Da Casa de Swing para o Motel


Um conto erótico de Jaqueline&Cesar
Categoria: Heterossexual
Data: 23/05/2013 17:46:16
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual, Menage

Dos quatro admiradores que conhecemos no Adult FriendFinder, site de relacionamento, e que receberam as fotos mais reveladoras de minha esposa, um segundo estava escolhido. Ela marcara com os dois aproveitando os feriados de páscoa. No nosso retorno para casa, vindo da viagem de trabalho, nos encontraríamos com o Bandido, a meio caminho, na noite de 5ª para sexta e com o Giramundo, na sexta à noite, após chegarmos em casa. O encontro com o Bandido está relatado em “Nossa Primeira Vez com Outro no Motel”

Marcamos nosso primeiro encontro com o Giramundo, este é seu codinome no site, na Infinity Night, casa de swing de Campinas – SP, onde tudo começara. Ele estava acompanhado da esposa. Embora ela não curta ter outro ou outra, o apoia em suas fantasias de transar com uma mulher na frente de seu esposo. Isto apimenta a relação deles também, nos disseram. É a prova de que, quando se ama e há confiança o fato de ter um terceiro na relação só faz fortalecer a união e a cumplicidade que deve existir entre o casal. Aliás, é preciso muito amor e confiança, muita maturidade do casal para experiências deste tipo, talvez por isto o outro codinome, no Adult FriendFinder, desse nosso, agora amigo, seja Kasalmaduro. Mas vamos aos acontecimentos.

Giramundo a convenceu pela simplicidade, delicadeza, poder de sedução e persistência. Galante, foi conquistando espaço nas conversas pelo MSN, IM do Adult, telefone e e-mails. Recebeu as fotos mais reveladoras: fotos dela sem calcinha, com a bocetinha dipiladinha bem a mostra e dela nuazinha. Ao recebê-las se entusiasmou, encheu-a de elogios e convenceu-a a marcar o encontro.

Quando chegamos à casa de swing o ksalmaduro nos aguardava. Apresentamos-nos, conversamos enquanto tomávamos uma cervejinha, à mesa e no pátio externo da casa, assistimos ao show dos stripers da casa, conversamos amenidades e questões de relacionamento, o que cada casal e cada um curtia e fantasiava e sobre o que estávamos para vivenciar: minha esposa dando para outro, na minha frente, com o conhecimento e consentimento da esposa desse outro.

Depois de um tempo, tendo minha esposa deixado claro que aceitaria dar para ele e ele manifestado estar louco de tesão por ela, tomei a iniciativa, pedi o consentimento de sua esposa e convidei-o a nos acompanhar para a ala dos solteiros. Lá ele poderia acariciar a minha esposa todinha e meter bem gostoso em sua bocetinha. Fomos. Entramos em uma cabine, fechei a porta e dei o sinal verde para ele começar as carícias, como sempre eu participava, procurando não atrapalhar ou interromper as carícias dele. Ele começou beijando-a e acariciando seus seios, descendo para as coxas e subindo a mão por baixo do vestido até alcançar a bocetinha. Ajudei-o a tirar seu vestido, deixando-a de corset e calcinha, que era minúscula. Ele desfez-se de suas roupas. Enquanto isto eu a beijava e continuava as carícias deixando-a ainda mais excitada.

Nu, ele voltou-se a ela, liberou as tetinhas e começou a mamar, sugando gostoso e forte, enquanto acariciava sua boceta por sob a minúscula calcinha. Acariciava e introduzia o dedo médio. Por trás eu também a acariciava e passando a mão por sua bundinha, por entre as pernas, podia sentir sua mão agindo em sua bocetinha. Ela então se abaixou e abocanhando seu pau, chupou-o deliciosamente. Levantou-se e ele logo lhe tirou a calcinha, que guardei em meu bolso. E como não podia deixar de ser, éramos observados por alguém que da cabine ao lado, pelo buraco de observação e toque existente entre cabines, olhava e tentava acariciar milha esposa, tentando alcançar suas coxas, bunda, boceta ou tetas, sem sucesso.

Ela se colocou de joelho no assento do sofazinho ali existente, apoiando-se no encosto, ficando com a bundinha e bocetinha exposta e aguardando ser fodida. Ele abriu sua bundinha e caiu de boca em sua boceta arrancando gemidos de tesão, prazer e gozo. Em seguida apontou seu pau duro e latejante para a entrada da boceta de minha amada e deslizou-o para dentro dela. Ambos gemiam de tesão. Liberei meu pau, duro de tesão de vê-la sendo comida por outro, na intenção de que ela chupasse enquanto dava. Não deu tempo. Repentinamente ele parou. Pediu desculpas. Não conseguira manter a concentração e a ereção, pensando em sua esposa se encontrava sozinha na mesa, lá no salão do clube. Isto demonstra que estar com outra(o) não significa deixar de amar e respeitar quem amamos. Entendemos, retornamos para nossa mesa. Conversamos mais um pouco, tomamos mais uma cervejinha e nos despedimos.

Ficou a impressão, de que tudo terminaria ali. Porém, no sábado à noite nos cruzamos no site. Teclando conversamos e brincamos sobre o ocorrido e ele pediu uma nova chance, não decepcionaria, iria fazê-la gozar muito em suas mãos, boca e pinto, que ela já provara um pouquinho. Marcamos para o domingo de páscoa, de manhã, em um motel em Limeira, de fácil acesso para ambos. Às nove horas, hora marcada, ele chegou na suíte onde acabávamos de entrar. Recebi-o como a um velho conhecido. Procurei deixá-lo bem à vontade. Ele cumprimentou minha esposa e fomos conhecer a suíte. Era bem espaçosa, tinha três ambientes.

Após explorarmos a parte superior, descemos e, próximo à cama, ela tomou a iniciativa de se aproximar dele envolver seu pescoço com seus braços, mostrando seu desejo de ser acariciada. Ela usava blusa, saia de couro e a mesma lingerie da sexta, como que para continuar de onde havíamos parado. Enquanto abraçados eles se beijavam, aproximei-me por trás e a acariciava enquanto a encoxava. Ele passou a acariciar os seios dela e, a seguir, as coxas por sob a saia. Logo ele estava acariciando sua bundinha e bocetinha por sobre e sob a calcinha. Em pouco tempo ela estava só de lingirie e na sequência só de calcinha, sempre entre nós, em pé, sendo bolinada e acariciada de todas as formas. Ele livrou-se de suas roupas e, com ela de costas para ele, a encoxava, enfiava seu pinto, já duríssimo, por entre suas coxas esfregando na bocetinha dela por sobre a calcinha, enquanto, com ambas as mãos, acariciava as tetas e sussurrava, ao seu ouvido, elogios às tetas, coxas, bunda e bocetinha que tinha ao seu dispor. Não se cansava de repetir que ela era uma linda morena, dona de um belo corpo e de dizer que eu era um cara de sorte por poder ter tudo aquilo todos os dias. Ela, sempre colaborativa, curtindo as carícias, pegada e elogios, abria as pernas forçava a bundinha contra o pau dele e levantava os braços facilitando o acesso aos seus seios.

Num gesto decidido ela se abaixou e começou a mamar aquele pau, que de tão duro, pulsava. Mamou por um pouco de tempo, levantou-se. Então, aos pés da cama, em pé, ele tirou sua calcinha, deixando-a peladinha, admirou e a acariciou nuazinha a sua frente. Gentilmente a fez sentar-se na beirada da cama e deitar-se de costas, com as pernas abertas, pés apoiados no chão, e, segurando suas coxas, começou a chupar sua bocetinha que escorria de tesão. Ela gemia e se contorcia de prazer. Chupou-a por uns poucos minutos e logo a fez deitar-se normalmente na cama, colocou-se, a meu pedido, ao lado dela, e meio que por trás, de ladinho, colocou-se por entre suas pernas, direcionou a cabeça do pinto para a entrada daquela bocetinha sedenta e começou a penetrá-la. Empurrou e aquele pau deslizou para dentro da boceta dela arrancando um gemido de tesão e prazer. Ela abria as pernas e forçava seu corpo contra o dele para que enterrasse tudo, fosse bem fundo e, gemendo, pedia “vai fode com força, fode, fode...!! Mete gostoso, mete bem fundo, vai...!!”. Ele atendia e eu ia ao delírio de tesão vendo a cena e a encorajava a dar bem gostoso, enquanto a acariciava.

Ele, a fez deitar-se de costas, colocou-se por entre suas pernas, ela com os joelhos flexionados expondo bem a bocetinha, direcionou novamente seu pau para a entrada de sua boceta, empurrou lentamente aquele pau para dentro da boceta de minha amada, fazendo-o desaparecer dentro dela centímetro por centímetro, arrancando gemidos de tesão e prazer. Para mim não havia visão mais maravilhosa. Ela abria as pernas e forçava seu corpo contra o dele para que enterrasse tudo, fosse bem fundo. Ele segurando em sua cintura, ajoelhado na cama, entre suas pernas, iniciou movimentos ritmados e rápidos tirando e enterrando aquele pau em sua boceta. A seguir deitou-se sobre ela, beijando-a enterrava e tirava num gostoso papai e mamãe, enquanto ela abria as pernas, mantendo os joelhos levantados, para facilitar as enterradas que ele dava. Eu que já estava nu desde o momento em que ela se abaixou para chupar o pau dele, a beijava, acariciava-lhe os seios, dava meu pau para ela mamar, enquanto ele a penetrava, sempre que ele deixava espaço para tanto. Ele tinha a prioridade. Ela gemia alto e mandava ele meter fundo e gostoso.

Ainda na cama, mudaram de posição, ela veio por cima para cavalgá-lo. Foi muito excitante vê-la pegar aquele pinto, posicionando-o na entrada de sua boceta e soltar o peso do corpo fazendo-o deslizar e sumir dentro dela. Em seguida começar a subir e descer alucinadamente. Vê-la deitar-se sobre ele e ele, mamando em suas tetas, meter com força acompanhando o sobe de desce dela em seu pinto. A seguir ele a pôs na beirada da cama, de quatro e a pegou por trás, socando ora com força, rápido e fundo, ora curtindo o entrar e sair de cada centímetro de seu pau naquela boceta molhada e gostosa. Meteu bastante, fazendo-a balbuciar palavras de tesão, gemer e gozar muito. Assim que ele gozou, foi minha vez, ele olhando e eu comendo até gozar, com ela cavalgando-me. Ela gozou muito e o que eu senti foi um tesão indescritível.

Subimos para piso de cima. Ela colocou a hidro para encher, ajudamos. Já deixou claro onde seria a próxima trepada. Enquanto a banheira enchia, aproveitando do frigobar, peguei uma champagne, tomamos, aproveitando para falar sobre a trepada gostosa que acabávamos de dar, nos conhecermos melhor e, estando ela nuazinha entre nós, render-lhe mais alguns elogios. Ela enrolou-se na toalha, coisa de mulher, não sei o porquê, logo iria dar de novo! Terminada a Champagne, peguei uma cerveja para cada um, ela preferiu só água. Continuamos o papo conversando amenidades e sobre, enquanto casal, como era para o marido ver outro transando com sua mulher, como era para ela dar para outro na frente do marido e para ele comer a esposa na frente de seu esposo. Desci para pegar outra água que ela havia pedido. A banheira encheu. Quando voltei ambos estavam na banheira me aguardando. Entrei. Logo começamos as carícias, os paus ficaram duros e novamente ela sentou-se em seu pau teso e começou a cavalgá-lo. Ele lhe acariciava as tetas enquanto metia, acompanhando o ritmo do sobe e desce que ela imprimia. Eu acariciava a bundinha e cuzinho dela e podia sentir, deslizando os dedos pelo seu cuzinho, o pinto dele duro entrar e sair em sua boceta. Meteu, assim por um tempo, e de tesão escorregava para baixo dela como que querendo fazer entrar até as bolas, chegava a afundar a cabeça na espuma da hidro. Interrompemos, saímos da banheira, paus em riste, tiramos a espuma no chuveiro ali existente e descemos para a cama. Lá se repetiu a trepada do início. Ele pegou-a em diferentes posições, eu sempre participando, mas evitando atrapalhá-lo enquanto metia, bem como os carinhos que fazia. Meteu por um longo tempo, fazendo-a delirar de prazer e tesão. Ela mandava ele meter fundo, gozar, foder com força, gozar com ela, tudo entre gemidos e se contorcendo de prazer. Eu quase gozava vendo ela dando, gemendo e gozando no pau de outro. Ele gozou. Foi minha vez novamente. Trepei, gozei ou melhor, gozamos. Só que não demorei tanto quanto ele, pois estava explodindo de tesão com tudo que estava presenciando.

Descansamos, nos refizemos, e logo repetiríamos tudo novamente, por mais algumas vezes. Ela dando para nós dois, curtindo e aproveitando dos carinhos a quatro mãos, duas bocas e dois pintos, tudo a sua disposição e nós daquela “linda morena”, como dizia o Giramundo, com suas grossas coxas, seios deliciosos, bocetinha tesuda, depiladinha, molhadinha e insaciável na hora de levar pau. Foram doze camisinhas, doze trepadas de quase desmaiar de tesão e prazer. De fato, ele não decepcionara, muito pelo contrário.

Passava do meio dia, hora do almoço de Páscoa em família. Despedimos-nos com gosto de quero mais. Logo, com certeza, repetiremos. Com o Giramundo foi bom demais. Nós estávamos mais soltos, não era mais a primeira vez e ele foi carinhoso, respeitoso, dono de uma pegada ímpar, diz minha esposa, ele a fez gozar muito e me deu muito tesão ver a forma como ele pegava, como acariciava e como ele comeu, alternando, gana e carinho, estocadas fortes e firmes e penetrações lentas, curtindo a bocetinha gostosa de minha mulher introduzido centímetro por centímetro. Repetiremos com certeza, pois valeu a pena. Além de tudo, dá uma confiança maior, quanto ao sigilo e respeito necessários e imprescindíveis que a situação exige, sabendo o quanto ele e sua esposa se amam, aliás, uma linda mulher, fina, educada, uma agradável companhia, podemos dizer que, de quebra, arrumamos uma amiga.

Continuamos no “Adult FriendFinder”. Gostou do que leu? Gostaria de estar no próximo relato? Faça contato em nosso perfil, poderemos começar uma amizade e avançar para algo mais.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
30/04/2019 22:51:09
Ótima narrativa, bem envolvente. Aventuras que povoam a mente de várias casadas como eu.
29/10/2018 00:33:42
Excelente relato. Parabéns! Eu gostei e minha mulher Fabiana também. leia os relatos sobre ela e comente, ela vai gostar de ler os comentários Abaixo os títulos dos relatos dela, é só procurar aqui no site. Fabiana a Stripper por um dia./ Fabiana cada dia mais safada/ Fabiana: Sempre exibida, sempre safada!/ Fabiana tesuda e um Menáge/ Fabiana: A alegria dos Homens/ Fabiana Atriz Pornô por um dia/ Fabi e mais Dois/
26/10/2018 17:46:40
Olá, obrigada por sua presença em minha escrivaninha. Tenho lido a forma que vcs se liberaram, sempre em busca de novos prazeres. Gostei demais. Obrigada pelo belo prazer na leitura. Bjus.
12/09/2018 13:45:46
Deu inveja a cumplicidade e amor que existe no casal. Para viver todas aventuras sem qualquer receio, já que a confiança parece ser a tônica de vocês. Sem contar que foram encontros de tirar o fôlego. Parabenizo o casal e aproveito para agradecer a leitura do meu. Tive uma transa com um negro e adoraria a sua opinião no conto. Beijos.
14/08/2017 09:43:34
Show de conto, Jaque e Cesar. Nesta visita, vi que vcs tiveram várias aventuras e narraram aqui. Sempre com escrita perfeita e excitante. Quero muito ir com meu marido numa casa dessas e viver algo assim. Também vivi outras aventuras e narrei aqui. Quando puder, leia eles. Bjs, Val.
05/02/2017 08:47:44
Ufa!.. Só de ler eu já estava ficando sem fôlego. Putz!... Tenho a maior curiosidade de um dia ir numa casa dessas pra ver como é. Gostei das safadezas na parte do motel. Parabéns! Tenho dois relatos aqui e se vocês comentarem, eu vou ficar bem feliz... Bjs=-)
06/12/2016 19:01:29
Outro relato espetacular. Pelo jeito a Jack é que escolheu desde o início. No nosso caso, para forçar um pouco a barra, fui eu que selecionava os candidatos, é claro com base naqueles que minha esposa apreciava. Nessa quarta e ultima vez, a escolha e iniciativa foi toda dela. O cara que ela escolheu me deixou surpreso. Nunca imaginei que fizesse o tipo dela. Rs. Nota máxima.
11/03/2015 22:58:50
muito bom, nota dez com louvor. leia meus contos.
20/04/2014 16:17:35
Adorei o conto, estamos proximos quem sabe não posso ser o mais novo amigo do casal. Tenho certeza que vou adorar conhece-los e quem sabe algo mais. Bjs
19/11/2013 10:49:35
kd vcs sumidos
12/10/2013 11:15:25
Jack e Cesar tudo bem, adoraria conhece-los e quem sabe muito mais. Adoro apimentar a relação do casal. Entre em contato e vamos marcar algo bjs
10/08/2013 14:56:12
Olá adoraria conhecer o casal bjs
13/06/2013 16:30:52
Parabens, http://drmenage.blogspot.com.br/
01/06/2013 13:28:21
Vejam o que o "Giramundo" escreveu quando comentou o encontro que teve conosco, acima descrito: "ola queridos parabens, ke lindo o relato de vcs, realmente sabem relatar muito ben tudo de gostoso e maravilhoso que aconteceu deliciosamente entre nos, foi realmente muito exitante e muito prazeroso ter pasado momentos divinos de puro tezao e prazer junto com vcs, realmente a jaque e divinamente maravilhosa, alen de muito gostosa, eh super tarada eh muito carinhosa, sabe como deixar um homem super tarado, ten uma bocetinha divinamente gostosa, macia, molhadinha, e muito apertadinha, quentinha e sabe meter gostoso me fes gozar como loko, nao so eu mas ambos eu e o cezar tambem gozou muito, realmente eh uma bela morena de deixar qualer homem babndo ke delicia, alen de pessoas super legais bacanas auto astral descontraidos bom papo super gentis muito amavel os 2 realmente formao um casal e tanto e saben como desfrutar e curtir juntos com muito tesao sen frescuras e muito seguros doke kerem isto eh maravilhoso keroooooooo maissssss rsrsr valeu mesmo queridos espero ke possamos ter novamente outra oportunidade pra gente se deliciar ainda muito mais agora ke ja nos conhecemos creio ke tudo rolara ainda com muito mais tezao!!!bju grande espero nos encontrarmos em breve parabens fico lindo amei bjusss!!!!:19 pm" "giramundo4 50 H" disponível em - http://adultfriendfinder.com/intgroups/gi6280/qish/acview_thread_message.html?passthru_override=1 Obrigado Giramundo. Certamente nos encontraremos novamente. Bjos Jack, Abç César.

Online porn video at mobile phone


conto de incesto quidado do pinto do meu filhoporno em desenho popai comendo a olivia sem pedir idadeler contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtocontos real de incesto demaes fudendo com filho menor de dezesseis anoscontos eiroticos leilapornporno socorro meu genro fode malVoltei arrombada e cheia de porra mostrei para o cornoconto erotico de espacamentoContos chupei a buceta da janaraContos eróticos procurando aventura no clube de campoContos eróticos gay 'ñ faz isso comigo'Mulheres escandalosa fudendo mete que vou. Goja no xvideosvidios travestir com rola geande grisa bonitawww xvideo prostituta ceda mal com fregues pausudoxvidios homens do pau grande metendo com pressão e elas debruço e gozando dentropeitos bicudos xhmsterconto gostoso no pique esconde com dezloirinha perguntava se fodia gostoso xvideosconto gostoso no pique esconde com dezVideos de pesouas tirando acabesa da pingolamulher pelada ao fundo som de colerinhapegei minha cunhada xhmasterfoto de nuher pelada asbonitas gratuitosogra en siste para o geiro comele em vidio pronocontos de papai e as 2 filhas na praia de nudismocontos eroticos de homens que gosta de leite materno e chupar bucetamulher d fiu dentau atolado no rabocontos porno gratis estupro sadomasoquismo submissãovideo de velho tarado depois de tomar unas azulzinhasdois negao dt realizando fantasia de n mulher casada porno doidoflagrei a empregada se masturbandox videosContos eróticos - quero roubar o marido da minha mãevvgg sexocontos eroticos meninas de vinte cinco anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhovirgem mulher (casas dos contos de transformaçãoela "abriu a porta" pelado meu pau banheiro "minha tia"Contos de incesto mãe e filhocontos eróticos esposa recebendo os montadores de móveiscontos eiroticos leilaporncontos de lesbianismo entre sinhazinha e sua escravacasada fode ate ficar esgotadaboa foda sadomazoquismo amarrada pes e maos com buceta bem aperta de ponta cabecaemtiada.rabuda loulinha dolecente espiada pega foca sexoconto matuto chipadorporno novinha catadora de latinhaXividios .com brincano delutar com o irmaoconto erotico ela passou a lingua na.minha buceta do grelo ate o.buraco da.vagina e enfiou a linguacontos eroticos vovôconto sou crente casada carente provocando os pedreirovideos provocado meu cunhado do pau grande setei em cimacontos trai meu marido com um cara que era um pe demesao surfista loiro me comeu contoinfermeira escorendo porra 1 minutoXVídeos Kid Bengala comendo a mulher com a b***** e prensadaConto erotico andei mancando depois do negaonamorada faz surpresa fc pelada mostra buceta bem gostosacontos casada chantageada pelo porteiroapica tatoda no cu da brasileira e ela pedi maiscontos eroticos cnn estuproouvi um barulho estranho de noite fui olhar era meus pais trasando video pornonega o tarado fuden mendiga na ru pm muita forçaporno novinha dado jetinhxnxx porno gey contos eroticos novinho pegando priminho no riacho"virei mulherzinha" cadeiaporno de vrdadwgrannyzoofila.comxisvedeo asalto loja ponose masturbando enguando o marido dormexvidiocontos eroticos fode Frouxoconto erótico casada vai escondida na festa de solteira e metegay transando de songaContos eroticos esposa amamentando e assistindo filme porno com os sobrinhosneta sentindo opau du avo durominha mulher me fez de mulhezinhacontoseroticos/nicoleavelin/autoranovinha dodosexoanalxvideos mao em sinado ofilho atrasachupano pau groso na marraxvidio.comsogra na cama dormindo com camiseta do superman e genro no sexoInseminação contos eroticos Mulhertaradaporcavalogaroto batendo punheta e bolas balancando pornodoidoconto zoofilia novinha e os cachorros Minas GeraisXvidiosnovinho penheta nobanheirocarolzinha baixinha trepanovídeo pornô a vovó Nininha arrancando a boquinha dela para chupar o pinto do menininhopatrado da uma lisao na filha ena sua amiga porndoidoaprendeu a gostar de pica com mulherO que e doidopornContos eroticosminja vizinha velha