Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Garoto de Ipanema 3

Um conto erótico de Rick
Categoria: Homossexual
Data: 24/03/2015 23:28:41
Nota 10.00

Eu deixei o colchão na sala e fui ao meu quarto quando vejo o Arthur parado olhando pro guarda roupa.

- Essas coisas são suas?

- Sim.

- Ah, cara. Eu vou encher ele agora, trouxe umas roupas aqui – disse ele mostrando uma mochila – tu vai ter tirar isso aí.

E eu achando que o tal guarda roupa era nosso, pelo visto eu teria de conseguir outro lugar para deixar minhas roupas.

- Tudo bem. Já já eu tiro.

Saí do quarto e agora era o Flávio quem estava fazendo algo para comer, passei por ele e diferente de quando me ajudou com o colchão, agora eu o via meio cabisbaixo. Até pensei em perguntar o que ele tinha mas resolvi deixar pra lá, já tava com raiva demais do Arthur.

À noite eu já havia arrumado tudo no quarto, já havia até tirado as minhas roupas do guarda roupa e encaixotado a maioria até eu comprar uma mobília que pudesse colocar elas. O apartamento tinha dois banheiros, onde um apenas tinha chuveiro e pia o que já ajudaria bastante nos dias de semana. Após deixar tudo arrumado tomei banho e ao sair do banheiro escutei um barulho incomum nesse tempo que eu estava ali: conversas. Me arrumei e quando cheguei na sala os seis estavam na maior algazarra.

Higor era colega de turma do Flávio, tinha os cabelos encaracolados. Não me chamava muito a atenção.

Marcos tinha o estilo do Bruno, bombadinho. Só que era mais baixo.

Paulo era o loiro, um charme só. Olhos claros e os dentes e a pele disputavam quem era mais branco.

Haviam conversas paralelas, notei que o Flávio não estava com eles, deveria ter saído. Mas quando cheguei para sentar no sofá o Higor levantou e disse que ia levar algo pro Flávio no quarto, aí então notei que a mesa de centro estava cheia de salgados.

- Henrique. Cara, foi mal. Nem sabia que cê já estava aí. Galera, esse é o Rick que eu falei, vai ficar no quarto com o Arthur.

O pessoal veio me cumprimentar e eu só pensava na forma como o Bruno havia me apresentado : Rick. Não tenho nada contra o apelido mas geralmente ouço de quem já tenho uma certa intimidade.

Esperei todos saírem e falei com o Bruno sobre eu comprar algo pra colocar minhas roupas e ele disse que não tinha problema, apenas tinha que achar espaço. Como eu tava cansado fui dormir cedo e até esqueci de ligar pra minha família.

De manhã eu notei que o café da manhã era bem desorganizado, não havia praticamente nada e meio que lendo meu pensamento o Bruno chegou perto de mim:

- Rick, não se espanta. Café da manhã aqui quase não existe. O Higor e o Flávio saem cedo, Paulo come umas frutas e o Arthur é demais preguiçoso. Já que cê tá chegando agora eu faço algo pra você.

Ele não havia dito "para nós" é sim, "pra você". Até me senti um tanto importante é não podia deixar isso passar em branco.

- Tudo bem. No almoço eu compenso.

- Opa. Comecei a gostar de ti.

O Arthur entrou na cozinha no meio da conversa falando.

- Não se acostuma não, donzela. Rick, não se preocupa. As refeições quase não são feitas aqui, a gente se reúne mais no jantar, fora isso o pessoal come pela rua. - continuou o Bruno.

- Percebi. Mas pode deixar que hoje eu faço algo no almoço.

- Que bom, porque já avisei o pessoal. - disse o Arthur mostrando o celular.

- Ahhh. Isso me lembra que falta eu te adicionar no grupo.

Os meninos tinham um grupo do apê no WhatsApp. Enquanto o Bruno aprontava algo eu fui adicionar o pessoal na agenda e observei as fotos dos perfis deles. Me chamou atenção a do Arthur, era ele no que parecia ser uma boate e havia um rapaz cortado da foto, estavam abraçados.

O Arthur era o único que havia me dado motivos pra causar certa antipatia por ele mas ao mesmo tempo era o único que me chamava atenção, uns lábios pequenos, rosto liso e uma voz suave. Sem contar que eu não tava com nenhuma disposição pra tentar algo sério com alguém, estaria de bom tamanho se a gente apenas ficasse. Eu tinha de pegar aquele garoto.

Fui preparar o almoço e só tinha um frango congelado.

- Bruno, isso aqui não dá pra esse tanto de homem.

- A semana de compras é só na próxima, o pessoal deve tá duro.

- Relaxa, tem algum mercado onde possa comprar carne? Se nessa casa tiver uma panela de pressão tem como o gente almoçar hoje.

O Flávio avisou no grupo que tinha uma panela de pressão que ele havia emprestado de alguém quando tentou fazer feijão. Pelo "tentou" deduzi que não saiu nada bem e que realmente a cozinha era algo de enfeite por ali.

Resolvi fazer uma carne assada com bacon, arroz com legumes e uma salada de batatas. Eles não tinham o hábito de vir em casa entre a manhã e a tarde mas eu os chamei e todos disseram que estariam lá pro almoço. Acabou que todos realmente apareceram. Minha comida fez um certo sucesso, o que mais impressionou foi o arroz. Confessaram não comer muito legumes e que no arroz eles estavam gostosos. Por sorte, ou melhor, planejamento, todos conseguiram comer o que queriam, sem precisar deixar um ou outro comer mais.

O Higor e Flávio logo saíram, o Arthur ficou estudando em casa. Marcos e Paulo foram jogar futebol e o Bruno me ajudou com a louça. Essa atenção dele comigo era bem legal, porém, era só isso. Era por educação, eu dificilmente erro e eu sabia que ele era hetero, nem iria me iludir em cogitar ficar com aquele corpo repleto de músculos.

Com o início das aulas eu saia de amanhã pra faculdade e voltava à tarde pro apê. Esse primeiro semestre seria apenas de estudo para ter uma excelente média, com o andar do curso eu iria atrás de bolsas de iniciação científica e mais pra frente estágio. De manhã não ficava ninguém em casa, assim como à tarde. Uma manhã eu saí mais cedo da aula e ao invés de almoçar pela faculdade fui direto pra casa fazer comida, às vezes eu fazia almoço pros meninos, era menos frequente que a janta. Eu já fazia parte do grupo no WhatsApp, tinha a chave da porta... Estava já quase que totalmente incluso no grupo deles, até que nessa manhã ao chegar no apê eu dei de cara com o Arthur arrumando a calça enquanto que a minha atenção nele foi desviada quando vi alguém entrando pro quarto do Flávio e Hiago.

_______________________________________________________________________________________________________

Oi, gente. Agradeço a todos que estão acompanhando e comentando, isso ajuda muito na hora de escrever. Assim como os que mandaram e-mail também, sempre que posso os respondo. Desculpem a demora mas o tempo já começa a ficar escasso mas sempre que tenho um tempo, escrevo algo. Espero que gostem. Boa noite.

Abraços.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
25/03/2015 09:52:05
Ja pode continuar.. adorando
M/A
25/03/2015 09:21:36
Ótimo.
25/03/2015 06:58:14
Gostei muito
25/03/2015 05:27:43
Olha o Arthur se pegando com alguem no apê! Nao vejo a hora de vcs ficarem juntos...
25/03/2015 00:18:59
Gostando, continua. 10 : )
24/03/2015 23:41:09
Ah eu amei seu conto, huuum qm será q tava com o Arthur? Ansioso pelo próximo :)




Online porn video at mobile phone


novinhas que gostan de fica só de shortinho para ecita paicontos exitantes infiando calabresa na buceta esposa do corno adora se exibir sem calcinha pro encanador so pra ele ñ resistir e fuder a safadanovinha bebada faz se. xoi anal n quartcontos mulher casada da igreja deixou dois arrombar seu cuflagrei a cunhada f****** Conto Chinêsvídeo de mulher de quatro e o homem com a pomba bem grandona de 10m no fundo na buceta da mulher e mulher gritandoVamp19 O doce nas suas veias - (Capitulo 2) | zdorovsreda.rupai mamou minha rola sexocontorenatadominadoraSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhavidios travestir com rola geande grisa bonitaxvideos gays ponbas veiudasrebentei a buceta da minha sogra gordinha e loira no banhieiroporno raissa do te peguei gostosaXVídeos pornô mulher pulando em cima de um palco com segundo imediatamente ela desmaiafilmes lesbiscos rapaz dando um trato na madrastaxvideos novinha gostosa fudende e falando que era mauvadesacasada trepando com pedreiro chiando e gemendo na picaeu só fudia a buceta da minha irmã com camisinha minha irmã ela entrou no meu quarto ela disse pra mim você agora vai fuder minha buceta sem camisinha eu tomei anticopcional conto eróticocara enrabado pelo cachorroColetania de foto de buceta peluda por baixo da saia.xvideos putas fazendo sexo com cavalos rasgando avagina sangrarconto comi a coroapono 2017perdendo a virgimdadepornozinho.irmao.da.pica.gigante.mente.na.irmaquero ver o vídeo de pornô a massagista dando a massagista dando massagem na coluna lombarpornodoidosenhoraquero ver as novinhas do Nx dando a b***** seus cunhadosvideos mais ecitantes de todos os tempos homens peludos de sunga comen e tiram a virgindade de menina e gozam dentro de sua vagina video brasileirohttp://conto me punhetaram a noite todabia cordinha fudenotraveco fode menina nôvínhaneide cu de ouro calcinha entrando no cuconto bissexual marido de aluguelpornodoidogarrafasver fotos de bucetad virgem e ler contos de norvinha perdendo o cabaçonovinhas brazileira tesuda pediu pro macho todado soca ate o talo ela por cima pra levantar mesmo taradaquero o zap de um sugador de bucetabucetinha apertadinho arregassano xvideoquero pesquisar filmes pornor com negros super dotados arregassando cu e bucetas de mulheres loiras tirando sangue do cursinho delasxvideos conformadogynvidiosexoolinecolrtanias so as que sabe fazrr gostoso boqueteconto erotico velha casada banca negao pirocudonão tive escolha e foi obrigada a leva ferro no cu contoscontos eroticos fingi um assalto pra transar com meu filhocomo chupar a buceta de uma testemunha de Jeovácontos pegando a vizinhabucetagosotosacontos de sexo selvagemcom velhoscontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgenao acreditei mas o pirralho meteu a pica na minha bucetaxvídeos haveria sobrinho pega tia dormindo com o c* dela da salsichao preço de um jato de gozo no meus peitos estão de sacanagem comigoporno pradrastro bebo fosando a em teada fode a fosafeminização forçada contosvideo porno padastro tomando cafe e entiada estidando pra prova de sainha mostrando a calcinha brancacontos eu novinha negao empurrou baita pintao no meu cubaixar video de fode da muher maraviharensinei minha filha a transarvídeo pornô menina branquinha não se Intimida com tamanho do pau no GalegãoIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.rucontos eroticos meninas de dez anos transando com cachorro com calcinha vermelha com lacinhos pretorelato erotico padrasto pauzudovc acharam que quando eu terminasse eu.nao labia/uma chochota nao comia u cuzinhocontosmae e noraeptar casa dos contoscontos porno fui obrigado a pagar a apostaprimos flagrados fofemdo no porao da familhaprica cavalaminha mulher resolveu comer meu cucontos eróticos vou te fuder favelada