Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Na fazenda, a filha Melissa

Um conto erótico de Fernando
Categoria: Heterossexual
Data: 12/07/2018 20:51:45
Nota 9.93

Neste último ano que resolvi voltar a escrever, resolvi tirar do baú todas as estórias que consigo me lembrar. Algumas são continuações e esta é uma delas. É sobre a continuação do meu romance com Mariana na fazenda e o caso que tive com a filha dela, Melissa. Para quem nunca leu os contos anteriores, recomendo ler os dois primeiros, Na fazenda e Na fazenda, a paixão.

Eu e Mariana passamos os dois primeiros anos do nosso romance como um casal de pombinhos apaixonados. Mariana disse para seu Romeu que eu precisava que ela pernoitasse na casa da fazenda e ele não se opôs. É claro que ele não era tão bobo e sabia o que estava acontecendo. Mas por isto mesmo preferia fingir que nada acontecia, sabia que ele não tinha mais condições de dar prazer à Mariana, e sabia que se me confrontasse ou confrontasse Mariana perderia o emprego. E isto era a última coisa do mundo que ele gostaria que acontecesse.

Então era foda ao acordar, foda depois do café do almoço, antes e depois do almoço, à tarde e à noite. E de todos os jeitos, em todos os buracos, locais, posições. Íamos andar a cavalo e parávamos para fuder na Cachoeira. Íamos à cidade e eu levava Mariana a um motel. Eu levava Mariana algumas vezes ao Rio com o "pretexto" de que precisa da ajuda em eventos na minha casa.

Durante a semana Mariana só ia em casa para dar uma rápida arrumada e e servir as refeições para seu Romeu. Nos fins de semana, quando os filhos vinham visitar, ela dormia em casa. Não preciso dizer que isto me levava à loucura. O filho trabalhava em outra cidade e estudava e era mais difícil vir para a fazenda. Mas a filha, Melissa, vinha com mais frequência.

Vi Melissa crescer desde o começo da adolescência. De menina sapeca até se tornar uma mulher linda. Bem verdade que a beleza estava um pouco escondida porque como o resto da familia, era crente e usava roupas que não ressaltavam sua beleza e sensualidade. Mas ao contrário da mãe (versão anterior), ela tinha consciência da sua beleza, e seu modo de agir, apesar das roupas, preenchiam o ambiente quando chegava. Mas como a mãe, se nada acontecesse na vida dela, estava predestinada a levar uma vida monótona. Namorava o mesmo rapaz desde a adolescência, tinha noivado recentemente e estava fazendo o enxoval para se casar em dois ou três anos.

Entretanto, os acontecimentos que narro a seguir mudaram inteiramente a vida de Melissa. Parte do que eu vou contar soube através dela mais tarde, mas para manter uma ordem lógica vou contar na ordem cronológica. Apesar de crente, Melissa era uma mulher esperta, ligada. Ela farejou que algo estava errado na casa dos pais. Ela começou a reparar que a qualquer pretexto a mãe vinha na casa da fazenda (para trepar lógico), quando voltava estava sempre como se estivesse suada, o rosto avermelhado, o cabelo despenteado. Mas a confirmação de algo estava errado foi a descoberta de uma calcinha fio dental rendada no banheiro. Eu tinha avisado a Mariana para não marcar bobeira, mas ela estava tão acostumada a não ligar para o marido que se descuidou e deixou a calcinha pendurada no chuveiro.

Melissa então resolveu seguir a mãe numa das idas que ela deu até a casa da fazenda. Quando a mãe saiu, ela esperou 5 minutos e foi até a casa da fazenda. Ao chegar, imediatamente ouviu a mãe gemendo e pedindo "me fode, enfia o caralho duro em mim, soca até o fundo, isso, isso, mais forte, bate na minha bunda, bate forte, mais forte, não estava aguentando ficar sem seu caralho, mete na sua puta". E a minha voz "vai piranha, rebola este rabo na minha pica, esta bucetinha está ensopada, uma delicia, eu vou gozar!!!!" E ela "Espera, tira, goza na minha boca, quero beber seu leite quente, me enche de porra". Gozei um monte na boca da Mariana, ela babou, se esfregou na porra. Mariana se despediu "eu volto mais tarde, depois que todos dormirem, quero tomar no cu, nao aguento passar um dia sem ser enrabada".

Melissa ouviu tudo horrorizada, chocada, mas para sua surpesa, super excitada. Sentiu a buceta pingar, algo que que nunca tinha sentido nos seus sarrinhos inocentes com o noivinho. Voltou correndo para casa totalmente confusa. Mas, a noite sentiu que se excitava toda vez que lembrava do que tinha visto. Mas nao sabia como lidar com a situacao. Mas tinha certeza de que iria seguir a mae mais tarde quando saisse para ser enrabada. Ela se preparou para dormir, apagou a luz, deitou na cama, mas se manteve acordada.

Em torno de 10 horas, viu a mae abrir a porta para verificar se ela estava dormindo. Quando a mae fechou, esperou um pouco e saiu de mansinho. Ao chegar na minha casa, procurou um angulo onde pudesse ver sem ser vista. Como estava escuro do lado de fora isto era mais facil. Chegou a tempo de ver a mae fazer um boquete no meu cacete, se impressionou com a grossura, com as veias saltando. Viu a mae passar creme hidradante nele todo, massagear meu saco, viu Mariana se ajoelhar na cama e abir a bunda para exibir o cu lindo, viu eu colocar o caralho na portinha do cu e comecar a empurrar. Para Melissa a cena era maravilhosa, a paixao, o envolvimento, a urgencia, a agressividade com carinho a fascinava. Novamente Melissa sentiu a buceta encharcar. Pela primeira vez ela sentiu que queria ser parte disso. Ela viu Mariana tocar a buceta enquanto gemia e era enrabada, ela viu a mae esfregar a buceta, instintivamente Melissa fez o mesmo, enfiou a mao por dentro da calcinha molhada, esfregou a buceta de cima abaixo, percebeu que havia uma saliencia que estava endurecida. Nao sabia o que era, nunca tinha percebido, esfregou e sentiu prazer, esfregou e sentiu que o prazer aumentava, sentiu ondas que nunca tinha sentido, esfregou mais enquanto observava o caralho sair do cu de Mariana e sentiu ondeas de prazer que aumentavam, sentiu algo que nao conseguia controlar, o corpo todo comecou a tremer, cada vez mais forte ate explodir em algo que ela nunca tinha sentido, que nao podia imaginar, era uma gozo maravilhoso. Melissa decidiu que queria uma parte nesta sacanagem. Custasse o que custasse.

Mal pode dormir a noite. No dia seguinte ficou esperando uma oportunidade de conversar com a mae sozinha. Assim que o pai saiu para trabalhar, Melissa procurou a mae e disse que precisava conversar. Melissa foi direto ao ponto, contou o que tinha visto e ouvido com detalhes, disse que era um absurdo, que era um desrepeito ao pai, a religiao, que jamais iria perdoa-la, que ela uma puta e etc. Mariana porem nao se intimidou. Assim que a filha terminou, ela perguntou, "terminou?", a filha surpresa balbuciou "sim..." Mariana lascou um tapa no rosto da filha e falou berrando"

- Me escuta aqui sua vaca, sou puta mesmo e vou ser puta ate quando eu quiser. Minha vida com seu pai era uma merda, tinha mais de 10 anos que ele nao me comia. E o que e pior eu nao sentia sequer falta de um caralho. Assim que eu comecei a dar para o Fernando tudo mudou. Trepo todo os dias, varias vezes, nao tenho limites, meu macho enche todos os meus buracos com um caralho maravilhoso. E tem mais, seu pai nao sabe oficialmente, mas sabe com certeza. Porque eu nao escondo, eu moro na casa com o meu macho, quando voces nao estao aqui eu nao uso mais estas roupas horrorosas de crente, uso vestidinhos shortinhos, mini saias. E seu pai ve as calcinhas e lingeries que eu uso. E se ele se cala 'e porque consente. Porque sabe que eu nao vou abrir mao desta vida de puta feliz.

- E tem mais, mesmo que voce se case com com este novinho sem graca, eu espero que voce arrume um amante, um macho de verdade, que de pelo menos metade do prazer que meu macho me da. E agora, some daqui que eu tenho coisa bem melhor para fazer.

Melissa desabou num choro compulsivo, tinha sido humilhada pela mae. Tinha feito tudo errado, ela queria o mesmo que a mae ganhava, mas tinha tido um chilique moralista...

No dia seguinte Mariana me contou tudo em detalhes. Percebi que ela estava um pouco arrependida, que poderia ter sido menos agressiva e entender que para uma menina com a criacao conservadora que Melissa tinha tido, o que ela tinha ouvido e visto era mesmo um choque. Mas argumentou comigo que tambem tinha ficado desesperado com a perspectiva da filha ter um casamento mediocre igual ao dela antes. E que de alguma maneira atrapalhasse a nossa vida.

Eu ouvia tudo tentando manter um ar de indiferenca e distanciamento, mesmo porque eu nao sou bobo e sei que macaco nao poe a mao em cumbuca...Mas Mariana me provocava, queria que eu emitisse uma opiniao, o que ela deveria fazer, Mariana achava que tinha que arrumar um amante para a filha para que ela conhecesse os prazeres do sexo. Eu, que no fundo esperava que o felizardo fosse eu so concordava. Mas como disse acima, me fingia de morto. Mariana tentava arrumar uma solucao, mas nao conseguia pensar em nenhum candidato. Mas de repente ela teve um momento eureca, e exclamou "ja sei! Voce tem que ser o macho que vai levar os prazeres do sexo a Melissa, nao consigo imaginar niguem melhor" E eu "voce enlouqueceu? Jamais, eu nao posso, nao quero, e nao vou trepar com sua filha" E Mariana "amor, eu so confio em voce, sei que voce vai trata-la com todo carinho, com tesao, mas tambem com respeito, voce nao acha ela gostosa?"

E eu "nunca olhei ela como mulher, nunca senti tesao por ela, e ela 'e sua filha, nao posso fazer isso" E ela "so pode ser voce, nao confio em mais ninguem, por favor, ela 'e minha filha e precisa de um macho, eu te imploro!!!" Como eu poderia negar um pedido desses, uma mae que esta disposta a colocar sua relacao com seu homem em perigo pelo bem da sua filha? Eu finalmente concordei, Mariana pulou em cima de mim, me beijou locamente, tivemos uma das trepadas mais intensas do nosso romance.

Mais tarde Mariana conversou com Melissa, ela sabia que seria uma conversa dificil, entao primeiro abracou forte a filha, fez carinhos e pediu desculpas e falou "Eu sei que 'e dificil para voce entender, mas eu amo a vida que eu levo e eu sou realmente feliz com o Fernando. Ele me trata com muito respito, carinho e paixao. Cuida de mim e me fode deliciosamente. Sao mais de 2 anos juntos e o fogo nao diminui. Quando voce me confrontou eu entrei em desespero pelo medo de perder tudo isso. Se voce fizesse um escandalo seu pai teria que sair do estado "estou sabendo, mas vou fingir que nada esta acontecendo" para o estado "estou sabendo e nao posso mais fingir que nada esta acontecendo, tenho que tomar uma atitude"

Melissa respondeu "sou eu que tenho que pedir desculpas mae, esta vida de crente 'e uma merda, sem perceber voce julga as pessoas, e sem ouvi-las condena. Eu nao tenho o direito de atrapalhar a sua felicidade, e se o pai aceita, voce nao esta fazendo mal a ninguem, so sendo feliz. E tem mais uma coisa, no fundo eu fiquei mesmo com inveja, voce tendo aquele prazer enorme, intenso, e eu com meu noivinho crente que mal pega nos meus peitinhos e que quer se guardar para o depois do casamento. Eu vi meu futuro triste ali e queria muito estar no seu lugar, quando dei por mim minha vagina esta ensopada, a calcinha melada, minha respiracao ofegante..."

Mariana ficou mesmo surpresa com a reacao da filha, mas nao perdeu tempo "voce pode ter o mesmo filha, ate agora ninguem sabia da minha vida dupla, para fora eu sou uma mulher casada, crente, temente a Deus e que leva uma vida seguindo os preceitos...Mas para fora... Voce pode fazer o mesmo, casa com seu noivinho, vive para fora uma vida de crente, mas arrume um macho que te faca mulher. Tenho certeza que seu maridinho nao vai desconfiar, mas se descobrir vai ficar quieto com seu chifre na cabeca, aonde que ele iria arrumar uma outra esposa como voce?"

Melissa "mas como eu vou arrumar um amante? Tenho muito medo de encontrar um safado que depois de me comer vai sair espalhando que me comeu e assim destruir minha vida"

Mariana "eu tenho a solucao, pelo menos a curto prazo, conversei com o Fernando e convenci ele depois de muito pedir a te fazer mulher completa a te levar a lugares e prazeres que voce nunca imaginou, voce quer?"

"Mae, voce esta falando serio? Ele aceitou, voce vai levar isso numa boa? Eu quero muito, muito mesmo, se for ok para voce"

Mariana "fui que propus a ele, como eu disse, quero que voce tenha uma vida plena, diferente da que eu tive, vou falar com o Fernando e vou te preparar para a noite dos seus sonhos"

Mariana confirmou comigo entao, eu mais uma vez perguntei se ela isso que ela queria mesmo, ela confirmou novamente. Em casa, ela se trancou com Melissa no quarto, com todo o arsenal de lingerie que ela tinha. Mandou Melissa tirar a roupa toda, ficar nua. Melissa seguiu as ordens mas ficou com um pouco de vergonha, a mae disse para ela relaxar, se soltar. Mariana e Melissa tinham aproximadamente o mesmo corpo. As lingeries em cima da cama, Mariana mandou Melissa escolher uma, Melissa fascinada nao sabia o que escolher, Mariana sugeriu ela experimentar algumas e separou 3 conjuntos e entregou para Melissa experimentar. Mas ja na primeira ela viu que Melissa tinha escolhido a lingerie para me enlouquecer. Era um conjunto de calcinha e baby doll com tecido de oncinha semi-transparente, que exibia os peitinhos lindos, com a calcinha nao muito pequena, enfiada no rabo. Ali, Mariana soube que Melissa ia ser muito feliz aquela noite. Separou uma sandalia alta preta, fez um rabo de cavalo em Melissa e uma maquiagem leve. E perguntou a Melissa, "esta pronta? nervosa?

Melissa "pronta sim, mas um pouco nervosa..."

Eu quase tive um treco quando Melissa entrar. Uma verdadeira Diva, linda, linda, linda. E um tesao inimaginavel. Mariana fez ela dar uma volta, orgulhosa e nos deixou.

Para quebrar o gelo eu falei "Melissa, voce esta incrivelmente linda, e incrivelmente gostosa"

Melissa "obrigado, mas eu estou um pouco nervosa, nao me entenda mal, eu quero muito, mas ao mesmo tempo estou nervosa, por favor seja carinhoso comigo"

E eu "prometo que vou ser muito carinhoso, vou cuidar muito bem de voce e so vai acontecer aquilo que voce quiser"

Puxei Melissa pela mao, sentamos no sofa e a beijei, primeiro um selinho, depois um beijinho no pescoco, depois um carinho rosto, depois um beijo colocando um pouco da lingua na boca de Melissa, minha mao passeando pelo corpo, ainda por cima da camisola, um carinho nos peitinhos, um carinho no bico dos peitinhos muito duros, senti Melissa relaxando, procurando o beijo, agora apaixonado, se arrepiando com o carinho nos seios, a respiracao um pouco mais acelerada, passei a mao pela buceta e a calcinha ja estava bem molhada.

Puxei-a pela mao e levei para o quarto, nos beijamos novamente, cada vez com maior intensidade. Deitei Melissa e comecei a beija-la em todos os cantos do corpo, puxei a calcinha e tirei e fui subindo, beijando e lambendo a parte interior da coxa, Melissa gemia e se contorcia, encostei a boca na buceta e lambi, eu chupei a buceta de cima embaixo como quem lambe um picole, endureci a lingua e procurei o grelo, encontrei e chupei, Melissa teve um choque, gritou "nao para!!!!" eu acelerei a chupada, enfiei um dedo na portinha, ela pediu mais, senti que ela nao demoraria a gozar, sentir seua respiracao aumentar, ela arfar, se retezar, se coontorcer, gemer, quanse chorando ate que explodiu num gozo interminavel, ela berrava, "Meu Deus o que 'e isso, o que esta acontecendo comigo, mais, mais, mais, eu vou morrer, quero morrer assim" Finalmente, ela desacelerou, se recostou e gemeu baixinho "que delicia..."

Meu caralho estava estourando, eu sequer tinha tirado a roupa, tirei tudo, o caralho em riste, Melissa falou "deixa eu dar um beijo no seu pau?" Nao esperou a resposta, segurou o caralho pela base e beijou ele todo, passando a lingua, e pediu "me ensina a chupar um pau?" Eu falei, "voce comecou bem, agora massageia e lambe minhas bolas,isso, toca uma punhetinha de leve, pe a boca aberta nele como se fosse um picole, isso, chupa e punheta o caralho", senti que nao ia aguentar segurar muito, pedi mais, ela passou a punhetar e chupar mais rapido, senti que a porra estava vindo, ela so gemeu, "vem, vem em mim, goza na sua puta" e eu "isso sua puta, esta uma delicia, vou gozar, engole minha porra, vai, chupa, estou gozaaaannndo, maravilhaaaaaa" Quando eu terminei Melissa nao largou meu caralho, lambia, se esfregava, deixava escorrer, tinha ensopado o baby doll com a porra que escorria.

Fui na adega e peguei um vinho tinto, Melissa nunca tinha bebido, mas aceitou, era a noite da libertacao, adorou o vinho, ficou mais dengosa porque nunca tinha bebido, me beijava apaixonadamente, eu deixei ela nuazinha e acariciava o corpo, senti que que o caralho acordou, peguei a mao dela e coloquei no caralho, Melissa reagiu, "me faz mulher, me fode" . Deitei Melissa com as pernas abertas, nao existe melhor posicao para perder um cabaco, por um lado entregue, por outro lado relaxada, pincelei o caralho algumas vezes na extensao da buceta, Melissa gemeu, empurrei um pouco, Melissa colocou a mao na minha bunda para empurrar, ansiosa, eu resisti, mas empurrei mais um pouco, empurrei mais e senti algo se rompendo, Melissa fez um ai, mas logo voltou a empurrar, o cabaco tinha ido para o espaco, a buceta era uma delicia, apertada, mas ensopada, entrando e saindo, desliazando macio, senti que Melissa se agitava, eu queria que a primeira vez fosse inesquecivel, beijei a boca, ela falou baixinho, esta vindo, vou gozar de novo, vou gozar com seu pau dentro de mim, esta vindo, vindo, vindo, ai, ai, ai, ai, me mata com seu pau, ai, ai, ai, ai, estou gozando, senti as contracoes mastigando meu caralho, que delicia, o que mais eu poderia querer na vida...

Eu deixei ela relaxar, servi mais um pouco de vinho, sentei na cama com a vara apontada para o teto e falei, "vem, senta no meu caralho" Melissa se pos de quatroe veio descendo, segurou no caralho e encaixou na buceta, empurrou ate o fundo. Eu falei, "agora soca, entra e sai, soca ate o fundo e sai" procurei o grelinho duro dela, massageei, Melissa soca forte, senti que eu ia gozar, senti que ela vinha novamente, senti que a buceta mordia mais forte meu pau, foi um gozo maravilhoso, abracados, se beijando.

Um pouco depois, ainda abracados, eu ouvi Melissa solucar, levantei o rosto e lagrimas escorriam, ela chorava. Eu perguntei, Melissa respondeu, "minha mae disse que eu tenho que arrumar um amante, mas eu nao quero um amante, eu quero voce, so voce, mas tenho certeza de que ela nao vai deixar, que foi so hoje, para perder a virgindade e depois acabou"

E eu, "nao chora, engole estas lagrimas, sua mae te ama muito, o que ela fez hoje nao sei se outra mulher faria, entregar o amante para a filha, voce acha que ela nao tem insegurancas tambem? Que eu possa te achar mais gostosa, que fode melhor, voce e mais nova eu poderia preferir voce a ela. Mas nao, voce vem sempre em primeiro lugar e eu tenho certeza de que isto se resolve..." Continuamos a beber mais um pouco, mas fomos relaxando, dando uma preguica e acabamos adormecendo, nus e abracados.

Acordei no dia seguinte e vi aquela obra de arte do meu lado e so pude me sentir feliz, como Mel era linda. A bunda para cima acordou meu caralho, ele sentiu que sua missao ainda nao estava inteiramente completa, faltava comer o cu de Melissa... Peguei um creme hidrante no banheiro e lambuzei meu cararalho, deixei escorrer pela bunda de Melissa ate a porta do cu, com um dedo empurrei o creme para dentro, Mel acordou e gemeu "delicia, empurra mais" Coloquei ela de quatro apoiada na cama e empurrei o caralho para dentro, entrou sem drama, Mel gemeu um pouco, mas soquei ate o fundo, tirei e botei, ela gemia e rebolava, dei um tapa no rabo e ele pediu mais, mais forte, soquei mais e mais o caralho e ela pediu maiss, eu falei, "Mel, esfrega o grelo, esfrega forte, voce vai gozar pelo cu e pela buceta, eu acelerei, ela acelerou, senti minha porra vindo, bati forte na bunda, ela gemia, se contorcia, senti que iamos gozar juntos, quando veio foi um espetaculo, Mel enlouqueceu, falava todo tipo de putaria, de crente santinha a puta em um dia...

Como eu tinha previsto, Mariana nao deixou Mel arrumar outro amante, eu passei a comer as duas. Naquela epoca nao tinha ainda pilula magica, eu era mais novo, mas eu "trabalhava" muito. Mel se casou com o noivinho, no dia do casamento Mel vei "se arrumar" na fazenda. 'E claro que se casou com a buceta pingando meu leitinho... Assim como o pai, o marido nunca reclamou de nada, especialmente porque eu ajudei-o a arrumar um otimo emprego

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
01/12/2018 20:39:56
Pedro adoro incesto, fui criada na pica de PaPAI não chegou a descabaçar mas esporrava na portinha na minha barriga, e na chupeta, nos meus cabelos.
24/11/2018 10:52:06
Essa história de pecado e proibido, sempre mexe com a cabeça das pessoas. Especialmente dessa filha, que se espelhava na mãe puritana e descobriu que no mundo existe outros prazeres. Mesmo casando, essa Mel seguira pelo mesmo caminho. Rs. Beijos da Vanessa.
17/11/2018 12:11:51
Que delícia de conto! Estava numa reunião em família quando li e acabei ficando molhada!! Rs! Parabéns pela escrita, pela história, por tudo! Nota 10!!
30/10/2018 20:56:45
Que delícia de safadinhas! Rabo quente! Parabéns pelo conto, abraço!
11/10/2018 07:02:48
Muito bom gosto quando todos se dão bem, afinal chega para todos, de mais notícias.
04/10/2018 00:12:37
Hummm, achei excitante. Me deixou toda molhada com essa história. Tal mãe, tal filha. De santinhas não tinham nada. Rs. Obrigada pelo incentivo e visita. Publiquei há pouco um novo conto. Um beijo!
Lx
03/10/2018 01:29:10
Muito bom relato. Macho de sorte ter a Mariana e a Melissa. Me identifiquei com o marido da Mariana pois já tenho 61 e minha esposa 35 e é fogosa. Não pude evitar ser corno e contei 2 aventuras dela no meu perfil.
02/10/2018 18:24:56
A Mariana não disse para a Melissa: -¨Faça o que eu digo, mas, não faça o que eu faço¨. Quem saiu ganhando foi vc. Rsrss. Ótimo conto, excitante ao extremo. Gostei e dou nota 10. Bezitos.
23/08/2018 10:49:19
Meu lindo, adorei este relato. Você é simplesmente um catedrático na sua maneira de narrar os fatos. De mãe para filha. Puritanas que se entregaram aos prazeres da carne. Nota máxima pra ti... Estou aproveitando para agradecê-lo pelo comentário deixado no meu conto. Beijinhos...
04/08/2018 14:37:55
Contos deliciosos de ler é a tua marca, querido. Depois da mãe puritana se entregar aos prazeres da carne, agora a filha faz o mesmo caminho. Tudo desenvolvido de forma erótica, excitante. Valeu a leitura. Nota dez e beijocas.
03/08/2018 18:35:56
Excelente conto, narrado com o primor habitual. A história nessa fazenda continuou e bem excitante por sinal. O ponto diferencial foi a mãe ceder o amante para a filha, fazendo-a experimentar as delícias do sexo sem culpas. Parabéns por mais este. Também publiquei um novo conto. Me visite novamente. Bjs.
01/08/2018 11:32:38
Show de conto, as aventuras da fazendo sempre rendendo ótimas histórias. Agora foi a vez da filha da Mariana. Ex-puritana como a mãe e tão safada quanto ela. Coisa de genética, diria eu. Rs. Narrativa primorosa, especialmente nessa transa com a Melissa. Parabéns. Muito obrigada pela visita e comentário. Bjs, Val.
13/07/2018 15:31:38
Muito bom.
13/07/2018 08:06:29
Me deixou completamente molhada.
13/07/2018 04:04:40
Muito bom, se superou




Online porn video at mobile phone


mundobichaporno gay garoto zuando e dandoSocro tarado xvidiosnoiada chupa e bate polheta ate goza xvideoscoroa casada sessentona inteirona fodendo com amante roludocontosexo com mulher sindrome de down dando o cumorena cavala irresistivel não bater punhetawww.relato mulher de corno emgatou com cachorro.com.brwww. vídeo pornovizinha najanela.commotorista madura gostosa de van escolar adora dar a buceta e o cuzinho para alunos contos eroticosvideos primo.fode.prima dormindo egoza detro dabiceta dela ceela veassister buzentas xxx vidios brasileiras gostozas a si mastrubar pra gozarfoda incesta mae dormindo bem profundo tipo estupro putaria brasileira cenas fortes de estrupo mae sexoniversexoa honra da nossa casa contos erótico ouvir contos eróticos da irmã rabuda dando o cuzinho para o irmão bem dotadocontos eroticos papai me comeu e eu gosteiTranzando com as velilhas tetudas debicos grandepornodoido ninfetas pornodoido entrada c SR DE BGODEcontos eróticos enbebedaram meu marido e a min e fizeram uma orgia comigoquitedo gemedo pelada camisinhafilme pornô brasileiro loira bem gostosa lycra Berto FilhoConto porno de incesto de pastopreto esta fudendo amiha vizinha branqinhBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAO dinha que comi o cu da minhA mae bebAda contos,x videos padrastro fodení enteadawww.xxvideo menina colegial mae calvolgandodopou na masage e pasou o pau na bocae gosougarotos tesudos chupando frentistavideo inversão porno sogra comendo o cu do gerodeposito de porra molecadacontos eroticos quentissimo de meninas perdendo a virgindadevedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novosmetessao pai e filhaporno mãe safada bunduda escitando o pal do filhoFamílias nudistas sem tabus todos pelados nas praias e também em casa. Casa dos contos.juhan3.webnode.comconto erotico guto e elainex videos.com enrolando o priquito da novinhachaves enfiando o pau no cu de dona florindaconto erotico gay dei sonifero pro meu filhinho e comi elesou puta e pratico zoofiliavideo com historia amãe seduzindo afilha novingacontos bdsm enfiei uma agulha nos meus seiosconto erotico dei pro meu genrofugio da aula para da buceda e leva gozada tendroxvidios outros puraise basear pornô pai pega filho com a filha transandoConfesso q peguei minha irmã rapando a bucetacontos de homem que puxa e mama os mamilos enrijecidosxxvideoso pau maior do mundo rasgado bucetasvideos de incestos com viuvas bem gostosas e carentes doidas pra gozaremContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoxvideo roubadinha do namoradomulheres de corno manso sem o biquininhocontos eroticos dividaxxxpastorasporno com mae mae tentando risis tirqual bumbum mais bate com a bumbum mais pula com a bumbum mais bate com a bumbum e as loira morena branquinha e azul é a cor morena marquinha Azul quando bate a bunda pula pula pulachupando o grelo de uma loira mulher chupando beijo tchaumenina fode com negro dismarcado.chingando e gritando e fala que vai gozar.xnxxcontos eu e meu irmao fudemos a mamãeXVídeos das mulher ganha em cache foto no meio do vídeo XVídeos com as mulher grávida f****** esses foto no meio dos vídeosexistem homem com penis mais de 40cmtarado polpa gay conto eroticoVer garotos com 16 cm de picasexo com monstrosMeus amigos me foderam bebada contosmeu corno frouxo e chorão contos eroticosconto erotico meu marido me viu dando o cu e gostoucontos eroticos de homens que gosta de leite materno e chupar bucetadoce nanda contos eroticoscontos tetinnha pequenapornodoido mulher sarra no pau dentro da cueca Pizque o cu ai va xvideosconto fodi minha professorasincesto tia e sobrinho ela tenta resisti mad acaba sedendo a buxetinha porno videosXVídeos chifrudo um negao na minho portaxvideocaraspegandoairmandaoutraxvideocontos feminização forçadaporno grátis só gostasse gozando piruzaoencostei meu pau na bunda da minha irma ela ficou brava xvideointiada fode o pai do pau grande e grossocontos eroticos de putas e putosPorno tio rancado o caba o da subrinha novinha inocente gozou no cuzinbo delaLearse:D |zdorovsreda.ruwww.meu vizinho negao me estuprou mundobicha.comx video pornor vovo costureira casada g qostar d jovensContos eróticos de incesto mae que cuzinho guloso e o seu engoliu todo o meu cacetaogozandu naboca da inimigacontos anais + caminhoneiro enrabador da jeba grandegosano defro dotados.sexo pornoconto erotico do andarilho com o gayrapaz chupando o pau do outro rapaz no fundó do onibunsTravecos escura de picas cavalar estrupando violentamente o cabaço do gay virgem porno doido reais emviado por amadores com novinhas descuidadasnegao.chama.loirinha.e.finca.a.mao.na.buceta.dela.que.grita.muito.lindo homemcoxa grossa dando porno