Namorado de Aluguel –Reta Final – Capítulo 42 – Confia em mim, meu amor!!!!


Click to Download this video!

Parte 1 – O retorno - De volta pro nosso Aconchego - Narrado por Patrícia

Estou de volta pro meu aconchego.

Trazendo na mala bastante saudade. Querendo um sorriso sincero,

um abraço, para aliviar meu cansaço e toda essa minha vontade.

Que bom, poder tá contigo de novo, roçando o teu corpo e beijando você,

Prá mim tu és a estrela mais linda, seus olhos me prendem, fascinam,

a paz que eu gosto de ter.

http://letras.mus.br/elba-ramalho/45647/

__________________________________________________________________________

Eu e Matheus já estávamos arrumando as malas para nossa viagem de volta. Na verdade ficamos mais tempo que o previsto, ficamos cerca de um mês e minha barriga já estava enorme. Meu marido me dizia que eu estava linda e eu até me achava, mas estava morrendo de ciúmes dele, que estava cada dia mais encantador.

“Eu não quero que você use mais essas calças apertadas Matheus. Fica aparecendo teu volume, marcando tua bunda e essas pernas super grossas que você tem. Por onde a gente passa a mulherada não tira os olhos de você”.

“Hahahahaha. Fala sério Paty, foi você que comprou essas calças pra mim. Disseste que ficariam bem em mim”.

“Comprei, mas agora estou achando um horror. Você tá muito gostoso e eu fico louca de ciúme. Também não quero esses botões da camisa abertos, para não ficar aparecendo esse peito farto e cabeludo”.

“Mas foi você que comprou também Amor. Eu não posso deixar de usar. Você disse que me queria mais bonito, mais ajeitado”.

“Mas agora mudei de ideia. Não quero mais que use essas roupas. Volta a usar as roupas que você usava antes”.

Ele sorriu, deu-me um beijo “Tá bom meu Amorzinho. Eu faço tudo o que você quiser. E não precisa ficar com ciúme, pois esse corpão aqui é todinho teu. Não tem motivo pra ciúme”.

“Claro que eu tenho motivo Matheus. Homem hétero, cem porcento, com jeitão de macho é artigo de luxo e as putas ficam todas assanhadas quando veem uma espécie em extinção como você”.

“Hahahahaha! Deixa de besteira Paty e vamos embora, eu estou morrendo de saudades da nossa gente”.

“Eu também, estou morrendo de saudades, especialmente do Danilo”.

“Nem me fale Paty. Parece até que ele nos abandonou. Deve estar muito ocupado e eu fico preocupado com ele, afinal agora ele é um cara muito rico e visado”.

“Relaxa Theus, ele está com o Wander. Nada de ruim pode acontecer com ele”.

“O que me deixa mais tranquilo é ele estar com o Wander, pois sei que ele é meio estabanado, mas é gente boa; já naquele primo dele não confio nenhum pouco”.

“Como assim? Ele e Dan se amam como irmãos e Yuri é super gente fina, é tão bonzinho”.

“Aí é que está meu Amor, ele é bonzinho de mais. Parece que ele tudo que faz e fala é milimetricamente estudado. Sempre tive a impressão que ele não ia com minha cara, no entanto sempre se fez de amiguinho meu muito e sempre foi simpático comigo. Sempre desconfio de gente assim”.

E ficamos discutindo e rindo. Claro que eu sempre ficava de olho nas peruas de plantão, pois virava e mexia aparecia umas oferecidas rindo pro meu marido “Ai que ódio!”. A viagem de volta foi tranquila e o pai de Matheus foi nos buscar no aeroporto.

Na casa dos pais de Matheus nós ficamos sabendo de tudo o que aconteceu com Dan. Meu marido ficou louco de raiva e disse “Isso foi armação de alguém. É claro que ele é inocente. Nós não deveríamos tê-lo deixado sós”. Eu concordei.

Seu Augusto deu um esporro na gente “Por favor não é meus filhos! O Danilo já é bem grandinho e duvido que ele quisesse prender vocês aqui”.

“Seja como for pai, eu vou meu meu amigo agora”!. Eu também quis ir, mas todos pediram para eu ficar, por causa da gravidez.

Matheus viu nosso amigo muito abatido e deu-lhe um grande abraço “Dan, eu não sabia de nada. Você deveria ter mandado me avisar, eu teria vindo correndo”.

“Eu não quis atrapalhar a lua-de-mel de vocês Matheus. Eu estou bem, não se preocupe, acho que amanhã mesmo eu saio da qui”.

“E o Wander, Dan. Alguém tem notícias dele?”.

“Ele deve estar bem, deve ter enjoado da minha cara e foi embora”.

“Não diz isso Dan, você sabe que ele jamais faria isso! Mas Dan, você está esquisito. Eu que você está sofrendo muito, mas tem algo a mais que você não quer me contar?”.

“Não Matheus, mas eu queria te pedir uma coisa. Eu queria muito que você confiasse em mim. Eu quero que você e a Paty se afaste de mim. Eu sei que vocês me amam, mas precisam cuidar do casamento de vocês. Eu irei ficar um tempo afastado de vocês para resolver umas coisas”.

“Eu jamais deixaria isso acontecer Dan. Será que você não me conhece? Eu sou teu amigo, eu te amo e a Patrícia também te ama, jamais ficaremos sem você”.

Danilo gritou com Theus “Mas eu não quero mais que vocês fiquem na minha cola. Eu que vocês me deixem em paz e vão viver a vida de vocês. Agora vocês têm filhos de verdade pra criar e é isso que devem fazer”.

“ O fato da gente estar grávidos não diminui um milímetro o amor que temos por você! Eu vou embora sim Dan, mas não pense que eu desistirei de você”. Matheus foi embora convicto de que alguma coisa muito grave estava acontecendo com nosso amigo.

Quando meu marido ia saindo da delegacia topou com Yuri, que parecia muito feliz e isso foi mais do que suficiente para desconfiarmos que o sonso estava metido em alguma coisa.

Matheus estava atolado de trabalho e tivemos que retornar também à faculdade. Soubemos que Wander tinha aparecido, mas ainda não tínhamos falado com ele. Dan por sua vez não queria mais nos ver e isso nos deixou muito triste.

Eu tive que intensificar o meu pre-natal, já que tinha passado muito tempo fora e levei dias fazendo exames e visitando a ginecologista. Ela me alertou que eu deveria descansar bastante e eu confidenciei que a lua-de-mel tinha sido bastante agitada. Ela brigou comigo e ordenou repouso, para que os bebês não se apressassem a sair, pois precisaria ganhar um pouco mais de peso e eu precisava ter forças para suportar isso. Minha sogra até contratou uma moça pra ficar em casa comigo e eu só curtia minha barriga enorme, kkkk.

Na outra semana eu fui visitar minha mãe. Em nossa chegada ela e meu pai foram nos visitar. Como queria fazer uma surpresa para meus pais eu fui depois do expediente. Também queria ver minha irmã, que não tinha se dignado a ir me ver e sabia que eu tinha que me deslocar o mínimo possível. Cheguei e abri sorrateiramente a porta, percorri os ambientes da casa e ninguém estava em casa, até que ouvi de longe uma voz cantarolando, parecia uma cantiga de ninar. Subi as escadas lentamente, até por que não poderia correr mesmo e percebi que o canto vinha na direção do meu antigo quarto.

A porta esta entreaberta e a música de Toquinho que dizia “E assim chorando acalentar o filho que eu quero ter. Dorme, meu pequenininho, dorme que a noite já vem. Teu pai está muito sozinho de tanto amor que ele tem”. Fiquei estarrecida com a cena, pois Taíssa estava com uma barriga falsa e com roupa de grávida.

Eu fiquei sem palavras e só tive a ação de perguntar “Taíssa, o que você está fazendo?”.

Ela respondeu como se fosse verdade “Estou cantando pro meu bebê! Daqui a pouco o pai dele, o meu Matheus, vai chegar! Minha barriga não está linda?”.

Eu desconfiei que minha irmã estava tendo um surto e disse a ela “Vem cá Taíssa! Tira essa barriga falsa. Vamos ao médico, você não está bem!”.

Ela gritou e eu me assustei “Tira a mão do meu bebê, senão eu acabo com tua vida”. E ela veio com fúria pra cima de mim... Continua....

__________________________________________________________________________________________________________________________

Parte 2 – Um Vilão completamente Doido – Narrativa do Autor

Delícia, delícia. Assim você me mata

Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego

Sábado na balada a galera começou a dançar

E passou a menina mais linda

Tomei coragem e comecei a falar

Nossa, nossa. Assim você me mata

Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego

Delícia, delícia. Assim você me mata

Ai se eu te pego, ai ai se eu te pego

http://letras.mus.br/michel-telo/_________________________________________________________________________________________________________________________

O humor ácido de quem é psicótico é algo difícil de ser compreendido por pessoas normais. A crueldade vir motivo de piada e era exatamente isso que estava acontecendo na mansão dos Baldinis.

Yuri estava sentindo-se completamente à vontade e dono da situação. Ele estava feliz por Danilo ter aceitado sua proposta e eu sua cabeça ele tinha eliminado todos os adversários de seu caminho, especialmente Wander e Matheus. Ele olhava no espelho, beijava, fazia caras e bocas e dizia pra ele mesmo “Yuri, você é o máximo! Você é um gato! Você é de mais, você é irresistível. Você vai casar com a pessoa mais linda desse mundo, você vai foder pra caralho e ainda vai ser muito rico, hahahahahaha”.

Ele beijava a foto do Danilo e dizia “Logo, logo amor da minha vida, você vai estar aqui e eu vou te possuir, você vai saber o que é um homem de verdade. Eu sei que você vai gostar”.

Naquele dia ele desceu e chamou Mariana, entregando-lhe um envelope “Mãe Ana. Tome isto. É um presente meu e do Nilo”.

“Primeiro Yuri, você nunca me chamou de Mãe, quem me chama assim é o Danilo. Segundo: que tanto de dinheiro é esse? Isso é uma fortuna!”.

“Eu e o Nilo resolvemos te dar um presente. Queremos que você vá visitar sua mãe que não está muito bem de saúde. E a ideia nem foi minha, foi do Nilo”.

“Mas eu não vou. O Danilo será solto a qualquer momento e eu quero estar em casa para recebê-lo. Ele vai precisar de mim”.

“Mãe Ana, eu estarei aqui, você pode ir tranquila, eu cuidarei dele. Afinal eu fiz isso a vida toda, não fiz?”.

“Mas eu não vou Yuri. Não adianta insistir e sinceramente estou achando tudo isso muito estranho. Parece que você está feliz com tudo o que tá acontecendo com seu primo”.

“Que injustiça Mariana! Isso é que dá ser bonzinho. Apenas falei pro Nilo que sua mãe está adoentada e ele mesmo pediu pra te liberar. É melhor você ir logo ein! Vai que a velha não resista, aí você vai ficar com drama de consciência”.

Mariana tentou resistir, mas ele mostrou para ela uma mensagem de voz em que Danilo incentivava sua Mãe de Criação a fazer realmente a viagem. Ela não contrariou Danilo e Yuri na maior cara de pau disse a ela no outro dia “Vai sem pressa Mãe Ana, quando você chegar vai ter uma grande surpresa, mas olha, será uma surpresa boa. Eu e Dan não queremos mais você como empregada, você será nossa Mãe do Coração”.

“Não precisa disso Yuri. Eu gosto de servir o Danilo. Ele é como um filho pra mim”. Mariana foi embora, mas com a ideia de que ficaria o mínimo possível fora.

Depois que ela saiu, ele imediatamente chamou Alessandra e Leandro, seu pai. Eles na maior cara de pau brindaram e o Yuri encomendou um almoço sofisticado, teve até um bufê para servi-los. Ele desdenhava e cantava “Você sabe o que é caviar? Nunca vi nem comi eu só ouço falar”.

Ele mandou servir pratos finos e disse para os dois cúmplices “Comam seus mortos de fome. Comam, pois quando o príncipe herdeiro voltar vocês não poderão ficar mais aqui, kkkkkk e ele gosta de comida simples, arroz e feijão é o que ele gosta, portanto, comam!!!!”. Eles comiam rapidamente e Yuri tirava sarro, os chamando de mortos de fome e dizendo par eles tirarem a barriga da miséria.

Depois eles foram para o centro da sala e brindaram “Um brinde a minha genialidade, eu deveria estar fazendo filme em hollywood. Nem o Matheus Solano me supera. Adorava aquela bixa má da novela, pena que ela ficou muito boazinha no final, kkkkk”.

Alessandra falou “Isso é verdade, você é muito falso e dissimulado. Nunca vi ninguém tão peçonhento quanto você, fora que você é lindo”.

“Obrigado pelo puxassaquismo Alê, mas não se iluda, não vai ganhar nenhum extra com isso”.

Ele teve uma grande ideia “Vamos dançar! Dancem para mim vocês dois”. Eles faziam isso de forma desengonçada e Yuri curtia com a cara deles “Chega! Vocês dois são péssimos dançarinos, não aguentariam nenhum segundo naquele programa do ex-gordo, kkkkk”.

Leandro Tupinambá se aborreceu e veio pra cima dele “Você está me ridicularizando Yuri, logo eu que fiz tudo por você, que estendi a mão quando estavas na pior”.

Ele puxou a cabeça do pai e disse “Você acha que eu esqueci que você queria que minha mãe me abortasse, Velho? Eu irei desdenhar de você quantas vezes eu quiser. Você pode ser meu pai biológico sim, pode ter me orientado no começo, mas se não fosse minha genialidade você já tinha morrido de fome. Você é que me deve, quando você sumiu por causa da morte da Sabrina foi eu que te dei a mão”.

“Mas eu sempre fui fiel a você e tenho muito orgulho de ser seu pai Yuri. Você puxou pra mim. Quem sai aos seus não degenera”.

“Hahahahaha. Você é ridículo Leandro, eu puxei foi pra minha mãe, pena que ela não consiga fazer mal a uma mosca. Ela sim é uma pessoa de valor, quanto a você, você não passa de um traste, de um falido e para de aborrecer. Não sei onde eu estou com a cabeça que não te entrego pra polícia pela morte de sua filha?”.

Leandro calou-se e pensou com ele mesmo que realmente havia criado um monstro e no fundo tinha orgulho disso. Yuri falou pros dois “Vocês não imaginam como deu trabalho pra chegar até aqui! Meu irmão é um cara duro na queda, na verdade um rival à altura. Se não fosse pela minha genialidade ele ainda estaria com Wanderley”.

Alessandra tomou a palavra “Sabe que eu acho que ele sempre desconfiou que nossa relação não era verdadeira?”.

“É Claro que desconfiou. Você acha que o Nilo é algum idiota? Ninguém em sã consciência iria trocar a linda da Nicole por uma traste como você”.

“Ai também não precisa arrasar Yuri. Poxa, eu tenho minhas qualidades”.

“Cite uma, por que com tanto tempo de convivência eu não consigo ver, kkkkk. Mas o que eu ia dizer não é isso. Vocês acreditam que o Nilo quase me bateu? Moleque insolente, marrento. Eu deveria ter dado muita porrada na cara dele, mas da próxima vez que ele me afrontar eu dou na cara dele, mesmo que depois eu beije muito. Ele vai ter que me respeitar”.

Alessandra entrou no clima e disse “Faz isso mesmo: bate na cara dele. Ele sempre foi marrento mesmo. Nunca suportei aquele gayzinho, sempre querendo ser melhor que os outros. Ai que nojo!”.

Yuri chegou perto de Alessandra e sorriu pra ela, que correspondeu. Ele sem aviso prévio sentou nela um tapa que a fez rodar, ela fez um sonoro “Ai”.

Yuri olhou com cara de ódio e disse “Ele meu irmão e meu companheiro. Lava a tua boca com sabão de cachorro antes de falar o nome do Nilo. Só eu posso falar mal dele”.

Ela passou a mão no rosto e disse “Desculpe! Eu não quis ofender”.

“Você acha mesmo Alessandra, que você tem a capacidade de me ofender? Você é uma rameira, sem eira nem beira! Agora vão embora daqui vocês doi!. Vocês já me encheram muito saco por hoje”.

Leandro Tupinambá questionou “Mas os quartos de hóspedes já estão arrumados pra gente?”.

“Hahahahahahaha. Quarto de hóspede? Você jura que quer ficar no quarto de hóspede? Você vai ficar naquele quartinho que o traste do Wanderley dormia. E você Alê, vai dormir no quarto ao lado. Vocês têm que entender que são apenas serviçais, não são da família. Agora vão logo, que eu já estou de saco cheio dos dois”.

Quando os dois saíram ele falou com si mesmo “Imagina, quarto de hóspede. Era só o que me faltava?”.

Yuri serviu de novo champanhe da melhor qualidade, deu um gole e saboreou. Retirou do bolso uma foto de Danilo e a beijou “Agora meu amor, é só você cair em meus braços. Você vai descobrir o que é um macho de verdade. Só de pensar nisso eu fico de pau duro. Não te preocupa Nilo, eu te farei o homem mais feliz desse mundo”... Continua...

_________________________________________________________________________________________________________________________

Parte 3 – Encarando de Frente – Narrado por Wanderley

Amor, Meu Grande Amor (Frejat)

Amor, meu grande amor não chegue na hora marcada

Assim como as canções. Como as paixões E as palavras...

Me veja nos seus olhos, na minha cara lavada

Me venha sem saber se sou fogo Ou se sou água...

Amor, meu grande amor me chegue assim bem de repente

Sem nome ou sobrenome, sem sentir o que não sente...

Pois tudo o que ofereço é, meu calor, meu endereço

A vida do teu filho desde o fim, até o começo...

Amor, meu grande amor só dure o tempo que mereça

E quando me quiser que seja de qualquer maneira...

Enquanto me tiver que eu seja o último e o primeiro

E quando eu te encontrar meu grande amor me reconheça...

Pois tudo que ofereço é, meu calor, meu endereço

A vida do teu filho desde o fim até o começo...

Amor, meu grande amor que eu seja o último e o primeiro

E quando eu te encontrar meu grande amor, por favor, me reconheça...

Pois tudo que ofereço é, meu calor, meu endereço

A vida do teu filho desde o fim até o começo...(2x)

___________________________________________________________________________

Um medo avassalador se instalou em mim, mas não era propriamente da morte, claro que isso também, mas meu maior temor era não ver mais o amor da minha vida. Uma voz estridente e perceptível de ser de alguém de idade avançada “Você está livre viadinho, livre pra continuar tua falta de vergonha na cara. Também, depois do meu filho Marcos e do Fernando Villaverde, pra mim todo mauricinho é viado. Menos meu filho, é claro!”.

Ele falou isso e mandou os caras me colocarem no carro. Eles simplesmente me soltaram na frente do prédio onde minha família morava. Eu permaneci amarrado e amordaçado, porém fui amparado por seu Chico, porteiro do condomínio. Ele levou-me direto pro meu apartamento e por sorte todos estavam lá: Léo, minha mãe e minha avó. Todos me abraçaram e choraram muito. Eu estava fraco e sem ânimo pra nada, apenas consegui falar “Eu estou bem, avisem logo o Danilo, ele deve estar muito preocupado”. Meu irmão fez isso imediatamente, mas não me deixou falar com ele. Curioso: era a única coisa que eu queria em minha vida era ver meu Tanja.

Eles chamaram Olavo, que me examinou e principalmente, deu-me muito carinho. Olavo receitou repouso absoluto para mim, aplicando-me uma injeção e eu apaguei aquela noite. Pasmem, eu dormi quase 18 horas, acordava só para comer algo e voltava a dormir, tudo isso por causa dos remédios que Olavo havia me receitado. No final da tarde eu não aguentei “Eu não quero remédio Vó! Eu quero o Marrentinho, estou louco de saudade dele e ele deve estar sofrendo muito por mim. Por que ele ainda não veio me ver?”. Ela começou a chorar e meu coração ficou contraído.

“Vó, não me diga que o desgraçado do Marlon levou meu Marrentinho! Se ele fez isso eu vou atrás dele até o fim do mundo. Faaaaala Vó! O que houve?”. Meu irmão chegou na hora e tomou as rédeas da situação e me contou que Danilo estava preso, acusado de assassinato. Ele já sabia que eu estava em casa, mas tinha pedido para eu não ir vê-lo, que era pra eu só me cuidar, pra eu ficar tranquilo.

“Como eu posso ficar tranquilo Léo, se meu Tanja está preso? Eu quero vê-lo agora. Eu preciso ver o Danilo agora”.

“Você não pode vê-lo Derley. Não seja teimoso, amanhã de manhã eu te levo lá. Ele está bem, eu já fui visitá-lo”.

“Fala sério, você acha que eu vou ficar aqui esperando? Eu preciso ver meu Danilo agora. Ele deve tá sofrendo muito. Eu te peço Léo me leva agora”.

“Amanhã eu te levo Derley. Hoje você tem que terminar de tomar os remédios e o Danilo mesmo pediu pra você não ir”. Léo me deu de novo um remédio e eu voltei a dormir.

Pela manhã eu praticamente pulei da cama. Estava tonto sim e me sentindo fraco, mas nada era pior que a sensação de não vê-lo. Tomei café e banho e praticamente arrastei o Léo comigo. Devo dizer que sim, eu estava com muito medo e traumatizado pelo sequestro e cárcere privado, mas nada se comparava a minha preocupação e saudades do Danilo. Léo me levou, mas parecia não querer me falar algo que ele sabia. Quando chegamos a delegada pediu para falar comigo e me orientou a fazer o boletim de ocorrência do sequestro e assim o fiz, devo dizer que isso atrasou muito meu encontro com ele.

A delegada me contou tudo o que tinha acontecido e isso fazia meu coração se contrair. Eu não acreditei nem por um minuto que meu Tanja havia cometido assassinato por minha causa, mas estava na cara que alguém se aproveitou da situação. Eu me senti culpado por tudo o que ele estava passando e quando abri a porta ele estava lendo e deitado numa minúscula cama.

Quando Dan me viu começou a chorar e rapidamente pulou dizendo “Wander, graças a Deus você está bem!”. Ele me deu um abraço forte.

Ficamos abraçados por muito tempo e sem cerimônias, na frente do policial nos beijamos longamente. Dan era só choro e emoção.

Depois de um tempo eu falei “Amor, eu vou te tirar daqui. Eu vou descobrir quem cometeu o assassinato e finalmente ficaremos juntos. Não te preocupa, eu prometo que não vou te abandonar”. Ele me largou e ficou de costas pra mim, eu o virei e disse “Que foi Dan?”.

Ele com os olhos cheios de lágrimas falou “Eu quero terminar tudo com você Wander. Não dá mais pra gente ficar junto”.

“Como é que é? Você tá louco Dan? Eu jamais irei te abandonar. Nós temos que ficar juntos em qualquer situação. Eu voltei Amor. Eu sei que ainda estou fragilizado, mas não importa, nós iremos descobrir quem fez isso com aquele imbecil do Marlon”.

“Será que vou ter que desenhar Wanderley? Eu não quero mais saber de você! Antes de você voltar pro Brasil minha vida era tranquila, depois que começamos a namorar tudo desandou. Eu não te quero mais ao meu lado. Estou feliz por você ter voltado, sim, mas não quero mais você como meu noivo, nem namorado, muito menos marido. Segue a tua vida que eu vou seguir a minha, agora me deixa em paz!”.

“Dan, você fala como se eu tivesse culpa de ter sido sequestrado. Aquele idiota me pegou por que ele queria me tirar do caminho e te levar com ele, mas deu errado e alguém acertou o passo daquele maldito, como eu queria que tivesse sido eu”.

Ele gritou comigo “Fui eu que fiz isso Wanderley e por tua culpa. Se eu estou aqui nessa porra de prisão é por tua culpa. Agora vai embora e me deixa com minha dor. Não te preocupa, tua família está amparada já e eu deixei bastante dinheiro pra você também, portanto, não precisa ficar na minha cola, me deixa com meus problemas e com minha dor. Agora vai embora que eu nunca mais quero te ver na minha frente, nunca mais!”.

Eu fiquei indignado e também gritei “Se você pensa que eu ainda sou aquele Namorado de Aluguel, você está muito enganado. Eu não quero nada de você, só o teu amor. Fica com teu dinheiro Dan e eu vou fazer o que você quer, vou batalhar a minha vida. Adeus... Danilo”.

Eu saí em prantos e fui amparado por meu irmão “Léo, por que ele está fazendo isso comigo Léo? Eu não tenho culpa de ter sido sequestrado, não tenho culpa do Marlon ter morrido”.

“Calma Mano! Vamos pra casa, você ainda tem que terminar teu tratamento, depois vocês se acertam, tá todo mundo muito nervoso. O Danilo só está agindo assim por muito sofrimento”.

Um mês se passou e foram longos dias de depressão e tratamento. Eu fiquei neurótico, Olavo pagou um psiquiatra para me acompanhar, pois passei a sofrer de Transtorno de estresse pós-traumático e o tratamento duraria de seis meses a um ano. Não podia trabalhar, pois pra onde eu ia parecia que alguém estava me seguindo. Tinha a sensação que o maldito do Marlon apareceria e me sequestraria de novo. Eu fiquei praticamente trancado em casa e nada me animava. Por vezes chorava sozinho e não conseguia dormir direito, sonhava com o sequestro e sonhava com o Dan. O trauma foi muito dolorido, mas nada perto da saudade que eu tinha do Danilo. Eu pensava nele vinte e quatro horas por dia, dormindo ou acordado eu só pensava nele e pedia no meu íntimo uma nova chance pra recomeçarmos, até que eu recebi uma visita surpreendente.

“Matheus? Que bom te ver! Como está a Paty?”.

“Está linda e com uma barriga enorme, claro que agora estamos tendo um cuidado redobrado com ela, para que não tenha os bebês prematuramente”.

“Manda um abraço pra ela e diga que eu ainda quero ser padrinho de um dos meninos! Vocês me prometeram isso”.

“Você será Wander e Danilo também. Como você está meu amigo? Eu soube pelo Léo que se separaram”.

“Ah Theus, eu tô ferrado cara! Sem o meu Marrentinho eu não sou nada. Eu não tenho mais ânimo pra viver. Ele me culpa por tudo o que aconteceu e eu não sei mais o que fazer”.

“Foi também por isso que eu vim aqui Wander. Não foi só de ti que o Dan se afastou, mas também de mim, da Paty e até da mãe dele. Ele não é assim. Tenho certeza que está acontecendo alguma coisa”.

“Mas o que seria? Ele pode estar traumatizado por tudo o que aconteceu”.

“Desculpa Wander, mas eu não acredito nisso. O Danilo é muito forte, eu acho que é outra coisa. Pra mim só há um motivo pra ele agir assim: ele está tentando nos proteger, não sei de que e nem de quem, mas é essa a impressão que eu tenho. Eu tenho que ficar de olho na Paty por causa da gravidez, agora está na hora de você agir como homem meu amigo”.

“Mas ele me escorraçou da vida dele. Não me deixa chegar perto”.

“Por isso mesmo: Dan jamais terminaria contigo e cortaria os laços comigo e com a Paty se não fosse pra proteger as nossas vidas e pra mim o primo dele sabe de algo, pois ele é o único que continua perto do Danilo, perto até de mais, perto como um cão de guarda”.

Tudo começou a fazer sentido. Eu e Matheus conversamos muito e bolamos um plano para nos reaproximar de Danilo. Eu passei a segui-lo e vi que ele entrou sozinho no antigo apartamento dele. Ali era nosso ninho de amor e com certeza ele foi lá pra lembrar de mim. Meu peito vibrou só de pensar que ele ainda me queria. Como eu tinha a chave e era conhecido do porteiro eu fui correndo pra lá. Eu entrei na surdina, sem fazer nenhum barulho e vi uma cena que deixou meu coração em aquecido.

Dan estava chorando e abraçado a uma camisa minha, ele tinha me dado e era a que eu mais gostava. Ele beijava a camisa, chorava e falava como se fosse pra mim “Eu te amo meu Wandeco. Tudo o que estou fazendo é pra te proteger. Perdoa minha fraqueza amor, você é que é meu marido, eu te amo e está sendo muito difícil viver sem você, estou morrendo de saudade”.

“Dan!”.

“Wander!”.

Nos abraçamos e nos beijamos, cheios de saudade e paixão. Ele parecia não querer me largar e me apertava como se eu fosse fugir dele. Ele chorava e eu me afastei um pouco, segurei seu rosto delicadamente e olhei fundo em seus olhos.

“Eu te amo Dan! Eu não vivo sem você! Eu confio em você, mas você precisa confiar em mim também. Você vai me dizer Meu Amor, tudo o que está acontecendo contigo. Nós resolveremos juntos Dan e não adianta querer me mandar embora, por que eu sou teu marido e voltei pra ocupar o lugar que é meu na tua vida”... Continua....

Pois tudo que ofereço é, meu calor, meu endereço

A vida do teu filho desde o fim até o começo...

__________________________________________________________________________________________________________________________

Dialogando com o Manu e comentando conto anterior!!!

Myllynhasa: Yuri é mau que nem pica-pau, kkkkk. Beijos linda e obrigado pelo apoio!!!!

Renatinha31rj: esclarecendo Renatinha linda – Yuri é meio irmão de Danilo e apaixonado por ele. O que ele sente por Mayara é amor de filho e a considera uma rainha. Dan e Wander sofrem muito, mas também dão muita cacetada, kkkkkk. Beijos minha amiga linda!!!!Agatha1986: Da está sofrendo muito, mas ele aguenta, kkkk. Estamos a poucos capítulos do final. Estou preparando uma surpresa legal para todos e todas. Um beijo princesa!!!

Guga05: eu sabia que você estava na batalha e eu aqui morrendo de saudade. Prometo não sumir por muito tempo. Um beijo cheio de saudade!!!!

Perley: Wander vai começar a surpreender. Beijos querido!!!!

Jimmy lucas: senti tua falta sim meu lindo, mas eu entendo viu. Obrigado pelo carinho meu lindo, co todo respeito também. Beijos!!!!

Edu19>Edu15: sim Yuri é até agora o maior vilão dos meus contos, kkkkk. Eles reverterão a situação, mas Yuri ainda dará muito trabalho e agora a guerra está declarada. Beijos querido!!!

Geo Mateus: si meu querido, o amor sempre vence no final, pelo menos nos meus contos, por que eu sou um romântico incorrigível

diiegoh': Valeu pelo apoio meu lindo!!!

Neguinha_evangélica* : sim a maioria achava Yuri somente um enrustido, mas na verdade ele é dissimulado, aparenta ser uma coisa que não é. Mayara foi uma das vítimas de Yuri sim, mas também fez besteira e agora está pagando. Beijos minha Neguinha linda!!!

ze carlos: valeu pelo apoio querido. Um beijo!!!!

stylo: si querido, ainda terão outras surpresas, algumas maravilhosas. Beijos!!!!

juniormoreno: Dan tem um plano sim, mas lembremos que Yuri é quase imbatível. Vãos continuar na torcida. Um beijo meu moreno lindo!!!!

socó: obrigado pelo carinho minha linda, faço especialmente para vocês. Até queria avançar na história, mas na reta final é melhor deixar o romance seguir seu ritmo. Um beijo amore...

THIAGO SILVA: o sofrimento de Dan está sendo grande, assim como será grande sua vitória. Você é que merece meu carinho querido. Te adoro e um beijo!!!!

sonhadora19: Sim amore os cúmplices do Yuri é o pai da Sabrina e a Alessandra. Beijos princesa!!!!

fabi26: O Dan sairá dessa com a ajuda de seus amigos e sim, o Yuri é muuuuuuito louco, kkk. Um beijo lindona!!!

Rafael Guimarães.: Wander voltou querido e agora vai assumir seu lugar de macho alfa e a guerra será declarada.

Meu carinho para vocês meus queridos, sem ordem de discrição, pois todos moram em meu coração.

Jhoen Jhol:

Plutão:

Lucas M.:

Sonidos

Chicao02

(Al):

CrazyNerd:

S#S :

ppepeu:

Guga05

frannnh:

beulfort:

Drikita

Jan2

liehzinhaa

MONTECRISTO:

Noct:

Afonsotico

AlêLex

vicenso

LucasBH

[email protected]

NinhoSilva

Marcos Botelho

Drizo

Lipe31

Syaoran

Dericky

Trager

alhambrafb

Malura

Nina M

franzita2014

Lipe*-*:

Rafael Guimarães.

juh#juh

Agradecendo o apoio de todos/as na reta final! Beijos! Beijos! Beijos!!!!!

As. Manu Costa!!!!!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/12/2015 23:30:50
Muito bom
S#S
24/03/2014 02:06:08
Eu adoraria que o Yuri fosse mais uma vítima das armadilhas dos 'Jogos Mortais'. De preferência a mais terrível delas...
21/03/2014 21:49:24
Manu meu carinho é todo seu viu, fiquei encantada por você meu anjo,será que precisa de comentários hoje ?, meu anjo você foi fantástico, mais sabe que me vejo igualzinha á Pat, tenho uma pequena dose de ciúme do meu amor o nome dele é Ricardo meu amigo mais deu trabalho pra conquistar esse moço, essa luta foi grande assim como está sendo do Dan e o Wander, como tenho adorado os dois, mais você tem judiado dos dois já chorei demais por eles, posso te confessar uma coisa não sei porque nem sei explicar mais eu tenho um xodó pelo Wander, já viu né adoro beijo e abraço então mando 8 pra você até daqui á pouco
21/03/2014 17:11:03
coitadinho do dani espero q ele fale logo a verdade pro wander nao aguento ver ele sofre.
21/03/2014 17:08:21
coitadinho do dani espero q ele fale logo a verdade pro wander nao aguento ver ele sofre.
21/03/2014 06:39:23
O reencontro do dan e do wander foi mto emocionante
20/03/2014 23:35:03
O reencontro do Danilo e do Wander no apartamento foi de tirar o folego! ♡ Thaks! Manu!
20/03/2014 22:14:16
Ooooooo meu rei! Saudade de tu tambem! To na correria sim, e semana que vem to em Malaga....volto no outro sabado, mas, claro que tendo um tempo, vou catar tua postagem....!!!Queria 2 min com este corno do Yuri.....so 2 min pra quebrar o maxilar e o nariz dele e afundar o cranio....pronto! Menos um escroto neste mundinho ne?Bjo gatao.....!!
20/03/2014 21:54:14
Tava mais do que na hora, vou ver o que ele vai aprontar.
20/03/2014 17:29:15
to sem palavras.....cara vc é mt foda....o conto ta perfeito demais...bjus
20/03/2014 11:44:37
Adorei. O yuri tem que ser internado em um hospicio logo. o dan é muito forte pra aguentar tudo isso. E como assim o leonardo é culpado pela morte da sabrina? Continua logo :) e agora,o que o dan vai fazer? Ele vai contar pro wander a verdade? E o yuri o que mais vai aprontar? E a nicole e o leonel vao ficar juntos? Ate mais bjs.
20/03/2014 11:20:53
Perplexo em Cristo! Cadê o IBAMA para pegar o Yuri?? Tomara que esse plano acabe com o Yuri MUUHAHAHA. Todos VS Yuri... FIGHT!! Beijos!
20/03/2014 10:47:37
pelo menos aqui podemos ter um final feliz,pois a vida nem sempre é possível. abraços tomara que eles fiquem bem juntos.
20/03/2014 10:41:16
os dois juntos sao mais fortes!
20/03/2014 10:36:49
os dois unidos sao mais fortes!
20/03/2014 10:34:51
manu meu filho vc quer me matar de chorar é, coitado do dan, tá sofrendo mais que protagonista de novela das oito, ainda bem que ele tem amigos de verdades. sempre soube que o yuri era louco pelo dan, mas não que ele fosse esse maluco
20/03/2014 09:04:54
Fantastico!!!
20/03/2014 08:34:10
Aff o Yure é muito louco e nojento e o Wander é um fofo, tó ancioso pela continuação e o começo do fim do Yure.
20/03/2014 08:26:02
QUE RAIVA DO FALSO DO YURI. QUE ELE TERMINE PRESO NUM HOSPITAL PSIQUIATRICO. E TAMBÉM TE ADORO MANU.
20/03/2014 08:14:56
SEM PALAVRAS COMO SEMPRE VOCE E ESPETACULAR, NO FINAL TUDO SE RESOLVE. BEIJOS




Online porn video at mobile phone


contos eróticos meninas de 26 anos transando com cachorro calcinha femininas com lacinhos Pretoflagrei a novinha fudendo no mato e chantagiei contosme comeram com meu irmao pauzudoLoirinha da cu e chora e tenta fugj mais e tardevideos de mulheres nuas tomando banho no chiveirovizinha dentro.de um chacara de cafe xvideostirei virgindade da nossa empregada contoRasguei a buceta da mendiga com a mao contosmasis foto de vidioporno diferenteno swing marido nao permite que metam na esposaconto corno diamantecontos eroticos. de velhas q fuderam com rapaz novo.Contos chupei a buceta da janaracontos Fudidos De machucamento vaginal meu sobrinhoXVídeos Marianinha homens tomando banhoconto incesto sempre que vejp minha irmã fico de pau duro e ela cheia de tezaogozou na garganta da lazarenta xvideosnovinha 18 aninhos foje pra cama do papai pra trepaminha esposa cely e nosso caseiro negrao nosso machoPrima bisexual menage contos eroticosxvideo filhover mae dormindo sofa fica pau duro coloca na boca delaContos eroticos pilotarbotou a calçinha de lado e mostrou abuçetamenage masculino contoscontos eróticos de larimendesconto erotico lesbico dei o troco no meu marido com sua amanteele sarou tanto q minha piriquita inxou conto eróticoencontramos nossos vizinhos na praia do nudismo conto erotporno travesti enbebedando omemCheiro de rola de machos de academia suado contos gaysContoerotico estuprarao e comerao minha mae no onibusbarriguda trepanfofilme pornô mulheres se beijando solteira mas não carregando não aguenta pau grandecontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigoeu e minha amiga fomos iniciada na zoofiliaMulheres se vingando da amiga amiga humilhação amiga fetiche MULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOcobradora gostosa pegando no pau do pasageiro xvideo.comcontos de sexo depilando a sograxvideo bricando park mao boba a quaticomeu sobrinho e eu no carro.ctosOlá meu nome é Alessandra, tenho 29 anos e vou contar minha primeira transa com uma mulher.  velha descabaça a buceta na pica do cavalocontos eroticos cheia de pentelhos horriveisfilho caralhodo fa a mae sangra na penetrçaoxvidores arega jogoentregador de pizza pega mulher.avontadecontos eroticos rapidinha com sobrinhobucetascontospornocontos eroticos corno brochoubuceta gozano nepicacemtou xvideo. caserío puxou pro ladoela vingi q ta dormindo .mas a pica ja/entrouContoeroticogeymostrar videos de rapazez gostoso recebendo mamada e uma punheita da boyzinha e levando jato na cara em xvideoabaixar vídeo de putaria de mulher fresca daquelas gostosas do cuzãoXvidiocomendo.a novinha bebada sem ela ao menos perceber Contos eriticos .como virei escrava do vizinhonegaochantagiei minha irma casada contosinstalar música no musio só linguadinha na ppk da novinhaescravo da senala fudendo sinhazinhaXVídeos caseiro eu te empurro com fosse eu não aguenteix vidio comtos eroticos flaguei minha irmã avóConto erotico comadre curiosavídeo pornô tia da peruca da carinha de anjo dando o rabomaridinho chupou minha bucetavideo porno escava da sensala. adora chupar pau grande e grossocontos eroticos transex minha irma e meu cunhado me transformo e bonecalava louça de shortinho bem curtinhovideos pornos de mulheres gravidas com sua buceta peluda dando pra varios homens pisudosэхросли болаtia gostosa nova se masturbado para provocá o sóbriofudendo minha sogrinha e minha esposa me comendo gostoso contocontos chantagiei a enteada e tirei seu cabaso