Milico Rabão Farra armada pelo Figa 1


Um conto erótico de Milico Rabão
Categoria: Homossexual
Data: 10/06/2014 20:14:25
Nota 10.00

Fodão presente do Figa

Antes de continuar, esclareço um ponto que pode não ter ficado claro a quem leu os relatos desde minha volta. No primeiro post do Retorno, conto que desembarco e seguia para casa, e o mesmo digo na terceira parte. A razão é que temos duas casas, por causa dos trabalhos meus e de minha esposa, temos um apê numa e a casa da vila onde a família se fixa. Aproveito para agradecer as mensagens de boas vindas ou bom retorno, fiquei todo-todo, rsrsrs. Curto muito escrever para vcs, bom demais liberar, falar livre desses pecados gostosos.

Tenho alguns posts adiantados, tentarei manter o ritmo, pois darei um break agora na Copa, putão também trabalha. Sem contar que no fim certamente terei umas fodinhas legais pra contar, se elas rolarem. Povo pensa que vivo fudendo! Esquecem que só posto as fodas e não o dia a dia. Rsrsrsr

Eram 20 horas, refeitos da rapidona que demos, fomos relaxar e depois nos encontramos na sala de TV assistindo lutas do UFC, mania dos três. Perguntei.

-E ae Figa, e o cara Macho-Topa-Tudo seu amigo? Pensei que a farra seria na casa dele, os sobrinhos e tals..?

-Eles chegam lá pras 23 ou 24 horas, o cara é dono de uma firma de segurança, era policial, desistiu e partiu para o setor privado. O sobrinho macho ta morando com ele e o passivo é filho de criação da irmã dele. Me contou que o Machinho é picão fudedor de cu mesmo, traçou o primo e alguns do condomínio, por isso prometeu trazer outro passivo.

-Bonitão o cara?

-Não bonito, mas uma cara de macho serio, que é tesão demais, e charmoso. O bichão é largo, sabe dos caras que malhavam muito? Não é como vc e o Berga estilo tanquinho, é mais como eu, forte sem estar rasgadão. Bração, coxão e uma pica de 22 das boas. Tua cara Velão, relaxa que sei do que vc gosta.

-E os sobrinhos?

-O Macho, tem 20 anos, corpo de academia, liso no tórax e coxona peluda, bonitão, pica de 19 cm, grossa, cabeçuda e sacão. O Passivo, 19 anos, magro definido, bonitinho demais, rabo feito pra levar rola. Segundo o Leke Macho, não chega a ser mocinha, mas notasse a boiolagem de nascença, e tanto este como o outro que ele quer trazer são taradões em serem passivinhos submissos. Este outro é um baixinho taludo, jeito macho. Boca e rabo gulosos, taradão em caras maduros. e tarada em mamar pica e ser submisso.

-Caralho esse Leke deve ser o Alfa do condomínio, come tudo no caminho.

-KKKK O tio diz que depois que o Leke se mudou pra lá, nem sai mais pra caçar, tem rabo e boca delivery, kkkkk Mas ele ficou taradão mesmo foi em te conhecer. Sai pouco com caras da mesma idade, esta atualmente na dieta de Leke Passivo.

Berga atendia o celular. O papo com o Figa acabou e ouvíamos o Bergão com seu vozeirão dando um passa fora no viadinho-mor dele.

-Nem em sonho inventa de me aparecer aqui porra! Estou com meus brôs das antigas e vamos cair na farra, comer umas putas ou o que der na vontade. Se eu quiser vc aqui eu chamo. Boa noite.

Desliga o cel e se dirigindo a nós como se tivesse sido ofendidissimo em sua autoridade, fala irritado.

-Pode isso agora? O porra do Flavio, dizendo que se tiver viado aqui ele vai fechar o tempo! Se for só buceta ok.

Eu e o Figa nos olhamos e caímos na risada, não só pela raiva dele, mas pelo comportamento totalmente Berga que conhecemos, o Grandão penou muito, ficou muito no Xadrez para aprender a respeitar hierarquia no Exercito. Era o tipo de Aspirante-Oficial que o superior manda e ele pergunta “porque?” Só melhorou depois de Tenente, mas continua fechando a cara se não concorda com a ordem.

-Estão rindo de que seus putos da porra? É serio man, viadinho meu, levo no cabresto, gosto desse saimento não. Já sei até o castigo que vou dar.

-kkk Tem castigo e tudo? Pergunta o Figa.

-Tenho um consolo de 30 cm dessa grossura,(mostra na mãos) Enfio no rabo e mando ficar com ele até que eu mande. Ou então um plug de inflar, e toda hora chamo e dou umas bombadas para inchar mais.

-E o cara aceita?

-Adora! Kkkkkkkkkk Finge que sofre, e sempre falando que se desagradou seu macho ele realmente merece.

Eu

-Deu certo hein? Achou dois doidos que liberam seu lado perverso.

Berga

-Não é que é verdade? Kkkk

Ficamos de papo mais umas poucas horas, tomamos alguns energéticos, uma ou duas doses de uísque, o Berga inventou de me depilar o rabo com um creme depilatório. Tenho muito pouco pelos, geralmente não depilo, mas fiquei de cuzão aberto no sofá pra ele fazer o que queria, só não meteu porque dei bronca. Figa se animou e foi também depilado. Demos umas brincadas um na pica do outro, até o Berga nos massageou as rolas. As 23h40min o interfone chama anunciando a galera.

Estávamos nus e assim continuamos, cheios de energia do álcool com energético e as safadezas de moleques um com o outro, deixou-nos de pau pra lá de meia bomba e sedentos por sexo.

Berga como anfitrião, abre a porta. Entram quatro caras. O de 40 machão, o sobrinho macho tesudo demais que me atiçou na hora que pus os olhos, e logo atrás os dois passivos, o magro definidinho lindinho e o taludinho tampinha. Dois rabos de primeira. O mais velho fala depois dos cumprimentos.

-Porra se a galera já ta de pau de fora, vamos ficar também pra combinar. Onde tiramos as roupas?

Macho não era bonitão não, mas um macho de ser seguido pelo rastro de testosterona que deixa pra trás, o mesmo do sobrinho, porem este um tesão de playboyzinho gato, os dois passivos, não tiravam os olhos das varas. Quando vieram me cumprimentar, pois estava eu logo depois do Berga, puxei a mão do taludinho a pegar na minha pica. E disse-lhe

-Tá disposto mesmo a encarar pica muleke?

Putinho não se fez de rogado e apertando minha rola respondeu sorrindo e lambendo os lábios.

-Do jeito que vcs mandarem.

Figa faz o mesmo com o magrelo e logo apontava a porta de um dos quartos para que eles deixassem as roupas. Finalizou dando um tampo no Magro e dizendo.

-Volta logo, que a mamadeira ta pronta lekinho.

Os passivos correram primeiro ao quarto, o machão trocava idéia com o Berga e o Figa, já sem camisa, enquanto era-lhe oferecida uma dose de uísque. O Machinho show de bola se chegou em mim todo marrentinho e com um sorrisinho sacana demais na cara.

-E vc Grandão, qual a sua na parada? Curte tudo?

-O que vier carinha. E vc man?

-Sou ativo meu Grande, hiper tarado em chupar e fuder cu. Curte cara mais novo?

-Curto cara Macho véi. Na pegada a gente vê o que rola. Porque a pergunta? Gostou do tiozão?

-Muito, pra caralho! Nunca estive com um cara assim como vc, digo com o cara me dando.

-Já ta na certeza que vai me fuder broder? Kkkkk Pra meter tem que mostrar que entende do enredo, tem que me fazer sentir tesão em dar.

O sujeito apesar de novinho parecia ser mestre em putaria. Abriu um belíssimo sorriso, tirou a camisa mostrando o belo corpo cheirando a carne nova, deu uma boa pegada no volume e buscou minha mão e encarando-me diz.

-Olha aqui o que vc fez cara!

Dei uma boa pesquisa no volume. Pica realmente grossa e saco de encher cueca, estava duro que parecia uma barra de ferro quente. Peguei a mão dele e a fiz apertar a minha pica também, para que soubesse que o esquema não era o mesmo que os subs que ele trouxe.

Tentou tirar e segurei a mão. Olhei nos olhos dele, me abaixei até sua boca e dei um beijo de lábios. Ele manteve a mão. Rápido no que queria me convidou.

-Vem me ajudar a tirar essa roupa toda? Será que a galera fica cabreira?

-Que nada boy, aqui todos fazem o que querem.

-Então vem cara, estou quicando de tesão de ficar em cima desse homão todo.

Fui caminhando na frente e o Lekão atrás fixo em meu rabo. Assim que entramos ele mesmo trancou a porta atrás de si. E se transformou no que eu esperava.

-Agora vem aqui grandão e tira minha calça pra vc conhecer em que vai trabalhar.

A frase foi dita de modo firme, realmente surpreendendo para um novinho com a metade do meu tamanho praticamente. Se fosse um homem pronto isso já bastaria a me por de joelhos de boca aberta, porem um novinho para me fazer passivo tem que mostrar mais que talento em interpretar papéis.

Fui em sua direção e o apertei contra a porta, minha rola batendo na sua barriga tão dura que parecia a parede. Dei aquele pega amansa-macho, usando de força roçando nossos corpos, dirigi sua cabeça que estava a na altura de meus mamilos para que ele chupasse.

Alem de gostoso o Lekão também curtia gemer alto e falar putaria. Mais pontos pra ele. Dei um beijo tão feroz que o deixei sem fôlego, daí mordia e lambia seu ombro. Puxei até um aparador próximo e ali apoiei a minha bunda, encaixei-o entre minhas pernas, segurei seus braços acima da cabeça e mordia-lhe os mamilos grandes e pontudinhos num peitoral lisinho de formas perfeitas. De repente parei e falei-lhe, encarando sua face rubra e ansiosa.

-Tá curtindo Novinho?

-To no céu man!

-Então quem vai tirar as calças pra mim é vc. Mostra pro Tiozão aqui esse corpinho tesudo todo nu.

Por milésimos de segundos notei no seu semblante que havia notada que estava dividindo talvez pela primeira vez o papel dominante. Sua excitação jovem não o dava condições de tentar reaver a totalidade de mando ali. Se pau duro já desconecta partes de um homem experiente, com um novinho é como se ocorresse um golpe de estado no qual o Pau conquista o poder total. Ele se afasta mais ou menos um metro, me dando visão completa da sua beleza jovem, seu vigor das formas de seus músculos que tanta dedicação devem custar na academia. Olhei-o de cima abaixo, e mesmo encantado com a carinha bonita, estava enlouquecido de verdade pelo corpão, pela rola bonita, saco tão grande quanto o meu e umas coxas grossas e peludas, tão firmes quanto a de um jogador de futebol. Me lancei em cima daquela beleza, o arrastando até a cama, o fiz deitar com um empurrão e o cobri com todo meu corpo, descansado sem pena todo meu peso em cima dela. Devo ter sido violento. 2 minutos debaixo dos 100 kilos o fez pedir tempo. Antes que eu saísse de cima completamente ele me agarra a pica e retribuo a gentileza.

-Picão filha-da-puta cara! Vai ser um tesão te ver arrombando meus putinhos.

-Já devem estar arrombados com essa rola tesuda sua.

-Posso pedir uma coisa? Seu nome é Luiz, não é?

-Sim é. Peça.

-Deixa eu chupar seu cu Luiz? Desde a hora que vi esse bundão lindo, é só o que penso.

-Delicia! Só peço uma coisinha antes.

-La vem!

-Deixa eu dar uma chupadinha rapidona no seu?

-Qualé cara? Já disse que sou só ativo.

-E vai deixar de ser se me deixar te dar um carinho por um minuto? Tenho um tesão da porra Lekão em chupar cara Macho ativão.

-Ok,mas, um minuto mesmo.

Segurei o riso, havia ganhado o presente de ver aquele tesudinho marrento de 4 com o cu peludinho aberto pra minha língua. Bastou eu devolver-lhe o titulo de o Macho da Foda.

Fui carinhoso e firme nas mordidinhas de bunda, forte e profundo nas linguadas, e estas de primeiro fizeram machinho gemer. Chupava cu e descia com a lingua pelo saco indo da base a cabeça da pica. De um minuto, fiquei me servindo uns 10, tempo em que o safadinho gemeu doido e me faz a pica babar loucamente. A dele também babava, em menor fluxo, mas doce como toda boa baba de pica é.

O Lekão se deitou com o rolão pra cima e manda.

-Senta esse cuzão na minha cara.

Ia obedecendo quando ele me faz parar.

-Não! Fica de pé e vai abaixando até chegar na minha língua, quero ver esse cu chegando e se abrindo pra mim.

Fiquei de pé na ama, ele deitado. Lentamente fui abaixando, ficando de cócoras.

-Caralho Tio que belezura de rabo! Abre ele pra mim.

Claro que obedecia, o projeto de macho estava me pirando, via minha baba gotejando e caindo sobre seu peito. Quando estava bem próximo, cu arreganhadão, o Lekão mostra que era muito mais que um projeto de Macho. Lambuza os dedos na minha baba que melava seu tórax e nos faz chegar mais próximo da cabeceira de modo que eu apoiasse minhas costas e ficando mais confortável na posição de joelhos dobrados em noventa graus, com o cu aberto a menos de um palmo de seu rosto, arrodeia a entrada de meu cu com o dedo melado e safadamente pergunta.

-Pede pro novinho meter o dedo no seu.

-Lekão tesudo! Mete o dedo no meu cu, faz o que quiser seu safado.

-Vai dá esse cu pro novinho tio puto?

-Vou fuder muito essa pica.

-Gosta de vara de Leke não é? Todo macho e taradão em ser bem fudido por novinho. Vou te fazer de putinha igual aqueles viadinhos que eu trouxe.

Terminou de falar e meteu a cara entre as bandas de minha bunda. O toque macio e fervente da língua do muleke me fizeram uivar com a pernas tremendo.

Ele segura a pica e ordena.

-Mama puto, não é rola de novinho que vc quer ? Faz um boquete legal pra ganhar pau no cu.

Por pouco não pulo da boca para o rola. Fiz como mandando e caprichei na mamada. Engolia o pau grosso do Lekão, mesmo com ela inteira na garganta ele mexia a pélvis, me segurava a cabeça firme, enchia de linguada meu cu e não esquecia de mostrar seu prazer gemendo e elogiando.

-Isso sim que é puto mamador, mil a zero nos meus viadinhos.

Eu enterrava o cu na cara do playboyzinho, massageava seu sacão liso e engolia pica como se minha boca fosse feita só pra isso.

-Fica de 4 sacana.

Estava mesmo na hora! Se demorasse mais 10 segundos seria eu a pedir. Ele me fez apoiar os braços na cama e pôs uma cadeira junto a beirada.

-Rapidinho cara, vou pegar um lub. Fica assim, não se mova, quero voltar e ver esse cuzão na mira da piroca.

Quando abriu a porta ouvi os mandos e as gemedeiras do Figa, Berga e do Tio do leke, abusando dos viadinhos. Em segundos ouvi a porta abrindo, uns dedos gelados me encherem a porta do cu de gel, uma cabeçona de rola me provocando a pedir a enrabada. Assim fiz.

-Mete Lekão, funda dentro essa tora.

Mãos firmes me prenderam a cintura, de vez o sacana meteu a cabeça. Dei aquele rosnado. Ele parou e sentando disse.

-Agora vem putinho, vem comendo minha pica. Ta gostoso? Diz

-Bom demais!

Ai a surpresa sacana

-Não disse que o putão era bom em curtir rola tio?

Surpreso e tesudo, vi seu tio subir a cama balançando a jeba duríssima na minha cara.

-Não te disse cara que vc ia ter rola a vontade? Põe pra fora a língua e rebola na rola do muleke.

Batia caceta na minha língua, eu sentia gosto de vara de macho maduro. Um Alfa que logo mostrou a que veio.

-Xande, Vamos pôr o rabudo de 4 na cama para ele poder ter pica a vontade.

O Tio se ajoelhou me socando a picona impossível de engolir, uma senhora Jeba que ali só perdia para o monstro do Berga.

Os caras me completavam de rola, o da frente me fazendo babar muita saliva pra aguentar a tora, Lekão socava num ritmo alucinado sem parar um segundo. Haja energia. Me socando pica, batia no rabo e as vezes apertava meu pau duro. Muito bom nossos sacos se batendo com força devido a ferocidade do novinho metelão.

-Cuzão da porra Tio? Tô perto de gozar.

-Não! Faz ele beber sua porra. Deixa eu dar umas socadas nesse cuzão.

Trocaram de lugar e Lekão tirando a camisinha me fez engolir e logo fudia sem pena minha boca faminta. O tio depois de elogiar o rabo, se firmou diferente do sobrinho com uma mão me segurando os ombros e a outra controlando a cintura. Sabia o que isso queria dizer. O picudão em enterrar aquela jeba de vez. Me surpreende e resolve me dar uma bela chupada no cu, dizendo que o sobrinho tinha feito bom serviço. A delicia é que me chupava o cu e sem cerimônia lambeu meus bagos e tratou minha rola. Quase gozei nessa hora.

-Milico, não sou de mamar pica não! Mas tu é cara macho mesmo, e tem uma pica bonita da porra. Agora se prepara que é um Macho de verdade que sabe o fez que vai te fuder.

A lubrificação, a excitação, o pré arrombamento do Lekão junto a destreza do fudedor não permitiu nem que sentisse dor. O bichão entrou a cabeça me tirando um gemidão de prazer.

-Isso cara. Geme enquanto toma no cu. Que cu é esse macho? Danadinho quente e mordedor.

Pirocão entrou lento e sem paradas, nem bem senti que engolira até o talo, pedi que o macho socasse de verdade. E toma-lhe pica!

Uns cinco minutos sendo fudido pela frente e por trás, e me fazem sentar no Tio e ter o Leke de pé para que fosse mamado. A porta do quarto se abre e não me incomodo de saber quem era. Ouvi a voz do Berga.

-Eiiiita que a farra aqui ta boa demais. Posso entrar?

Tiro o pau do Lekão da boca e pulando na pica do tio olho para o Berga e vejo sua madeira dura.

-Dá essa jeba aqui pra eu mamar junto com a do muleke.

Bem espertinho o Bergão sobe na cama, e antes de me dá alcance a sua pica da uma chegada no Lekão pela lateral do corpo dele. Avanço no madeirão do colega. Puxo com meus braços as duas picas a me esfregarem a cara. Sinto o Leke se retesar e intensificar uma bronha.

-Vou gozar putão. Quer leite?

-Quero sim.

-Desperdiça não seu mamador de novinho, vou gozar gostoso pra vc.

Jatadas quentes me enchiam a boca enquanto apanhava na cara com madeiradas do Berga. Vendo a cena o tio anunciou seu gozo. Pedi que fosse na minha cara. Ele atendeu rápido.

Só não contava que o Berga se aproveitaria do cuzão livre e socaria pica.

Tio do Leke gozou na cara e mandou abrir boca no ultimo jato. Berga começou a socar tão forte que tive que me segurar na cabeceira e ao mesmo tempo atender a ordem de limpar as picas gozadas.

Os caras desfaleceram. Gostei quando foram juntos ao banheiro, percebi que o Berga deveria ter feito um sinal para ficar meio que sozinho no rabão.

Me fez ficar de pé e colado na parede me enterrou o pauzão. Meteu até que comecei a sentir um forte ardor. Pedi que parasse, ele achou que era parte do texto de foda. Falei serio e me desvencilhei da jeba.

-Arregou porra?

-Ta no começo da noite meu Bro! Ta querendo me fazer de sua putinha no meio de um farrão? Tem viadinhos ainda que também eu quero meter.

-Sei......

Ficamos rindo das estratégias e fomos nos lavar juntos com o tio e o sobrinho.

Continua... tem muito ainda....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/06/2014 08:06:10
10
10/06/2014 21:10:39
Excelente como sempre. Você já foi logo no prato principal e eu que pensei que ficaria com o lekinho macho só no final da foda como o combinado.

Listas em que este conto está presente

Milico Rabão
Os contos de Milico Rabão são ótimos. Desde sua iniciação com irmãos até o último conto.Pena que ele parou de escrever e contar suas peripécias sexuais com os amigos de caserna e também seus outros encontros no Brasil e no exterior.




Online porn video at mobile phone


xxx videos porno irmao fudendo a irma a foca e igravidando elaflexionando caio no xvidexvidios outros puraigosando n calcinha d ninha irmamcontos fiquei com tesao flagano meu filho dano o cuconto etotico patroa e empregada bixesual e seu esposojaponesa novinha no ginecologista fica excitada no examebucetavideo porno de homen com fimosepaticinhas perdendo as pregas do cuboquetes e bucetasconto.erotico com fotosjcontos eroticos de moreno perigosoConto comadre dá cu pra ganhaxvidesnegao regassano novinha lindacontos eróticos com foto meu bancario sarado e bem dotado contos fudeu a sobrinha na festa bebadawww. xvidius de cazadas sendo entre marido e i amigocontos de sexo depilando a sograARREBENTO CU JAPINHA BAIXINHA GRITANDOmulher gosou no pau do cara quee iscorreuxvidio disfarssando e mostrando a pererecaapaixonado por dois brutamontes da faculdade 12Negao de pau gigante gozando dentro da buceta da ovelhasgenro fode sogra e filha acaba flagadoos doisfotos de xoxotaas sangrandocontos eroticos de coroas fazendeiras dando pro empregado com o maridoprocurando várias fotos de cão fêmea vários animais fêmeas fazendo sexo anal e vaginal com homem da pomba grande e grossa no prato ele goza na vagina no ânus que a galera corresubornei meu primo gay pra comer elepadrasto sodomitaO doce nas suas veias - (Capitulo 13)-zdorovsreda.rucontos eroticos sogras Evangélicas Gravidas do Genrodoce nanda contos eroticosconto gratis branquelo chupou a buceta da mulatamenorzinha.esguinchando.muito na.rolaxvidos pono pai penga fila dominhohttps://zdorovsreda.ru/texto/2014011789porno irserto mãe ajuda patrasto estrupa o cu da emtiadaver novinha do grelo bem grandão no pistolaomarido fazendo covardia com a buceta da esposaporno levou finha poamigopassando a mao no decote e chupando os peitosporno na fazenda porno doido homem chupanto a buceta ate gozartaavô goza na boca da neta loira de camisolinhaconto erotico molestada usando leggingvaldenicepornoconto erótico menino bonequinhamulheris malhaodo pornYoutube xvideos.comporno nisei tratandoContos eroticos da mãe quando ve seu filho de cueca fica louca pra acariciarcontos eroticos com policial civil experientexvidios mau emtra o dedomodelos piricudossites historias e contos eroticos de incesto mae amante do filho marido ausentefilme porno home reprodutoassestir vidio sexo grupalpiroquinha durinha contostathy ellen contoscontos eroticos de enconxadas em coroas gostosas em local publicocontos sobrinha menor tio bolinandoxvideos rolas chapuletadasmulher dos peito grande mostrando a polpa da bunda da colchões peitão só de sutiãfodendo a cunhada grávida contos eróticos o croch me cumenocontoseroticoputasquando ela me pede .me bate com forca me xinga de puta safada vadia eu urrava de tesao.conto erotico incestoassistir filme prever padrasto comendo enteadaminha esposa aninha novinha e meu tio roludo setima parte contos eoticos jhuly dormindo de calcinha xvideoscontos,eroticos,de,gays novinhos sendo estuprado por jovens craquesgoza corno na pungeta que vou gozar nesta rolonasubrinha da buceta em chada gozando no pau do tiorolada.nucu.i.xoranuViadinho Aieee Contos EroticosSobrinhas safadas relatos atuaisconto erotico huntergirls71esposa fudida por sobrinhos e sogros contos eróticosLoirinha da cu e chora e tenta fugj mais e tardeDonaflorindametendoxxxxxvide de homem c htranza.de.maljeito.x.vidioemtertida xvideosTranzando com as velilhas tetudas debicos grandepatrao poi casadas de langeri para fodelas pornocontos meu genro tesudocontos eróticos/afeminado no ônibuspatricinha do olho azul se surpriende com tamanho da rolacontos eroticos um velho me pegou na praiaquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestovideo porno homem velho mamando e puxando e mordendo o peitocliente fica de p******* e depiladora Bate uma p****** contos eróticoscotos.eroticos.de.coroas.com.muleki.jegicontos eroticos escrava divida