Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Esguichos de Porra para minha esposa

Autor: Lobo Branco
Categoria: Heterossexual
Data: 12/04/2017 15:59:01
Nota 9.50

Me chamo João, tenho 45 anos e sou marido de Ana Paula, mulher de 36 anos muito linda e gostosa. Tenho um pau de 18cm de uma boa grossura e tenho uma boa performance sexual, dando duas fodas demoradas com apenas um intervalo de 5 minutos para o pau ficar duro novamente. Minha esposa Ana é uma tarada, por muitas vezes minhas duas gozadas não são suficientes para saciar sua fome de pika.

Descobrimos a Internet e mais especificamente o Skype para apimentar nossas fodas e com isso fizemos muitas amizades com casais que gostam de se mostrar na web-cam e isso acabou nos levando a pratica do swing e a troca de casais. Sexta-feira passada estava chovendo muito e a noite entramos no skype para nos excitarmos antes de irmos para a cama foder. Estavamos teclando com um casal amigo que já se tinha se mostrado fazendo sexo e minha mulher tinha se masturbado para eles verem sua excitação quando apareceu um pedido de amizade no meio da conversa acalorada.

Era um homem o qual se apresentou e disse que um amigo dele tinha acabado lhe passado nosso contato. Aceitamos pois nosso amigo em comum confirmou e nos disse que era de sua confiança e que já tinha transado com ele e sua esposa. Começamos conversar com esse novo amigo onde ele depois de agradecer nos disse já saber alguns detalhes de nós que foram transmitidos pelo nosso amigo em comum.

Então pedimos para o conhecer tambem, ele nos falou ser swinger com sua esposa mas que ela tinha pouco tempo e bla bla bla... até que minha esposa pediu para falar dele e de suas qualidades. Ele já bem à vontade disse que o melhor jeito seria ver seus atributos, ligou então a camêra e nu dianter dela mostrou seu pau mole, grosso e de bom tamanho.

Partilhou conosco algumas fotos dele com sua esposa, primeiro vestidos, depois na praia e por fim ambos nus.

Muita pergunta de minha esposa, as quais ele ia respondendo então perguntei de onde era? Pra nossa surpresa da cidade vizinha, cerca de 24 km de nós, minha esposa foi questionando ele e quando perguntou sobre sua performance ele respondeu:

- "Vai gostar! Dou 3 gozadas seguidas, sem parar e sempre com grandes esguichos de porra"

Sei que minha mulher adora porra e se excita demais com um pau esguichando em sua cara e suas tetas. Ouvindo isso ela logo abriu um sorriso malandro no rosto e disse não acreditar. 3 seguidas? sem amolecer? não acredito!!!

Ele se ofereceu para demostrar seus atributos... Muita conversa e por fim ele ligou de novo a camara e mostrou agora seu pau duro, grosso, com a cabeça vermelha de fora, enorme, ele disse medir 21 cm.

Muita provocação no meio da conversa e vejo minha mulher tirar a camiseta e apertar seus peitos e levar sua mão ao meio das pernas esfregando a buceta por cima da calcinha molhada. Minha esposa levou a conversa novamente para aquilo que eu sei que mexeu com ela. Os esguichos de porra, e ela perguntou se era verdade tanto esguicho e se eram mesmo fortes se iam longe e fartos de porra. Ao que ele respondeu que estaria pronto para lhe mostrar pessoalmente, e ela iria avaliar se é mesmo verdade. Eu sorri e acenei afirmativamente com a cabeça.

Minha mulher logo escreveu. "será mesmo? eu quero ver" Ele respondeu que uma bela mamada é suficiente para jorrar fartos esguichos de porra. E logo continuou, "Voces podem vir em minha casa agora mesmo e voce pode mamar e levar todos os meus esguichos de porra". Minha esposa ficou muito empolgada e pediu pra ele uma amostra, que batesse uma punheta na web-cam e gozasse pra ela, que ela bateria uma siririca pra ele e gozaria vendo os esguichos. Mas ele se recusou e disse que iria faze-lo pessoalmente, que deveriamos ir até a casa dele. Combinamos então para o sábado de manhã, pois a noite ja estava adiantada. Fomos pra cama e fodemos como loucos, foi só eu meter o pau na bucetinha encharcada dela e ela já gozou, tamanha a excitação dela com a conversa. E as duas gozadas que dei, tive que dar-lhe na cara espalhando a porra pelo seu rosto esfregando o pau em seus lábios para depois beijar sua boca e dividir a porra com ela.

No sabado, umas 10:00hs da manhã conforme combinado fomos visitar nosso novo amigo. A Ana estava com um vestido acima do joelho, branco, sem nada por baixo, seus peitões eram uma delicia e seus biquinhos iam espetados no vestido, perguntei se nao ia vestir um casaco por causa da chuva, ela sorriu e apenas me disse que aquele vestido molhado ficava mais sexy.

Chegamos ao endereço indicado e ao sair do carro nem me deu tempo de pegar o guarda chuva, a Ana saiu correndo pela chuva até a entrada da casa. No pouco tempo que esperamos a porta se abrir reparei que seus peitões no vestido molhado era como se estivesse nua naquele vestido branco e quando a porta se abriu com minha mulher na minha frente vi seu vestido bem coladinho em seu corpo enfiado na bunda mostrando seu rabão lindo.

À porta nosso amigo nos recebeu peladão, com seu pau mole caído pelas coxas abaixo. Deu dois beijos em minha mulher e estendeu a mão me cumprimentando nos chamou para dentro. Ele olhou Ana de cima abaixo e disse que ela era linda e que estava ainda mais linda toda molhada. Ela respondeu que a chuva a excitava, mas excitava ainda mais ser recebida por um homem nu. Ele se aproximou dela sempre olhando seus peitões no vestido transparente e puxou-a para ela abraçando e roçando seu corpo no dela. Alguns segundos naquilo e vejo ela levar suas mãos ao cabelo dele e puxar seus cabelos e olhando nos olhos do nosso amigo o beijou intensamente.

Beijo quente de lingua, as mão dos dois explorando os corpos ele apalpava sua bunda levantando o vestido e ela respondia procurando o seu pau no meio de suas pernas e tambem apalpava a bunda dele de vez em quando. Tratei logo de tirar minha roupa ficando nu e sentei-me no sofá assistindo aquela cena em que minha mulher não parava de trocar seus beijos com ele. Só parou para facilitar que ele lhe tirasse o vestido pela cabeça mas logo voltou a beija-lo e por vezes via suas linguas se entrelaçarem e um sugar a lingua do outro.

Ele agarrava a bunda dela e tanto puxava contra seu corpo que eu não conseguia ver seu pau pois estava colado nela, mas quando pude ver notei que era bem grande e estava muito duro mesmo.

Minha esposa largando sua boca passou a lingua no seu queixo, baixou lambendo seu pescoço e por fim desceu ao seu peito mordeu seu mamilo e foi nesse momento que ela agarrou pela primeira vez o seu pau duro.

Desceu lambendo o corpo dele e passou sua lingua no pau bem devagar, e desceu mais até suas bolas e aí sim parou e ficou a lambe-las e sugando uma de cada vez as metia na sua boca, lambia e voltava a sugar, de tal forma que notei que os pelos das bolas pareciam que tinham saído do banho.

Após tratar das bolas dele, ela se colocou de pé e ele atacou com sua boca os peitos dela, chupando e mordendo seus bicos que já estavam eriçados devido a excitação dela. Mais uns beijos na boca, daqueles bem longos e eu já me masturbava de pernas abertas no sofá. Ana ao olhar para mim perguntou pra ele. "E onde esta sua esposa?" e ele largou seus peitos para dizer que ela estava no trabalho e nao sabia a que horas chegaria.

Levantei e encostei-me na bunda de minha esposa fazendo dela um sanduiche, eu sentia meu pau roçar por baixo da bunda dela roçando no pauzão dele tambem enfiado no meio das pernas dela por baixo da bucetinha.

Por fim Joana, afastou um pouco e olhou o pau dele e lhe disse que queria o que veio buscar.

"Esguichos de Porra"

Rimos os três, e ele pegou em seu pau e apertou fazendo a cabeçorra inchar e disse "agora mesmo". Ela se virou para mim, olhou em meus olhos e pulando em meu pescoço começou a me beijar ardentemente, ele se aproveitou e se encaixou em sua bunda para roçar seu pau nela. Depois de um tempo com ele a roçar saltou e a sorrir lhe disse: "Ninguém te deu autorização para meter no meu cu" ele atrapalhado pediu desculpas, se afastando e talvez pensando que tinha estragado tudo. Eu mostrando que era brincadeira, perguntei se ele tinha metido mesmo, e ela respondeu

- "A cabecinha já esta metida à algum tempo, agora quis meter o resto".

Havia umas toalhinhas umidas na mesinha da sala e Ana pegou elas e limpou o pau dele e disse:

- "Voce disse que era com uma boa mamada que iria esguichar porra para mim não foi? Eu quero ver isso agora".

E com ele de pé ela se ajoelhou e começou a beijar o pau dele e o meteu na boca até onde pode engolir. Ela mamava e ele arfava e metia os dedos no meio dos cabelos dela afagando a cabeça. Eu de pé ao lado dela punhetava meu pau vendo o pau dele desaparecer na boquinha dela. Minha esposa sabe como chupar um pau, e não demorou até ele começar a gemer alto, e eu comecei a incentiva-los:

"Chupa amor, chupa esse pauzão. Quero ver esse pauzão esguichar porra em voce! Goza amigo, goza nela, lava ela de porra, quero ver voce esguichando nesses peitões!".

Nisso ele gemeu mais forte e tirando o pau da boca da Ana e segurou com a mão esquerda e começou a soltar fortes esguichadas na cara da Joana.

"Espetáculo!!!" Foi mesmo muita porra, conforme ele tinha dito, 6 ou 7 esguichos com muita força que a obrigaram a fechar os olhos, era tanto esperma que ia escorrendo pelo rosto e pelos seios dela. Quando a pika começou a só escorrer o resto da porra ela voltou a pegar a toalha e limpou um pouco seus olhos, mas deixou toda porra em sua boca, rosto e peitos e rindo satisfeita, levantou-se e disse:

"Comecei a acreditar que não é um mentiroso".

Abraçou-o num beijo de lingua se agarrando muito nele, quando se afastaram vi que seu peito tinha ficado todo molhado do esperma que ela tinha nas mamas. e ela coletava com os dedos a porra que tinha pelo rosto e lambia os dedos.

Ela voltou a me beijar demoradamente se esfregando em mim sentindo meu pau duro em sua barriga e enquanto eu a beijava na boca ele veio junto e a beijava no rosto e lambia a porra em sua cara, até perto de sua boca como que pedindo acesso. Então a Ana não me largando virou sua cara para ele e o beijou e eu fiz igual a ele, fiquei a beijar o rosto da Ana limpando a porra e ela ia trocando, ora beijava a boca dele ora a minha até que não sei como, eu a beijava e ele tentava meter sua lingua na boca dela ao mesmo tempo.

Senti sua lingua na minha também e trocamos um beijo triplo onde as linguas se confundiam com as bocas.

Afastei meu rosto um pouquinho e fiquei bem de perto vendo os beijos deles e foi quando me lembrei de constatar se era verdade o que ele disse: Olhei par o pau dele e de fato continuava bem duro, apontando para cima, acho que olhei com tanta admiração que minha mulher percebeu e o largou se agachando de novo para uma nova mamada.

Ele sentou-se no sofá e ela se ajeitou em meio as suas pernas e o mamava e lambia ora seu pau ora descia até às suas bolas, as abocanhando também. Sentei no sofá ao lado dele assistindo a cena e me masturbando de leve. Aquilo estava me deixando louco, eu já estava com vontade de pedir que ela me chupasse tambem.

A mamada estava demorada, a segunda gozada sempre é mais longa, ele gemia alto e se contorcia, e minha esposa sorria e chupava com dedicação, querendo tirar aqueles jatos de porra do nosso amigo. Foi quando senti sua mão procurar meu pau e então comecei a ser masturbado por ele. Ele apertava meu pau e punhetava com força olhando ora pro meu pau, ora pra Ana que chupava com força a sua pika enorme.

Logo a seguir ele urrou dizendo que ia gozar novamente, Ana quase nao teve tempo de tirar o pau da boca e ejaculou com grandes esguichos enchendo até no cabelo dela de porra branca e farta. Fortes esguichos novamente e muita porra, a cada jato que jorrava ele espremia meu pau com a mão a qual me punhetava.

A Ana olhou para mim sorrindo com a cara cheia de porra e eu via o seu ar feliz, lambeu a porra dos lábios e veio até mim, deu-me um ardente bejo na boca com o qual senti o gosto da porra de nosso amigo e então caiu de boca no meu pau. Eu gozei em instantes pois desde o começo estava só olhando minha excitação estava explodindo. Ana bebeu toda minha porra, escorreu apenas um pouco pelos cantos da boca em meu saco, mas ela tratou de lamber minhas bolas e não desperdiçar nada.

Ela adora sentir os esguichos de um pau assim fortes com tanta intensidade. Eu não esguicho longe e são raros os homens que tem esse dom. Novamente ela se agarrou a ele trocando uns beijos ardentes e olhando o pau dele ainda duro, apenas não estava apontado para cima como no começo, mas ainda bem duro, disse-lhe:

- "Já vi que é verdade as 3 seguidas e os grandes esguichos de porra. Mas a terceira vai ser na cama, quero que me foda todinha como uma puta?

Ele nos encaminhou para o quarto, ao entrar no quarto constatamos que de fato a foto que nos mostrou da mulher era real pois estavam expostas várias fotos da mulher e um quadro grande dele com a esposa ambos nús abraçados, uma foto sensual, apenas mostrando seus seios nus, sem se ver os sexos.

Minha mulher comentou as fotos e ele agarrando sua cintura ia falando com ela com seu pau melado mas sempre teso. Ela trocou mais uns beijos com ele antes de deitar na cama onde ele se alojou no meio das suas pernas lambendo ela toda como ela gosta. Quando ela começou a gemer ele começou um vai e vem com a cabeça e reparei que metia sua lingua nela como se fosse um pau o que a fez gozar se retorcendo toda.

Era seu primeiro orgasmo (achava eu pois ela me disse que quando ele esguichou na sua cara batendo punheta no meu pau na segunda vez ela conseguiu atingir o orgasmo sem se tocar).

Ele subiu pelo corpo dela sempre passando a lingua nela até a beijar de novo deitado sobre ela e vi ele procurar a posição e posicionei-me para ter a visão daquele pau entrando bem devagar nela.

Ele metia e tirava nela e suas bocas não se largavam. De vez em quando ele parava e imagino eu que era para evitar que ejaculasse. Depois ele virou ela de lado ficando de frente para mim e penetrou-a por trás com ela de lado. Eu me masturbava vendo sua buceta ser regassada por aquele pauzão e tão distraído estava que me assustei quando senti a mão da Joana me agarrar o pau.

Aproximei dela e meti meu pau na sua boquinha. Ela mamava enquanto ele a penetrava profundamente e lhe apertava uma mama. Não demorou muito tempo e ela atingiu um novo um orgasmo, tao intenso que largou minha pika, pedindo a ele sua boca para beijar.

Ele caiu sobre ela e ficaram se beijando. Depois ela olhou para mim e estendeu sua mão fazendo sinal para eu aproximar meu pau e de novo ela me chupou mas logo ele aproximou sua cara e começou por me beijar as coxas e logo de seguida minhas bolas. Aquilo estava um tesao, minha esposa chupando minha pika e nosso amigo lambendo e chupando minhas bolas. Tirei meu pau da boca dela e ofereci e ele, ele olhou nos olhos de Joana como que a pedir permissão e ela mesma com sua mão pos meu pau em sua boca.

Ele agora mamava o meu pau enquanto continuava bem devagar a meter e a tirar o pauzão da buceta de Joana eu perguntei se ele se tinha gozado na buceta e ele negou e disse que queria ainda comer o cuzinho dela.

Então levantei o olhar e deparei com uma mulher à porta do quarto... era a esposa dele.

Entrou no quarto e ele sem parar de foder Joana tirou meu pau de sua boca que a Joana lhe tinha dado para ele me chupar . Sua esposa chegou e lhe deu um selinho e nos disse bom dia, deu dois beijos na Joana e ao dar a volta à cama para me cumprimentar eu me coloquei de pé com o pau bem teso e ela veio me cumprimentar e me surpreendeu ao me dar um beijo na boca e sentou na cama ao lado deles que continuavam a foder.

Nesse momento ouvimos ele dizer:

- Joana, fica de 4, quero o teu cu

Ela obedeceu e ele se posicionou e sua esposa e eu vimos seu pauzão entrar muito lentamente no cuzinho da Joana

Eu já me masturbava de novo e a esposa dele se começou a despir e depois de nua, apalpou uma mama da Joana e foi junto a ela e deu-lhe um beijo na boca, não muito demorado.

Colocou-se de joelhos ao lado do marido e vi que segurava e apertava suas bolas enquanto ele metia no cu da minha esposa. Uma mão fazia isso nos tomates dele e com a outra masturbava a buceta da Joana. Eu aproximei meu pau duma mama da esposa dele e comecei a roçar nela. Ela olhou sorrindo e eu aproximei o pau da boca dela que logo se abriu. Largou eles os dois e se virou para mim se dedicando a chupar bem gostoso.

Nessa altura percebi que Joana se contorcendo toda gozou de novo e em seguida ele começa a gemer e enche de porra o cu da minha esposa. Os dois se deitaram bem agarrados e ficaram colados olhando a esposa dele me mamando. Eu, peguei nela e a fiz deita de pernas abertas e cai de boca naquela buceta melada, lambendo toda e sugando o grelo com força enfiando dois dedos fundo na buceta. Em pouquissimos segundos ela grita e se retorce na minha boca com um orgasmo.

Subi pelo corpo dela lambendo, e beijando ela de lingua enfiei meu pau que deslizou apertado naquela buceta quente, onde fui abraçado por suas pernas a volta de meu tronco. Meus movimentos ficaram restritos mas ela dançava com seu quadril esfregando a bucetona em mim com meu pau enfiado até o talo dentro dela, preenchendo aquela buceta e urrando de tesao ela gozou novamente, sua buceta estava moendo meu pau dentro dela e tive que tirar pra nao gozar rapidamente.

Reparei que Joana já estava ajoelhada com ele de pé e de novo o mamava. Mas ele já não estava duro.

A esposa dele rolou na cama ficando de bruços com uma mão apertando sua xana e outra espalmada no colchão recuperando o folego. fui pra cima dela e voltei a penetra-la arrebitando as suas ancas. Bombei bem devagar para poder controlar e reparei que ela olhava a Joana mamando o pau do seu marido e foi ai que ele se afastou de minha esposa e deu seu pau pra esposa mamar. Eu meti mais rapido e por fim tirei fora e comecei a roçar no seu cuzinho, lubrifiquei com saliva e fui forçando, ela arrebitou mais a bunda e consegui meter lá dentro, mas não consegui bombar muito pois o cuzinho apertado piscava moendo meu pau e gozei tudo dentro do cu dela.

Ela parou de mamar o pau do marido que parecia querer ficar totalmente duro de novo, no tamanho já estava como quando teso e se ajoelhou na cama fazendo ele ficar de pé e chamou Joana que se aproximou e agarrou o pau dele com uma mão punhetando enquanto elas trocavam beijos de lingua.

Eu me coloquei de pé na cama ao lado dele e a esposa dele agarrou meu pau levando de novo a boca, e minha mulher fez igual com o pau do marido dela.

Só nos largaram quando ambos nos gozamos nas mamas delas. Gozei primeiro, e ela ficou com meu pau na boca limpando a porra toda e ele depois com esguichos menores atirando mais leitinho para as mamas da Joana que depois foram lambidas pela esposa dele deixando as mamas da Joana bem limpinhas.

Foi maravilhoso, depois de um banho os 4 na banheira saimos os 4 para Almoçar em um restaurante. Voltamos pra casa com a promessa de um novo encontro em breve.

Só para finalizar e voces compreenderem a sintonia entre todos. As despedidas foram feitas na porta do elevador do restaurante, com grandes beijos de lingua entre eu e a esposa dele e ele e minha esposa. Entre eu e ele apenas demos um selinho e uma pegada no pau por cima da calça discretamente hehehe

Comentários

12/04/2017 20:19:40
Belissimo conto ! Muito excitante se forem do Rj adoraria conhece-los. Bjs

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


juliana jemeno no pau groso ponodoidocontos eróticos cantada na rua não resisti e traípinto na bucetado novinho enfiando so a pontinha depois com força depois uma bela chupada na cabeca do pintocuzao areganhado p cavalocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramxvideo pinto cabecudo invazor de cu de madamesdoce nanda parte cinco contos eroticoscontos eroticos primeiri orgamos com meu irmaoesposa se acanha com punheta corno sexonegras da fo pra pirocudo e chorao xvidio.comFotos de marcelinho carioca nu pirocudopeso d porrta gatinhaRelatos gemeas moreninhas levando na bundinha contos eróticostodas gislaine postou buceta zapCorno contocontos pornôs echarpe vermelhaeita morena arretada velho roludo fudeuCalcinha fedida da,cunhada contosprivate relatos eroticos tiro saiu pela culatracontos eroticos gostosa de camisola e a rola grossacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgevovo gostosa seduzindo o neto contos eróticosapaixonado por um hetero gustavinhoxvidio denguinho analnovinha sentada ensima do cassete abrindo a bucetinha com os dedosconto erotico escrava do negro sadoxvideos velhsriaspai mae filho filha pelados contos eroticos com fotosrelatos eróticos determinada por um negão roludocache:qdA4C-nsN0AJ:zdorovsreda.ru/texto/201403719 bunda nervosa caralho gozoumeu cu geme pornocontos erotico traicaocontos irmas em onibus de viagem transa com passageiro para outro venegro roludo cabecudo comendo menino loiro goaando dentro video amadorcontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papairelato meu enteado me comeu gostosocontossou safado como minha maechupou a b***** da velha gorda e ela pirougostosas do zaptk sex pornquero ver o vídeo de pornô a massagista dando a massagista dando massagem na coluna lombarfui pedir carona em uma kombi e fui estrupada e casada contos eroticoenteada madura mamou rola do padrasto contosencoxando na frente de pessoas video porno a navinha criando corage a enfiar o pau do cavalo em sua bucetaconto sexo amante 23cmcasa dos contos eroticos/julianaeu qero asistir videos porno os caras do pau grande regaçado as mulheris e elas gritado sen aquetarxxvideos casero com sograbrava Brasilsexo minha mulher me dando minha sogra de presentemae.minto.safada.e.bunduda.fodendoContos eróticos entre marido e mulher que se reconciliaramporno dando a buceta noma tranza agresivaConto erotico scat adoro ver a mulher peidandocontos picantes de amor gaysVelho brasileiro metendo mão na buceta da neta piranhaBuceta da egua piscando pidino rolagraças a um cano estourado comi minha irmãxvideo de porno de quato agaradinho por trasmeu marido viciou em porra de machoviadinho vestir o baby doll da minha irmã contos eroticosnegona rindo com uma boconaDesabafo de uma mae cap Vnovinho brasilero geme muinto na sua primera vezconto gay meu genro e bichaXvideos barulhos q a chochota fas na hora do sexoporno brasileiras novinha da sua buceta e se arrepende e chora e chama palavrao nuacontos erotico coroa comeu ru e minha mulherconto erótico o meu cunhado me tornou sua putacontos eroticos flagrei minha esposa cagando na pica em uma troca de casais no quarto ao ladonaninha xvidioscontos negao jumento dilacero meu cumulhe vai dormi e semastorbaxdios fudendo a irman tirrei o beib dol di vagarinhonovoscontosdeincestomeu maridinho me deixou fuder na madrugadaPriscila soca vibrado na bucetaconto erotico huntergirls71contos eroticos de nois dois enrrabadosO maior pau que JÁ ezistiu rasgando a bucetacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgexvideo de hmenComto lesbica flagante Pai a tresxxvi video porno na cozinha mla mae filho