Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Lari e sua nova vida 12 (Final)

Um conto erótico de Suellen
Categoria:
Data: 14/09/2017 02:57:13
Nota 10.00
Assuntos: crossdresser

No dia seguinte de manhã Ramiro falou que contratou um contador temporário amigo de confiança do Evaristo, pra eu cuidar dos preparativos do casamento e me deu carta branca e disse que confia no meu bom gosto. Gente como não amar um homem assim?

Mais tarde fomos Ramiro e eu na casa da minha mãe contar a novidade. Minha mãe ficou muito feliz e abraçou e beijou nós dois. Nos convidou para o almoço nós almoçamos e Ramiro logo depois do almoço fez uma ligação e disse pra minha mãe se arrumar, pois iriamos jantar na casa dos pais dele.

Minha mãe colocou um lindo vestido azul e uma sandália de salto prata. E fomos para a casa dos pais do Ramiro.

Chegamos lá e a recepção foi muito calorosa, Marisa foi super gentil comigo e minha mãe. Estava um pouco preocupada com relação a isso. Marisa chamou nós duas para ajudar na cozinha. As duas mães se entenderam super bem pareciam amigas de longa data. O jantar foi bem descontraído e eu estava felicíssima de ver as famílias se entendendo tão bem.

Na volta pedi para minha mãe dormir no apartamento e não se preocupar que eu emprestaria algumas roupas minhas para ela e tenho um quarto de hospedes muito confortável com suíte, ela aceitou. Chegamos peguei minhas roupas mais comportadas e dei pra minha mãe. A calcinha foi complicado achar, pois só tinha uma comportada no fundo da gaveta, todas as outras são fio dental. O soutien meia taça foi o que tinha pro momento e uma camisola minha curtinha, mas ela não reclamou. Ficou sexy pois ainda tinha 47 anos. Foi dormir pois estava exausta.

Ramiro e eu fomos para o quarto, mas pra fazer amor. Fizemos 2 vezes. Ramiro naquela noite tava cheio de fogo.

No dia seguinte Ramiro precisou sair então minha mãe voltou de taxi pra casa.

E eu fui encontrar minhas amigas no shopping e contei tudo e mostrei o anel para elas. Elas ficaram em estase e convidei as 3 para serem minhas damas de honra que de pronto aceitaram.

Passamos a tarde passeando. Na hora de ir embora Luciana fez uma pergunta pra Suellen:

- Suellen, quero ir na sua casa a gente nunca foi lah?

- Lu, não é o melhor lugar para ir.

- Sem conversa, vamos a Lari, a Renata e eu. Queremos conhecer sua casa.

Suellen muito submissa a Luciana, obedeceu e levou a gente até a casa dela. Era um kitinete de 3 comodos, 1 comodo era sala e cozinha, o outro um quartinho que só cabia a cama e 1 banheiro pequeno igual de empregada.

Luciana falou:

- Suellen faz suas malas, você vai morar na minha casa.

- Para de caçoar de mim Lu.

- Quem tá caçoando aqui. Ou você faz suas malas ou eu faço, não vou deixar minha namorada morando num cubículo enquanto eu vivo no luxo.

Suellen se emocionou e beijou muito a Luciana, ajudamos a Suellen com a mudança.

Luciana deixou Renata e eu cada uma na sua casa e foi para a casa com a Suellen.

Cheguei em casa e Ramiro falou que no dia seguinte precisaríamos passar em um lugar para tratar algumas coisas, eu respondi que estava tudo bem.

No dia seguinte de manhã tomamos o café e fomos no lugar que o Ramiro falou. Era uma concessionária da Honda e o Ramiro me disse escolhe um carro.

Minhas lágrimas caiam, mas eu tentava não chorar, escolhi um Honda Civic ele falou para o vendedor:

- Ela quer um Civic.

- Que cor você quer amor?

Não acreditei ele ía me dar um carro zero.

- Amor não precisa eu aceito um usado.

- Para com isso Lari. Fala qual cor você prefere.

Sem alternativa respondi vermelho.

O vendedor falou que levaria 2 meses porque essa cor era só sob encomenda.

Ramiro respondeu não tem problema e fechou negócio.

- Pronto agora você vai ter um carro.

- Ramiro será que eu mereço você.

- Deixa disso, minha mulher merece ter um carro.

Ele passou em uma agência que aluga carros e escolheu um BMW M3 prata pra eu dirigir até meu carro chegar.

- Pronto, agora você tem um carro para organizar nosso casamento.

Já no período da tarde comecei os preparativos do casamento e antes do mês de licença que o Ramiro me deu já tinha organizado tudo. Vestido de noiva das damas de honra, igreja, buffet, salão de festa, convites e equipe de fotografia e filmagem da festa de casamento. Minhas amigas só me ajudavam no fim de semana, afinal eu estava de licença; elas não.

Nos dias restantes durante o dia me produzia toda bem sexy para o meu noivo e nós fazíamos amor diariamente.

O casamento estava marcado para o fim do mês na semana seguinte após buscar meu carro. Aliás ficou combinado que o carro da noiva seria meu novo carro.

Marquei no mesmo salão da Renata o dia de noiva, e no dia do casamento estávamos nós 4, noiva e as 3 damas de honra no salão. E a Luciana como sempre extrapolando no champanhe.

Prontas as 4 rumamos para a igreja com meu Civic Vermelho.

Na igreja as damas e honra foram encontrar seus pares.

Renata com Evaristo, Luciana novamente com Fabio, e Suellen com Ricardo primo do Ramiro.

Como meu pai era falecido o pai do Ramiro que me levou até o altar.

A cerimônia foi divina e finalmente estava casada com o homem que eu sempre vou amar.

Na festa alguns parentes torceram o nariz para mim, mas não me importei, a maioria curtiu a festa e me elogiaram. Minha mãe nunca a vi tão feliz, ela estava que não se cabia de tanta felicidade em ver sua única filha casada. Cerimônia acabada Luciana e Suellen ficaram juntas, Fabio e Ricardo tiveram e escolher outras convidadas da festa para ficar com eles, mas não teve problema, minhas primas solteiras trataram de fazer companhia, afinal Fabio e Ricardo também eram muito bonitos.

Tudo correu bem na festa e no fim da festa Ramiro e eu fomos para nossa lua de mel, ficamos em um hotel 5 estrelas onde fiz amor com meu marido e no outro dia de manhã fomos para o Aeroporto passar nossa lua de mel em Miami. Ficamos em um hotel muito bom, Ramiro alugou um Corvette conversível, e durante o dia ele me mostrava a cidade, em alguns dias fomos às praias e de noite fazíamos amor. Foram duas semanas maravilhosas.

Quando voltamos já logo liguei para minhas amigas e marcamos de se encontrar na casa da Luciana. Nada de muito novo aconteceu a não ser Luciana e Suellen com anel de namoro. Luciana decidiu assumir o namoro dela para os pais. Segundo ela, os pais já desconfiavam e não ficaram surpresos de ela namorar uma menina levando em conta que nenhum namorado aguentava os desaforos e o jeito mandão dela. Contei tudo para elas, conversamos muito.

No dia seguinte fui correndo ver minha mãe, conversamos bastante. Ramiro não estava junto porque foi ver os pais dele.

Nossa vida seguiu assim:

Resolvemos contratar uma empregada para limpar, lavar, passar e cozinhar.

Eu continuei contadora da academia do Ramiro e Ramiro sempre estava comigo, de noite fazíamos amor todos os dias, em resumo sexo e companhia não faltava para o Ramiro, de sábado encontrava minhas amigas e domingo ou íamos na casa dos meus sogros ou na minha mãe.

Um dia o pai de Ramiro perguntou para nós, quando vou ter netos?

- Pai preciso te contar uma coisa.

Gelei na hora pensei é o meu fim. Mas...

- A Larissa nasceu sem útero ela descobriu com 16 anos quando a mãe dela estranhou ela não menstruar.

- Que triste filho e eu pensando em ter netos.

- Pai a gente pensou em adotar uma criança. Não será sangue do nosso sangue, mas sempre vão te tratar como avô.

- Se não tem jeito, vou aceitar essa opção e vou ama-los como se fossem sangue do meu sangue.

No mês seguinte estava muito pensativa e falei para Ramiro me levar pra Thailândia queria fazer cirurgia de redesignação sexual. Ele falou que não precisava passar por isso, mas eu disse que aquela coisa no meio das pernas estava começando a me incomodar e realmente estava. Na mesma semana procuramos uma clínica na Thailândia e na semana seguinte seguimos para lá no pretexto que iria colocar prótese nos seios o que também era verdade. Ficamos lá durante 1 mês para a cirurgia, o implante de próteses e a recuperação das duas cirurgias, fiz uma de cada vez. Não foi problema nenhum para se comunicar mesmo na Thailândia, pois meu marido é poliglota e fala várias línguas.

Voltamos para o Brasil, minhas amigas elogiaram meus seios, mais tarde fomos na casa da Renata e no banheiro mostrei minha outra cirurgia, todas ficaram admiradas com o resultado.

No dia seguinte já voltei para a rotina, não tinha tantos problemas me ausentar o Ramiro sempre arrumava um temporário pra me cobrir e o Ricardo ficar de olho na academia pra ele.

Depois de totalmente recuperada Ramiro estava ansioso, eu falava pra ele ter calma pois era só uma vagina e ele já devia ter provado várias, ele dizia, mas não da mulher que eu amo.

Fomos para a casa, fui tomar banho e nem vesti nada, sai nua com o Ramiro já nú na cama.

Sem preliminares já fui agachando no pau duro dele, pois minha cirurgia era com lubrificação natural.

Gente o orgasmo é diferente, mas muito gostoso, o mais gostoso de verdade é sentir o que uma mulher sente na cama.

O Ramiro tava com muito tesão gozou forte, se tivesse um útero tinha engravidado.

Dois meses depois mais ou menos decidi adotar uma criança, pesquisamos um orfanato e fomos visitar, iriamos adotar um bebê.

No caminho do berçário vi uma menininha loirinha de cabelo liso, linda olhando a gente, olhei aquele olhar lindo e ela disse:

- Bom dia, vai adotar um bebê?

- É essa a idéia minha querida.

- Que bom, tia Laura disse que depois que todos os bebês forem adotados vai ser a minha vez, mas sempre chega um bebê novo.

- Você vive aqui desde que nasceu?

- Vim pra cá com 2 anos, mamãe e papai agora estão como papai do céu.

- Qual o seu nome?

- Aninha e o seu?

- Pode me chamar de Lari.

- Prazer Lari.

- Espera um pouquinho?

- Espero sim.

Fui perguntar para a Laura dona do orfanato sobre a Aninha, ela disse que os pais morreram em um acidente de carro quando ela tinha 2 anos e os avôs eram contra a união dos filhos e por isso não ficariam com ela, então a assistente social trouxe ela pra cá, ela ía ser transferida, mas por ser tão doce e carinhosa, não teve coragem de transferi-la o que é um problema pois todos que veem aqui procuram bebês.

Chamei Ramiro e falei:

- Amor quero adotar a Aninha.

- Não prefere um bebê?

- Não, quero a Aninha.

- Tá bom, vamos adotar a Aninha.

Fomos Ramiro e eu direto no quarto da Aninha.

- Aninha.

- Oi Lari escolheu o bebê.

- Aninha você gostaria se se minha filha e do Ramiro?

- Jura? Verdade?

- Sim minha querida.

Ela me abraçou forte e chorona como sou me emocionei.

A Laura chegou em seguida, e falei vou adotar a Aninha. Ela ficou feliz e deu entrada nos papéis.

Ramiro falou:

- Dona Laura vou doar um berço pra vocês.

- Agora tenho que comprar uma cama.

Era verdade o berço já estava comprado.

Ficamos 3 meses com a Aninha, ela era a filha que eu pedi pra Deus, era obediente, educada, muito carinhosa, e delicada. Depois desses 3 meses a adoção foi regularizada e Aninha era filha minha e do Ramiro. Até Ramiro se derreteu com a doçura e o sorriso da Aninha e virou um pai coruja, deu uma cama de princesa para ela e comprou várias bonecas para ela.

Um mês após a adoção definitiva depois de 3 meses voltei a visitar minha mãe com a Aninha quando entrei falei vai abraçar a vovó. Ela abraçou e beijou minha mãe como se já a conhecesse. Minha mãe adorou a neta. E mimou dando doces pra menina.

Na outra semana fomos na casa dos meus sogros.

- Agora filha é a mãe e pai do papai.

Ela correu abraçou e beijou o senhor Aberto e em seguida da dona Marisa.

O jeitinho carinhoso dela derreteu os 2, depois do almoço já brincavam com ela como se fosse neta de sangue.

Contratamos uma babá muito carinhosa filha da babá do Ramiro, pra cuidar da Aninha enquanto a gente trabalhava.

Um dia mexendo no computador Aninha falou:

- Mamãe deixa eu mexer no computador?

- Mas filha você ainda não sabe ler.

- Então me ensina a ler mamãe.

Decidi ensinar ela a ler e escrever como aprendi na escola, todos os dias chegava do trabalho e passava exercício pra ela, ela muito dedicada fazia tudo. Em 1 ano antes de entrar na escolinha já sabia ler e escrever. No natal não teve jeito tivemos que dar um notebook pra ela, eu antes de dar instalei um programa de proteção para sites impróprios. Gostava de dar presentes para a Aninha mesmo com pouca idade ela tinha muito cuidado com as coisas dela e sempre depois de usar guardava tudo.

Mesmo já sabendo ler e escrever matriculei ela na escolinha pra ela se socializar com outras crianças.

Agora minha família estava perfeita.

Hoje não saio mais tanto com minhas amigas como antes, pois agora tenho um filha que precisa do meu carinho e atenção. Mas a gente ainda se encontra. Afinal a Aninha conquistou a tia Renata, tia Luciana e tia Suellen que por falar nisso Luciana e Suellen oficializaram a união em uma festa com a cerimônia, a Luciana de vestido rosa clarinho e a Suellen de vestido brancos os 2 de noiva.

A festa foi muito gostosa. A aninha se divertiu demais e fez amizade com as crianças da idade dela.

Hoje sou mulher completa, tenho amigas maravilhosas, um marido que me ama e que trabalho com ele e uma filha que amo de paixão. Atualmente tem 8 anos, está na 2ª série é super inteligente e tem muitas amiguinhas.

Meu muito obrigada a:

Lari por permitir a continuação de seu conto.

Melissa Diniz

VeriPassiva

CrisLauren

longreader

Brother777

Priscilla Trans

Gasolina

RonyCon

Stéfany

epilef23

Mike Filho

morenomassa

Gustavao Gostosao

coroarj

Helena 65

flavinhabela

Danysinha

Fabio_Satz

E todos que leram e comentaram meus contos.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
05/03/2018 01:52:04
Sensacional do começo ao fim...
16/10/2017 16:59:25
Amo até hoje seus contos!!! e espero ansiosa a continuação!!!! Se houver.
15/10/2017 22:02:27
Maravilha!
15/10/2017 22:01:11
Adorei!
16/09/2017 10:37:18
Lindo de mais... estou com lagrimas nos olhos... adorei.
16/09/2017 07:37:16
Estou de queixo caído. Como foi bom vc ter continuado a história Su. Amei.
15/09/2017 02:13:21
Brother777 Luciana é Suellen é uma história lésbica não tenho prática com esse tipo de história, mas se vc ou alguem dos comentários quiser fazer a continuação da Luciana com a Suellen fiquem a vontade.
15/09/2017 02:10:48
flavinhabela essa é uma história sem pessoas reais. A Lari existe, mas não é a história real dela.
14/09/2017 20:43:57
adorei...... Quase chorei com a parte do orfanato... (Poderia fazer um spin-off com Luciana e Suellen) Você escreve muito bem fica meu 10 por que não tem nota maior.
14/09/2017 15:33:58
Final fechado com chave de ouro, parabens suellen ótimo conto. Bjs
14/09/2017 15:17:31
adorei o final,mas queremos saber mais como esta vcs.
14/09/2017 13:50:17
Ave! Emocionada! Que lindo! Sonho de princesa
14/09/2017 08:08:30
Excelente.




Online porn video at mobile phone


video porno cansei de ser cornomeu marido adora leva porra na portinhaa do cuchupando a buceta ejaculando chamastegostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosfio dental e legging contoscache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 contos erotico,meu genro me enrrabou dormindometendo de lado e goasano na portinha da bucetaBesteirascontoseroticosgarotimha fala pra mae que quer namoradoporno gay com vendedor de porte e portacutucou a menininha sem penetrarirmas safadas relatosvideo de vanessinha do primeiro de maio batendo siriricacontos eroticos gays com internatoxvideos gata novinha virgem perdendo a virgindade .sai pra ir na igreja e acabou indo foder no.motel levantou a saia cunprida e gozo gostosocasa dos contos eroticos adoro levar ferrovalkuiria fudenocontos eroticos de mulheres peidado na hora do sexoMulher fazendo ladra de condominio chupar sua bucetacoroâs xvideòs boquetes çasadasporno incesto pai finge de bebe para comer a filhaver videos de travestis dotadas acariciando o penis dentro da roupairma e chantageadas por irmo e ele chupar aforsa seu paubucitnhasexo deixando mae com bunda doendo contode zei pica pal xisvidoContos eróticos esposa e Sograxvdeo noviho gretano anovinha e batendo umabaicha zpxvideos nao despensou a novinha caseirowww.pornoDoidomamae dormindo com buceta a perta e filho que comelawww xvidios brasileiro mães filhas e tias e comadres com afilhados comcabecudo guspinno porraXvideos pau com veias azuladasconto gay barraca armadacontos eroticos patroa enjoada pedreiro taradopauzudo fode bucetamenorVampiros elobisomens-Casa dos Contos Eróticosfilme porno "labios encharcados"contos eroticos dei pra papainovinha chorando na varacabeçudonegao arebentou o cu dessa mulher e ate arebentou todas as pregasxx vidios gay novinhos estrupadoswww.contos deixei titio chupar minha bucetinha na minha infânciaXvidios fudicu gueyscontosmae e norafada do sexomulher deu o cu que choroyahoo cheiro de chule gay tesao cunhadoconto morador de rua roludo comei gpstos minha esposabunda pulante mundobichapornodoido meu pai me consola depois deu chorarnovinhos com tensão na cabeça da pica e batem puetacontos eroticos casada se exibindo pro montador de moveisxvideos encetos brother seterconto erótico gay fui comido no internatochupando a buceta ejaculando chamastecontos eroticos filha 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 aninhosxsvidio.as.pantera.jogando.bolacontos eroticos arrebentei o cu virgem do meu cunhadinho na pescariaxvidio veio chupando peito da novilnhaxvideos de puta arrolbadaxvideos indigesto estrupadas pelo irmaocomjj ninha irma todinha pornoele pediu que eu rebolace no colo dele yahooloira gostosa gordinha batendo p****** no pau do seu esposo no pé da pia seu esposo tacando dentro do seu corpo shortinho dentro do raboaredou a calcinha da comadre e meteufiquei bem v******** batendo p****** bem gostosa cantando Caladinhacunhado gozando dentro da buceta cabiluda da cunhada deitadade bruso clara de 52 anovideos pornos de genros depilando sogra e n resiste fode elaconto gay barraca armadaminha esposa adora foder com garotibhos pausudo contos eroticoContos eroticos minha mae faz facina em casa so de roupas curtasacetona gulosa chorando engolindo picaEsfreegando a pica na maninha inocenti contos eroticcosmulher e homem tirando a roupa da mulher Valendo Nada superar chupando priquito