Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Susan (O início 5)

Susan (o início 5)

Sentada na cadeira do ginecologista, expliquei que queria um anticoncepcional porque tinha um namorado e ia precisar.

Ele prescreveu um adequado à minha idade, disse que era ótimo, pois ia controlar as cólicas e até impedia o aparecimento de espinhas, mas que era obrigação dele alertar que o anticoncepcional não previne DSTs então era essencial o uso de preservativos. Aceitei o concelho, mas eu não achava que teria riscos com meu vizinho.

Quando sai do médicos recebi uma mensagem do meu vizinho:

— E aí? Deu tudo certo?

— Deu, mas só podemos começar depois que eu menstruar.

— Tudo bem. Mas até lá não vamos mais nos ver?

— Já deve ser amanhã. Então semana que vem estarei livre pra você.

Então fui surpreendida por um toque no meu ombro na calçada do médico, era ele que me fez uma surpresa deliciosa.

— Vim te buscar.

Entramos no carro, fomos em direção ao mesmo motel que havíamos ido dias antes o qual já sabíamos que não pedia a identidade. Dessa vez aconteceu tudo diferente, ele me puxou para cama, caí por cima dele. Em meio a beijos e apertos ele tirou sua calça e camisa e eu fui me livrando da minha roupa toda também. Eu estava totalmente depilada e ele com o pau duro dentro da cueca.

Começou a chupar minha boceta de baixo até em cima sugando meus sucos vaginais e sentindo meu cheiro. Dessa vez, ela estava bem limpinha.

— Tá com gosto de dermacid — ele disse e nós rimos.

Eu fiquei com minhas pernas abertas sentindo aquela chupada deliciosa, sentindo aquele homem mais maduro e forte entre as minhas pernas se deliciando com minha boceta novinha e virgem. Até que eu não aguentei mais de excitação e pedi para ele parar, pois estava prestes a gozar, mas não queria fazê-lo ainda.

Ele veio por cima de mim, beijou e chupou meus seios e pescoço depois me beijou ardentemente, sugando minha língua e me arrancando pequenos gemidos. O pau duro foi tirado de dentro da cueca. Era branco com a cabeça rosada meio torto para esquerda, mas era lindo. Puxei ele pra mim e beijei a cabeça do pau dele, depois passei a língua bem no nervinho que fica entre a cabeça e o corpo, percebi que ali era o ponto fraco dele então botei o pau dele na boca sentindo o cheiro de macho safado. O gosto era salgado, diferente de como eu imaginava. Fiquei tão excitada em chupar o pau dele que meus líquidos escorriam pelas minhas pernas.

Percebi naquele dia que eu era bem molhada. Jamais eu ia precisar de gel lubrificante. Eu ainda hoje me excito muito facilmente e a minha boceta se transforma numa cachoeira sem muito esforço.

Mas ali, eu só tinha olhos para aquele pau delicioso. Minha boca destreinada não tinha a experiência de uma profissional, mas meu vizinho pacientemente ia me indicando o que fazer e como fazer. Até que ele também ficou prestes a gozar na minha boca.

Eu me deitei e ele veio por cima, senti o pau dele bem na entrada da minha boceta. Ele me beijou e pressionou um pouco contra meus lábios vaginais que cederam, algo ardia lá no fundo quando ele pressionava mais, queimava como quando arrancamos uma casca de ferida antes do tempo. Então algo aconteceu, senti uma dorzinha fina e o pau dele entrando dentro de mim como um prego no fundo de um mamão maduro.

Eu estava com o pau do meu macho todo dentro da minha boceta e estava adorando aquilo tudo. Ele iniciou um movimento lento e profundo que me levou para outra dimensão. Quando sentia a pressão do corpo dele no meu baixo ventre sentia um prazer indescritível, então comecei a pressioná-lo de baixo para cima também.

Cada vez mais fundo e mais intenso, a sensação de ser preenchida pela primeira vez foi incrível, jamais imaginei que fosse tão bom. Sempre ouvia histórias de que a primeira vez tinha sido horrível, que doeu à beça, entretanto, para mim, não foi nada daquilo. Foi delicioso.

Com os movimentos ritmados e a profundidade das estocadas comecei a sentir algo parecido com o que eu havia sentido dias atrás quando ele me chupava, mas, agora era mais intenso, mais profundo parecia brotar de uma região bem maior. Então essa sensação foi se intensificando e a cada estocada eu me excitava mais. Ele urrava em cima de mim como um leão em cima da sua presa, mas eu não me sentia uma presa abatida e sim uma leoa no cio enlouquecida.

Aquele prazer que eu já conhecia veio se aproximando intenso, surpreendente e maravilhoso. Minha boceta inundada se contraia e relachava; os microchoques, que senti da primeira vez, deram espaço a um espasmo de prazer alucinante, demorado e forte, que vinha desde a profundeza da minha boceta até o clitóris e se irradiava pelo meu corpo todo, pela pele, seios boca, até meu ânus se contraia com a intensidade daquele gozo maravilhoso. Gemi, anunciei que estava gozando e ele aproveitou para entre um urro e outro gozar dentro de mim irresponsavelmente.

Saiu de dentro de mim com o pau pingando esperma. Eu fiquei preocupada, mas extremamente satisfeita.

Se não ocorresse nenhum imprevisto, eu menstruaria no dia seguinte. Mas, se não, nem queria pensar.

O plano era começar sem camisinha e colocar o preservativo durante a relação, mas estávamos tão entregues e concentrados que não nos lembramos.

Graças a Deus, no dia seguinte, como um relógio, minha menstruação desceu e eu sorri aliviada.

— Minha menstruação desceu — escrevi na mensagem.

— Ótimo — ele respondeu.

E assim eu virei a amante daquele vizinho pervertido durante meu último ano do colégio, desde as férias de janeiro até janeiro do ano seguinte quando passei no vestibular para arquitetura como eu queria e tive que me mudar. O campus era muito longe para ir de ônibus todo dia, então fui morar com a minha avó que morava bem próximo da faculdade.

Meu vizinho ainda continuava me comendo às vezes nos fins de semana quando eu ia pra minha casa, mas aos poucos tudo foi perdendo a graça. Comecei a namorar com alguns garotos mais velhos do curso de arquitetura e assim começou minha vida de safadinha.

Comentários

24/04/2018 03:47:57
muito bom
20/04/2018 13:40:49
A leitura nos envolve. A forma como escreve nos faz viajar a cada frase. Parabéns!!
17/04/2018 02:52:30
Tudo perfeito! Muito bom! Parabéns pelo belo texto! Adorei tudo!
16/04/2018 23:27:07
Simplesmente perfeito! Muito bem escrito, excitante, envolvente e delicioso! Adorei tudo!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto erotico velha casada banca negao pirocudocasa precizando de cazeirochaves enfiando o pau no cu de dona florindapornodoido mae gostosa no hotel e aquela fudidinhavideo de sexo tia batendo uma descabacando sobrinhovideos de negao com tres negras bundudas rebolando de xotinhos curtinhos bem gotosassanba porno que espetaculo de vizinha queredo pau vou fude mais elaa bucetinha depilada da minha mãe contosnegao arregaca cu de vadia contossorvetinho com vovo. incestocunhadinha novinha pega cunhado pelado no quarto e fica louca querendo f****contos eroticos degay perdendo as pregascorno fendo sua nulher sedo sua mulher fiolentado po negronovinha esgassada casada xvidiotraipegando a mulher do amigo xvideosnovinha tertraídoo namorado no celulagaby de touros-rn transandocontos eróticos revista privateConto erotico de adorecente batedo punhetaintiada esbugalha o olhos com pau grande no cucontos corno manso ineditoO haitiano cmeu minha esposa contosSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaas boyzinha nas Vaquejadas cara comendo ela bêbada XVídeos brasileirastitia safada gozando esquirt contos incestosxvideo bebedeira la em casa comeram minha mulhervidio d novinha rabuda chupano e dano cu gememo d dorxvideos careca come cuzinho sem pena a fujonacontoerotico minha boceta sujatesao de madrugada de pau duro cade xoxotasou evagelica e nao tive em casa e procurei fora contos eroticoporno tratantesxvideos gays ponbas veiudasContos sobre beijos e podolatriaummmmmm aaaahhhh xvideo.comirmagostozaxvideovelhas dos peitoes muchos e grelo grando transandocontos eroricos lesbicos de lactofiliaConto erotico esposa e sua amiga e estrupadas por marido picicopata por sexoCANTOS EROTICOS DE ZELADOR PIROCUDO COM MORADORA DO CONDOMINIOporno jaritaca pau grande trailais minha enteada da xoxota apertadinha contosfudendo com marinestebucetadaoliviamotoqueiro barbudos e pentelhudo nusso marrento cacetudotravesti com fiadinhoconto erótico Fui obrigado a violentar minha filhapiroquinha durinha contosnovinha de shortinho curto mostrando polpa da bunda pro papai fodelascanalha tirou sangue da bucetinha virgemgay casa dos contose apaixonei pelo idiota da faculdadecasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodecontos das bordas da conacontos hot sobre a brincadeira pique esconde maiores de 18mtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1gostoza madano goza nabucertarelatos eroticos pagando o aluguel com a filhinhatransandp no presidio com a maiEle me fodeu gostosoincesto com meu vô contosflagrei a empregada se masturbandox videosporno mulher malabarista da o cu no circornpornodoidofodas narradas grannyContos eróticos transando com o genro e a diaristaXVídeos sobrinho comendo assistir Superboyfudida por um tio pirocudo contoconto em casa neste frio minha boceta pede pica paiporno de lingua dençendo a guelaCanto do priquitode manga chamando o outro