Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Meu amigo, o irmão dele e o pai me fizeram de putinha

Autor: Putinho
Categoria: Homossexual
Data: 16/12/2016 08:13:38
Nota 9.43
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, este é um relato verdadeiro que aconteceu comigo, é a primeira vez que publico aqui e por isso manterei meu nome em sigilo. Por isso aqui me chamarei de Putinho, e acreditem, ta aí um nome adequado para mim.

Comecei minha vida sexual desde cedo, perdi a virgindade do cuzinho com o meu primo que até hoje ama me comer, hoje o filha da puta é casado mais diz que ta pra nascer alguém que lhe satisfaça como eu. Bom, depois se quiserem relato as aventuras com o safado do meu primo. Hoje vou falar de algo que aconteceu a alguns anos e que ainda permanece fresco na minha memória. Que dia incrível foi aquele. Hoje tenho 23 anos e isso ocorreu quando eu tinha 16 pra 17 e tava começando a me descobrir a puta que sou hoje.

Tava no ensino médio e lá nunca tive muitas amizades, a época só não foi horrível por causa de um amigo especial, o Guilherme. Tinha uma quedinha pelo Guilherme que era magro, branco, seus cabelos sempre muito bagunçado lhe dava um charme especial. Ficava imaginando o Gui me comendo de todas as formas possíveis e fiquei ainda mais louco quando no banheiro da escola, enquanto meu querido amigo fazia suas necessidades pude constatar que ele era bem dotado. Seu pau não era muito grosso mais era enorme, mesmo mole e urinando aquilo me levou a loucura.

Depois que cheguei em casa me acabei na punheta me imaginando sentando e rebolando naquela jeba.

Um dia Gui e eu começamos a conversar sobre videogame, conversa vai, conversa vem e ele me chama pra ir na casa dele jogar e eu claro aceito na hora.

Chegamos até a casa dele e ele foi logo tirando a camisa, aquele corpo magrelo e soado (estava fazendo muito calor) me deixou completamente louco, senti uma vontade louca de limpar cada gota de suor com a língua.

"Quer tirar a camisa também? pode ficar a vontade" disse ele indo até a cozinha pra pegar um refri. Não sei o que me deu que não consegui tirar a camisa, é como se ficasse travado mais a maldita timidez tomou conta na hora.

Depois de tomar o refri e conversar um pouco fomos pro seu quarto e lá ele ligou o videogame e começamos a jogar, passamos horas assim até que o irmão do Gui chegou no apê e entrou no quarto (eles dividiam o quarto) o irmão dele era mais velho e alto, forte "Abaixam isso" disse o cara que se jogou na cama.

"Affiz, vamo sair daqui que ele vai começar a resmungar" disse o Gui e assim o segui e foi até o quarto dos pais dele que não estavam em casa, ele trancou a porta e disse que queria conversar comigo sobre assuntos proibidões.

Lá a gente começou a falar sobre sexo e do nada o safadinho do meu amigo disse que embora se considere hétero ele morre de vontade de comer um cu de macho. Na hora vi a oportunidade para aproveitar da situação, ousado, respondi que amo dar pra macho, ele sorriu, um sorriso que entregava a safadeza que ele já estava planejando.

"Beleza, mais vai ter que aguentar firme, porque to com tesão nessa tua bunda desde que te conheci" na hora fiquei espantado não imaginava que o meu amigo queria a tanto tempo me comer, ele estava bem atirado e não é que o safado colocou o pau pra fora, a jeba estava ainda maior e muito dura.

"Quero ver o que essa boquinha sabe fazer" o safado me pegou pelos cabelos e me fez abocanhar aquilo, claro que não iria fazer feio. Em poucos minutos ele tava enlouquecendo te tanto tesão. Já estava sem roupa se contorcendo na cama, suas mãos nem segurava mais a minha cabeça que sozinho assumia o boquete. Ele urrava de prazer, o irmão dele só podia ter sono profundo pra não ouvir os sons que saíam do outro comodo da casa. As vezes eu olhava pra ele, minha cara toda melada com seu mel e ele se deliciando com cada momento "Você é melhor que puta... caralho onde aprendeu a chupar assim? aaahhhh" dizia ele. As vezes eu também partia pras bolas dele que urrava de felicidade. Claro que aproveitei pra sugar o suor que saía daquele corpinho que tava adorando, mais sempre voltava pra quele pau e deixava ele ainda mais melado.

"Vou gozar, caralho eu vou gozar... deixa eu te dar leite?" pra ter a certeza eu não ia tirar a boca até o jato vim ele segurou a minha cabeça, senti a porra do meu amigo bater quente na minha garganta. O safado, não contente, mandou eu abrir a boca pra ele ver o seu sêmen na minha boquinha. "Como uma boa puta cê vai engolir tudo" e assim eu fiz, engoli até a última gota. Seus pais logo chegaram e por causa disso a nossa aventura terminou e fui pra casa com o estômago cheio de porra. Nos meses que se seguiram comecei a frequentar bastante a casa do Gui e as nossas aventuras se repetiram diversas vezes, quando ele começou a me comer, não queria saber nem de mulher, dizia que eu era melhor que qualquer uma, era a putinha dele. Passei o dormir na casa do Gui, sempre que o Rafael, o irmão dele ia pra casa da namorada, nós trepávamos feito loucos a noite toda. No dia seguinte o Gui tava acabado de tanto estocar porra no meu cuzinho. Quando era assim eu massageava o pau dele da melhor forma possível com a língua.

Certo dia fui pra escola e o gui não tinha ido, depois do colégio passei na casa dele pra saber como o meu macho estava e encontrei o pai dele, até aquele dia não havia notado como aquele homem era tão gostoso quanto os filhos. Ele tava só de chorts, o peito era bem peludo, um charme naquela pele branca, seus cabelos grisalhos e os olhos azuis. Outra coisa que reparei é que o safado estava sem cueca e com uma leve ereção. Na certa estava enrrabando a esposa ou se curtindo sozinho (o que é um desperdício)

"Oi senhor Otávio, o Gui ta aí?"

"O Gui saiu, ele só volta de noite mais entra pra esperar se quiser" Com aquele homem naquele traje seria loucura não aceitar o convite. Parece até que o meu cuzinho respondeu por mim entrando.

A esposa do safado não estava e deduzi que ele tava na punheta "Não vou atrapalhar" provoquei já assumindo a posição de putinha pedindo pica.

"Não" respondeu ele.

De repente o safado começa a massagear o pau na minha frente que em instantes fica duríssimo "Que isso seu Otávio?" pergunto.

"Pare de fingir que não gosta, cansei de ver você dando pro meu filho" o safado observava o filho dele se satisfazer comigo, comecei a imaginá-lo na punheta vendo o filhão arrebentando o meu anelzinho.

"Pela cara de satisfação do moleque imagino que você saiba fazer bem feito" ele abaixa o shorts liberando aquele jeba que é mais grossa do que do filho.

Não perco tempo, abocanho aquele pau que logo endurece ainda mais na minha boca.

"aaaah vai, isso sua putinha, faz o que você fez com o meu filhão" ele puxa o meu cabelo com força e tira do pau dele, com a outra mão me dá um tapa forte "Se eu quisesse isso, me contentava com a esposa... não quer ser puta, então será uma" ele me puxando pelo cabelo começou a me arrastar até o quarto, me empurrava e chutava até chegar lá. Ele me jogou na cama "Tira a porra da roupa" comecei a tirar a roupa, sem paciência ele rasgou o que faltava. Por mais estranho que pareça aquilo me deixou ainda mais louco de tesão, ele percebeu isso "Gostou do tratamento né sua puta" ele levou meu rosto até o dele e começou a me beijar, daqui a pouco ele cospe dentro da minha boca e eu engulo tudo o deixando bem satisfeito.

"Isso, é pra engolir os cuspes do seu macho" Mais cuspes se seguem, não só na boca mais também no rosto, corpo, daqui a pouco fico lambuzado. Ele bate com a pica na minha cara, ele chuta a minha barriga me derrubando na cama. O safado coloca o pé na minha cara me obrigando a lamber e chupar cada dedo. Ele senta na cama e começo a chupá-lo, ele me faz engolir aquela jeba toda enquanto brinca com o meu anelzinho. "Meu filhão só orgulho... arregaçou bem esse cuzinho"

Ele me faz lembe-lo, lamber seus peitos, sua virilha e seu sovaco. Amo tudo e me delicio com aquilo gozando loucamente na minha própria barriga. O safado começa a pegar meu sêmen e levar até a minha boca, me proibindo de engolir até que leve a última gota até minha boca e depois ainda cospe algumas vezes, só se contenta quando minha boca já está cheia, engulo com dificuldade mais faço a felicidade do meu macho que me vira e começa a chupar o meu cu com vontade. Ta pra nascer um macho que chupe meu anel daquele jeito.

Daqui a pouco nos deparamos com a Rafael na porta, na hora me assusto, o que ele vai pensar em ver o pai dele e o amigo do irmão todo lambuzado e maltratado. "Vem aqui filhão que isso é melhor que puta" E não é que ele tira a roupa e daqui a pouco ta me maltratando como o pai, daqui a pouco ele começa a cuspir e me bater e que pau, o dele é ainda mais grosso. "Nossa pai... melhor putinha... que boquete ahhhh... não vou aguentar muito tempo, quero comer esse cuzinho apertado"

"Pode comer filhão... mais não é apertado, seu irmão já arregaçou ele"

"Olha as amizades deliciosas que o Guilherme tem"

Rafael mete sem dó no meu cuzinho que cede nas primeiras investidas. Os dois não ligam pro meu sofrimento, até parecem se divertir com ele.

Daqui a pouco Otávio também mete no meu cuzinho e ambos começam a revezar me imundando de pica. Na hora de gozar o Otávio vai até a minha boca onde enche ela de porra. O safado senta na poltrona e observa o filho me fodendo de frango assado e de vez enquando cuspindo na minha boca, daqui a pouco o safado já ta se punhetando de novo. Gui chega, de inicio ele fica branco com a cena, não é por menos, até eu ficaria.

"Chegou o dono desse cu... só pegamos emprestado" diz Otávio.

"Vem verme, a boca da sua putinha ta livre" Gui tira a roupa e da o pau dele que chupo com maestria, logo meu amigo volta a urrar de prazer. Rafael goza no meu cu e fica observando o meu reguinho botar a sua porra pra fora. Que delícia sentir porra escorrer pelas pernas.

Otávio começa a receber um boquete enquanto Gui me come, que delícia.

Deixa eu comer ele filhão, agora quero encher esse rego de porra. Otávio estoca com força no meu cu, mais logo goza, mais porra desce pelas minhas coxas. Gui acaba gozando no meu rosto. Nós três deitamos satisfeitos. Me lavo e Gui me empresta roupas para ir embora já que Otávio rasgou as minhas. Desse dia em diante virei puta dos três que me comeram mais algumas vezes. Infelizmente Otávio se separou da mulher, que levou Gui. Rafael foi morar com a namorada e Otávio se mudou pra outro bairro. Só que isso me ajudou muito a me tornar a putinha que sou hoje hehe'

Quer saber mais sobre minhas aventuras? deixa nos comentários, se eu gostar de ti quem sabe não vivemos algo pra mim poder relatar aqui.

Beijinhos .

Comentários

25/02/2018 18:24:16
Muito bom
03/07/2017 21:52:40
Tesão total!!! Caralho, já me esfolei todo de ler seus contos!!! Parabéns!!!! Tenho histórias parecidas com primos e um amigo que tivemos algumas aventuras!!!!! Ansioso por suas histórias!!!
28/06/2017 21:22:30
Uau, que delícia 👏
12/06/2017 18:05:51
GOSTEI
06/05/2017 10:56:03
História que estava boa, se perdeu na avacalhação. Pecou em alguns momentos no Português. Mas é conjunção de adversidade e não 'mais'.
28/02/2017 17:45:47
Show cara... Demais seus contos... Entre na minha e leia os meus! Abraços Peludodf
26/12/2016 05:59:45
Não deixem de lerem as minha outras aventuras publicadas aqui e comentem o que acharam ;)
26/12/2016 05:57:52
HAHA' Foi tudo real
25/12/2016 13:38:43
Se foi real que foda. Se foi só conto tbm!
17/12/2016 23:09:22
Muito bom, continua
17/12/2016 07:42:07
Adorei viadaaaaa ❤❤❤😱
16/12/2016 15:34:19
NÃO CURTI ESSE CAPÍTULO.
16/12/2016 09:57:53
Bom
16/12/2016 08:41:56
Isso é real? se for, você é um sortudo.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largowww.xvideod.com estourando o cu da filha des malhada e gritando muito de dro no curelatos eroticos dei minha bundinha e contei tudo a meu maridovideos porno de pai pegando a norimha nemor deidadeconto erotico velho barrigudo comedor de ninfetaporno contos alberto comeu minha mulhervideo caseiro casal liberal de nilopolis rj fudendo xxvideovideos porno de crente lombuda com vestido trasnparentecontos eroticos madando foto pelada pro irmaoxvideos comendo tia cavala ergueu o vestido dela e soco a picanovinha setando na rrolaSodomizando mãe e filha contosporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porraconto erotico viadinho vestiu calcinha e shortinhoSimpson bucetas inchadas das mamãe gostosas levando pau grande e grossoGosto gozen calcinhaconto gay tio e promo safaosroçadinha gostosinha na menininha japinhafilhinha puta fazendo gang gang com os vizinhos taradoContos gay me iludiu e me comeuRelatos eroticos selvagemxvideo esyorando cabasochantagiei a colega de trabalho e comi ela casa dos contosantonio negro comedor abriu a porta dotado conto corno mansoela grita mas picudo atoxacontos gay luiz virando mulherzinha na cadeiaxxvi video porno na cozinha mla mae filho ver contos eróticos de vendi meu cabacinho para um cacetudo"noivo me liberou"Canto do priquitode manga chamando o outromeu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticomulata agasalhando rola no cu`conto erotico` Gabrielcrossdresser saindo montadaConto/patroa e empregada na cama amandoxvidiopornô doido meu padastroeu de shortinho jeans atoladinho e calcinha fio dental de minha irma rabuda dei pro negao x videos afeminadoC ok contos eroticos submissa fazendo um dp com o vizinhobuceta gostosa no inatingível elas dandoeu estupando gurizinho de seis anos gay contoshem lavando a rolalazarento do irmao fez sexo com a irma enquanto ela estava deitadacontos pornos comadres morenaSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaSogras atraidas pelos genroscontos eroticos dona mirtesvidios porno d braziliras no concuso quem cosegi beber mais pora porno doidowww.patrao contrata mundo bicha.comperdi tudo acabei puta de agiotasconfigurar permissões e Jadson aquele beijo que você me deunegão coloca no c* do garoto rabudo contomulheres gostosas faisão com outros homem xvideosOLHA AMOR, TÔ CHEINHA DE PORRA DE OUTRO MACHO.conto gay "macho entendeu"Conto erotico de incesto eu minha irma gemea dornimos momesmo quarto desde que nascemo 2Brincando com as primas novinhas, tirei o cabacinho delasmeu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticocazal maduros mamado jutos uma picaxisvido mai dormir no coloirma novia estava no quarto escolhendo uma roupa para vestir ela pedi uma opuniao por irmao porno doidoxvidiocasada fudendo a pica do machopiroquinha durinha contosfilme porno filho da mae corno froxo ta cansado do trabalhoviadogostosinhomae dis que filho rasgo a vuseta delaintiadinha so vestidinho limpondo casa pornosexo explicito sogro de olho nanora de fio dentalcontos eroticos de filho fazendo podolatria com a maecontos Diretora de escola adora chupar a rola do vigiaele sarou tanto q minha piriquita inxou conto eróticofilme porno fazemdeira dando pro piao dotado