Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Na fazenda, a filha Melissa

Autor: Fernando
Categoria: Heterossexual
Data: 12/07/2018 20:51:45
Nota 10.00

Neste último ano que resolvi voltar a escrever, resolvi tirar do baú todas as estórias que consigo me lembrar. Algumas são continuações e esta é uma delas. É sobre a continuação do meu romance com Mariana na fazenda e o caso que tive com a filha dela, Melissa. Para quem nunca leu os contos anteriores, recomendo ler os dois primeiros, Na fazenda e Na fazenda, a paixão.

Eu e Mariana passamos os dois primeiros anos do nosso romance como um casal de pombinhos apaixonados. Mariana disse para seu Romeu que eu precisava que ela pernoitasse na casa da fazenda e ele não se opôs. É claro que ele não era tão bobo e sabia o que estava acontecendo. Mas por isto mesmo preferia fingir que nada acontecia, sabia que ele não tinha mais condições de dar prazer à Mariana, e sabia que se me confrontasse ou confrontasse Mariana perderia o emprego. E isto era a última coisa do mundo que ele gostaria que acontecesse.

Então era foda ao acordar, foda depois do café do almoço, antes e depois do almoço, à tarde e à noite. E de todos os jeitos, em todos os buracos, locais, posições. Íamos andar a cavalo e parávamos para fuder na Cachoeira. Íamos à cidade e eu levava Mariana a um motel. Eu levava Mariana algumas vezes ao Rio com o "pretexto" de que precisa da ajuda em eventos na minha casa.

Durante a semana Mariana só ia em casa para dar uma rápida arrumada e e servir as refeições para seu Romeu. Nos fins de semana, quando os filhos vinham visitar, ela dormia em casa. Não preciso dizer que isto me levava à loucura. O filho trabalhava em outra cidade e estudava e era mais difícil vir para a fazenda. Mas a filha, Melissa, vinha com mais frequência.

Vi Melissa crescer desde o começo da adolescência. De menina sapeca até se tornar uma mulher linda. Bem verdade que a beleza estava um pouco escondida porque como o resto da familia, era crente e usava roupas que não ressaltavam sua beleza e sensualidade. Mas ao contrário da mãe (versão anterior), ela tinha consciência da sua beleza, e seu modo de agir, apesar das roupas, preenchiam o ambiente quando chegava. Mas como a mãe, se nada acontecesse na vida dela, estava predestinada a levar uma vida monótona. Namorava o mesmo rapaz desde a adolescência, tinha noivado recentemente e estava fazendo o enxoval para se casar em dois ou três anos.

Entretanto, os acontecimentos que narro a seguir mudaram inteiramente a vida de Melissa. Parte do que eu vou contar soube através dela mais tarde, mas para manter uma ordem lógica vou contar na ordem cronológica. Apesar de crente, Melissa era uma mulher esperta, ligada. Ela farejou que algo estava errado na casa dos pais. Ela começou a reparar que a qualquer pretexto a mãe vinha na casa da fazenda (para trepar lógico), quando voltava estava sempre como se estivesse suada, o rosto avermelhado, o cabelo despenteado. Mas a confirmação de algo estava errado foi a descoberta de uma calcinha fio dental rendada no banheiro. Eu tinha avisado a Mariana para não marcar bobeira, mas ela estava tão acostumada a não ligar para o marido que se descuidou e deixou a calcinha pendurada no chuveiro.

Melissa então resolveu seguir a mãe numa das idas que ela deu até a casa da fazenda. Quando a mãe saiu, ela esperou 5 minutos e foi até a casa da fazenda. Ao chegar, imediatamente ouviu a mãe gemendo e pedindo "me fode, enfia o caralho duro em mim, soca até o fundo, isso, isso, mais forte, bate na minha bunda, bate forte, mais forte, não estava aguentando ficar sem seu caralho, mete na sua puta". E a minha voz "vai piranha, rebola este rabo na minha pica, esta bucetinha está ensopada, uma delicia, eu vou gozar!!!!" E ela "Espera, tira, goza na minha boca, quero beber seu leite quente, me enche de porra". Gozei um monte na boca da Mariana, ela babou, se esfregou na porra. Mariana se despediu "eu volto mais tarde, depois que todos dormirem, quero tomar no cu, nao aguento passar um dia sem ser enrabada".

Melissa ouviu tudo horrorizada, chocada, mas para sua surpesa, super excitada. Sentiu a buceta pingar, algo que que nunca tinha sentido nos seus sarrinhos inocentes com o noivinho. Voltou correndo para casa totalmente confusa. Mas, a noite sentiu que se excitava toda vez que lembrava do que tinha visto. Mas nao sabia como lidar com a situacao. Mas tinha certeza de que iria seguir a mae mais tarde quando saisse para ser enrabada. Ela se preparou para dormir, apagou a luz, deitou na cama, mas se manteve acordada.

Em torno de 10 horas, viu a mae abrir a porta para verificar se ela estava dormindo. Quando a mae fechou, esperou um pouco e saiu de mansinho. Ao chegar na minha casa, procurou um angulo onde pudesse ver sem ser vista. Como estava escuro do lado de fora isto era mais facil. Chegou a tempo de ver a mae fazer um boquete no meu cacete, se impressionou com a grossura, com as veias saltando. Viu a mae passar creme hidradante nele todo, massagear meu saco, viu Mariana se ajoelhar na cama e abir a bunda para exibir o cu lindo, viu eu colocar o caralho na portinha do cu e comecar a empurrar. Para Melissa a cena era maravilhosa, a paixao, o envolvimento, a urgencia, a agressividade com carinho a fascinava. Novamente Melissa sentiu a buceta encharcar. Pela primeira vez ela sentiu que queria ser parte disso. Ela viu Mariana tocar a buceta enquanto gemia e era enrabada, ela viu a mae esfregar a buceta, instintivamente Melissa fez o mesmo, enfiou a mao por dentro da calcinha molhada, esfregou a buceta de cima abaixo, percebeu que havia uma saliencia que estava endurecida. Nao sabia o que era, nunca tinha percebido, esfregou e sentiu prazer, esfregou e sentiu que o prazer aumentava, sentiu ondas que nunca tinha sentido, esfregou mais enquanto observava o caralho sair do cu de Mariana e sentiu ondeas de prazer que aumentavam, sentiu algo que nao conseguia controlar, o corpo todo comecou a tremer, cada vez mais forte ate explodir em algo que ela nunca tinha sentido, que nao podia imaginar, era uma gozo maravilhoso. Melissa decidiu que queria uma parte nesta sacanagem. Custasse o que custasse.

Mal pode dormir a noite. No dia seguinte ficou esperando uma oportunidade de conversar com a mae sozinha. Assim que o pai saiu para trabalhar, Melissa procurou a mae e disse que precisava conversar. Melissa foi direto ao ponto, contou o que tinha visto e ouvido com detalhes, disse que era um absurdo, que era um desrepeito ao pai, a religiao, que jamais iria perdoa-la, que ela uma puta e etc. Mariana porem nao se intimidou. Assim que a filha terminou, ela perguntou, "terminou?", a filha surpresa balbuciou "sim..." Mariana lascou um tapa no rosto da filha e falou berrando"

- Me escuta aqui sua vaca, sou puta mesmo e vou ser puta ate quando eu quiser. Minha vida com seu pai era uma merda, tinha mais de 10 anos que ele nao me comia. E o que e pior eu nao sentia sequer falta de um caralho. Assim que eu comecei a dar para o Fernando tudo mudou. Trepo todo os dias, varias vezes, nao tenho limites, meu macho enche todos os meus buracos com um caralho maravilhoso. E tem mais, seu pai nao sabe oficialmente, mas sabe com certeza. Porque eu nao escondo, eu moro na casa com o meu macho, quando voces nao estao aqui eu nao uso mais estas roupas horrorosas de crente, uso vestidinhos shortinhos, mini saias. E seu pai ve as calcinhas e lingeries que eu uso. E se ele se cala 'e porque consente. Porque sabe que eu nao vou abrir mao desta vida de puta feliz.

- E tem mais, mesmo que voce se case com com este novinho sem graca, eu espero que voce arrume um amante, um macho de verdade, que de pelo menos metade do prazer que meu macho me da. E agora, some daqui que eu tenho coisa bem melhor para fazer.

Melissa desabou num choro compulsivo, tinha sido humilhada pela mae. Tinha feito tudo errado, ela queria o mesmo que a mae ganhava, mas tinha tido um chilique moralista...

No dia seguinte Mariana me contou tudo em detalhes. Percebi que ela estava um pouco arrependida, que poderia ter sido menos agressiva e entender que para uma menina com a criacao conservadora que Melissa tinha tido, o que ela tinha ouvido e visto era mesmo um choque. Mas argumentou comigo que tambem tinha ficado desesperado com a perspectiva da filha ter um casamento mediocre igual ao dela antes. E que de alguma maneira atrapalhasse a nossa vida.

Eu ouvia tudo tentando manter um ar de indiferenca e distanciamento, mesmo porque eu nao sou bobo e sei que macaco nao poe a mao em cumbuca...Mas Mariana me provocava, queria que eu emitisse uma opiniao, o que ela deveria fazer, Mariana achava que tinha que arrumar um amante para a filha para que ela conhecesse os prazeres do sexo. Eu, que no fundo esperava que o felizardo fosse eu so concordava. Mas como disse acima, me fingia de morto. Mariana tentava arrumar uma solucao, mas nao conseguia pensar em nenhum candidato. Mas de repente ela teve um momento eureca, e exclamou "ja sei! Voce tem que ser o macho que vai levar os prazeres do sexo a Melissa, nao consigo imaginar niguem melhor" E eu "voce enlouqueceu? Jamais, eu nao posso, nao quero, e nao vou trepar com sua filha" E Mariana "amor, eu so confio em voce, sei que voce vai trata-la com todo carinho, com tesao, mas tambem com respeito, voce nao acha ela gostosa?"

E eu "nunca olhei ela como mulher, nunca senti tesao por ela, e ela 'e sua filha, nao posso fazer isso" E ela "so pode ser voce, nao confio em mais ninguem, por favor, ela 'e minha filha e precisa de um macho, eu te imploro!!!" Como eu poderia negar um pedido desses, uma mae que esta disposta a colocar sua relacao com seu homem em perigo pelo bem da sua filha? Eu finalmente concordei, Mariana pulou em cima de mim, me beijou locamente, tivemos uma das trepadas mais intensas do nosso romance.

Mais tarde Mariana conversou com Melissa, ela sabia que seria uma conversa dificil, entao primeiro abracou forte a filha, fez carinhos e pediu desculpas e falou "Eu sei que 'e dificil para voce entender, mas eu amo a vida que eu levo e eu sou realmente feliz com o Fernando. Ele me trata com muito respito, carinho e paixao. Cuida de mim e me fode deliciosamente. Sao mais de 2 anos juntos e o fogo nao diminui. Quando voce me confrontou eu entrei em desespero pelo medo de perder tudo isso. Se voce fizesse um escandalo seu pai teria que sair do estado "estou sabendo, mas vou fingir que nada esta acontecendo" para o estado "estou sabendo e nao posso mais fingir que nada esta acontecendo, tenho que tomar uma atitude"

Melissa respondeu "sou eu que tenho que pedir desculpas mae, esta vida de crente 'e uma merda, sem perceber voce julga as pessoas, e sem ouvi-las condena. Eu nao tenho o direito de atrapalhar a sua felicidade, e se o pai aceita, voce nao esta fazendo mal a ninguem, so sendo feliz. E tem mais uma coisa, no fundo eu fiquei mesmo com inveja, voce tendo aquele prazer enorme, intenso, e eu com meu noivinho crente que mal pega nos meus peitinhos e que quer se guardar para o depois do casamento. Eu vi meu futuro triste ali e queria muito estar no seu lugar, quando dei por mim minha vagina esta ensopada, a calcinha melada, minha respiracao ofegante..."

Mariana ficou mesmo surpresa com a reacao da filha, mas nao perdeu tempo "voce pode ter o mesmo filha, ate agora ninguem sabia da minha vida dupla, para fora eu sou uma mulher casada, crente, temente a Deus e que leva uma vida seguindo os preceitos...Mas para fora... Voce pode fazer o mesmo, casa com seu noivinho, vive para fora uma vida de crente, mas arrume um macho que te faca mulher. Tenho certeza que seu maridinho nao vai desconfiar, mas se descobrir vai ficar quieto com seu chifre na cabeca, aonde que ele iria arrumar uma outra esposa como voce?"

Melissa "mas como eu vou arrumar um amante? Tenho muito medo de encontrar um safado que depois de me comer vai sair espalhando que me comeu e assim destruir minha vida"

Mariana "eu tenho a solucao, pelo menos a curto prazo, conversei com o Fernando e convenci ele depois de muito pedir a te fazer mulher completa a te levar a lugares e prazeres que voce nunca imaginou, voce quer?"

"Mae, voce esta falando serio? Ele aceitou, voce vai levar isso numa boa? Eu quero muito, muito mesmo, se for ok para voce"

Mariana "fui que propus a ele, como eu disse, quero que voce tenha uma vida plena, diferente da que eu tive, vou falar com o Fernando e vou te preparar para a noite dos seus sonhos"

Mariana confirmou comigo entao, eu mais uma vez perguntei se ela isso que ela queria mesmo, ela confirmou novamente. Em casa, ela se trancou com Melissa no quarto, com todo o arsenal de lingerie que ela tinha. Mandou Melissa tirar a roupa toda, ficar nua. Melissa seguiu as ordens mas ficou com um pouco de vergonha, a mae disse para ela relaxar, se soltar. Mariana e Melissa tinham aproximadamente o mesmo corpo. As lingeries em cima da cama, Mariana mandou Melissa escolher uma, Melissa fascinada nao sabia o que escolher, Mariana sugeriu ela experimentar algumas e separou 3 conjuntos e entregou para Melissa experimentar. Mas ja na primeira ela viu que Melissa tinha escolhido a lingerie para me enlouquecer. Era um conjunto de calcinha e baby doll com tecido de oncinha semi-transparente, que exibia os peitinhos lindos, com a calcinha nao muito pequena, enfiada no rabo. Ali, Mariana soube que Melissa ia ser muito feliz aquela noite. Separou uma sandalia alta preta, fez um rabo de cavalo em Melissa e uma maquiagem leve. E perguntou a Melissa, "esta pronta? nervosa?

Melissa "pronta sim, mas um pouco nervosa..."

Eu quase tive um treco quando Melissa entrar. Uma verdadeira Diva, linda, linda, linda. E um tesao inimaginavel. Mariana fez ela dar uma volta, orgulhosa e nos deixou.

Para quebrar o gelo eu falei "Melissa, voce esta incrivelmente linda, e incrivelmente gostosa"

Melissa "obrigado, mas eu estou um pouco nervosa, nao me entenda mal, eu quero muito, mas ao mesmo tempo estou nervosa, por favor seja carinhoso comigo"

E eu "prometo que vou ser muito carinhoso, vou cuidar muito bem de voce e so vai acontecer aquilo que voce quiser"

Puxei Melissa pela mao, sentamos no sofa e a beijei, primeiro um selinho, depois um beijinho no pescoco, depois um carinho rosto, depois um beijo colocando um pouco da lingua na boca de Melissa, minha mao passeando pelo corpo, ainda por cima da camisola, um carinho nos peitinhos, um carinho no bico dos peitinhos muito duros, senti Melissa relaxando, procurando o beijo, agora apaixonado, se arrepiando com o carinho nos seios, a respiracao um pouco mais acelerada, passei a mao pela buceta e a calcinha ja estava bem molhada.

Puxei-a pela mao e levei para o quarto, nos beijamos novamente, cada vez com maior intensidade. Deitei Melissa e comecei a beija-la em todos os cantos do corpo, puxei a calcinha e tirei e fui subindo, beijando e lambendo a parte interior da coxa, Melissa gemia e se contorcia, encostei a boca na buceta e lambi, eu chupei a buceta de cima embaixo como quem lambe um picole, endureci a lingua e procurei o grelo, encontrei e chupei, Melissa teve um choque, gritou "nao para!!!!" eu acelerei a chupada, enfiei um dedo na portinha, ela pediu mais, senti que ela nao demoraria a gozar, sentir seua respiracao aumentar, ela arfar, se retezar, se coontorcer, gemer, quanse chorando ate que explodiu num gozo interminavel, ela berrava, "Meu Deus o que 'e isso, o que esta acontecendo comigo, mais, mais, mais, eu vou morrer, quero morrer assim" Finalmente, ela desacelerou, se recostou e gemeu baixinho "que delicia..."

Meu caralho estava estourando, eu sequer tinha tirado a roupa, tirei tudo, o caralho em riste, Melissa falou "deixa eu dar um beijo no seu pau?" Nao esperou a resposta, segurou o caralho pela base e beijou ele todo, passando a lingua, e pediu "me ensina a chupar um pau?" Eu falei, "voce comecou bem, agora massageia e lambe minhas bolas,isso, toca uma punhetinha de leve, pe a boca aberta nele como se fosse um picole, isso, chupa e punheta o caralho", senti que nao ia aguentar segurar muito, pedi mais, ela passou a punhetar e chupar mais rapido, senti que a porra estava vindo, ela so gemeu, "vem, vem em mim, goza na sua puta" e eu "isso sua puta, esta uma delicia, vou gozar, engole minha porra, vai, chupa, estou gozaaaannndo, maravilhaaaaaa" Quando eu terminei Melissa nao largou meu caralho, lambia, se esfregava, deixava escorrer, tinha ensopado o baby doll com a porra que escorria.

Fui na adega e peguei um vinho tinto, Melissa nunca tinha bebido, mas aceitou, era a noite da libertacao, adorou o vinho, ficou mais dengosa porque nunca tinha bebido, me beijava apaixonadamente, eu deixei ela nuazinha e acariciava o corpo, senti que que o caralho acordou, peguei a mao dela e coloquei no caralho, Melissa reagiu, "me faz mulher, me fode" . Deitei Melissa com as pernas abertas, nao existe melhor posicao para perder um cabaco, por um lado entregue, por outro lado relaxada, pincelei o caralho algumas vezes na extensao da buceta, Melissa gemeu, empurrei um pouco, Melissa colocou a mao na minha bunda para empurrar, ansiosa, eu resisti, mas empurrei mais um pouco, empurrei mais e senti algo se rompendo, Melissa fez um ai, mas logo voltou a empurrar, o cabaco tinha ido para o espaco, a buceta era uma delicia, apertada, mas ensopada, entrando e saindo, desliazando macio, senti que Melissa se agitava, eu queria que a primeira vez fosse inesquecivel, beijei a boca, ela falou baixinho, esta vindo, vou gozar de novo, vou gozar com seu pau dentro de mim, esta vindo, vindo, vindo, ai, ai, ai, ai, me mata com seu pau, ai, ai, ai, ai, estou gozando, senti as contracoes mastigando meu caralho, que delicia, o que mais eu poderia querer na vida...

Eu deixei ela relaxar, servi mais um pouco de vinho, sentei na cama com a vara apontada para o teto e falei, "vem, senta no meu caralho" Melissa se pos de quatroe veio descendo, segurou no caralho e encaixou na buceta, empurrou ate o fundo. Eu falei, "agora soca, entra e sai, soca ate o fundo e sai" procurei o grelinho duro dela, massageei, Melissa soca forte, senti que eu ia gozar, senti que ela vinha novamente, senti que a buceta mordia mais forte meu pau, foi um gozo maravilhoso, abracados, se beijando.

Um pouco depois, ainda abracados, eu ouvi Melissa solucar, levantei o rosto e lagrimas escorriam, ela chorava. Eu perguntei, Melissa respondeu, "minha mae disse que eu tenho que arrumar um amante, mas eu nao quero um amante, eu quero voce, so voce, mas tenho certeza de que ela nao vai deixar, que foi so hoje, para perder a virgindade e depois acabou"

E eu, "nao chora, engole estas lagrimas, sua mae te ama muito, o que ela fez hoje nao sei se outra mulher faria, entregar o amante para a filha, voce acha que ela nao tem insegurancas tambem? Que eu possa te achar mais gostosa, que fode melhor, voce e mais nova eu poderia preferir voce a ela. Mas nao, voce vem sempre em primeiro lugar e eu tenho certeza de que isto se resolve..." Continuamos a beber mais um pouco, mas fomos relaxando, dando uma preguica e acabamos adormecendo, nus e abracados.

Acordei no dia seguinte e vi aquela obra de arte do meu lado e so pude me sentir feliz, como Mel era linda. A bunda para cima acordou meu caralho, ele sentiu que sua missao ainda nao estava inteiramente completa, faltava comer o cu de Melissa... Peguei um creme hidrante no banheiro e lambuzei meu cararalho, deixei escorrer pela bunda de Melissa ate a porta do cu, com um dedo empurrei o creme para dentro, Mel acordou e gemeu "delicia, empurra mais" Coloquei ela de quatro apoiada na cama e empurrei o caralho para dentro, entrou sem drama, Mel gemeu um pouco, mas soquei ate o fundo, tirei e botei, ela gemia e rebolava, dei um tapa no rabo e ele pediu mais, mais forte, soquei mais e mais o caralho e ela pediu maiss, eu falei, "Mel, esfrega o grelo, esfrega forte, voce vai gozar pelo cu e pela buceta, eu acelerei, ela acelerou, senti minha porra vindo, bati forte na bunda, ela gemia, se contorcia, senti que iamos gozar juntos, quando veio foi um espetaculo, Mel enlouqueceu, falava todo tipo de putaria, de crente santinha a puta em um dia...

Como eu tinha previsto, Mariana nao deixou Mel arrumar outro amante, eu passei a comer as duas. Naquela epoca nao tinha ainda pilula magica, eu era mais novo, mas eu "trabalhava" muito. Mel se casou com o noivinho, no dia do casamento Mel vei "se arrumar" na fazenda. 'E claro que se casou com a buceta pingando meu leitinho... Assim como o pai, o marido nunca reclamou de nada, especialmente porque eu ajudei-o a arrumar um otimo emprego

Comentários

13/07/2018 04:04:40
Muito bom, se superou

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


xvideo novinha. ser fundeu.irmaoxvideos rolas chapuletadascontos eróticos gay meu irmão e o seu buracofilmes de sexo so conegao do pao grosso e negona da buceta inchadarelatos de homens e mulheres praticantes da lactofiliavidioporno/fodanaconstrucaoContos eroticos de pisudos safados contos meu marido e usa cocaína e pede pra eu chupar pau de outronovinha bate punheta para o cunhado por R$10,00loirinha magrinha sentando no pau do negao de 70 centimetroseu quero mulher tem pinto comendo viado que amanhece a tempinho comendo vi antes vídeo pornô vídeocornolandia contosBabá velha finge dormir e e emrrabada pelo novinho contos eróticosmarido pega mulher.trazando com oltroXvideo novinha no seu primeiro anal fofitopai pegou eu e meu irmao gay no sexo e entrol no sexoxvideos careca comendo cuzinho da fujonavir minha sogra toda sex e acabei pequerando e fiz sexo com sograDeixei a miha muher dar o cuzinho pra o cara estrahoprovoquei e aguentei chorando o negao contos fayscomtos eroticos comi minha filha quamdo ela timha quatro anosxvideos.com madrasta tarda a sedia entiadocontos eroticos bucetinha apertadaconto casada chantageada pelo senhorioContos eroticos casais e pintudos fantasiasginecologista sedou e violentou pornoconto papai nao rejeita sua filha tesudaliberei minha filha pro meu amante tirou o cabacinho contosvideo de prono doido com loiiraasmeucusinhocontosfudendo a ledinha relatosPorno doido hosexualimoconto erotico minha namorada dançando funk com outroFotos d cdzinhas enrrabadasvelhas com ocu frocho peida demas dando o clucachorro lambendo a buceta com esparadrapo abrindo o cuzinho contosporno babentaxvideos empresteo minha namoradinha por dinheirocomendo a urma novunha no banhocorno manso otario contosxcacetemillasissychupeteira do condominio contosmamae e o papaixxvideoOkara comedo viadovideo de japanesinha que quase morreuna pirocapadrasto enganou novinha rachando no meio das pernas dele por empurrou a p***** todinha e gozou dentroconto erótico gay com o Batoréporn invasão curra na favelafinha tarada nu pai e pai fas sexo com ela x10contos eroticos rubia e beto .minha irma porno fotos com movimentoscu esculachadiconsegui fazer minha esposa querer dar pra outro junto comigo quando ci tamanho da:rola ate:eu dei meu cu virei corno e viado contoconto sou crente casada carente provocando os pedreirojenro prende sogra muito gostosa no banheiro efode ate goza na boca dela chorandofotos menina de 15anoa mostrando agozada na busetatitio safadão mim encoxou dormindo contos gaylevantando a saia daquipornofiz minha esposa chupar seu pai enquanto fodiamosporno em familiaConto.erotico sogra tatoadarelato incestto engravidei do meu paimulher casada em ogia corninho tirando fotos ela com dois pal en fiadonofruta porno fudendo a sogra gordinha com rachaXVídeos marido com enxaqueca mulher transa com outroele colocou o cachorro pra me lamber conton resistir e dei o cu pra quele homem di pausao, contoLoirinha Gata Magrinha Recebe Pau Enquanto Ler Um Livro baixar olineconto+inquilino pirocudointiada briga com a mae vai dar pro padastro sexoHem braco cm xvd pornoXvideos Quando o homem socou ela até arrepiou Sexo e Safadeza Wattapdcontos eroticos de putas e putosmulher dá o pintinho para o homem e mulher gostosinha peladinha gostosinha gostosinha cheirosinha da bundinha gostosinhaminha cunhada casada crente ela ficou apavorada quando eu entrei com meu carro no motel conto eróticogostsona dando o cu pro negao roludo egritandomulher passa margarina ela pelada e no cu bem gostosoAE cristal de futibol Amador de Cristalinax vidios pornos amadora nefinhas gravida fudeno com seu macholoirinha perguntava se fodia gostoso xvideos