Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Depois de me ver com meu irmão, foi a vez do meu papai

Um conto erótico de Lucy Bebezinha
Categoria: Heterossexual
Data: 10/06/2016 23:11:25
Última revisão: 10/06/2016 23:31:06
Nota 9.00

Bom, vou contar hoje meu primeiro relato, de uma historia que aconteceu comigo. Bom meu nome é Lúcia tenho 20 anos, baixinha com 1.54 magra mais com pernas grossas e bumbum bem avantajado. Sempre levei elogios do tipo falando que tenho carinha de 15 isso me deixa bem. enfim sempre gostei de sexo desde de muito nova já era uma safadinha gostava de me pegar com meus priminhos atras dos muros, perdi minha virgindade com 13 anos desde então sempre fui mais fascinada por sexo, então dava minha xoxotinha que vivia molhada pra geral dos amigos dos meu irmão mais velho.

Nos momentos que não estava fudendo lá estava eu, me exibindo nua sobre a web que me deixava mais excitada, me fazendo me masturbar.

O tempo foi passando fui quando tinha meus 15 anos que me aconteceu algo, estava numa festinha e um dos amigos do meu irmão Gabriel, que na época tinha 17 anos, mando eu chupar seu pau pois se não iria contar pra toda a escola o que eu Era de verdade insinuando que tinha vídeos que alguns de seus amigos havia mostrado, como ele não fazia meu tipo nunca tive interesse por ele. Mais estava com medo e disposta a fazer o que mandava, fomos para um canto sussegado atrás de uma árvore não havia muita luz, então não corria muito o risco de ser vista. Chegando lá Henrique abaixo suas calças e já precionando meus ombros pra me ajoelhar, como tava um pouco bebada já estava mais soltinha comecei a masturba-lo chupando e beijando seu pescoço, fazendo o garoto da alguns gemidos . Me ajoelhei comecei chupar todo seu pau como era um pau de tamanho pequeno conseguia enfia todo na minha boca com fascilidade. Logo já tava me deliciando toda fazendo ele precionar mais minha cabeça contra sua pica, forçando entrar todinha, o safado acabou gozando tudinho na minha boca, fazendo me engasgar, bebi sua porra quentinha toda, lambendo a cabecinha do seu pau, deixando tudo bem limpinho, quando estava me ajeitando pra voltar a festa me deparo com meu irmão assistindo tudinho aquela putaria, senti meu coração pular fora, sem reação comecei a gaguejar e pergunta que diabos estava fazendo ali.

Com sorriso sarcástico Gabriel foi se aproximando, e me pego pelos braços e disse que já tinha combinado tudo com Henrique pois sabia que eu era uma puta, qualquer história que inventasse, poderia me ter, nessa hora morri de raiva, disse o que ele ganharia com isso, sem mais de longas me falou que ganharia o mesmo que o Henrique ganhou caso ao contraio, ia expor várias fotos e vídeos que tinha pego do meu computador. O filho da mãe tinha fuçado tudo é planejado isso, senti muita raiva dele acabei indo pra casa chorando, frustada pelo ocorrido, quando tinha bebido um pouco tava com sono e muita moleza fui tomar um banho logo deitei dormi feito pedra.

Quando acordei pela manhã, indo tomar café meus dois irmãos estava lá tinha o Lucas ele era mais novo tinha 12 anos nos 3 estudava demanha na mesma escola, enfim logo ele saiu da mesa e subiu ficando só eu e Gabriel que logo pegou seu celular e olha e rir, com raiva e stressada com ele perguntei o porque da graça, foi quando ele me deu seu celular pra olhar o motivo, ele tinha ido no meu quarto daquela noite e filmou eu dormindo o safado, acariciava Minhas pernas alisando até meu bumbum dando várias apertadas, afastando minha calcinha de lado e passando sua mão na minha bucetinha, como estava bebada exausta tava num sono profundo, acabei nem percebendo do qual sacanagem ele fez comigo. Mais apesar da raiva aquele vídeo acabo me deixando excitada vendo o que ele tinha feito, acabei reclamando fingindo de não está gostando nada daquilo, ele questiono falando que não fez mais nada pois logo saberia que ia seder ao seu pedido . Larguei o celular e sai dali naquele dia na escola fiquei com aquela coseirinha com a xoxota piscando pra ter um pau gostoso dentro dela, mais tava esperado ficar mais safada, tava com o pensamento no meu irmãozinho já que tanto ele me queria, ia atiçar muito ele até não aguentar e querer me comer. Logo os dias foi passado e ficamos mais próximos mais brincadeirinhas claro com malícias, olhares mais tensos, pegadas com mais firmezas como já tava quase 1 mês sem ninguém me come já tava quase subindo as paredes. Então descidir ser mais ousada aquele dia depois da aula convidei Gabriel pra assistir um filme comigo durante a tarde, ele aceito como já tinha assistido aquele filme sabia que tinha cenas muito quentes, foi que aí brincando eu coloquei meu corpo dele e comecei a gemer baixinho no ouvido dele, e perguntei se ele gosta de uma putinha gemendo bem gostoso em seu ouvido, ele começou a rir mordendo seus lábios começou a passa sua mão na minha perna subindo até minha bucetinha, que nessa hora já tava toda molhada. Não perdi tempo puxei seu rosto comecei a beija-ló ele todo tarado começou a me beijar logo ficou de pé em minha frente e tirou seu pau, que logo saiu pulando da sua calça, ele tinha um pau grande maior que eu já tinha visto, comecei a rir e elogiei, todo tarado meu irmão pediu pra começar chupar, então logo meti minha boquinha lambendo toda a cabecinha do seu pau, sugando toda ela, fazendo movimentos circulares com a língua, deslizando seu pau na minha boca logo já tava metendo todo na minha boca, e o safado acompanhava os movimentos com a mão na minha cabeça, dando pressionadas com seu quadril pra fazer socar todo na minha boca, aquilo era muito gostoso, Logo escutamos um barulho, paramos e se sentamos mais era alarme falso não era ninguém ( foi o que eu pensei ) fomos então pro meu quarto continuamos chupava deliciosamente seu pau, sugando todo ele, o safado gemia tão gostoso me deixava cheia de tesao, minha calcinha nessa hora já tava toda molhada.

Logo ele anúncio que ia gozar enchendo minha boca cheia da sua porra, limpei todo seu pau, quando sai do quarto, percebi que meu pai já tinha chegado em casa, achei um pouco estranho pois não ouvi barulho e não tinha chamado ninguém mais achei que ele estava trabalhando pois vivia ocupado. Fui tomar um banho e terminei me masturbando sozinha, no outro dia então decidir ser mais ousada, fui para escola de saia e sem calcinha mais dessa vez não era pra atrair os amigos do meu irmão e sim ele. Indo tomar café logo cheguei toda assanhada pra cima do Gabriel ( sempre que ando sem calcinha eu fico toda safada me dá muito tesao ) dei bom dia e mordi sua orelha sentei do seu lado, e começamos a conversar então achei estranho meu pai logo chegou disse que levaria a gente a escola normalmente ele nunca faz isso, mais ok . Fui até ele dar bom dia dei um super abraço ( sempre fomos carinhosos, como sou filha única mulher ) e ele se virou pra pegar seu café então olhei pra atrás e vi meu irmão babando quase quando olhava a popada da minha bunda tadinho, me escorei sobre a bancada e fiquei conversando com meu pai, enquanto ficava um pouco na ponta do pé e arrebitando a bunda pro meu irmãzinho ver o monumento atrás, dando umas olhadinhas pra atrás só pra te certeza como ele tava, o tarado nem disfarçava, e acho que no meio dessa ocasião meu pai tinha percebido, mais estava quieto.

Naquele dia fui pra escola e toda oportunidade que via meu irmão abraçava ele sentava em seu colo, tava adorando torturar ele, até o safado não aguente e querer me comer, pois tava louca querendo isso, mais queria que a atitude particisse dele.

Enfim logos os dias foi se passando ele falava que tava muito afim mais tinha medo e sabia o quanto era errado e quais consequências poderia surgi por sermos irmãos pra mim isso era uma lorota toda, pois ninguém iria saber, e queríamos só prazer e mais nada, trouxa!

Os dias passarao minha buceta não aguentava mais a falta de um pau bem gostoso nela, quando fui dormi tinha trocado mensagens com um amigo dele, já que ele não queria, tinha que parti pro próximo marquei de se vermos no final de semana quando estivesse sozinha . Quando tava indo dormi, meu irmão chega no meu quarto lá querendo que fissesse um boquete pra ele, mais tava com tanta raiva que acabei falando que não queria mais nada, e não deveria mais me procurar pois já tinha o " amigo" pra me pegar gostoso de jeito, já que ele não fazia isso, ele ficou um pouco puto com isso e acabo saindo dali, virei pro lado e depois de um tempo já longe quase dormindo esculto a porta se abrir achei que era o tarado do meu irmão, reclamei mandei ele dormi dissendo que não iria fazer coisa alguma com ele, tudo ficou em silêncio, me concentrei em meu sono, minutos depois senti uma mão quente sobre Minhas pernas acariciando, aquilo tava tão bom que nem tive coragem de reclamar ou me mexer, sua mão continuava subir até chegar na extremidade da minha calcinha ( nessa hora toda molhada por sinal) senti seu dedo apertando apalpando minha xoxota, sentindo vários movimentos alisando sobre minha calcinha logo sendo puxada para o lado, aquele dedo deslizava sobre minha buceta molhada num movimento de vai e vem delicioso, não demorei muito abrir mais Minhas pernas e com várias socadas de dedo sobre ela não aguentei comecei a gemer, os movimentos aumentava logo senti sua mão deslizando por toda minha buceta e esfregando deliciosamente com movimentos frenéticos meu clitoris, não demorei muito e gozei, continuei a ficar virada de lado, pois achei que meu irmão iria ter a odacia depois disso de meter bem gostoso, mais logo a porta se fechou e nada. Como já tava com sono logo adormeci . No outro dia esperei ele vim falar algo mais nada fui tira uma boa satisfação o que ele disse que estava loca que nem foi a meu quarto, fiquei com uma pulga enorme atrás da orelha desconfiada ainda que ele estava mentido, fiquei quieta com isso e esperei a noite fingi está dormido mais dessa vez virada pra porta, és quando esculto se abrir, espiando com olhos não é quem eu vejo? Meu pai eu fiquei pasma com medo, vergonha, nervosa, tensa mais fiquei intaquita, não sabia que ele era safado assim é aproveitava da sua filhinha, apesar que sempre ouvia ele reclamar que minha mãe quase nunca trepava com ele, e olha que meu pai não é de jogar fora tanto é que Minhas amigas elogia meu irmão e meu pai tbm dissendo que se ele quisesse elas daria bem gostoso, no começo até achava esquisito mais nunca olhei ele com outro olhares, mais sempre senti ciúmes de horrores dele quando saíamos sempre tinha umas biscates que dava encima dele. Mesmo com seus 42 anos dava pro gasto, com 1,75 com um corpo malhado ( ele sempre gosta de esporte e fazer academia) era moreno e com olhos azuis e com uma barba baixa, enfim tava tudo encima, mais sempre como me comportei e nunca pensei malícias com meu pai nunca eu desejei ele de outra maneira até esse dia, rs.

Continuei com meus olhos fechados, quase tremendo da vergonha, és que ele se aproxima de mim, verificando se estava dormindo, continuei a mesma maneira, o safado alisava Minhas coxas indo até minha bunda apertando elas, enfiando sua mão por dentro de minha calcinha deslizando sua mão por trás do meu cuzinho até minha bucetinha, como estava molhadinha o safado aproveito dando várias esfregadas e metendo seu dedo bem devagar, eu já estava loca nesse momento, mais tentei me controlar o máximo que podia. Depois de um tempo ele tiro sua mão levando até sua boca e lambendo, Me controlei mais do que nunca, queria ainda saber qual era a dele. Logo ele tirou o seu pau enorme, foi o maior que ja tinha visto e bem grosso, e começou a se masturbar enquanto alisava minha bucetinha e metia seu dedo bem devagar, ate o momento que nao aguentei e acabei soltando um baixo gemido, mais que depressa ele saiu acho que ficou com medo que eu estava acordada ou iria acordar. Entao me levantei e vi que ele foi ao banheiro depois de um tempo desci e fui ate a cozinha, meu pai estava na sala vendo tv, muito cara de pau, fui pergunta a ele se ele tinha entrado no meu quarto rs, pois pareçia que tinha visto ''alguém'' ele ficou meio sem jeito e disse que nao estava ali um tempo terminando coisas do seu trabalho e tava assistindo filme, perguntei se poderia ver com ele pois estava sem sono, sentei do seu lado, e encostei minha cabeça no seu ombro, ele passou seu braço por tras da minhas costas e me abraçou ficamos assim ate a metade do filme, onde sua mão deslizava sobre meu braço, as vezes ate um pouquinho nas minhas coxas coisas rapidas, vai ver era pra eu nao percebe muito. Enquanto eu abraçava deixava minha mão em sua cintura deslizava ate sua barriga, as vezes sem querer batia no seu pau e assim foi indo. Como a gente sempre trocava carinhos, em certo tempo ele pediu se pudesse deitar com sua cabeça em minhas pernas eu aceitei, começei a fazer carinho sobre seus cabelos, enquanto assistia o filme riamos e conversava sobre as cenas, logo sua mão la estava deslizando sobre minha perna como estava so com uma blusa mais comprida e de calçinha sentia sua mao ir ate minha virilha, eu ja estava pegando fogo precisava gozar e sentir aquele pau enorme dentro de mim. comecei a deslizar minha mão sobre sua cintura e dar varias apertadas, ele se virou pra mim e começou a me olhar fixamente nessa hora deu vontade de beija-lo mais me senti insegura e com pouco de vergonha ainda, ele disse que tava tarde precisávamos ir dormi levantou e arrumou seu shorts deu de ver claramente que seu pau estava duro. Não fiz questão de ser discreta encarei e soltei um sorrisinho malicioso levantei e dei um beijo no seu rosto, fazendo questão de abraça-lo bem forte e senti seu pau encostar em mim,e fui deitar aquela noite me acabei em me masturbar.

Como agora tinha meu pai e era muito mais melhor, nao fazia mais nem tanto questão de atiçar meu irmão. So quando meu pai estava perto me insinuava indiscretamente pra eles, meu irmão morria de medo que ele desconfia-se, que bobinho. Mas quase todo os dias, vivia pedindo pra fazer um boquete pra ele, apesar de tar saindo com uma garota ele dizia que ela tinha nojinho, era os momentos que aproveitava pra tortura-lo dizendo que se pega-se iria ter tudinho que tem direito ate meu cuzinho que por sinal era virgem, mais isso queria guarda para o meu papai, pois tava afim de sentir aquela vara enorme, me fodendo toda.

Quando já era quase fim de ano, logo as ferias chegou, e minha mãe e meu irmão mais novo forão visitar alguns parentes distante, e meu irmão Gabriel gostava de farra tava sempre indo em festa e dormindo na casa de seus amigos, era o momento perfeito que ficava sozinhos eu e meu pai, foi num desses sábados de manha com aquele calor enorme, decidi ir tomar banho de piscina coloquei meu biquine mais pequeno, e fui convidar meu pai pra ir tomar junto comigo ele aceitou disse que logo ja descia, então fui pra la me sentei sobre a beira da piscina enquanto ele não vinha, Mas pra minha surpresa quem chegou foi meu irmão, fiquei com raiva mais achei que ele poderia ta uma empurradinha, perguntei que ele iria fazer e mandei ele senta um pouco comigo, ele disse que logo depois ia sair mais se sentou ali disse que estava sozinha em casa e comecei a beija-lo o safado não perdeu tempo começou a agarra meus peitos e passa sua mão na minha buceta sentindo apenas pelo pano que cobria do meu biquine, logo tirei seu pau e começei a masturba-lo dando varias lambidas o safado gemia gostoso, enquanto metia seu dedo na minha buceta, eu tentava convençe-lo a mw comer mais não me ouvia, pegando minha cabeça e forcando no seu pau ate me deixar toda engasgada, quando olhei para o lado vi que meu pai estava olhando pela janela na cozinha, continuei a chupar seu pau ainda mais prazer me deixava mais excitada em saber que tinha alguém observando, tirei meu pés da água fiquei sentada sobre minhas pernas enquanto metia seu pau com rapidez na minha boca, meu irmão forcava mais contra ela, estava uma delicia, logo ele gozou enchendo minha boca de sua porra, ele perguntou se queria ajuda com sua boca pra me fazer gozar mais eu disse que não precisava, pois queria ficar bem safada, pra esperar meu papai, então ele saiu dali e foi pra dentro quando olhei ele ja não estava mais lá, continuei ali me deitei sobre a espreguiçadeira, depois de um bom tempo, meu irmão voltou disse que já ia que eu era louca pois viu que meu pai estava em casa por sorte estava no quarto rsrs. Fingi está surpresa e me despedi.

Fui entrar na água depois de uns 15 min ele desceu e veio ate a piscina se sentou sobre a cadeira, e pergunto o que tava acontecendo comigo e meu irmão, continuei a mergulhar ignorando o que ele falou e depois fui pra escada da piscina, com a maior cara de pau disse que nada de mais, só as vezes que o Gabriel pedia que chupasse seu pau, pois sua namorada não fazia isso. Ele fico impressionado com a resposta mais continuou a perguntar.

- Vocês fazem isso sempre?

- ah, pai antes era quase todo os dias, mais ultimamente uns tempos pra cá, ele não me procura tanto, pois eu queria que ele me fodesse mais ele não tem coragem.

Ele ficou mais surpreso com minhas respostas abriu mais seus olhos espantando com o que eu falava, mais queria ser direta agora seria tudo ou nada.

Ele tentou questionar que era errado, e talvez meu irmão tinha muito que aprender coisas assim desse tipo. Comecei a rir, e perguntei se ele ficou bravo ele acabou falando que não e tinha deixado ele de pau duro vendo aquilo, convidei ele pra entrar na água logo ele veio, deu de ver o quanto seu pau estava duro. Ele tento disfarça, mais me abracei sobre ele passei minhas pernas na sua cintura. Logo começamos nos olhar ele disse que estava muito soltinha e safada, então rir e disse que era culpa do que houve mais cedo pois meu irmão não era homem suficiente pra me comer. logo então ele falou

- Talvez você precise um de verdade!

não perdi tempo.

- Acho que essa pessoa é você papai, não é? Quasse sussurrando em seu ouvido, ele não aguentou começou a me beijar com beijo quente ofegante me agarrando e levando contra a parede da piscina.

- Vai papai me fode gostoso, mostra o safado que você é, mete essa pica na sua filhinha vai.

Em segundos ja estava afastando minha calçinha de lado, e esfregando a cabeça do seu pau na minha buceta, enquanto ele empurrava seu pau enorme, colava a minha boca no seu ouvido enchendo de putarias, senti seu pau entrando todo de uma unica vez, soltando um alto gemido de dor, seu pau era enorme parecia que estava perdendo minha virgindade novamente.

- Isso papai soca gostoso na sua filhinha vai, mete esse caralho delicioso dentro da bucetinha da sua filha...mete...

Ele fodia com mais força em um vai e vem delicioso.. ele tinha um pau gostoso enorme sentia fundo, na minha bucetinha. nao me aguentava gemia toda desesperada,

- soca pai...soca forte na sua putinha...soca...que pauzão delicioso você tem...

O safado metia gostoso enquanto trançava minhas pernas na sua cintura e rebolava feito uma puta. Ele gemia baixinho dizia o quanto minha buceta era gostosa e apertadinha, logo tirou o seu pau e falou pra sair da piscina, saimos dali e fomos ate seu quarto, la tirou todo meu biquine e chupava deliciosamente todo meu corpo, se sentou sobre o cama me colocando na sua frente logo ele subiu com a boca desesperada direto pro meu peito e me mamava todo faminto me fazendo gemer ainda mais passou a chupar meu pescoço e subindo ate minha orelha pedindo para chupar um pouco seu pau.

Peguei aquele pau enorme e meti bem gostoso na minha boca,mamei muito naquele caralho gostoso e tanto lambi e chupei, que ele gemia e gozou na minha boca, quase me afogando com sua porra gostosa e quentinha, tratei de engolir tudo o que podia, me deliciando com aquela porra.

Papai, deitou na cama então deitei do seu lado e me abraçando bem apertado, me beijou na boca, um beijo de língua delicioso, e me disse que eu seria a mulher dele ja que minha mãe não fazia mais nada. Eu fiquei louca de felicidade e disse que queria ser todinha dele.

Ele levantou e abriu minhas pernas e começou a lamber e chupar a minha bucetinha, gemi muito então ele veio com aquela pica enorme e começou a se esfregar na minha bucetinha e no meu grelinho. Enfiou aquele caralho bem gostoso, e começou a entocar rapidamente. fazia um movimento frenético de vai e vem. Era tamanho tesão que ele sentia que ele se apoiou com os braços ao lado dos meus braços e o rosto no meu ombro. Socou com tanta força me fazia gritar de dor e tesão, Papai me fodeu gostoso, enquanto me olhava com aquele olhar safado e tarado e me perguntava se estava bom eu disse que era tudo o que queria na vida, ser bem fodida. Entao ele foi enfiando e tirando, num vai-e-vem delicioso

"isso fode pai, fode caralho! bem gostoso" quanto mais gemia e falava mais ele socava seu pau todo desesperado, começei a gemer mais alto '' .hummmm que delícia...ahhhh papai eu vou gozar...soca forte na sua puta que ela vai gozar...soca...ahhhhh...hummmmm....ah eu vou gozar...ahhhh eu tô gozando'' puxei meu pai pra mais perto arranhando suas costas ele pegou minhas maos colocou sobre a cama e começou a meter mais forte puxando minha cintura enrosquei minhas pernas nas cintura dele que segurava meu quadril enquanto socava. Senti tocar meu útero tão fundo gemendo toda desesperada, logo o safado gozou urrando todo suado encima de mim. Ficamos quase desmaiados na cama. Depois de um tempinho, fomos tomar um banho juntos fui ver já estava de tarde,comemos algo passamos o resto da tarde por varias horas fudendo muitas vezes.

Quando já havia chegado de noite meu pai teve que sair pra uma urgência, fiz o que tinha e fui deitar no seu quarto para espera-lo estava dormindo já e por volta das 23 horas ele chegou e sua mão já alisava todo meu corpo que vestia só uma camisola fina,e me acordou com chupadinhas na orelha chamando baixinho levantando ate minha barriga, deixando toda minha bunda a mostrar. estava deitada de lado logo me acordei e sorri ele passou por cima de mim ficando sentado do meu lado, tirou sua blusa ficamos deitado um do lado do outro de frente, começamos a se beijar abrir sua calça ele terminou de tirar enquanto tirei minha camisola, ele disse que queria comer meu cuzinho, apesar que nunca tinha dado o meu cuzinho, fiquei com pouco insegura.

Fiquei sentada sob a cama e comecei a beija-lo e com medo eu falei Mas papai, teu pau é muito grande e grosso, vai doer muito, eu não aguento, teu cacete não entra aqui, meu buraquinho é pequeno! ele disse que entrava sim que colocaria lubrificante, então aceitei, e disse que se doer muito você pára.

Fiquei de quatro e senti um liquido gelado escorrendo na direção do meu cu, papai pegou e começou a lambuzar meu cuzinho, ponteou o dedo e passou a enfiar um pouquinho e tirava, perguntava se estava doendo muito, eu respondia que não, aos poucos eu estava com o dedo inteiro dentro do cuzinho, ele iniciou um vai-e-vem e mandou me masturbar, a sensação deliciosa tomou conta dos meus buraquinho, ficamos assim durante uns minutos. Já tava loca de tesão, enfia no meu cuzinho . Ele lambuzou o pau de gel e veio por trás, pediu que eu levantasse mais a bundinha e me ajeitou na cama de uma forma que meu cuzinho ficasse bem na mira do pau, pedi: Mete, mete no meu cuzinho papai . Senti uma forte pressão daquela cabeçorra na entrada do meu anelzinho, aos poucos fui sentindo o pau forçando passagem no meu cuzinho, ele disse:

- Vou empurrar agora.

Com a pressão a cabeça entrou, tentei ir pra frente com a dor, tentei fugir, mas ele me segurou pela cintura empurrou mais um pouco, e ele falava:

- Relaxa esse cu, que agora já foi quase tudo, e não tem mais jeito, de um jeito ou de outro, vou estourar esse cuzinho todo quente e apertado . Coloquei a mão por baixo e fui até meu cu, senti que não tinha entrado nem a metade só tinha entrado um pouquinho além da cabeça, eu fui tentando sair de baixo dele, mas ele percebeu e enquanto forçava o quadril pra frente me puxou de encontro ao pau dele, soltei um puta de um berro de dor e comecei a chorar, ele sem pena de mim, foi deitando sobre meu corpo, com o peso eu mal podia me mexer e ele enfiou o que ainda faltava entrar dentro do meu cuzinho. Doía enormemente, meu cu ardia demais, queimava como se tivesse pimenta com aquela rola inteira dentro dele e estava latejando sem parar, ele foi me beijando a nuca e me virando na cama, até ficarmos de ladinho, e bem devagar, começou a meter e a tirar do cuzinho e dizia.

- Que cuzinho filha, papai não vai aguentar muito tempo, vai encher esse seu cu de porra! Papai ta comendo o cu da filhinha putinha, toma no cú putinha, vou arrobar esse cu... vou soltar todas as preguinhas e quero comer esse cuzinho gostoso todos os dias.

Ele metia cada vez mais, com mais força e mais acelerado, ate que deu uma parada com o pau no fundo do meu rabinho, depois puxou, mas sem tirar a cabeça do pau de dentro do meu cu, depois meteu com tanta força que berrei e mais ainda, senti a cabeça e todo o pau latejar e um rio de porra invadindo meu cuzinho, que agora era um CUZÃO BEM ARROMBADO, meu cuzinho ardia, queimava doía, mas tava tomando leitinho também.

Meu pai tirou seu pau, todo lambuzado caímos na cama ficamos deitado abraçados, estávamos muito cansados e fomos dormir juntos.

Deste dia em diante, logo assim que todo mundo dormia, meu pai vinha me foder, durante os anos continuamos a fazer loucuras, mas isso é para um outro conto..... até o dia que meu irmão Gabriel pegou em flagrante rs.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
31/07/2017 19:16:15
Oi linda...amei seu conto. Vc escreve brilhantemente bem e com muita sensualidade! Parabéns! Características difíceis de se achar hoje!!! Mto bom!
19/11/2016 08:44:38
Quero uma filhinha assim tbm rsrs
19/07/2016 04:52:03
Puta conto!! Gozei...
17/06/2016 17:00:07
otimo conto, gostaria de manter contato




Online porn video at mobile phone


popas da casadanovinha deixando esperma escorer da boceta debrucoponodoido sexo anal a tres negoes pintudo e uma loira viciadavídeo dos anjos guerreiros vídeos pornô sem jeito malfilha adotiva safada com mae e pai contoscomendo a coroa gostosa loira e barriguda e ela xingando palavrãocontos eroticos de santinhasAliviando os funcionarios contos eróticosconto sexo "Minha Filha II"sexo grátis pegei a cunhada coroa gostosa a forca em florianopolisPorno homem transando com outro homem a ter sair sangue kevinho no meiovidios porno mae dilinhogretinha do short pornoxisvedeo estruado cono Ronilson transando com as mulherescontos levei minha mulher pra fuder com o kid bengalaconto gay cansei de mamar pedi arregoassistir filme prever padrasto comendo enteadaconto gay "respeitar teu macho"filme porno com coroas cincuentona rabudas do cu Largo arrombado que cabe a mãoGTA andando pelado mostrando a pingolaconto fodi minha professorasconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancoconto prazer de receber uma punhetinhacheirei a bunda da gorda conto eroticoloirinha magrinha sentando no pau do negao de 70 centimetrosxvdio esposa ensenado garoto a fuderAE cristal de futibol Amador de Cristalinapai deixa eu ir ai hoje,faço completo sem reclamar-contossexoMulheres enfiando dildo animalesco na buceta xvideosir:ma virge fudendo com irmao do piru gigamtezoofilia cavalo tira sangue e bosta do cu da vadiafotos de bucetas do faisaoalexandres putos poa de calcinhafrutaporno mulher de quatro com estocadas firme e fortenegoes pirocudo enpurrando na potrinhaduas irmas abdo buceta oara o irmaoxvideo chinesa se encabulou com o pau do negão e foi arronbadacontos eróticos eu****** minha mãe gostosa na praia de nudismoEu durmo no quarto com ela e comi a coroa durante a noitecontos eroticos - an american talecasadinha contosxxx vdeos gay levou o boizo pra comer em casaporno irado de filho espiano sua mae peitudaTeste de felisidade aparesendo opinto e a pererecavideo caseiro casal liberal de nilopolis rj fudendo xxvideochegando da balada bêbada e fazemos insetocontos tomei coragem e dei pro meu filho pauzudoxvidio comendi o cu da virgem de mini saiaconto erotico amiga da esposa da muito moleContos eroticos transando com sobrenaturalSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhabaixar v caseiro so de morenas da b grandes queimadinhas com marca de biquines de quatro gozando e escorendo p bt com pica toda no cux porno velho fedeno nefinha novinha amadoratreinando judo dando na empregada xvideoso contos de ecestos e estruposcontos eroticos meninas de quinze anos transando com cachorro com calcinha vermelha com lacinhos pretoconto shortinho e tênis com chulétravesti Levanta a mini-saia e senta na chapeleta do negãotaubateana xvideosxvıdeos porno magrınhas gostozaxvidiomenina sentando em cima da pica mais grandi do mundoxvideos gpstosa dando pro entregafonovinha da barriga do umbigo fundinho lindo trepando XVídeoschupando a buceta da lesbicas bem meladasminha prima beConto tirei o biquine no quarto do meu paimenina nociha demenor pededo asprega anal pornocontos mamae baby doll vermelho filha sem calcinhaFotos de travesti novonho trazandominha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigos