Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

O funcionário da fábrica do meu estágio me comeu - Parte 2

Já fazia um tempo desde que eu tinha ido até a casa do Bode e lá ele havia me dominado completamente. Foi uma foda incrível e que eu tenho certeza que nunca vou me esquecer. Eu continuava na fábrica como estagiário, e o Bode volta e meia vinha fazer alguma gracinha comigo, pegar no meu pé, mas acho que ser arrogante é um comportamento natural pra ele. Quando estávamos sozinhos no vestiário ele adorava passar a mão na minha bunda e dizia que era o "meu macho". Aquilo, confesso, me enchia de tesão, e muitas vezes tive que ir no banheiro só pra bater punheta depois de momentos como esse. Não tinhámos repetido a experiência, porque a namorada dele estava saindo pro trabalho no mesmo horário que ele, e por isso não tinha como ficarmos a sós em sua casa novamente.

- E aí, princesa... - O Bode entrou no vestiário quando eu me trocava pra ir embora.

- Oi, haha... - Eu o cumprimentei meio sem jeito.

- Não quer dar uma passadinha lá em casa antes do trampo amanhã? - Ele me perguntou.

- Mas e a tua namorada, ela não vai tá em casa? - Eu pedi, já sabendo suas verdadeiras intenções.

- Não... Ela foi demitida, e agora vai passar uns dias na casa da mãe chorar pra velha.

- Que foda... - Soltei tentando parecer sentido pela demissão, mas no fundo queria mesmo que a namorada dele ficasse longe o maior tempo possível.

- Pois é... Agora eu vou ficar sozinho em casa um tempão... - Ele falou se aproximando de mim - E tu sabe né... Alguém vai ter que dar um trato no meu amigo...

Ele segurou a minha mão com força e a levou até o seu pau, me encarando, agarrei aquele volume com vontade, sentindo o seu membro avantajado em minhas mãos, meu coração acelerou.

- Amanhã e-eu vou... - Eu disse me atrapalhando, delirando de tesão.

- Então te espero então... - Ele disse soltando minha mão, demorou um tempo até que eu soltasse seu pau.

- A-até amanhã então... - Eu disse saindo do vestiário.

Na manhã seguinte peguei o ônibus para a cidade vizinha animado, o Bode tinha me convidado para eu passar na casa dele novamente antes de irmos para a fábrica. No caminho eu fiquei lembrando daquela foda que pra mim foi inesquecível, e aposto que pra ele também foi, acho que ele fez comigo tudo o que não tem coragem de fazer com a namorada.

Desembarquei do ônibus e fui caminhando até a casa do Bode, era uma manhã nublada e o sol nem tinha nascido direito. Só de abrir o portão já comecei a sentir um tesão da porra, só de lembrar daquela vez.

Toquei a campainha, uns instantes depois ele atendeu, estava só de cueca, como da última vez.

- Entra aí! - Ele disse, me encarando e abrindo passagem. Entrei na sala e ele fechou a porta imediatamente. Ficou me encarando com seu jeito marrento, a vontade de fuder nos seus olhos, era daqueles que morria de tesão em comer um cu, e na falta de mulher disposta a fazer o serviço, comeria o cu de um gay mesmo, e era por isso que eu estava ali.

Ele se sentou na poltrona todo marr, colocou as mãos atrás da cabeça e me apressou

- Tá esperando o quê?

Me ajoelhei no meio das pernas dele, abaixei sua cueca e comecei a chupá-lo.

- Isso, chupa a pica do teu macho... - Ele gemia - Chupa... Assim, bem gostoso...

Eu chupava o seu pau gulosamente, saboreando cada centímetro daquela pica na minha boca, tentando proporcionar o máximo de prazer àquele macho, que me tinha concedido a honra de me deixar chupar o seu pau.

- Mas é um viadinho mesmo... - Ele me encarava com desdém - Mama o pau do teu macho, mama!

Era muito tesudo ver como ele ficava mais sacana e agressivo conforme ele se aproximava do clímax. Ele segurou minha nuca e começou a controlar os movimentos de vai e vem, como se eu fosse seu brinquedo sexual. Ele queria mostrar quem era o macho no controle.

- Assim minha putinha... - Ele dizia em tom de aprovação, gostando do trabalho que eu estava fazendo - Você devia colocar no currículo: "Bom chupador de rola." - Ele falou com desdém.

- Tá gostando? - Parei de chupá-lo para perguntar.

- Gosto mais quando você fica quietinho! - Ele disse, empurrando minha cabeça para o seu pau novamente, voltei a chupá-lo - Bem melhor... Não abra essa boca se não for pra chupar o meu pau... - Ele deu um tapa na minha cara, não forte, só para mostrar que estava ali para me colocar no lugar.

Continuei chupando, obedientemente, estava ali para dar prazer àquele macho, como um brinquedo sexual.

- Porra... Que boquinha, hein... - Ele elogiou - Já tô quase gozando...

Ele tirou minha boca do pau dele e começou a punhetar, dava pra ver que ele estava no ápice do tesão.

- Vou gozar! - Ele anunciou punhetando o pau freneticamente, me pegou pela nuca e me me levou até o seu pau, abri a boca - Se prepara viado, vai tomar leite paterno... VOU GOZAR! Aaah! AAAAAH!! - Ele esguichou os primeiros jatos de porra na minha língua, imediatamente abocanhei o seu pau e fiz ele gozar tudo dentro da minha boca - Aguenta tudo viadinho... Aaah! Porra!! - Senti o gosto amargo do seu sêmen, que chegou a escorrer para fora. Engoli tudo o que estava na minha boca, e comecei a lamber o que tinha escorrido no pau do Bode, eu não poderia desperdiçar uma gota daquele precioso líquido. Ele estava ofegante, em êxtase.

- Bom trabalho putinha... - Elogiou.

Ele se levantou, colocou a cueca e foi até a cozinha. Tomamos café juntos. Ele era um cara legal, apesar de tudo. Acho que ele sentia que por eu ser estagiário, eu tinha alguns privilégios na empresa, e ele por ser empregado, tinha que fazer o trabalho duro, talvez por isso ele achasse que deveria me ensinar uma lição, ele queria me transformar em sua putinha, e confesso que eu estava adorando aquilo.

- Agora eu vou comer o seu cu. - Ele disse sem cerimônia.

- Eu vou pro seu quarto? - Perguntei.

- Não, eu vou te comer em cima da mesa - Ele disse em tom irônico - PORRA! É claro que é pra você ir pro quarto... Caralho...

Fui até o quarto e tirei a roupa, deitei de barriga na cama e esperei ele vir, ele pegou o lubrificante e pasou na minha bunda.

- Não vai colocar a camisinha? - Pedi.

- Camisinha por quê viado? Tá com medo de engravidar? - Ele deu um tapa na minha bunda.

Ele começou a empurrar o seu pau dentro do meu cu, a sensação foi maravilhosa. Ele começou a enrigecer o pau dentro do meu cu, e aquilo me enchia de tesão. Ele começou a bombar.

- Toma viado! Toma!

O Bode gostava de me maltratar enquanto em fodia, ele gostava quando eu gemia, e confesso que o seu jeito bruto me enchia de tesão. Ele colocou todo o seu peso em cima de mim, e segurou o meu peito como se fosse um par de tetas.

- Porra... Esse teu cuzinho é melhor que qualquer buceta que eu já comi... - Ele disse.

- Esse cu é todo seu...

- É meu é? Quero arrebentar então!

- Me arrebenta!

- Toma! - Ele dizia, metendo seu pau freneticamente no meu cu - Toma, sua puta!

- Me arromba, vai... - Eu gemia.

- Tá gostando né viadinho?

- Tô...

- Gosta de levar rola?

- Gosto... - Eu respondia, deixando aquele macho me usar e abusar da maneira que quisesse.

- Isso aí, tem que gostar... Se é minha putinha tem que gostar...

- É muito grande... - Eu gemia, falando do tamanho do seu pau.

- É grande mas vai ter que aguentar... - Ele metia com força só para me ver gemer.

- Aaai... Mais devagar...

- Sinto muito viado, mas você pediu por isso... Agora aguenta viado! - Ele disse metendo com mais força - Não brinque com fogo se não quiser sair queimado.

Ele socava o seu pau violentamente no meu cu, parecia um animal no cio, em um ritmo frenético, já sem se importar com o buraco que estava metendo.

- Vai gozar? - Eu perguntei.

- Sim viado... Eu vou gozar dentro!

Ele continou socando com força, aumento o ritmo, estava se aproximand do clímax.

- Eu vou gozar! - Sua respiração estava ofegante - Aguenta sua puta!! AAAAAAAH!! - Ele me segurou com força, urrando de prazer enquanto ejaculava dentro de mim - AAAAAAAAH!! POORRA!! - Senti o esperma quente dentro de mim. Eu havia me tornado sua puta. Ele tirou o pau lentamente de dentro do meu cu e deu um tapa na minha bunda.

- Isso aí minha putinha... - Ele disse dando um sorriso. Se levantou e foi pro banheiro.

Me virei e comecei a punhetar, gozei imediatamente, com meu cu ainda um pouco dolorido. Doeu um pouco mas valeu a pena.

Eu havia me tornado a putinha do Bode, e aquilo me enchia de tesão.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/10/2016 00:48:06
Excelente
31/03/2016 21:40:06
É mesmo Rodrigo não há melhor do que dar o cu ao seu macho dominador e fazer de putinha sempre que le pede....nota 10
19/03/2016 12:55:59
aledria de um viadinho é dar ao macho o maximo na foda.vibrei demais
19/03/2016 01:45:44
Muito bom!
18/03/2016 21:39:50
Nossa crlh esse homem não existe continua
18/03/2016 18:32:04
adoro a dominação do bode




Online porn video at mobile phone


corno que nao da mais no couro humilhado pela esposa vadia contos eroticosconto"duas virgens" enteadapai e vo dopando filha safada tpra poder esyrupa ladoce nanda parte IV contos eroticosconto do pintinho do meu filhoXVídeos desenrolo conversando para ver a b******** da mãecu de mulatas novinhas piscando xvdelquero ve comto erotico de mulher qui foi estrupada bem novinha ainda bebe virgem do beusopenis estrondoso de grande comendo cu xvideotia dando pro subrinho xx vedeosXVídeos não tinha dinheiro para pagar o aluguel dela você pagou na horanao acreditei mas o pirralho meteu a pica na minha bucetacontos eroticos tentou dar a bundinhaponhei chupa meu pinto sua vagabunda na vizinhanovinha safada humilhando o padrasto é estrupada a forca no conto eroctico do quadradinhoprima Pede para dormir de conchinha com prima e a subidabaiana lavano a bucetonaporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkconto comi a coroae já te mandei tu também vai vídeo pornô adoro sexo de lavadoracontos sexo anal concunhada concunhadotitio caralhudo noivo corninho safado noiva putinha contos eroticosXVídeos de homem com homem d********* XVídeos de homem com homem comendo outro jogando gala dentro do KuduroEncoxada no transporte público contos eróticogta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetafilme porno "ligados pelo desejo"Cumi meu subhinho gay eu confessoos cara chegaram passando a mao na gostosa depois fuderam ela porno a.focaprica cavalafotos decasadinhas boqueteiras do corninhocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgenão sua cabeçuda não Pedro peidorreirodormi de calcinha com meu filho e dei pra elecoroas gostam de ficar peladas e meladas de margarina no cu e na buseta todawww xvidios .com coroa recomprnsa a passada a mao na bunda delacontos eroticos lactofilia lesbicainsetovidio mae efilho coroasdotado pega novihna e fas ela chorar mad aguentaconto erotico gay viado desobediente tem que tomar na caraMicaela sendo arrombada pelo negão dotadoVou contar mecomeram na frente do meu maridomulheres casadas fazendo sarrada dentro do ônibus estando acompanhada do maridoEu quero pornô com tio t***** comendo a novinha apertadinha do patinho doidoconto erotico com o senhor ditaodei a xoxota para irmaonovinhas vhotando e gozandoxvideos.com Juquinha comendo a jumentaprocuro um contos eróticos de pastor safado adora comer garoto novo da igrejaPorno gratis xvideos marido adormece e.comeu cu deleprica cavalamenina fode com negro dismarcado.chingando e gritando e fala que vai gozar.xnxxvídeo pornô daquela mulher que anda com vestido bem curtinhocontos eroticos de feminizaçao parte 2Aliviando os funcionarios contos eróticosPadrastro fódendo o çupadrasto fazia sexo com as entiadas elas disiso que estava doendoxvideos coroa engoliddo potraprica cavalanegão arrebentando o c* de homem bêbado dormindo e g****** no c* dele em 2 minutosmorena de 58kg dando a bucetapoliciau sarado de sunga esitado nuComi o rabo sujo de bosta do Lukinha contos eróticos gayszofilia mulher dependurada pel cu no cãovideo fazendo dp pra sartisfaze o maridogostosas não aguento melo pau de merdaamigo do meu maridinho tinha uma rolonadavs contos eróticoscom minha prima no apagao xvideossexo dedada chulminha enteada dorme de rabinho pra cima só doido pra uma luneta pra ela é melar ela todinhaxvideo levei meu primo no beco e nós transamosescravizada por chantagens contos eroticoschortepequenoquero ver mulher caminhando na rua de bermudinha curtinha da bunda bem grande bolinha balançando agoraRasgando a esposa do amigo xsvedeo sobrinho comendo o cu da tia com piroca acogumeloContos eroticos dona de casa, coroa, casada evangélica pega novinho cacetudosou puta do meu tio