Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Aprontando dentro do carro com uma amiga e seu namorado.

Um conto erótico de Michele
Categoria: Heterossexual
Data: 31/07/2014 11:18:16
Nota 9.58

Olá, vou contar pra vocês o que eu aprontei dentro de um carro com uma colega e o namorado dela.

Oi, meu nome é Michele, tenho 19 anos, mas a historia que vou contar aconteceu faz um bom tempo. Porém, sempre tive o hábito de escrever minhas “aventuras” em um diário, por isso vou conseguir detalhar muita coisa.

Antes, deixa explicar como sou.

Sou branquinha, tenho cabelos bem pretos e liso, 1,65 de altura e sou muita linda de rosto, confesso que tenho carinha de menina safada rsrsrs. Já ouvi muito isso.

Sempre chamei muita atenção dos homens, desde muito novinha. Tenho seios médios para grandes, durinhos e empinados. Meu quadril e cintura fazem um contraste perfeito, e meu bumbum é grande e empinado, redondinho! Minhas coxas são grossas firmes, malhadas...sou um tesãozinho.

Bom, vamos ao conto.

Fui a uma balada fora da minha cidade com mais quatro amigos, todos no mesmo carro atrás de diversão. Eu e a Patricia ( Paty ) éramos colegas, na verdade nem isso, conhecia ela de vista, mas nem cumprimentava ela quando agente se esbarrava por aí, mas eu tinha uma amigo em comum com o namorado dela no carro, e por isso ela e o namorado estava indo com agente pra essa balada que prometia. Eu sabia que Paty estava com esse rapaz chamado Guilherme fazia um bom tempo, cerca de um ano talvez. Sorte dela, ele era lindo, braços musculosos e tatuado, mais velho que ela, acho que uns 5 anos mais velho, ela era nova como eu, talvez a mesma idade que eu. Confesso que ele também tinha sorte vai! Ela era uma menina muito linda (somos amigas hoje em dia), loirinha, olhos verdes, tinha seios médios para pequenos, mas combinava com ela, mas da cintura pra baixo ela era sensacional, deixava qualquer homem babando, um bumbum enorme redondo e arrebitado, e um par de coxas grossas e gostosas! Eu pegaria ela viu (também fico com meninas). Ela tinha um estilo meio roqueirinha de se vestir e falar, nesse dia ela tava mais para perigueti, com um shortinho jeans muito curto (muito mesmo viu) e apertadíssimo, inexplicável como estava deliciosa com o shortinho, e também usava uma blusinha com decote, deixando seus seios bem amostra e destacando eles, a barriga dela também estava de fora, mostrando o pircing em seu umbigo. Assim como eu que também estava exibindo o meu pircing no umbigo com uma blusinha decotada deixando quase meus seios completamente a mostra (meus seios estavam um tesão), também usava uma calça jeans branca, muito apertada que devido minha calcinha fio dental estava entrando no meio do meu bumbum, fazendo com que todos os homens virasse a cabeça para me secar.

Na balada, eu não fiquei muito perto do pessoal que foi comigo, fiquei andando mais sozinha, recebendo cantadas, algumas passadas de mão no meu bumbum, como existe gente tarada viu, na tenda de musica eletrônica eu levei umas 10 passadas de mão e nem sei de quem. Beijei muito, muito mesmo! Beijei mais ou menos uns 9 homens diferentes, e uma menina também. Entres esses que eu fiquei rolou uns amassos bem quentes, sempre no meio de todo mundo. Mas aí, aconteceu de começar a ventar e esfriar bastante, um temporal se aproximava e já dava pra ver muitos relâmpagos no céu. Eu estava sem blusa de frio, e dei sorte (a sorte maior viria mais tarde) de encontrar meu amigo dono do carro que nos trouxe até a festa, pedi pra ele a chave do carro, pra mim me abrigar do vento e do frio que a possível chuva ia trazer, a balada era em ambiente aberto, com algumas tendas cobertas. Ao pegar a chave do carro com ele, fui para o estacionamento da balada e entrei no carro ficando no banco de traz que é mais espaçoso. Já fazia uns 20 minutos que estava lá sozinha, começou a chuviscar, e o estacionamento estava bem deserto se referindo a pessoas.

Foi quando vi um casal, estava longe de mim, mas vindo em direção ao carro. Ao se aproximarem mais, vi que as duas pessoas eram Gui e sua namorada Paty. Eles bateram no vidro de traz do carro pedindo para eu abrir a porta, Paty e Gui riam alto, estavam um tanto quanto bêbados, falavam alto também. Eu abri a porta de traz mesmo e a Paty foi a primeira a entrar, um pouco molhada da chuva fraca que tomou até chegar ao carro, ela me abraçou brincando, rindo e dizendo: “Me esquenta, você ta quentinha aqui dentro“ Eu a abracei e esfreguei suas coxas que estavam arrepiadas e toda de fora devido ao shortinho minúsculo que usava., ela ria e dizia “ isso. Isso! “. Enquanto isso Gui foi entrando e sentando ao lado dela, eu não gostei deles terem chegado ali no carro comigo, iria ficar de vela para os dois, mas não pensei em sair do carro, melhor ficar de vela do que ficar passando frio lá fora, e eu também não poderia mais entrar na balada agora. Estava esperando a Paty me largar e agarrar o Gui pra eu pular para o banco da frente, pelo menos eles teriam mais privacidade. Mas ela não largou, e estava bem alterada e muito engraçada. Ela agarradinha em mim, toda delicinha arrepiada, cheirosa, com uma carinha de puta, e o namorado dela agarrou ela, estávamos nós três no banco de traz, rindo, contando besteira um pro outro, contando o que cada um viu e fez na balada e eu comecei a gostar de ter aquela loirinha gostosa grudadinha em mim, o papo estava bom e eu também estava um pouco bêbada.

Só de conversarmos ali, fazia com que os vidros embaçasse, estávamos dentro do carro fazia uns 10 minutos quando Gui começou morder o pescoço da Paty, ela ria e dizia pra ele parar, ele respondia rindo que estava com fome e foi aí que começou a brincadeira. A Paty me agarrava ainda mais e dizia “Me ajuda Michele! Ele vai me comer viva! Tira esse maníaco daqui” Eu o empurrava e ele tentava morder minha mão, e agente ficou (como tontos rsrs) nessa brincadeira até que a Paty me soltou e pulou em cima dele, tomei um coice dela na perna rsrsrs, mas não foi nada, o fato é que eu estava com a impressão que o volume que estava aparecendo na calça do Gui, não era normal, acho que ele estava ficando de pau duro, a Paty estava me espremendo com seus pés para brincar com o namorado, estava apertado e nessa hora chovia muito forte, com a Paty ali no meio toda espaçosa eu não conseguia ir para o banco da frente e também não queria ir, estava me divertindo com a bagunça, então eu joguei o banco do passageiro para frente, aumentando um pouco meu espaço, e o Gui mesmo levando mordidas da Paty, jogou o do motorista pra frente também, a Paty empurrando e puxando ele fez com que ele acabasse mudando de lugar com ela (a bagunça tava grande viu!) e no meio dessa mudança, eu vi que Paty passou várias vezes a mão no pau dele, e ele também passou a mão nela, nas coxas e seios, a brincadeira fez a Paty ficar com um dos seios a mostra, BABEI! Que delícia era o biquinho do seio dela, estava durinho, eu tive que ficar olhando aquilo, o próprio namorado dela quando percebeu disse “Opa que delícia” e encheu a mão no seio de Paty, ela deixou, olhou pra mim rindo com cara de safadinha e disse “Olha o namorado tarado que eu arrumei”, em seguida, ela tirou a mão dele do seu seio, empinou mostrando bem aquele peito gostoso pra mim e disse “Olha o que ele me faz, que sem vergonha” . Ela arrumou a blusinha enquanto eu disse “Por isso você gosta dele não é Paty?” Ela riu e disse “Adivinhou”. Ele voltou a morder ela, em seu braço, Paty gritou e disse “Filha da puta! Me ajuda Mi!” Eu puxei ele pela cabeça e ele segurou minha mão e mordeu também, Paty então, segurou os braços dele (é claro que ele deixou) e me disse “Morde ele também, desconta!!” Eu mordi suas costas e ela abaixou e mordeu sua coxa, eu já tinha me afastado e Paty ainda abaixada no colo de Gui disse “Morde mais, judia dele pra ele aprender parar de fogo!” Voltei a morder as costas dele e ele ria como se estivesse recebendo cócegas, Paty mordendo as coxas dele disse” Vou aproveitar que estou aqui e vou morder aonde você precisa para baixar esse seu fogo”. Adivinha então o que ela fez? Pois é, ela mordeu o pau dele, o clima tava esquentando, e eu adorei ver aquilo. Notei que Paty, ficou alguns segundos beijando e esfregando o rosto em cima do pau de seu namorado, eu estava quietinha na minha olhando, ele quietinho só passava a mão nos cabelos loiros de Paty. Ela se levantou olhou pra mim e disse sorrindo com carinha de putinha (como sempre) “Acho que eu aumentei o fogo dele em vez de abaixar” Eu ri, ele também, Gui disse para ela “Olha o que você fez né sua safada (ela ria e o encarava mordendo o lábio), cê ta querendo provocar mesmo né, não importa se tem gente aqui, que coisa de menina putinha!” Paty olhou pra mim dizendo “Ele está com o pau muito duro, você não tem noção”. Bem, eu tinha sim, já tinha notado o volume em sua calça. Gui disse para Paty “Fica mexendo com quem ta quieto fica, depois você aguenta” Paty interrompeu ele gritando” Ta de pau duro!!! Ta com tesão né seu safado! Será que é pela Michele ham? Pelas mordidas que ela te deu?” Ela me olhou com cara de safada e sorriso malicioso, eu então respondi “Eu não tenho nada com isso não! Foi o seu seio que ele viu e passou a mão e foi você que tava mordendo as partes dele” Todos nós demos risada. Paty disse “É pode ser, mas esse safado aqui, falou pra mim que você é gostosinha demais, e eu briguei com ele quase a balada toda, por isso não procuramos você...” Eu gelei, estava com um sorriso amarelo no rosto, mas Gui a interrompeu novamente, dessa vez com um beijo de língua daqueles! Eu encostei em meu cantinho e tentei ficar o mais afastado deles possível, acreditei no que a Paty tinha me falado, então procurei ficar na minha pois não queria encrenca. Por um tempinho, cerca de uns 2 ou 3 minutos, eles ficaram quietos se agarrando, eu procurei ficar quietinha também e nem olhava muito pra eles, ficava vendo a chuva forte cair do lado de fora, mas escutava o gemido dos dois, principalmente dela, escutava o barulho de seus beijos, e quando arriscava dar uma olhadinha discreta pro lado deles, via mão boba pra todo lado, ele tava amassando ela de acordo, eu podia ver ele apertando os seios dela com vontade, e a blusinha dela era tão decotada que dessa vez os dois seios dela estavam completamente a mostra. Eu gostaria de ficar olhando os dois, estava começando a ficar excitada, mas ainda estava com medo de arrumar algum problema, não os conhecia direito. O silêncio foi quebrado quando ouvi ela dizer “Aí tem gente aqui seu maníaco” Eu ouvi um barulho de botão e de zíper abrindo, era o shortinho dela, mais que depressa respondi “ Relaxa, não to vendo e nem ouvindo nada” Eles riram baixinho, mas é claro que eu estava vendo tudo, a luz do estacionamento era forte, iluminava tudo dentro do carro, apesar dos vidros estarem completamente embaçados. Mais um ou dois minutos depois, vi que ele já estava com a mão dentro do shortinho dela, e ela respirava alto, ao ver isso eu definitivamente fiquei com tesão, senti minha boceta esquentar, e o tesão nos da coragem, passei a olhar os dois sem disfarçar. Logo em seguida ela abriu o zíper e o botão de sua calça, Gui olhou pra mim e viu que eu estava olhando, ele tava bem do meu ladinho, não precisava nem esticar o braço pra pegar no pau dele, eu continuei olhando pra mão dela terminando de abrir a calça e ele disse ”Paty você vai fazer o que??” Paty também olhou pra mim e viu que eu estava olhando, ela disse “Deixa ela ver, não tira pedaço, deixa eu botar ele pra fora deixa, ela vai ficar morrendo de vontade” A safada olhou pra mim e deu a risada mais sexy do mundo. Adorei aquilo, adooooreeeeiii!!!

Minha xoxotinha queimou de vez dentro da minha calça, aquela Paty era uma biscate mesmo!! Queria que eu ficasse com tesão olhando o pau do namorado dela! É claro que eu iria olhar, e é claro que o Gui deixou! Eu disse pra eles “Vou olhar mesmo heim gente, e muito de perto ainda!“ Paty tirou o pau dele pra fora da cueca e eu senti minha bocetinha melar. QUE PICA GOSTOSA! Grande grossa, branca com a cabeça avermelhada e toda lambuzada de gozo. A Paty pegou aquela tora na mão e puxou a pele para baixo fazendo toda a cabeça aparecer, ela o beijou na boca e bateu uma punhetinha bem de leve, a cabeça do seu pau estava muito inchada de tesão, e eu via o gozo sair aos poucos pela pontinha. Paty me disse “Você ta olhando né Mi” E eu respondi “Claro! Ta aqui do meu lado” Agente riu, ela punhetava e dizia “Gostosa a pica dele né? Esse safado ta gostando olha a cara dele!! Ta gostando da Michele ficar olhando sua pica né seu safado?” Eu ria morrendo de tesão, e ele respondeu “To sim pra falar a verdade, e ela ta com cara de quem ta passando vontade” Paty disse” Você não conta nada disso pra ninguém heim Mi,se não vão falar o que de mim?” Gui comentou rindo “Vão falar mais né, sua fama não era boa antes de me namorar, e ainda não melhorou 100%” Ela mostrou a língua pra ele, e eu concordei em não falar nada pra ninguém. Paty punhetava ele bem gostoso e devagar dizendo “Ta gostoso?...aí que delicia...hummm...ta ficando tão melado...que vontade de mamar, lamber...” Como ela era putinha, e eu ficava vendo aquele pau duro, com a cabeça quase explodindo bem do meu ladinho,babando de vontade. Então Paty tirou a mão da pica de seu namorado, e levou até meu rosto dizendo “ Cheira minha mão Michele, fala pra mim se não tem um cheiro gostoso esse pau” Eu mais do que de pressa cheirei e até encostei meu nariz nos dedos dela, aquele cheiro me fez passar a mão na boceta por cima da calça, eu não aguentei de tesão e esfreguei minha bocetinha, Paty disse “Ta com tesão né, ta babando no pau do meu namorado safada!” E eu já louca e sem juízo de tanto tesão respondi “Estou sim, to babando na pica dele e to toda molhada” Gui me olhou doido, com cara de quem iria me estuprar, Paty fez cara de tesão, adorou ouvir aquilo, ela me falou “Da uma pegadinha da! Punheta ele bem gostoso, eu deixo, e sei que ele vai adorar” Não perdi tempo e peguei em seu pau grosso, melado e quente e comecei a punhetar, a Paty perguntou pra ele “É gostoso a punheta dela é?” E ele respondeu “Ahh é uma delicia, que tesão Michele” Paty abaixou e começou lamber a cabeça do pau dele enquanto eu batia. Eu ficava olhando nos olhos dele e vendo a cara de prazer que ele fazia, olhava também a Paty lambendo e chupando a cabeça melada daquela pica gostosa. Como eu queria mamar ali. Com a outra mão eu esfregava minha bucetinha por cima da calça. O Gui gemia e fazia careta de tesão, e eu ali punhetando bem gostoso, segurando aquele pau grosso e quente e vendo a Paty fazer biquinho e esfregar o lábio naquela cabeça enorme e melada, ela beijava, chupava, lambia e me matava de vontade e inveja. Paty me disse “Tira a porra dele pra mim? Me da ela Mi, to querendo beber porra quentinha, to com fominha” Que menina era aquela! Como me deu tesão tudo aquilo, imagino no Gui, ele gemia e passava a mão no cabelo da Paty e não demorou muito ele disse” Se vocês continuarem eu vou gozar!” Paty respondeu “Vai Gui me da tudo o que você tem aí me dá, vaí Mi bate pra ele, tira esse leite quente” Ela teve que parar de falar pois Gui começou a gozar enquanto ela falava e eu punhetava. O primeiro jato de porra acertou seus lábios e lambuzou seu rosto, caindo um pouco de porra quente em minha mão, mas logo a Paty abocanhou a cabeça da pica, e eu fiquei batendo bem rápido uma punheta enquanto ela tomava todo leitinho sem deixar escorrer nada, o Gui gemendo alto, eu com a boceta querendo muito um pau nela, querendo pelo menos me masturbar sem ser por cima da calça. Assim, Paty bebeu tudo, passou o dedo no seu rosto e chupou a porra que estava nele, ficou lambendo aquele pau delicioso deixando ele bem limpinho, e eu com a calcinha ensopada me contentei em lamber a porra que melou meus dedinhos. O Gui ainda me perguntou “Ta gostoso?” E eu sorri como uma vadia e respondi positivamente “Unhum”.

Se quiser me add no skype anote aí [email protected]

Comentem meu conto, assim vocês me incentivam a contar mais coisas. Beijinhos.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/08/2018 06:20:10
Uaaaauuuuuu... que loucura mais tesuda!... ficou por aí na punheta e gozada do Gui; ou você e Mi ainda aprontaram um pouco mais? Rs... nota 10, de novo!!!! Delícia!!!
19/12/2017 11:56:46
Que delícia de menina safada.. Tesão gostoso de ler seus escritos... Gosto muito de papear, se quiser meu e-mail e skype é
15/06/2016 16:05:02
quero sua buceta tambem delicia me add
18/09/2015 10:29:39
Delícia de conto
15/12/2014 10:58:26
seus contos são um tesão... impossivel ler ser bater uma bela punheta imaginando a cena... se quizer trocar experiencias ... bjus
02/09/2014 13:22:43
Duas gostosas em um conto lindo.
01/08/2014 12:47:58
Muito obrigada gente, esses comentários me motivam a postar cada vez mais.
01/08/2014 11:18:00
Melhor conto que eu li em muitos meses...seu relato detalhado me encheu de tesão...NOTA 10
31/07/2014 14:37:48
a 3 é muito delicioso, parabens pelo conto e pea redação, me add no skype, rodrigobb1983
31/07/2014 11:31:54
nossa q delicia q conto, muito bom....




Online porn video at mobile phone


ele foi retribuir.o favor q a irman lhe fez pornodoidoVERVIDEOE.ENCOXADA.NO.ONIBUSxxvidio flagadcomi egua nova contopeguei minha sogra de vestido ei so olhando por debaixocontos eróticos meu marido viajou me bloqueado me f****contos sexo gay chulécontos eróticos a babáxvideo porno erotico esposa negra traino o marido ela dano o cuzinhoAmor Sobrenatural-Ep.04-Contos Eroticos zdorovsreda.ruContos eroticos sou obrigada a fazer nojerasContos eróticos-caçador de pau comprido e grosso me rasgouasxxxxxcomconto gay meu colega aceitou da o cuconto erotico sexo com soldadoconto de casada com negronovinnha gosando de calça soçial pretapornodoidosenhoraOLHA AMOR, TÔ CHEINHA DE PORRA DE OUTRO MACHO.Ajudante de pedreiro dando a bunda grandecontos eróticos menina de 25 anos 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com as unhas vermelhasnovinha safada com jorde mostra a puceda sem calsinha fodos 100fodossex. video amarcaiaxvideos Marquinhos picudo fudeu a novinhacontos eroticos mandei minha mulher dar pro nosso filhoàs panteras só às madrastas safadas 2017praporno fui ajudar minha conhada na cozinha qui ela em gancho a mãocontos porno gratis estupro sadomasoquismo submissãopiroquinha durinha contosbunda sendo invadida pela primeira vez gaychuapadas entre elasconto adoro ser cadelinhaContos eroticos gay o engraxatealcidesmelo xvideosvídeos de novinhas dançando xote inchada se masturbando e gozando dentro de jatos de porracasa dos contos eroticos sardentacontos eróticos revista privatemulher convulsiona de tesao no pinto monstrocontos montadores cuzinhoporno cazeiro cunhada nao aguentou cu cunhado paugrande de São Paulo xvideo. commoler dencendo com os peito aparesendcontos espiano o decote da minha maecunhada louca pra sentir rola grande pega cunhado de pau duro e nao resisteloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualimagens do negão enfiando o pinto na b***** da mulher que ela geme até a almavelha tarada mandando a neta chupa a buceta dela a força e da porradajaponesa sexy taxando xvideo.comconto erotico/gay asistindo percy jacksonhmem do pau piqueno fodobuceta grandegostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosquero ver travestis sexo travesti comendo mulher da rola bem grande e grossa norm e homem comendo mulher também pode ser ou não tá difícilporno descarado peguei minha filha batendo uma siriricacontos de cornos com tio velho pauzudo e comedor super canalha rwww.xvideos.bucetaovirgenscomtos eroticos minha mae drogada foi fodida e eu tambemcolocou a calcinha de lado e mostro a priquita xvidiocasada foi brincar de esconde esconde e deu o cu casa dos contosdai e derse de caminas xvideoscontos tomei coragem e dei pro meu filho pauzudoHistória de sexoem que filho foi passar protetor na mãe,acabou comendo ela ,contos erótico Contos eroticos larissa submissa dos tios parte 1pornodoido lesbicas ate os pulçosmeu padrasto chupanva quando contosfilme velho cadeirante fica de pau duro quando nora da banho neleconto erticos e eu os moleqes tocamos varias punhetscontos depois do fultebou fui tomar banho com meu imao e acabamos fazendo mao amigafotos reais de mulheres evangelicas com calca enfiadana bundacasa dos contos eroticos senzala esposa. filhameu amigo e eu comemos minha irmaxvideoxxx minina cumedo mininocontos sexo anal concunhado concunhadamulheres mortas com a bucta scheia de porraxvideos mulher relacha couro da picaprima de pijaminha curtinho vai dormi com o primo mais novo e fuderamconto erotico gay currado numa cilada primero anal das caipirinhasrevista em qadrinho mae mulata de calsinha de rendinha atolada no rabo pede pro filho come sua busetaponhei chupa meu pinto sua vagabunda na vizinha