Convidado a participar de um Gangbang


Um conto erótico de D.M.
Categoria: Heterossexual
Data: 10/01/2019 13:46:37
Nota 9.67

Eae, galera!

Desculpa a demora, mas acabei ficando enrolado pra soltar os contos. E aqui vai mais uma narra tive do que aconteceu comigo anos atrás. Essa aqui foi a primeira de muitas loucuras que surgiram no decorrer dos anos que irei contar para vocês nas ordem dos acontecimentos.

Dessa vez, eu participei de um primeiro gangband, sexo grupal de vários caras com um mulher.

Cheguem ai e acompanhem essa loucura comigo...

Passaram 3 semanas depois que eu fui pra aquela casa de swing com a Carla, era uma sexta feira a noite, voltando da academia eu recebo uma ligação.. Olha só, era o Julio, aquele cara que, junto comigo, comeu a Carlinha rabuda em seu aniversario. Lembram dele? Eu voltando pra casa ainda no carro, atendo a ligação..

- Alô..

- "D.M"? Eae, brow.. aqui é o Julio, lembra? Do aniversario da Carlota..

- Eae, Julio, lembro sim, mano! Tudo tranquilo? Eae, o que me conta?

- Estou " só de boas ", cara!! Então, deixa eu perguntar... tava querendo saber se você topa participar de uma parada legal..

- Fala aí, meu! O que seria?

- Cara, é uma mina amiga minha e de uns colegas meu, o que acontece né? Ela sempre foi uma cachorra safada, putona mesmo. Sempre atiçando os homens do bairro, mas agora ela ta indo se casar.. Falou que ama o marido dela e está disposta e ser de um homem só a a partir de agora. Mas, ainda queria uma ultima foda completa daquele jeitinho que ela ama.. Ser tratada como uma piranha recebendo varios machos..

- Eita porra, cara! Conta isso ai direito..

- Hahaha, Sabia que ia ficar surpreso! Então, cara, é assim.. Essa gata é uma safada que é louca por uma putaria das boas, ela uma vez deu pra mim e dois amigos, que vão juntos também. Nós três devoramos ela, fora as outras coisas que ouvimos ela falar. Isso, sem comentar o que a galera falava dela. Cara, nós acabamos com ela, deixamos completamente arrombadinha. Depois desse dia ela ficou louca por receber mais, até que sumiu. Ficamos sabendo que ela ia casar, ai mandamos uma mensagem falando sobre isso e ela disse que queria uma despedia com nós três, como da ultima vez, só que peguntou se não podia chamar chamar mais alguém pra fechar com chave de ouro. Disse que até 5 estava bom. Ela falou que esse sábado estaria pronta pra ser o lanchinho, e fazer da mesma forma que ja fizemos antes. Um dos meus amigos chamaram um e eu resolvi chamar você.

- Caraca, mano, que safada..

- Você não tem ideia.. Do mesmo jeito que a Carlota, piranha que ama uma pica preta e grande.. Uma não,sempre recebe mais que uma. Como disse, ela quer 5 agora, eu e meus dois amigos ja estamos juntos nessa, um deles já chamou o quarto, ele é o Arantes.. O cara tem um braço no meio das pernas. A Safada vai sofrer. E como faltou um, eu pensei em você, lembrei de como deixamos a Carlota acabada.Tu é um branquelo mas foi quase um negão no dia, ja te considero. Se tiver afim de dividir a safada comigo e mais 3 parças, só avisar. Já digo logo, a mina é cachorra, muito mais que a Carla. Carla é fichinha perto dela

- Oh louco, cara! A safada ta disposta a levar 5, eu topo sim. Quero ser mais um a arrebentar essa safada então. Porra! valeu a consideração. Demorou. Confesso que nunca havia divido mulher com mais de uma cara. Sempre comia só mesmo, mas naquele dia com a Carla, foi muito bom ver a safada se acabando.

- Aeh, Cara! Assim que se fala. Sabia que ia topar. Falei de você pro meus manos, como detonamos a Carla naquele dia; Vai ser muito louco. Vou te mandar meu endereço, de lá nós vamos pra casa da safada. Vou fechar então. Já aviso, a mina é puta, vagaba mesmo, não tenha dó não, ela amar receber por completo. Pena que vai casa, fazer o quê. Mas assim, depois que entra nessa putaria de grupal, meu amigo. Quero ver você sair.

- AHHAHAAH, é assim que as coisas funcionam. A putaria dura ate você achar alguém certo. Pelo menos ela liberou mais uma vez. Eu to gostando até o momento.. valeu, hein! Combinado então..

Julio me passou o endereço mesmo e sabado de manha eu sai direto pra sua casa. Longe pra carai, mas cheguei lá, estavam ele lá com mais 3 caras, todos negão também, fortes, pelo menos eu tinha altura e era forte como eles, dava pra se misturar, galera muito firmeza. Não lembro os nomes deles, lembrava do Julio, que quem leu os contos anteriores ficou sabendo, e o tal do Arantes que era grande, parecia um segurança e era o que tinha a jebba maior de todos. Ficamos conversando sobre a Carla e varias outras besteiras, depois falamos dessa safada que ia nos receber, seu nome era Jaqueline, mas os caras chamavam de "Jaque bebe leite", três deles, incluindo o Julio ja havia devorado a safada e ela estava repetindo a dose com mais dois dessa vez.

Esperamos ela avisar que estava pronta e fomos lá, meia hora de carro, foram os 5 em um carro só, no carro de uma deles, se não em engano era o Paulo, não lembro muito dos nomes deles, mas acho que era Paulo mesmo.

Chegamos lá, casarão da porra! Uma chácara. O portão foi aberto e entramos com o carro mesmo, jardim enorme em volta, paramos o carro um pouco antes da casa, tocamos a campanhia e veio a moça nos atender. A porta tinha um vidro no meio, dava pra ver ela vindo. Ela tomava uma taça de vinho na hora, deixou em uma mesinha veio até a porta com um vestido preto, transparente e bem curto, mostrando aquelas coxas gostosas.

Abriu a porta e ficou encostada nos olhando e rindo. Que mulher linda, gente! Que linda mesmo.. e Gostosa demais! Corpo de modelo, estilo essas de revistas mas com um corpão gostoso acima da media, se posso dizer assim, não tinha peitões grande, mas eram redondinhos que cabia mão cheia, naquele decote do vestido ainda parecia saltar pra fora. Tinha os cabelos pretos lisos, deixava soltos e repartidos ao meio, olhos azuis, pele branquinha partindo ali pra uma morena leve, tinha umas coxas medias mas dignas de encher a mão e uma bunda gostosinha, que quando ela deu a volta, deu pra ver a polpa naquele vestido curto, era bem redondinha e curvada. Linda, linda demais!

Ela abriu a porta, olhou pra gente e riu, convidou pra entrar, beijando no rosto cada um deles e dizendo " Olha só, que homens são esses, parecem mais fortes do que antes. Estão mais gostosos vocês tres, hein... ". Um dos tres que ela conhecia, nao era o Julio e nem aquele que dirigia o carro, ele falou " Estamos sempre melhores pra satisfazer uma gostosa como você " e ela respondeu " Ual, entrem.. vão sempre entrando... " deu uma pausa e passou pelo Arantes " E quem é esse aqui, que grandão, será que é grande por completo " e E quando chegou minha vez " Opa! olha o que temos aqui.. Quem é esse gato barbudo, branco e forte desse jeito? "

Julio que chegou falando " Esse é o nosso quinto convidado, pra dar um diferenciada.. É colega meu, você vai gostar. É um negão como você gosta na pele de um branquelo " e riu olhando pra mim..

Ela respondeu " Se for como eu gosto, ta otimo "

Ela deixou todos nós passar e fechou a porta em seguida, tinha um cortinas daquelas de plásticos na porta que escondia o vidro, ela fechou e fomos todos pra sala.

Uma sala grande com um sofá de canto no meio da sala, um tapete li no meio com uma mesinha e um colchão de casal no chão mesmo do outro lado do sofá. Ela chegou sentando no sofá que ficava a frente e ficamos na parte de trás, pra ficamos todos os 5 de frente a ela.

Ela ficou ali e levantou as pernas colocando os pes nos sofás, abriu as pernas mostrando que estava sem calcinha nenhuma e e começou a esfregar lentamente sua buceta, que era linda, carnuda, rosinha e parecia bem fechada. Enquanto passava a mão ia falando com a gente enquanto nos olhava.

" Então, meus homens.. Ficaram sabendo, né? Vou casar... Pois é, acabou a brincadeira.. meu marido é lindo, rico demais e vai me dar tudo.. Mas sabem, nem tudo que eu gosto ele pode me dar. E alguns aqui sabem bem o que eu gosto de receber, não é? "

Aquele Arantes ja mexendo na rola pela calça falou " Fiquei sabendo muito bem o que você gosta, mas gostamos de ouvir você falar "

" Olha, que ousado você! Gostei. Trouxe os melhores, né Julio.. Bom, mas continuando, meu marido até me dar o que eu quero sim, mas é pouco pra mim, não sacia minha fome.. Mas eu vou me acostumar com isso. Mas na verdade eu gosto mesmo é de um negão, roludo, preta, grossa, cabeça larga, que me faz engasgar, me faz implorar pra parar, que rasga minha xaninha e soca até o fundo " Nessa hora ela levantou ainda mais o quadril pra mostrar ainda mais a buceta, passou o dedinho em volta daquele cuzinho rosado " Que deixa meu buraquinho largo.. Homem que me detona, me xinga, me maltrata, que me faz submissa. Olha só, eu, branquinha no meio desses caras negros... "

O que havia acabado de falar continuou.

" Você gosta disso aqui então " e já foi abrindo a calça colocando a jebba pra fora.. Rapaz, um braço preto ali. Eu achando meu pau grande, com míseros, de 21 ou 22 cm, nem lembro mais, gostava de medir pelo rosto da Mari, aquele ali deveria ter mais de 25, chutando.. O sobrenome dele era Arantes, e a galera os chamava assim, ele era grande para os lados, mas a tora preta do cara, aposto que ela não fechava a mão. Senti até dó dela na hora.

Ela olhou bem pra ele e fitou sua rola, continuava massageando a buceta devagar, olhou pra nós todos ainda e fez jetinho de dondoca " Nossa, que isso homem? Não aguento isso tudo não. Vocês são todos assim? "

Julio se pronunciou, ele era mais chegado a ela e ja tinham intimidade e foi logo dizendo " Somos do jeito que você gosta ", colocou o pra pra fora e nossa hora todos nós fizemos, os caras abaixaram as calças retirando tudo ja, ficando só de camisa, ja de pau duraço pra cima. Todos eles com rolas grandes que menos de 20 cm não tinha, certeza

E eu la, com o meu, branco né? pra fora. Mas não fazia feio, apontado ja pra cima com tesão de ouvir aquela safada falar. Ela tinha uma voz suave mas de puta mesmo. Dava tesão só de ouvir.

" Nossa, que homens dotados.. Olha só, 5 deles, do jeitinho que eu amo, hoje eu vou ficar detonada... Vai ser a melhor despedida.. Eu pequena desse jeito no meio desses homens todos, o que vocês vão fazer?

Nessa hora, Julio, que era o mais chegado ali, se levantou dizendo " Nos vamos foder essa cadela branca do jeito que ela gosta " Pegou ela pelo braço e a levantou, deu um beijão em sua boca e arrancou aquele vestido de uma vez, rasgando ele deixando ela toda nua. Nos levantamos e ficamos em volta passando a mão em seu corpo, os caras ali nos peitos e eu na bunda dela, ela se virava e beijava um a um, pegava em nossas rolas e e esfregava em sua coxa, passando as mãos e a gente ali agarrando ela. os caras a apertavam e se esfregavam na safada que estava em volta de nós cinco.

Um deles pegou ela pelo cabelo e a jogou no chão de joelhos, arrastei a mesinha bem pra fora pra esvaziar o local, a safada ficou de joelhos no tapete em volta de 5 paus mirados pra ela, próximos ao seu rosto, ela agarrou dois ali e falou " Nossa, como vocês estão duros, parece pedra.. Que tesão é essa por uma safada como eu? Parecem ainda maiores olhando de frente, sera que aguento?"

Um deles pegou ela pelo cabelo e falou " Cala a boca, vadia.. você aguenta sim, Quero ver você engolindo isso aqui " puxou a cabeça dela e meteu em sua boca de uma vez.

Safada foi de boca de uma vez só ja fazendo garganta profunda. Ela aguentava bem mesmo, engolia tudo tocando os lábios nas bolas, pelo jeito era treinada e tinha a garganta boa. Mas também o cara empurrava sua cabeça sem dó, ja dava pra ver seus olhos lacrimejando. O cara tirou da sua boca dizendo " Viu que aguenta ", ela olhou pra ele com os olhos vermelhos ja, saindo baba do pau dele pra boca dela. Outro a pegou pela cabeça e tome de novo no fundo da garganta, dessa vez ele metia forte que fazia aquele barulho. Ela parava de chupar e cuspia no pau dele. Virava o rosto e ja metia a boca em outro, ao mesmo tempo ia tocando um punheta os dois que estavam ao lado. Ela virou até mim após um tempo e engoliu meu ja com a cara toda molhada e baba pingando pros peitos, dois paus em suas mão e a cabeça dela indo e voltando no meu pau, eu agarrava sua cabeça e fodia sua boca, ela me olhava e ria " Branco gostoso ", lembrava muito a Mari, aquela boca profunda, quente e molhada. Saiu do meu pau soltando baba e virou para o Arantes, esse ela não engolia por inteiro, tinha a cabeça ate meio fina, mas o meio era grosso e a boca dela não abria tudo. Ele empurrava e era daora ver ela sofrendo. O outros batia o pau na cara dela, levantava o cabelo, passava a mão nos peitos ou empurrava a cabeça dela só pra ela engolir mais. Depois ela voltava ja toda vermelha e boca pingando saliva.

Os caras não tinha dó mesmo, pegavam pela cabeça segurando e puxando ela pelos cabelos e fodiam sua boca com força sem parar, como se fosse sua buceta. Ela engasgava varias vezes e cada vez que ela parava antes do cara soltar, ela tomava um tapa. Os caras a batia e deixava de cara vermelha, xingavam ao mesmo tempo enquanto ficavam todos com os paus babado ali esperando a boca dela voltar. Ela segurava os paus com as mãos e vinha com a boca chupando com força. O cara colocava o pau na boca dela pra fazer aquela marca da cabeça na bochecha e dava uns tapas de lado. A gente fazia o mesmo, ela revezava cada uma dos paus na boca e sempre dois ali na mão, batendo. Eu também não tinha só quando era minha vez.

Ela revezava com a boca o pau de cada um, engolindo o máximo que podia e babando muito. O tapete ficou molhado, cada pau que ela largava ficava pingando, Ela chupava feito uma puta mesmo, as vezes pegava dois paus de uma vez e tentava colocar na boca, ficava as duas cabeças ali tentando invadir aquela boca linda, ficava lambendo a cabeça dos dois deixando bem molhado. As vezes ela parava com um só na boca e o cara empurrava mais ainda ate chegar com o queixo bem nas bolas. De repente um pau sumia por inteiro na boca da vadia e o cara segurava sua cabeça pra ela não desgrudar. Quando ela tirava a boca, o pau lotava de baba, tentava recurar o folego, mas não tinha tempo pra isso, virava o rosto e já recebia outro na boca. As vezes ela segurava pra chupar só a metade naquele vai e vem rapido da cabeça, mas nao estavamos pra brincadeira e empurrava até ouvir ela engasgar e a boca dela explodir de saliva. Lindo de ver aquela boca pequena toda aberta com os labios em volta de um pauzão grosso. Quando engolia o meu, eu gostava de puxar a cabeça dela pra baixo pra ver aquele rostinho vermelhos e os olhos enchendo de lagrimas me olhando

Um deles saiu e foi pegar o colchão que estava atrás do sofá, empurrou um deles para dar mais espaço e jogou ele no meio da sala, mas bem depois do tapete. Julio pegou ela pelo cabelo levantando seu corpo, deixou a em pé e fez andar ate chegar no colchão dando uns tapas em sua bunda. A gostosa ja estava com o corpo todo vermelho, cara toda molhada, peitos até pingava baba e cabelo bagunçado, jogou ela no colhão de quatro" Fica aí, vadia! Vamos encher essa cadela de rola ", ele foi o primeiro, puxou a safada de quatro, naquela posição que fica com os joelhos sobre o colhão, bunda bem pra cima empinada com rosto pra baixo, deus mais uns tapas na bunda dela servido mesmo que ficou a marca de mão. Abriu bem a sua bunda e deu uma lambida na sua buceta, chupando com toda vontade deixando bem molhada levando até sua bunda, em seguida se posicionou mirando o pau em sua buceta, montou nela ali com as pernas bem aperta, mirou o pau no meio da bucetinha e penetrou de uam só vez.. Ah, eu vi aquela buceta enlarguecer os labios engolindo o pau todo.

Ela estremeceu e deu um urro gostoso Ele socou o pau de uma vez, empurrando fundo e deixando ele parado la dentro. Seus lábios se abriram pra poder entrar aquela tora preta e ela gemeu. Quando ela gemeu, ele voltou com o pau e ai começou as estocadas, as metidas fortes que fazia aquele barulho da coxa batendo. O pau afundava ali naquela bucetinha. Um outro levantou sua cabeça e passou fica ali em baixo, colocou o pau pra cima deitado ali ja chegou afundando sua cabeça pra abaixo pra ela engolir seu pau. O restante ficaram em pé em volta dela com o pau na mão mesmo. As vezes ela largava o que estava chupando, olhava pra gente e nos puxava, ficava com um ou dois nas mãos, soltava o pau da boca e engolia um daqueles que estavam em pé. Quando ela me engolia, eu metia forte em sua boca no mesmo ritmo que o Julio metia em sua buceta, ficava tão molhado, que eu tirava aquele fio de baba e esfregava na cara dela. Ela me olhava com cara de puta e sorria pra mim ja pronta pra engolir outro.

Julio saiu e como eu tava do lado ele me chamou dizendo " Cara, experimenta essa buceta como é apertada la no fundo. Mas soca até o fundo mesmo " e eu fui, ele saiu dela e deu pra ver aquela buceta bem aberta, fui minha vez, cheguei por tras naquela bunda linda, montei em cima da safada. Ela estava daquele jeito de quatro que ficam com a cabeça baixa e a bunda pra cima, com a boca atolada no pau de quem estava em baixo, peguei meu pau e deslizei fácil. Era gostoso mesmo, o começo parecia mais aberto e la no fundo apertava. Ela aguentava inteiro e minhas bolas balançam ali em baixo tocando o começo de sua buceta.

Os caras metia em sua boca sem dó mesmo, revezando um a um, dava ate pra sentir o corpo dela balançando, empurrando o pau todo no fundo da garganta, nem parecia que aquela boca aguentava. Ela babava demais e cuspia nos paus deles morlhando todo o colhão. Eu metia em sua buceta forte, socava por inteiro, escutava ela gemer no meio das chupadas. Julio chegou ao lado dando uns tapas na bunda dela. Ele chegou e falou " Aprendi uma coisa com meu parça branquelo aqui, vou mostrar a vocês " puxou a cabeça dela na direção dele e socou o pau na boca dela como se estivesse fodendo a buceta, ela ficou de boca aberta e ele socava tudo com força e rapido que fazia ate barulho. Baba escoria no canto da boca e ele tirava excesso com a mão, quando ela deu uma engasgada forte e soltou o pau dele, ele tirou toda a baba pedindo pra ela cuspir na mão dele, ele veio por trás dela e despejou a baba la em sua bunda em direção a seu cuzinho. A baba ate escorreu por sua buceta, os caras ficaram olhando. Eu me afastei um pouco e ele foi lá e pressionou o cuzinho dela ja colocando dois dedos de uma vez.

" Preparando o cuzinho da safada com a baba que sai da boca dela. " Os caras começaram a ri e continuavam revezando a boca dela.

Veio o Arantes do meu lado e queria foder a safada, eu dei lugar a ele ficando de lado com o pau pra cima e o cara chegou metendo posicionando o pau grosso e com força socou na buceta dela que ouvi ela gemer e arquear o corpo na hora, o cara pressionou até sumiu na buceta ela, deu ate uma enlanguescida. Ela gritou dizendo

que era enorme e um deles calou a boca dela com com suas bolas. Fazendo ela lamber e sugar elas com a boca ao mesmo tempo que esfregava seu pau na cara dela.

Ela chupava gulosamente a rola de um ali que estava e eu cheguei pra ela me chupar também. Quando ela colocou a boca, segurei sua cabeça e comecei a foder sua garganta ate fundo. Arantes que metia em sua buceta, pegou ela pelos braços puxando pra trás, deitou mais ainda o corpo nela e socou forte, como uma britadeira. Ela até largou os paus que tinha na boca pra poder gritar. O cara metia forte e rápido sem parar puxando ela pra trás pra o pau entrar mais em sua buceta. Era umas estocadas nervosas. Quando ele parou, ela até caiu deitada respirando mais forte. Ele tirou o pau dela e falou " Essa puta aguenta mesmo... " pegou ela de quatro de novo, lambeu dois dedos e socou no cuzinho dela que estava molhado e disse " tem mais um buraco sobrando aqui.... " e saiu.

Veio agora aquele que sempre ficava deitado ali em baixo pra ela chupar " Minha vez de foder essa safada " e chegou colocando a rola e metendo ja forte. Ela nem olhava pra ver quem a fodia, tinha varias rolas ali pra ela chupar e deixar molhado. Ela revezava nossas rolas ali sempre com um na buceta. Quem metia agora reclamou " Porra, seus cavalos. Deixavam a boceta dela folgada. Vou é meter no cu que ainda nao recebeu rola. " Tirou de sua buceta e posionou no cuzinho dela, que no momento estava muito molhado. Acada uma deles faziam ela cuspir baba das rolas deles nas mãos e ele jogavam em seu cuzinho e ele sempre piscava com isso. O cara socou e eu nem vi dificuldade, o cara socou e metade do pau preto dele tava ali atolado em sua bunda. Só vi ela dar uma arqueda ainda pois era meu pau que estava na boca dela nessa hora.

Faltava um ainda meter em sua buceta e nessa hora ele falou " Opa, então sobrou um ai pra mim " E chegou meio que por tras do cara que tava montado nela socando pelo cu, deu uma abaixada e achou um jeito de entrar em sua buceta. Agora ela tinha um na buceta e outro em seu cuzinho, dois ali montado nela em uma posição bem esquisita. Ela gemia e nos xingava e a gente calava a boca dela, os tres ali revezando sua boca.

Depois que um socou nela por trás, começaram a desejar aquele buraco li também " Opa, também quero esse cuzinho ai " E foram um saindo e chegando outro. Ela gemia e falava que tinha pra todos.

Em seguida, minha vez e sentir aquele cuzinho, eu cheguei colocando facil, Pau deslizou e foi.

Quem metia em sua bunda tinha que ficar bem acima e as vezes era ruim e socar. Pois tinha um ali em baixo fodendo sua buceta. Finalmente um deles foi pra baixo, deitando no colchão, ela sentou com sua buceta, o cu ficou livre e era eu que ainda metia.

O julio chegou dizendo " também quero esse cuzinho, mas nao sai dai não, vamos nós dois como na Carla " eu vim meio de lado com minha jebba atolado ainda no cu dela, o Julio puxou a bunda dela e colocou a cabeça do pau ali pressionando, um pouco mais de força e pronto. Dois paus atolado no cu dela rasgando. Ela gemia feito puta. Nos olhava falando que estavamos rasgando ela, tinha uma rola ainda na buceta e dois ali estourando seu cuzinho. Ficaram os dois ali explorando a boca dela.

Eu tirei meu pau de seu cuzinho, parecia nao sobrar espaço e fui la e coloquei em sua buceta. Dois na buceta e uma cu fez ela gritar, mas um deles deu uma tapa na cara dela e fez ela engolir forte em uma metida só.

Arantes veio do nosso lado, saindo da boca dela dizendo "deixa eu ajudar vocês ". Saiu eu e o julio deixando ela de cu aberto ali só pra ele. Ela ainda continuava recebendo na buceta, ele chegou atolando aquele mostrinho dele no rabo da safada e coube certinho. Mas foi aquela entrada bem devagar, ela urrou, mas sempre tinha alguém puxando seu cabelo e fazendo ela calar a boca. Ele ficou la martelando sua bunda em cada estocada e dando uns tapas. Eu e o Julio fomos foder a boca dela. Eu colocava o pau todo ao fundo da garganta, metia forte e ela engasgava. Eu tirava o pau e ela cuspia no chão. O julio ia la fazendo o mesmo, quase molhando quem metia nela por baixo. Foi ai que ele reclamou que ela estava babando tudo sobre ele e levantamos pra mudar a posição.

Arantes desmotou dela deixando aquele cuzinho pra cima bem aberto, ficou dando uns tapas na bunda dizendo " ficou toda arrombada a putinha ", todos sairam dela e ficaram em volta. Ela ficou lambendo so dedos e rebolando, abrindo a bunda e passando a mão em volta de seus buraquinho largo dizendo.. " Estou me sentindo toda rasgada". Julio a pegou pelo cabelo fazendo ela ficar em pé dizendo " ainda não acabou, vadia!

Seu rosto escorria baba, mesmo assim o Julio a jogou de joelhos de novo e ela ficou labendo e passando a ligua em nossas rolas, esfregava o pau ou batia na cara dela com o pau melado. Cabelo por toda a cara também e a safada continuava linda.

Julio a pegou de novo e jogou no sofá, a safada olhou pra gente e falou " Vocês estão acabando comigo " eu olhei pra ela e falei, conhecendo bem eu e ate o julio, só estamos no começo. Ela ficou no sofá daquele jeito que com a bunda pra cima e a cabeça deitada no sofá, eu abrir sua bunda e voltei a socar em seu cuzinho. Cheguei já montando e socando bem fundo metendo forte, o cuzinho dela estava bem laceado mas continuava gostoso de meter, ela esfregava a boceta na hora e gemia gostoso, os 4 estavam ali olhando em pé com o pau duraço. Eu falei " Ela ta querendo receber na buceta dela tambem, vão ficar olhando?. O outro, acho que ele nao tinha colocando atras dela ainda, falou " Quero mesmo esse cuzinho. 5 Rolas aqui e essa vadia vai dar conta de receber todas " E chegou posicionando o pau no mesmo buraco que eu estava, tive que afastar o corpo e deixar ele de lado ali. Ficou duas rolas atolana no cu dela. Veio outro e ficou mais abaixo e colocou em sua buceta. Ficou uma posição desagradável pra porra, mas ficamos ali socando nela. Ate que após um tempinho, o julio sentou no sofár falou " Coloca essa cadela aaqui no meu colo, vamos dar 4 rolas a ela.

Ela montou em cima dele ja empinando a bunda. Ele meteu em sua buceta e eu fui la por tras, o outro chegou e colocou também em seu cuzinho e nós tres ate que dava conta. Veio o outro procurando uma maneira de por em sua buceta e ficamos nos 4 ali com ela no meio. Dava pra sentir cada buraco dela esticando, ela abria a bunda pra caber bem mais e a gente metia sem dó da maneira que podia. Aquela posição não era das melhores, mas tinha 4 rolas socada nela. Mesmo que apenas um ou dois metia mesmo. Arantes subiu no sofá e foi pra boca dela. Safada nem podia nem respirar direito que ele não parava de foder sua boca.

Conforme nós quatros metia, as vezes o pau escorregava, é complicado dividir um buraco com mais uma rola. Julio deu uma escorregada na hora e deles meteu errado, o pau foi direto pra buceta dela e ela ficou com tres ali rasgando a safada só na bucetinha. Ele meteu e falou " A puta ta aguentando tres aqui na buceta, quer vir não, Arantes, o cu dele ficou mais livre. " Ele olhou e falou, quero esse cu só pra mim"e riu.

Ate que depois de umas metidas, retiramos o pau dela só pra ver como estava aquele buraco. Ela segurava sua bunda na hora, e estava muito aberto, cuzinho vermelho bem arrombado. Julio deu um tapa na bunda e falou " olha só o tamanho do buraquinho dela, hahahaha.. Será que o maridinho corno dela vai notar? Ai, Arantes.. Deixamos facil pra você, vem cá "

Arantes estava socando ainda na boca dela quando ele riu e falou "Precisou de vocês dois pra deixar assim? HAHA, Só eu fazia isso sozinho. Deixa que eu vou dar um mais um trato nessa puta "

Ele sentou no sofá com a tora pra cima, pegou ela pelo corpo falando " vem cá, cachorra, senta no colinho do papai " E colocou ela pra quicar no seu pau com o cu mesmo. Ela sentou de costas pra ela e ficou frente pra gente fazendo um cara de puta, aquela coisa grossa invadiu o cu dela na hora que ela sentou, ele pegava ela pelo quadril e fazia ela pular forte no seu colo e ainda metia em sua bunda sem dó. Massageava a buceta dela e socava ate o talo em seu cu que dava pra ver seu pau sumir, depois pegou ela pelas pernas, levantou ela pela bunda e falou " É assim que vocês tem que deixar " deixou o corpo dela erguido pra cima, ele era forte e aguentava ela bem, abriu bem a bunda dela pra gente ver o estrago no cuzinho dela. Em seguida colocou ela pra sentar forte de novo em seu colo. Ela sentava e gemia forte, ele levanta de novo pra ver o cuzinho dela e falava " Coloca aqui que vocês vão sentir folga " Ele manteve ela levantada com o cu pra frente, o cara chegou e passou a meter ela ali mesmo. Quando ele parava, ele tirava ela dele e colocava no seu colo de novo " Vou folgar novamente pra você ".

Metia nela e levantava ela de novo, quando ele levantou que o cara colocou atras ele puxou ela e foram os dois paus em seu cu, dessa vez com o do Arantes junto. Sua buceta ficou exposta e eu fui la meter, os dois subiram no sofá fazendo ela virar o rosto e chupar pra calar a boca dos gemidos. Arantes puxava as pernas dela pra cima pra fica com a bunda toda exposta. O cu dela recebia os dois paus com o meu ainda na buceta. As vezes a gente tirava a rola só pra ver aqueles buracos arrombados, e ficar falando o estrago que fez. Ele a levantava e abria ela toda só pra mostrar como aquele cuzinho estava esfolado.

Foram horas de sexo hard, sem dó mesmo, forte. Era cada estocada com o pau naquela vadia que ela gemia sem parar. A gente fodia ela de todas as maneiras possíveis, enchendo de rola todos os buracos. As vezes de costas pra gente sentada com a buceta atolada em um pau com um cara em baixo, e dois por tras metendo em seu cu de uma vez. Ela abria a bunda pra nos receber e a gente metia forte. Dois ficavam no sofá revezando a boca dela fazendo ela engasgar varias vezes com um ate mesmo os dois na boca. As vezes ficava de frente sentada com o pau no cu e a buceta pra frente recebendo dois paus. Revezamos assim, as vezes levantando seu corpo ou comendo de lado. Sempre recebendo tres rolas e duas na boca. Não ficava um pau fora. A safada gemia muito e gritava alto. Ela nos xingava muito, e falava que estavamos deixando ela acabada, a gente fodia sua boca, seu cu e sua buceta de uma vez só, dava cada tapa gostoso na cara dela ou na bunda, esfregava o pau molhado em seu rosto e ela engolia tudo e cuspia baba e alem de tudo, pedindo mais.

Depois de um tempo enchendo aquela vadia de rola, Arantes se levanta, pega ela pelo cabelo tirando ela do colo de um deles e a joga ela no chão de joelhos dizendo " vem cá, vadia.. mama meu picão aqui, vai " Segurou ela pelo cabelo com as duas mãos, uma de cada lado, ela abriu a boca ele socou fundo, ate o talo forte, metendo aquelas estocadas em sua boca. Ela engolia tudo ele metia como se fodesse uma buceta, tirava da sua boca ela cuspia no chão, ele continuou " baba o chão todinho, cachorra " E continuou metendo, quando ficou um pouco molhado, inclinou o corpo dela ao chão deixando bem empinada de bunda pra cima, abriu o cu dela pra todo mundo " Olha, ta arrombado essa vadia.., fica assim, deposito de porra.. Ai seus negão, vamos encher o cu dessa arrombada de leite e depois vamos da pra ela beber. Fiquei sabendo que é Jaque Bebe leite, né? Agora vai ser Jaque bebe leite de cu ", jogou a cabeça dela proximo a baba no chão, colocou de quatro com a bunda pra cima, fechou as pernas dela, levatou a bunda e pediu pra ela segurar sua bunda abrindo o cu pra gente.

Ele socou o pau ja fundo que desceu pelo cu dela facil, passou a dar uma metidas forte sem controle na bunda dela que fazia uma estalo e ela gemia alto, ficamos ali olhando punhendo pra vir o gozo, logo o pau dele pulsou, ele soltou us urros altos, ele tirou o pau ainda escorrendo deixando o cuzinho dela cheio e falou " proximo ".

Quem sentia que ja estava chegando la, socou o pau em seguida e começou a foder o cu dela, mais uma minutos, diminuiu o ritmo e logo tremeu gozando fundo no cu dela..

E foi assim o terceiro, sobrando eu e o Julio, o julio fez uma cara de que ja estava se segurando, apertou o pau e quando terceiro saiu ele só despejou os jato de porra no fundo do seu cuzinho, nem meteu.

Eu fui o ultimo, e foi esquisito, o cu dela estava cheio de porra ja quase transbordando. Erngui bem sua bunda montando atras dela e finalmente chegou, gozei muito la no fundo, varios jatos e tirei meu pau escorrendo.

Cada uma estava com pau ali pingando o que sobrava ainda de gozo na ponta, Arantes e o outro ja estavam moles, quando enchi o o cu da safada, Arantes veio falando " Espera ai, safada! Fica assim com o cu pra cima " pegou a taça de vinho que ainda estava em cima da mesa, derramou o vinho e coloco em baixo da bunda ela e pediu pra ela soltar e piscar o cuzinho. Que estava bem arrombado.. Chegou hora que colocamos tres paus ali, ela sofreu como merecia e como adorava. Quando escorreu o leite pela taça, ele pediu pra ela ela ficar de jelhos e falou pra todo mundo colocar o pau em cima da cara dela, ficamos uma roda em volta dela o pau jogado em seu rosto e ele pegou a taça, pediu pra ela abrir a boca e despejou em sua cara, sujando todo o rosto dela de gozo e boa parte escorrendo por sua boca.

Ela falou " Engole tudinho, lambe o pau de cada um e engole toda essa porra! Essa é a taça da vadia consagrada e digna de casamento. Esse é sua taça de porra, pra você nunca esquecer os negões que te rasgaram. "

Ela abriu bem a boca e engoliu tudinho, esfregamos o pau na cara dela retirando o excesso, e ela agarrou um por um, lambeu e sugou tudo. Da cabeça até as bolas. Cada uma bateu com o pau em sua cara dizendo " Você está pronta pra casar com o corninho " e em seguida sentamos no sofá, pelado mesmo.

A safada ficou de jelhos no meio da sala ali. Ela estava esfolada. O cu dela ficou bem aberto, vermelhos e a bucetinha no mesmo estado. o rosto estava todo molhado de gozo e baba, cabelo grudando na cara, peitos molhado e ela ainda no meio da poça de gozo que tina no chão

Olhou pra gente falando " Estou toda ardendo. O que vou falar pro meu marido de noite quando ele for me ver ? "

Julio falou " Fala que foi esfolada por 5 como despedida de solteiro ou, nao fica nua na frente dele. Fala que ele te come depois.. Sem falar, que depois disso tudo, você ainda quer dar "

- Não aguento não, estou rasgada. Meu cu arde, minha buceta arde, minha boca parece que tem algo grosso aqui, sinto ate nos labios.. vocês me foderam sem dó

- Mas é assim que você gosta ou faltou algo - Eu disse

- Fizeram do jeito que eu gosto, acho que sou um puta mesmo. Vou casar agora porque achei o cara que gosta mesmo de mim e eu gosto muito dele, mas eu gosto é dessa putaria. Ser esfolada, maltrada.. Ele não faz isso.

- Maridão frouxo. Com uma gostava amante de pica como você, esfolava seu rabo todo dia - Disse Arantes

- Ele não é frouxo, ele me come bem, come meu cuzinho, ele gosta. Mas é um pau e vocês viram que eu aguento mais que dois.

- É muito puta mesmo, " falou o Julio olhando pra mim " falei que era uma cachorra. Ela gosta disso aqui mesmo, aposto que vai casar e vai trair o corno com a gente de novo, e você vai está juntos..

- Ai meninos, parem. Agora é serio mesmo. Um pau só pra mim, do meu marido. Ele que vai me dar leite. Agora.. se ele nao me quiser mais, quem sabe. Mas ele sempre quer.

- Vamos ver quanto tempo aguenta então, disse o Julio.

Ficamos mais po um tempo, cada um ainda foi tomar banho, tinha 4 banheiros ali, meia hora depois a gente teve que sair. Conversamos com a safada ainda, demos uns beijos e ainda por fim, chupou os 5 da mesma forma, garganta profunda, metida forte e baba por todo canto. Ela ja tinha colocado uma saia e uma camiseta, mas só tirou pra ficar com os peitos pra fora pra cuspir e molhar eles todos. Ficou só na chupada mesmo, em volta de 5 rolas. Fez a gente gozar com a boca e sugou aé a ultima gota. Depois que todos finalizaram, era falou pra gente ir e se despediu de nós ainda com a cara melada. Um deles falou pra tirar uma foto dela rodeada de 5 rolas. Mas ela não deixou, falou que se vazasse, ja era. Fomos embora mesmo.

Deixei os caras lá depois de conversar o caminho todo dessa putaria, vim pra casa até cansado. E confesso, foi interessante mesmo.

Em breve tem mais.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/01/2019 19:15:24
Apesar de ter alguns erros de português (algumas pedaços sem coerência, palavras erradas, falta de concordância, repetição de palavras) o conto é muito bom. É bem longo(o que eu pessoalmente gosto muito), não é maçante, apesar de ter um ou outro paragrafo sem coesão. A historinha por tras é muito boa e foi bem contada, a descrição de toda a foda ficou muito bem feita, o estado da personagem, a interação entre os caras e todo o ambiente, ajudaram a imaginar e se sentir na cena. Um dos melhores contos nessa categorial grupal, corrigindo esses erros pontuais, será perfeito. Espero que traga mais contos nesse estilo. Abraço.
11/01/2019 14:59:36
Opa, valeu, galera!
11/01/2019 08:52:10
Que conto delicioso D.M. Fiquei toda molhadinha com a narrativa. Essa menina é das minhas...(risos). Nota 10.
10/01/2019 16:33:21
Que delícia de conto. Acho que vocês fizeram uma boa ação!




Online porn video at mobile phone


viagei a trabalho e meu noivo virou corno o homem me dominou contos eroticos vestido seda coxada buscontos arrebentei com o cu virgem da minha primaprincesa baianopornosexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaconto gay o marrento do bairroMinha mulher adora reparar na piroca dos machoscontos incestuosos papai. trepando com filha casada e genro olhandofotos de bufetas pibgando de tewaoContos eróticos dedadas gostosas na buceta dentro da banheiraestupro esposa contos eroticoscoroasnlobanhoscontos eroticos gauchinha Floriparelato sexi miha noiva a putinha da turmacachorrofodedormao tranzado com. afilhaxvideos nao despensou a novinha caseiromãe bem velha tropa do com filho sexo incesto contos vídeos todos novosver filho fódendo mãe dormindopornochamei minha amiga pra fazer sexo xvidioxvideodo novınha fazendo sexo nos matocache:gSqqIFTr6BkJ:zdorovsreda.ru/texto/2014111101 videos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pageconto enrabei minha neta de novi ano na marraxvideofude.mania.noviamostrano a mae a pica duraleitinho do papai contosvideos de incesto filho sodomizando a maeirmazinha de vertidinho coladocontos eróticos de homens que gostam que suas esposas transem com outroscontoerotico eu namorada mae e tiopasei amao nela eila goistou nuonibuconto erotico curiosasminha vizinha ficouloca pra mim daafilhado acaricia madrinhax video .com subrinha pai deguadei meu leite materno para ele contos eroticos.porno tira tira do cu auiiiiiieu quero ver sexo cetonas gostosona de lindas roupasvídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhoconto esposa com sobrinhocontos rel de urologistaxvideo..maninho do caralhaonovinha do priquito ruivo contosXevedeos cumendo a ex esposa do meu primo vedeos casero CarnavalnazoofiliaContosSexo anal gay coroas x novinhosconto erotico esposa me colocou chifreXVídeos emcoxado a muher da vestido pau para forase masturbando enguando o marido dormexvidiominha namorada dando Viagra ela botou no Danonecontoerotico pai quero dar leitinho pra bbzinhamenina gostosa bumbum de tanajura gostosa deliciosa com priquito de Fora raspado inchadover video do padrasto dorado transano com anovinhasexoirmá vai dormir con seu irmaoincesto encostando a rola no priquito da irmazinha de per no quardodoce nanda parte IV contos eroticoscontos eiroticos leilapornhomens de de sambacancao cossando o pau diro e peludovidios pornnou que mae e filha tranza com o meismconto erotico chuva marromwwwxvideo pai gosa forte reladovideo de gozano na cueca boxervamo abaicha o xvideosporno ero da buseta colico no cuConto erotico enganoContos eróticos de incesto mamae gulosa mamando no pauzaos dos seus filhos e de mais cinco negao em um gang bangwww.tufos gostosa tomando banho no muro de fiu dentalPorno gratis xvideos rola grosso no cu celado no bairroconto erotico minha namorada dançando funk com outroconto gay cagando reformaenteada dorme de conchinha com padrasto e e penetrada.porno incesto com muita seducaolesbica transando com a amiga ate ela vira o zoinhoadoro ver minha esposa transando com negoes dotados masoquistasMoto táxi pega passageira gostosa de shortinho curtoCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.9XVídeos marido com enxaqueca mulher transa com outroContos eróticos de tulavideo porno irmao tarado meteu na irma sem camisinha acabou ingravidando elanovinhas dancani funk peladao mostrano a bucetacontos eroticos de gravidez de gemeas com gravidezcontos peidocomo fuder cadela historias zoofillacontos eroicos cachorra chupa paud homemporno as novinhas cem peito de 8 a 10 perdedo a virgindade pro paiwww.xxvideo novinha desliza sobe e deceSou tarado por beijar pezinhos com rasteirinhasporno fabiana e pisudosO vizinho safado do 205Contos eroticos:Fui fodida por varios roludos no cinema chorei de dor e pedir para pararemConto erotico pagou com a bundacoroa pede paRa marido que quer rola de negao dotadocontos eroticos cuidando da cunhada com a perna quebradaPeitao bicudo sendo chupado ebucetinha molhando search sexomulher nao que da bro ome ele tira o pau pra fora ela comesa ase amolese pornocaindo de bocs na rolona xvidio