Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Minha mãe me entregou de bandeja para o meu padrasto tarado tirar meu cabacinho!

Um conto erótico de vanessinha-pst
Categoria: Grupal
Data: 04/08/2016 23:13:51
Última revisão: 11/08/2017 20:19:08
Nota 9.44

Esse relato começou a acontecer no começo do ano passado e a cada dia tudo fica mais quente e safado.

Meu nome é Elizabeth, mas desde a infância sou chamada por Bebe e até hoje as amigas e conhecidas do bairro me chamam por esse apelido carinhoso. Tenho descendência polonesa, sou loiríssima, 1.70m, acabei de fazer 18 anos e tenho bunda grande, coxas grossas e seios médios.

Desde quando completei 14 anos meu corpo já era bem desenvolvido comparado com as minhas amigas e já era objeto de desejo dos rapazes e principalmente dos homens mais velhos que cobiçavam meu corpão cheio de curvas que eram valorizados pelos meus shorts e minissaias curtíssimas que viviam deixando as popinhas da bunda branquinha sempre a mostra pra quem quisesse ver.

Minha mãe se chama Bianca, tem 36 anos e além de altura e corpos parecidíssimos mamãe também adorava usar vestidinhos e shorts bem curtinhos e o que havia dentro de nosso guarda-roupa era usado tanto por mim quanto por ela e quando saiamos juntas chamávamos a atenção de um monte de machos nos lugares que passávamos.

Apesar de todo tesão que existia em meu corpo milagrosamente cheguei aos 18 anos totalmente virgem, tive um monte de namoradinhos, mas nunca deixei que eles passassem dos limites comigo. Eu era bem safadinha porque adorava deixar os machinhos me abraçarem por trás e ficarem esfregando seus pintos duros no meu bumbum grande e até dava uma empinadinha bem sacana pra sentir ainda mais forte.

Como morava desde os 13 anos em uma espécie de condomínio de pequenas quitinetes quando comecei a namorar eu fazia jogo duro com os garotos do bairro receosa de me tornar “mal falada”, porem quando arrumava algum namoradinho de algum bairro distante do meu liberava alguns carinhos mais safados e até bati punheta pra alguns deles, só que como não tomava pílula anticoncepcional não tinha coragem de liberar algo mais ousado e me acabava nas siriricas e com o chuveirinho do banheiro durante meus banhos bem demorados.

Eu gozava deliciosamente sentindo a água morna esguichando forte no meu grelo grande que sempre pedia mais carinhos.

Se eu tinha chegado virgem aos 18 anos em compensação minha mãe era uma tremenda puta porque a tarada vivia saindo quase toda noite com machos e a safada se mostrava uma ninfomaníaca em primeiro grau. Desde novinha percebi que minha mãe era bem diferente das mães das minhas amigas e quando ela percebeu que eu já não era mais uma adolescente ingenua se abriu comigo dizendo que desde que havia sido descabaçada não aguentava ficar sem um macho mais do que três dias e acabou confessando que meu pai largou dela porque o encheu de chifres, mas tentou se justificar dizendo que além de chato e ciumento papai além de ter pinto pequeno também tinha ejaculação precoce.

Acho que a magoa do meu pai em relação a minha mãe era muito grande porque em 10 anos de separação nunca me procurou pra me visitar ou saber noticias minhas, mas isso também nunca me preocupou o bastante para tentar procurá-lo.

Se minha mãe era uma vadia tarada isso não tinha a menor importância pra mim porque ela sempre me cuidou com muito carinho fazendo tudo que estava ao seu alcance pra me proporcionar uma vida melhor.

Apesar de uma vida de pobre nunca faltou nada de essencial em nossas vidas.

Mamãe trabalha em uma fabrica de lingeries já fazia 5 anos e como conhecia todo mundo no bairro ela conseguia comprar bem mais barato e trazia um monte de calcinhas, soutiens, camisolas e baby dolls pra vender e ganhar uma grana a mais e nossa quitinete vivia repleta de freguesas comprando roupas intimas de minha mãe e eu também ajudava levando e mostrando as peças para todas minhas amigas e conhecidas.

A nossa quitinete era pequena e havia apenas uma cama de casal onde dormíamos juntas, apesar de que algumas vezes uma de nos acabava dormindo no sofá da pequena sala de frente pra TV. Ainda bem que nossa quitinete ficava nos fundos do terreno porque como vivíamos com as janelas abertas e sempre estávamos bem à vontade em casa só de calcinha praticamente peladas teria filas de machos tarados nas janelas. Já tinha percebido que dois garotos de vez em quando vinham espiar a gente e quando descobri os safados espreitando dei uma dura neles, mas a minha mãe do jeito que era safada não se importava de se exibir pra eles e dizia que adorava saber que os taradinhos ficavam de pau duro e se masturbavam por ela.

Eu e mamãe só usávamos calcinhas fio dentais socadas no rabo e como tínhamos bucetas bem cheinhas elas entravam no meio das rachinhas repartindo-as ao meio deixando-as bem sexy e ela toda safada dizia que buceta grande tinha que se mostrada mesmo pra deixar os machos tarados e se mamãe dizia isso com tanta convicção acabou fazendo com que eu também me tornasse tão exibicionista quanto ela e sentia minha bucetinha umedecer com os olhares dos machos cheios de desejos no meu corpo virgem.

Talvez por causa dessa minha falta de recato dois meses antes de completar 18 anos ao voltar da casa de uma amiga quando já passava das 9 da noite ao passar em frente a um terreno vazio coberto por um matagal pertinho de onde morava fui agarrada por trás por um homem forte e ele tampando minha boca com uma mão começou a me arrastar pra dentro do mato e todo ofegante disse:

-sua vagabunda gostosa... faz tempo de to de olho em você... fica mostrando o rabo pra todo mundo é porque tá precisando de macho... vou te comer inteirinha sua gostosa safada... se gritar vou te cobrir de porrada sua cadelinha de rua!

Eu vestia com um short curto de algodão fino, uma camisetinha sem sutiã e logo senti um caralho enorme roçando no meu bumbum, o tarado estuprador já estava com seu pauzão pra fora e percebi que ele ia arrombar todos meus buraquinhos se eu não tomasse uma atitude rápida.

Apesar de perceber que o homem era bem forte eu não era tão frágil e naquele agarra agarra com ele tentando me dominar quando finquei minhas unhas em seu braço puxando sua mão da minha boca dois de seus dedos se enfiaram entre meus lábios e então mordi com tanta força que deu pra sentir o gosto de sangue na minha língua e ele gritando de dor me soltou por instantes e foi o suficiente pra eu saísse correndo gritando por socorro.

Na calçada surgiu um senhor de idade e o estuprador vendo que a coisa poderia ficar preta pro seu lado se enfiou pelo terreno cheio de matagal e sumiu rapidinho. Fiquei ali abraçada a aquele senhor e apos me acalmar fui pra casa e passando a mão nos meus lábios percebi que tinha bastante sangue e até achei que podia ter me machucado, mas quando entrei em casa e fui pro banheiro me lavar vi que era sangue dos dedos do estuprador.

Olhando meu rosto no espelho dei um sorriso me achando poderosa por ter conseguido me desvencilhar daquele tarado estuprador de mocinhas indefesas e desprotegidas.

Liguei o chuveiro pra tomar banho e quando tirei o short notei que na parte de trás tinha manchas de gosma grudenta e com certeza o tarado estava com o caralho todo babado e melecou meu short e assim que peguei o sabonete e comecei a me ensaboar minha mãe que acabara de chegar da rua entrou no banheiro e já foi tirando a roupa, constantemente tomávamos banho juntas, e então lhe contei o que tinha acontecido e após perguntar se estava tudo bem comigo brincou dizendo:

-Bebe... que loucura hein... já pensou perder o cabaço assim no meio do mato... que coisa mais sem graça... uma loira linda como você tem que perder a virgindade em um motel 5 estrelas e com um macho bem bonitão e gostoso... ainda bem que minha filha gatona conseguiu escapar!

-mamãe... nossa... deu medo... ele era muito forte e tava taradão... dava pra sentir o caralhão duro dele roçando forte no meu bumbum... se ele me pega não sobrava um cabacinho pra contar a historia... ainda bem que logo que consegui escapar dos braços dele apareceu aquele senhor andando pela calçada... ele era um velho... mas o estuprador ficou com medo e saiu correndo que nem um louco pelo meio do mato!

Enquanto nos banhávamos a conversa continuou e mamãe acabou revelando que isso havia acontecido com ela a dois anos em um estacionamento de baile só que tinha sido com três homens e a safada acabou confessando que gostou e gozou muito. Lógico que eu quis saber em detalhes como tinha sido o “estrupro” da minha mãe safada e ela sorrindo sacana disse:

-bem... já que a minha filhona quer saber vou contar tudinho: Fui de carona com uma amiga em um baile a fantasia, estava vestida de deusa grega Afrodite com um vestidinho bem curtinho e por baixo só uma calcinha fio dental socada até o talo, dancei com vários machos e deixei alguns de pau duro. Nos bailes que vou sempre bebo algumas latinhas de cerveja pra ficar mais “animada” e foi então que la pelas uma hora da manhã a minha amiga que tinha bebido bastante disse que não estava se sentindo bem e queria ir embora pra casa, mas eu resolvi ficar, ainda era muito cedo pra ir embora e fui até o estacionamento com ela pra pegar minha bolsa que havia ficado no carro. Ao entrar no estacionamento um segurança mulato fortão sorrindo perguntou por que a gente estávamos indo embora tão cedo e respondi a ele que só minha amiga estava indo por estar com o estomago ruim e toda safada sorri fazendo caras e bocas dizendo que aquela noite pra mim estava apenas começando e ele ficou me olhando de cima em baixo e até deu uma ajeitada acintosa no pau dentro da calça e foi então que aconteceu uma coisa que ia atiçar ainda mais aquela situação. A chave do carro da minha amiga caiu no chão e ao me abaixar pra pegá-la só de safadeza virei meu rabo pra ele mostrando metade do meu bumbum com a calcinha atolada no rego e sai rebolando bem safada até o carro. Peguei minha bolsa e minha amiga saiu devagarinho e então senti que estava com vontade fazer xixi e resolvi fazer ali mesmo e me agachando atrás de um carro abaixei a calcinha e comecei a mijar gostoso.

Quando terminei e ia me levantar senti uma mão forte me pegando pelos cabelos e me levantando e disse nos meus ouvidos:

-já que a vagabunda gosta de mostrar o rabo pra macho é porque tá querendo levar vara e vai levar até ficar com a buceta e o cu arrombado sua safada!

Filha foi muito louco o que aconteceu em seguida, o mulatão pra quem eu tinha mostrado meu bundão me puxou até uma Kombi velha nos fundos do estacionamento e foi ai que eu vi que ia sofrer um bocado... chegaram mais dois mulatos enormes e fortes, eram outros seguranças do baile e rapidinho arrancaram minha fantasia me deixando nuazinha e começaram a me foder sem dó, no cu, na buceta, na boca e, além disso, me encheram de tapas, tanto na bunda quanto na cara, fizeram DP na minha buceta e o pior é que comecei a gemer de tesão... e os safados percebendo que eu era uma puta que gostava de ser abusada, me comeram todinha até quando quiseram e gozei que nem uma cadela no cio. Os safados eram pauzudos e sabiam como foder uma puta tarada que nem sua mãezinha safada. Depois disso um dos tarados me colocou em um carro e me trouxe pra casa, cheguei aqui sem calcinha com a fantasia rasgada e lambuzada de porra até nos cabelos... você tava dormindo no sofá e nem me viu entrar e ir pro banheiro!

-mamãe... você é completamente maluca de pedra mesmo... tenho até medo de depois que começar a dar me transforme numa tarada como você!

-pode ter certeza que se isso acontecer você vai amar Bebe... gozar gostoso é tudo que uma mulher precisa pra ficar maravilhosa e mais gostosa... e até acho que depois que você levar rola gostosa na tua bucetinha virgem você vai ficar mais linda ainda... mas... não pense que a historia do meu “estupro” ficou só naquela noite... eu adorei tanto o que aqueles tarados fizeram comigo que quando aconteceu outro baile no local fui até la e repeti tudo de novo e foi mais gostoso ainda... até apareceu mais um amigo deles e dei pra para os 4 safados. Pena que o local foi fechado e nunca mais encontrei meus estupradores pauzudos deliciosos... de vez em quando me lembro dessa aventura e bato uma siririca bem gostosa... nossa... foi muito tesudo!

-mamãe... você realmente é uma tremenda devassa... acho que você trepa mais que as garotas de programa que ficam nas avenidas... doida demais!

-sou mesmo Bebe... adoro ser bem comida... se o cara me cantar e eu olhar pra ele e achar que o safado é gostosão... dou em qualquer lugar... sem um pingo de frescura... já aprontei tanta safadeza que se contar pra pessoas estranhas é perigoso mandaram me internar num manicômio! Outra coisa que acontece sempre comigo é transar com os maridos e namorados de minhas amigas... me dá um tesão doido dar gostoso pra eles! RSS.

Toda curiosa perguntei se sendo tão liberal já tinha transado com mulheres ela sorrindo sacana disse:

-bem... transar eu ainda não transei... só beijei duas na boca em uma inauguração de uma boate gay onde fui com amigas... mas não gostei muito... as sapatas que me agarraram não eram bonitas... pareciam homens demais... se fossem bonitas e femininas com certeza que deixava rolar... mas... um dia quem sabe aparece uma tarada louca e lindona como eu... e ai vou experimentar tudooooo!

Definitivamente mamãe era uma mulher muito bem resolvida sexualmente e possuía uma auto estima bastante elevada e isso fazia muito bem pra mim também e após o banho fui pro quarto e me deitei na cama nuazinha e em poucos segundos adormeci, ter passado por aquela experiência tinha mexido demais com minha mente e foi então que depois de algumas horas de sono profundo acordei toda ofegante com minha mãe me fazendo carinhos no rosto e cabelos me chamando e dizendo que era pra me acalmar que estava tudo bem e então despertei de vez do pesadelo que me deixou completamente agitada e depois de mamãe ir buscar um copo de água tomei bem devagar e sorrindo disse:

-nossa mãe... que sonho doido... depois de ter sido quase estuprada e você me contar suas putarias com aquele monte de machos no estacionamento do baile... deve ter ficado no meu inconsciente e sonhei que estava amarrada em uma mesa com as pernas arreganhadas e uma fila de uns 20 homens começaram a foder minha bucetinha virgem e enfiar caralhos enormes na minha boca... nossa... era cada caralhão socando sem dó... nem dava pra gritar... quando no sonho me viraram de bruços e iam arrombar meu cuzinho virgem eu acordei... nossa... que pesadelo maluco!

Mamãe me abraçou e sorrindo sacana disse:

-é... eu acordei com você se debatendo na cama... gemendo muito... até achei que você ia gozar porque seus gemidos não pareciam de dor não... você pode até ter ficado com medo... mas... acho que estava gostando também... tenho certeza que sua bucetinha deve ta meladinha sua safadinha linda!

Sem que eu esperasse por algo assim, mamãe levou sua mão entre minhas coxas e deslizando devagar seus dedos entre os lábios da minha rachinha virgem assim que os tirou colocou-os bem pertinho dos meus olhos e sorrindo bem sacana disse:

-tá vendo sua safadinha... ta completamente meladinha... acho que minha filhona gozou gostoso mesmo sendo um pesadelo... acho que eu gostaria de ter participado desse sonho... hummm... 20 machos... eu não sei se aguentava... mas que gostaria de tentar... pode ter certeza que sim!

Resolvi conferir eu mesma enfiando os dedos na minha bucetinha e percebi que mamãe estava coberta de razão, até parecia que eu tinha feito xixi de tão ensopada que fiquei e toda safada dei um sorriso bobo e me levantei dizendo que ia me lavar pra voltar a dormir e assim que voltei mamãe me abraçou de conchinha e começou a alisar meus cabelos carinhosamente do jeito que eu gostava e voltei a dormir dessa vez com tranqüilidade. RSS.

Ao acordar no dia seguinte mamãe já tinha saído pra trabalhar e então fui pro chuveiro e a primeira coisa que fiz foi pegar o chuveirinho e esguichar água morna no meu grelinho tesudinho e não demorou nadinha pra meu corpo virgem se incendiar e gozei muito gostoso imaginando que participava de todas as safadezas que minha mãe tarada tinha me revelado.

Passados alguns dias após meu quase “estupro” conheci um rapaz bem legal na lanchonete de um shopping que me convidou para uma sessão de cinema e quando ele me falou do titulo do filme “Cinquenta tons de cinza” já sabia que era erótico, tinha lido comentários a respeito e resolvi aceitar o convite pra saber do que se tratava e entramos no cinema.

Kleber tinha 22 anos, fazia faculdade e além de bonito também era bem taradinho porque nem bem o filme começou suas mãos espertas passaram a deslizar por todo meu corpo, parecia que o safado tinha 4 mãos e como já tinha acontecido com outros ficantes que me levavam ao cinema deixei rolar as pegações sem ficar regulando e como e estava de minissaia logo tinha dedinhos bolinando meu grelo saltadinho entre os pelinhos de minha buceta. Gozei rapidinho nos dedos daquele safado e também peguei no caralho dele que não era muito grande, mas chegava a dar pulinhos preso pela cueca. O safado o tirou pra fora e a cabeça estava totalmente melada e fiquei passando os dedos nela apertando a base bem devagar e quando ele sentia que ia gozar tirava minha mão dizendo pra parar um pouquinho.

Minha buceta até pingava de tanto tesão e só não tirei a calcinha porque achei que ia ficar fácil demais.

O filme foi ótimo e fez meu tesão ficar ainda mais intenso e quando saímos do cinema Kleber se ofereceu pra me levar em casa e já frisei que não era pra desviar do caminho e ir parar no motel porque ainda era virgem e ele apesar de não acreditar muito nisso disse que me levaria em casa sem problemas.

Durante o caminho a pegação continuou quente e quando chegamos perto de casa por ironia do destino ele parou o carro quase em frente ao terreno onde sofri minha tentativa de estupro e todo tarado já foi me alisando com seu caralho pra fora da calça me pedindo pra bater uma e fazê-lo gozar e foi então que decidi que ia fazer melhor ainda e em segundos e peguei seu caralho todo babado e enfiei-o na boca e sem um pingo de pudor comecei a mamar bem gostoso como vi nos filmes pornôs que assistia de vez sempre e bastou meia dúzia de mamadas pra que o taradinho enchesse minha boca de porra fervente e engoli até a última gota. Foi incrível perceber que meu tesão continuava intenso e pedi para o taradinho que queria sentir sua língua na minha buceta virgem, mas logo em seguida surgiu no fim da rua luzes vermelha de uma viatura policial e rapidinho no arrumamos e desci do carro indo pra minha casa e ele também foi embora, mas combinamos de nos encontrar novamente.

Naquela noite minha mãe chegou em casa cantarolando toda feliz e quando perguntei qual era o motivo de tanta alegria ela sorrindo sacana disse que ia tomar banho, tirou o vestidinho de malha que vestia e vi que a safada estava sem calcinha e logo que se virou de costas notei que sua bunda branca estava bastante vermelha e dava pra ver nitidamente que tinha levado um monte de tapas e brinquei dizendo:

-pelo que to vendo minha mãe tarada apanhou de verdade hein... tua bunda tá vermelhinha... o macho que te pegou deve ser do tipo daqueles que te estupraram no estacionamento do baile que você me contou aquele dia... nossa... me conta quem fez isso mamãe... eu quero saber!

Ela entrou no box ligou o chuveiro, me sentei no vaso pra ficar conversando e bem safada falou:

-Bebe... fazia muito tempo que eu não gozava tão gostoso com um macho como esse que me pegou hoje... o cara tem uma rola tão grossa e cabeçuda que achei que não ia entrar na minha buceta... entrou e entrou gostoso... gozei que nem louca... o cara é um tarado que sabe domar uma puta... me comeu do jeito que quis... e quando fui dar uma de fresca pra dar uma valorizada... me botou no lugar enchendo minha bunda e minha cara de tapas... e até pra bater o safado sabe como fazer isso... nossa... gozei... gozei e gozei muito... minha buceta e meu cu ficaram inchados de tanta rola... que deliciaaaaaaaa... vou querer repetir rapidinho!

-hummm... também namorei hoje... fui com um rapaz no cinema... ele tem 22 anos e foi bem legal... dentro do cinema nos pegamos bastante e quando veio me deixar em casa... resolvi experimentar o que nunca tinha feito e fiz uma gulosa nele... só que o caralho dele não era grandão... cabia inteiro na minha boca... deixei ele gozar dentro dela e engoli tudo... adorei ter feito isso... a gente marcou de sair outra vez... vamos ver o que vai acontecer.

-opa... então minha filhona gostou de engolir porra... puxou a mamãe com certeza... também adoro... sentir descendo pela minha garganta... se pudesse tomava leite de macho todo dia... faz um bem pra pele! RSS. Pelo jeito agora que começou a liberar geral... não vai demorar a ganhar uma rola na buceta e não vai ser de um estuprador! RSS.

-verdade... ainda não sei se quero dar a buceta pra alguém... mas fazer bastante sacanagem... eu quero muito... é uma deliciaaaaaaaaaa! Mas... quando a minha mãe taradona vai sair com o caralhudo de novo... já marcou?

-claro que sim... vamos sair amanhã de novo... disse que sou puta do jeito que ele gosta... bem safada... nossa primeira transa aconteceu de um jeito muito louco Bebe... vou te contar: Ele é dono de uma loja de uma loja de materiais de construção na avenida onde passa os ônibus do bairro... la trabalha algumas moças e duas são clientes que compram minhas lingeries e quando cheguei a tarde com novos modelos fui oferecer a elas e quando estava mostrando o dono chegou perto e viu aquela sacola de calcinhas e soutiens e ficou ali como quem não queria nada só observando, terminei de atender as moças e então toda safada perguntei pro Túlio, esse é o nome do moreno gostosão, se não queria comprar algumas calcinhas e sutiã pra esposa ou alguma amante e ele sorrindo bem safado cochichou no meu ouvido que estava solteiro a algum tempo, mas se eu mostrasse as lingeries no meu corpo ele comprava todas. Se Túlio era um cara bem safado eu também era e falei pra ele que topava fazer o que ele tinha proposto e ele me levou até um pequeno escritório nos fundos da loja e assim que entramos ele se sentou em uma cadeira atrás de uma escrivaninha e todo safado disse que era pra mim começar a mostrar as lingeries e então tirei meu vestido, a calcinha e fiquei peladinha diante dele. O safado deu um assovio de admiração dizendo que nua eu era mais bonita que de roupa e já deu uma pegada no pau por cima da calça e pela minha experiência de puta tarada notei que era grande e então peguei um conjuntinho de calcinha e sutiã e desfilei pra ele... quando tirei aquele conjunto e coloquei o outro o safado já estava com o pauzão pra fora da calça e ai percebi que o taradão tinha um monstro cabeçudo entre as pernas e rapidamente estávamos nos beijando e se pegando com vontade. Túlio me deitou de costas em cima da escrivaninha caiu de boca na minha buceta e me chupou deliciosamente socando meu cuzinho com três dedos atolados dentro dele. Logo o taradão levantou minhas pernas colocando em seu peito e encaixou a cabeçona da rola na entrada da minha bucetinha foi enfiando tudo até o talo... quase desfaleci de prazer sentindo aquele cacetão grosso entrando e saindo da minha buceta tesuda e gozei esguichando. Túlio aproveitou meu tesão e me deu uns tapas na cara pra testar meu tesão e quando pedi pra bater mais o safado me bateu do jeito que uma puta precisa pra entrar em êxtase. Quando o safado me virou de costas percebi que ia sofrer pra agasalhar aquele monstro no meu rabo, mas ele foi carinhoso até conseguir enfiar tudo dentro de mim e quando o tesão me pegou ele socou do jeito que queria e aplicou um monte de tapas no meu bumbum e gozei mais gostoso ainda... o safado me comeu até me deixar molinha e só então gozou gostoso no meu cu e me deixou ir embora. Alem de vender tudo ainda gozei que nem uma louca... lucro total.

Ouvir aquela conversa fez minha bucetinha virgem melar de novo e bem sacana comentei:

-mãe... não sei o que ta acontecendo comigo... não posso mais pensar ou ouvir sacanagem que fico ensopadinha... nossa... ando num tesão danado!

Mamãe me abraçando carinhosamente beijou meu rosto dizendo:

-Bebe... sendo filha de quem é... você já devia ta dando essa buceta gostosa faz tempo... mas... tenho certeza que minha filhona linda vai recuperar o tempo perdido... buceta molhadinha é perfeita pra levar rola... entra facinho!

Depois que mamãe conheceu o Túlio eles passaram a sair quase toda noite e dava pra notar pelos seu ótimo humor que a safada estava adorando ser dominada e comida por ele. Se mamãe estava tendo um macho que a satisfazia em todos os sentidos o meu namoradinho se mostrava bem devagar e só se preocupava com o seu prazer... eu entrava no carro dele e o safado já tirava o caralho pra fora querendo ser chupado, mas quando pedia pra fazer o mesmo ele dava meia dúzia de lambidinhas sem graça no meu grelo tesudo e ficava apenas nisso. Eu até havia pensado em liberar meu cuzinho pra ele comer, mas perdi o tesão e o mandei passear.

Apenas um mês depois de conhecer seu macho caralhudo mamãe veio conversar comigo dizendo que ele a chamara pra morar na casa dele como “casados” e ela falou que estava querendo muito aceitar e que gostaria que eu a apoiasse porque achava que seria muito bom pra nos duas.

Claro que nem me passou pela cabeça não fazer o que mamãe queria e quando disse que por mim estava tudo bem ela então me contou que Túlio “ o futuro marido” propôs ajudá-la a montar sua própria loja de lingeries em um salão de sua propriedade que seria desocupado dali alguns dias.

Resolvi perguntar a mamãe é se ela tinha certeza que seu relacionamento com o morenão caralhudo não seria fogo de palha já que a conhecendo como a conhecia sabia que ela além de não ser uma mulher muito “fiel” era completamente tarada e caindo em risos disse:

-que filha maldosa que eu tenho... me chamando de puta na cara dura... uma santa que nem eu! RSS. Não se preocupe Bebe... Túlio sabe exatamente como sua mãe é... não dei uma de santinha pra ele... ele sabe que vai morar com uma puta de verdade... e ele também é um tremendo pervertido... que adora fazer loucuras como eu... acho que depois de morarmos juntos vai ficar melhor ainda!

-ahh... que bom então... pelo que você ta falando o Túlio também deve gostar de bastante safadeza né?

-Bebe... “teu futuro padrasto” apesar de 37 anos... parece um garotão de 18 anos de tão tarado... vive com aquele pauzão enorme sempre pronto pra foder... é só eu levantar o vestido e ficar de 4 que o taradão me come na hora... e o safado não tá nem ai com outras pessoas quanto ta com tesão... outro dia eu e ele estávamos transando no sofá de sua casa quando chegaram dois de seus amigos... o portão estava aberto e eles entraram sem avisar ... os safados ficaram assistindo eu levando pauzão grosso no cu e apanhando no bumbum... os tarados com certeza já tinham participado de orgias junto com o Túlio porque vieram pra pertinho da gente e até achei que ia iria virar uma orgia... mas Túlio disse pra eles que eram pra se limitar a só assistir... porque eu era puta exclusiva dele... o safado então tirou o pauzão do meu rabo e enfiando na minha boca gozou que nem um cavalo e mandou eu engolir tudinho. O taradão queria que os amigos me vissem engolindo a porra dele... lógico que isso me deu mais tesão ainda... adoro essas safadezas... tudo que é diferente me da mais tesão ainda. Os amigos do Túlio estavam de bermuda e dava pra ver que ficaram com a barraca armada... também eram bem dotados com certeza... e fiquei ali na sala abraçada com meu “futuro marido” nuazinha conversando com eles e mostrando minha buceta e meu rabo pra eles admirarem sem poder me tocar... achei aquilo o máximo... muito louco! Mas... não ficou apenas nisso... outro dia ele me levou em um clube de troca de casais... quando chegamos no local ele me fez tirar a roupa no estacionamento e me colocou uma coleira no pescoço com uma corrente dourada e foi me puxando com se eu fosse uma cadelinha... nossa... adorei o que aconteceu la dentro... ele me colocou entre suas pernas... fazendo-me chupar seu pauzão diante de uns 20 casais... todos admiravam o tamanho da rola do tarado... e logo sentei no colo dele e passei a cavalgar naquele pauzão de cavalo... e logo tive uma surpresa deliciosa... quando ele me comeu na sala da casa com 2 amigos assistindo ele não deixou eles me tocarem... mas la no clube... sofrei DPs de vários machos... Túlio comia minha buceta enquanto os outros machos vinham por trás e me enrabavam... acho que meu cuzinho foi visitado por uns 8 machos... gozei que nem uma cadela... naquele dia Túlio mostrou que era muito sádico... chamava-me de vagabunda e batia na minha cara dizendo que puta que da o rabo pra outros machos tem que apanhar em dobro... gozei mais ainda!

-mamãe... to vendo que meu “futuro padrasto” realmente é um tarado maluco igual você... com certeza vai acontecer muito mais loucuras desse tipo!

-Vai sim Bebe... ele me disse que no mês que vem vai me levar em uma festa muito louca... a única coisa permitida no corpo é sandália no pé... todo mundo peladão... só entra casais e ele disse que na ultima festa tinha 50 casais e provavelmente nessa vai ter mais gente!

-hummm... acho que vou arrumar outro namoradinho então pra me acompanhar... acho que vou gostar de ir numa festas dessas... tanto eu quanto você já estamos acostumas a ficar nuas ou só de calcinha em casa!

-ué Bebe... cadê o tal de Kleber que você tava saindo com ele... até achei que ele ia acabar tirar seu cabacinho?

-que nada mamãe... o safado era cheio de querer só pra ele... toda hora queria que eu fizesse gulosa nele... mas quando eu pedia pra chupar minha bucetinha dava meia dúzia de lambidas e me deixava a ver navios... dispensei o safado aproveitador! RSS.

-hummm... que pena que minha filhona linda ainda não provou um macho bem dotado na buceta e no cu... acho que vou fazer uma pesquisa com os amigos do teu “futuro padrasto” e o que tiver a maior rola vou mandar tirar esse cabaço... já ta passando da hora de ser comida! RSS.

Caímos em gargalhadas com aquela conversa maluca e naquela noite mamãe me levou junto com o “futuro marido” pra jantarmos em um restaurante e comemorarmos o inicio da nova “família” e durante o jantar deu pra notar que minha mãe e o meu “padrasto” se davam muito bem, cheio de beijos e abraços carinhosos. Eu já tinha visto Túlio algumas vezes quando vinha buscar mamãe em nossa casa pra saírem, mas só trocamos beijinhos no rosto nos cumprimentando, mas ele me pareceu ser bem legal e educado, porém dava pra notar que tinha um olhar muito safado.

Após o jantar Túlio me convidou a visitar sua casa e onde eu iria morar com minha mãe e claro que aceitei no ato, mamãe só me dissera que era uma casa muito bonita sem entrar em detalhes e quando chegamos la e desci do carro na garagem vi que realmente era uma casa enorme com jardins, piscina e com moveis lindos e maravilhosos. Quando ele mostrou o quarto que seria meu fiquei de queixo caído com tanta beleza, uma cama enorme, guarda roupas com espelhos, TV, ar condicionado, não tinha como colocar um defeito, tudo perfeito e toda feliz brinquei dizendo:

-acho que já vou querer dormir aqui essa noite... nem vou voltar pra nossa quitinete... não vai ter graça dormir la sabendo que tem esse aqui lindão!

Túlio e mamãe abraçados do meu lado sorriram com minha observação e ele disse:

-se minha linda “enteada” quiser dormir aqui hoje pode ficar a vontade... tua mãe disse que iria trazer as coisas que vocês só amanhã, mas por mim... podem ficar desde hoje... eu adoraria ter minha gatona Bianca dormindo do meu lado em minha cama!

-bem... já que minha querida filhona deu a ideia vou topar... mas... só que acho que meu gatão não vai querer que eu apenas durma do seu lado... vai me querer bem acordada... já vou te avisar filhona... não se preocupe se escutar uns barulhos de sexo um pouco selvagem... eu e o teu “padrasto” somos bem escandalosos!

-mamãe... por mim vocês podem por fogo na casa... eu sei muito bem o que vai rolar entre vocês dois... você já me contou que o Túlio é um pervertido taradão e você sempre foi uma tarada safada... então tá tudo bem... sejam felizes e gozem por mim! RSS.

Mamãe toda safada sorriu e disse:

-bom... já que minha filhona deu a benção dela pra nossa união... acho que meu futuro marido taradão vai ter que me levar no colo pra nossa cama e vamos fazer uma lua de mel bem gostosa!

Túlio a pegou nos braços e levou-a para o quarto e eu fui procurar algo pra beber na geladeira e peguei uma garrafinha d’agua e fui dar um passeio pelas dependências da casa e em volta da piscina já me imaginando tomando sol ficando com marquinhas bem pequenas de biquíni e quase tirei a minissaia e a blusinha que estava usando e pulei na água pra nadar um pouco, apesar de passar das 10h da noite a temperatura era alta e o verão estava apenas começando, mas resolvi deixar para outro dia.

Depois de andar por todos os cantos da casa resolvi ir para meu quarto e assim que entrei no corredor já escutei a os gemidos e também os barulhos de tapas na bunda que a safada da minha mãe adorava levar, a porta do quarto deles estava entreaberta, mas a fresta era pequena e não dava pra ver nada que tava rolando la dentro, porém dava pra ouvir nitidamente mamãe gemendo e dizendo:

-soca com força seu tarado FDP... ahhh... que pau de cavalo gostoso... arregaça minha buceta seu safado... ahhh... me fodeeeeeeeee! Ahhhhhh!

Fiquei ali ouvindo tudo e não tinha como não ficar excitada e enfiei os dedos entre os lábios da minha bucetinha virgem e bolinando forte meu grelo tesudinho gozei rapidinho encostada na parede do corredor. Com certeza minha primeira noite naquela casa tinha começado muito bem.

Se a primeira noite tinha sido ótima o dia seguinte também começaria muito louco.

Acordei bem cedinho e apos um banho delicioso vesti a mesma roupa da noite anterior, minissaia curtinha e blusinha sem sutiã, só não coloquei a calcinha porque ela tinha ficada toda melecada do meu gozo ouvindo a putaria da minha mãe tarada e o meu padrasto caralhudo e depois de lavá-la no chuveiro deixei-a pendurada pra secar e fui pra cozinha ver se tinha algo pra comer e fazer café.

A cozinha era completa, mas como era a primeira vez que tinha ido naquela casa, comecei a abrir armários pra procurar as coisas e me inclinei pra ver o que havia na parte de baixo de uma prateleira e minha bunda grande e a bucetinha peludinha ficaram totalmente a mostra e então escutei a um risinho de minha mãe e em seguida dizendo:

-Bebe... assim desse jeito... com tudo de fora... se chegar algum dos amigos safados do teu “padrasto” aqui na casa... com certeza seu cabacinho vai embora rapidinho! RSS.

Levantei-me e quando olhei pra trás mamãe estava de pé só de calcinha abraçada ao meu padrasto que estava apenas com uma cueca boxer branca que mostrava perfeitamente o desenho de seu caralhão grosso guardado ali dentro e mesmo mole era absurdamente grosso, mamãe tinha razão, meu padrasto pervertido tinha uma rola cavalar e então sorri bem sacana dizendo:

-bem... eu não sabia que ia dormir aqui essa noite... eu lavei a calcinha no chuveiro... mas ela ainda tá molhada... mas... acho que nessa casa ficar bem à vontade me parece bem normal né mamãe?

-com certeza filha... aqui nessa casa tudo é diferente, mas também tudo é normal... mas eu acho que você também vai adorar!

Virei-me pra colocar as coisas que estavam na minha mão em cima da pia e então meu “padrasto” deu três passos e chegando por trás de mim me abraçou passando seu braço pela minha cintura e colocando a mão na minha barriga me puxou de encontro ao seu corpo forte e beijando meu rosto três vezes alternando os lados disse sorrindo:

-quero dar um bom dia bem arroxado na minha linda enteada para que fique sabendo que estou super contente com sua presença e da tua mãezona maravilhosa aqui na minha casa... com certeza a alegria vai voltar com tudo nessa casa!

Meu padrasto disse aquela frases carinhosa me segurando firme com seu corpão colado no meu e dava pra sentir perfeitamente seu caralhão roçando forte no meu bumbum empinado e então mamãe veio do meu lado pra me ajudar a fazer o café e toda safada disse:

-hummm... fiquei com inveja desse abraço gostoso que meu gatão deu na minha filhona e também quero... direitos iguais! RSS.

Meu padrasto me largou e em seguida agarrou mamãe por tras e como ela estava só de calcinha o safado deslizou as mão pelo corpo dela apertando seus seios e em seguida desceu sua mãozona até seu púbis e enfiou-a por baixo da calcinha pegando na sua bucetona e a safada disse:

-hummm... acho que vamos ter que fazer um aperitivo antes do café... to sentindo um pauzão crescendo no meu bumbum... já que a Bebe ta preparando o café... vamos pro quarto transar bem gostoso... não posso deixar meu macho ir trabalhar com tesão... vai que aparece uma puta tarada na loja e corro o risco de levar um par de chifres... vem taradão... vem comer o rabo da tua puta... quando você me pega por trás eu sei que você tá querendo meu cuzinho guloso!

Definitivamente mamãe não tinha um pingo de recato, sexo pra ele era como beber água gelada com muita sede e com certeza o macho que ela tinha arrumado pra ser seu marido também era um tremendo tarado e já que todos se mostravam safados bem sacana disse:

-é mamãe... acho bom vocês saírem daqui da cozinha senão não vou conseguir fazer o café... assistir putaria sem poder participar é muita sacanagem com uma putinha virgem taradinha que nem eu! RSS.

Mamãe saiu na frente passando por trás de mim e em seguida meu padrasto passou e me deu um tapinha de leve na bunda dizendo:

-quero ver se minha linda enteada sabe fazer um café gostoso pra poder casar... daqui a pouco vou conferir! RSS.

Fiz o café e arrumei a mesa direitinho e depois de alguns minutos tudo ficou calmo e não demorou pra que meu padrasto entrasse na cozinha já vestido com uma calça jeans e camisa pra ir trabalhar e após encher uma xícara de café e dar um gole disse sorrindo:

-hummm... o cheiro e o sabor ta ótimo e a mesa esta muito bem posta... minha enteada realmente já pode casar... pena que não posso ficar pra tomar café com vocês duas... já ta quase na hora de abrir minha loja... tua mãe deve demorar um pouquinho... o banho dela é sempre demorado.

Dei um sorriso de satisfação e ele após comer uma fatia de queijo e tomar o restante de café na xícara disse:

-bem... tenho que ir... obrigado pelo café e pelo sorriso lindo que você tem nos labios... posso te dar um abraço antes de sair?

Na hora resolvi que ia ser bem sacana só pra ver o que ele iria responder e toda safada disse:

-claro... adoro ser abraçada... mas... como vai querer me abraçar? De frente ou por trás como fez quando chegou cedo na cozinha com minha mãe?

Ele deu um sorriso e chegando perto de mim encostou a boca perto do meu ouvido e sussurrou bem safado:

-Bebe... adoro esse teu apelido... eu vou gostar de te abraçar de qualquer jeito... mas eu prefiro deixar que você escolha... gatinha linda!

A safadeza nem era disfarçada e virando de costas peguei a mão dele passando-a pela cintura e sussurrei:

-acho que assim o abraço por trás é mais gostoso... o primeiro foi ótimo... acho que esse vai ser mais gostoso ainda! Me pega bem forte igual você fez com minha mãe!

Meu padrasto era um tarado bem determinado e me apertando com firmeza me fez empinar o rabo e sua mãos sem pedir licença apertaram meus seios e a outra foi direto na minha bucetinha virgem e bolinou meu grelo com força e o safado tirou seu caralho enorme pra fora da calça enfiou-o no meio das coxas e senti o calor dele roçando no meu grelo teso e dando um gemido alto sussurrei:

-nossa... que padrasto mais tarado que arrumei... bolinando a enteada virgem logo no segundo dia... acho que desse jeito minha virgindade não vai durar 3 dias morando nessa casa... ahhhh... que mão deliciosa... que pauzão gostoso roçando na minha bucetinha virgem... ahhhh!

Meu padrasto me bolinou alguns segundo e então me virou de frente apertando seu corpo contra o meu e disse todo macho:

-acho não vai demorar pra você ser minha puta igual tua mãe... se a putinha fizer por merecer... vou tirar sua virgindade... sua cadelinha safada!

O safado me soltou e saiu dali me deixando com a buceta ensopada e o grelo pulsando de tesão e sem pensar enfiei meus dedinhos entre as coxas e siriricando forte gozei que nem uma louca.

Nem acreditei que fiz toda aquela safadeza ali na cozinha, me portei como uma puta oferecida e o pior é que nem disfarcei e aquele padrasto tarado ainda afirmou que ia me transformar em sua puta na cara dura. O mais incrível é que minha buceta não parava de pulsar desejando bem mais do que tinha acontecido e depois de alguns minutos mamãe apareceu na cozinha dessa vez completamente nua com uma toalha enxugando os cabelos e se sentando na mesa disse que estava morrendo de fome e já foi pegando torradas e passando requeijão nelas e enchendo um copo de suco passou a se deliciar com o seu café reforçado. Sentei-me de frente pra ele e fiz o mesmo e logo puxei conversa dizendo:

-mamãe... nessa casa só se respira sexo né... você é uma ninfomaníaca submissa que gosta de ser dominada por macho... e o teu maridão é um completo pervertido que gosta de tratar mulheres como putas... e se eu der mole... além de comer você... vai me comer também... e também vai querer colocar uma coleira no meu pescoço como fez com você!

Minha mãe sorrindo bem sacana disse:

-tudo isso só vai acontecer se minha filha taradinha deixar e quiser... com certeza teu padrasto não vai te estuprar! Mas... do jeito que eu vi ele te agarrar por trás só de cueca pra te dar bom dia depois de ter visto sua bucetinha virgem toda de fora... o taradão gostou muito do que viu... e você nem tentou se afastar do safadão quando ele te encochou e esfregou o pauzão dele no teu bumbum... você até empinou o rabo sua safadinha! Mas... da minha filhona virgem eu não tenho ciúme... sou uma mãe boazinha... eu deixo você tirar casquinhas do meu macho pauzudo!

Minha mãe não tinha mesmo um pingo de juízo e já que a safada não se importava que meu padrasto me assediasse eu também não iria fazer nada pra dificultar o que certamente iria se tornar ainda mais gostoso, minha buceta quase pingando denunciava todo meu tesão incontido e sorrindo disse:

-bom... então tá bom mamãe... se meu padrasto taradão resolver me transformar em putinha dele... não vai adiantar reclamar! RSS.

Mamãe caiu na risada e após terminar o café disse que iríamos pra nossa quitinete buscar nossas roupas e o tudo que fossemos precisar e iria tentar vender os moveis velhos e foi o que fizemos e logo após o almoço estava tudo resolvido e voltamos pra nossa nova casa pra organizar nossos guarda-roupas e dar uma geral em tudo.

Já era quase 6 da tarde quanto terminamos nossas arrumações e depois de um belo banho mamãe foi até meu quarto apenas com uma calcinha fio dental atolada no meio de seu rabo enorme e nos pés um tamanquinho pra empinar sua bunda ainda mais e brinquei dizendo se ficar só de calcinha era o uniforme da casa a safada disse que o marido taradão adorava que ela ficasse assim e sorrindo sacana bem sacana perguntei se também era pra eu fazer a mesma coisa e ela disse:

-Bebe... acho que apesar de virgem você é muito mais esperta e safadinha do que aparenta ser... faça do jeito que preferir minha querida!

Já que mamãe liberou geral resolvi fazer diferente e só vesti uma camisetinha super curtinha sem nada por baixo e também coloquei um par de tamancos pra empinar o bumbum e dando uma voltinha disse:

-acho que assim ficou ótimo assim... já que comecei o dia sem calcinha... vou terminar sem... meu padrasto com certeza não vai reclamar! RSS.

Minha mãe então me chamou pra ajudá-la a preparar o jantar e fomos pra cozinha e resolvemos que faríamos uma macarronada a bolonhesa com batatas fritas. Pra não se queimar no fogão mamãe colocou um avental e achei que ficou muito sexy... a frente tampada, mas o bumbum todo de fora com o fio dental enterrado no rego.

Mamãe estava no fogão fazendo o molho do macarrão e eu terminando de fatiar as batatinhas pra fritar quando meu padrasto chegou da loja e ao entrar na cozinha disse sorrindo:

-o dia hoje realmente esta sendo mais que perfeito nessa casa... e a melhor parte disso é essa cozinha... hoje de manhã duas gatas maravilhosas e que agora elas estão ainda mais lindas... pelo cabelo molhado as duas devem ter saído do banho e cheirosas... vou ser obrigado a abraçar as duas gatonas do jeito que eu gosto... não consigo resistir!

Mamãe então deu um sorriso sacana e disse:

-acho que primeiro vai ter que abraçar a Bebe... enquanto eu termino o molho... senão desanda... mas... não pode agarrar muito forte... virgens ficam muito excitadas facilmente... ela ta com uma faca na mão fatiando batatas... perigoso cortar o dedinho! RSS.

Se mamãe gostava de atiçar a coisa toda safada quando dei uma olhadinha pra trás já vi meu padrasto tirando o caralhão pra fora da calça e disse:

-Não escute a mamãe Túlio... já parei de fatiar batatas... pode agarrar com vontade... eu estou como de manhã... peladinha por baixo da camiseta... eu sabia que quando você chegasse do trabalho iria querer repetir o que fez de manhã... pode pegar gostoso... seu safado tarado... sedutor de virgens!

Nem bem acabei de falar quando meu padrasto me pegou por trás e seu caralhão grosso deslizou entre minhas coxas e o safado pegou nos meus seios e bolinou meu grelo e toda putinha empinei meu rabo e levantando a camiseta sussurrei:

-hummm... que delicia... um caralhão deslizando na minha rachinha virgem... ahhh... como é quente... hummmm... não para... me faz gozar assim!

Mamãe tomada pelo tesão assistindo aquilo bem pertinho de seus olhos desligou o fogão e veio pra junto de mim e se enfiou entre meu corpo e a pia pegou no pauzão do meu padrasto que deslizava entre minhas coxas tocando meu grelo e toda safada disse no meu ouvido:

-isso... filhona... mostra a putinha que você é... safadinha linda... eu quero que meu macho seja teu macho também... você precisa de uma rola grossa igual à dele pra se tornar uma puta de verdade... quer perder o cabaço com ele né gatinha safada... desde cedo garanto que não tirou o pauzão dele da cabeça... ele me contou por telefone que de manha enquanto eu tomava banho ele te agarrou e não te comeu por que não quis... você é vagabunda igual à mãe né... não agüenta ver uma rola grossa que quer pra você... vadiaaaaaaaaaa!

Mamãe e meu padrasto já tinham combinado tudo e realmente eu queria deixar de ser cabaço e toda putinha sussurrei:

-quero sim... quero perder todos os meus cabaços com meu padrasto caralhudo... me come... eu quero dar... sou todinha sua seu safado... me come!

A safadeza ficou muito mais quente quando mamãe se ajoelhou diante de mim e começou a lamber e dar umas mamadas no caralhão do meu padrasto que entrava e saia do meio das minhas coxas como se tivesse metendo. Eu era o recheio do sanduíche que meu padrasto taradão e minha mãe puta faziam de mim e foi então que a loucura tomou conta de tudo quando meu padrasto tirou seu caralhão do meio das minhas coxas e começou a tirar a roupa e então senti a boca da minha mãe lambendo e sugando meu grelo inchado. Nem deu tempo de achar que aquilo talvez não pudesse acontecer porque o tesão invadiu todo meu corpo e segurando a cabeça da mamãe pelos cabelos forcei minha bucetinha contra seu rosto e passei a rebolar que nem louca. Mamãe sabia como chupar uma buceta e dando um grito incontido gozei na boca da safada e logo meu padrasto me puxou e me fez deitar sobre a mesa da cozinha e ele veio com seu caralhão enorme e grosso perto do meu rosto e disse:

-chupa vagabunda... mama na rola do teu macho sua cadelinha safada... virgenzinha safada... vai levar rola hoje pra virar puta... vou comer tua buceta e teu cu... quero ouvir você gritando sendo arrombada... faz tempo que não tiro um cabaço... adoroooooooo!

Mamãe continuou grudada com sua boca sedenta na minha bucetinha virgem e a tarada já enfiava dois dedos no meu rabo e o tesão duplicou e gozei rapidinho, eu tinha entrado em alfa... era só sugar forte meu grelo que o orgasmo chegava rápido e intenso.

O caralhão do meu padrasto grossão enchia minha boca e ele forçava sem dó me fazendo dar umas engasgadas... o taradão tirava ele da boca e batia com ele nas minhas bochechas e me chamava de cadelinha, vagabunda, gostosa, virgenzinha vadia e eu estava adorando o que acontecia ali deitada naquela mesa. Mamãe parou de chupar minha buceta e veio lambendo minha barriga... sugou forte meus seios e logo dividíamos o caralhão do padrasto... ele enfiava um pouco em cada boca e a putaria crescia a cada instante... mamãe deslizava sua boca por um lado do caralhão e eu pelo outro lado terminando na cabeça e nossos lábios se tocavam e meu padrasto todo safado pegou mamãe pelos cabelos e disse todo tarado:

-quero ver as duas se beijando na boca... adoro putas se pegando... da um trato na virgenzinha safada... vadias... ahhhhh!

Quando senti a língua da mamãe se enroscando na minha meu corpo se arrepiou inteiro... era muito doida a sensação de ser beijada pela própria mãe... mas como ela tinha feito na minha buceta... a safada me deixou louca me beijando melhor do que qualquer namoradinho que eu tive e a safada apertava forte os bicos dos meus seios e toda tesuda sussurrou:

-gostou né safada... acho que você é mais puta que eu sua cadelinha... agora chegou a hora de levar rola nessa buceta... tira o cabaço da safada Túlio... é todinha sua... pode comer a puta... sem dó... quero gozar vendo seu pauzão arrombando o cabacinho da minha filha putinha... ahhhhh!

Meu padrasto segurou minhas pernas no alto pelos tornozelos e levantei a cabeça vendo o tamanho daquele monstro completamente duro senti um pouco de medo, mas mamãe toda tarada do lado da mesa pegou o caralhão cabeçudo e segurou-o entre os lábios da minha bucetinha virgem e toda tesuda sussurrou:

-come minha filhona virgem... tira o cabaço da putinha... enfia que a vadia vai amar essa rola entrando dentro dela... soca sem dó... é inteirinha sua!

Não tinha nem como tentar sair dali, deitada de costas na mesa, as pernas seguras pelos tornozelos e meu padrasto arreganhando-as deu uma fincada firme e senti meu cabaço sendo rompido... não contive um grito lancinante... aquela cabeça foi abrindo caminho e me senti rasgada ao meio... o calor daquele caralhão misturado com a dor fez minha buceta incendiar e em alguns minutos eu rebolava na rola grossa daquele macho que todo tarado passou a me foder como um macho de verdade fode uma fêmea... mamãe do lado se masturbava gemendo alto vendo meu defloramento... quando meu corpo começar a tremer convulsivamente senti que meu primeiro orgasmo com um caralhão estava chegando avassalador... gritei alto urrando gozando deliciosamente e meu padrasto todo tarado sussurrou:

-goza cadela de rua... puta safada... vadiazinha... gostosa... ahhh... que delicia arrombar uma buceta virgem... ahhh... goza vagabunda... ahhhh!

Eu queria mais e meu padrasto me fodia com força e então percebi que ia apanhar que nem minha mãe ao levar um tapa na cara e logo em seguida outro que ardeu mais e minha buceta safada pulsou mais forte e gemendo de prazer meus gozos chegaram intensos... eu era comida deliciosamente e não tinha como negar... eu era a copia novinha da minha mãe... cada tapa no rosto fazia minha bucetinha arrombada pegar fogo e toda tarada disse:

-tarado FDP... além de tirar meu cabaço... ainda me bate... ahhh... que delicia... apanhar de macho... ahhhh... bate mais... me fode seu FDP gostoso!

Levei alguns tapas que quase me fizeram desmaiar, mas urrando forte gozei loucamente e meu padrasto todo tarado pegando mamãe pelos cabelos a fez se curvar diante dele encostando o rosto dela na minha barriga tirou o caralhão da minha buceta arrombada e ensanguentada e pegando mamãe pelos cabelos enfiou-o na boca dela e socando até o talo... mamãe era uma puta que topava tudo e chupou aquele caralhão até que meu padrasto urrando de prazer gozou na boca dela. Durante alguns segundo tudo ficou calmo e então me levantei sentando na beira da mesa e então vi que tinha um pouco de sangue no chão e também escorrido no saco do meu padrasto em seguida mamãe pegou um pano limpou e fomos tomar banho... os 3 juntos e como se tivesse acontecido a coisa mais normal do mundo a conversa fluiu tranquila e cheia de brincadeiras.

Minha bucetinha e minha cara mesmo depois de bastante água gelada continuavam bem inchadas e depois do jantar fui dormir mais cedo pra recuperar o fôlego, aquela loucura tinha sido muito intensa e meu corpo ainda estava em ebulição.

Antes de dormir comecei a imaginar como meu cuzinho virgem iria aguentar aquele caralhão do meu padrasto e o taradão não iria esperar muito pra me enrabar... o safado adorava um cu!

Mas... vocês só saberão como levei o caralhão do padrasto no cu... na continuação desse relato!

e-mail: [email protected]

Se curtiram esse conto tem mais três que me deixaram taradinha demais quando foram escritos.

acessem meu perfil: http://zdorovsreda.ru/perfil/186087 e leiam:

Meu cunhado além de me comer tirou o cabaço da minha filha e

Meu marido se achava muito esperto... mas... levou o troco!

Descobri que meu sogro tinha uma rola enorme... dei gostoso pra ele!

xxxxxxxxx322

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/10/2016 02:08:00
Perdi as contas de quantas vezes gozei lendo seu texto Agora vou dormir gostosinho. Beijo molhado
30/08/2016 19:13:29
gozei muito
30/08/2016 19:13:08
carac QQQQQQQQQQQQdelicia amei quero mais
26/08/2016 00:16:07
q tesão!! laylarocha,
09/08/2016 02:52:40
Maravilhoso
06/08/2016 03:27:37
Huuuum delicia de cobto esta de parabens, nota 10, sou de sp capital adoro dar gostoso tbm pra esses safados sempre fui muito safadinha assim tbm rs mandem email vamos manter contato quem sabe um encontro pessoalmente adoro amizades com intençoes rs
06/08/2016 02:43:02
Delícia
05/08/2016 15:38:21
hum! quero ser seu macho tambem delicia e meter gostoso na sua buceta me add
05/08/2016 08:03:57
Mas vale dez
05/08/2016 08:02:32
Parece um filme de ficção
05/08/2016 03:38:18
Adoreei seu conto detalhado, gozei gostooso .. leia os meus




Online porn video at mobile phone


molhadinha de calcinha beidido toda abertanovinha midino rola negao xxnxmulher correu de dentro do motel escrito com a mão na barriga com negão machucou o útero delaconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaeestupro esposa contos eroticosmassageando a bunda da mulher no ônibus devviagemvídeos caseiro de mulheres safada matutar. homem estrompa mulher virgem em videorola grossa cabeçuda no cu do gay de bruçoconto gay cansei de mamar pedi arregocumi aminha tia muinto cavalaVanessa gemendo gostoso no frango assado com a b***** carnudaPornodoido companheira de quarto matando a vontade da amigaEu Queria arranjar uma queria que passasse um filme para mim né e mulher pelada para mim entendeupedreiros caminhoneiros e peões de obras c********* comendo v******* contos eróticos gaysQUEGOZADA A FILHA FA NA PICAcimendo ni motel conto erotico zdpirralho pauzudo contosas morenas mais top do grelo bem roxinho transando no XVídeos bem gostosocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetacontos fudendo a Vera, a Janara e chupando a buceta da sophiamulheres com a voz rouca transandocontos eróticos de bixesualLipeSonhador-CASA DOS CONTOS EROTICOS |zdorovsreda.ruprica cavalacontos eróticos com Danielaponodoido meu pai e minha babaapica tatoda no cu da brasileira e ela pedi maisPedreiros Estupranno Dona de Casa Xvideocontos erotico,meu genro me enrrabou dormindoenteada novina doida pra dar o cu. pro padrastoContos eroticos humilhada e dominada pelo amigo do meu filho 2sonifero na tia evangelica contoconto trepo com mulher idosa que nem dente tem na bocaBiazinha cagou nas calçasela soquiria chupa e inguli pora dos pau grandemAmAe fiz porno2017x videoasseste video de lesbica com lesbica fumando e tranzando ate gozaremnovinhas que gostan de fica só de shortinho para ecita paipornô com a mulher da casa com Buchecha fofinhavideo porno gorda trezeno com cachorrocdzinha virei empregadinha de um senhorcontos cdzinhaV contos de mulheres sendo fodidas por cãocontos eroticos casada se exibindo pro montador de moveisBoquete gay com marginal agressivovizinho come novinha seios inchafos sexo selvagem conto exoticoContos de maridos cornos e otários casados com esposas putas e safadasdivididu u casete nu boketemeninas caipirinhas lindas com a buceta encharcada de tesao metendo muito paus grandesgenro e sogra contomulher tarada morando sozinhalevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenomarido sai e mulher transavcom sogrodotado enfia baita pirocona inteirinha dentro, magrinha gemendo sem parar com o pauzão lhe rasgando todacontos eroticos gays macho dotado femea viadinhoviadinho bundinha linda arrebitando pra mim na cachoeira...xvideoscontos eroticosinha mulher viu eu dando o cutaboo estou apaixonada pelo meu filho sexo incesto contosquero ver as pretas de mini-saia transando e g****** com marquinha de biquínigey novinho afeminado tem ate peitinho senta gostoso na pica do padraste geme rebola e adoraXvideos... Humrumvamo abaicha o xvideoscontos eróticos roçando meu cacetao por cima fa bucetinha da irmanzinhaMulheres se vingando da amiga amiga humilhação amiga fetiche Xsvideos exibindo o pau pras mulheres mo metrosexo com as maos apoiadas no chao ela recebe uma delisiosa chapadachamei o negao dotado assim q meu marido saio e chorei muitoXvidio entiada finge que está dormindo e deixa o pai acariciar su bucetaprimeira. vez dei meu cuzinho pro vigia. xa. obra. guey contos. eroticosxividio jamantacontos eroticos papai me comeu e eu gosteiabaixar comendo cu fa subrinhaeu sou corno e ela com amigo de conchinha xvideosobrinha traza com tio gotinhawww.as gordinhas na zoofelia com animais ajumentadoscontos eroticos cunhado com scatmulher embriagda gosta ou nao do sexo?contos eroticos casada q pau em tambaba e fala pra maridomovimhas fazendo sexo com seus avo tirando as suas roupas vídeo pornô da raçavideos pornô de incesto madrasta de fio dental no quartoWww.testedefudeludade.comx videoXVídeos coroas em carbono com pau do enteadohistorias de primos xvdencoxou a mae na cama negãp homem que e gay da o cu e goza ameno tenpoporno mãe safada bunduda escitando o pal do filhocontos eroticos cunhado barulhando a cunhada casadaintiada briga com a mae vai dar pro padastro sexoenfioo seu pirocao no cu do viado no chuveiroboa foda sadomazoquismo amarrada pes e maos com buceta bem aperta de ponta cabecamulheres relatando como e ser dominatrixCasa dos Contos Eróticos WinnerWwwxvideo de desenho popaitransou q suou xxvideoscomedo o cu dos rapaxes bebados q nem senti a pica entra e goxam dentrquero ver metendo na mulher essas porcarias transandocontos arrebentei com o cu virgem da minha primaum jumento fudeno uma eguinha de premeira viage ainda virgem