Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Luana(parte1)A mais puta da cidade

Um conto erótico de Luana
Categoria: Grupal
Data: 21/05/2017 20:18:39
Nota 6.33

Meu nome é Luana sou loira de cabelos longos seios fartos como é de família magra de pernas grossas enfim desde muito nova chamei atenção por onde passava minha historia começa a nove anos atrás quando eu era uma inocente garota de dezenove anos, morava em uma cidade rural afastada do rio grande do sul embora de família pobre e por demais conservadora podia me dizer feliz estava vivendo oque eu chamava do dia ensolarado de minha vida, tinha um filho chamado Lucas de 2 anos fruto de relações sexuais descuidadas.

Além de meu filho Lucas morava com minha mãe Juliana minha irmã mais de dezessete anos Raquel e meu severo pai Eduardo, meu pai e minha mãe eram de família tradicional rural conservadores e pouco falavam já eu um tanto espevitada e minha irmã quieta e retraída.

Enfim havia começado o severo inverno do rio grande do sul que para quem conhece sabe que é castigador mas nesse ano eu tinha motivos para comemorar finalmente voltaria a estudar havia parado no primeiro ano do ensino médio assim que tive filho, mas enfim sempre gostei de estudar meu sonho era ser biomédica, como não tinha roupas longas vesti meu shortinho curto de pano fino e uma blusinha tomara que caia e por cima um casaco bem quentinho pois eu iria estudar anoite que faz o frio ficar ainda mais severo, dei tchau a meu filho a meus pais e fui ao ponto esperar o ônibus que pegava o pessoal da roça para levar a escola.estava escuro e frio demais encostei encolhida em uma palmeira e podia avistar perto de mim um homem ao estilo roceiro como era comum por ali ja que não muito longe havia uma lavoura de cana e embora seja uma cidade pequena haviam muitos desconhecidos devido os alojamentos do centrinho da cidade que abrigava trabalhadores de outras cidades ou ate mesmo outro estados que vinham a minha cidade para trabalhar na roça,o homem me olhou e falo guria gostosa ta com frio vem aqui se esquentar

eu acostumada ao assedio masculino disse não obrigada

ele prosseguiu perguntando onde eu morava e se ia pegar o ônibus, eu educada respondi que morava ali perto e que ia para escola sim. ele sorriu e disse que estava esperando um ônibus tambem e ir para o centrinho eu fiquei quieta e não dei mais conversa, o frio começava a tomar meu corpo e finalmente vejo o ônibus chegar a porta se abre o homem então fala você primeiro moça eu começo a subir a escada do ônibus e acredito que ele ficou olhando uma vez que o short era hiper curto e mostrava a poupa da bunda e estava sem calcinha.... ouvi um leve sussurro atras de mim dizendo delicia mas ignorei, e logo olho para o ônibus e me assusto estava lotado e o pior só havia homens!O motorista olha com um sorriso irônico e apaga as luzes do salão do onibus e diz bem vinda moça os homens todos me olham e agora começo a ficar tímida o que estava no ponto vai me dando leves empurrões e dizendo moça vai la para o fundo eu de forma instintiva fui indo ao chegar no meio do ônibus não dava para ir mais para o fundo então fiquei parada ali cercada de homens por todos os lados nunca havia passado algo assim sentia meu rosto corar de vergonha ao balançar que não eram poucos devido a estrada de terra cheia de buracos eu começava a sentir os homens esbarrando em mim a principio achei ser acidental mas logo ficou mais serio o homem que estava no ponto me pegou por traz na altura da cintura e encochou sentir que o pau dele estava duro ele falou baixinho no meu ouvido calma mocinha eu vou te proteger fica calma o ônibus esta escuro o motorista deve ter apagado a luz para os meninos ficarem mais a vontade com você aqui. daqui até sua escola são umas duas horas de viagem melhor você aceitar minha proteção e deixar eu ficar aqui abraçado contigo imagina se todos homens quiserem lhe pegar! assustada fiquei quieta e deixei ele me encochar realmente seria pior se todos percebessem, não demorou muito e ele começou a passar a mao pelo meu corpo segurou apenas com uma pela minha cintura e a outra desceu pelo meu corpo ate o meio das minhas pernas e ali ele ficou acariciando e mesmo sendo constrangedor meu corpo começou a ficar quente eu falava baixinho para ele parar e ele sorria dizendo que eu estava gostando e então parou de acariciar minha buceta por cima do short e colocou a mao por dentro do meu short eu agarrei a mão dele mas não tinha forças para reagir ele sentiu que estava molhada eu olhei rapidamente para os lados e vi que todos ao redor estavam olhando eu gelei o homem então começou a tocar ainda mais forte em meio as minhas pernas e disse vamos la para o fundo putinha eu disse nao e ele puxou meu cabelo falou vamo o vadia tu vem para um onibus de pião desses com um shortinho desses quer é para isso eu disse alto não eu vou para escola e todos riram o motorista falou em tom forte dando gargalhada o puta burra o onibus da escola passa 30 minutos depois esse é o da obra eu tentei me desgarrar do homem e falei pare quero descer o motorista disse que não pois não achava bom deixar eu ali no meio do caminho comecei a lagrimar realmente estava muito longe já comecei a sentir minhas forças sumirem e os braços do homem me envolver e então com força ele me jogou no cantinho do onibus e falou motorista liga a luz ai e prontamente foi ligada

Agora com tom severo o homem disse vagabunda tira esse short que de tão pequeno parece uma calcinha eu chorando e pedi para não fazer isso e ele deu um chute em minha perna comecei a chorar e tirei e os homens gritaram como se fossem um bando de animais ele arrancou meu casaco tirou a bolsinha que ficava o meu caderno de minhas costas e arremesou para o outro canto ficando apenas com a blusinha tomara que caia o onibus seguia o caminho escuro me encolhi no canto do onibus tremendo em um misto de frio de medo ele disse calma menina se fizer direitinho prometo que os outros não vão te tocar.. mas tem que fazer direitinho como uma boa putinha em estado de choque me levanto seguindo as intruçoes dele viro de costas e encosto no banco arrebitando a bunda fecho os olhos ouço entre a voz dos homens que gritam o barulho do ziper da calça do que estava no ponto abrir em seguida um halito quente e de cheiro ruim sinto as maos dele tocar minha cintura com pegada e o pau dele tocar minha bunda entao ele ajeita e em uma so estocada mete tudo eu dou um forte grito e ele vai metendo mais e mais forte eu abro os olhos e vejo alguns flashs e homens com celular .... falo por favor não filmem não tirem fotos e eles falam olha a cara de imbecil dela e o homem continua metendo agora puxando meu cabelo para traz como se calvaga-se em uma egua sinto ele bombar mais forte e a respiração a ficar mais intensa entao ele estoca fundo e fala: ai galera vou ser o primeiro a gozar dentro a chance maior de fazer um guri nela é minha hein, eu penso primeiro? ele disse que seria o unico então eu ia me arrumar para xingar mas ele gozou tudo dentro e quando me largou cai no chão fraca e chorando nisso veio outro e me colocou de quatro e começou a meter e assim foi comigo de quatro eles fazendo sequencia para ir mais rapido começaram ir de dois em dois um na buceta outro no rabo um deles ia tirar a blusinha mas o homem gritou não tira a blusinha da menina para ela nao passar frio disse ele rindo, os homens respeitaram e assim foi um atras do outro senti minha buceta cheia de porra, ao chegar no centrinho o onibus parou na pousada dos homens e um a um foi descendo ficando apenas o motorista um que filmava e o que estava metendo o motorista acendeu um cigarro e disse anda terminem logo passou alguns minutos e ele gozou dentro tambem. os homens sairam ficando apenas eu e o motorista, ele desligou a luz e mandou eu ficar ajoelhada em frente ao banco dele enquanto ele dirigia era um velho grisalho faltando alguns dentes na boca mandou eu ir chupando enquanto ele dirigia e ele foi dizendo

Sabe menina voce hoje deu azar pegou o onibus errado com a roupa errada a tempos falam de voce pela cidade que voce é vadia puta isso e aquilo, esse homens que te comeram que nem uma cadela de rua são do mato grosso sem passado sem familia sem nada a perder alguns deles provavelmente bandidos foragidos se escondendo em uma cidade de interior para seu proprio bem e de sua familia recomendo que não diga nada a ninguem!

disse ele pegando minha cabeça e forçando a engulir todo pau dele enquanto gozou litros dentro da minha garganta ele me largou e vomitei ali no ônibus ele ficou bravo e deu varios tapas na minha cara e cuspiu em minha boca fez eu pegar meu shortinho e limpar o vomito do chao do onibus com ele e falou agora veste esse short sua vadia do caralho eu vesti o short todo melado, chegando perto do colegio peguei vesti meu casaco cheia de vergonha ele abriu a porta e disse pronto esta na escola sua puta

pode descer e vai para escola direitinho! lembre-se faça tudo certo para não levantar suspeitas se o teu pai descobrir os homens irão matar ele e sua familia e a culpa sera sua

e continuou rindo haha esta so a duas quadras do colegio olha que bom esta chovendo forte assim vai apagar seu fogo de puta.

Eu desci do onibus e logo fui completamente molhada para chuva fui andando pela rua escura ate a escola e ja nao sabia mais oque era molhado do temporal e oque eram minha lagrimas e muito menos oque era porra dos homens escorrendo e oque era agua

cheguei no colegio completamente molhada e meu caderno ensopado eu tremia como se fosse morrer cheguei na sala abrir a porta e todos olharam para mim as duas meninas da sala com desprezo todas arrumadinhas e os meninos com um olhar voraz agora eu podia ver a maldade no olhar dos homens inclusive do professor um negro alto que falou qual seu nome menina?

eu respondi de cabeça baixa luana

ele disse isso não é hora de chegar na sala isso aqui é o ensino medio algo serio não leve na brincadeira voce pelo seu tamanho parece repetende por demais

envergonhada pedi desculpas

ele falou sou o professor de historia Hamilton apague o quadro negro

de cabeça baixa obedeci larguei minha bolsa em uma mesa e comecei a apagar ouvia assobios e gritos de gostosa olhei para o professor como tipo você não vai fazer nada e vi que ele mordia os labios e acariciava discretamente o pau por cima da calça jeans acredito que minha bunda estava completamente exposta e o short transparente acabei e pedi para sentar o professor permitiu

peguei minha mochila e fui o mais rápido possível para ultima mesa com minha cara queimando de vergonha de cabeça baixa sentei e permaneci de cabeça baixa

Então senti um sobre tudo cair sobre mim e pela primeira vez nessa noite senti menos frio, juntei minhas forças e olhei para cima e vim um lindo rapaz aparentemente de 19 anos de cabelos loiros e olhos azuis e um sorriso lindo magro de braços fortes

Ele disse prazer Luana meu nome é gabriel desculpa pela falta de educação do povo da cidade, em um choque lembrei ele era flho do prefeito da cidade que tambem é dono de 70% das casas e pontos comerciais do centro eu sorri e disse obrigado

Gabriel puxou sua cadeira para perto da minha e começou a conversa e imaginei nossa esse rapaz é um principe

ao fim das aulas saimos do colegio

Gabriel disse para não pegar o onibus do colegio pois ele daria uma volta grande devido a chuva forte que caia

ele abriu um guarda chuva e disse vamos de carro com meu irmao

eu hipnotizada pelo jeito doce dele aceitei

ao entrar no carro notei que era luxuoso

sentei atras e gabriel a frente com seu irmao

Miguel deixe minha amiga por favor na cidade rural ela parece ter tido um dia dificil

o irmao dele miguel parecia tambem ser gente boa

e assim seguiu a viagem rimos o frio passou ouvimos musicas nossa esse havia sido o pior e melhor dia de minha vida!

horas depois apos chegar na frente de minha casa

Gabriel abre a porta do carro com o guarda chuva e vai me levando ate a porta de casa ele diz para eu tomar um banho quente para nao ficar doente, lembro de devolver o sobre tudo mas logo sou parada ele diz que posso ficar que é presente dele aceito de bom grado dou um beijo em seu rosto e entro

no banho passa em minha mente tudo que aconteceu naquele dia e como meu dia ensolarado havia acabado em uma noite de tempestade

sentei no chao chorando o desespero havia me pego de volta apos sair da presença de gabriel

MAS É CLARO AS COISAS SO ESTAVAM COMEÇANDO E LOGO TUDO FICARIA MUITO PIOR!

Se gostaram deixem um comentario uma palavra de carinho obrigada novos amigos

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/11/2017 02:31:03
Peça ajuda nao tenha vergonha esses pilantras tem que pagar pelo que fizeram nao tem capacidade pra conquistar e tentam conseguir na força esses lixos tem que ser denunciados nao se intimide por ameaças pois voce passou por uma experiencia terrivel confie na policia eles sabem lidar com gente assim soltos sao feras na frente da policia viram moças nao se deixe intimidar denuncie
20/11/2017 02:28:34
Isso não foi legal a mulher foi estuprada porra nao tem nada de prazeroso nisso ela precisa de assistencia psicológca tome a coragem e conte pra alguem nao tenha medo esses canalhas precisam pagar pelo que fizeram não tenha vergonha de pedir ajuda mas pra receber ajuda voce precisa narrar o fato esses lixos humanos tem que pagar e esses pedófilos comentando espero que todos voces apodreçam na cadeia a mulher foi forçada ao uso de drogas esses bandidos tem que morrer desgraçados
28/05/2017 06:51:11
Bom conto. Um tanto surreal mas muito bom.
22/05/2017 13:29:48
so de ser loura ja e uma delicia,e me deixou tarado com seu conto me add
21/05/2017 23:04:59
Luana, conto excitante e bem detalhado, será que tem continuação? Aguardo...




Online porn video at mobile phone


autor do conto erotico cunhada amamentandomulheres que sentem desejo sexual por cavalo zoofiliaMeninas gostosinhas se esfregando em homem quê popozaocontos eroticos caçaminha sobrinha pequena pediu um celular e sentou no meu colo e se esfregava contosdocenandagarotinha na siririca no bicamconheci uma novinha inocente ensinei ela chupa tudo contos eroticosacariciando a b******** da indiazinha dormindofudendo com forca socando dedo maos chupando a linhuinha at gozarxvideo piazada metendo ns maegosano defro dotados.sexo pornofilha novinha chupa. gostozo o pauzau do paieu, minha namorada, mae e tio contoerotico homenageando a cornodaputanrenad peladascomentários350 anal de meninasrapais de academia mostrando o pintaubundas enormes aberdaamamae safadinha toma banho co filho nua na intenetxxvideo asadeltaxvidio gay flagrei meu amigo,na punheta e me dei maumulheres endoidando com a pica do pai e puxa pro sexominha irmanzinha perdeno cabainho pro cachorro enormecontos eroticos minha inimiga me pos na cokeiratrai meu marido depois dei pra ele contosdepiladora brasileira nao aguentou ver a pica duratravesti de bunda grande mas gostosa do recife ponodoidomeu marido broxa contomulher tira roupa e o negao chega em purando o pau na bucetao e rasganal gosto dele mais olha so aquela boquinhaao professor me comeuconto erótico Boa noite Cinderelasilicononadas trepandogosdosa dondoRelato de cornos submissocaldo de buceta sujacontoprimeirafodabuceta da novinha tufadinha bucetao deitado de ladovideo de coroas peladas tomano banho de margarina na banheira de casajovem melissa e aline....assadas na praia conto eroticovideo. de. omem gosta. de cheira calcihavídeos de arretando do Duquesou viciada em boquete nao posso vet um pau qur ru chupobeloto quando apostou o cumulhe dacetinha pinininha trazado com pau grandevelho roludo come filha familia tdmarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãocontos eroticos dei pra papaiXVídeos vídeo do ventilado botando a madrasta Xvídeo vídeo caseiroputaria brasileira com esfrega cospida no rosto da amigafiado loiro bonito e gostoso metendomenino malhado lutador de kung fuminha sogra tezuda eu confessoxvdeo noviho gretano anovinha e batendo ummarido vira broxa parte 1 pornoconto erotico briocoConto erótico meu tio estrupo ele destruir meu sonhos ódio wattpad  pornordoido  conto erotico de corno paraensecastrar o submisso quimicamentecomendo a gostosa xvidel 1ou 2minutos xvidelesposa dando o cu pra doisconto eróticossou casado mas sempre tive vontade de dar a bundacontos eróticos mulher dividindo o marido com gayconto erótico tirei a virgindade da minha filha ela dormindocontos eróticos c um lutadoramulher a mos tado a buceta de fiu dentauvídeo pornô mulher com a b***** o corpo cheio de quadradinho de homem g****** na sua portamorenas engatada do pênis grande e grosso do sul filamorena sendo arombada por rola de40centimetros entra todinhacorno brasileiro vendo sua esposa sendo emrrada pelo um picudofrango a mulher assistindo vídeo pornô na televisão com o cunhadoconto tatuador eu e minha mulher colocou um piercing xvideos essa mulher fezes 32 homens de trouxaSexo com aprima no casamento da minha maexvideoasistir videos porno brasileirocontos eróticos com tia e sobrinho