas pelo irmaotio violeta sobrinha xvidioApaixonei pelo amigo do meu pai contos eroticos agycontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgepasando a mào na buçta da gostosavideocurtomagrinha e roludohttp://comto erotico massagista erotica colocando dedo no cú da menina virgemContinuasao do video porno do pia esfregando na mae video chinescoroas peladas com o corpo melado de margarinaxvideo corno filma esposa bebendo caldinho na cabeçaaregasando a busetada tiahttp://comto erotico massagista erotica colocando dedo no cú da menina virgemcontos erotico saido escola onibuscontos o negao jumento aposentadomulher de sainhatrasando