Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Susan (o início 4)

Autor: Susan
Categoria: Heterossexual
Data: 16/04/2018 22:50:29
Nota 10.00

— Você tem a tarde livre hoje — ele me perguntou.

— Avisei em casa que ia na casa de uma amiga. Posso demorar — respondi.

— Excelente. — Ele disse sem tirar os olhos do trânsito. — Está com fome?

— Não.

Ele entrou por uma rua de pedra e depois entrou a direita, parou o carro em um portão grande, estávamos em frente a um motel. O portão abriu e nós entramos, pegou um cartão com o número 8 com uma chave pendurada por uma fita verde que me entregou enquanto manobrava o carro. Colocou o carro numa vaga e nós descemos. Apertou um interruptor na parede e um portão de PVC desceu atrás do carro fechando a garagem. Entramos no quarto e eu tremia de tesão e medo.

O quarto era grande com escada para o primeiro andar onde ficava uma cama enorme redonda e espelho no teto. Em baixo havia um sofá de couro sintético, uma mesinha com duas cadeiras e frigobar, uma porta nos fundos e do outro lado um banheiro com banheira de hidromassagem. O ar-condicionado foi acionado automaticamente assim que entramos.

Meu vizinho me segurou a mão e me puxou para um beijo quente. Eu estava entregue nos seus braços, mas não queria que ele pensasse que ia ser tão fácil assim. Enquanto me beijava suas mãos percorriam meu corpo e eu já sabia que tinha uma sensibilidade enorme na pele, ainda hoje isso é o meu ponto fraco. Acho o toque muito excitante e prazeroso.

Senti seu pau duro pressionando minha barriga durante o beijo. A sua mão subindo por debaixo da minha blusinha tocando meu seio esquerdo por cima do sutiã, comecei a chupar a língua dele sem vergonha, nossas bocas se entrelaçaram como se fossem uma só. Aos poucos, minha blusa foi subindo e eu estava só de sutiã. O beijo continuou ardente e em instantes eu já não estava mais de sutiã, as suas mãos eram hábeis e eu não hesitei em nenhum momento.

Ele beijou meu pescoço e atrás da orelha, sentia meu cheiro, dizia que eu era cheirosa, a mão dele no meu peito foi subindo para afastar meu cabelo deixando meu pescoço livre, minha orelha recebeu um beijo de leve também e minha saia começou a descer pelas minhas pernas. Senti o pau duro dele sob a calça, seu cheiro de homem invadiu meu nariz, era o mesmo xampu anticaspa que meu pai usava. Senti as suas mãos percorrendo meu corpo inteiro, minha bunda e entre as pernas. Minha boceta estava molhada como jamais esteve. A calcinha tinha um véu fino na frente que já estava ensopado.

Ele me jogou no sofá, cai de pernas abertas e ele se posicionou entre elas, beijou toda a minha região íntima respirando fundo para sentir meu cheiro. A virilha foi lambida e eu delirei, não tinha mais como eu ficar mais excitada, mas a cada toque isso era superado numa explosão de sensações indescritíveis. Soltei um gemido involuntário, mas bem contido, quase um grunhido.

Fechei os olhos entregue, sendo explorada pela boca habilidosa daquele homem. Ele afastou a calcinha para o lado e beijou com sutileza minha intimidade, depois sentiu meu cheiro e eu me arrependi de não ter tomado outro banho assim que cheguei da escola, mas ele não parecia se importar com isso e até parecia apreciar meu cheiro natural. Voltou a beijar minha boceta arrancando mais um gemido incontido de mim.

Foi removendo a calcinha, a última barreira entre ele e a minha virgindade, chupou de leve minha boceta encharcada, meu mel vaginal escorreu pela minha perna, era muita excitação, muito tesão e outras sensações que eu não saberia explicar. Os toques da sua língua na minha fenda virgem foram se intensificando até atingirem meu clitóris durinho. Ele abriu meus lábios vaginais com os dedos e lambeu toda a extensão da minha boceta, mas quando sua língua atingia meu clitóris, tinha a sensação de estar sentido microchoques que percorriam desde a vulva até o alto da minha cabeça.

Ele teve calma, meus gemidos eram cada vez menos espaçados até se tornarem um gemido só. Meu coração estava a trezentos batimentos por minuto e eu não tinha controle de nada. Ele continuava me chupando e eu fui invadida por outra sensação indescritível, inédita que tomou meu corpo por completo. Quase gritei tamanha a surpresa e esquisitice daquilo tudo, mas era extremamente gostoso e muito, muito forte, parecia que ia me levar para outro planeta ou para o paraíso.

Eu fiquei empurrando a barriga e o baixo ventre para cima, enquanto ele me segurava forte e lambia meu clitóris, gemi alto, em transe, eu não estava mais em mim. Aquela sensação foi se intensificando ainda mais, e mais, gritei inesperadamente sem entender bem o que estava acontecendo, meu corpo inteiro tremeu espalhando um choque intenso por cada músculo e nervo irradiando desde a minha boceta até a cabeça pernas e pés. Explodi em um orgasmo inédito, um prazer imenso me atingiu e parecia que eu estava no céu. Relaxei, o seu ritmo diminuiu até parar. Eu respirava fundo sem entender bem o que tinha acontecido, mas sabia que tinha tido meu primeiro orgasmo.

Ele me beijou com suavidade, eu sorri pra ele quase como um agradecimento. Aquilo tudo era muito errado, mas naquele momento eu não pensava nisso.

— Gostou?

Balancei a cabeça afirmativamente. Ele sorriu. Me beijou de novo e eu senti meu gosto na sua boca. Ele parecia ler meus pensamentos, pois, por mais que eu estivesse no ápice da minha excitação, rezava para ele não querer me penetrar. Eu achava, lá no fundo, que ainda não estava preparada para isso. Embora eu quisesse sentir tudo com ele.

Comecei a vestir minha roupa. E ele me ajudou com tudo, pediu a conta, pagou e fomos embora. Na mesma esquina que ele me pegou, parou o carro e me deu dinheiro. Eu não queria aceitar, mas ele insistiu. Disse que era pra eu botar créditos no celular pra falar com ele já que não íamos mais nos encontrar na ida para escola.

Aceitei.

Em casa eu não parava de pensar no que havia acontecido. Ser a amante de um homem casado não era o que eu havia sonhado para mim, mas o perigo, o proibido e todo aquele clima de sedução estavam me deixando louca de desejo e tesão. Ainda imaginava de novo tudo que tinha acontecido, sua língua pelo meu corpo, as mãos nos meus seios, seu beijo arrepiante; estava tudo bem fresco ainda na minha memória e eu queria repetir tudo aquilo e ia querer ainda mais.

Comentários

24/04/2018 03:49:04
excelente conto
20/04/2018 13:34:11
Perfeito!!
17/04/2018 02:41:11
Nossa! Que capítulo delicioso! Tudo bem sutil, bem gostoso, cheios de sentimentos! Uma leitura deliciosa e excitante! Tudo perfeito! Adorando cada capítulo!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


motoqueiro gay passivo contolésbica com p********* chuchada na garotinha gostosacontos eroticos feminizaçao do garotinho maeeu vou beijar sua boca chupar sua linguinha você vai se amarrar na minha mordidinhacontos eroticos assediada pelo cunhadoxvidio atolo a sobrinhasou puta do meu tioxividio ele maxuca o cu delaContoeroticosobrinhonovinhojackson viu a irma de shortinho nao resistiucuzinho+delicioso contosPirocudo irracional de prazerfilha pela primira vez dar meter pau duroprocurando várias fotos de menina da China de menor menina rasgando a vagina dela que sair sangue ela chora na Estrada da força e g****** uma mulherporno incesto pai finge de bebe para comer a filhaeu lembia tua chota ate fazer tu gozar xxxnovinha coxuda engolindo o cassete todo e alizando o cassete com carinhocontos eroticos pedindo pra ser cadelaconto erotico a irmandade da anacondahetero perdendo as pregas contoaluno fodendo professor de educacao fisica gay animadocontos aiiiii hum aiaiamulher com priquito grande fazendo sexo com Renata tudo mudasseeu quero ver vídeo pornô a novinha indo para academia dando a buceta o cara da rola bem grandona engrossando e gozando bem muito e melando a rola do cara todinha na hora da gozada e puxando os peitoscontos erotico meu marido me flagrou de baixo de outro machoporno.doido so.mulhers ricas gostozonas dando na.borrachariacontos o negao jumento aposentadoquando amosao tola pirocao no cu com forca e te machuca escroto gozou no cu depois lamdeu-garoto espertoquadrinho etotico segudaoconto erótico tesao em raxinhas minúsculasputas piriquetes da favelas chupando um cacete no carrofilmes.pornos.debaixo.dessa.cueca.esconde.um.pirocao.contoerotico.com.br/contos/amamentando-o-gostosao/ifilha centa no colo do propio pai no sofa e mete com ele perto da propia familia video pornochorou na dupla penetracao com amantes mega cacetudoshomens gostam de esfregar nos pelinhos da vaginacontos de incesto estava com medo da chuva e dormir com a mamãecontos confiei que era so a cabecinha analconto erótico humilhada dissi que você gosta cadelavideo de sexo de mulher fazendo sexo afussa com outra mulherdormiu na casa do amigogay contos eróticoo negão bem dotado comendo minha mãe contosprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.com@nubianinfa.commeninas novinhas galeguinha indo até o chão de calcinha fio-dentalconto erotico casa da comadrefeitiches euroticos mulheres q senti prazer em chupa um pal e se mija td na calcinha enquanto chupashorts jean adoro usar fio dental afeminado contosloiras da bunda gigante areganham o cuXvideo chupou o eletricista e tomou choquegosando vom o cachorrocontos/arrebentei meu cabaconovinhas.abrir.buzentaContos sou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempomacho comendo cu de outromachoxvidioapaixonado por um hetero cap 15genicologista abrindo abuceta ate o limitixvidio porno comendo a cunhada de fio dental rocho no banhotia de shorts grudadinho dandoxvideo metta syuaconto padastromamanono pau do filho baianoxmaster encoxando com gosovelho baixinho exibe picaojojo todinho nuametendocontos eroticos namorada vendada pica irmãopornodoidoforçando a transarvídeo pornô de mulheres que não aguentaram levante 4 cenasfui abusado quando era adolecente, nao saou gay, mas me ecxito com porno gaypornodoido pai dando liçao na filha por pegar seu cartoa de creditonovinha dando a buceta e depois o cú ao motorista da pirua que levava ela pra escolavideos pornos mulher que fala brasileiro dando o cú e gritando fode minhas pregas até estorarhomem bundudo sapatariatransei com meu corno com a buceta cheia de porra de outro contopadrasto com o pauzao jigante e cabecudo botano a enteada pra chupardoce nanda contos eroticosvidios da mulheque pasa chifrenomarido comotrowwwxvideo,porno grates a mulher e emcaixada na frentes do maridofilha a reda causilha e pai empura rolaARREBENTO CU JAPINHA BAIXINHA GRITANDOconto herotico minha namorada e meu paiconto eróticos marido manda o cara irá cortar a forçaporno ela foi faser a unha dele e viu ele de pinto duro fragaenfermeira tarada fudendo com seu pascientemeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticoscavala centrando na rola grande e achando uma delícia