Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Aliviando os funcionários - Final

Um conto erótico de paulista_casado
Categoria: Heterossexual
Data: 16/10/2013 11:31:37
Nota 10.00

No dia 24, fomos passar a ceia na casa da família do meu marido, como estava bem quente, fui com uma saia não muito curta e um tomara que caia florido (adoro este tipo de blusa, deixa meus seios bem destacados), meu marido me elogiou, falei que hoje tenho que estar bem bonita, ele veio até mim e levantou minha saia, estava com uma calcinha preta não muito sensual, ele falou “precisa melhorar isso”, tirou minha calcinha e me deixou sem nada, falei “amor, vou na casa dos seus pais numa ceia de Natal sem sutiã e sem calcinha?” ele fez um sim com a cabeça e continuei a me arrumar, me perfumei toda e me maquiei deixando meus olhos azuis bem destacados, quando saímos de casa vi que eles estavam todos sentados na frente da casa deles conversando e pararam quando me viram sair, andei sensualmente até o carro, no caminho mandei uma mensagem que mostrei até para o meu marido antes “vamos sair um pouco, mas logo o meu marido estará chegando com os seus presentes de natal, será em casa, beijo em todos”, não via a hora de voltar pra casa. Durante a festa, não parava de pensar como seria agora com meu marido vendo tudo, será iria deixá-los gozarem dentro de mim na frente dele? Ele parecia meio apreensivo e disperso nas conversas, estava bebendo muito, na volta vim dirigindo, ele foi me alisando e aproveitei para atiçá-lo um pouco e falei “amor, vai deixar sem camisinha? Você vai ver o tamanho do pinto do Beto, é muito grande, vai lá no fundo, o do Sr. França é grossão, doe bastante e todos adoram me beijar na boca, o filho do Sr. França é o que mais gosta”, ele tocava minha vagina que estava molhadinha.

Quando chegamos já vi que a luz do meu quarto estava acesa, olhei pro meu marido e falei “vamos lá, tudo bem?”, ele concordou e foi atrás de mim, fui na frente mas de mão dadas com ele, chegando lá, todos estavam só de short, todos me elogiaram e ignoravam a presença do meu marido que ficou abraçado atrás de mim, desejei Feliz Natal a todos e eles vieram em minha direção me agradecer, o Sr. França já veio me beijou na boca e depois ficou do meu lado beijando meu pescoço e passando a mão na minha bunda, o Beto me beijou também com uma mão atrás da minha nuca e com a outra abaixou minha blusa liberando meus seios, pegou com vontade e um deles, o Sr França começou a chupar o outro fazendo bastante barulho de chupada, meu marido ainda abraçado via tudo bem de perto, o Beto parou de me beijar e ficou vendo o Sr. França sugar com força meus seios, começou a chupar o outro, eu gemia baixo, senti o pau do meu marido duro atrás de mim, o Beto enfiou a mão por debaixo da minha saia e tocou na minha vagina, quando sentiu que eu estava sem calcinha parou de chupar e levantou toda minha saia, falou “olha chefe como ela foi pra festa de Natal na família do patrão”, o Sr. França olhou, sorriu, me puxou para beirada da cama e se sentou, me fez dar uma voltinha, começou a beijar e morder minha bunda e tocar na minha vagina com a mão vindo por trás, estava de frente pro meu marido, ele via os dedos dele me tocando, abri um pouco mais as pernas para facilitar os toques, o Beto voltou a chupar meu seio direito e alisava minha bunda, o Adilson veio e meu deu um rápido beijo na boca e ficou de lado chupando meu seio esquerdo, comecei a tocar nos seus pintos por cima da cueca, o Pedrinho ficou entre os dois e começou a me beijar com bastante intensidade, olhava pro meu marido de vez em quando, ele estava em transe de tanto tesão de ver a cena de sua esposa sendo chupada por vários homens, ficamos um bom tempo nessa chupação, até o Sr. França me mandou chupá-lo, todos me largaram, fiquei um pouco ainda de frente para meu marido para que ele veja como estavam meus seios e boca depois dos beijos e chupadas, dei um sorrisinho pra ele, tirei toda minha roupa e me ajoelhei na frente do Sr. França, olhei pro meu marido novamente e falei “amor, senta aqui do lado, vem”, ele veio rapidamente e sentou na cama, ajeitei meu cabelo e peguei o grosso pênis do Sr. França, dei umas de leve masturbadas, me abaixei e lambi, olhando pro meu marido, a cabeça do pênis que estava molhadinha de esperma, comecei a chupá-lo com mais vontade que antes só pra matar meu marido de tesão, o Beto foi atrás de mim e mandou ajeitar para me chupar, antes de me chupar falou “ela tá molhadinha gente” e caiu de boca enfiando a língua lá dentro, comecei a tremer de tesão não parando o meu boquete, o Sr. França me mandou parar de chupar e deitar na cama com as pernas pra cima e falou “vai logo porque estou com muito tesão e muita porra acumulada, não estava aguentando mais”, fui até meu marido antes e dei-lhe um beijo de língua, na hora hesitou um pouco vendo minha boca toda melada, mas acabou cedendo, enquanto o beijava ouvia alguns sorrisos dos rapazes, olhei pro meu marido e falei “amor, pega o gelzinho, aquele que esquenta e passa em mim e pega mais uma coisa, a blusa branca daquele dia, pra você ir me limpando”, ele sem jeito obedeceu, a blusa ele tinha escondido atrás das sua camisas, quando ele a pegou, falei pra todos “gente, lembram desta blusa? Vamos acabar de sujá-la”, abri bem minhas pernas e pegou o gel que ele tinha comprado há algum tempo e só tínhamos usado uma vez, pegou até bastante e começou a passar dentro da minha vagina, me masturbou um pouco, mas logo tirei sua mão e falei pro Sr. França vir, ele começou a passar a cabeça do pênis na entrada da vagina, meu marido ficou olhando bem próximo a minha vagina toda depiladinha (que ele pagou) levar rola, sem camisinha, de um negão, o Sr. França começou a enfiar cada vez mais sua pica dentro de mim, eu comecei a gemer alto, logo ele já estava colocando tudo, me abrindo toda, meu marido segurava uma das minhas pernas abertas e olhava tanto para a minha vagina sendo dilatada em cada bombada que tomava, como também olhava pro meu rosto que expressava um enorme tesão, o Pedrinho e o Adilson estavam chupando meus seios, era demais a sensação na hora, segurei a mão do meu marido e a apertava em cada bombada, ele começou a olhar bem de perto o pau do Sr. França entrado tudo em mim, ele segurava minha cintura e puxava contra seu corpo para que o seu pinto entrasse até o fundo, de repente ele começa a acelerar as estocadas, começa a urrar e grita que vai gozar, começo a ter orgasmo também, todos ficaram olhando o Sr. França prestes a gozar e a reação do meu marido em ver sua esposa recebendo esperma de outro homem, cruzei minha pernas atrás do Sr. França para colar mais o meu corpo ao dele e entrar o máximo possível do pinto dele em mim, gozamos juntos, ele dava uns gritos junto com os espasmos e gozou como nunca, sentia me encher por dentro, quando seu pinto parou de pulsar ele foi tirando devagar, a cabeça do pênis saiu arrastando um fio de esperma de dentro de mim, eu levantei minhas pernas para que não saísse nada de mim, meu marido foi até minha vagina e abriu meus grandes lábios e eu abri minhas pernas e ele deve ter visto o fundo da minha vagina branco de esperma, vendo isso ele tremia de tesão, ele pegou minha camisa e começou a limpar o que tinha saído, o Beto já estava pronto para me comer, só esperando meu marido acabar de apreciar minha vagina, falei pro meu marido “amor, vamos tentar uma coisa? Acho que vai gostar” ele me olhou com cara de aprovação e falei pra ele se deitar na cama e me coloquei de quatro na cama com a vagina acima do rosto dele, ele aceitou numa boa e devia estar vendo minha vagina que depois do movimento, começou a vazar esperma do Sr. França, sentia escorrendo pelas coxas, o Beto com uma mão segurou em minha cintura e com a outra guiou se enorme pinto na entrada da vagina, enfiou um pouco e tirou, mostrando como eu estava cheia de esperma, tirava e colocava, sentia o meu marido bem ofegante, até que ele enfiou tudo de uma vez, dei um forte gemido e minha vagina fez aquele barulho de quando sai o ar, ele começou a socar com muita força, eu deixava os bicos do seio tocar nas pernas do meu marido para que ele sentisse meu movimentos, eu gemia bastante, ficamos nisso uns cinco minutos e anunciou o gozo e ele enfiou tudo, aquilo foi com a cabeça na porta do meu útero, meu marido devia estar vendo seu pênis pulsar e injetar o esperma dentro do útero da sua esposa, o Beto quando gozou tudo que tinha, olhei para o Beto e falei “nossa Beto, hoje foi bastante hein, nunca levei uma assim”, meu marido estava com a minha blusa na mão esperando ele tirar, quando ele foi tirar, falou pro meu marido preparar a blusa que agora iria sair bastante, na hora em que tirou não saiu nada, mas o pinto dele estava bem melado ele pediu a blusa para meu marido e limpou seu pau e devolveu a ele, pela minha posição não saia nada, fui levantando a parte de cima do meu corpo e senti descer um rio de dentro de mim, meu marido com a blusa embaixo só assistia a vagina da sua mulher sair porra aos montes, ele lambia as laterais das minhas coxas, eu o masturbei e gozou rapidamente, logo veio o Adilson e falou “limpa aí logo que não estou aguentando mais”, meu marido passou várias vezes minha camisa para tirar tudo que saia e voltei pra minha posição, o Adilson meio desajeitado enfiou em mim de uma vez só e metia com força e rapidez, foram uns 10 minutos nisso e começou a gozar, deu vários gritos de tesão, tirou e pegou a blusa da mão do meu marido e limpou também seu pau e devolveu, nisso só faltava o Pedrinho, ele veio até mim e me beijou com bastante vontade, mordia meu lábios e enfiava sua língua dentro da minha boca com tudo, me beijava enquanto meu marido me limpava, ele pegou meu pescoço e falou “beija aqui também” e comecei um boquete, ele enfiava seu penis quase na minha garganta, até que ele tirou da minha boca e foi me comer, meu marido deve ter visto o pinto dele todo melado com minha baba, me comeu rapidamente e logo gozou, ele não se limpou na minha blusa, foi até mim e passou seu pau melado nos meus seios, todos foram embora, fiquei um tempo naquela posição com meu marido me limpando e fui sentando sobre sua cabeça para que minha vagina chegasse bem próximo a sua boca, ele me lambia em volta dela, até que ele deu a primeira passada de língua dentro dela, deu uma gemida na hora e meu posicionei melhor pra que minha vagina abrisse mais, ele começou a passar a língua dentro e me chupar, fui a loucura, gemia bastante, ficamos uns 15 minutos nisso, falava pra ele “Amor, me chupa, limpa tudo se não vou engravidar deles, você terá um filho neguinho, chupa mais amor”, ele aumentava as chupadas quando falava isso, até que cheguei ao orgasmo, foi demais, tremia toda, quando sai de cima dele, vi seu rosto, esta todo melado e com alguns pentelhos dos funcionários, peguei a minha blusa da sua mão, estava muito melada, a vesti deixando só os peitos pra fora, fui até ele e nos abraçamos e nos beijamos na boca, lambi todo o seu rosto e voltava a beijá-lo, ele estava de pau duro de novo e sentei sobre e falei “amor, olha como estou, olha como entrou fácil”, cavalguei enquanto dava meus peitos pra ele chupar, não demorou muito e ele já estava gozando, fomos tomar banho juntos, no banheiro que estava mais claro ele me mandou dar uma voltinha pra ver como eu estava depois de toda aquela suruba, a área da minha vagina, os seios e ao redor da minha boca estava tudo avermelhado, nos beijamos mais e ele me lavou inteirinha.

Depois deste dia rolou mais algumas trepadas com os funcionários, no ano novo fizemos diferente, eu fui na casa deles e dei pra todos antes de ir pra festa da virada, cheguei em casa meu marido me limpou o que saia de mim e nem fui tomar banho, coloquei a roupa e fomos, na festa nos beijávamos muito e falava que tinha que toda hora no banheiro limpar o que saia de mim. Depois do ano novo, os funcionários foram embora e começamos a contratar outros.

Chegou na época de menstruar, começou a atrasar, contava pro meu marido que não estava vindo e ele se preocupava e ao mesmo tempo se excitava, até que passou um tempo e pedi pra ele ir na cidade e comprar um teste de gravidez, fizemos juntos, ele tremia de nervosismo e deu positivo, restava saber quem era o pai e era pouco provável que seria ele, eu chutava que seria ou o Beto ou o Sr. França, meu marido propôs de ficar no Brasil até onde se conseguisse esconder a barriga, depois iria me mandar pra Holanda para ter um filho lá, ficaria na casa da minha irmã e abriria o jogo pra ela do que aconteceu, caso nascesse negro, iríamos falar no Brasil que seria adotado, para não termos problemas, espero que tenham gostado da história.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
29/12/2013 00:43:26
Parabéns!!! 10!!! Muito bom!!!
22/10/2013 10:46:41
marilda.Melhor conto de todos os tempos, gostaria de saber se ja nasceu o pretinho pintudoe se puder mandar fotos suas meu email é nota 1000
17/10/2013 16:14:41
foi demais, faltou falar se nasceu e de quem deve ser, mas muito bom.
17/10/2013 06:53:29
muito bom, delicia
16/10/2013 23:03:56
Valeu uma maravilhosa masturbação. Lindo casal, corno e putinha. Adoro vocês. Dez.
16/10/2013 18:43:13
Sensacional, adorei.
16/10/2013 17:26:14
O nenem ja nasceu? Adoooorei os contos!




Online porn video at mobile phone


www x. vidio gozano klconto esposa peida pinto comedorfudedor de viado vorais e tarado fudendo xvideos gayfoto de novinba de bucsta arreanha amostrando o cabaçoxvideos predeiro comen patroamostrosa rola preta arrobo meu cuzinho porno doidovidio porno tio me cumeu na varanda do quintaunovos Contos erodicos de tulaMuleque hxh belem parafime porno pai infindo a mão no cu da filhaporno. filio. tétano. vê. abuceta. da. minha. maecontos eróticos minha filhinha corrompidahomen batendo punheta nbanho e gemendo gostosoRelato enrabada por um cavalo bem dotado zoofiliaxoxotas em perigo cabaçocontos eroticos comeu a testemunha de jeovavideo sexo mulherzinha nova traino seu marido com cunhado mulecaofilhas ve paes trazando e entra na putariahomens balancando as bolas pornocorno manso otario contosExibicionismo em praia de nudismo lotafayoutube tarado comeu sibrinhas sexaul tirado a roupa nuascomendo a bucetinha da lucinha e o cuzinho da ritinha contos eroticosfudida pelo vigia da escola conto erotico teenmulhe mastubano ca cchorro etrelado.minha mulher resolveu comer meu cubucetao com bgdinhocontospornoeuquerocontos amante da professora casada e ninguem sabecontos eroticos gay viciado cheira e chupa pal sujoque ver conto erotico imao es piano imao novinha peladacontos sex fui enrrabado na adolescencia e gameiesposa sendo enrrabada por dois garçons no banheiro da churrascarianovinho arega na pica do coroa saradaoBoquete gay com marginal agressivocontos inocentes tapas no orfanatosexo suor e gemidospai picudo comendo filha em Belémconto erotico com anal arrombei a mulher do meu compadrepiriquita britadeira evangelicaconhada chifera trai u maridover lésbicas lésbicas se esfregando até gozar em perigosos de músicasver video de porno na facudade gosando fortecontos eróticos a aposta da esposacontos eroticos gay piscina eu e meu amigoxvideo pênis de 12 centímetros comendo abuçeta da noivinha gostosachupalano o cu da mulherxaninha mostra as penujinhasbuceta gozano nepicaconto erotico 30 cetimentro no rabo da sagaconto erotico escrava do negro sadoBrasileiras lesbicas trazando gostozo com lesbi r-x asvídeos de biscatinha novinha brasileira gostosa safada entiada metendo c padrasto sem ninguém percebermeu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticomulher faze do sabao segano boceta da outamulher tira roupa e o negao chega em purando o pau na bucetao e rasgacasadoscontos casal adora negros comedor de cu c/fotos reaisVendedora gostosa do shoppingvagina melecada e babentasexporno so com as mulher corpudona e apertadinha bota chorafotos de homem por trás da mlh fudendo ela dentro do banhero em péwwwnovinhas.tvacontos de tia que mexeu com sobrinho jovemconto erotico pai abysa do fulhaoprica cavalanovinhas da bucetinha lisinha e rosinha garotinhoporbodoido dudendo com o pedreirovideo pic esconde pelados meninas e meninosvideos porno negao so os tapas estralandocontos lactofiliaconto erotico gay viado submisso vira femea do negaoquero ver um filme pornô a mãe transando com filho e a mãe forçando para transar com ele pedindo para o fiscal na b***** dela que ela tá lindacarolzinha santos gordinha gostozinha trepano com colega de trabalhoContos eroticos Gosto de pauzudo que mim esfole todadois negros de 40cm de pau no rabo da intiada e sublinhavidio minini dado u. cu pro otromulheres agachadas com buctao reganhadosonho meu sobrinho transado comigotravestd nusmeu tio aproveitouse de mim mulheres ficatarada narrua salver penes grand