Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Pagu Delicinha

Autor: drika81
Categoria: Heterossexual
Data: 27/11/2013 17:00:16
Nota 10.00

Li não sei onde, que não sei quem, disse alguma coisa (que falta de acepção) sobre a música popular brasileira não ser mais como antigamente, ter se perdido no espaço, estar uma porcaria com “P” maiúsculo.

Não sei se foi bem assim que foi dito (ai, fiz de novo), mas é totalmente verossímil. Perdoem-me os fãs, é um leve desabafo: alguém me explica (na verdade não precisa) de onde surgem tantas duplas de sertanejo universitário?! Se essas músicas são de nível universitário, que os céus nos livre do Ensino Médio! Tenho a impressão que se der comida após a meia-noite, ou jogar água eles se reproduzem...

E o funk então! Ai meu coração, ai meu guarda-roupa, ai meus ouvidos, ai a língua materna!

O rol de gêneros musicais corrompidos é extenso.

Entendo que um dos objetivos é ser (ou tentar ser) sexy, mas meu córtex pré-frontal vê apenas tentativas grotescas e identifica outro tipo de material como sendo sensual e agradável aos olhos, ouvidos, músculos, pele.

Um exemplo? Resolvi iniciar esta narrativa após ouvir “Pagu” cantada por Maria Rita. A falecida Patrícia Rehder Galvão que me perdoe e que a intérprete não me processe, caso este texto caia em suas mãos, mas utilizo os direitos universais da “Licença Eropoética” para seguir em frente.

Isso mesmo EROpoética, “Pagu” é nada além de erótica, voluptuosa, lasciva. Provas? Vamos lá! Transcrevendo temos:

Mexo, remexo na inquisição.

Só quem já morreu na fogueira,

Sabe o que é ser carvão.

Não há período histórico-social mais repressor e destrutivo para a sensualidade que a Idade Média. Atenção, não disse o sexo, mas sim sensualidade. Aquilo que toda e qualquer mulher tem sobrando em cada fio de cabelo, saindo por seus poros, reluzindo em um sorriso malicioso, devolvido em uma piscadela de soslaio, transbordando em lábios convidativos a beijos.

Sexo não era o problema, afinal a espécie se perpetuou e sempre havia um estábulo vazio para uma montaria no garanhão recém-chegado à cidade – estou falando de trepar com um cara bem gostoso e forte, não de arrebentar a perseguida dando para um equino – não tenho nada contra quem gosta de uma zoofilia, mas sabe como é, eu prefiro gente.

Uma ruela escura à noite servia perfeitamente para uma felação proibida com o filho do mercador, escorados em muros que faziam o papel de apoio para costas e braços trêmulos, ouvintes perenes dos gemidos e palavras de êxtase.

Longos vestidos escondiam a pele, mas não o desejo de ser dominada, saciada. Eram muito úteis para ocultar a violação consentida e esperada. E para evitar problemas futuros, sempre havia a opção de liberar o anelzinho, ou acham que um anal bem aplicado é um ato pós-moderno?

Eu sou pau pra toda obra,

Deus dá asas à minha cobra.

Minha força não é bruta,

Não sou freira,

Nem sou puta.

Não me deterei muito nestas letras, para não cair no pedantismo (e feminismo) da força da mulher, etc, etc, etc. Deixemos para nosso amigo Erasmo.

Mulherada, vamos fazer o que a gente faz de melhor, nos momentos certos e nos lugares certos: falar, cozinhar e dar (o que vocês quiserem e o quanto quiserem). “O pior pesadelo de um homem é ter uma cozinheira na sala, uma prostituta na cozinha e uma princesa na cama”. Achei de grande sagacidade e sabedoria essa frase que li na badana de um caminhão.

Nem toda feiticeira é corcunda,

Nem toda brasileira é bunda.

Meu peito não é de silicone,

Sou mais macho que muito homem.

Particularmente esta é a minha estrofe preferida.

Já pensaram porque a Rainha Madrasta queria mandar a sonsa da Branca de Neve para o inferno? Nada a ver com “ser a mais bela”. Porque o brocoió do Espelho Mágico foi inventar de dizer que ela não era mais “gostosa” como antes! Que atrevimento! Ela que manteve a pica do Rei tanto tempo ocupada! Ela que tinha exclusividade naquele corpitcho.

E não usou de magia coisa nenhuma – quem disse que homem precisa de macumba prá pirar o cabeção em uma xana bem quente e molhadinha? Ele era rei, não bufão. A Rainha queria seu cetro de “Delícia Real” de volta. Vamos combinar... isso é tão verdade que Charlize Theron foi a madrasta mais que perfeita e roubou a cena – Chris Hemsworth, meu querido, tu é uma besta.

Sei que é preferência nacional, mas o que, nós meninas menos avultadas, faremos com nossos ínfimos 98 cm de quadril? Se enforcar em um pé de cebola? Sinto muito, a natureza nos deu isso e é isso que a casa oferece.

Se o sonho de consumo da criatura é comer uma xota mais carnuda, que faz par com um rabo típico e redondo de atriz do Xvídeos, gomenasai, vai ter que direcionar sua jeba para outro buraco, mas aviso: vai sair perdendo.

Vale para a parte superior do tórax, já que, pela proporcionalidade corporal, não seremos comparadas às nossas parceiras leiteiras malhadas. Não sei o que sentem as mais graúdas, mas sabemos o que sentimos, nós as com seios que são do tamanho exato da mão, com mamilos bem desenhados, firme, que pode ser todinho agarrado, “tipo sob-medida” para a circunferência da palma, dedos e para a boca de um parceiro mais interessado em conteúdo que volume. Nenhum pedaço de pele escapa, nada fica de fora do toque, dos lábios, da saliva, dos dentes, da língua. Só ficamos devendo na espanhola.

Sou rainha do meu tanque,

Sou Pagu indignada no palanque.

Fama de porra-louca, tudo bem,

Minha mãe é Maria ninguém.

Não sou atriz, modelo, dançarina.

Meu buraco é mais em cima.

Majestade da nossa própria libido. Deusas do tesão. Dominatrix dos orgasmos múltiplos. Vamos lá mulherada, quanto mais a nossa autoestima aumenta, mas o mastro deles sobe (e entra e sai)!

Nem ex-BBB, Miss bumbum, Rio Grande do Sul, Brasil, Universo, panicat, assessora de palco, funkeira, Beyouncé ou Gaga. A fama não faz parte do viver de 99,9999% da população. Ser comum é a melhor coisa que existe – sem pressão, nem afobação, olhares extras só para quem é chegado em um voyeurismo.

Não se preocupar em ser julgada se está chupando na profundidade e velocidade exatas, se a rebolada foi para o lado certo, em confessar que gosta de dar de quatro, em gozar antes ou depois.

Beijar um, dois, ou dez na mesma festa, continuar na vontade e poder arrematar a noite com um anônimo de olhos verdes – aquele mais tarado, que enfiou a mão descaradamente por baixo do vestido sem pedir licença.

Meus buracos são todos bem tratados e bem aproveitados. E não me refiro apenas aos três mais comumente empregados na hora “H”.

O nariz procura odores que nunca serão engarrafados: o aroma de uma nuca suada, o cheiro inebriante de braços másculos, o hálito quente de uma boca aberta de prazer.

Os ouvidos reagem a uma lambida, a um suspiro ou uma gemida tanto quanto os olhos a um corpo macho molhado, enrolado em uma toalha pequena demais para esconder qualquer coisa.

Então, convenci alguém de que a Pagu é boa?

Ra, ta, tá...

Comentários

29/01/2015 23:22:30
Depois de mais de um ano voltei para rever os amigos e amigas que um dia eu deixei a chorar (a chorar eu, não os amigos) e releio esse texto com o qual já me havia deliciado. E acrescento: para escrever texto erótico não basta botar sacanagem, trepadas, metidas, gozadas... há de se ter talento e cultura. Você tem ambos. Parabéns, outra vez.
05/09/2014 11:35:36
Fantástico, Drika! Ganhei o dia hoje, lendo um texto que desafiou meus desgastados neurônios. Não me lembro de ter lido algo tão criativo por aqui. Um jogo onde as palavras foram inseridas no contexto da letra de Pagu de forma magistralmente harmoniosa, denotando toda inteligência e cultura da autora. Infelizmente só posso dar dez. Merecia muito mais. Beijão!
28/11/2013 23:29:53
Xibiu bom é o que tem ação, não o exposto a nação. Se engolir gostoso, saber mastigar, ter bom cheiro e paladar, isso é o que importa, cor, forma e tamanho são secundários. Excelente texto, narrativa primorosa de um desabafo musical, sensual e erótico, diferente. DEZ com méritos.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


só os conjuntos regassado metendo gozando na bunda mais bonitarapasjovem pao grande groso gozandoContos de negros bem dotados rasgando cu de garotinhos brancos viadomatava aula para dá o cucontos de mulheres sendo fudida com o marido do.lado em transporteslėsica porno fondenoirma disse q n cu n e pecado incestosogra e nora conto lesbicomeu sogro e seu irmao me funderam juntos contos eroticosputas peladas meladas de margarina no cuXVídeos pastora mulher numa aposta de sinucaporrnodoido segurançaCamisinha atrapalha a tirar a virgindadecontos eróticos o tio com minha namoradaver vidio porno novinha nao sabia que ia doe perde o cabaso com um pauzidopornô sogra puxa calcinha de lágrimasFutibol dos Heteros ? OU Nao ? cap 28vidios pono sohenteirma esta lendo livro começei a lisar ela ate comer o rabo dela pornoseduzida por um estranho contos pornomulheres passa margarina uma na outra peladas3negao rasgando 18 aninho por tras porno doidoxvideo metta syuanovinha aprovoca padastro ate ela ser fodidacoroas londrinense tarada bem próximobemdotadoobesacontos eroticostranzei com uma de 17 aninhoscasada sequestrada e estuprada na lua de mel porno3negao rasgando 18 aninho por tras porno doidomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosvídeo de 2 minutos novinhas gostosas galeguinha f****** gostoso e caminho de casaminha vizinha ficouloca pra mim daelacareca contos eroticos de mullheres carecascontos dei sonifero para novinhaporno contos pelo zp"fissurada em ser chupada na buceta contoContos eróticos procurando aventura no clube de campovizinha lactante contosqiero pegar no pau duro e grosso dele e ouvir ele gemar de tesaoxvidios mau emtra o dedosadina pelada motado a busetamenina ponha na bucetinha dedinho cheio de pregasnxvideo de padrasto gayxividio filho fala mae deixa eu gozar dentro de vcbuceta tao grande ce edtufo a calcinha coroainiciando um viadinho contonossa essa novinha marcando ojens cim um bucetaointiada fode o pai do pau grande e grossoVidios Porno tio aproveito que esta sozinho comeu a sobrinha safadaxvideos paacas.com.pepau grande e grosso porno so com novinhas sendo cruelmente aregacadacontos eróticos gay faculdadetoinha jovem linda siririca xvideosmae e filha tomando muita pica dura do cunhadoxvideo empurrando e gozando topado ate o taloconto erotico huntergirls71Brinquei com minha prima de camisola e tranzei vidio caseirodopei ela e fodi gostoso x video Vanessa A buceta da minha mãe ReginaWxvidios velha trepando com seu trazeiraoconto coneu o cachorro a força porno de coroucom novinhascomi egua nova contonao saio de casa e um plugno cuzinhocontos eroticos meninas de quinze anos fazendo sexo com cachorro com calcinha preta de lacinhos vermelhohomens gostam de esfregar nos pelinhos da vaginacontos eroticos minha esposinha e o inquilino velhoconto porno paixao escandalosaela soquer chupa pau super groso xvideo.