Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

VIRGEM, MAS PUTINHA ATÉ DEBAIXO D'AGUA! Parte III Final

Um conto erótico de GISELLE
Categoria: Grupal
Data: 29/08/2018 09:20:43
Última revisão: 20/11/2018 15:02:42
Nota 10.00

Terceira e ultima parte do conto VIRGEM, MAS PUTINHA ATÉ DEBAIXO D’AGUA,

Quando demos uma acalmada é que fomos perceber que na porta do quarto tinha gente assistindo minha primeira enrabada e eram os filhos do coroa tarado e uma loirinha que estava junto com eles e então um deles sorrindo bem safado disse:

-paizão... a gente não veio atrapalhar a foda de vocês... mas como a porta estava aberta... não tinha como deixar de assistir... foi uma enrabada deliciosa... a gatinha ai debaixo do paizão... sabe rebolar muito gostoso! Mas... se depois da trepada quiserem vir pra beira da piscina junto com a gente... vamos preparar um churrasquinho com os amigos mais chegados!

Eles saíram e tanto eu quanto Jaime caímos em risos com o acontecido e comentei:

-acho que hoje foi o dia que um monte de gente me viu peladinha... o frentista do posto antes do almoço e agora seus filhos e a putinha que estava com eles assistiram em detalhes meu coroa lindão gostoso tirando o cabacinho do meu cuzinho... acho que seus filhos devem ta comentando que o pai deles tava enrabando uma putinha muito tarada de tanto que eu tava gemendo levando pau no cuzinho!

-não se preocupe com isso minha safadinha... meninas lindas como você deveriam andar nuas o dia inteiro pra todos verem a gostosa que você é... tá tudo tranqüilo... a liberdade sexual nessa casa é total... vamos tomar um banho e depois comermos carne assada para repormos as energias!

Durante o banho meu coroa charmoso me cobriu de beijos e carinhos dizendo que tinha gozado muito gostoso no meu cuzinho apertadinho e que eu estava sendo a namoradinha perfeita do jeito que ele gostava e toda safada comentei que também estava adorando ser sua putinha e queria continuar sendo por bastante tempo e então saimos do banho e quando começamos a nos vestir brinquei dizendo:

-nem sei pra que estamos colocando roupas... além de nos verem peladinhos... também nos viram transando!

-pelo que to sentindo minha gatinha taradinha ta adorando mostrar esse corpo lindo e essa bucetinha virgem peludinha pra todo mundo... acho que minha namoradinha vai virar uma freqüentadora assidua nos churrascos dos meus filhos safados... você que sabe... mas fique sabendo que nessas festinhas aqui em casa rola sacanagem da pesada... os garotões além de safados são completamente tarados!

Deixei meu vestidinho vermelho jogado em cima da cama e só coloquei minha sandália de salto pra deixar meu bumbum desvirginado mais empinado ainda e então percebi que meu coroa taradão colocou com uma sunga de banho não muito justa e quando perguntei o porque de não me acompanhar peladão até a piscina ele sorrindo disse:

-bem... pra minha gatinha linda vou confessar que não gosto de ficar peladão perto de meus filhos e dos amigos deles porque tem alguns muito bem dotados e fico um pouco constrangido por esse motivo! Mas... eu não me importo que minha namoradinha safadinha fique nuazinha pra que todos possam admirar a putinha virgem mais gostosa da cidade!

Achei bobagem do meu coroa taradão comparar o tamanho do seu pau com os dos rapazes, mas... nem me importei e quando chegamos à área ao lado da piscina havia 5 rapazes e 4 garotas todos bem jovens anos apenas com roupas de banho e um mulato fortão de uns 30 anos vestido com bermuda e camiseta regata e era quem estava pilotando a churrasqueira. Fui com Jaime cumprimentá-lo que lhe recomendou caprichar na carne pra agradar sua namorada (eu) que estava participando pela primeira vez e o mulato churrasqueiro sorrindo disse que se fosse pelo churrasco eu voltaria muitas vezes. Em cima de uma mesa pequena tinha um micro system onde rolava um som bem legal e então Jaime me levou até uma poltrona de bambu perto de uns vasos de flores e todo safado já foi me sentando no colo dele e todos os rapazes e garotas que estavam na beira da piscina vieram nos cumprimentar com beijinhos no rosto e dava pra sentir os olhares de todos em meu corpinho sensual e toda sacana comentei:

-todo mundo de biquíni e sunga... todos estão tomando caipirinha... acho que não vai demorar a rolar sacanagem ! Mas... será que meu coroa lindão se importaria de satisfazer uma curiosidade?

Jaime sorrindo safado já estava com a mão no meio das minhas coxas bolinando meu grelo... o safado já tinha viciado nisso e disse:

-o que será que a minha putinha virgem mais taradinha da cidade tá querendo saber? Pode perguntar que eu respondo!

-tem essas 4 garotas aqui na beira da piscina e a loirinha que estava com seus filhos na porta do quarto assistindo a gente trepar... meu coroa taradão comeu alguma delas... ou todas?

-bem... quem pergunta quer saber né... bem das 4 que estão aqui na piscina comi só a morena mais gordinha de pernas grossas e cabelos curtinhos e também a loirinha que estava com meus filhos... aquela loirinha é a mais puta de todas que freqüentam as festinhas aqui em casa... todos os rapazes fodem ela... a putinha adora ser abusada... é uma masoquista... adora levar tapas... goza mais gostoso apanhando... os rapazes fazem fila pra comer a safada no fim da festa!

-bem... espero que meu coroa lindão tarado não fique com frescuras com nenhuma delas perto de mim... agora eu sou a tua putinha oficial!

-não se preocupe minha gatinha linda... nem me passa pela cabeça ficar com outra mulher... o meu tesão é todo seu... nunca me senti tão macho perto de uma femea como estou me sentindo depois que nos conhecemos... hoje já gozei 3 vezes com você... duas antes do almoço e agora quando tirei o cabaço do teu cuzinho... fazia muito tempo que não ficava tão tarado como estou me sentindo... você é uma putinha que me deixa louco de desejos!

-hummm... meu coroa taradão dizendo essas coisas pra mim me deixa toda toda... acho que vou pedir pra você tirar meu cabaço da xoxota rapidinho... também to achando que você é o macho perfeito pra me transformar em uma escrava sexual bem putinha... não vou aguentar esperar até me casar pra perder minha virgindade da xoxotinha!

Jaime sorrindo bem safado e já ficando com o pau duro novamente estufando a frente da sunga e cutucando meu bumbum acelerou os movimentos dos dedos no meu grelo inchado e sussurrou tesudo:

-gatinha... quando você não aguentar mais... pode pedir que vou adorar estourar o cabacinho da tua bucetinha igual fiz no teu cuzinho... e pode ter certeza que depois que te comer não vou te abandonar... você é a putinha que eu queria... virgem e safadinha... quando te convidei a primeira vez pra sairmos juntos realmente eu imaginei te levar pro motel e te comer todinha uma ou duas vezes e largar pra la como sempre fiz com as garotas com quem fiquei, mas... você é diferente gata... pode acreditar nisso... e pode se transformar na putinha que tiver vontade que vou adorar!

Toda excitada com tudo que estava acontecendo, falei pro meu coroa taradão que ia pegar cerveja pra tomarmos e ele falou que queria beber da marca de cerveja que tinha no frigobar do seu quarto... e disse que iria buscar pra nos e então sorrindo bem sacana sussurrei no ouvido dele:

-pode deixar que a sua escrava sexual virgem vai buscar... vou adorar servir meu macho gostoso... e também to querendo desfilar rebolando meu bumbum empinado pra que todos o vejam em detalhes... ninguem mandou meu coroa taradão começar com essas safadezas... to adorando me exibir peladinha diante das pessoas!

Jaime sorriu e me deu um tapinha no bumbum quando me levantei de seu colo e saindo em direção aos quartos da casa passei entre os convidados da festa e foi então que me lembrei sobre o comentário do coroa safado sobre alguns dos rapazes serem muito bem dotados e claro que a curiosidade me fez dar uma olhada rápida e disfarçada na frente das sungas dos garotões e deu pra notar que uns 3 dos 5 tinham belos volumes e um deles que estava beijando e agarrando uma das garotas realmente dava pra ver o contorno de um pauzão grosso dentro daquela sunga justa e quando entrei pelo corredor que levava aos quartos escutei uns gemidos bem altos e ao passar em frente a uma porta aberta olhei pra dentro e tomei um belo susto quando vi o que estava acontecendo em cima daquela cama.

A loirinha que meu coroa taradão disse que já tinha comido e era a mais putinha da casa realmente era totalmente vadia... apesar de baixinha e magra a safada estava com um pau na buceta, um no cu e outro na boca e nenhum era pequeno, todos eram grossos e enormes. Os filhos do meu coroa taradão tinha rolas muito grandes, com certeza não tinham puxado ao pai, pareciam ter o dobro do tamanho do pai, por isso meu coroa não quis ficar nu junto comigo por esse “grande” motivo. Os rapazes tarados socavam seus pauzões no cu e na buceta daquela vagabunda tarada que gritava de prazer quando o outro rapaz fodia a boca dela e em segundos ela gritou se contorcendo toda e gozou como uma cadela no cio.

Eles colocaram a puta deitada de costas na cama e chegando perto do rosto dela começaram a punhetar aqueles pauzões enormes lindos e gozaram na cara e sobre os seios dela e um dos filhos do meu coroa esfregou a porra dele por todo o rosto da cadelinha loira que gemia de prazer tomando aquele banho de porra.

Quando me dei conta meus dedos bolinavam forte meu grelo inchado e gozei junto com a putinha e pra minha surpresa na minha mente me imaginei no lugar daquela cadela tarada e sai dali entrando no quarto do meu coroa e fui até o frigobar e antes de pegar as cervejas fiquei ali olhando o que tinha dentro dele e recuperando o fôlego daquela loucura que tinha vivido e foi então que percebi que a safadeza ainda não tinha terminado quando senti mãos fortes me agarrando por trás e senti um pauzão todo melecado esfregando no meu bumbum empinado. Era um dos filhos do meu coroa tarado e até tentei me soltar daqueles braços fortes, mas era quase impossível e logo em seguida o outro filho veio de frente e virei o recheio daquele sanduíche... e senti seu pauzão se alojando perfeitamente entre minhas coxas deslizando e roçando na minha xoxotinha peluda virgem e o que estava de frente sorrindo bem sacana disse:

-então a namoradinha do meu paizão safado que adora comer o cu de garotas novinhas também gosta de assistir pessoas trepando... pelo espelho do guarda roupas vi você assistindo e batendo uma siririca deliciosa... gozou gostoso né putinha... mas eu gostei mais de ver você rebolando dando o cu pro meu pai... meu irmão também adorou te ver rebolando... quando a putinha quiser experimentar uma rola bem grossa como a nossa... é só chamar... você já viu que sabemos como apagar o fogo de putinhas taradas como a loirinha e com certeza do teu também sua vadiazinha gostosa!

Meu corpo parecia que estava pegando fogo sentindo aqueles dois pauzudos colados em meu corpo e o que estava falando comigo enfiou a mãos entre minhas coxas e pegando no meu grelo inchadíssimo bolinou-o deliciosamente e o irmão que estava atrás de mim, seu pauzão já estava duro e deslizava no reguinho da minha bunda e a todo o momento tocava no meu cuzinho que tinha sido descabaçado a pouco mais de meia-hora pelo pai dele e todo tesudo encaixou-o na portinha do meu cu e tentou me penetrar, mas felizmente escorregou e então dei um gritinho dizendo que ia gritar mais alto se não me largassem e eles sorrindo bem safados me soltaram e saíram no quarto e então peguei as cervejas no frigobar e sai, minha xoxotinha virgem peluda parecia mijada de tão molhada que tava, eu tinha adorado ser o recheio de sanduíche dos filhos pauzudos e tarados do meu coroa safado e quando passei em frente aos quartos dei de cara com a loirinha puta que tinha acabado de tomar um banho e ela toda sorridente me cumprimentou com beijinhos no rosto dizendo:

-então você é a famosa namorada do pai dos meninos é... realmente ta dando pra ver porque o coroa quando comentou sobre você na outra festa que aconteceu aqui... disse que tinha conseguido uma ninfetinha super linda e gostosa... você é muito gata... além de muito tesuda... eu vi junto com os meninos voce rebolando levando rola no cuzinho do coroa... você sabe dar gostoso amiga... e com certeza vai ficar melhor ainda! Mas... te olhando agora assim de pertinho... essa bucetinha peluda tua é muito sexy... as meninas que freqüentam as festinhas aqui são todas depiladas como a minha... mas adorei a tua assim... dá vontade de pegar nela... posso passar a mão... só um pouquinho?

Com as garrafinhas de cerveja na mão sorri com tantos elogios daquela loirinha linda tarada e também disse a ela que tinha a visto trepando com 3 machos e dando conta de todos eles e também falei que tinha adorado vê-la metendo com eles... e adorado ver o banho de porra que ela tinha levado e que um dia gostaria de fazer aquilo e ela sorrindo bem sacana enfiou a mão no meio das minhas coxas e em segundos a putinha bolinava meu grelo super inchado e a safada então chegou sua boca perto do meu ouvido e sussurrou:

-quando quiser minha boca no lugar dos meus dedos... vou adorar te chupar inteirinha... adoro machos... mas também adoro bucetinhas que nem a tua... toda ensopada... se você não curtir lamber outra buceta não tem problema... eu gozo gostoso só chupando outra puta!

A safadeza era intensa e rapidinho eu estava encostada na parede com as garrafinhas de ceveja uma em cada mão e a loirinha putinha se ajoelhou entre minhas coxas e grudando sua boca quente na minha xoxotinha virgem sugou meu grelo de um jeito delicioso e não demorei mais que breves instantes pra tremer e gozar na boca da safada que depois de me lamber mais um pouquinho se levantou ficando em pé diante de mim colou seus lábios nos meus e nossas línguas se enroscaram com uma volúpia incrível e ela então me soltou e disse toda tesuda:

-gatinha... você é uma delicia... quando quiser gozar gostoso na minha boca é só chamar... adorei o gosto do mel da tua buceta... deliciaaaaaaaaaaaaa!

Toda essa loucura de ser agarrada no quarto pelos filhos safados do meu coroa e ser chupada pela loirinha puta no corredor não levou mais que alguns minutos e então sai da casa voltando até a beira da piscina e um turbilhão de pensamentos passava na minha cabeça sobre toda aquela loucura que estava acontecendo e apesar de não saber realmente o que eu estava querendo de verdade resolvi que não ia esconder nada do meu coroa e assim que entreguei a long-neck pra ele o safado deu um sorriso sacana e disse:

-minha putinha virgem demorou... já estava sentindo saudades desse bumbum delicioso no meu colo!

-é... da próxima vez que meu coroa gatão quiser mais cervejas acho que voce vai ter que buscar... achei que ia perder o cabaço da minha peludinha... primeiro quando entrei no corredor ouvi gemidos de gente metendo gostoso... quando olhei pra dentro de um dos quartos... a loirinha puta que voce comeu... estava trepando com 3 caras... seus dois filhos e outro rapaz moreno... a putinha gozava que nem louca nas rolas enormes dos safados... pareciam uns cavalos de tão grande... fiquei assistindo um pouco e ai quando entrei no teu quarto pra pegar as cervejas... seus filhos tarados me agarraram... um por trás outro pela frente... peladões e com suas rolas enormes e duras... os tarados tinham me visto assistindo eles comendo a loirinha puta... só me soltaram porque gritei bastante... mas se quisessem mesmo me comer do jeito que são fortes tinham me jogado em cima da cama e me estuprado inteirinha... quando estava saindo pra trazer as cervejas encontrei a loirinha puta e a safada também me agarrou e chupou minha xoxotinha até me fazer gozar... não consegui me desvencilhar dela... você é um tarado pervertido em me trazer num lugar desses... vou virar uma puta que nem a loirinha se continuar vindo aqui!

Jaime todo safado me abraçou e me beijou com volúpia e sussurrando nos meus ouvidos disse:

-então a minha putinha virgem já descobriu que meus filhos são extremamente bem dotados... e pelo jeito gostou de ser chupada pela loirinha puta... senão não tinha deixado ela te pegar... ela é total flex... topa tudo aquela vadia... quando termina as festas ela fica de 4 em uma dessas poltronas e pede pra todos os machos foderem a buceta e o cuzinho dela... já a vi dando pra 9 machos... quando a orgia termina como a putinha é bem branca fica toda vermelha dos tapas que leva... ela uma tarada insaciável! Pode deixar que depois irei conversar com meus filhões pra eles não agarrarem mais a futura “madrasta” deles... eles devem achar que você é mais uma das putinhas que eu trazia pra casa nas festas... e acabava entrando na roda! RSS.

A sacanagem já estava rolando nas outras poltronas ao redor da piscina... tinha casais fodendo e os outros assistindo do lado curtindo a putaria e percebi que meu coroa taradão era um completo pervertido e parecia não se importar com meus “deslizes” e isso me deixava mais tarada ainda e toda safada disse:

-nossa... fiquei de cara com o tamanho dos paus dos teus filhos e do outro moreno que tava traçando a loirinha puta... eles são muito grandes e grossos... aquilo entrava rasgando na xoxota e no cuzinho da loirinha e a safada rebolava que nem uma louca pedindo mais... foi então que entendi porque você não quis ficar pelado aqui... só tem roludo aqui nessa festinha! Seus filhos não puxaram o pai de jeito nenhum! RSS.

Sem um pingo de pudor tirou o pau do meu coroa tarado pra fora e encaixando meu cuzinho tesudo na cabeça dele soltei meu corpo e sussurrei:

-não importa se teu pau é pequeno perto dos outros... come meu cuzinho de novo seu safado... você ta querendo me transformar numa putinha mais vadia que a loirinha da boca gostosa... ahhh... deliciaaa... ahhh... que coisa louca trepar assim com um monte de gente tarada do lado... ahhh... quero gozar pelo cuzinho... ahhh... esfrega meu grelo... aiiiiiiiiii... gostoso!

Meu corpo sentia tanto tesão que era praticamente incontrolável e depois de algumas reboladinhas espetada no pau do meu coroa safado gozei gemendo alto e quando abri os olhos a loirinha puta estava ajoelhada na frente da poltrona e sorrindo toda sacana disse:

-posso participar dessa brincadeira com vocês... vocês são muito tesudos... e essa bucetinha peludinha me deixa com agua na boca!

Olhei pro meu coroa taradão e ele sorrindo sacana balançou a cabeça concordando e logo a boca gulosa da loirinha puta chupava meu grelo inchado me levando a loucura e eu rebolava gostoso espetada no pau do meu coroa gatão... os gozos se tornaram múltiplos e a vagabunda loira sabia como dar prazer à outra mulher... a vadia tinha uma boca mais quente e safada do que a mulata Jussara que tinha me iniciado nesse tipo de prazer.

O tesão tomou conta daquela poltrona, meu coroa taradão se deliciava socando no meu cuzinho e vendo a loirinha me devorando toda e ela toda safada disse pra ele:

-tira teu pau do cuzinho da tua ninfetinha que quero chupar ele... quero sentir o gosto do cuzinho dessa safadinha tarada no teu pau... o gosto da buceta peluda dela é maravilhoso... quero sentir o gosto do cu dessa putinha também... me da teu pau seu safado!

Jaime era bem mandado também porque em segundos fez o que a putinha loira pediu e a safada engoliu aquele pau sem deixar um milimitro pra fora... a safada estava acostumada com pauzão... e aquele sendo pequeno era perfeito pra engolir todinho. Se a safadeza estava boa eu resolvi fazer ficar ainda melhor e me ajoelhando ao lado da loirinha passei a dividir o pau do meu coroa tarado que sentindo nossas bocas chupando seu pau e suas bolas se contorcia gemendo de prazer. A loirinha toda tesuda de vez em quando beijava minha boca e sussurrava baixinho dizendo que eu era muito gostosa e voltávamos a chupar o coroa safado.

Voltei a espetar meu cuzinho no pau do meu coroa e a loirinha tornou a chupar meu grelo, meus seios e beijar minha boca e então percebi que em pé do nosso lado estava um moreno com uma rola enorme e cabeçuda se masturbando assistindo nossa putaria e toda safada eu olhava nos olhos do moreno e sentia que o safado tava louco de vontade querendo uma boca chupando aquele pauzão. Meu coroa curtia meu cuzinho apertado rebolando no seu pau e como já tinha gozado 3 vezes naquele dia o safado se deliciava com sua putinha virgem e então dei uma piscadinha pra loirinha e ela então já pegou o pauzão do moreno e enfiou-o na boca fazendo uma gulosa deliciosa.

A loirinha era uma puta que sabia como dar prazer a todos e toda safada ela chupava o pauzão do moreno e logo em seguida beijava minha boca e eu toda tesuda trocava olhares tesudos com ele... ele sabia que desejava colocar aquela rola magnífica na minha boca... mas... ainda não sabia se poderia fazer isso... mas o desejo era tanto que devagar fui chegando meu rosto perto dele e a loirinha safada percebendo o que eu queria tirou aquele pauzão da boca dela e enfiou-o em minha boca... não consegui resistir e mamei que nem louca... e o moreno safado fodeu minha garganta com vontade... quando olhei do lado Jaime assistia a tudo sem piscar e dando um gemido mais forte gozou pela quarta vez enchendo meu cuzinho de porra quentinha e gozei junto e toda tarada a loirinha passou a me beijar e o moreno todo taradão enfiava o pauzão entre nossos lábios e dando um gemido mais forte começou a gozar... os dois primeiros jatos foram na boca da loirinha tarada, mas o resto foi tudo na minha boca e engoli como se fosse o néctar dos deuses... minha xoxotinha peluda se mijava toda... era muito tesão... incontrolável e cheio de prazer.

Como se tivesse sido combinado um barulho de ferro batendo no outro ecoou forte e escutei a voz forte do churrasqueiroa dizendo que era pra todos se sentarem à mesa enorme de madeira que ia começar a servir a carne.

Praticamente todos foram pra mesa e o churrasqueiro fortão passou a servir o churrasco que estava com um cheiro maravilhoso e no primeiro naco de carne que enfiei na boca me deliciei com o sabor e passei a comer gostoso. Meu coroa tarado se sentou do meu lado direito e a loirinha puta do outro lado e depois de saciarmos a fome de comida ficaram todos por ali conversando animadamente dando um tempo porque com certeza a putaria iria continuar bem quente. A loira puta se levantou e foi conversar com o churrasqueiro fortão que era o único além do meu coroa que não estava nu. Em seguida eu o meu coroa tarado voltamos pra nossa poltrona de bambu com almofadas bem mais confortável que o banco de madeira onde estávamos e tornei a me sentar em seu colo e beijando seu rosto resolvi botar os pingos nos “is” sobre o que estava rolando e também o que iria rolar no futuro e disse:

-Jaime... você é um tarado totalmente pervertido... já percebi que nas festinhas aqui na tua casa rola putaria da pesada mesmo... todo mundo come todo mundo... as putinhas e os rapazes topam tudo e mais um pouco... a loirinha é uma cadela viciada em sexo... seus filhos então... nem sei por que não comeram meu cu e estouraram o cabacinho da minha xoxota quando me pegaram no teu quarto... mas... eu estou adorando tudo que ta acontecendo... adorei o que a loirinha fez aqui com a gente... e o pior é que to com vontade de fazer tudo de novo... acho que vou ficar viciada nessa safadeza... e pelo que to percebendo o meu coroa taradão não tá nem ai que eu brinque com outras garotas e também com outros machos... quando a loirinha tarada enfiou o pauzão do moreno na minha boca que entrou da nossa brincadeira... fiquei com receio de voce ficar bravo... mas você não se importou... e vou te confessar... mamei gostoso naquele pauzão cabeçudo e quando ele gozou engoli porra dele junto com a loira... mas... eu também não achei ruim da loira putinha chupar teu pau... nossa... é muito louco tudo... mas estou adorando! Agora eu quero que meu coroa taradão abra o jogo comigo... tem alguma safadeza que meu macho gostoso não queira que eu faça com outros meninos ou meninas?

Meu coroa taradão me deu um beijo daqueles de tirar o fôlego e acariciando meu corpo tesudo disse:

-Marina minha gatinha morena linda... você já meu o maior prazer que era tirar o cabacinho do teu cuzinho apertadinho... desde a primeira vez que vi esse teu bumbum empinado eu quis comer ele... e foi o melhor cuzinho que comi na vida... pode acreditar... só falta tirar o cabaço dessa bucetinha deliciosa... e com certeza vai acontecer bem depressa... eu sei que você não ta agüentando mais também... mas... você tá liberada pra fazer tudo que tem vontade nas orgias aqui em casa... menos deixar outro macho tirar o cabaço da sua buceta... você é a namorada do dono da casa... tem mais direito que todas as outras putas... e apesar de novinha eu sei que é uma garota esperta e safada demais.

-hummm... adorei saber disso... então vou poder realizar todas as loucuras que minha cabecinha pervertida imaginar... nossa vai ser uma delicia... mas... tenho quase certeza que meu coroa taradão também vai querer que a sua putinha virgem faça algumas loucuras sexuais diferentes e pode ter certeza que vou topar todas... é só mandar... que sua escrava taradinha faz!

-hoje eu não quero mais nada gatinha... já gozei 4 vezes com você... preciso repor os estoques de porra no saco... do jeito que você me deixa louco de tesão vou precisar tomar umas vitaminas pra ficar mais forte... afinal já passei dos 40 anos!

Em seguida o celular tocou e era da empresa de monitoramento dizendo que o alarme da construtora havia disparado e pedia que alguém fosse até la pra acompanhar o que estava acontecendo e Jaime então disse que teria que ir até la pra verificar, mas como não era longe não iria demorar muito e perguntei se queria que eu fosse junto e ele sorrindo disse que não que deveria continuar na festa se divertindo e então o acompanhei até seu quarto pra que se vestisse e ele logo saiu de carro e antes de voltar pra festa resolvi passar uma água no corpo pra dar uma refrescada e assim que entrei no box do banheiro a loira putinha apareceu e sorrindo disse:

-a putinha morena mais gostosa da festa sumiu vim te procurar... quer ajuda no banho... quero abusar da putinha mais um pouco!

-entra logo puta loira safada... eu adorei ser abusada por você... e quero banho com bastante abuso sua tarada vadia!

A loira entrou e já me beijou cheia de tesão e suas mãos percorreram meu corpo me provocando arrepios intensos e logo a safada me fez ficar de costas com as mãos na parede do box e me fazendo empinar a bunda disse:

-empina esse rabo putinha... quero lamber teu cuzinho e tua buceta gostosa... vadiazinha gostosa... tarada... buceta gostosa que você tem... goza pra sua loira safada... goza na minha boca sua puta... me da seu mel... ahhhh... delicia de putinha que você é!

Empinei o rabo e rebolei como ela queria e logo senti uns tapinhas no bumbum e toda tesuda coloquei a mão pra trás e puxando a puta loira pelos cabelos fiz seu rosto se enfiar todo entre minhas nádegas e sussurrei tesuda:

-chupa direito sua cadela de rua... chupa meu grelo com força... se é pra bater... bata direito... sua boqueteira safada... vou gozar na tua boca... ahhh!

Não soltei os cabelos dela e jogando a bunda pra trás quase afoguei a putinha que fez direitinho do jeito que eu gostava e em segundos gozei molhando os lábios da tarada com meu melzinho e a vadia gemendo alto gozou junto se bolinando.

Ela se levantando me abraçou e beijando minha boca ardentemente disse:

-ahhh... gatinha tesuda... que bucetinha mais gostosa... se a putinha tarada quiser eu te chupo a noite inteira... adorei você ter puxado meu cabelo me fazendo enfiar meu rosto no meio do seu rabo... ahhhh... adorooooo ser judiada... sem dó... também adoro levar uns tapas... principalmente de garotas safadas que nem você!

-é... Jaime já me contou que você é masoquista... adora apanhar... pra gozar mais gostoso... quando a gente for brincar de novo... pode deixar que vou te bater sem um pingo de dó! Agora vou ligar o chuveiro pra dar uma refrescada... meu corpo tá pegando fogo de tão quente... tesão de vontade de dar minha xoxotinha virgem... mas... meu coroa taradão disse que só vai liberar minha xoxota pra outros machos depois que ele tirar meu cabaço.

A loirinha puta quase não acreditou quando revelei que ainda era cabaço na xoxota, mas durante o banho trocamos confidencias e fiquei sabendo que se chamava Clara, tinha 25 anos e desde bem novinha era tão taradinha que se masturbava duas ou três vezes ao dia, porém não havia beijado nenhum garoto. Ela morava com a mãe em uma pequena casa de fundos e então a casa da frente foi alugada para uma republica de estudantes e naquele local passaram a residir 5 rapazes de cidades vizinhas que vieram fazer faculdade e após alguns dias Clara conheceu um deles e fez amizade com ele. O safado tinha ficado de olho na garota loirinha que se mostrava toda assanhada mostrando o rabo com shortinhos curtos e a convidou para conhecer a casa e a safadinha bem ingênua entrou pra dentro e o rapaz a levou pra um dos quartos e a encheu de beijos. A taradinha disse que sentiu a buceta pegar fogo e nem se importou quando ele a deixou peladinha e não demorou nem 5 minutos pra que seu cabacinho fosse arrombado. Clara toda safada me contou que quase nem sentiu dor, mesmo o rapaz tendo uma rola grande e o safado aproveitou que a putinha estava cheia de tesão e também comeu seu cuzinho e como havia acontecido na buceta, só doeu um pouquinho e ela rebolou na rola dele gozando pelo cu e pela buceta.

Depois que o primeiro tirou os cabacinhos dela os rapazes da republica organizaram uma festinha sexual e Clara foi comida por todos e a putinha além de ter gostado muito de ter um bando de machos fodendo seus buraquinhos depois disso viciou em orgias e bastavam chamá-la que a vadia ia na hora. Clara me confidenciou que depois que ficou esperta passou a trabalhar como garota de programa em uma agencia de acompanhantes e foi assim que conheceu meu coroa tarado que apos descobrir que a puta topava participar de qualquer tipo de orgia passou a convidá-la constantemente para os churrascos naquela casa e ela nunca deixava de comparecer porque além de receber um belo cachê ainda se divertia e comia do bom e do melhor. A putinha loira tarada também me recomendou a satisfazer todos os desejos do meu coroa tarado porque ele sabia ser muito generoso com quem lhe dava prazer e ela tinha percebido que Jaime estava muito encantado comigo principalmente por tirar todos meus cabaços.

Terminamos o banho e saimos do box nos enxugando e toda curiosa perguntei pra Clara sobre os rapazes e garotas que estavam ali naquela noite e ela toda safada deu a ficha de todos. Ela já tinha chupado a buceta de quase todas elas, mas a única razoável tinha sido a gordinha de pernas grossas que meu coroa tarado tinha comido, agora sobre os rapazes, ela disse que os filhos do coroa, o moreno que participou da orgia junto com os filhos no quarto e o outro moreno que eu e ela tínhamos chupado o pauzão dele na poltrona ao lado da piscina eram muito gostosos e sabiam como dar prazer a ela. Quanto ao meu coroa taradão ela dizia que sempre chupava o pau dele... mas que dificilmente dava a buceta pra ele porque seu pau era pequeno demais pro tesão dela e foi então que ela sorrindo bem safada revelou que o macho mais gostoso e que valia a pena mesmo era o mulatão churrasqueiro... ele além de tratá-la como ela gostava... bem selvagem... sabia como dominar uma puta tesuda... tinha uma rola extremamente grande e grossa... a maior que ela tinha sentido até aquela data e toda safada disse que gostava de dar pro mulato pauzudo no fim da festa e o safado também gostava de pegá-la com a buceta e o cu inchados e judiava dela sem dó a fazendo gozar como uma cadela no cio.

A loirinha puta também me confidenciou que o mulato churrasqueiro superdotado tinha falado pra ela que ficou com a rola dura olhando pro meu bumbum empinado e quando eu desse mole ia me enrabar até me deixar com as pernas moles e sorrindo disse pra Clara que isso só iria acontecer quando eu já tivesse dado o cuzinho pra alguns outros machos, porque só tinha dado meu cuzinho pro meu coroa taradão que tinha um pau bem pequeno perto do monstro que a loirinha tarada tinha me descrito do mulato sádico, 23 cm de puro nervo grosso e cabeçudo.

Clara tinha se tornado uma putinha que ganhava grana fazendo sexo com todos que a chamassem pra trepar tanto homens quanto mulheres e com certeza seria uma parceira perfeita pra que me transformasse numa puta de verdade que com certeza eu desejava ser.

Antes de sair do quarto Clara me abraçou e me beijando de um jeito especial me disse que fazia muito tempo que não tinha transado com outra garota tão gostosa quanto eu e adoraria poder fazer isso muitas vezes comigo e sorrindo bem safada disse que podia ter certeza que isso iria acontecer.

Fiquei ali no quarto deitada na cama pensando em tudo que estava acontecendo na minha vida depois que conheci o coroa tarado pervertido e tive a convicção que se a putaria já estava boa certamente iria melhora ainda mais.

Quando pensei em me levantar e voltar pra área da piscina onde devia estar rolando uma sacanagem legal meu coroa tarado entrou no quarto dizendo que o alarme da construtora havia disparado porque um ladrão arrombou uma janela, mas com o barulho da sirene ele fugiu antes da chegada da segurança e da policia e se sentando do meu lado tirou a roupa e beijando carinhosamente meu rosto perguntou por que eu estava no quarto e não la fora junto com os rapazes e as garotas e toda safada disse:

-bem... assim que você saiu vim para o quarto tomar banho... eu estava toda melecada e com o corpo muito quente... tomei uma ducha gelada... a loira putinha veio aqui atrás de mim... e me deu um chá de língua... a safada sabe como chupar uma xoxotinha... gozei um monte de vezes... até acho que foi você que ensinou isso pra ela... porque a boca do meu coroa tarado também é muito deliciosa... depois disso Clara voltou pra festa dizendo que ia dar para o churrasqueiro... alias fez uma propaganda danada do tamanho do pauzão dele... como ele foi o único que tava de roupa na festinha... não pude conferir... mas... achei melhor ficar aqui no “nosso” quarto esperando meu coroa lindo voltar... do jeito que to cheia de tesão... se alguém me agarrar... não sei se iria conseguir dizer não... e ai meu cabacinho da xoxota iria pro saco de algum dos rapazes tarados... antes de você sair disse que já tinha gozado 4 vezes e não queria mais nada hoje... então acho melhor você me levar pra minha casa... porque se você não tirar meu cabaço agora e eu voltar pra festa... tenho certeza que vou dar pro primeiro pauzudo que me pegar... e a Clara comentou que o mulato churrasqueiro ficou taradão pelo meu bumbum empinado... esses machos safados não podem ver um rabo arrebitado que querem comer... e você é o culpado disso... me trazendo pra participar dessa orgia!

Jaime caiu em risos e todo safado me beijou e disse:

-por isso que fiquei louco pela minha morena do bumbum empinado... não fica fazendo tipo... assumiu de vez que apesar de virgem é completamente putinha... e eu acho isso perfeito... quero uma puta de verdade junto comigo... acho que não vou mais deixar você voltar pra tua casa... se você quiser morar aqui comigo... é só dizer que aceita que ta tudo certo! Agora... já que você tocou no assunto... a Clara tem razão... o Jorge churrasqueiro tem uma pica de cavalo mesmo... grossa e com uma cabeça enorme... e o safado sabe foder as putas deixando-as loucas por ele... tenho a maior inveja do pauzão dele... gosto de assistir ele fodendo as putas aqui nas festas... queria que o meu fosse daquele tamanho... ia arregaçar a buceta e o cu das putas taradas... inclusive o da minha morena virgem... sem dó... quando o Jorge pega a Clara de jeito ela nem consegue ir embora de tanto que ele judia dela... adora apanhar na cara a vagabunda!

Aquele papo já estava me deixando ainda mais excitada e toda safada disse:

-to precisando levar uns tapas também pra atiçar ainda mais meu tesão... a loira puta quando me pegou aqui no quarto... chupou meu cuzinho e minha xoxota por trás e me aplicou uns tapas no bumbum e gostei muito... e acho que vou gostar se baterem mais forte... meu coroa taradão vai ter fazer isso na sua putinha safadinha pra me fazer gozar mais gostoso... ou será que terei que pedir pro mulato churrasqueiro depois de judiar da Clara também judiar da tua putinha virgem com seu pauzão de cavalo e suas mãos enormes enchendo meu bumbum de tapas... será que meu coroa taradão vai deixar isso acontecer?

Foi incrível que aquela conversa deixou meu coroa taradão novamente excitado e ele logo estava me abraçando e me beijando em cima da cama entre minhas coxas e já senti seu pau durinho de novo e toda tesuda sussurrei em seus ouvidos:

-me come meu macho safado... quero que goze pela quinta vez no dia socado na minha xoxotinha virgem... tira meu cabacinho de uma vez... me faça uma putinha de verdade... tira meu cabaço seu tarado pervertido... tira agora porque senão volto pra festinha e peço pro churrasqueiro pauzudo arrombar minha xoxota e meu cuzinho apertadinho também... ahhh... fode a tua putinha virgem bem gostoso... ahhh... meteeeeeeeeeeeee!

Jaime levantou minhas pernas e encaixou a cabeça do pau na entradinha da minha xoxota virgem e cravou de uma só vez... senti só uma dorzinha de leve e logo o pau do safado entrava e saia de dentro de mim com força e meu corpo incendiou de vez e rebolando que nem uma louca sussurrava:

-ahhhh... que delicia dar a xoxota... mete... mete com força seu tarado safado... queria meus cabaços... são todos seus safadão gostosoooooo!

Meu coroa tarado não conseguiu se segurar e urrando como um urso gozou gostoso e melecando minha xoxotinha descabaçada com sua porra que certamente não era muita e ficou em cima de mim alguns segundos até seu pau amolecer e escapar de dentro de mim.

Jaime todo ofegante sussurrou dizendo que seu coração parecia que ia sair pela boca de tanta emoção que sentiu tirando minha virgindade e logo em seguida o pervertido pegou o lençol todo manchado de sangue do meu cabaço e disse que ia guardar como um troféu e então fomos tomar banho juntos. Apesar de não ter sentido dor em ser desvirginada até que saiu bastante sangue ficando uma mancha vermelha bem grande no lençol.

Meu coroa tarado saiu do banho primeiro e se enxugando disse que ia se deitar porque queria descansar, aquele dia tinha sido cheio e no outro dia de manhã teria que acordar cedo e perguntou se eu iria querer ir pra minha casa ou iria ficar na casa dele e sorrindo disse que iria ligar pra mãe pra não deixá-la preocupada dando a desculpa que iria dormir na casa de uma amiga e toda sacana sorri dizendo que agora que não era mais virgem iria voltar pra piscina pra assistir a putaria que devia estar rolando la fora e Jaime disse que com certeza eu iria gostar do que iria ver e após Jaime se deitar na cama fiquei um pouco ao lado dele até que adormeceru e então coloquei minha sandália de salto empinando meu bumbum durinho e sai pelo corredor e não dei mais que 15 passos quando dei de cara com o mulatão churrasqueiro peladão e ao vislumbrar o que aquele macho tinha entre as pernas vi que tudo que havia escutado de Clara e do meu coroa taradão era a mais completa verdade... era uma pica negra de tamanho cavalar e mesmo mole se mostrava imponente com um saco também enorme ornamentado aquele macho perfeito e sorrindo sacana ele disse:

-opa... a Clara me mandou procurar a ultima virgem da cidade... você sumiu gata... sentiram a falta da moreninha do bumbum perfeito!

Toda safada dei uma voltinha em cima do salto e empinando o bumbum pra ele sorri sacana dizendo:

-A loirinha puta com certeza revelou meus segredos pra você né seu safado... e ela também me contou duas coisas sobre você e uma da pra ver que é a pura verdade... mas a outra acho que não! RSS.

-bem... relmente a Clara é boca aberta... mas... o que aquela cadelinha de rua falou sobre mim pra morena linda?

-bem... você era o único que estava com roupa no churrasco e não dava pra ver que realmente você tem uma rola muitooooooo grande... nossa... nunca vi uma desse tamanho... acho que nem em filme... só que a putinha loira disse que você ficou de pau duro olhando pro meu bumbum arrebitado... mas já faz algum tempo que to toda empinada pra você olhar direitinho e não to notando ele ficar duro por minha causa... e pode olhar bem de pertinho... porque já não tenho mais nenhum cabaço... Jaime tirou o da xoxota que estava faltando!

O mulato fortão quase nem esperou eu terminar a frase e já me segurou pelos quadris por trás me encochando firme e logo senti aquela rola de cavalo crescendo entre minhas coxas e toda putinha sussurrei:

-nossa... já to sentindo que ta ficando enorme... ahhh... você não ta pensando me comer né... eu perdi o cabacinho do cu e da xoxotinha esta noite e o pau do Jaime é bem pequeno perto do teu... se o dele doeu um pouco... imagina o teu... se você quiser brincar comigo sem me penetrar eu topo qualquer coisa... até aceito levar uns tapas no bumbum... a Clara também comentou que você adora bater nas putinhas... to louca pra experimentar tudo no sexo e me tornar uma putinha completa!

O mulato me virou de frente e me levantando do chão com seus braços fortes segurando meu bumbum me fez passar meus braços em volta do seu pescoço e colou sua boca de lábios grossos na minha boca ávida e me beijou com uma volúpia intensa e foi me carregando até um quarto pequeno com uma maca e duas poltrona de couro e me colocando de 4 na poltrona se ajoelhou atrás de mim e enfiou o rosto entre minhas nadegas e começou a me lamber do cuzinho até meu grelo com sua língua grande e quente me incendiando de vez e toda tesuda gemi e sussurrei:

-aiii... que boca gostosa você tem... seu safado pauzudo... adoro ser chupada... chupa com força... que linguão gostoso... ahhhhh!

Logo senti um tapão bem forte no bumbum e quando pensei em dizer que tinha doido levei outro e o mulatão disse todo macho:

-rebola mais sua putinha safada... cadelinha de rua... rebola na boca do teu macho que vai te comer todinha... rebola vadiaaaaaaaaaa!

Tomei mais dois tapas bem fortes e a dor misturada com prazer me fez gozar no ato e gemendo bem alto me contorci toda sendo lambida por aquele macho delicioso e o safado percebendo que o prazer tomou conta do meu corpo se levantou e encaixando a cabeçona daquela rola cavalar na porta do meu cuzinho todo salivado pela sua língua deu uma fincada firme... não teve como não gritar me sentindo rasgada ao meio... a cabeçona pulou pra dentro do meu cuzinho... o medo me fez dar uma trancada, mas aquele mulato pauzudo sentindo isso me deu dois tapas bem fortes na bunda e me pegando pelos cabelos puxou forte e todo tarado disse:

-relaxa vagabunda senão vai doer muito... e não to nem ai... pode gritar o tanto que quiser... teu cuzinho é meu... e vou te comer do jeito que eu gosto... socando até o talo... trata de rebolar na minha pica sua cadela... comigo não tem brincadeira... vai levar pau no cu... e na buceta... e vai apanhar pra aprender a dar pra macho de verdade... rebola na minh pica sua putinha safada... gostosa... tava louco pra te pegar e agora vai levar rola até quando eu quiser... ahhh... gostosa... safada... vadia... da esse cu pra mim... ahhhhhhh!

O tesão de sentir a cabecona daquele pauzão cavalar laceando o meu cuzinho não demorou mais que alguns segundos pra se manifestar e o medo desapareceu e o mulatão tarado foi enfiando devagar, mas com firmeza até colar seu ventre no meu bumbum empinada e eu gritava mais de safadeza do que de dor... eu gostava de valorizar mesmo... e toda safada sussurrei:

-aiiii... você me arrombou seu tarado gostoso... ahhhh... ta doendo... mas é uma delicia uma rola dessas socada no meu cuzinho... adoro levar pau no cu... me come devagar... faz sua putinha morena gozar gostoso... ahhhh... que delicia pauzão de macho... pau pequeno não ta com nada... ahhhh!

Não demorou pra eu rebolar que nem uma louca sendo enrabada por aquela rola cavalar... meus gozos eram múltiplos... o safado puxava meus cabelos e aplicava uns tapas na bunda me mandando dar gostoso pra ele e eu fazia tudo do jeito que ele queria e gozava que nem louca. Meu cuzinho era tão guloso que engolia tudinho sem deixar nada pra fora e era uma loucura sentir aquele sacão batendo entre minhas coxas. Perdi as contas de quantos orgasmos tive e Jorge então tirou aquele pauzão do meu rabo todo arrombado e se sentando na poltrona sem braços me pegou pela mão e me puxando no seu colo disse:

-agora quero essa buceta peludinha... faz tempo que não como uma assim... todas depiladas... você parece uma virgem novinha com esses pelinhos... senta no colo do teu macho... quero olhar nos seus olhos e sentir minha putinha morena gozando na minha rola preta!

Se aquele pauzão enorme e duro tinha entrado até o talo no meu cuzinho com certeza também caberia dentro da minha xoxotinha peluda, mas sempre querendo valorizar o material me sentei de frente no colo dele e pegando aquela rola cabeçuda com as mãos sussurrei:

-nossa... como é grosso esse pauzão... nem sei como entrou tudo no meu cuzinho... será que vai entrar na minha xoxotinha quase virgem... põe devagar tá... eu to louca pra sentir essa rola maravilhosa dentro da minha xoxotinha... mas... nossa... dá medo... muito grande... ahhhhh!

O mulatão me fez passar os braços em volta do seu pescoço e segurando sua rola cabeçuda na entrada da minha xoxotinha segurou meus quadris e todo macho disse:

-solta o corpo bem devagar sua cadelinha safada... você vai aguentar tudo e mais um pouco... você é muito puta morena... bem que a Clara falou que você é puta mais tarada que ela conheceu nos últimos anos... meu pauzão vai fazer você matar o desejo de gozar de verdade... e vai viciar em ser comida por mim... sua vadia... da gostoso pro teu macho... deixa minha rola entrar todinha dentro dessa buceta peludinha... ahhh... deliciaaaa!

Fiz o que aquele macho gostoso mandou e mesmo aquilo tudo entrando rasgando na minha xoxotinha não parei até sentir meu púbis colar no dele e urrando de prazer sussurrei:

-ahhhhh... entrou rasgandoooo... como é grossooo... ahhh... deliciaaaaaaaaa... ahhhh... quero gozar pela xoxota... ahhh... me comeeeeeee!

Em instantes eu cavalgava naquele macho pauzudo e quando meu primeiro orgasmo na xoxota chegou gritei alto sem me importar se alguém ouvisse e logo senti que ia passar por uma nova experiência e tomei um tapa forte na cara que chegou a virar minha cabeça e em seguida tomei outro tapa com as costas da mão voltando e percebi que apanhara na cara era muito mais intenso que apanhar na bunda e em seguida gozei novamente quicando no colo daquele taradão roludo e o mulatão bateu de novo. Meu rosto pegava fogo e o meu tesão se multiplicou e toda tesuda sussurrei:

-bate... pode bater que to adorando apanhar na cara seu tarado sádico... ahhh... eu sei que você adora bater em putas... sou mais uma... bateee que eu quero gozar mais... safado... gostoso... deliciaaaa... aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!

Ninguém mandou pedir pra bater mais... apanhei bastante... e acabeci me mijando toda de dor e de prazer... mas só quando me senti extenuada é que parei de gozar e apanhar na cara!

Quando me levantei tinha saído um pouco de sangue... com certeza um resquício do meu cabaço que meu coroa tarado tinha deixado pra trás com seu pau pequeno e foi então que olhei do lado e vi a loirinha puta sentada na outra poltrona com as pernas arreganhadas se masturbando e gemendo e em seguida ela com um sorriso safado no rosto me pegando pela mão me levou até a maca me empurrando de costas me deitou e sussurrou:

-vou te dar um trato final sua putinha tarada... gozou que nem um cadela... eu tinha certeza que você ia levar pauzão no cu e na buceta do Jorge sem reclamar... ele achava que você era muito novinha... mas eu já tinha te experimentado e sabia que você é puta até debaixo d’agua... safada... gostosa!

Clara colou sua boca sedenta entre minhas coxas e lambeu minha xoxota toda melada de gozo e de sangue e o meu cuzinho inchado e arrombado e gozei gostoso na boca daquela putinha safada e o mulatão todo tesudo ainda não tinha gozado e enfiando a cabeça na minha boca deu um urro de prazer e encheu minha boquinha sedenta de porra e gozei sentindo aquele leite fervente descendo pela minha garganta.

Depois dessa batalha sexual sai daquele quartinho e voltei pro quarto do meu coroa safado e encontrei-o dormindo tranqüilo e depois de um belo banho me deitei ao seu lado e só acordei no outro dia de manhã de conchinha com ele e o safadinho apesar de pau pequeno era bem taradinho porque já estava com ele durinho e cutucando meu cuzinho arrombado pelo mulatão e toda safada passei a rebolar gostoso espetada nele e toda safada pedi pra ele socar com força e ele logo gozou melecando meu cuzinho.

Durante o banho apesar de ele estar com pressa de sair pra sua reunião de negócios ele perguntou se eu tinha voltado pra festa e toda safada disse que sim e tinha gozado muito, mas ele só iria saber quando a gente se visse novamente a noite e ele sorrindo disse que tudo que acontece na casa era gravado por varias câmeras instaladas e iríamos assistir juntos o que eu tinha feito e toda safada disse que da próxima vez ia fazer tudo de novo com ele assistindo ao vivo... eu iria ser mais puta ainda e ele sorrindo me beijou e saiu!

A putaria iria continuar cada vez mais “HOT” com certeza!

Se os leitores quiserem ler os meus contos é só acessar o meu perfil:

http://zdorovsreda.ru/perfil/182301 ou

cliquem em cima do meu nome GISELLE no começo dos contos pra abrir todos!

e-mail: [email protected]

ddddddddddd18dd

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/10/2018 09:08:43
Sensacional!
14/10/2018 01:29:21
Show seus contos...
25/09/2018 13:56:21
Muito bom veja os meus bjs e nota mil
25/09/2018 13:56:05
Muito bom veja os meus bjs e nota mil
15/09/2018 21:47:49
10
02/09/2018 15:30:17
CARALHOOOOOO MUITO BOOOOOM! Continue!
30/08/2018 03:15:17
Muito bom
30/08/2018 01:34:13
Ola gata seus contos sao dwliciosos,mas muito grandes.




Online porn video at mobile phone


conto erotico huntergirls71contoerotico meu tio e minha namorada fudendocasa dos contos eroticos Alê12video porno cavalgada forte so loiras em cacete de 30cmSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhadivididu u casete nu boketeinfermeira escorendo porra 1 minuto2 comedor do pintao sacaneia casada do rabaobotando na buceta pela beradinha do shortexsvidio dois pistoludo comendo gostosapeguei a novinha fumando maconha e chantagiei ela e transei com elaconto erotico gay viado desobediente tem que tomar na caracontos eroticos de homens que gosta de leite materno e chupar bucetacontos eróticos papai.mimha bucetinha ta dodoicontos eróticos meninas de 22 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhosmulher d buceta pequena engastada c pau grandecomtos exitantesconto erotico sou madura vadiasubornei meu primo gay pra comer eleai como doi pucona pornoxvideo casero so no cu de entiada bunda grandechantagiei e comi o viadinho magrinho contosGol contos eróticos Prima com primo gordinha gostosatio tem um pirocao e agsra sobrinha e bota tudo na buceya delamulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideoestrupocontoseroticosdei viagra pra minha irma e nos transamos pornodoidoContos gays passeando de carro vestida de crossdressmae obriha filha virje perde o cabasdo com o padrastocontos velho cacetudo corno fotoscasada coroa video fotocorno secretoWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOSeguas taradinha no cio pigandosegure com a calcinha cheia de galacontoseroticosmae usadas a forcawww. pornodoido lesbicas pretas beijos c salivaxxx cavadinha sendo molestada no carrotitia ve o sobinho de pau duro e da a bucetatravesti virgem falando que ele colocou tudoela conseguiu agasalhar uma rola de 30 cm e grossa na xanaben10 estupando a gwanminha mqe me pediu a toalha e fudemosporno sarando na coroa na frente do corno no onibospeito bicuodo de mulherarrumei um macho bem r***** pra f**** o c****** do meu marido contos gaygrtandoo casadas escandalosasVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretoVr vidios porno no xvidios do teste de fudelidadevideosporno.koasi noviaconto eroticos de sentadanovįnha do sexo anal tuSodomizando mae e filha contostitio safadão mim encoxou dormindo contos gayegua no cio carameteunovinhas deitada dentro de casa na cama com compasso de shortinho todo enfiadozoofiliacontos erótico um gorilacorroas belisca fode com sua filhaWwwcasa dos contos enquilina pagando alugelsou puta do meu tioprodutora cabine erotica spmulher passa muita margarina no proprio cuquero ver vídeo de pornô de mulher gostosa trepando dando a b***** até espumar de perna aberta até escorrer até babar a b*****sexo explicitp com chupaçao de homem em mulherx videos novinha olha homem com pauduro saindo naperna do chostevídeo do Bob Esponja possuído que mata um short aqui tchau coisa possuído Entendeu Tchauxvideos zoofilia cavalo e cachorro virado em ticocontos erotico minha mae insistiu eu fazer nudismoatropelei o pauzudo xvideosxvideo frestinhopenis fino pode sastifaze uma mulhea loira do olho azul me chamou de Zé tacudo e eu falei assim vai tomar no seuchateou a amiga até ela dar o cu vídeo amador mobile mundobicha coroa perga mulherqui desprevinidogatinhas gostosas e perversa .porno de foo dental metendo gostosopono con ma sendo fiolentada pelp filio no cuarto e espanca o cu dea no analMarido faz minete na Esposa até se virminha madrasts mim falou qr pica contochupando buseta labefo pasda mso bocsContos eróticos tarados na madrugadasapateira e chupando a rola do outro comendo o c*xvideo policial comendo a novinha fujonaContos chupei a buceta da janaraprivate relatos eroticos tiro saiu pela culatrao hippie me comeu contomulher dos peito grande mostrando a polpa da bunda da colchões peitão só de sutiãxvideos homen perdendo o cabaco com mulher esperiente fudedeiragay chupando no rancho de pescariacontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigobaixar to fincado atoladinhaconto erótico corno bimulheres dando a b***** nas posições do mais Lambada pau entrando com muita forçaxividio deita vo come teu cucasa dos contos/turbo negroDepois de uma pessima massagem uma transa muito quente-pornodoido