Começo de uma paixão gostosa - 7 parte.


Um conto erótico de Juliana
Categoria: Heterossexual
Data: 22/05/2014 17:53:48
Nota 10.00

Acordei, olhei pro lado e a primeira coisa que eu vi foi Gustavo ainda dormindo de bruços na cama, me estiquei e levantei, estava só de calcinha, peguei uma camisa do Gustavo e vesti que ficou bem curta, aparecendo metade da minha bunda. Fui até a cozinha preparar o café, botei pão de queijo no forno, preparei um suco e comecei a arrumar a mesa. Estava com o pensamento distante quando sinto Gustavo me abraçando por traz, apertando minha cintura e beijando minha nuca.

Ele: - Bom dia meu anjo. Caiu da cama?

Eu: - Bom dia meu amor. Perdi o sono e vim fazer alguma coisa pra gente comer. Disse e lhe dei um selinho

Ele: - A unica coisa que eu vou querer comer é você, como você ta gostosa assim hein. Gustavo me encocha, deslisa a mão pra dentro da minha blusa e aperta meu seio.

Eu: - Nossa amor, você é insaciável, já acorda pensando nisso. Digo rindo.

Gustavo alisa todo o meu corpo, chupa meu pescoço, me deixando excitada e sinto seu pau crescer no meio da minha bunda.

Ele: - Você que faz ficar desse jeito. Fala sussurrando no meu ouvido.

Eu me viro e começamos a nos beijar com desejo, Gustavo me pega e me coloca sentada em cima do balção, tira minha blusa e se depara com meus seios já rígidos de tesão. Ele chupa e aperta meus seios com vontade, sugando e lambendo um por vez. Minha buceta pulsava, implorava por pau, eu gemia e entrelaçava meus dedos no cabeço dele. Gustavo desce e passa a linguá na minha buceta ainda por cima da calcinha, fica só me provocando me deixando louca de tesão.

Eu: Me chupa logo amorrrrrrr

Gustavo tira minha calcinha e cai de boca, me chupando e sugando meu clitóris, enfiava a linguá dentro da minha buceta e fazia movimentos circulares, lambia tudo e mexia no meu grilinho. Eu gemia, apertava meus seios e apertava a cabeça de Gustavo, uma onda de calor foi subindo e logo gozei intensamente na boca dele que depois lambeu tudinho. Me desço do balção e apoio minhas mãos na mesa, deixando minha bunda empinada, Gustavo me pega por traz e começa a me fuder, socava rápido e forte, segurando na minha cintura e me puxando contra seu corpo. Nosso tesão só aumentava, eu o olhava entre os ombros e gemia fazendo cara de safada, Gustavo metia tudo fazendo suas bolas baterem na minha buceta, socando cada vez mais rápido. Eu delirava de tesão, aquele homem me deixava louca e outra vez gozei no pau dele. Gustavo apertava meus seios e me segurava firme, as estocadas foram ficando mais intensas e percebi que logo ele iria gozar. Me ajoelhei na frente dele e comecei a chupa-lo, lambia toda a base do pau, chupava as bolas e passei a engolir todo aquele pau, chupava fazendo movimentos rápidos sugando toda aquela delicia, lambia toda a extensão da cabeçinha quando Gustavo goza forte soltando um urro e me lambuzando toda com seu gozo, engoli cada gota e quando ele terminou deixei seu pau limpinho.

Eu: - Depois dessa transa deliciosa meu dia vai até começar melhor.

Ele: - Meu dia já começou bem.

Quando fizemos um ano de namoro Gustavo me fez uma surpresa linda, durante a semana toda ele nem mostrava que se lembrava da data, não tocava no assunto nem nada, me deixando indignada por ele não se lembrar do nosso aniversario de namoro. Mas quando chegou o dia meu coração pulou pela boca de tanta alegria, de manhã cedo Gustavo mandou o porteiro me entregar um boque de rosas vermelhas perfeitas, e nele havia uma carta com um texto. Assim que eu li meus olhos encherem de lágrimas. Eu amava tanto aquele homem. De noite ele me levou pra um jantar romântico, o restaurante era muito chique, tinha mesa á luz de velas e pela segunda vez eu repeti que não precisava daquilo tudo. Para fechar a noite fomos a um motel, o quarto era um luxo, uma cama enorme com espelho no teto, hidromassagem com patolas de rosas, tivemos uma noite de amor perfeito!

Tudo corria bem, mais infelizmente a vida nos surpreende nos melhores momentos. Recebi uma noticia que me fez perder o chão. Me lembro até hoje, era uma noite quente, estava no me quarto estudando quando minha mãe bate na porta e depois entra.

Mãe: - Atrapalho meu bem?

Eu: - Não mãe, já estou quase indo dormi.

Mãe: - Preciso ter uma conversa com você. Sua voz era calma, e havia um pouco de tristeza nos seus olhos.

Eu: - O que houve?

Mãe: - Seu pai conseguiu um novo cargo na agencia, é uma fase muito importante pra vida dele Juliana, e vamos ter que nos mudar daqui.

Eu: - Ham? Como assim nos mudar daqui? Nos mudar pra onde?

Mãe: - Santa Catarina.

Eu: - Você não pode estar falando sério, não vou me mudar, eu tenho minha vida inteira aqui mãe. Falava com a voz assustada, não acreditando no que estava acontecendo.

Mãe: - Eu sei querida, também é difícil pra mim, pra todos nós, mas é uma chance de melhorarmos de vida, seu pai vai ter um emprego ótimo, e você vai continuar com sua faculdade.

Eu: - E o resto? Meu amigos, meu emprego, meu namorado. Vocês não podem fazer isso comigo. Nessa hora a unica coisa que eu conseguia pensar era em Gustavo.

Mãe: - Juliana, não tem outro jeito, já esta tudo certo querida, vamos ir embora amanha antes de 12:00.

Quando minha mãe saiu do quarto eu fiquei sem reação, não conseguia acreditar naquilo, não poderia ser verdade, eu não conseguia me ver sem o Gustavo, não conseguia imaginar minha vida sem ele. Fiquei meia hora pensando sem saber o que fazer, então sai de casa e fui até a casa dele. Bati na porta e quando ele abre a porta eu caio em seus braços aos prantos, chorando desesperadamente. Ele não entenda nada, me abraça e só me pergunta o que aconteceu, tento me acalmar e junto todas as minhas forças para encara-lo.

Eu: - Vou me mudar pra Santa Catarina.

Ele: - O que? Não amor.. Isso não pode ser verdade.

Eu: - Meu pai conseguiu um novo cargo, me mudo amanha cedo.

Ele: - Esta me dizendo que vai me deixar? Que vai jogar fora todo nosso amor, tudo que a gente já viveu? Falava gritando.

Eu não conseguia responder, tinha um nó na minha garganta, só consegui abaixar a cabeça com lagrimas escorrendo no me rosto. Gustavo da um soco na mesa, eu sentia o peso dos seus olhos me encarrando, e quando levanto meus olhos em sua direção vejo o rosto dele vermelho com os olhos lacrimejados.

Ele: - Pra você não diferença não é mesmo? Eu te amei de um jeito que nunca amei outra pessoa, e agora você vai embora, vai desistir de tudo.. Agora sua voz era lenta e tremula.

Eu: - O que que você quer que eu faça? Para de gritar comigo como se a escolha fosse minha, eu não tenho culpa, você não sabe nem um terço do que eu to passando. Você acha que é fácil pra mim? Eu to destruída por dentro, você é a coisa mas importante que eu tenho, você foi e sempre será meu primeiro e único homem. Falo alterando a voz com lagrimas rolando no me rosto. Gustavo se ajoelha na minha frente e abraça minha cintura, e começa a chorar.

Ele: - Fica comigo meu amor, fica comigo. Vem morar aqui, vamos nos casar, construir uma família...

Eu balançava a cabeça negativamente ainda chorando.

Eu: - Você não sabe como me doí ouvir isso.. Meus pais nunca aceitariam, sou muito nova, isso nunca vai ser possível meu amor.

Gustavo me olha nos olhos.

Ele: Então é isso? Pergunta com os olhos vermelhos.

Eu puxo ele pra cima, acaricio o rosto dele, enxugando as lagrimas do seu rosto, alisando os cabelos dele e olhando fixamente nos olhos dele.

Eu: - Quero minha ter minha ultima noite com você, quero amar você pela ultima vez.

Ele aproxima devagar o rosto ao meu, nossas linguás invadem a boca do outro num beijo quente, profundo e demorado. Nosso beijo foi ficando intenso, o desejo crescendo em nossos corpos, a chama da paixão nos invadia. Gustava foi me deitando no sofá devagar, e ficando por cima de mim. Continuamos a nos beijar, enquanto tirávamos a roupa um do outro. Gustavo solta meu sutiã, começa a beijar meus seios, lambia e chupava cada um lentamente, mordia meus biquinhos e voltava a suga-los. Eu só o olhava, acaricia os cabelos dele, tentando guarda na memoria cada momento, cada traço daquele homem. Gustavo desce beijando minha barriga, puxa minha calcinha e começa e me lamber devagar, sugando meus lábios vaginais e fazendo movimentos circulares com a linguá na minha buceta, logo começa a me chupar mais forte, lambendo meu grelinho e fazendo chegar num orgasmo profundo. Gustavo se deita novamente em cima, eu abro minhas pernas e ficamos no clássico papai-e-mamãe, Gustavo me penetra de uma vez, enterra seu pai todo e começa a socar devagar. Fazíamos amor em silêncio, com nossas respiração ofegante, eu o olhava fixamente dentro dos olhos dele, e ele olhava dentro dos meus. Me emocionava ao ver naqueles par de olhos vibrantes o homem da minha vida, na minha mente passava um filme, queria me lembrar de cada detalhe, de cada suspiro. Era inevitável controlar minhas lagrimas. Gustavo bombava rápido, apertava meu seio e beijava meus lábios. Eu sentia seus lábios macios nos meus, e o beijava, arranhava suas costas e suspirava ofegante. Os movimentos foram aumentando, num vai e vem frenético, com seu pau entrando todo na minha buceta e saindo, estocando com força. Gustavo passou a mexer no meu grelinho aproximando o meu gozo, sinto o pau dele se dilatando e os primeiros jatos de porra saírem. Gustavo solta todo seu peso sobre mim, eu conseguia sentir seu coração bater acelerado. Ele me abraça forte e começo a soluçar de choro em seus braços, e ouço sussurrar no meu ouvido " eu te amo".

Gustavo me leva até a porta, eu não consigo dizer nada, nem ele, não tem nada que possa ser dito. Ele apenas me dá um beijo na testa, eu saio e vou andando pelos corredores e por um momento de impulso, volto correndo e lhe dou um beijo, um ultimo beijo.

Continuação !

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/05/2014 06:46:01
uma historia d amor tao linda nao pode acabar assim... ansioso pela continuacao...
22/05/2014 22:51:17
Não faz isso!!! Fuca com ele. Ansiosa pela continuação!!
22/05/2014 19:26:38
Eita .. Me emocionei aqui, continua logo ^^
22/05/2014 18:27:35
Que triste! Continua logo!
22/05/2014 18:01:20
Ansiosa pelo restante.

Online porn video at mobile phone


contos eiroticos leilapornVamp19-Contos O Doce Nas Suas Veias Capitulo 10A empregada coroa negra da vizinha ta me querendo contos eroticosVampiros e lobisomens-Casa Dos Contos Eróticosbucettao inchadascontos eroticos vi meu irmão pelado pela brecha da porta e fiquei esxitada e passei a provoca eleloira puta vaz cachorro gosar cinco vesezcomo esconder do meu marido que a minha buceta ta cheia de gala de outro?afeminado sendo fodido churrasco por padrastoContos eróticos de gozada na boquinha da madameXVídeo irmã rodando irmão imobilizadosexo sexo de pica dura palco do batom pica dura pornôcantos com eroticas tio pirocudo com sobrinhas virgemcontos eiroticos leilapornlidabucetahetero perdendo as pregas contovidio de porno um pai comento a filha pigueraconto erodico fodir com o namorado da minha amiga e ela chega na oraAvo fica ecitada com os 40cm do pau do netominha irma chorou quando tirei seu cabacinhopornôcom professora selvagem regaça o pau do alunogarotos novinho dançante carinhosa com um homemhomens gays a mamar na piroca vavada de leitecontos eroticos gay virei chupeteiro dos senhorepersonal dotado botando a loira pra chupar seu piruzao ela ver volume do shortemulher não transa com pauzãoooocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeassistir filme prever padrasto comendo enteadagarota fico engatata com cao pausdo no cuxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elafilme de sexo da Gretchen filme de sexo da Gretchen mostrando o peito dela a bunda cheirinho na bocaver vídeos pornos grátis coroas de bunda grade e cabelinho curtinho fudeno cu gostando mınha mulher meteno com um vibradorcontos eroticos menage biSearch gosano na buceta da irma na piacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecontos incesto xota enrabadapirulito do titio contos inocentemeus patroas adoram chupar a minha bucetawwwxvideo mae presa de baixo da mesaprovoquei meu padrasto com roupas curtinnhasmontador de móveis transa com japonesa orientalxiripornocazal de namorados a faser sexopornô comendo a cunhada crioula do lado da esposa dormindoconto porno perdi a virgindade com meu pai estrupador dotado passando pomadawww xvidios .com coroa recomprnsa a passada a mao na bunda delaporno rabuda pulando narajaponesinha chupando um pau pelo buraco da parede ver porno 10 minutos gratisjoponezinha dormindo e entra um cara e comi elajogando videogame no colo do tio conto eroticovidio porno crente curioza pra parA pega pica eacaba sendo estrupada ela cota tudocontos eroticos - se o macho for cacetudochinesa rabuda de cueca Mãe e filha dandoxvideo o presente de aniversário do papai padrasto fazendo xvideo com inteada as 6h da manha a Mae no quarto dormindotathy ellen contoscomendo o cuzinho rosinha da mamae contos veridicosConto erotico 25cm grosso na colega de escola a forcaxvideo professora gostøtirei virgindade da nossa empregada contoesposa bunduda vergen anal e ovelho cacetudo contos eroticos novinha sentou na pica e ficou paradinha por 5minutosdois negao cacetudo arroba a porta e amarra o cara e trepa na mulher dele na frentemulher infindo.o veitilado na bucetavideo meteu ate otalo no cu e o corno so olhando ela debrucocontos.eroticus.i.vidios di primo comedo a prima novia aforasa nu matoContos eroticos fui fazer intercabio contos eroticos de incesto seduzir meu pai sentando so de calcinha no colocontos erótico minha filha de shortinho curtoquero ver foto bucetao beicudas e hrandex vídeos com boqete de novinha dentro da casa da mãedeposito de porra molecadacontos eroticos A Dama e o Bruto conto erótico gay com o Batorécontos eroticos fudendoc a marcha do carrocontos - traí meu maridoxxvideosgarotinhas na praiapornodoido.com.novinha.masageano.pica.grosamulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosacontos eiroticos leilapornmagrınha nosexofilme porno esposa gosta de varios na frende do marido corno ela goza ate desmaia de tanto gozacontos eroticos meu tio me comeu a forca e eu gosteitransasurpresa.com