Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

MINHA MÃE E MINHA NAMORADA SÃO PUTAS DO MEU TIO CARALHUDO! 3/3 (Conto do TETE)

Um conto erótico de TETE
Categoria: Grupal
Data: 29/12/2016 09:10:37
Última revisão: 09/01/2018 15:35:14
Nota 9.89

Ter perdido o cabacinho do cuzinho logo de manhã me deixou totalmente excitado com o que estava por vir, minha futura esposa tinha aceitado minha bi-sexualidade numa boa, realmente não tinha porque não aceitar porque tanto ela quanto minha mãe e meu tio taradão eramos todos pervertidos.

Se o dia tinha começado maravilhoso logo após o almoço tio Jorge me ligou perguntando onde eu estava e falei que tinha acabado de chegar em casa e então falou que tínhamos que buscar uma encomenda e estava vindo me pegar pra irmos juntos e até disse que se quisesse pegaria minha moto e iria encontrá-lo, mas ele disse que não e logo chegaria em casa.

Aproveitei e passei uma água no corpo para dar uma refrescada, o calor estava demais, coloquei uma bermuda sem cueca e fiquei na sala assistindo TV esperando que tio Jorge chegasse e logo escutei o portão da garagem se abrir e assim que ele entrou na sala reclamou do calor e foi até a cozinha pegou um copo de suco e veio até perto de mim e notando meu cabelo molhado sorriu dizendo:

-acho que também vou tomar um banho rapidinho... tá muito calor!

-quer que eu te ajude no banho tio? RSS!

-pelo jeito o viadinho depois que perdeu o cabaço... ta louquinho pra levar rola grossa na bundinha de novo né?

-ninguem mandou tirar minha virgindade... agora... vai ter que me comer todo dia... mais uma “putinha” pro tio saciar o tesão! RSS!

-tô percebendo que meu sobrinho vai virar mais puta que as duas putas dessa casa! Acho que vou comprar umas calcinhas pro meu sobrinho... pra virar menina de vez. Não vou te comer agora porque temos que sair... mas... essa conversa já ta me deixando com tesão!

Tio Jorge foi pro chuveiro e fiquei ali na sala com meu pau durinho estufando a bermuda e o cuzinho piscando.

Fiquei divagando sobre o que estava acontecendo comigo e pude constatar que minha parte feminina tinha tomado conta do meu corpo de uma forma avassaladora e o mais louco e também para o meu prazer foi descobrir que durante o almoço com minha noiva putinha meu pau também havia ficado durinho apenas trocando carinhos e beijinhos com ela. Aquela empolgação e o tesão que eu estava sentindo pelo meu tio era completamente normal, afinal ter gozado com uma rola enorme socada até o talo no meu cuzinho guloso tinha sido uma experiência incrível que me proporcionara um prazer maravilhoso e desejava repetir tudo novamente, meu pau continuava estufando a frente da minha bermuda denunciando meu tesão.

O banho de meu tio foi rápido e ele logo chegou na sala também com uma bermuda e camiseta todo cheiroso e me chamou pra sairmos.

Quando todo curioso perguntei o que iríamos buscar ele sorrindo disse que quando chegasse no local eu saberia e todo safado me deu um tapinha na bunda dizendo que seria uma surpresa ótima.

Entramos no carro dele e antes de sairmos da garagem sem que eu esperasse tirou seu pauzão pra fora sem estar completamente duro e disse:

-vou te dar o que você ta precisando pra mais taradinho... mama nele até deixar do tamanho que você gosta viadinho!

Nem precisou mandar novamente e enfiei meu rosto no meio de suas coxas e cai de boca naquele pauzão enorme que me levava a loucura... ele empurrava minha cabeça pra baixo me fazendo engasgar com a cabeçona no fundo da minha garganta e como me deitei de lado no banco ele levou a outra mão por trás da bermuda e rapidinho tinha um dedo grosso atolado no meu cuzinho e não me contive e comecei a rebolar bem gostoso e ele disse todo tarado:

-isso... assim viadinho... engole bem fundo... hummm... que cuzinho quente que a minha menina tem... a Daniela ta louca de vontade de dar de novo pro macho que tirou o cabacinho dela né sua putinha safada!

Tire o pauzão da boca e todo tesudo sussurrei:

-aiiii tio... que delicia esse pauzão na boca e você dedando meu cuzinho... antes de sairmos... coloca um pouquinho esse pauzão no meu cuzinho... por favor... nossa... que tesão chupar essa rola!

Tio Jorge todo safado me puxou pelos cabelos tirando seu pauzão da minha boca e disse:

-chega viadinho... era só pra te deixar com mais tesão... mas acho que nem precisava... que tesão no cu que você tem hein... Daniela!

Meu tio era um safado que sabia como dominar um viadinho louco pra levar rola grossa no cu e de ser chamado de menina e Daniela fazendo meu tesão ir nas alturas sem conseguir disfarçar minha excitação.

Saimos de casa e após alguns minutos chegamos a uma concessionária de veículos e então perguntei o que tínhamos ido fazer ali e tio Jorge disse que tínhamos ido buscar uma perua seminova que ele havia comprado pra dar de presente pra minha mãe, a que ela estava usando na loja já estava velha e dando muito defeito e ele queria fazer uma surpresa chegando com a nova perua!

Quando chegamos em casa e paramos o veiculo na frente da loja e mamãe quando se deparou comigo e meu tio e ficou sabendo que havia ganhado a perua de presente quase se “mijou” de felicidade e foi beijos e abraços pra todo lado e quando deu uma acalmada mamãe sorrindo disse que ia agradecer ao meu tio com a buceta, o cu, a boca e toda safada disse que se não desse conta me chamava pra ajudar e tio Jorge bem sacana disse que ia cobrar tudo que estava sendo prometido em dobro.

Mamãe não cabia de contentamento e então deixou a vendedora tomando conta da loja e dando uma piscadinha pra mim disse:

-vamos entrar filhão... essa hora quase não tem movimento na loja... vamos agradecer o presente maravilhoso do teu tio... acho que ele merece que façamos o que sabemos fazer de melhor!

Realmente a felicidade faz com que o tesão se potencializa ainda mais e rapidinho estávamos no quarto e tio Jorge todo tesudo já foi se sentando em sua poltrona erótica e eu e mamãe ajoelhados no tapete entre suas coxas fortes passamos a disputar com nossas bocas sedentas aquele pauzão cavalar duro com uma rocha. Mamãe de um lado e eu de outro deixávamos aquela rola cabeçuda deslizar entre nossos lábios e tio Jorge se deliciava com nossa submissão dizendo:

-que delicia minha irmã puta e meu sobrinho viadinho mamando na minha rola... chupem seus safados... cachorra... viadinho... ahhh... isso... assim... não para... um na cabeça e outro no saco... que delicia... ahh!

Meu tio socava seu pauzão com força na minha garganta e na da minha mãe nos fazendo das umas engasgadas deliciosas... eu adorava aquela falta de ar... meu pintinho duro tava todo babado e nem pegava nele pra não gozar... meu cuzinho estava pronto pra levar vara... mas... foi minha mãe que toda tesuda se sentou de costas no colo do tio e colocando a cabeçona na sua buceta lisinha soltou o corpo engolindo todo aquele mastro dizendo:

-ahhh... que pauzão gostoso... como entra rasgando... pau de macho... delicia... vem filhão... vem safadinho tarado... chupa meu grelo e o pauzão do tio... do jeito que você gosta... isso... lambe tudo... safadinho... delicia de boca... chupa... seu pervertido!

Mamãe rebolava como uma louca espetada naquele pauzão majestoso e meus lábios não desgrudavam de seu grelo chupando e sugando forte e logo ela deu um grito gozando... gozando... gozando... e gemendo como uma puta que era.

Ela se levantou do colo do tio e em segundos ele foi me puxando pelos quadris dizendo todo tesudo:

-sua vez viadinho... quero ver o putinho rebolando que nem a puta da tua mãe... dá gostoso esse cuzinho pro teu macho viadinho safado!

Meu tesão era tanto que já fui pegando aquele pauzão cavalar encaixando no meu anelzinho guloso e fui soltando o corpo bem devagar e nem bem a cabeçona pulou pra dentro do meu cuzinho eu dei um grito e comecei a gozar e tio Jorge todo tarado me puxou com força me penetrando de uma vez. Gritei de prazer e também de dor, mas ao sentir que o caralhão estava atoladinho no meu cuzinho o tesão falou mais alto e comecei a gemer e rebolar e tio Jorge todo tesudo disse:

-que tesão no cu... nem bem coloca a cabeça já goza... nunca vi um viadinho que goste tanto de pau no cu que nem meu sobrinho... tarado safado... rebola viadinho... rebola bem gostoso... mostra pra tua mãe o que o filhão dela faz quando ta com a rola grossa do tio socada no rabo... rebola viado!

Nem precisava mandar e passei a rebolar como uma puta espetada naquele pauzão delicioso que me preenchia por inteiro... meu pau nem ficou mole... continuava duro como aço balançando no rebolado do meu corpo... mamãe toda tesuda... ajoelhou entre nossas coxas e caiu de boca no meu pintinho duro e toda safada sussurrou:

-ahhh... vou fazer o que meu filhão faz quando to dando pro teu tio... vou chupar esse pintinho... até você gozar de novo na boquinha da mamãe... goza seu pervertido... me da teu leitinho... seu safado... viadinho da mamãe... ahhh... que tesão... ahhhhhh!

Meu tio cravava até o talo aquele pauzão gostoso no meu cuzinho que engolia com prazer rebolando e gemendo sussurrando:

-aiiiii... que delicia ser viadinho do meu tio mamãe... ahhh... chupa meu pau sua tarada safada... que delicia sentir tesão no cu... no pau... ahhh... tioooo... soca tudo... sou tua putinha também... ahhh... vou gozar na boca da mamãe... ahhhh... goza no meu cu tiooooooo... tarado gostoso!

Quando senti meu cuzinho sendo inundado de porra fervente meu corpo entrou em êxtase e dando um grito gozei na boquinha gulosa da mamãe que engolia meu pau inteirinho.

Era incrível perceber que os gozos pareciam ser cada vez mais intensos... fiquei espetado na rola grossa do tio... esperando ela amolecer dentro de mim... mas isso não aconteceu porque o celular dele tocou e ele teve que atender e quando me levantei a porra dele escorreu pelas minhas coxas.

Tio Jorge passou uma água rápida no corpo e saiu dizendo que tinha que resolver um problema em uma de suas construções e então fui pro chuveiro com mamãe e ela toda safada pediu que eu desse banho nela e era uma coisa adorável fazer isso e poder deslizar o sabonete e minhas mãos naquele corpo voluptuoso e fascinante.

Mamãe colocava as mãos na parede de vidro do Box abria as pernas e dizia que ela pra lavar tudo direitinho e então todo safado perguntei se ela não tava afim de dar um banho de xixi no filhão e ela sorrindo sacana disse:

-acho que foi transmissão de pensamento, também acabei de pensar nisso, pode tratar de se ajoelhar diante da sua mãe puta seu safado que já ta na portinha da minha buceta... e vou mijar bastante... to sentindo a bexiga cheinha... ahhh... que filhão mais pervertido que eu tenho... ahhhhh!

Realmente mamãe começou a mijar e não parava mais... aquele liquido quente e amarelinho caia na minha boca e escorria pelos cantos da boca sem conseguir beber tudo e quando soltou a ultima gotinha passei a lamber e sugar aquele grelão do jeito que ela gostava... com força! Rapidinho meu meus dedos se enfiaram no seu cu... e logo meu punho estava todo dentro dela e a puta rebolava deliciosamente e não demorou pra gozar copiosamente na minha boca.

Depois da putaria voltamos ao banho e também a conversar:

-filhão... acho que você é o viadinho mais macho que deve existir... você dando o cu pro seu tio parece uma puta profissional rebolando e engolindo aquela rola enorme até o talo... parece a tua futura esposa... que também adorar dar o rabo... agora quando você chupa uma buceta é dificil achar um macho que consiga fazer isso tão bem quanto meu filhão... boca mágica... tanto pra buceta quanto pra pau... seu taradinho!

Beijei o rosto de mamãe agradecendo o elogio e comentei sobre a perua comprada pelo tio e mamãe toda feliz disse que foi uma surpresa total ele ter feito isso e que realmente era um tremendo presente, e então ela disse que iria vender a perua velha que valia ainda uma boa grana e talvez investir na compra do salão de beleza onde minha noiva trabalhava.

Mamãe me contou que a dona do salão tinha se divorciado do marido e queria ir embora da cidade e tinha oferecido pra ela comprar e como Eva já trabalhava la e conhecia toda a clientela talvez fosse um bom negocio investir naquele ramo.

Já que estávamos falando da minha futura esposa aproveitei e contei pra mamãe eu tinha passado no salão pra pegar a Eva pra almoçar e havia aberto o jogo com ela contando sobre minha bi-sexualidade com o tio Jorge e ela em nenhum momento me criticou por ter feito aquilo e até reclamou de não estar junto e mamãe sorrindo disse que realmente Eva era uma tremenda pervertida e brincou dizendo que então podia se casar com a putinha.

Mamãe voltou pra loja, fui pra sala liguei o ar condicionado e me deitei peladinho no sofá com o bumbum pra cima receber o ventinho gelado.

Naquela noite como minha noiva não veio novamente dormir em casa por causa do seu pai não ter ido viajar como o dia tinha sido muito agitado todos fomos dormir mais cedo pra recuperar as energias de tanta putaria que estávamos fazendo.

Só minha noiva é que me ligou dizendo que estava tarada querendo fazer muita safadeza e brinquei com ela dizendo que nosso casamento estava quase chegando e que devíamos nos manter virgens até la e ela quase se matou de rir com minha conversa sem noção.

No outro dia de manhã quando acordei na cama só estava eu e meu tio taradão, mamãe como sempre se levantava cedinho por causa da loja e olhando entre suas coxas vendo aquele pauzão que me fazia sentir uma fêmea coloquei a cabeçona na minha boca e comecei a mamar bem devagar... mesmo dormindo tio era um tarado porque aquilo cresceu rapidinho enchendo minha boca e em seguida ele despertou e disse:

-hummm... que delicia acordar com a Daniela putinha chupando minha rola... isso... continua... chupa bem gostoso... vou te dar o que você ta querendo seu viadinho safado... leitinho na fonte... ahhh... põe na garganta... delicia de boca que você tem... mama viadinho... ahhhh!

Eu esfregava meu pau durinho no travesseiro debaixo de mim, já me preparava pra ser comido por aquele pauzão cavalar e todo putinho sussurrei:

-ahhhh... tio... que delicia esse pauzão na minha boca... ahhh... eu me sinto tão putinha... adoro ser a sua Daniela... adoro ser chamada assim... tio... me come... soca essa rola gostosa no meu cuzinho... você me deixa taradinha... louca pra dar!

Tio deu um sorriso safado e segurando minha cabeça pela nuca passou a foder minha boca com força e todo macho disse:

-não... vou te comer agora Daniela... agora teu macho quer gozar na tua boquinha... mama que vou te dar leitinho... chupa minha putinha... ahhhhhhh!

Tio Jorge deu um berro e começou a ejacular dentro da minha boquinha gulosa... aquela porra fervente me inebriava e me esfregando no travesseiro gozei também... cada jato de porra na minha garganta fazia meu corpo se arrepiar por inteiro e fui engolindo tudo até não sobrar nenhuma gota.

Quando me levantei tio Jorge me abraçou e dando dois tapinhas carinhosos no meu bumbum disse:

-adoro olhar no travesseiro e ver que a minha Daniela gozou só chupando o pau do macho dela... você tem um pintinho... mas devia ter uma buceta... de tão putinha que você é... alias... acho que não vou mais dizer que meu sobrinho tem pintinho... acho que o correto é dizer que você tem um grelo!

Dei um sorrissinho sacana e todo submisso me aconcheguei em seus braços fortes e disse:

-tio... você pode me chamar do jeito que quiser... eu to adorando ser sua menina... ahhh... eu me sinto tão putinha perto de você... você foi mau comigo... não colocar esse pauzão gostoso no meu cuzinho... tava louquinha querendo!

Ele sorriu e disse que naquela tarde iria me fazer uma surpresa e esperava que eu gostasse muito e fiquei todo curioso querendo saber o que seria, mas ele disse que só iria saber na hora certa, mas que era sacanagem da pesada e falei que topava qualquer coisa que ele quisesse.

Tio Jorge saiu de casa pra cuidar de suas coisas dizendo que não voltaria pra almoçar e então fui pra loja ver o que mamãe tinha pra eu fazer e ela voltou a tocar no assunto sobre comprar o salão de beleza onde minha noiva trabalhava dizendo que tinha conversado logo cedo com a proprietária e então dei minha opinião que também achava que seria um bom negocio e além de fazer os serviços bancários da loja de roupas poderia ficar no salão pra cuidar da parte administrativa.

Mamãe me mandou fazer uns recebimentos e falou pra passar no salão na hora do almoço e trazer a Eva pra almoçar em casa pra definirmos de vez a respeito da compra do salão e foi o que fiz e ao comentar com Eva sobre o negócio ficou extremamente contente e quando chegamos em casa ela e mamãe começaram a conversar e rapidinho ficou tudo decidido e ligaram pra ex-proprietária pra fechar o negocio.

Eva era a mais feliz com aquela decisão dizendo que tinha varias idéias pra melhorar o salão e conseguir mais clientes e mamãe ficou contente com a empolgação de minha futura esposa e então disse que como tinha ganhado um presente maravilhoso do meu tio aquele salão de beleza seria o presente de casamento pra o casal.

Depois de beijinhos e abraços de agradecimento mamãe toda sacana disse:

-bem... só para o meu filhão pervertido e pra minha nora putinha ficarem sabendo... nunca mais vou pagar pela minha depilação... e tem mais... depois da depilação vou querer a putinha e o putinho lambendo minha buceta pra conferir se não sobrou nenhum pelinho perdido!

Eva deu um sorriso sacana e disse:

-se minha sogra puta quiser já começo a conferir se tem algum pelinho sobrando nessa buceta agora mesmo... faz dois dias que eu não chupo nem a minha sogra e nem meu noivinho tarado... acho que da tempo de dar uma rapidinha antes do almoço!

Mamãe estava sentada no sofá e toda tarada levantou o vestido e como estava sem calcinha arreganhou as pernas e disse:

-pronto sua vagabunda safada... cadela de rua... vem chupar minha buceta sua putinha tarada... garanto que chupou outras putas naquele salão né... sua vadia... você não pode ver uma buceta que cai de boca... sua depiladora chupadeira de buceta... me lambe toda... faz gostoso... faz!

Eva se ajoelhou entre as coxas dela caindo de boca na bucetona depilada da mamãe e então tirei o short que minha noiva vestia e como um cachorro de rua comecei a lamber sua bucetinha tesuda.

Mamãe rebolava na boca esperta de minha noiva que também rebolava deliciosamente na minha boca sedenta lambendo desde seu grelo até seu cuzinho e logo engatei meu pau no seu cuzinho socando com força e não demorou nada para que os gemidos ficassem bem altos naquela sala e o gozo chegou intenso e copioso.

Eu adorava ser viadinho do meu tio, mas comer o cuzinho da minha noiva era simplesmente divino e me lembrava que também era um macho.

O almoço foi rápido e mamãe voltou pra loja e fui levar Eva de volta pro salão pra que ela aguardasse o contador que iria até la fazer o levantamento de tudo, ver se tinha algum imposto a pagar e deixar tudo regularizado.

Fiquei com Eva no salão e ela começou a dizer o que pretendia fazer pra deixar o salão mais bonito e principalmente mais funcional porque pretendia ampliar o negocio da depilação que era uma coisa que dava bastante lucro e como havia uma sala com banheiro que era usada como despensa no corredor lateral do prédio ela iria dar uma ajeitada e transformá-la em uma sala para depilação masculina porque que alguns namorados de freguesas que frequentavam o salão já haviam perguntado varias vezes.

Dei um sorrisinho bem sacana e então sussurrei no ouvido da minha futura esposa:

-acho que essa tua ideia vai dar um bom lucro... porque do jeito que você é putinha a depilação vai ter dois preços... normal e com prazer! Apesar de que quando o cliente for muito bem dotado minha esposa vai fazer um desconto... porque o prazer vai ser dela!

Eva me abraçou e toda sacana sussurrou:

-pode ter certeza que vai ter fila de machos querendo fazer depilação comigo seu taradinho safado... e agora que você levou rola no cuzinho do teu tio caralhudo vou te chamar pra ser meu auxiliar... garanto que meu futuro maridinho também vai querer atender os bem dotados seu safado!

Já era quase 5 da tarde, eu tinha acabado de chegar em casa quando meu tio me ligou me perguntando onde eu estava e então me disse que era pra tomar um banho que estava vindo me buscar.

Fiz o que tio mandou e estava me enxugando quando ele chegou com uma sacola na mão e sorrindo bem sacana disse:

-hummm... a putinha Daniela ta pronta pra viver uma aventura muito louca que eu quero te levar?

Os pelinhos do meu corpo se arrepiaram todos sendo chamado de Daniela e todo safado dei uma reboladinha dizendo:

-tio... claro que sim... eu já te falei que contigo topo tudo... o que você quer que eu faça?

Ele então pegou a sacola e virando-a na cama vi que tinha uma calcinha de renda fio-dental, um sapatinho tipo de boneca com meia soquete, um vestidinho de rendas tipo garota adolescente e uma peruca loira de cabelos compridos e então chegou bem pertinho de mim e sussurrando no meu ouvido:

-coloca essa roupa Daniela... aonde vou te levar você vai vestida assim... de menininha adolescente... não se demore... esqueci de comprar batom... pegue um da tua mãe... quer que eu te ajude?

Fiquei sem fala e momentaneamente sem saber como proceder e tio Jorge então me deu um tapinha forte no bumbum disse todo macho:

-não gosto de meninas indecisas... vista a roupa rápido... não temos tempo a perder... tenho certeza que você vai ficar linda... a putinha do tio!

Em segundos percebi que tinha que fazer o que ele tinha mandado e quando vesti a calcinha meu pintinho já começou a endurecer... o fio dental no meu reguinho atiçou meu tesão... ainda bem que na frente a calcinha era grande pra prender meu pintinho, em seguida coloquei o vestidinho e a meia com o sapato de verniz. A peruca loira meu tio ajudou a colocar e fomos pegar um batom vermelho da mamãe e de tanto vê-la fazendo isso deixei minha boca linda. Ao me olhar no espelho apesar de achar estranho gostei do que vi... eu tinha feito barba de manhã e como não tinha muitos pelos no rosto fiquei bem feminina e então tio disse que iríamos sair e então perguntei onde estava me levando ele todo safado disse:

-já que meu sobrinho se mostrou um putinha... que gosta muito de macho... vai ajudar o tio a divertir os pedreiros das minhas construções como tua mãe e tua noiva já fizeram algumas vezes... nessa construção que vou te levar tem dois pedreiros negros que me disseram que são loucos pra pegar um travesti bem novinho... comentei com eles que conhecia um lindo que tinha começado a dar a pouco tempo... e como eu já percebi que você é louco de vontade de virar menina quando ta com tesão no cu... resolvi passar numa loja e te montar... e você vai ser comida pelos pedreiros negros... e se prepara porque eles são bem roludos e não vão ter um pingo de dó da putinha!

-tio... seu tarado maluco... e se alguém me ver assim vestida de menina... nossa... só você mesmo pra fazer isso comigo... seu doido!

-deixa de frescura... ninguém vai te ver... meu carro tem insulfilme e quando chegarmos na construção vou guardar o carro la dentro... só os machos tarados é que vão ver a minha Daniela... agora fica calma que já estamos chegando... pega na minha rola grossa viadinho... pra ficar mais taradinho!

Aquela calcinha fio-dental atoladinha no meu rego estava me levando a loucura... meu pintinho tava duro como aço e peguei no seu pauzão duro estufando a bermuda e todo dengoso disse:

-aiii tio... você não vai deixar os negões me machucarem né... você vai ficar junto né... to com tesão... mas to com medo!

Logo chegamos na construção, tio deu duas buzinadas e o portão foi aberto e entramos e assim que tio Jorge desceu do carro chegaram dois negros enormes sem camisa só de short jeans e também avistei mais um mulato do mesmo tipo e então minha porta foi aberta e tremendo que nem vara verde desci todo constrangido e então meu tio me pegando pela mão disse:

-dá uma voltinha Daniela... pros rapazes verem o tanto que você é uma menina linda e gostosa... da uma rodada... se solta putinha... aqui você esta entre amigos... aqui todos gostam de meninas do teu tipo... tem pintinho... mas... adoram dar a bundinha!

Não sei de onde tirei coragem, mas fiz o que tio Jorge mandou e o vestidinho curto rodado deu uma levantada mostrando minhas coxas e também o fundinho da calcinha e os dois negros já deram uma apalpada no volume enorme que eles tinham guardado dentro daqueles shorts apertados e tio Jorge todo safado disse:

-Daniela... eu disse que seriam dois amigos que são loucos pra pegar um travesti como você... mas eles convidaram mais um amigo... acho que a putinha não vai achar ruim né... eu sei que você adora pau né? Tira o vestidinho... fica de calcinha pros rapazes admirarem seu corpo!

Apesar de nunca ter feito ou imaginado nada do que estava acontecendo meu pintinho continuava duro preso pela calcinha e resolvi me soltar de uma vez... viadinho eu já sabia que adorava ser... mas... vestida de menina... com calcinha fez meu tesão ficar subir nas alturas e todo safado fui tirando o vestidinho de costas e rebolando bem devagar e quando me virei de frente estavam todos nus, inclusive meu tio taradão e realmente todos eram extremamente bem dotados e estavam com os pauzões em riste e os dois negros já me puxaram até uma poltrona velha empoeirada debaixo de uma laje e me colocaram de joelhos sobre ela e um dos negros já enfiou seu pauzão na minha boca e outro por trás puxou o fio-dental da calcinha do lado e todo tesudo enfiou a língua áspera e quente no meu reguinho linguando meu cuzinho com vontade. Não aguentei e dei um gemido e passei a rebolar na língua do safado e o outro todo taradão socava fundo na minha garganta... meu pintinho parecia que ia explodir sentindo meu cuzinho sendo lubrificado pela saliva do tarado e logo senti que não era mais sua língua e sim a cabeçona de sua rola negra e ele cravou firme e foi enfiando sem dó até o talo. Gemi alto e logo percebi que tinha duas rolas pra eu chupar o outro mulato tinha vindo participar da orgia e todo tesudo deixei a putinha que existia dentro de mim falar mais alto e sussurrei:

-aiiii... que pauzão gostoso no meu cu... dois paus deliciosos pra eu chupar... sou todinha de vocês meus machos... fodam a putinha... adoro chupar e dar o rabo pra macho pauzudo... me fodam seus safados... podem abusar que eu adorooooo rolaaaaaaaa!

O negão que comia meu cu era bem mais sádico do que meu tio pauzudo e além de socar com força enchia minha bunda de tapas e não consegui segurar meu gozo e rebolando que nem louco gozei pelo cu gemendo com os paus socando na minha boca. O negão que fodia meu cuzinho deu um urro e todo tesudo sussurrou:

-ahhh... que cuzinho gostoso tem esse viadinho... apertadinho... ahhhh... vou encher esse cu de porra... ahhhh... que delicia cuzinho de viado!

O outro negro que fava fodendo minha boca já foi pra trás de mim e passou a me foder com o cuzinho todo cheio de porra e fiquei tarado sentindo meu cuzinho todo melecado e outro socando com vontade... rebolei que nem um louco e todo safado sussurrei:

-aiii... que delicia pau no cu... fode meu cuzinho com força seu negro tarado... ahhh... pauzão quente... soca... soca tudo... que sou uma putinha gulosa... ahhh... bate no bumbum da putinha... adorei apanhar do outro... quero apanhar de você também... ahhhh... enche meu cu de porra safado!

O negro taradão deu um tapas bem fortes na minha bunda e urrando alto gozou que nem um cavalo inundando meu cuzinho tesudo.

Meu pintinho continuava duro seguro pela calcinha toda melecada do meu primeiro gozo... nenhum dos dois negros tinha tirado minha calcinha e isso me deixava mais tarado e mais putinha e então foi a vez do mulato que estava quase gozando na minha boca e todo tesudo sussurrei:

-come meu cu também seu safado... quero mais porra de macho no meu cuzinho... fode meu rabo seu safado... me come também... ahhhh!

O mulato fez o mesmo dos outros socando forte e também espancando meu bumbum branco empinado e logo gozou um monte no meu cuzinho... meu cuzinho estava tão cheio de porra dos outros dois que escorria pelas minhas coxas e eu rebolava gemendo de prazer dizendo:

-aiii... que delicia de machos... quero mais... meu cuzinho ta doido de vontade de levar mais rola... deliciaaaaaaaaaaaaaa!

Foi então que meu tio apareceu na minha frente com seu pauzão cavalar e todo tarado disse:

-chupa Daniela... vou te dar porra na boquinha agora... chupa putinha... menina gostosa... você ficou linda de calcinha... uma putinha perfeita... chupa o pau do teu macho sua cadelinha... você é igualzinha tua mãe e tua noiva... gosta muito de machos... safadinha... ahhhh... engole a porra do teu macho!

Tio Jorge gemeu alto e encheu minha boquinha gulosa de porra e eu saboreava engolindo bem devagar, botando a língua pra fora e lambendo o que escorria pelo corpo do pauzão, lambi suas bolas, coloquei-as na boca e todo tesudo sussurrava:

-tio tarado gostoso... me transformou numa putinha de rua... seu safado... ahhh... adoro essa rola grossa... deliciaaaaaaaaaaa!

A coisa deu uma acalmada e então coloquei o vestidinho de volta, ajeitei a peruca me recompondo e ao entrar no carro pra voltar pra casa peguei uma revista que estava no banco traseiro me sentando em cima pra não manchar o banco do carro de porra, meu cuzinho continuava escorrendo leite de machos e tio Jorge se despediu dos tarados e fomos embora pra casa. Não teve como conversar sobre o acontecido porque o celular do tio tocou e até chegarmos em casa ele ficou conversando com a pessoa. Assim que chegamos fui pro banheiro tomar um belo banho, meu cuzinho tinha sido lavado de porra e ao enfiar os dedos dava pra sentir que a temperatura devia estar em 1.000 de tanto que estava quente e com certeza eu havia adorado participar daquele gang-bang e gostaria de repetir tudo outras vezes.

Lavei minha calcinha fio-dental e deixei pendurada na torneira pra secar e olhando para aquela pequena peça tive a certeza que iria colocá-la novamente... o contato daquela renda no meu corpo deixava meu tesão à flor da pele.

Depois dessa putaria louca, com a compra do salão de beleza e em seguida a reforma do mesmo e também o meu casamento fez a safadeza dar uma acalmada, lógico que sempre rolava umas gozadas deliciosas pra manter o astral pra cima.

Nosso casamento foi muito bonito com bastante convidados e fomos passar a nossa lua de mel no nordeste durante 5 dias de muita praia, sol e pra não perder o costume muito sexo. O hotel que ficamos era pertinho da praia com vários barzinhos repletos de gente bonita e não demorou pra que fossemos convidados para “festinhas sexuais” e nos divertimos gozando gostoso demais.

Eva estava mais feliz do que de costume e então brinquei com ela dizendo que dava a impressão que havia se casado com um milionário e não comigo a safadinha sorrindo disse que realmente estava louca pra casar e sair da casa do pai que era um tremendo repressor e por qualquer motivo vivia espancando-a sem dó e quando começamos a sair juntos achou que eu era um carinha legal e depois conhecendo mamãe e em seguida meu tio tinha certeza que eu era o cara perfeito pra ser seu marido, tão safado quanto ela e sem um pingo de preconceito quanto ao sexo.

Se antes do casamento a putaria rolava solta depois então tudo ficou muito mais quente!

A primeira e a segunda parte desse relato estão na secção mais lidos: no 9° e 19° lugares!

Acessem meu perfil e divirtam-se com outros contos sacanas:

http://zdorovsreda.ru/perfil/150463

skype: tete-cp1

wwwwwww44wss

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/03/2017 15:15:37
Que delicia de conto fiquei mais molhada donque normalmente ja sou
09/02/2017 02:06:50
muito bom meu amigo, vc se superou nesse conto, acabou comigo de tanto gozar
02/02/2017 20:58:48
Maravilhoso. Prazer garantido. Nota mil.
02/02/2017 10:29:03
entrem em contato comigo meninas, ja sai com casal meu email é que passo meu watsaap aguardo vcs para realizar fantasias
14/01/2017 09:12:27
Ótimo conto, nota 10.
31/12/2016 09:05:57
adoroooo esses relatos muito loucos que fogem da mesmice... quanto mais putaria melhor... sexo não tem sexo... é só prazer... sem preconceito!quero mais continuação... tenho certeza que deve rolar mais safadeza! bjs
30/12/2016 15:52:26
Tava tudo muito bem, De acordo com o título,mas vc aviadou demais e a viadagem ficou muito aviadada. Nem li essa parte. Só estou criticando pq o conto desvirtuou do que o título insinuava.Mas sua escrita é ótima, pelo menos.
29/12/2016 14:44:01
Muito bom. Pena ser 3de3.
29/12/2016 13:59:13
gozei gozei gozei gostoso demaisqueria uma familia igualdeliciaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!
29/12/2016 12:16:57
Muito boa essa safadeza em família! Quero o próximo sim ou com certeza?!
29/12/2016 10:57:27
só dei 10 porque não tem 11




Online porn video at mobile phone


videos longo/penis monstro negros gosando dentro do cu do viadinho branquinhoo gay mundo bichahostorinha emquadrio porno mai tranza com seu filhocontos de casadas detonadascontoerotico eu namorada mae e tiovovo da buceta cabe prazozofilia mulher dependurada pel cu no cãoxvideosmenina dudaJackson goiaba XVídeos gayContos de surra na menininha malcriadaquero ver um pauzao numa buceta e o negao batendo com uma pinhola p dar o cu gostosonovinha deslumbrada com um casetaoele desentopiu a bunda delaXVídeo mucama transando com feitorsexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostouinteada com madrasta lesbicas de shortinho verde v chegando de mancinhovídeo pornô mulher com a b***** o corpo cheio de quadradinho de homem g****** na sua portaconto erotico menininhas curiosamenininha contos eroticosconto erótico- flerte com filhinhoxvideo qrebado ucabasumoleque enchem praia nudismocazro goozando juntoscontovporno com fotos reletos de chifresaquela mulher bem gorda da bundona fazendo sexo assistir àquela bem gordona mulher da bundonaconto erotico uber passando a mao na.minha bucetinhafamilia sacana xoxota zerada da filhotaccrioula dando o cuzaowww.xvideos-Gaysinho novinho loirinho lindo gosta de ficar longo tempo fazendo boquete em peniz gigante e chupa ate sair porra.commao boba na noiva pegando nos peito dela porno dentro do cinemaflagrei minha patroa na siririca contosgraças a um cano estourado comi minha irmãEncoxada Casada com d cord mansa da .dei o cu pro cachorro e acabei engatadoconto sexo perdendo virgindade pro caminhoneiroe depois a nossa ludimeu amor da minha vidachilli xvídiowww sexo adulto 18 anos tutorial de como trazar com cachorros roludos pau gigante. zoofilia.porno doido . com brmulher fudeno na pisiçao doixvideos tio comemdo sobrimhaEnrabado por uma tgirl contoscontos eroticos praia nudismo irma maeflagrei minha tia raspando o pentelhoeu me masturbando pra minhacunhadinha pretinha de onze anos em vBuceta de egua agoentando pintao noxvidiovideo mloira das coxa grossa e da bunda enorme chupando uma boceta d outra loiramenina lavando roupa bem gostozinha pozisao gostozacontos eroticos , isso geme putinhaxvideos minotauro tarado chupando tetasbundas enormes aberdaanovilhas rebelados no paufilme de pornô mulher se masturbando e metendo a mão quero ver o filme agora filme quero ver agora filme de pornô metendo a mão aguardando né tá na mão transando ela se masturbandomulher mostrando a bunda com Arturzinho Só de shortdei junto com a minha esposa conto erótico bissexualtravesti super roluda pega a mulher casada que goza so de ver o tamanho ahhhhmulher se masrurbando com linguiça de churrascopornoirado de esposa de shortinho no talo dando pro encanadorvídeo de novinha dançando sem calcinha e o Paysandu filmepezinho com chulezinho da minha cunhada contos eroticos podolatriacontos eróticos com foto meu bancario sarado e bem dotado Gostosas de. Shortinho super detalhando a s partes intimas fotosContos vendo os cavalos treparem sexo Fusdendo prisezinha do papai rica cheia da grana mas ela so queri fuderevistinha em quadrinho de filho estrupando sua mae no banhoconto erotico pequeno anjo jornadavidio de puta lavano abuceta e tirano bora pra fora Ninfetas mamando rola no cinema contoseroticosComtos erotica's ninfeta mestada adoramdovai passar sarrando MTS malvadão na trocaxvideo.bucetaoassitirmãe tentando resistir as artimanhas do filho pornoconto sexo madruga com frorindaxvideoa aventuras anal gay sexo anal ate goza dentro no peloindo embora achei um viado e fui comer seu cuzinhoporno sobria vai vizitar tio e esrrupadamadrasta de beydolleu gostaria de ver a mulher o cavalo dando chuchadaContos no banho coirma mais velhagostoso chupar meu amigo na chuvaincesto mae vovozinha com filhopai nua finha venha cu e conavide o porno vovo trezeno comcontos erótico com marido tampa os olhos da esposaconto morador de rua roludo comei gpstos minha esposacunhada louca pra sentir rola grande pega cunhado de pau duro e nao resistetravestis bem dotado sendo errabados realpadrasto castigando enteada sapecacontos picantes limão com irmão depois de 50 anos de idade erótico