Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Trai meu marido com o casal negro na pousada

Um conto erótico de Rainha dos Contos
Categoria: Grupal
Data: 09/10/2014 01:20:56
Nota 9.50
Assuntos: Grupal, Corno, wife, Traição

Oi gente! Meu nome é Cláudia. Sou baiana, tenho 40 anos (mas corpinho de 25, modéstia à parte), tenho os cabelos castanhos, embora pinte-os com luzes, o que me deixa praticamente loira. Como a maioria das baianas, tenho um quadril enorme, certamente com mais de 90 cm, o que costuma deixar os homens loucos quando me veem nas ruas de Salvador. Sou casada há 15 anos com Bernardo, técnico da Petrobras, e somos um casal feliz, apesar das dificuldades de qualquer relacionamento.

Há cerca de um ano, contudo, vivíamos uma crise na relação, brigando muito, o que gerou muitos desgastes. Foi aí que resolvemos viajar. Entramos em um desses sites de compras coletivas e conseguimos uma boa promoção para passarmos o fim de semana em Imbassaí, no litoral norte de Salvador. O objetivo era fazer uma espécie de "nova lua de mel" para salvar o relacionamento.

A pousada que alugamos era pequena, mas acolhedora. Além da grande quantidade de área verde, possuía até uma pequena cachoeira. Ao chegarmos, guardamos nossa bagagem no quarto e fomos para o quiosque. Era um sábado, por volta das 10h. Eu vestia um biquíni preto, pequenininho, uma saída de praia branca e calçava uma tornozeleira dourada no pé.

Ao chegarmos no quiosque havia um casal sentado na mesa, diante da churrasqueira. Logo, eles nos desejaram um bom dia. Ela apresentou-se como Renata e ele como Paulão - ambos na faixa dos 35 anos, negros. Um casal muito bonito - essa foi a primeira impressão que tive. Ele, um negão de mais ou menos 1,80m, de cavanhaque. Um pouco barrigudinho, mas mesmo assim muito gostoso, com pernas grossas. O volume na sunga indicava que tinha uma rola grande e grossa, como a maioria dos negões - e eu nunca tinha trepado com um, esse era um dos meus fetiches não realizados até aquele final de semana. Ela, por sua vez, tinha um cabelo curtinho, com escova, bunda grande também (que nem a minha), mas com uma diferença: os peitões! Enquanto eu tenho seios médios, Renata ostentava dois melões enormes, que pareciam pular do seu biquini amarelo.

Quando Bernardo e eu chegamos no quiosque eles já estavam tomando cerveja e ouvindo música. Puxaram conversa conosco e nós também passamos a beber cerveja com eles. Passamos a manhã e a tarde toda comendo churrasco (Paulão e meu marido assaram - eles saíram para comprar em um mercado próximo da pousada) e bebendo. Meu marido, de vez em quando, dava umas olhadas para o corpão da negona, enquanto eu, que também não sou de ferro, também admirava o pau do negão escondido pela sunga. Mas é bom esclarecer que nunca havíamos feito programas do tipo swing ou coisas assim. Tampouco eu jamais havia traído meu marido, que eu amo. Mas naquele fim de semana minha bucetinha estava espumando por alguma coisa diferente.

Por volta das 17h, meu marido já estava mal das pernas. Como havia trabalhado bastante na semana anterior, estava exausto, e bebeu muito. Dormia sentado no quiosque, coitado. Renata sugeriu então levá-lo para o nosso quarto, a fim de que ele pudesse descansar um pouco depois de tanto álcool ingerido. Acabei concordando. Levei-o para o quarto e deixei ele dormindo. No corredor da pousada, Renata e Paulão me convidaram para ir ao quarto deles ver um filme. Em condições certamente eu recusaria, mas como já estava um pouco "alta", além de com muito tesão, acabei aceitando.

Renata e eu esticamos então o corpo na cama, enquanto Paulão foi até o frigobar buscar mais cervejas para nós. Ele ligou a tevê em seguida, e estava passando um filme pornô, justamente de sexo interracial, com um negão bem dotado enrabando uma loira. Renata e eu caímos na risada. Que coisa era aquela? Uma linguiça enorme penetrando a xoxota da loira, que gemia como uma vagabunda. Bradei:

- Só pode ser montagem uma coisa dessas!

- Montagem, Claudinha? Você não sabe que negão é bem dotado?

Fiquei morta de vergonha quando Renata me disse aquilo. Respondi que não, que o pau do meu marido não era grande, nem pequeno - era médio, normal. Ela deu risada e depois completou:

- Amor, mostra pra nossa amiguinha o que é um cacetão de verdade!

Claro que nessa hora minha buceta já estava toda molhadinha, sonhando com a pica de Paulão. O negão chegou perto da gente e tirou a rola pra fora da sunga. Fiquei espantada, mas ao mesmo tempo maravilhada. Que pauzão enorme! Renata me disse:

- Viu só? Isso sim é um pau de verdade. Ele é meu todos os dias, mas nós gostamos tanto de você que hoje eu vou dividir contigo!

Depois de falar isso, Renata tirou a parte de cima do meu biquíni e começou a chupar meu peitinho, enquanto Paulão passou a bater uma punheta maravilhosa, com aquele pintão na mão, só observando sua mulher me chupar. Ela dizia:

- Que peitinho gostoso o dessa coroa vagabunda. Bate punheta, negão, que daqui a pouco nosso pauzão vai comer essa putinha toda! Minha buceta se encharcava cada vez mais quando ela dizia essas sacanagens. Estava me sentindo como uma vagabunda de rua. Renata, então, passou a chupar minha buceta. Ao mesmo tempo, Paulão se aproximou de minha boca e me deu seu pau para chupar. Enquanto a negona chupava meu grelinho, eu mamava na linguiça do negão, que puxava meu cabelo com força.

Em seguida, Renata disse que era a minha vez de lamber buceta. Nunca havia feito isso, mas estava com tanto tesão que nem achei ruim aquele caldinho um pouco azedo. Ela gritava no quarto da pousada:

- Chupa, vagabunda! Chupa essa buceta preta, sua putinha gostosa! Passa essa língua na minha bucetona!

Como eu estava de quatro, o negão não resistiu ao meu bundão arregaçado e foi logo cravando a rola, de leve, na minha chochota. Comecei então a sentir aquele cacetão enorme me penetrando. Que tesão! Renata mudou de posição e, enquanto Paulão metia pau em mim, mandou que eu lambesse seu cuzinho apertado. E eu lambia bem gostoso. Ela gemia e gritava:

- Lambe meu cu gostoso, vadia! Lambe cuzinho e toma pau do negão, vagabunda gostosa, piranha, safada!

Depois disso, Paulão tirou o cacete da minha buceta e me deu para chupar. O pau dele estava todo gozado por mim, já. Renata ordenou: - Mama na vara preta para beber o suco da sua buceta, chupa o caldinho dessa xoxota vagabunda!

Paulão mandou eu sentar de costas no seu caralho de 32cm. Passei a cavalgar naquela rola preta. Renata aproveitava para ora chupar meu peitinho, ora bater siririca pra mim. Comecei a me soltar mais na cama. Dizia:

- Mete essa rola, negão! Come essa buceta branca e faz a sua mulher de corna! Ela se deliciava, sorria, e dava tapinhas na minha cara. Tinha momentos em que Renata mandava Paulão meter na buceta dela e, logo em seguida, colocar a rola em minha boca, para que eu chupasse o suco da buceta dela.

Transamos em praticamente todas as posições. Paulão pegou Renata de ladinho, enquanto eu batia uma siririca bem gostosa. nem acreditava que estava passando por aquela experiência tão gostosa. A negona levava pau do marido e me excitava, com suas sacanagens gritadas:

- Bate siririca, sua puta! Mete o dedinho na buceta, safada, vagabunda, punheteira, socadora de pica de negão!

O negão fudeu tanto que cansou de comer nossa bucetas. Queria meu cuzinho apertado, que eu raramente dava para meu marido, com medo de doer. Renata lambeu bastante meu cu e metia seu dedinho, o que o deixou excitado e um pouco mais preparado para enfrentar aquela rola enorme. Paulão, então, meteu devagarinho e começou a comer meu cuzinho. Renata, com as duas mãos, arregaçava meu bundão, para facilitar as estocadas dele. Ela delirava:

- Mete, negão! Mete a rola no cuzinho dessa vadia, mete! Arromba esse cu apertado dessa safada! Como eu estava dando o cu de quatro, ela aproveitava para me dar a buceta para chupar, escorada no apoio da cama. Quando eu demorava para lamber, pois gemia muito, ela me dava tapa na cara.

- Lambe vagabunda! Lambe a buceta da negona! Não para que eu vou gozar!

E a safada acabou gozando de esguicho em minha boca. Quase que ao mesmo tempo, o negão tirou o pau do meu cu e veio gozar na minha cara. Renata punhetou sua pica perto do meu rosto e ele soltou um urro de prazer quando seu leite encharcou minha cara toda, caindo nos meus seios logo depois.

Encerrada a foda a três, tomamos um banho juntos e eu voltei para dormir com meu marido no nosso quarto.

E ele acordou domingo com uma puta de uma ressaca, sem lembrar de nada que aconteceu naquele sábado. E sem ter visto quase nada também.

Até hoje eu gozo muito batendo siririca, em casa, lembrando daqueles dois pervertidos. Peguei o Facebook e o Whatsaap de ambos, mas ainda não tive tempo para retomarmos aquela putaria maravilhosa.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/10/2014 11:54:32
Esta bom mas 32 cm
14/10/2014 11:54:11
32 cm é de mas mas o resto esta bom
11/10/2014 00:02:40
gostei belo conto rs
10/10/2014 17:03:22
hum! delicia nao sou negro mais sou baiano tambem e tenho uma pica de 22cm e deu vontade de meter toda na sua bucetinha tambem me add skype face e hotmail te espero
09/10/2014 19:34:04
Rola de 32 cm? Viajou legal nessa parte mas o restante está até bom. Gostei.
09/10/2014 18:58:18
Conto muito gostoso, claudia, tou procurando novas amizades whatsapp?
09/10/2014 17:04:59
Muito bom e prazeroso! Parabéns, adorei. 10, claro!
09/10/2014 14:16:31
muito bomm gostosa add no whats ??
09/10/2014 13:58:14
muito excitante
09/10/2014 11:55:11
gostei muito do seu conto vc deve ser muito gostosa e safada pelo que percebi ... escreva mais contos.
09/10/2014 06:54:11
meu whastapp, mulheres e casais de Salvador podem entrar em contato pelo e-mail
09/10/2014 06:52:58
Oi sou de Salvador, querendo novas aventuras meu whatsapp
09/10/2014 01:41:30
muito bom coroa, visite Natal rs

Listas em que este conto está presente

Contos Lidos
Lista para manter o registro dos contos lidos por mim.




Online porn video at mobile phone


contos eroticos. na sezala com as escravascontos eroticos viciei minha sobrinha wattpadcontos eróticos fui corno e escutei tudo atrás da paredexvideo mulatasnoraistorias eroticas de insesto filias mas novinas y pai en la rosaboquete bengala cabeçudo no buracocontos erótico evangélica novinhacontoswww.eroticos na festafiquei bem v******** batendo p****** bem gostosa cantando Caladinhavideo de porou dirano vigidade da namoradafe vedtidogorda girando o cu na rola jigante videos caseirosxvídeos 10 mamae fas cudoce mae efilhocomjj ninha irma todinha pornoxxvideos às Panteras de 18 anos pidinos pra botar no cuxvidio frre com rabos giganteminha mãe deu cu p um cavalo contos Patrine da do 21 pelada mostrando a b*****xvideo filinha mimada senta no colo do papai para masturbaconto erótico titia celulitemulher bebada foi tamar banho e acordou ebgatada pelo cucontos-padre comendo a meninalevandopicadecavalovídeos de veias tirando a caucinha dando o cu pra velhovideos pornos de mulheres de cor amarradas e amordaçadascomi a pmMeti+bem+gostozona+mia+netia+safada+que+me+deu+o+cuzio+conto+eroticocontos erotico minha sobrinha suadinhacontos eroticoscuzinho sem pregasnovinha alemã da xana lisina abrindo a portamtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1penis gigantao punheta boquetevideos novinha di saia porbaxo naruamulata agasalhando rola no cubaixar pornô sogro ditas com novinhas greludasContos reais de sodomiacontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefantexvido molhe fije kuem tar dorminocontos heroticos barracacontoseroticos/mulherdopastorenudou boceta da vadia d porrawww.sexo.conto.erotico.meu.padrasto.e.bigdotado.tva bucetaeu chorei pedi pra parar mas ele metia contoconto gay contei pra ele que queria dar pra eleiotube videos putariha potonopornô conponba clandecontos porque virei crossdressingcunhadinha bem linda e muito gostosa coxas grocas e bumbum saliente contos eroticosgostosas apimentadinha de tesaopornodoido calcinha fio dental sozinha na cama"ver la feliz" casadoscontos.com.brxvideo comendo gay letameteXvideo mobile Filha tem buceta pilugosei na sogra distraida deitada x videosvídeo de GTA empinando nas motos batendo pornô e batidofilme de sexo amador na Claudinha dei o c* virgem e gritou de dorporno conto erotico irmao eguacontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosgaby de touros-rn transandoconto erotico gay viado desobediente tem que tomar na caracontos eroticos de caminhoneiros fudendo homens em posto de combustiveisbaixar video Enteada safadinha bem cadela transando com seu padrasto sem vergonha. Bem putinha ela foi ate o quarto do padrasto e la pegou ele dormindo, tirando a cueca deledei o cu pro diretor gay contosx.video novinha com 7negaoporno olhei peguei chupeimenina fode com negro dismarcado.chingando e gritando e fala que vai gozar.xnxxXvideo mobile Filha tem buceta piluxvedeo filho na aquenta ve sua mae de calsinha e acoxa elaconto erótico meu pai abuso de mim quando eu tinha cincoanosxvodeos rebolando cuzao chupano varasexo entre garotos de menor video caseirogeycomida e margarina no cu e na bunda inteira delaQuadrinhos eróticos meu padrinho pauzudo me comeucontos eróticos de dono de bar velho com gay novinho videostayna tei srterapaz passa oleo no cu grande da loira empura a bica ate gozarvídeo de sexo negão lascando a b***** de magrinha Sonhadapunhetando para cunhadinha verxvideoscontos erotico sobrinho pausudo so de sungalucila safadaxvideosXVídeos Visitei Dermacydquero ver mulher alisando a Tabaca dando tapa na b*****x vídeo namorada dano a buceta pra pagar a dívida no agiotaalggus videos ponou com as jovemzinhasgotosa lavano casapeladagts de fio dentau mostrando ha bucetinha na webipescoco deve estar dolorido,esses chifres/cada ve maior,cornocobaia sendo comida por jumento xnxxcontos eroticos minha filhinha meu amor minha vida cnnporno tarado castigando buceta visivelmenteesposinha pagando pepequinha no xvideosgostosa gordinhas tirando cabeçaxv homens encoxando em mulheres 2017contos de filhas enrrabadas pelos pais de pénis grandes e grossospapai e filhinha parte3Contos de papai e mamae sempre examina minha xotaEMYRYZ-Casa Dos Contos Eróticos| zdorovsreda.comcontos eróticos evangelica peituda de vestido leve