Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Olaaaaaá Enfermeira

Um conto erótico de Annyelle
Categoria: Heterossexual
Data: 04/12/2013 08:58:57
Nota 9.50

Hoje o meu dia foi frenético sai do cursinho na qual dou aula e cheguei em cima da hora para assumir o meu plantão, já cheguei chegando cheio de coisas para resolver pessoas para visitar em seus leitos outros para completar a internação enfim trabalho em uma rede de hospital conceituado, mas precisamente n U.T. I sou cardiologista nessa unidade de tratamento tem dia aqui que é pauleira e tem outros que é molezinha chamo-me Marlon e vou contar pra vocês como conheci a Fernandinha.

Estava eu em um plantão 12x24 de saco cheio do trabalho até chegar uma turma nova de estagiária na área de enfermagem, e eu que não sou bobo fui lá da uma conferida pra ver se a safra era boa. Sai da minha ronda e fui dar uma palavrinha com a Sarah que é a chefe das enfermeiras chegando lá às novatas ouviam e prestavam atenção em tudo que ela falava até que me deparei com uma aluna de rosto fascinante ela não tirava os olhos de mim.

Pedi licença para as meninas chamei a Sarah dando uma desculpa qualquer após saí de lá satisfeito com que vi, os meus caros e nobres colegas também foram dar aquela conferida resolvi descer para jantar e para minha surpresa lá estava ela, a minha eleita com o seu jaleco aberto, revelando aquele corpinho gostoso, ela é um avião e sua roupa realçava bem as suas curvas a Fê é uma afrodescendente linda tem um cabelo curto meio na altura dos ombros encaracolados, lábios carnudos, olhos azuis, peitos turbinados, cinturinha violão, e o melhor tem um cuzão de dar água na boca e pelo jeito meus caros colegas de trabalho também acharam, pois o refeitório estava meio agitado fora do que é o habitual.

Ao acabar o jantar voltei para a rotina do meu plantão, este consumiu todo o meu tempo, nem notei quando chegou o momento de eu descansar um pouco e com todo esse agito chegou o fim do meu plantão e fui para casa e no trajeto eu bolava um jeito de abordá-la lá no hospital. Resolvi passar na Pâtisserie (nome da padaria besta que fica no centro da cidade) para levar um lanche pra casa entrei e fui à direção dos pães ao chegar ao setor, me abaixei para pegar o alimento, olhei através da prateleira eu a vi sentada bem ali.

Fiquei estático observando-a tomar o seu desjejum ela estava sentada em uma mesa no da Pâtisserie, estava distraída lendo uma revista, fui apreciando cada movimento dela e para minha surpresa ela estava usando óculos e muito concentrada em sua leitura então por um momento pegou a xícara de café e levou aos lábios.

Suas mãos delicadas mostravam unhas bem feitas com um belo desenho e em seu pescoço uma gargantilha, continuei a comê-la com os meus olhos me de ti naqueles seios fartos ela estava usando um vestido no modelo de um ombro só estampado floral, continuei percorrendo o meu olhar por todo o seu corpo quando cheguei às suas coxas fiquei doido o seu vestido havia subindo mais de quatro dedos ficando bem curtinho e ela estava sentada de pernas cruzadas então ela parou de ler a revista e descruzou as pernas se detendo em remexer algo em sua bolsa e para o meu espanto e alegria ela se distraiu deixando as pernas um pouco entreaberta uhn! Que delícia endoidei o cabeçote, meu pau deu logo sinal de vida, pois deu pra ver a sua parte mais íntima procurei por sua calcinha e a safada estava sem só tomando arzinho naquela xota gostosa.

Voltei a me abaixar na prateleira buscando uma melhor visão tentando acreditar no que estava vendo, acabei me assustando com a chegada de um funcionário que se aproximou de mim, recolho o que é meu e vou em direção ao caixa, entretanto antes de ir embora dou uma olhada na direção dela. Chego ao estacionamento entro no meu carro recosto a minha a cabeça no assento e fechos os meus olhos e fico lembrando-me daquela xota grande e carnuda ao abrir os meus olhos a vejo saindo do estabelecimento.

Liguei o meu carro e fui atrás dela aproximei-me da calçada e buzinei para ela, a Fê parou e me sorriu puxei assunto ofereci carona insisti, mas ela recusou, nos despedimos então ela voltou a me sorrir com a cara mais danadinha. Segui em frente dois dias depois voltei à rotina do plantão, chegando ao hospital comecei a trabalhar passado alguns minutos eu a vi meio que debruçada tentando ajeitar o travesseiro de um paciente, ela estava de costa pra mim mostrando aquele bundão empinado então aproveitei que ela estava sozinha e que não havia ninguém por perto me aproximei e passei por de trás dela de propósito dando uma roçada de leve, fingi naturalidade como se não houvesse ocorrido nada.

Com certeza ela percebeu a intenção, disfarcei e pedi desculpa, pedindo licença dessa vez ao passar rocei de novo e pude sentir quando ela empinou mais a sua bunda na direção do meu pau então olhou pra mim e disse: eu também sei brincar direitinho.

Sai dali com a certeza que hoje era o dia, fiquei a espreita-la, esperando o momento pra eu dar o bote quando dei por mim ela fez um sinal em direção da escada me chamando, disfarcei e fui atrás da Fê entrei rumo à saída de emergência e ela estava um lance abaixo, do andar que trabalhávamos fui para cima sem conversar cheguei beijando e ela me retribuiu.

Não sei quanto tempo levou eu só sei que nós beijávamos muito eu agarrei naquele cuzão e puxava o corpo dela em direção ao meu eu esfregava o meu pau em sua xota ela me empurrou e me pediu calma eu disse: Calma pra que se não tem ninguém olhando?

Continuamos ali com uns amasso gostosos, uns beijos quentes e a minha mão boba que não podia faltar (RSS) eu já estava com os peitos dela na minha boca eu mamava bonito ela gemia como uma louca, abri o zíper de suas calças fui afastando a calcinha dela pro lado e ela segurou a minha mão me impedindo, mas mesmo assim pude perceber que a Fê estava completamente excitada com toda essa situação.

Corri e desabotoei a minha calça e fui puxando um pouco pra baixo com cueca e tudo revelando o meu pau então peguei a mão dela e coloquei no meu pau, ela começou a brincar com ele afastei a minha boca do seio dela e fui abaixando-a na direção do meu pau. A safada ficou me olhando e sorriu quando o seu rosto ficou de cara com o meu pau, como se estivesse tomando um sorvete a Fê lambia e abocanhava a cabeça do meu pau em seguida passou a chupar tudinho quase até o talo.

Segurei na cabeça dela enrolando a minha mão em seu cabelo e comecei a aumentar a velocidade dos movimentos dela, estava sendo uma delícia eu já estava quase gozando quando ouvimos um barulho em nossa direção, paramos e nos recompormos rapidamente e voltamos para o nosso trabalho ao chegar próximo da porta combinamos de nos encontrarmos em um leito que estava vago no final do corredor por volta das 03h: 00min da manhã.

Fiquei tão entretido com o movimento do plantão que a hora passou voando e nem deu pra chegar lá na hora combinada, pois para o meu azar chegou dois pacientes que aspirava muito cuidado e quando consegui passar rapidamente pelo Box em havíamos combinado a danada tinha me deixado um bilhetinho.

Rapidamente passei um torpedo e descobri onde ela estava já era 04: h45min da manhã o momento que recebi o torpedo da Fê corri para ala do semi-intensivo e chegando lá ela estava toda pronta pra mim. Vestia apenas uma camiseta branca sem sutiã e de tanguinha bem cavadinha.

Parti pra cima dela, começamos a nos beijar havia certa urgência era muito tesão que aquela negona estava me deixando, passei a mão na xota dela e ela estava com a calcinha úmida, prontinha então verdade fui colocando mão na xana dela enchi a mão a Fê tem um bucetão e para minha surpresa ela grita ”ai “ e se contrai eu pergunto o que houve e ela me responde: cuidado com meu Pierce quando ouvi isso foi a gota d’água a deitei-a na maca e fui puxando a calcinha dela pra baixo e comecei a chupar aquela buceta que estava toda babada e quente.

Puta que pariu ver essa mulher gemendo desse jeito, estava me dando maior tesão então arranquei a minha blusa e fiz com ela mordesse para abafar o som voltei a chupá-la mais e mais parei que estava fazendo e comecei a brincar com seu Pierce eu passava a minha língua no grelo dela e sugava ao mesmo tempo, passei a enfiar o meu dedo na xana dela, e ela pedia mais, ela rebolava o seu quadril em minha direção.

Mergulhei naqueles lábios arroxeados não demorou muito e ela começou a pedir que eu a comesse, atendi o seu pedido abaixei as minhas calças e encaixei com tudo o meu pau naquela xota apertadinha e comecei a bombar sem dor e piedade bombei, bombei, bombei ela gemia e massageava o biquinho do seu peito, como a maca era um pouco estreita nós déssemos e a coloquei de quatro e comecei a bombar novamente na xota dela então segurei firme em seus cabelos puxando os seus cabelos para trás. A Fê se apoiou na maca deixando uma das mãos livres pra poder se tocar enquanto eu metia na xana dela ela rebolava gostoso pra mim e pedia pra bater nela ela fala assim: bate doutor, bate então enchi a mão e bati naquele rabo grande e durinho dela, a Fê se descontrolou e começou a me dizer que estava gozando me falava palavras desconexas eu também senti que ia gozar então parei de socar na xana dela e a virei de frente mandando-a abrir a sua boca, ela rapidamente se agachou na minha frente e começou a fazer um biquinho delicioso onde meu pau encaixava com perfeição.

Gozei deliciosamente na boca daquela negona safada que não deixou uma gota se quer cair no chão ela bebia tudinho fiquei com a s minhas pernas bambas de tanto fuder essa mulher, ela se levantou e ainda olhando pra mim passou a língua em seus lábios degustando a minha porra em sua boca e com a cara mais cínica que eu já vi falou pra mim: quero mais RSS.

Ao vê-la dizer isso tive a certeza que a nossa história só estava começando.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/02/2014 05:31:58
26/12/2013 17:34:45
que delícia... morro de vontade de comer uma "nega safada" rsrsrs Nota 8.
16/12/2013 21:24:03
Olá... Adoramos... Eu (Rúbia) e meu marido Beto transamos gostoso depois de ler este conto. Também temos um conto publicado aqui. " A procura de um amante" Visitem nosso blog com muitas fotos e nossas aventuras sexuais. rubiaebeto.comunidades.net Beijos molhadinhos... Rúbia
04/12/2013 18:58:01
tambem quero te fuder gostosa me add ai
04/12/2013 10:09:39
Que delicia hein, ja aconteceu comigo mais foi em um supermercado e essa sua amiga deve ser a putinha do hospital




Online porn video at mobile phone


jogando video game pelado conto eroticoirma0 cumen0 abunda da irma g0rdavidio d novinha rabuda chupano e dano cu gememo d doramigo da bebida. meturado com sonifero porn gayfingi que era gay pra comer minha sobrinha contosimagem de bucetinha vemelhinha saido sangue contos eroticos de mulheres fazendo sexo durante amamentacaoquero ver vídeos Popozuda tomando banho na praia se bronzeando de cremes e de calcinhaconto erótico enrabada dentro do ônibus quando eu viajavaComtos namoradas fodidas por velhosAssiriricas mais loucasvideos caseiros comendo esposa logo cedo videos para baixar escorrendo porraconto erotico sheila gritou chorou e ele comeu se cucontos eróticos_-fio dental ai ui oh fode os caras bebados comeram o barbeiro bundudoxvideo roubadinha do namoradoconto erotico novinha caseiro negroCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro rabuda que foi tirar satisfação fodeu com vizinhoquero ver vidio de homen caralhudo se depilando o sacoConto erotico magnataloirinha bêbada pornodoido na edicula pornodoido sou menininhas inocentes virgem mas faco analxvideos liberei a vagina para um eterochegando calcinha dezeijos proibidopornoXvideos gracissehomem metendo a pica no c* da Ravenana chacara o cazeiro comeu minha mulher e minha filha conto eroticonovinga da favela fazendo menagem depois da aulagta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetahttp://animais gozando na busetas d mulheres d correr porraflagante de sexo com patricinha de carangolacrente safada contosperdi tudo acabei puta de agiotasFotos de surubas com comtoseu sou viuvo eu tava sozinho em casa com meu genro eu chupei seu pau eu disse pra ele fuder meu cu virgem conto eróticoxividio vai maxuca meu cuWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOScasada coroa casera do buctaohomem core atrais de menininha secuestra leva estrupa com varios amigos cu e buceta estora vidio pornoloiras gordas da bocetona grande e peitos muchos chorando pra nao da o cuxvideos Marquinhos picudo fudeu a novinhacontos anal com jegue humanoconheci a menina arranca a roupa dela fica pelada fazendo sexodeu para nao ser caguetada para o marido xvideosRemedio caseiro tirar mancha verilha butetatete - conto eroticoeu vi meu genro batendo pueta na minha calcinha usadaporno filha e mao no na escadaria do prédioconto erotico sexo com vizinho velhos coroa grisalhopornô sexo garota transando com apitando o quarto deitadanovinha inosente foi da pra um pareseu tresconto novinha no celeiro zoofiliabuctao tod c gazanddeixei meu irmão mim quem Fiji que estava dormindo x videsvidros prno insetos fodendo mae emprensada coroas do sapsapGelo e Fogo conto incesto gay irmaõ com irmaõ 3 capítuloconto sexo gay maconheiroGTA comendo na rua mostrando a bundinha calcinha vestidos aindaquero ver filme pornô com sapato de plástico vermelho enfiando a rola no cú delecorneado e enrabado pelo primo pirocudo contosflagrei as jogadoras de volei transando ate gosarPadrinho picudo botando só a cabeça na afilhada virgem rnpornodoidocumendo a mulher do cunhado no carro xvideoMuitasex .com gaby pornolxvideos novinha c esquivabda rolacontos eroticos - an american talePorno texta Mijonas assustadasseita crossdressermuler jupendo a minha puta. gtaoutro lado do paraíso xivideoputas brasileiras bucetas rasgadas zoofiliapornover video e filme de veterinaria chupano abuceta da e gua na fasenda