Eu Te Amo Porra !!! 31


Click to Download this video!

Alexandra Narrando

Fazia tempos que eu não era humilhada desse jeito e o pior foi ter sido na frente do meu amigo e cunhado Raphael,ao sentar no sofá da minha casa a frase que aquele homem disse ecoou na minha cabeça e as lembranças do passado vieram me fazendo chorar.

O Raphael chegou e me deu um abraço.

Raphael - Calma,vai ficar tudo bem.

Eu - Ai Rapha...eu nem tô chorando por causa do que aquele cara disse não...é por tudo.

Raphael - Você sabe que pode desabafar comigo se quiser né?

Eu nunca tinha falado sobre a minha história para ninguém,eu já até tentei ir ao psicólogo algumas vezes,mas sempre desistia no meio do caminho.

Eu - Eu tô precisando desabafar mesmo...lá vai.

Então eu comecei a contar a minha história para o Raphael.

FLASH BACK ON

Eu nasci em uma comunidade bastante pobre do Rio De Janeiro e era filho mais novo de 7 irmãos,eu vivia uma vida muito pobre com a minha mãe e os meus irmãos.

Acontece que a minha mãe ( Regina) se apaixonou pelo grande amor da vida dela aos 14 anos,mesma idade em que ela deu a luz ao meu irmão mais velho,o grande amor da minha mãe se chamava Gilson,apesar de novo ele já era um traficante de drogas perigoso,mas a minha mãe não ligava pra isso e inclusive ajudava ele a esconder as drogas da polícia.

A minha mãe teve os seus dois primeiros filhos com ele,mas depois que o seu grande amor foi assassinado ela se afundou nas drogas e na prostituição,tanto que eu não faço a mínima ideia de quem é o meu pai.

Como a minha mãe vivia pela rua e eu e os meus irmãos dependiamos da ajuda de vizinhos.

Desde os meus quatro anos de idade que eu percebia que eu era diferente dos outros garotos e que era o universo feminino que me encantava. Aos 6 anos de idade eu fui violentado por um vizinho e os abusos se seguiram,até o início da minha adolescência.

Graças a Deus devido a um problema que ela teve no útero a minha mãe não podia mais ter filhos e os meus irmãos mais velhos cansados daquela vida de sofrimento foram indo embora um a um,até ficarmos apenas a minha mãe e eu na casa que era alugada.

Aos 14 anos eu comecei a mostrar quem eu era e passei a me vestir de menina a partir dai,sofri muito preconceito dos vizinhos,mas a minha mãe nunca se manifestou nem a favor nem contra,até que em um belo dia ela saiu de casa e não voltou mais.

Eu entrei em desespero e procurava a minha mãe por todos os lados,mas nada de achar ela,mas além do meu desespero em encontrar a minha mãe,eu também tinha que me preocupar com o pagamento do aluguel que já estava vencendo.

Eu procurava emprego em todos os lugares,mas não achava nada.Na época eu era um adolescente de 14 anos,magro,porém com um corpo curvilínio e cabelos cacheados que passavam dos ombros.

Como já era previsto eu fui despejado da casa e foi a partir dai que eu passei a morar na rua aos 14 anos e pela primeira vez eu catei latinha para sobreviver.No meu primeiro dia catando latinhas eu consegui encher um saco cheio,mas ao chegar no ferro velho eu me decepcionei,pois tudo aquilo que eu tinha conseguido valia apenas 5 reais.

Eu estava voltando para o viaduto do qual eu dormia,quando um carro parou do meu lado e dentro dele estava,Saulo,que foi o mesmo cara que me humilhou na frente do Raphael.

Saulo - E ai princesa.

Eu - Oi.

Saulo - Entra no meu carro,eu prometo que eu pago bem.

Foi ai que caiu a ficha,ele estava pensando que eu estava ali para me prostituir,eu até queria recusar o convite,mas eu estava praticamete sem ter o que comer e aquele dinheiro viria em uma hora boba.

Eu entrei no carro dele e como eu era menor de idade e não poderia entrar em um motel,ele me levou até a sua casa.

Já dentro do carro eu comecei a chorar,pois lembrei dos abusos que eu sofria do meu vizinho até os meus 12 anos de idade.

No começo eu sentia muita dor e só chorava,mas conforme eu fui crescendo eu passei a gostar e a sentir prazer com o que ele fazia comigo e isso fazia eu me sentir mais suja ainda.

Assim que chagamos na casa dele ele disse.

Saulo - Vá se lavar no banheiro que eu tô te esperando no quarto.

Eu fui até o banheiro fazer a famosa chuca,o meu vizinho sempre fazia isso em mim antes de me abusar e depois que eu fui crescendo eu passei a fazer sozinha.

Depois de ter me lavado eu fui até o quarto dele,onde ele estava deitado completamente nú,ele não me atraia fisicamente de forma nenhuma e eu até sentia um certo nojo dele,mas eu tinha que fazer aquilo se eu quisesse sobreviver.

Saulo - Chupa o papai vai.

Então eu me ajoelhei entre as pernas dele e comecei a chupa-lo.A vontade que eu tinha era de vomitar devido ao mau cheiro dele.

Saulo - Isso...tá pegando o jeito rápido hein putinha.

Saulo - Agora tira a roupa que eu quero te comer.

Então eu tirei a blusa e o short que eu estava usando,ficando apenas de calcinha na frente.

Saulo - Fica de quatro vai.

Eu fiquei de quatro,enquanto ele admirava o meu corpo.Fisicamente eu era bem parecido com a minha mãe que era uma mulher bem bonita.Eu era magrinho da cintura fina,porém tinha as pernas grossas e a bunda dura e grandinha,além dos meus cabelos cabelos cacheados que iam até os ombros.

Saulo - Que putinha gostosa.

Então ele abaixou a minha calcinha,colocou a caminha e enfiou o pau dele todo dentro de mim de uma vez só,fazendo com que eu gritasse de dor.

Eu - Aaaaa!!

Saulo - Cala a boca vadia! Disse ele tapando a minha boca.

Ele nem sequer esperou eu me acostumar com a dor e começou a bombar forte dentro de mim e eu só conseguia chorar de dor.

Antes de gozar ele tirou o seu pau de dentro de mim,ele retirou a camisinha e gozou no meu rosto,fazendo com que eu me sentisse ainda mais humilhada.

Ele tirou uma nota de 50 reais da carteira e jogou encima de mim e depois de ter se vestido ele disse

Saulo - Toma um banho e vaza daqui.

Eu me levantei com dificuldade e com sangue escorrendo entre as minhas pernas e fui até o banheiro.Eu só conseguia chorar durante o banho e depois disso eu sai da casa dele e o primeiro lugar no qual eu fui foi em uma pensão para matar a minha fome.Enquanto eu comia eu também pensava em tudo que tem acontecido na minha vida e as lágrimas teimavam em cair.Foi ai que uma moça se sentou ao meu lado e deu pra perceber que ela era uma trans apesar de ser bem feminina.

Ela - O que houve criança?

Ela era bem bonita,morena,1,70 de altura,cabelos pretos e lisos que iam até a cintura,além de ter uma bunda grande e bem feminina e seios que começavam a nascer.

Eu contei a minha história para ela e ela também me contou a história a sua história.O nome real dela era Patrick e o nome feminino Patrícia e para fazer os seus programas ela usava o nome de Paty,ela tinha 18 anos e havia sido expulsa de casa pelos seus pais aos 16 anos depois que eles descobriram que ela estava tomando hormônio e desde então ela se prostituia nas ruas.

Paty - Você tem certeza que você quer entrar nessa vida?

Eu - Tenho sim...eu preciso sobreviver e até agora eu não consegui nenhum trabalho.

Paty - Se é isso que você quer eu vou te ensinar tudo o que você precisa saber.

A Paty foi extremamente generosa comigo,ela me levou pra morar na casa dela em Madureira e me ensinou tudo o que eu precisava saber sobre esse mundo da prostituição e eu ajudava ela com as despesas.Eu também comecei a tomar hormônio e aos 16 anos eu já estava com o corpo bem diferente,o meu quadril tinha alargado,a minha voz afinou um pouco e os meus mamilos estavam maiores e mais inchados,mas eu vazia isso apenas para agradar os clientes,pois ao contrárip da Paty eu não queria me tornar uma mulher,eu gostava de transitar entre esses dois universos,ao contrário da Paty que aos 20 anos já havia colocado silicone nos seios,ela inclusive sonhava em fazer a cirurgia de mudança de sexo e apenas não a fazia por ser muito cara e também porque a maioria dos clientes que a procuravam gostavam exatamente dessa fantasia de uma mulher com pênis.

Mesmo aos trancos e barrancos eu consegui terminar o ensino médio aos 19 anos de idade e no meu aniversário de 20 anos,Paty e eu passamos por uma experiência horrível.

Nós fomos para um bar comemorar,aquele bar erra bastante frequentado pela comunidade LGBT e quando já era por volta das 3 da manhã Paty e eu decidimos ir embora.

Eu - Me espera um pouco que eu vou no banheiro antes.

Paty - Então eu te espero lá fora,é bom que eu vejo se o uber já chegou.

Então eu fui até o banheiro,enquanto foi para o lado de fora e assim que eu entrei no banheiro eu ouvi uma gritaria terrível e corri para ver o que estava acontecendo.

Ao chegar no lado de fora do bar eu fiquei perplexo com o que eu vi,6 caras todos eles bastante musculosos e com a cabeça raspada estavam espancando a Paty que estava caída no chão,foi preciso umas 15 pessoas para tira-los de cima dela e nós tivemos que leva-la as pressas para o hospital.

A Paty teve vários ferimentos graves,o que a empedia de fazer programa,já que nós trabalhavamos com a aparência,nós demos queixa dos caras que espancaram ela,mas infelizmente nada foi feito.

Como só eu estava trabalhando,as coisas acabaram apertando lá em casa,ainda mais que a Paty ganhava bem mais do que eu.Eu tinha que pagar o aluguel e a conta de luz e mal sobrava dinheiro para comer,pois com a crise financeira no país os programas haviam diminuído,pois por mais incrível que pareça a crise também afetava o nosso trabalho.

Foi ai que eu decidi tomar uma atitude,eu fui até uma dessas boates da zona sul em que só os riquinhos frequentam e só consegui entrar porque eu fui pra cama com um dos seguranças um dia antes.

Eu acabei percebendo que tinha um cara olhando pra mim,mas não era qualquer cara,era ninguém maia ninguém menos que Heitor Brandão,o órfão que conseguiu triplicar a fortuna deixada pelos pais,o cara além de rico era muito bonito e vivia aparecendo nas revistas e sites de coluna social.

Até que ele fodia bem,porém ele não sabia que eu estava ali por dinheiro,então eu esperei ele ir para o banheiro para pegar todo o dinheiro que tinha na carteira dele.

Eu sai do motel direto para um super mercado 24 horas e fiz uma compra que daria para mais de 2 meses e ainda sobrou dinheiro para pagar o uber.

Paty - Meu Deus como você conseguiu isso?

Eu - Eu não falei que eu ia dar um jeito mulher . Disse abraçando ela.

Algumas semanas depois a Paty já estava recuperada e as coisas foram voltando aos poucos ao normal.

Um belo dia eu estava em um ponto no qual eu fazia programa em Copacabana,eu estava usando uma blusa tomara que caia e uma. mini saia acompanhada do meu velho salto vermelho,quando um carro SUV parou na minha frente e o carra que abriu a janela do motorista era um tremendo gostoso.Ele era alto,branquinho,com o cabelo preto penteado em um topete e com os músculos bem definidos.

Ele parecia estar bem nervoso e mandou eu entrar no carro.

Ele foi dirigindo o tempo todo em silêncio em direção até o motel e ao chegar lá ele tirou a roupa dele e pediu para que eu ficasse apenas de calcinha.

Ele não falava praticamente nada,ele se deitou encima de mim e deu um beijo de língua em mim,eu ia me soltar dele,pois nós tinhamos a política de não beijar clientes,mas quando eu vi eu já tinha me entregado,o meu coração acelerou,eu estava sentindo uma sensação que eu nunca havia sentido antes.

Ele colocou a camisinha e passou um pouco de lubrificante no pau dele,eu me posicionei de quatro encima da cama e ele foi me penetrando aos poucos.

Aquele foi o melhor sexo que eu já tive,não era apenas mais um programa qualquer,eu senti prazer,na verdade até mais do que prazer eu sentia um sentimento diferente,mas eu tentei espantar aquilo da minha cabeça,pois o Jonas era um cara rico e jamais se interressaria por alguém como eu,mas ai ele começou a me procurar todos os dias,chegando inclusive a ir na minha casa algumas vezes e ele era o único cliente que eu beijava,demorou um tempo,até que nós percebessemos que estávamos apaixonados um pelo outro.

Flash Back Off

Eu -E essa é a minha história. Disse secando as lágrimas.

O Raphael também já estavs bastante emocionado e disse.

Raphael - Apesar do meu irmão nunca ter gostado muito de mim,eu torço muito pela felicidade de vocês.

Eu - O Jonas já me confessou uma vez que ele sempre teve ciúmes de você,pois achava que os seus pais e o Sérgio gostavam mais deles do que de você,depois ele acabou se arrependendo de tudo que te fez,mas não tinha coragem pra te pedir desculpas.

Raphael - Alexandra,posso te fazer uma pergunta?

Eu - Claro,pode sim.

Raphael - Você continua fazendo programa?

Eu - Não,eu não faço mais,eu até tentei arrumar um emprego,mas ninguém daria um emprego de carteira assinada para alguém como eu,eu tinha até cortado o meu cabelo e tentei mudar o meu jeito de ser,mas não deu...sabe.

Eu - Eu faço uns bicos de manicure,faxineira,tô sempre me virando,mas de fome eu não morro não.

Raphael - Ué o Jonas não tá te ajudando?

Eu - Ele até queria,mas eu fiz questão de não aceitar,se tem uma coisa que eu não quero é ser sustentada por homem rsrs.

Raphael - E você tem toda razão rsrs...sabe...eu vou falar com o meu irmão Sérgio,eu tenho certeza que ele arruma alguma coisa pra você.

Como já estava muito tarde ele teve que dormir lá em casa e ele ligou para o Hugo e para os pais dele avisando.

Raphael Narrando

Eu acabei dormindo na casa da Alexandra naquele sábado a noite e como o Hugo passou o domingo treinando eu quase não vi ele.

Eu estava decidido a ajudar a Alexandra e na segunda-feira de manhã eu fui até a empresa sem o meu pai saber e fui até a sala do Sérgio depois de ser anunciado pela secretária.

Sérgio - Que isso irmãozinho lembrou que os negócios da família existem? Perguntou ele em tom de brincadeira.

Eu - Nossa que engraçadinho o senhor seu Sérgio.

Sérgio - Então ao o que devo essa visita ilustre?

Eu - Eu queria pedir a sua ajuda?

Sérgio - Ajuda?

Eu - Sim,mas não é pra mim não,é pra outra pessoa.

CONTINUA...

Vit.will: O Hugo está muito ocupado com os treinos.

Thonny Norões: Fico muito feliz que esteja gostando e peço que comente aqui mais vezes se puder.

Valtersó: Pois é,ciúmes é algo complicado.

Guigo: A realidade das trans no Brasil é muito triste.

Guardian: Adoro os seus comentários e o jeito que analisa a história.Fico feliz que esteja gostando dos personagens e que tenha voltado a simpatizar com o Raphael.

Geomateus: Será que o Sérgio ajudará a Alexandra?

Sharon Martins: Você está certa,a maioria das pessoas julgam sem conhecer a história de vida das outras.

Renato Mota: A senhorita adora botar lenha na fogueira hein kkkkk.

Greader: Será???

Seluh: Tem razão.

LKS: O Rapha avisou sim,eu só não coloquei isso no capítulo,pois achei extremamente desnecessário.Mas ficarei mais atento.

Nayarah: Ela dará a volta por cima sim,como uma rainha.Vocês verão.

THIrjthiago: Seja bem vindo querido e comente aqui mais vezes.

Agora eu divulgarei a grade de novelas da CDC,igual o meu amigo Renato fez.

Ás 5 horas tem a Malhação da CDC, o conto “Nosso Amor é Assim“

6:30 tem a nossa novela de época das 6 “Na Paz Do Teu Sorriso“

7:30 tem a novela das 7 “Eu Te Amo Porra !!!“

9:15 tem a novela das 9 “Raphaelo“

Ai esrtá a grade de novelas da CDC,mas já adianto que a minha próxima história estará plena no horário das 9.

Não esqueçam de comentar.

BEIJOS

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/07/2018 10:49:22
Pronto, mais algumas histórias de vida apresentadas e mais uma surpresa... Alexandra com essa história de vida pesada. Passei a gostar mais dela pela forma com que passou por tudo isso. Estou aguardando o Jonas contar como se descobriu gay. Essa história está cada vez mais envolvente e deliciosa.
10/03/2018 08:34:31
Parabéns por esse capítulo. Chorei.. saber que mtas passam por isso é triste! Mas a Alexandra é umaMULHER DA PORRAAA!! 😚
08/02/2018 06:15:22
Nossa q triste a história da Alexandra.
07/02/2018 08:43:22
Tô amando o seu conto,li tudo em dois dias.O Raphael é um fofo,o Hugo um homão da porra,mas meu sonho de consumo mesmo é o Sérgio.Apesar de ser mulher eu adoro ler contos gays e outra não sei como aguentam esse Valtersó deve ser uma bixa velha infeliz com o cu seco.Beijokas a todos e publica o cap 32 logo!
06/02/2018 22:26:55
Gostando da Alexandra, mas não gosto do namorado dela ainda. E sim, a realidade dos/as trans e travestis no Brasil é horrível. Infelizmente.
06/02/2018 13:05:00
Nossa que historia estou amando seu conto continua logo bjsss
06/02/2018 02:42:47
Tadinha da Alexandra,Heitor? Sabia kkk . Heitor vai fazer algo com a Alexandra,só acho rs... Bjoks
06/02/2018 02:12:42
Porra... barril
LKS
06/02/2018 01:41:43
Ah, foi mal's, sabe que sou defensor master do Hugo né? Ai se for pra deixar meu sonho de consumo nervoso, ja o defendo antes...kkk... Mas me surpreendeu a historia da Alexandra... Ta ficando a cada episódio melhor o conto... Parabéns, mas quando chega no episódio 30, ja vai dando desespero, pq sei que esta acabando... Estica até o 200...kkk
06/02/2018 01:13:31
Heitor sempre no meio esse safado kkkkk. está demorada a volta dele, chega de gente boazinh no conto
06/02/2018 00:05:25
que historia chocante, que bom que jonas deu uma chance pra ela se erguer e ser uma pessoa melhor, se dizendo em nome do amor, as vezes as pessoas não precisam só de dinheiro mais sim o amor pra seguir em frente, outra coisa esqueceu de por a minha novela das 11 kk
05/02/2018 22:54:38
Obrigado vou comentar sim sempre! Nossa que história essa da Alexandra! Ela é guerreira!
05/02/2018 22:40:12
O RELATO DE ALEXANDRA NÃO ME PASSOU MUITA EMOÇÃO. FOI UM RELATO MEIO FRIO. MESMO SEM ALEXANDRE (A) QUERER CREIO QUE JONAS DEVERIA TER AJUDADO. MAS NEM ISSO ELE SE PRONTIFICA A FAZER. É CLARO QUE ALEXANDRE (A) PODE CAIR NAS GARRAS DE HEITOR. E MAIS AINDA ALEXANDRE (A) PROVAVELMENTE VAI SEGUIR AS ORDENS DE HEITOR E PREJUDICAR RAPHAEL E HUGO. LAMENTÁVEL. AINDA NÃO ENTENDI A FORMA DE JONAS TRATAR ALEXANDRE 9A). A FORMA DE TRANSAREM É MEIO CONFUSA. RSSSSSSSSSSSSSSSSSS DIFERENTE DE COMO RAPHAEL E HUGO TRANSAM, COM CARINHO, AMOR, ENTREGA TOTAL. MAS ENTRAR EM COMPARAÇÕES TB NÃO É LEGAL. CADA CASAL É ÚNICO NESSA HORA. MAS... FICO COM O PÉ ATRÁS.
05/02/2018 21:47:02
Torso para ela dar a volta por cima......
05/02/2018 21:05:39
Não acredito que você parou nessa parte, Brunooo. Ai que ódio de você. Ok. Fiz um banzé, um trupé no sábado (tá, também fui ajudado. hahaha) E afinal o dito pelo Greader era em partes real. Fenomenal o insight dele. Como eu sei que a Alexandra é um personagem importante (e não vou dar spoiler) por diversas razões, não acredito que ela seria omo intuimos. Mas convenhamos aquilo no sábado caiu como uma bomba. Outro ponto que eu sempre vou elogiar nos seus contos. A forma respeitosa com que você trata as pessoas T aqui. Aliás respeito que eu não vi nos contos das próprias T que existem no CDC. Claro, Gays falando de T sempre é complicado. Mas eu admiro a forma com que Alexandra vem sendo descrita com dignidade. Era de se imaginar que a história dela fosse dessa forma. Vou entender que, como você é comedido nas descrições dos personagens, a fala da Alexandra é a "redenção" do Jonas. E, sinceramente, natural até e "um pouco explicado" a forma com que ele é "sumido" no conto. De mais, tomara que seja possível uma colocação para a Alexandra. Seria muito bom ela se erguer para além do trabalho precarizado que vem exercendo dignamente (lavar, passar, enfim trabalhos domésticos). No aguardo!
05/02/2018 21:00:56
Heitor vai chantagear a Alexandra?




Online porn video at mobile phone


Sou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaaquelas cunhadinha gostosa f****** com pica devagarinhoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhavídeos pornô com novinha gostosinha Sukitapornô doido mulher ligando o marido na quarentenacontos erotico,meu genro me enrrabou dormindoconto curra virgemexitantesadolecentebaixar jogos de Ferrari deixando o rapaz tirar o sutiã dela para mamar nos peitosxvidio.c miha mae n siriricasexo novos banho conhadas nuasuma triscadinha na buceta e gozorpai roludo filiha rabuda teatro pornoXVídeos novinha com a b******** com cavanhaque de coraçãozinhotransando com o principe e o lobo mautia gostoza peituda seta no colo do sobrinho vigem deixa loucocontos erotico pomba gira me fez putaFOTOS CONTOS DE SEXO DE UM JARDINEIRO PIROCUDO COM SENHORAS CASADASbiombo banheiro xupa casada videotava pastor ver a mulher de mini saia gostosa e não aguentei e transeiManda se solta solta pum bolado na bunda dessa gostosaTia gostosa de vestido curto decostas sobrinho agara ela pra comervisinha jemendoconto erotico boa noite cinderelatrai o meu maridoXVídeos as novinhas de calça folgado na fila do mercadogay fudendo todo ensaboado porno doidocomo fazersrxo pinto vibradorver transa degays adolecente .young pporno videoconto eroticosdei no primeiro encontroPeitao bicudo sendo chupado ebucetinha molhando search sexomulher casada se ensinuando para negao ate ele nao resistir205xvidiocontos a putinha dos pivetesmeu tio me  fode violento o cu da vo gorda humilhandocontos eróticos casei com minha professorabundinhameteconto erotico briococcontos eróticos incesto fudendo novinha virgem inocente faveladainsesto de filho beijando aboca da mae e fode elaDonaflorindametendovídeo pornô uma atividade Bonde da três sobrinhos até f****peguei meu irmao gay e minha irma virgem fudendo nao aguemtei cumi os doisclarinhasafadinhacomendo debrinha com abuceta defora e gozei dentrobusetinha piquinhacomo fazer alguem te pedir dxclpa a distanciacache:http://zdorovsreda.ru/perfil/117617vídeo caseiro com mamãezinha só de casa dela com os peitinho duroContos eroticos mamae gulosa mamando no pauzao do filho e dos amigos dele e depois fode com todos eles juntos em uma orgia na sala de casa.XVídeosporno Malícia pareixvideo Mamae mw pegou me masturbando e me chupou ate gosar na boca delaContos eroticos de mulheris que so goston de da o cu nao goston de abucetaxvideo eu trazando com minha vizinhaporno familia jurássicaquero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****Porno anal queroeu vou cagaxxxxxxxvideos com professoras de educacao fisicaestupro esposa contos eroticosmyrtis sendo bolinada dentro do ônibusamulher .que cachorro arrebento. abuceta dela com....um . noxvideogostosaspeladascunhado gosando na dunda sem tirar o chortes xvideosver sexso gay e emosloirinhos trepando de quinze anosmae pelada dando um cosenho pa amae dele parra trnza video pornovideos de praticantes de lactofiliashinichi pegando nós seiosabaixar pornô mãezinha e FininhoEMYRYZ-Casa Dos Contos Eróticos| zdorovsreda.comesposa na balada contosContos eroticos de mae da banho filho com braço e perna quebradameu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguescontos patroa com a empregada