Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Na Fazenda com o Ricardo

Categoria: Heterossexual
Data: 13/11/2015 23:27:59
Última revisão: 24/01/2018 19:33:54
Nota 10.00
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Hoje vou contar a história de quando o Ricardo, que alguns de vocês já sabem ser o nosso vizinho e amante de minha mulher, nos convidou para passarmos um final de semana na fazenda de seus pais. Para quem não nos conhece, sugiro leiam, aqui, algum conto já por mim publicado para que se inteirem da nossa relação e de como somos fisicamente. Por ora, basta dizer que a Cássia é uma delícia de morena, linda e tesuda.

Fomos numa sexta-feira a noite em dois carros: em um, foram os pais do Ricardo com a Cláudia, sua irmã, linda e gostosa e no nosso, eu, a Cássia e o Ricardo, com a desculpa de que se nos perdêssemos de vista na estrada, ao menos o Ricardo estaria com a gente para nos guiar até a fazenda, no interior de São Paulo. Levamos perto de três horas para chegar e como já havíamos combinado, nos "perdemos" de vista na estrada para irmos sozinhos fazendo uma sacanagenzinha no carro.

Já era noite alta quando nos desvencilhamos do carro deles. Íamos falando sobre sexo, de como seria nosso final de semana a três, e o Ricardo nos disse porque queria que nós fôssemos para a fazenda com eles: no dia seguinte, pela manhã, estava acertado o cruzamento do Império, um garanhão, manga-larga com a égua de um fazendeiro amigo dos pais dele. Disse que era ele que conduziria o cruzamento e queria que a Cássia assistisse, in loco, aquela cena, da qual ela nunca mais iria se esquecer, pelo tesão que desperta o cruzamento de um animal lindo, que exerce tanto fascínio e poder sobre as mulheres.

A Cássia logo se entusiasmou e quis saber como é que a coisa acontecia e o que ele, Ricardo, faria. Ele passou a descrever o ritual, que seria do modo mais natural possível, a égua solta no recinto, de como o cavalo subjuga a égua até que ela aceite o macho, e se ele, ao montar, não conseguir, sozinho, penetrar na égua, ele, Ricardo, conduz o membro do cavalo até entrada da vagina da égua para que o ato se consuma.

- Você faz isso mesmo? Não tem pudor em segurar no pau do cavalo? Quis saber a Cássia.

Ele disse, entre sério e sacana:

- Esse é o método comumente usado, pois o cavalo nem sempre consegue acertar o caminho sozinho.

- Estou curiosa para ver esse cruzamento. Não vou dormir essa noite.

Ele emendou:

- Cássia vem aqui atrás comigo. Tudo bem por você Cláudio?

- Claro que não, falei; fiquem a vontade, vou assistindo a brincadeira de vocês...

Sem perder tempo, ela pulou para o banco de trás já louca de tesão com aquele papo e foi abrindo o zíper da calça do Ricardo, botando pra fora aquele pau grande e grosso que ela já conhecia e começou a tocar uma punheta enquanto se beijavam loucamente. Quando o pau dele já estava pulsando na mão dela de tão duro, ela caiu de boca e começou um boquete delicioso, que fazia o pau dele sumir dentro da boca para depois aparecer todinho até a cabeça, que ela lambia toda a volta, até engolir todo de novo. Logo ele anunciou que ia gozar e ela acelerou os movimentos com a boca, até ele encher ela todinha de porra. Ele só falou:

- Cláudio, essa sua mulher é uma delícia mesmo. Sou louco por ela e grato à você.

- Ela também adora você, eu disse. Ainda brinquei: - Eu só não sei se ela gosta de meter mais com você ou comigo.

- Tá com ciúmes meu bem? você não é disso...ela disse rindo, peraí que eu já resolvo isso. Voltou para o banco da frente, tirou meu pau pra fora e pagou um boquete delicioso até eu gozar muito, que chegou a escorrer pelo canto da boca dela.

Chegamos enfim na fazenda, nos mostraram nosso quarto, deixamos nossas coisas, tomamos um lanche rápido e fomos dormir a fim de acordarmos cedo para ver o tão esperado cruzamento no dia seguinte.

Acordamos lá pelas 8:00 da manhã, tomamos um café farto com todos da família e lá pelas 9:00 a mãe dele disse que iria até a cidade para reforçar a dispensa. Fomos, eu, a Cássia, a Cláudia e o Pedro, pai deles, para a varanda lateral. A égua já estava solta no grande cercado que havia a nossa frente e o Ricardo já estava com mais três peões no estábulo para trazer o Império.

Apareceram com o lindo animal no caminho, que já se mostrava nervoso e excitado, com o pau todo pra fora. O Pedro foi ajudá-los e fiquei então com a Cássia e a Cláudia na varanda. Ao chegarem no cercado a égua se mostrou arisca e aos poucos, foram chegando com o garanhão para perto dela. No começo ela não o aceitou, dava coices e saía pinoteando, fazendo o jogo do natural do sexo, mas logo se deixou subjugar pelo macho. Ele, com o pau duríssimo, procurava uma maneira de montar, até que conseguiu, mas como já era esperado, não acertava o caminho. O Ricardo teve então que entrar em ação e na maior naturalidade pegou no pau dele e o encaminhou para a égua.

Foi uma estocada só e depois de poucos minutos o macho já se acabava dentro da égua. A Cássia não disfarçava o tesão com aquela visão, e a Cláudia, que nos observava de canto de olho, disse:

- É um animal bonito, né? Exerce um fascínio incrível sobre nós.

Depois de consumado o cruzamento, retiraram a égua e deixaram o Império solto no cercado. Entramos para a sede da fazenda, tomamos um suco, conversamos até o almoço e pouco depois todos foram para seus quartos tirar uma soneca. O Ricardo aproveitou a ocasião para ir até o nosso quarto para saber o que havíamos achado. Na verdade queria saber o que a Cássia havia achado.

- Achei tudo uma delícia; disse ela. Estou louca de tesão e quero repetir tudo isso com vocês dois.

Então ele nos chamou para irmos até a cachoeira, uns 40 minutos a pé da sede da fazenda. A Cássia colocou o biquíni branco que havia trazido, um shortinho jeans, bem pequenininho por cima do biquíni, a bota de couro e o sutiã do biquíni. Pegamos alguma coisa para levar e fomos andando. Chegando lá, entramos na água e o biquíni molhado já deixou a Cássia literalmente nua, com os mamilos durinhos de tesão e a marquinha da buceta depilada aparecendo sob o tecido molhado. Nos beijamos loucamente, chupei os peitinhos dela, ela se virou para abraçar e beijar o Ricardo e ser ensanduichada por nós dois. Enquanto eles se beijavam eu chupava seu pescoço, massageava seus peitinhos e roçava o pau naquela bunda deliciosa.

Fomos nos encostar numa pedra grande e ela chupava os dois paus com um tesão que nos deixou loucos. Quando viu que estávamos no ponto de bala, pediu:

- Amor, quero que o Ricardo me coma por trás. Ele tem uma rola maior e mais grossa que a sua, mas você vai ter que ajudar ele: pega no pau dele e encaixa na minha bucetinha.

Relutei em princípio, mas cedi, percebendo que era somente uma fantasia dela. Ela queria ser uma égua pro Ricardo e precisava de minha ajuda para satisfazer seu desejo. Ela se apoiou na pedra, quase de quatro, eu chupei-a com uma vontade de louco até deixá-la bem molhadinha, prontinha pro Ricardo meter, enquanto ela pagava um boquete delicioso pra ele. Ela já doida pra ser sentir o pau dele dentro dela, pediu:

- Amor, põe devagar o pau do Ricardo na minha bucetinha, põe. Devagar... quero sentir o pau dele me penetrando bem gostoso.

Ele se posicionou por trás, entre as pernas dela, eu peguei naquela rola, grande, grossa e dura, e passei a tocar uma punheta gostosa pra ele, enquanto brincava com ele na entradinha da buceta e do cuzinho dela. Na hora, confesso que deu vontade de chupar aquela pica linda, grande, pulsando na minha mão, mas não tive coragem. Ela então falou:

- Enfia esse pau em mim, vai. Quero ele todo em mim, me arregaçando...

Posicionei na entrada daquela bucetinha molhada de tesão e fui enfiando até a metade da rola. Ela suspirou fundo e eu disse:

- Agora vocês terminam sozinhos que eu quero assistir.

Adoro ver a minha mulher, que nem uma puta, se contorcendo e gemendo de tesão no pau de outro, principalmente do Ricardo. Fico louco de tesão.

Ele terminou de enfiar o pau todo e começou um vai-vem delicioso. Puxava o cabelo dela e chamava ela de vadia, de puta, safada.

- Tá gostando minha putinha? rebola no meu pau, vai... Quero te encher de porra... Isso...assim...não para não, sua puta, rebola gostoso no meu pau pro Cláudio ver...

- Vem ver Cláudio, meu pau entrando todinho nessa buceta gostosa...Olha que tesão...Tá gostando de ver sua mulher rebolando no meu pau?...Adoro essa puta!!!...Depois vou comer o cuzinho dela pra você ver...

Ela fica alucinada quando a chamam de puta. Desde que o Luis Paulo a chamou assim pela primeira vez, que ela adora ser tratada como uma, na hora que está metendo (leiam o conto: O Primeiro Anal a Gente Nunca Esquece).

Começaram a dar sinais de que iam gozar e logo explodiram numa sucessão de gozadas e gemidos que não paravam mais. Quando terminaram, se acalmaram, e viram que eu estava a ponto de gozar também. Ela me chamou para uma chupada e eu enchi a boca dela de gozo.

Depois de descansarmos um pouco o Ricardo recomeçou com a sacanagem e quando ela já estava em ponto de bala novamente, anunciou que queria comer o cuzinho dela e pediu-me que o deixasse bem lubrificado: eu obedeci, botei ela de quatro, e caí de boca naquela buceta e naquele cuzinho com tanta vontade que ela acabou gozando na minha boca, gemendo e rebolando gostoso, o que a deixou mais lubrificada ainda. Eu falei:

- Vem Ricardo, deixa eu por seu pau no cuzinho dela.

Ela pediu para ir devagar, pois o pau dele era grande e grosso. Eu peguei naquela rola novamente, toquei uma punheta só na cabeça do pau, pra deixar ele mais duro ainda e levei-o para a entrada do cuzinho dela. Na primeira forçada pra entrar a cabeça, ela gemeu alto e pediu para esperar. Depois que acostumou com o tamanho, começou a rebolar e a gemer só com a cabeça do pau dele dentro da bundinha, mais um pouco e ela ia forçando a entrada daquela pica todinha pra dentro da sua bunda. Ele falava:

- Que delícia de cuzinho... tá gostando de me dar a bunda, sua puta? Rebola no meu pau, safada. Fala pro Cláudio que você gosta de me dar a bunda, fala...

- Diz que gosta mais do meu pau que o dele...fala. Não para de rebolar não...puta, tesuda...

Não demorou muito e o Ricardo anunciou que ia gozar. Ela falou que queria que ele gozasse no rosto dela. Quando chegou o momento, ele tirou o pau da bunda dela, ela se virou e ele encheu a cara e a boca dela de porra. Foram várias esguichadas de porra que ela lambia e engolia o que podia... Foi demais ver aquela trepada.

Ele perguntou:

- Gostou dessa Cláudio? Eu adoro foder a Cássia, ela é muito tesuda, não tem nada que ela não tope, como gosta de uma pica, essa menina...como fode gostoso...é uma putinha mesmo...sou louco pela sua mulher...

- E eu adoro ver vocês trepando! Fico alucinado de tesão vendo você comendo ela! Adoro quando vocês se beijam com tesão! Queria que você metesse com ela todo dia. Ia sumir de tanto gozar vendo vocês meterem.

Quando terminou, percebi que a Cláudia assistiu a tudo que havia se passado ali, se masturbando, escondida atrás de uns arbustos. Nem o Ricardo nem a Cássia a viram, somente eu. Ela também percebeu que eu a havia visto e saiu rapidamente, arrumando o biquíni vermelho, minúsculo.

De qualquer modo, estava satisfeita mais uma fantasia da Cássia: ser subjugada como uma égua pelo seu macho favorito.

Comentários

08/10/2016 20:15:18
Quero dar para um PICUDO assim e nem precisa ser guiado pelo meu maridão.... Rsrsrs ;)
14/09/2016 02:45:30
Adorei o conto. Procuro um homem acima de 40 anos que more na região de Campinas,Jaguariúna, Mogi Mirim para realizar a fantasia de minha mulher, sexo a 3. Tem que ter boa aparencia, ser higiênico, ser educado, ser atencioso... Descartamos curiosos, ignorantes, aproveitadores e obesos. Deve ser fumantes até porque tbm somos fumantes. Quem se enquadrar neste perfil, nos contate que será bem vindo: Agradecemos!
08/05/2016 16:30:10
Delicioso. Não sei não, mas acho que você vai acabar dando a bundinha para o Ricardo. Quem viver verá.
08/05/2016 14:01:09
Otima aventura. Conte mais
25/11/2015 10:45:36
parabens pela esposa putinha...delícia de conto
20/11/2015 13:05:59
Delícia de conto, traz a Cláudia para festa também.
15/11/2015 22:49:35
Loiro, 45 anos, solteiro, cabelos grisalhos,olhos verdes, 1,79m, 75kg, sem barba ou bigode, quase sem pêlos, bem-dotado (20x7cm,depilado). Saio com casais há uns 15 anos e adoro ser um amigo especial de um casal. Neste tempo, já iniciei muitos casais assim como também já fui fixo de casais. Posso viajar e adoro estar com um casal nos finais de semana. Meu e-mail é [email protected] Meu Skype é marcodotadospreal (Nickname Marco Single CRS), Vamos conversar?
14/11/2015 14:08:36
Que puta você tem amigo muito bom
14/11/2015 11:25:50
Essa Cassia fode gostoso demais queria ter a sorte do Ricardo! E a Claudia não vai meter nela também???
14/11/2015 06:13:26
beleza de puta vc tem em casa parabéns

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


meu irmao despresa minha cunhada e ela da a bucetinha gostosa para mimxsvideos macho submisominha irma chorou quando tirei seu cabacinhocontos eroticos me comeram a forçaContos eróticos! Dog gigante engatou e mim e eu sangreinovinha com tesão levantou a noite pegou uma linguiça socando a b*****conto erotico gay vagejada capporno tira tira do cu auiiiiiinegão socando a rola no c* da neguinha fazendo ela arregala o olhopai e filho batendo punhta juntos mundobicha.comvideo porno esposinha no cuinguevelho insiste até rapaz com mussarela no pornôúltimos contos eróticos gaycontos eroticos esposa vagabunda adora picaomulhes fudedo deto do karo o cunovinha estruprada e anal aforca ogrigada wdvideo porno gosei dentro da bicetinha da minhaatrasdabucetinha ns os primero pelinho nvConto tirei o biquine no quarto do meu paichicao corno submisso ao negao 4 conto cornovídeo de novinha querendo perder a virgindade com japonês cobrando no gesso XVídeosprimo come o c****** da prima e ela caganovinha loira nao aguenta no anal e ped pa parraV contos de mulheres sendo fodidas por cãoeu tenho 30 anos de idade minha noiva linda e gostosa ela tem 22 anos de idade ela casou virgem da sua buceta e virgem do seu cu comigo na nossa noite de núpcias eu e ela dentro do quarto eu tirei seu vestido de noiva eu dei um beijo na boca dela ela deitou na cama eu chupei seu peito eu disse pra ela sua buceta virgem raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta virgem ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu fui metendo meu pau bem devagar na sua buceta virgem que sangro eu comecei a fuder sua buceta eu disse pra ela sua buceta e muito gostosa de fuder ela disse pra mim seu pau e muito gostoso fundendo minha buceta eu fundendo sua buceta ela gozo ela disse pra mim goza dentro da minha buceta eu fundendo sua buceta eu gozei dentro da buceta dela ela disse pra mim agora fode meu cu virgem conto eróticoxvidio enfinhei ate otalo e gozei dentroContos eroticos,negao tripé tirando o cabaço da ninfetawww.xvideo gratis marido a seitou dinheiro ficou olhando esposar transacontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombarama mulher tava a fazer um 69 e meteu um dedo no cu e adorei muito e ela tbm gostou contosloira tranzado com um banhanowww.relato erotico mulher cazada gemeu na pica glande.com.brSou mulher casada meu compadre me fodeutio fudendo a supria de mini saiaContos terror na tailandiaqual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginacontos/arrebentei meu cabacocriando uma putinha contosvizinho come novinha seios inchafos sexo selvagem conto exoticogrelinho branquinho dessa buceta virgem deliciasomenino gue gosta di pau grossotransasurpresa.comxnxvideo mulhe nao quedar ucu no pornomenina no ômega escondido pedindo para ver a pica do desconhecido XVídeoscontos eroticos traiçao na grevefime porno pai infindo a mão no cu da filhaXvideos so de novingas de 15 aninhos sendo estrupada pelo irmaocontos ageplayxvideo peguei a mãe e arranqueo cabaco da duas filhasConto erotico colega era muito apertadaconto gay acordei com a pica do meu irmão atolada no meu cúainnn amor sexomae rabuda de camizolo dando pro filhoeu conto dancei com meu cunhado e senti um p*******http://comendo a conhada virgemcontos erotico flagrado pela a sogra no banhotravesti Levanta a mini-saia e senta na chapeleta do negãoxxvideo era so pra passa a cabesinhacontoprimeirafodamulheres que procura hamem pratrepa em pernambucocunhado gosando na dunda sem tirar o chortes xvideosme punhetaramcontos de mulheres cochadaconto de sexo com cunhadaFotos de sexos de bubuta e bixoconto erotico futebolpaola olivera mostrando sua buceta e seu rabaominha tia lig pra minha e pede pra mim dormi na sua casa eu comi sua bocetamostrano a mae a pica duramulher dançando de vestido curto que pode aparecer a b***** dela pelada cuidar de abaixar vídeo pegadinha baixarFotos homensatrevidos peladosMinha mulher adora reparar na piroca dos machosFudiapono