Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Pagando a dívida do meu cunhado com os traficantes.

Oi pessoal, estou com mais um conto.

Sou uma oriental, neta de japoneses, 29 anos. Cabelos lisos até os ombros, 1,65 alt, 57 de peso, seios e bumbum pequenos, pele bem clara.

Recebi uma ligação da minha prima Lina 31 anos. Ela chorava muito, estava preocupado com o traste do marido Gustavo 36 anos.

- Claudia, vem aqui, não posso falar por telefone. Snif snif.

- Estou indo.

Fui com Jaime meu motorista para a casa.

- Jaime, vou conversar a sós com minha prima.

Lina estava com os olhos vermelhos de tanto chorar. Levou um tempo para me explicar.

O marido foi preso por uma gang. O miserável estava fazendo comercio de drogas e não passou a parte para o fornecedor. Eles o levaram e pediram um valor com juros do que ele devia. Era em torno de 50 mil reais. Lina é de família abastada, mas o casamento com alguém não oriental e também não rico desagradou muito meus tios, por isso a situação difícil. Ela não podia pedir ajuda e mostrar o tipo de marido que tinha para a família. Sobrava a prima rica para ajuda-la.

- Preciso do valor e levar para o local que eles irão determinar.

- Estou com tanto medo prima, vou perder meu marido, sem o dinheiro e tenho medo de acontecer algo quando eu for.

A situação era difícil, por isso precisei levantar quem eram os caras.

O grupo se concentrava na Favela de Deus em Diadema SP. Levantei o valor que eles queriam e falei para minha prima.

- Deixa que vou entregar com você.

- Claudia, é perigoso.

- Claro que é, mas você consegue se manter calma?

Então marquei o horário com os sequestradores e local.

Favela de Deus não é um lugar com cara de favela em algumas partes. É um bairro parte na região que estava indo.

O ponto onde eu seria levado ao cativeiro era na Rua Boto.

Nós precisávamos ficar esperando no fundo de um terreno baldio.

Então chegou o carro. Era uma Van escolar, provavelmente roubada.

Um homem desceu e foi na nossa direção.

- Vou revistá-las, encostem-se à parede.

O cara era muito bruto, passou a mão onde quis. Para mim que já tive contato foi desagradável, mas para a coitada da Lina.

- Tirem a roupa, apenas calcinha e sutiã. Não temos tempo para perder aqui, é perigoso.

- Japa, para de chorar, senão te soco.

- Tenha calma com minha prima, ela está com medo. Calma Lina.

Ficamos apenas com a roupa intima.

- Parece não ter nada. Vamos.

Quando fomos pegar a roupa. O cara nos puxou e disse:

- Não temos tempo, vamos.

- Vamos Lina, vai dar tudo bem.

Entramos na Van.Sentamos nos últimos bancos. Eles pegaram nossas bolsas e celulares.

Era um motorista e mais quatro homens, todos armados.

Fomos vendadas. Tive muito trabalho para controlar o choro da minha prima.

Quando chegamos ao lugar, só foi nos liberado o rosto dentro de uma sala de tijolos sem reboco.

Estávamos em alguma favela, mas qual?

- Fiquem aqui.

Ficamos trancadas no lugar.

- Lina estava assustada, estávamos seminuas em uma favela com criminosos.

Depois de uma hora apareceram dois criminosos armados na porta.

- Vamos.

Passamos um corredor onde os homens mexiam com a gente. Era um grupo grande. Apenas alguns que estavam sobre efeito de drogas não sentiam nossa presença.

Então fomos em uma sala onde estava o chefe.

- Era um homem negro, em torno de 40 anos, barba por fazer, cabelo raspado, um pouco de barriga, cheio de tatuagens no braço. Ele tinha um cigarro em um lado e uma cerveja no outro.

Gustavo estava amarrado no fundo da sala. Ele tinha alguns ferimentos, com certeza apanhou muito.

- Japas, o dinheiro todo está aqui, acho que o macho de vocês não irá morrer. Não sabia que o merda tinha duas putas.

- Sou apenas parente.

- Cala a boca puta, só fala quando eu mandar.

- Por favor, nos deixe ir. Disse minha prima quase chorando.

Não sem antes um showzinho.

- Como?

Tirem as roupas.

- Espere um pouco.

- Agora.

- Não, disse Lina.

Ela levou um bofetão.

- Eu tiro e faço tudo. Falei para eles.

Tirei minha roupa intima ficando nua na frente dos homens.

- Puta, vai chupar o pau do frouxo do marido da sua prima.

Lina chorava. A ideia de ver o marido com outra doía muito.

Ele nem imaginava que já tinha transado com ele antes.

- Vai andando de quatro puta.

Fui andando de quatro ao encontro de Gustavo. Abaixei a calça e tive um certo trabalho para fazer aquele pau levantar “frouxo” pensei.

Fiquei chupando o desgraçado na frente da gang. Um deles puxou Lina a fazendo ficar de joelhos ao lado para assistir.

Se coloquem no lugar dela, a pessoa que ela ama estava sendo usada por outra.

Então fui sentar no colo dele.

Comecei a cavalgar ouvindo as vozes:

- Puta, vadia, ordinária.

Continuei o movimento até que o chefe mandou parar.

- Agora puta, dá um trato na sua prima.

Lina correu, berrou, tentou sair. Levou tapas e nada fazia parar. A ideia de ser relação homossexual era horrível. Ela era evangélica, do tipo que entrega a revista sentinela na liberdade.

Então eles a seguraram. Ela foi amarrada em uma cadeira do lado do marido. Um dos marginais tirou uma faca e foi cortando a roupa intima dela.

Lina casou virgem, apenas o marido a tinha a visto nua.

Dois caras manteram as pernas dela bem abertas. Lina tinha todos os pelos da xaninha, com certeza nunca tinha se depilado.

Então comecei a chupar. Eu chupava os beicinhos e puxava para trás. Gustavo se mostrava alterado. Ver a esposa naquela situação era demais até para um vagabundo como ele.

Enfiei minha língua para dentro da xaninha, procurando deixar bem molhadinha.

- Olha, a Japa tem experiência em chupar pau e xana. Hahaha.

Enquanto eu chupava, um dos caras passava a mão nos seios da Lina, enquanto senti outro vir por trás de mim.

Então, enquanto eu chupava minha prima, eu era fodida por um dos criminosos.

Quando parei um pouco para ver como estava Lina, vi que um moreno, com cara de 60 anos estava beijando-a. As lágrimas escorriam dela.

- Japa, beija na boca sua prima, quero ver vocês namorando.

Fui ao encontro do rosto da minha prima. Aqueles olhos rubro de lágrimas.

- Claudia....não....

- Se fizemos tudo, sairemos todos vivos, não pense apenas em você, mas também no seu marido.

Então começamos a nos beijar.

Nunca imaginei antes de uma relação incestuosa e ainda por cima lesbo.

Depois de um minuto, senti ser puxada pelos cabelos.

O tesão ficou forte entre os homens. Fui posta de quatro, onde comecei a chupar um dos criminosos e ser fodida por outro.

Lina também nas escapou. Quando fui ver tinha dois segurando o braços dela e forçando para cima.

- Por favor, eu jurei que apenas meu marido teria acesso a minha vagina.

- Ok, então vai ser tudo por trás.

- Ai não. Nãooo, nãooooo!!!!

Sim, ai vai o primeiro anal de minha prima, escutei o urro dela e o barulho das pregas indo embora. Ela olhava para cima, com os olhos arregalados e baixou o rosto em lágrimas.

Não tive tempo de falar nada, mais um pau para chupar e agora eu tinha que sentar no colo de um enquanto o outro comia meu rabinho.

Lá estava eu dando para três, enquanto minha prima era judiada no cuzinho.

Todo que gozavam na minha boca eu engolia, Lina quando foi obrigada chupar apanhou, ela tinha vomitado e isso é uma afronta.

- Por favor, deem mais uma chance para ela.

Lina começou a chupar, tudo que ela era contra o sexo agora estava fazendo pelo marido safado.

Quando largaram Lina, ela ficou com a bunda voltada para mim.

O cú dela parecia uma flor de tão inchado.

- Putas, venham chupar meu pau.

Lá estávamos as duas chupando ao mesmo tempo o pau do chefe.

Dei uns toques para Lina durante o processo.

Chupavamos uma em cada lado do pau subindo e descendo ao mesmo tempo. As vezes uma chupava a cabeça do pau, enquanto a outra chupava o saco.

Foi então que o chefe gozou. Ele procurou a boca da Lina.

- Gosta de ver a sua mulher engolindo minha porra? Diga que sim!

Gustavo foi obrigado a dizer sim.

Fomos depois liberados, largados em uma praça perto de Diadema, tivermos sorte que um casal viu e nos socorreu.

Inventamos que iríamos fazer um boletim de ocorrência.

Uma semana depois fui visitar o casal

- Claudia eu sofri demais, mas obrigada pelo dinheiro. Melhor acontecer tudo aquilo e ter meu amor ao meu lado. Você não merecia isso. Juro, se precisar de mim ajudarei.

- Não se preocupe Lina, mas fico feliz que se prontifica a me ajudar no futuro.

Enquanto voltava para casa, Jaime meu motorista falou:

- Dona Claudia, essa situação foi demais, você não deveria ter se arriscado.

- Eu sei, mas tem algo de bom, aqueles dois me devem e muito. Um dia irão pagar.

Comentários

10/04/2018 06:10:59
Amei seu conto e quero ler todos outros. Adoro filmar esses melhores momentos. Caso interessar interessar é só retornar: [email protected]
09/04/2018 21:53:03
obrigado pelos comentários. bjs Com certeza leno, Tenho um projeto interessante mais para frente.
09/04/2018 17:06:24
excelente
09/04/2018 16:37:59
OTIMO CONTO. VEJO UM PROJETO A VISTA...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


S-&-w- Casa Dos Contosbrigas de mulheres bofinhoconto erticos e eu os moleqes tocamos varias punhetspaola olivera na ciriricaBucetainchadaxvideomobilexvideo porno erotico esposa negra traino o marido ela dano o cuzinhonegao fudendo com uma praguinhanarrativa da primeira vez chupando um pau e engolindo o gozobati.uma p traficante contos erotico h x hsexo gay de primos gostosu bemforti xvideosvarias imagens de bucetas e cu aregaadosTu tá ficando apertado cansada de tomar no cu abertaXVídeos prazer as bichinhas que chegam depois da festa todo bebê começa a transar na sua residência no XVídeos prazer sexofoto da movinha mostrando a bucetinha vircenO que e doidopornconto erotico despedida solteiraporno zoo mulher presa no canino fodida toda noite xvideosfodendo o putynho gayContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primas novinhas com pes lindosnha video amador roludor botando novinha pra fazer de tudorcano grosso buceta cock.comquero ver um cara de pau de 90cm pegando uma novinha e fazendo ela gritar e gemerprica cavalaesposa contesao napica do filhohistorias eroticas, amor, sexo pelo meu guarda costacomendo traveco na casa abandonadavideos porno mulher tentando escapa. do pau do outro na frente do marido mas nao comsegue e corno dechala vem ela corrigir o meu bilau pornoXvideos garotas dificultando para arrancar o cabacinho da bucetinhacontos hot sobre a brincadeira pique esconde maiores de 18só bundas gostosas deitada no MXmae mte como primo filla pega eles ke goso muito em filme de pornocontos de coroas iperdotados comendo comadres e afilhadasXxxvideo gozadas cinistras na novinhasConto erotico scat adoro ver a mulher peidandocontod eroticos um negao velho encheu.minha xaninha de.porravideos de sexo omém desmaia mulhecontos eroticos feminino ajudei o porteiro negro a fuder eu e minha irma juntoFoto de homem baxinho picudovideo porno vovô descobre que a netinha tem o clitoris grandeporno de lobo mal gozando muito no cu da ovelhinha bundudacontos eroticos pegando minha tia gravidaa mulher dando furingo a mulher dando o cu para o homemconto erótico eu minha esposa na cachoeiraconto erotico sobre mulheres cheirando suas calsinhas sujaconto incesto minha irmãzinha adolecente andando encasa com essa roupinha nao da para resistitezãozinho fodendocontos de incestos surubas com irma em casa nusPorno Tia comeu o sobrinha atc gozou dentro delaabaixar porno gratis amor no cu nao amor vai doer eu vou botar so a metadeapaixonado por um hetero gustavinhoContos eroticos gays ovigia negro dotadozdorovsreda.ruEncoxada no transporte público contos eróticoconto patricinha escravaincesto no colo do papai tomando cafe sem calcinhameu padrasto me comeu e minha mãe participoumulher adora ver o marido ser fudidocrente safada contosxvideo mulher passa por baixo da corda e arrebenta maiorhttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branquelocomo saber se uma mulher esta dormino quando eu teve fudendo ela e perceber se ela esta vinguindoContos eroticos elacareca peladaxvideos nao despensou a novinha caseirocontos eróticos salvando as aparênciasxvideos loira do cu aguado molhado muleke punhetamdoasisti filme de porno de graca e sem se escreververbrotheragem com primas x videosputa amigos whats conto eroticoTios Safados inludindo Adolecente X Videomenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de foracomendi a byceta de labios grandes xvidiisporno mulher sendo bolinada com furadeira pornocontos veridico mulher pagando a divida do marido com homem pauzudao dotado