Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Laços de Família: O Repúdio e o Início da Atração Pelo Genro

Um conto erótico de Lizandra
Categoria: Heterossexual
Data: 18/05/2013 19:25:07
Nota 9.63

Prazer, eu me chamo Lizandra estou com 39 anos, sou morena jambo, possuo os seios pequenos pra médios e firmes, eu tenho 1,65 de altura e sou uma mulher bonita, pois assim me sinto e assim consigo atrair olhares dos homens.

Nesse relato quero contar como é a minha vida e como as coisas vieram a chegar ao ponto aonde quero contar a vocês, espero que leiam com atenção, pois dividirei os relatos que tratam de forma verídica da minha vida, para que não fiquem muito extenso.

Bom, vamos começar com o relato quero deixar vocês por dentro de como tudo aconteceu.

Quando eu tinha 16 anos eu conheci o Edson que foi o meu 2° namorado, mas ele conseguiu comigo se tornar meu primeiro homem de verdade, eu perdi a virgindade com ele e conforme se passavam os nossos encontros amorosos, mais nos apaixonamos e quando estava com 17 anos acabei engravidando dele, ele me assumiu e nos tornamos uma família, e assim quando já tinha 18 anos completos nasceu a Yohane. após 8 anos tivemos nosso segundo filho, o Yago e tudo caminhava bem, éramos felizes, porém há 7 anos, Edson meu esposo, que gostava de beber uma cervejinha de vez em quando no botequim, após uma discussão acabou sendo covardemente baleado por um rapaz jovem e assim me deixou viúva com dois filhos, juro que foi muito triste ficar sem o homem que amava, mas tive apoio dos amigos, de minha família e da família do Edson e nisso aos poucos, digo aos poucos porque os dias se passaram muito devagar, mas consegui superar a dor dessa perda.

Mas como quero lhes contar, de uns tempos para cá lendo algumas história pela internet quero compartilhar com vocês o que estar acontecendo comigo.

Bem como falei anteriormente, tenho um casal de filhos, Yohane e Yago nessa ordem. Yago tem 13 anos e Yohane hoje esta com 21 anos. Yohane é muito parecida comigo, Yohane é morena jambo, tem os mesmo traços corporais meus e possui uma altura mais alta, por volta de 1.70, mas uma coisa que nos difere, é o que ela puxou do seu pai Edson, os olhos verdes, pois Edson era branco de olhos verdes. Quando o Edson era vivo seus colegas diziam que ele teria que aprisionar Yohane, pois a minha filha é uma menina linda e sabíamos que iriam surgir muitos gaviões, mas infelizmente meu esposo nem chegou a ver isso. Quando Yohane fez 14 anos me apresentou um amigo de escola e de longe eu já notava que eles estavam se apaixonando, pois ele era muito carinhoso com ela e após a perda do pai ela se via sozinha e sabendo disso, comecei a estranhar a felicidade de Yohane e o seu entusiasmo em falar de Diogo e pra não ficar na neura, resolvi apertar Yohane e ela me confessou estar apaixonada pelo seu amigo Diogo e que havia até rolado um beijo, nossa, eu fiquei chateada com ela por esconder isso de mim, mas vendo que não tinha mais volta e que minha filha estava feliz, eu a apoiei nesse romance e virei a sua amiga lhe dando sempre conselhos.

Quando Yohane fez seus 16 anos, e após mais de 1 ano e meio sem meu marido eu me animei a sair novamente com os homens e entre um casinho dali e daqui, resolvi dar uma oportunidade a um grande amigo meu que sempre se mostrou interessado por mim, eu pensei “se tá dando certo com a Yohane e seu amigo, quem sabe não dar pra mim”. De inicio entrei nessa relação com meu companheiro Otavio com um pouco de insegurança, deixe eu falar mais dele, Otavio, é moreno, alto na faixa de 1,75 e quando eu o conheci, eu tava com 34 anos e Otavio com 37, ele já possuía um corpo bonito apesar da barriguinha de chope, mas Otavio aos poucos se mostrava um bom companheiro e na cama, apesar de não ser bem dotado, tendo por volta de 15 cm de pau, assim como o meu falecido esposo Edson, ele me dar bons momentos sexuais, claro que não me fazia gozar com a mesma intensidade de Edson, mas Otavio me fazia gozar e não teria do que reclamar de nossos momentos sexuais. Nesse período Yohane já com 17 anos, me confidenciara que havia perdido a virgindade com seu namoradinho Diogo, ainda bem que tudo ocorreu com segurança, pois havia a alertado os riscos da gravidez e a minha menina cumpriu tudo certinho.

Com o passar dos dias, nossa vida foi só de felicidades e vivíamos como uma família dos sonhos. Com 18 anos Yohane terminou seu colegial e antes mesmo de completar 19, já ingressou no mercado de trabalho e assim notei que seu namoro foi dando uma caída, de inicio achei que seria cansaço de ambos por estar trabalhando e estarem cansado, mas depois, vi que não era bem assim, comecei a notar Yohane mais vaidosa do que nunca quando ia sair com as amigas, isso mesmo, amigas, porque minha amiga, a Yohane já não estava mais sendo, não que ela se tornara uma menina rebelde, mas tornou-se uma moça cheia de segredos e comecei a desconfiar quando em algumas vezes seu namorado Diogo em alguns desencontros com ela, vinha a nossa casa procurando por ela e sempre quando chegava Yohane dizia estar com alguma amiga e conseguia ate provar isso.

Lembro muito bem até hoje, numa sexta feira de julho de 2011, chegou uma noticia que Yohane havia se metido em uma confusão na rua, eu queria saber o que minha filha havia aprontado, pois ela não é de ficar brigando, quando eu soube não queria acreditar, falaram que Yohane havia traído seu namorado e que o mesmo arrumou uma briga e o amante de Yohane o surrou, eu não acreditei, mas Yohane fugiu de mim por 3 dias, e ouvi muitas piadas de que minha filha era uma piranha e de onde ela teria aprendido isso, pois eu sempre fui uma mulher de respeito na sociedade. Cacei Yohane, queria saber dela se era verdade, ela me confirmou tudo, que raiva eu fiquei dela, eu queria matar ela, não foi isso que ensinei a ela, mas ela disse que estava apaixonada por esse garoto, um tal de Pedro e que queria namorar ele, eu fui contra na hora e mesmo depois de eu saber quem era o tal Pedro, continuei não apoiando ela, pois eu conhecia e sabia que ele não era uma má pessoa, afinal eu conhecia a família dele e sempre soube que ele fosse trabalhador e estudioso, ele tava se formando em Direito, mas eu achava ele velho para ela, ele já estava com 26 anos e ela ainda com 18 e além do mais sabia de suas desilusões amorosas com as garotas e de sua vida sem compromisso com as mulheres, pois mesmo ele sendo discreto eu descobria com alguma amiga daqui e dali que ele já não ligava mais prum compromisso, ele só queria ficar com as meninas e por incrível que pareça as garotas o adoravam.

Eu não aceitava esse romance da Yohane com o Pedro e a fiz voltar pro seu namoradinho de adolescência, o Diogo, mas vi que não dava certo, pois descobri que Yohane não deixava de se encontrar com o Pedro, acredite, eu tive a ousadia de ir ate a casa dele pra saber o que ele queria com a minha filha, não é que o safado disse para mim que estava apaixonado por minha filha e que há tempos não pensava em relacionamento com uma mulher como estava querendo ir adiante com Yohane, eu falei a ele que ele era um cara de pau que só queria se aproveitar da minha filha e disse na cara dele que se dependesse de mim o namoro deles teria um grande obstáculo para acontecer e fui embora. Num domingo à noite, o namorado de Yohane a esperava em casa junto comigo e Yohane que disse estar numa amiga, só que ela demorava bastante e o Diogo foi embora e quando Yohane chegou, eu ironicamente jogando um verde falei:

- O papo com a sua amiga chamada Pedro deve ter sido interessante né mocinha?

Yohane ironicamente respondeu:

- Foi ótimo, devia ver, eu quero um papo assim por toda a minha vida.

Eu não sei o que me deu, mas eu dei um tapa na cara da Yohane e ela com raiva saiu correndo pro seu quarto e se trancou, eu fiquei com remorso e não consegui falar com ela, durante a semana ela passou os dias na casa do meu irmão junto com a prima e eu não aguentando essa situação, resolvi ir até meu irmão e conversar com ela que por sua vez não queria papo, por um pedido da prima dela, ela aceitou e eu primeiramente disse:

- Filha, me perdoa, eu jamais queria ter feito aquilo.

- Mas fez mãe.

- Eu sei, eu fiz, mas me perdoa filha, eu não sei o que deu em mim, mas é que você está tão diferente Yohane.

- Diferente por que mãe? Você me acha diferente porque amo um garoto?

- Não ta certo esse amor Yohane, você tem seu namorado, pense em como ele ta se sentindo, poxa, lembra bem, ele é o menino que te acompanhou desde os seus tempos mais difíceis nessa vida, você acha justo largar dele agora pra viver com esse Pedro? Isso é apenas uma atração, por que não deixa de viver isso o quanto antes e volta e seja feliz com o seu namorado?

- É por isso mesmo mãe, eu não acho certo com o Diogo, eu já enganei ele demais, não aguento viver ao lado dele e notar um olhar de desconfiança dele, pois ele sente que eu não amo mais ele, ele sabe que a minha razão de vida esta no Pedro, não é justo eu ficar presa e também prende-lo nessa relação sem futuro. Você não percebe mãe que ele esta sofrendo demais.

- Sim filha, eu noto isso nele.

- Então, aceita mãe, eu e ele não caminhamos mais nos mesmos planos, eu quero que ele encontre alguém que o faça feliz porque ele merece, ele merece a companhia de uma menina que o ame de verdade e não tentar viver comigo que já não sinto mais nada por ele.

- É, você tem razão Yohane, mas poxa queria tanto que vocês dessem certo e que se casassem.

- É mãe, mas não deu, de inicio eu achei que era apenas uma atração pelo Pedro, mas hoje eu tenho certeza, é amor mãe e o Pedro também gosta de mim.

- Tá filha, quanto ao Diogo, você termina o namoro, eu não quero que ele sofra com o que você já não pode corresponder.

- E quanto ao Pedro, você apoia o nosso namoro mãe?

- Infelizmente pra você, ainda não, vamos ver conforme o tempo passa, quem sabe eu não mude de ideia.

Yohane terminou o seu namoro e após uns 2 meses, acabei aceitando o namoro dela com o Pedro.

Com 7 meses de namoro, pude conhecer melhor o Pedro, estava convencida de que ele era uma boa pessoa e que realmente queria um compromisso com a minha filha. Uma vez eu tava com duas amigas conversando e tomando uma cerveja na casa de uma delas e quando fui ao banheiro, uma delas confessava a outra que sua prima havia dado pro Pedro e tinha gostado muito e a mesma amiga a qual a prima tinha dado pro Pedro, ainda continou falando que bateu uma curiosidade nela, ela acabou dando pro Pedro e falou que realmente na cama, ele é demais, o detalhe é que essa amiga que falou isso, é casada. Quando eu voltei pra sala elas logo mudaram de assunto.

Hoje Yohane e Pedro estão juntos há dois anos e o que venho a relatar aconteceu há 5 meses atrás, uma vez, Yohane e Pedro e eu e meu atual marido, o Otavio, vínhamos de uma festa e viemos todos de madrugada para a minha casa, eu e Otavio fomos deitar e eu queria dar uma fodinha antes de dormir, mas Otavio havia bebido demais e não teve como, passado umas meia hora, eu me levantei pra ir ao banheiro e ouvi uns gemidos, quando olhei pela janela para a varanda, era o Pedro com a pica enterrada na Yohane, ela tava apoiada no banco e Pedro a pegava por trás com vontade, eu fui ao banheiro e quando voltei a foda não havia terminado, o amor deles era intenso, eles se beijavam e Pedro socava com mais precisão e Yohane parecia subir pelas paredes e quando Pedro arrancou o seu cacete para fora, eu fiquei abismada pelo que vi, pois a luz do poste da rua que iluminava a varanda, o cacete do moleque era grande, eu ainda não tinha visto um pau daquele tamanho, somente em fotos na internet, bem que a minha amiga que confessou a outra ter dado pra ele não estava mentindo, o danado parecia ter nascido pro sexo, deu pra notar nos gemidos de Yohane, eu saquei que foi o jeito dele meter que havia conquistado minha filha e tirado ela do seu namoradinho de adolescência.

Após ter assistido o amor que minha filha fez com Pedro eu fui dormir e em um belo dia, pra ser exato num sábado, quando acordei não sei o que me deu que comecei a lembrar do sexo deles e comecei a me excitar com a imagem de minha filha de costa sendo devorada pelo seu namorado e senti a minha boceta escorrer, mas logo me repudiei. Nesse mesmo dia, Pedro fez uma visita a Yohane e os dois saíram a noitinha sem hora marcada pois Yohane já é maior de idade e tem mais é que curtir seu namorado, notei que Pedro estava muito bonito, e só pra ter noção vou descrevê-lo, ele é branco, tem por volta de 1,70 de altura é bem malhadinho e tem pernas grossas, cabelos estilo moicano e tem uma tatuagem no braço.

Quando Pedro e minha filha saíram, eu já podia imaginar que a noite iria ser das boas pra eles, ou melhor, pra minha filha, fui tomar um banho e não sei o que me deu, aquela imagem dos dois fazendo sexo não me saía da cabeça, sem querer passei a mão na xana e senti o melado, embaixo do chuveiro, mesmo sabendo ser errado se excitar com o homem da minha filha, eu acabei me entregando numa fantasia, caralho eu não podia, eu vergonhosamente tocava uma siririca e chamava baixinho coisas do tipo:

- Me pega Pedro, me pega que nem você pegou a Yohane, me pega que eu sou sua.

Agachada no chão do boxe eu peguei uma escova de cabelo de cabo macio e enfiei na boceta, o meu tesão triplicou e sem ninguém em casa eu não me importava com mais nada e gritava com tesão como se o meu genro estivesse ali realmente me fodendo de verdade e acabei gozando muito gostoso, mas foi tão gostoso que fiquei com as pernas bambas por uns 5 minutos sentada no chão do boxe com o chuveiro ligado em minha cabeça, nossa o meu gozo foi mais intenso do que o sexo que tinha feito nos últimos dia com o meu marido, porém quando caí em mim, fiquei super envergonhada e me bateu um arrependimento, pois eu jamais poderia ter desejado o namorado de minha filha, como o que fiz não poderia ser apagado, o que me coube foi me recompor e me prometer nunca mais praticar esse ato solitário com pensamentos em meu genro.

À noite quando meu marido Otavio chegou eu logo me assanhei, pois se era alguém a quem devia me entregar era meu marido e companheiro, eu tava num fogo aquela noite de sábado e logo após meu filho Yago ir dormir, eu comecei a fazer carinho em meu marido e não deu outra conduzi ele a cama e lhe apliquei um boquete que ele gemia e pedia:

- Chupa amor, caralho que boca gostosa, assim eu fico mais apaixonado por você.

Eu não me contentei, eu estava louca de tesão, eu joguei meu esposo na cama e a seguir escancarei a boceta na cara dele, ele se fartou, pois tenho a boceta greluda e quase o sufoquei ordenando que me chupasse com tesão, o meu tesão era tanto que se ele não parasse de me chupar eu teria gozado em sua boca, mas ele recuou e me colocou de quatro e começou a me comer gostosamente, eu cheia de tesão gemia e pedia:

- Me fode vai, fode amor, fode gostoso a sua mulher.

Eu falava isso e meu marido dizia como eu estava demais naquela noite, perguntava o que havia acontecido comigo, eu me deliciava e embora a sua pica não fosse tão grande como vi como era a do Pedro, a nossa foda tava mais gostosa do que nunca, a minha vontade era gritar bem alto “fode Pedro a sua sogra”, mas felizmente me contive, imagine se dou essa mancada como ficaria meu esposo, eu tava louca de desejo e ele me pediu pra sentar em sua pica, sentei com prazer, eu sentei de costa e como eu não via seu rosto, pude fantasiar ser a pica do meu genro que estava dentro de minha xana, eu rebolava feito uma louca, não deu outra, meu marido não resistiu e atirou seu leite dentro de mim, eu também não me aguentei e sentindo aquele leitinho quente também gozei. Havia mais de um mês que não dava uma gozada daquela na pica do meu esposo e no final da transa ele me beijou carinhosamente e disse ter dado a melhor gozada de sua vida comigo, eu fiquei maravilhada por fazer dele um homem feliz, nossa naquele sábado havia gozado duas vezes bem gostoso e quando fui me lavar pensei, “meu casamento é tudo de bom, não tenho do que reclamar, não preciso de outro homem pra ser feliz”, foi assim que pensei, porém quando me deitei pra dormir ao lado de meu esposo caí na real que as minhas maravilhosas gozadas surgiu porque havia meu genro em pensamento, mas jurei não pensar mais nele.

No outro dia quando acordei e vi minha filha Yohane perguntei como tinha sido a noite anterior com o namorado, ela me respondeu que melhor do que tinha sido seria impossível, ao decorrer do dia sem querer peguei a minha filha falando com uma amiga e o que vi me atiçou novamente um desejo, o que ela falava, era coisas do tipo:

- Nossa, foi demais amiga, o Pedro me pegou de todos os jeitos possíveis, não me enganei em querer ele pra mim.

Nossa aquelas palavras de Yohane me atiçavam, me faziam lembrar também da minha amiga que falou pra outra que também já havia dado pro Pedro, não me contive e me tranquei em meu quarto e também me imaginei sendo possuída por meu genro e mais uma vez gozei gostoso, logo a seguir a minha culpa foi bem menor do que a primeira vez e pensei “foda-se, ninguém vai saber dessa minha vontade por meu genro e é somente uma brincadeira, isso não faz mal a ninguém”. O fato é que quando Pedro veio a minha casa pela primeira vez após essas minhas excitações por ele, eu fiquei bastante sem graça, eu sentia calafrios, eu sentia vergonha em encara-lo, mas passado um tempo eu resolvi aceitar para mim mesma que eu desejava meu genro e que não faria mal nenhum em apenas desejá-lo e passei a trata-lo normal e até melhor, vira e mexe eu lhe dava abraços apertados e sentia seu cheiro, sentia seu perfume e nossa que maravilha de rapaz.

Em agosto do ano passado, no dia 22, minha filha fez aniversário, só que como caiu numa segunda feira, marcamos pro sábado uma festa em minha casa, bem a festa iniciou e no andamento da mesma e devido a umas cervejinhas, todos se encontravam bem alegres, eu tava feliz e tive sorte quando dancei, acabei sendo entregue por minha filha pra ser o par do seu amado, nossa me bateu um calafrio mas fui. Pedro e eu dançávamos agarradinhos e o tesão tomou conta de mim e aconteceu algo que me fez molhar a calcinha, senti que Pedro ficou de pau duro enquanto roçava em mim, eu me senti maravilhada, pois já que não podia me entregar a ele, pelo menos poderia tirar uma casquinha, sem ninguém perceber, eu me entregava roçando minha bunda em seu pau e cada vez mais o pau dele ia ficando mais duro. Pedro sentindo que tava fazendo algo errado, aos poucos foi se afastando de mim, juro que não queria parar, mas até que foi bom ele terminar a dança, porque com o tesão que eu tava sentindo talvez faria uma loucura, o fato é que eu me sentia encharcada e quando fui ao banheiro e tirei a calcinha, dava pra ver a linha daquela babinha de tesão escorrendo pela minha boceta, tive que enxugar com papel higiênico, mas não havia jeito, quando coloquei a calcinha o atrito dela com a minha boceta me deu tesão e não resisti no banheiro e comecei a me tocar, como meu tesão tava tanto, não demoraria muito pra gozar, porém quando se aproximava meu êxtase, minha ex-sogra, avó de Yohane, bateu na porta do banheiro e aí rapidamente me recompus e me vesti e saí do banheiro. No andamento da festa vira e mexe me pegava olhando pro Pedro e fiquei mais lisonjeada quando percebia que ele quando falava com os amigos disfarçadamente me olhava. Já à noite quando a festa já estava praticamente vazia, só com alguns familiares e amigos que moram próximo mesmo, eu percebendo que Pedro foi ao banheiro, notei bem e vi que minha filha batia papo com a sua amiga e meu marido estava já um pouco chapadinho e resolvi ir atrás sei lá pra que, eu sabia que não ia rolar nada, mas queria ver ele de perto, quando cheguei a cozinha, Pedro estava na pia cortando um pedaço de torta, eu pedi que ele cortasse um pedaço pra mim e alegando que fui lavar meu copo, de propósito eu esfreguei a minha bunda entre ele e a pia e não teve jeito, eu rocei a bunda em seu cacete, Pedro ficou sem graça, mas me pareceu gostar, sinceramente eu só podia estar louca mesma, eu tava completamente entregue aos meus desejos, como eu casada poderia estar fazendo isso, ainda mais com o namorado da minha filha que no inicio eu tanto implicava, eu notei que seu pau mais uma vez deu sinal de vida por minha causa, mas senti que ele ficou com receio e saiu. Após sair da cozinha Pedro se agarrou a Yohane e não desgrudou mais dela e ficaram assim até todos irem embora e mesmo Pedro morando perto da gente, Yohane queria passar a noite com ele e o deixei dormir em nossa casa, era mais de meia noite quando todos foram se deitar e na minha cama, como meu marido estava chapadinho eu nem fiz questão de dar uma foda, eu fingi dormir e em menos de meia hora me levantei e passei pelo quarto da minha filha, não deu outra, pelo silêncio, escutei os baixos gemidos de Yohane e tomada por um tesão de louco, fui pra fora de casa pra tentar ouvir pela janela da Yohane a foda do casalzinho.

Abri a porta de casa e dei a volta pelos fundos de casa e quando cheguei a janela de Yohane tive uma surpresa e que surpresa, pelo tempo estar fresco, ela havia deixado a sua janela um pouco aberta e quando cheguei perto me deparei com o Pedro agachado na beirada da cama com a boceta da minha filha escancarada em sua cara, minha filha gemia de prazer e Pedro se deliciava, dava pra ver que a delicia do meu genro fazia com gosto, pois só o tempo que vi, ele já chupava a minha filha por mais de 10 minutos com ela se contorcendo toda quase sufocando ele com suas pernas, após ver isso eu me projetei numa posição melhor para não ser flagrada espionando eles, após ser chupada, Yohane deitou o seu namorado na cama e caiu de boca naquele pau grande, ali sim pude constatar pois o quarto estava aceso, pude ver o tamanho daquela rola, a minha filha mamava como se fosse um picolé sagrado, enquanto Yohane chupava eu ouvia Pedro a incentivando a mamar mais, mas o boquete da minha filha parecia estar fazendo um bem danado ao Pedro pois ele pediu pra que ela parasse senão ele gozaria, imagina o que minha filha disse:

- Goza safado, você sabe que eu adoro esse leitinho quente na minha boca.

Eu estava surpreendida com minha filha, e não deu outra, Pedro gozou em sua boca e minha filha engoliu como se fosse o mais precioso dos líquidos, eu apesar de não ter frescura na cama, sempre deixei gozarem onde quisessem, no peito, na bunda e até em meu rosto, mas nunca deixei dentro da boca, admirada eu olhava como a minha filha com todo aquele jeito quieto se mostrara uma verdadeira safadinha e fiquei mais surpresa vendo que o pau do meu genro não baixava e ele ficou roçando o mesmo por trás de Yohane até que ela disse:

- Coloca no meu cu amor.

Não acreditei, eu tava duvidando no que ia acontecer, porem Yohane pegou um tubinho de gel em seu guarda roupa e ficou de quatro pro Pedro que preparou o seu cuzinho com os dedos e não demorou muito pra ele encaixar a cabeça por trás, Yohane deu uma gemida profunda, mas suportou eu tava ali na janela com a minha boceta escorrendo de tesão e o que via era a minha filha gemer e choramingar de tesão e pedindo:

- Me dar pica nesse cuzinho amor.

Eu não tava acreditando que minha filha pudesse ta dando o cu, mas tudo se confirmou quando Pedro a colocou de ladinho de frente pra janela e pude ver nitidamente o pau do meu genro se alojar dentro do cu da minha filha, não que eu nunca tivesse dado o cu, às vezes com muito tesão eu acabo cedendo o meu cu ao meu marido, mas ali presenciando a cena eu pensava como podia minha filha suportar um pau daquele tamanho em seu cuzinho, eu que achava que Yohane fosse cheia de não me toque, mas a garota era bem safada. Naquela posição de lado eu vi minha filha sendo fodida no cuzinho por um bom tempo, eu já não me aguentava de tesão e tudo foi ficando mais teso quando vi Pedro se deitar e minha filha mirar o cu dela na pica dele e deslizar a bunda até encaixar toda, o que eu via ali era uma aula que embora Yohane não sabia de minha presença, em vez de eu ensinar a ela como manda o figurino da idade, era eu quem estava aprendendo com a minha filha, enquanto isso eu ouvia os gemidos dela, ela parecia uma louca compulsiva que subia e descia no pau do seu namorado, ela rebolava e dava pra ouvir os sussurros de Pedro que a incentivava:

- Rebola minha putinha, rebola pro seu macho.

Eu ficava mais estática em como Yohane se sentia e dizia:

- Você adora esse cu que eu sei seu safado, você sabe que é só seu, você sabe que essa putinha não te nega nada.

- É safada, esse cu é meu.

- É tesudo, você sabe que é o único a ter ele quando quiser.

Nossa, ali percebi que Pedro foi quem descabaçou o cu da minha filha, a minha filha se declarava uma verdadeira puta, meu genro deu um urro tão forte que a minha filha gozou, deu pra notar que os dois gozaram juntos, eu não me aguentando mais me retirei dali e ao retornar pra dentro de casa, me deparei com Yohane de blusa e toalha em volta das pernas indo ao banheiro, ela apenas falou comigo e fui para o meu quarto onde meu marido dormia super tranquilo, eu deitei ao lado do meu marido e a vontade que tive de acorda-lo, porém ele dormia bêbado e sabia que sexo igual ao que meu genro Pedro deu a minha filha o meu marido não me daria, não teve jeito, acabei sem perceber dormindo.

De manhã quando levantei dei de cara com o Pedro vindo do banheiro e nossos olhares se cruzaram e o som que rolou foi apenas um bom dia e no café da manhã eu não conseguia parar de pensar no que havia visto naquela noite no quarto da minha filha e vire e mexe olhava nos olhos de Pedro e eu tinha uma desconfiança que ele também me correspondia em desejo, mas eu me continha e não avançava, pois sei lá, vai ver que era uma cisma minha. O dia se passou e uma vez em casa, estava eu e Yohane bebendo vinho e logo aí estava passando um filme de romance e nós comentávamos sobre o casal, aí teve uma cena de sexo bem envolvente e como estávamos só nós duas, começamos a falar mais de sexo e não sei o porque perguntei a Yohane se a vida sexual dela estava indo bem e ela disse que era super satisfatória e claro que eu sabia disso, se ela soubesse que eu os espionava ela me mataria, mas eu mesmo sem entrar na intimidade dela, eu quis saber de onde começou esse caso dos dois e Yohane disse que vinha sentindo uma atração por ele mesmo tendo namorado e isso a fazia se sentir culpada demais, até que numa noite de carnaval quando eles estavam sozinho ela acabou lhe dando um beijo e depois disso ela se declarou com desejo nele e dali em diante iniciaram um caso e estão juntos até hoje.

Eu ouvia minha filha e refletia que talvez fosse isso que também se passava comigo, mas no final da conversa Yohane me surpreendeu com uma frase:

- Mãe eu tenho muita sorte, pois o Pedro me ama, mas tudo teve inicio porque o Pedro adorava uma mulher comprometida e por essa tara dele foi que acabamos nos envolvendo, e digo mais mãe, ele gosta de mim mesmo, porque quando ficávamos ele me falou que o forte dele era mulher de mais idade, ele não gostava de meninas novas.

A frase de Yohane me deixou indecisa, pois juntei os fatos e relembrei que ele pegou uma amiga minha casada de mesma idade minha e depois pensando sozinha cheguei a conclusão que ele não tivesse a coragem, mas se eu abrisse essa porta ele se entregaria a mim, mas eu pensava, e minha filha, pois ele não era um simples rapaz que eu pudesse dar só por dar e matar o desejo, ele era o namorado que minha filha tanto lutou contra mim pra apoia-la nesse namoro que eu tanto fui contra. Depois de um tempo eu tive um problema na justiça do trabalho referente ao meu antigo trabalho e recorri ao Pedro que me ajudasse, pois ele é Advogado e no final ele conseguiu que tudo desse certo pra mim no processo e ficamos todos felizes e na hora da empolgação eu o abracei e olhei bem dentro dos meus olhos, ali percebi de fato que ele me desejava, mas dependeria de mim. Lembro muito bem que numa manhã de sábado antes de Yohane sair pro trabalho precisei de uma ajuda em casa pra consertar uma telha em minha casa e Yohane antes de sair pro trabalho chamou seu namorado aqui em casa e acabamos ficando sós, pois meu marido estava de serviço e meu filho Yago aos sábados de manhã vai jogar campeonato de futebol, Pedro veio em minha casa e ajeitou a telha, porém quando ele desceu da escada uma parte da outra telha caiu em suas costas e ele quase caiu da escada, eu percebi que sem ombro ficou um pouquinho inchado e achei melhor ele passar uma pomada, como ele não alcançava a parte atingida me pediu que passasse pra ele, ele arrancou a blusa, nossa me bateu um calafrio, eu pedi que sentasse na cadeira da cozinha e comecei a massagear a parte inchada e não sei o que me deu que eu já massageava toda costa de Pedro e me animei mais quando ouvi dele:

- Nossa quem diria hem sogrinha, nota 10, mãos de fada você tem.

- Ai, não diga Pedro, que bom que você gostou, pensava que o meu marido dizia isso só pra me agradar.

- Que nada sogrinha, é verdade e tem mais, se for sempre assim, vou me machucar só pra receber sua massagem.

Empolgada com a vontade do meu genro eu acabei quase me entregando:

- Você não precisa se machucar não, pra você eu faço sempre que quiser a minha massagem.

Nossa o Pedro começou a rir e eu fiquei sem graça pelo que disse, pois ele não é bobo e deve ter percebido que eu estava interessada nele, eu fazia a massagem e disfarçadamente cheirava o seu pescoço, a minha vontade era mordê-lo ali mesmo, mas meu medo me travava, mas Pedro me instigava mais:

- Nossa Lizandra, eu te adoro sabia, que bom que você deixou namorar sua filha.

- Desculpe por não ter aceitado isso antes, mas hoje vejo que você é um bom rapaz. Perdoe o que fiz, pois ainda temos muito pra nos darmos melhor.

Eu falava isso no ouvido do Pedro e ele tinha mesmo experiência pra saber quando uma casada o queria e me instigava mais:

- Claro que vamos sogrinha, ainda mais recebendo todo dia a sua massagem, assim meus dias vão ser bem mais interessante, imagina recebendo isso de uma mulher linda todos os dias.

Nossa, ele tava se entregando, será? eu pensava qual era a dele, mas fiquei louca quando olhei em direção da sua bermuda e vi seu pau estufando a mesma e o provoquei:

- Receber a massagem é mole, vocês são fogo, quero ver quando for eu quem precisar dessa massagem, o Otavio não sabe fazer massagem.

Quando eu falei isso, Pedro se prontificou e disse:

- Ah, não que seja uma massagem que nem a sua, mas já fiz em algumas mulheres e elas gostaram, a Yohane adora, você quer ver.

Eu um pouco sem graça, porém bastante empolgada, aceitei. Ele me sentou na cadeira e começou e nossa, quando suas mãos tocaram meu ombro, molhei, senti escorrer entre minhas pernas, Pedro começou a massagem, nossa, que maravilha de mãos, que habilidade, aí ele falou que se eu tivesse um óleo de massagem poderia ficar melhor, fui pro quarto buscar o óleo e quando peguei o frasco e olhei para a cama, eu fiquei descontrolada, fui tomada por um desejo que assobiava dessa forma em meu ouvido “vai mulher, hoje é a sua chance, dar pra ele gostoso e tenha ele de vez nessa cama”.

A imagem da cama e o meus pensamentos sexuais me fizeram chamar o meu genro pro quarto e perguntei a ele se havia algum problema dele fazer a massagem ali e me sentei no pé da cama e ele sentou atrás de mim na beirada, aí recomeçou a sua deliciosa massagem que ficou realmente muito mais gostosa com o óleo, de costa pro Pedro eu fechava os olhos e viajava, ele parecia saber o que eu precisava, pois como eu estava de camiseta, dos ombros levemente a sua mão chegava e até tocava próximo aos meus seios, eu não me aguentava, eu tava fora de mim, pois passei a elogia-lo assim:

- Nossa, é por isso que a Yohane não te larga.

- Por que sogrinha, só por causa da minha massagem?

- Não Pedro, to sentindo que suas mãos são gostosas, mas você é também legal, e é o tipo de homem que sabe agradar uma mulher.

Pedro ria e disse:

- É, eu dou o máximo de mim pra fazer a minha companhia satisfeita.

Aquela manhã de massagem, embora após eu aceitar o namoro dele com minha filha, tava fazendo eu conhecer o meu genro mais profundamente, fazia com que ficássemos mais íntimos, mas Pedro disse que massagem ia terminar, aí eu apelei:

- Ah não, tá tão boa, continua, eu faço um lanche pra você e você continua. Tá bom?

Ele disse que sim, aí quando fui me levantar do chão, me apoiei em seu joelho e ao subir me desequilibrei um pouco e ele me puxou, acabei caindo sentada no colo dele, que susto, ele tava com a barraca armada, eu caí sentada em seu colo com ele segurando em minha cintura, acabamos ficando sem graça olhando um na cara do outro e dessa não teve jeito cedi aos meus desejos, eu puxei o pescoço do Pedro sem saber o que ele iria pensar de mim tasquei-lhe um beijo que por sua vez, Pedro não pensou nada, ele correspondeu com um prazer e uma vontade dos deuses, que boca era a do meu genro, a sua forma de beijar voraz me incendiou e me incentivou a ir mais além, Pedro me puxou por cima e caímos na cama deitados. Mesmo ele tendo correspondido eu fiquei sem graça e disse:

- Pedro me desculpa, eu não devia ter feito isso.

Eu falei e já ia me levantar da cama, mas Pedro me segurou e disse:

- Não precisa Lizandra, eu também há tempos tava com essa vontade de ter, mas nunca fui adiante por você ser mãe da Yohane.

Pedro falou e me puxou de volta pra cama e me beijou, eu sentia ali o que a minha filha tanto lutara pra ter todos os dias, eu senti ali uma rapaz com os desejos a flor da pele me fazendo realizar o que tinha vontade e por respeito mais por minha filha do que por meu marido, eu me repudiava, mas não tinha jeito, era desejo demais e estava me entregando. Pedro me beijava de um jeito que nossas línguas pareciam duas serpentes se enroscando, seu xeque-mate foi quando ele me deu uma mordida no pescoço, nessa hora eu soltei um gemido e o safado deu um tapa com pegada em minha bunda que fez aumentar o tesão, Pedro se levantou e passou pra traz de mim e roçou seu cacetão duro em minha bunda enquanto me beijava o pescoço, ele beijava meu pescoço e arrancava a minha camiseta, ele quando arrancou meu sutiã ficou maravilhado com meus peitos, que embora eu tenha 2 filhos, se mantêm firmes, ele não resistiu e caiu de boca em meu peito, eu gemi e disse:

- Gostoso, tava te querendo há tempo.

Com aquela boca massageando meu peito gostosamente, eu quis conferir presencialmente o que fez a minha filha largar seu namoradinho de adolescência pra ficar com o Pedro, eu avancei a mão sobre a sua bermuda e segurei naquela pica que vi algumas vezes foder a minha filha, Pedro colocou pra fora e disse:

- Segura ela sogrinha, olha como ela fica por sua causa.

Segurei com toda vontade, realmente era grande e mais que grande, era grossa, em minha vida toda, contando com meus 2 maridos e alguns casos, transei com apenas 6 homens, mas nunca havia pegado num pau como o do meu genro, enquanto ele sugava meu peito eu me senti no direito de lhe dar prazer e comecei a punhetar o sua pica, o safado chegou a enfiar a mão por dentro do meu short e também dentro de minha calcinha e tocou suavemente a minha boceta e disse a mim:

- Que tesão sogrinha, molhadinha você. Você é minha sogra, mas sempre te achei gostosa.

Aquelas palavras me levavam a loucura, saber que ele sempre me viu como uma mulher tesuda me fazia feliz. Enquanto nos pegávamos ele me colocou de quatro e arrancou meu short eu fiquei só de calcinha pra ele e ele mordia a minha bunda, que tentação, meu esposo Otavio embora fosse bom na cama, não tinha esse apetite todo do meu genro, Pedro começou a roçar a pica em minha bunda, eu sentia aquela rola com vigor roçando a minha xota por cima da calcinha, eu não aguentei e pedi:

- Coloca Pedro.

Ele afastou a calcinha e encostou a cabeça da pica, quando eu estava começando a sentir a cabeça da pica deslizando para dentro de mim, nós ouvimos:

- Mãe êeeeeeeeeee.

Desesperadamente falei:

- Pedro e agora?

Continua...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/02/2016 19:23:49
é uma delicia de conto ...que coisa maravilhosa imaginar a esposa vivendo uma experiencia tão excitante assim adorei
08/02/2016 19:23:11
delicia
16/12/2013 18:37:04
Olá, me chamo Julieta. Tenho 18 anos e ainda sou virgem. Amo trocar mensagens safadas, quentes, eróticas, experiências e fotos. Tenho um bumbum guloso registrado em várias fotos aqui. Quer conversar? Me mande emails.
10/11/2013 02:02:58
Nossa, que delicia!!!
23/10/2013 16:46:48
que drama vc viveu nesse relato mulher, mas fiquei com muito tesão em vc, porra vc terminou logo na hora que o Pedro ia encaixar a pica em vc, nota 10
23/10/2013 13:24:32
não sabia dessa história nesse site, por aqui já me excitei demais e muito bom saber que tem sogras safadas como vc.
22/10/2013 23:54:01
muito tesão essa safadeza com seu genro.
22/10/2013 18:09:21
merece um 10 mesmo, to aqui te imaginando Lizandra e nossa, vc deve ser uma tentação de sogra mesmo.
22/10/2013 17:26:19
hum, muito excitante a forma com que vc narrou todo o acontecimento, vc e sua filha tem o perfil bastante tesudo. 10 é pouco.
21/10/2013 22:25:27
merece 10 mesmo, a forma q vc nos conduziu e nos deixou em seuspense foi o ponto. como a amiga anitta aí de baixo disse, esse seu genro deve ser um rapaz tesudo mesmo e chamar a atenção das mulheres,, ainda mais advogado, q tesão de cara, to aki imaginando ele fodendo.
21/10/2013 22:07:43
implicou, implicou e na verdade tava louca pra sentir a pica do genro, muito excitante, Yohane tem um macho bastante disputado mesmo, até a mamãe dela quer.
21/10/2013 21:56:28
putaria das boas e vc pegou o macho da filha, que tesão pena q acabou.
21/10/2013 20:15:54
nossa amiga, muito tesudo mesmo esse conto
12/09/2013 22:38:26
vc é uma safada das boas, atacou o macho da filha, quem me dera ter uma sogra gostosa assim pra eu desfrutar.
12/09/2013 22:30:09
se entregou mesmo ao genro, isso mesmo, com duas mulher morena como voces imagino que ele esta pirando, é muita tentação, viva nós morenas.
12/09/2013 11:40:24
porra muito sensual e excitante mesmo, tava quase gozando, pena que acabou, vou conferir a continuação. digno de 10.
12/09/2013 11:29:54
esse foi bom, vc é mesmo uma putinha muito safada mesmo.
08/08/2013 18:29:49
safada demais vc, regulou regulou e foi contra o namoro e se entregou né, gostei do conto, fazer o que, é a vida mulher.
30/07/2013 10:35:06
Belo conto
16/07/2013 00:25:10
Excelente.

Listas em que este conto está presente





Online porn video at mobile phone


Contos porno,gostosa transou muito com moto taxizoofilia veterinaria tendo orgasmo com cavaloxxvideos fazendo tia toinha gemerSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacrente fudendo e narrando pro maridoCasa dos contos minha mulher falou que todos a comeram que eu sou cornocontos eróticos com fotos esposas estupradas submissasfudendo loirafada coroaconto erotico gay travesti velha esculachada por negaoContos de coroa casada gostando de ser humilhadaverdade ou desafio traí conto erótico acampamento calcinha amigos cornocoroa.gemendo na pica de.com30centimetrocinquentona brincando com pauzudo dentro do carrovideo das dançarinas mais gostosas fudeno subino e descenogossno nu cu fa mulecacontos eroticos.sou uma ninfeta crenta da buceta enorme.garota dozela tocado xirica gemedocontos eróticos d alguém q adorava ser molestawwwxxvideo novinha sabe fuderx video mulher amarra o penis do marido com negocio transparente e da pro negaoconto erotico pau pequenovideos de sexo nora provoca sogro na praia de nudismobucerudas branca vs negaContos eróticos minha mãe e os cubanos - parte IVContos eu e minha comadre desfilando de calcinha para nossos maridosporno irma tremendo no pau ate o fundovídeo porno de mulher com negrão sedo estrupadas no cu e gozando muitocontos eroticos de mulheres bofinhoseu queria dar minha buceta e meu cu pro amigo solteiro lindo do meu marido eu liguei pro celular dele eu marquei um encontro com ele eu raspei minha buceta eu fui me encontrar com ele eu entrei dentro do seu carro eu dei um beijo na boca dele eu disse pra ele eu quero ir com você pro motel ele me levou pro motel eu e ele dentro do quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na cama ele chupou meu peito ele disse pra mim sua buceta raspadinha e linda eu disse pra ele eu raspei minha buceta pra você ele começou a chupar minha buceta eu gozei na boca dele eu peguei no seu pau eu disse pra ele seu pau e maior e mais grosso que o pau do meu marido eu chupei seu pau ele começou a fuder minha buceta eu gemia no seu pau ele fundendo minha buceta eu gozei eu disse pra ele fode meu cu conto eróticotia novinha dacu dominosogro e nora.pornoirado no sofa.casos amad fragra irm gosand ponh casacomendo a mileninha gostosinhaxvideo com os corno conformados vendo sus esposas sendo arrombadasmulherpelando abocetaXnxx esposa do concunhadoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindoviu a becetaa da mamãe sen qerer eficou com tesão e meteu a pica porno vídeoporno vovo sacudo dormindo netinha cafe camaconto gay ele se revoltou e tomou todasanalinsesto ninfashomens pauzudo que gosam ligero se meter com forsa no cuconto erotico perfurando o cu da magrelaMulhers de abatia filmo vdio caseiro pornoQuero trsnsar com o Adinlson meu padrastovideo porno vovô descobre que a netinha tem o clitoris grandeomem nu pitudivelho bebado esfregando a cabeça do pinto na bucetawww. putaria na tv/minha mae e meu padrasto fazendo sexo escroto comigoFOTOS DE FODA RIJA NEGRAO BIGxvideos nããooopegandoafilha quesair com o carroconto erotico nora carenti fudendo cm sogro pirocudohistoria de genro homem hetero transando com sogro homem heteroconto erótico gay namorado descomunalesperma saindo na cueca cagada/pornoconto erotico enteada safada assediandoContos eroticos mamaeeee uii aiixvideo irma delicia centa no colo do irmao e nao guentaXvideo entiada traído a mãe com o amante e gozando muitorelato erotico mae dormmdomeu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticoeu tava tomando banho e meu pinto tava duro minha mae rabuda chegou e eu fudi elajovens de calcoes subidos mostram as nagedas porno videosconto eróticos comendoa mulher doamigo a forçaxvideosdificil pra vc lukaencoxadando gostosa d xortii com o pau pa forafasse%20x%20pornocontos eroticos gay-tal genro,tal sogroContos eróticos a gordinha e personal trainerConto aproveitando da fimosecasada fica excitada ao ver o cavalo cruzar com égua no YouTubenezinho novinho de pau durinho xvideosamarados com cordas e mulheres tatendo punheta ate eles gozar xvideoscarlos chupando uma buceta com muito prazercontos eroticos gays virei putinha de variosmadrasta brasileira faz vídeo dando a b******** para o enterro de sua filhinha junto em casagretchen mua chopano 2007gostosa.traindo.o.marido.emcostado.no.muro.nox.videoscontos picantes: comendo o cu da filha do pescadora madrasta me fez menina contos feminização.cdzinha quer ser empregadinhahomem fodendo rinoceronte homem fodendo financeira