Despedida de solteira.


Um conto erótico de Delute
Categoria: Heterossexual
Data: 16/02/2013 19:43:04
Nota 10.00

Estávamos, todos indo a um lugar chamado corredeira, eu minha família, pai, mãe e irmão, a família de meu tio, ia também minha tia, o tio e as duas filhas dele, uma de 18 anos e uma de 16, chegamos a um local onde havia uma corredeira e a água desembocava em um poço de uns 100 metros de largura, onde se formou uma praia, de areia branquinha e limpa, eu já entrei imediatamente na água, de dentro da água eu fiquei observando minha prima de cabelos longos e loiros, retirar seu shorts, e mostrando uma tanguinha de cor branca, que mal escondia sua bocetinha carnuda, sua bundinha empinadinha e bem branquinha, lisinha e aveludada, ela retirou a camiseta e mostrou seus seios redondos e firmes seguros por um biquíni também branco, ela entrou na água e após varia brincadeiras, nos dois fomos subindo brincando, até chegar a uma corredeira forte que formava uma cascata, entramos debaixo da queda da água e a parte de cima do seu biquíni saiu deixando a mostra seus peitos maravilhoso, estávamos longe dos outro e ela não ficou envergonhada, apenas pediu para que eu ficasse na sua frente tampando a visão dos outros, e arrumou o biquíni, eu por minha vez não tirava os olhos de cada movimento dela, e daqueles lindos seios, ela olhou para mim e disse, gostou? Eu na hora respondi que sim, então brincamos um pouco ali, e fomos atravessando o rio até chegarmos a uma espécie de ilha, onde havia varia pedras enormes formando cascatas, que caiam em pequenos poços entramos em um desses poços, notei que havíamos ficado fora da vista dos outros, que estavam na praia, atrás de nos o rio, e logo na margem, um paredão de pedra e a mata, ficamos dentro da água conversando, nos havíamos vindo à casa dela, porque ela iria se casar no dia seguinte, e a família toda estava ali, ela dizia pra mim que não estava preparada para o casamento, e que agora era muito tarde para voltar atrás, ficamos brincando ali e ela veio e me abraçou, pensei que era um abraço de amigos mas ela chegou seus lábios bem próximo ao meus se oferecendo não resisti e a beijei, comecei a chupar seu lábios inferiores, e depois os de cima, enfiei minha língua em sua boca, a caça de sua, quando tirei minha língua, ela colocou a sua na minha boca, e eu chupei aquela linguinha macia, senti que ela tremia, eu ergui seu biquíni deixando seus peitos redondos e firmes a mostra, os biquinhos rosadinhos bem pequenos, dava uma beleza a mais naqueles seios, eu os chupei com volúpia e sofreguidão, ela tremia toda, desci minha mão a sua xaninha por cima da tanguinha, passei os dedos entre os lábios daquela bocetinha gordinha, como não houve nenhum empecilho por parte dela, eu coloquei a mão por dentro da tanga e procurei o clitóris, comecei a bolina-lo, desci o dedo ao seu canalzinho, e enfiei o dedo estávamos dentro da água e dentro daquela bocetinha, senti que estava quentinho e molhadinha, ela levou a mão ao meu pinto tirando ele do calção qual já estava duro que nem uma pedra, suspirou dizendo, nossa é bem grande, e com seus dedinhos delicados começou a aperta-lo e a masturba-lo, ficamos nos masturbando dentro da água até que não aguentado mais a tesão, e com uma vontade doida de possuí-la e ela de receber aquele pinto de 19 cm dentro de sua bocetinha, saímos da água e Subimos em uma pedra de onde dava para observar o pessoal nadando do outro lado do rio, sem que eles vissem o que estávamos fazendo, ela ficou de costa para mim vigiando se vinha alguém, e eu retirei sua tanga para o lado e fui colocando meu pinto, primeiro a cabeça entrou, e senti como estava úmida e quente, fui forçando e meu pau foi deslizando com dificuldade, naquela bocetinha apertada, cheguei a sentir seu útero quando a cabeça do pinto encostou no final do seu canal vaginal, ela gemia de prazer, poderia até gritar que ninguém a escutaria, porque o barulho da água encobriria qualquer som que fizesse, eu bombava aquela xaninha num vai e vem louco, ela rebola e gemia, enfiei a mão em seu clitóris e o massageei ela tremeu toda gozando, eu não parei por um momento, e continuei a meter o pinto dentro dela, até que senti que ela teria outro orgasmo e sua bocetinha começou a apertar,meu pinto em contrações, indicando um outro orgasmos esse mais violento e eu acelerei o ritmo, para que junto ela gozasse-mos, ela estremeceu e soltou grunidinhos de que estava gozando, dizendo para que eu não parece, e que a preenchesse eu obedeci e bombei cada vês mais rápido, enchendo seu canalzinho de porra, não parei e continuei bombando, até que ela parou de gemer, e ficou em silencio.

Voltamos ao poço para se lavar e recompor, nos beijando como loucos, saímos dali e ficamos no canal mais ao meio da corredeira onde todos pudessem nos ver, e não desconfiasse de nada, porque ficamos um bom tempo fora das vista deles, minha prima olhou nos meus olhos e disse, que se casaria amanha mais só eu poderia mudar isso, eu entendi o que ela disse, mais não falei nada, nos atiramos a água e fomos nadando até onde estava o pessoal.

Ficamos ali nadando um bom tempo, alguém estava assando carne e linguiça, fomos até la e comemos tomamos refrigerante, e depois saímos andando por uma ponte e fomos te uma serraria desativada, ela funcionava com força da água e havia um canal desativado e um paredão feito de pedra, dissemos que iríamos até La para ver, ninguém nos acompanhou e fomos só nos dois, chegamos ao paredão e fomos andando ao lado dele, até chegar em um local onde havia varias arvores imensas, entramos no meio delas e mal chegamos em baixo de uma começamos a nos beija, deitamos nas folhas e eu fui descendo chupando seus peito que retirei de dentro do biquíni e continuei lambendo ela, ate chegar em seus pentelhinhos, desamarrei, sua tanguinha, e deixei aquela bocetinha de pentelhinhos amarelinhos, bem na minha frente, com dois dedos eu abri seus lábios deixando aflorar seu glelinho o qual coloquei na boca e comecei a chupar, ela erguia o corpo e com as mão na minha cabeça puxava de encontro a sua bocetinha, fiquei chupando um pouco mais e virei meu corpo oferecendo a ela meu pinto, ela sem cerimônias começou a chupa-lo, sentia que ela colocava todo ele na boca, como querendo engoli-lo, como estava chupando sua bocetinha, agora eu estava por cima dela, e o liquido que saia de sua xaninha, descia para seu cuzinho no qual fui primeiro colocando a ponta do meu indicador, até passar o primeiro nó do dedo, e fiquei massageando enquanto chupava seu grelo, ela sentiu mais prazer ainda quando fiz aquilo, então coloquei dois dedos, ela relaxou o cuzinho, para que entrasse mais, soquei até o fim dos dedos, depois coloquei três dedos, achando que seu cuzinho estava bem laceado, eu sai de cima dela e fiquei a sua frente, com o cassete em riste, apontando aquela entradinha do cuzinho, fui forçando a entrada com meu pau, e ele foi deslizando até ficar só com as bolas de fora,ela gemia e se contorcia, e eu enfiava fundo, quando estava quase gozando naquele cu, eu parei subi em seu corpo e coloquei meu pinto no meio dos seus peitos, e os apertei começando a meter entre eles, e ela com a boa chupava a cabeça dele, a cada vez que ali chegava, depois fui ate sua boquinha e coloquei quase todo o pinto dentro dela, ela chupava feito uma doida, voltei então a atenção a sua xaninha, e a coloquei com as pernas bem erguidas fazendo-a segurar elas puxadas junto a seus peitos, eu tinha agora a visão de um cuzinho e uma bocetinha bem a minha frente, introduzi meu pinto até o saco, de uma só vez, naquela bocetinha, arrancado um gemido bem alto dela, e comecei a bombear aquela bocetinha molhadinha, e cada vez mais rápido, retirei da boceta e enfiei em seu cuzinho, sem aviso e fiquei alternando de buraco, retirava e enfiava até os grãos na bocetinha, e depois fazia o mesmo com aquele cuzinho, ela gemia ofegava e mordia os lábios para não grita, até que disse que não aguentava mais gozar, eu dei mais umas bombeadas em sua bocetinha, e enfiei tudo no cu dela enchendo ele de porra quente, ela soltou as perna s e eu cai sobre as pernas abertas, com o rostos naqueles lindos seios e achei sua boca beijando-a sem parar, ao colocar a tanga eu vi sua bocetinha estava vermelha e inchada pensei comigo, o que iria dizer o noivo amanha na lua de mel, quando visse aquela bocetinha inchadinha de tanto meter, bom isso é um problema que eles que resolvessem, porque alias em vida de casal, melhor não se envolver, fomos embora.

No outro dia foi o casamento dela, e ela estava linda de noiva, queria comer ela vestida de noiva, pensei quando estava dentro da igreja, na festa na hora de cumprimentar os noivos, ela me falou no ouvido, você me deixou casar mesmo, eu só respondi me desculpe, e sai tomar uns chopes, na festa que iria durar a noite toda, e eu já tava de olho em uma gatinha, irmã da noiva de 16 anos, que estava me olhando e dando mole.. Bom, essa é outra estória.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/02/2013 10:51:03
Adorei seu conto, me deixou com muito tesão. Também publiquei um aqui, se chama: "A procura de um amante" Eu e Beto meu marido temos um blog só sobre sexo, caso queira visitar, o endereço é: rubiaebeto.comunidades.net Beijinhos molhadinhos Rubia
16/02/2013 20:11:32
Muito bom esse conto...gostei...

Online porn video at mobile phone


xxx amigo. covida. marido ele. muihe. dele. come. xora. pau. olhaconto sou casado e adoro um plug anal inflavelO vizinho safado do 205contos eroticos leite vitaminado papaivídeo de pornô transando com a ponta dele tequingofaite pornôincesto com meu vô contosMeninas novinha engatada com cachorro e gosando gostoso em zofilia contos TV incerto XVídeos padrasto ver a enteada f****** e não resistixvideo.com esposa da o cu pausudo efinha e goza ela nunca mais quet da o cuaniversario dele,entao dei minha buceta de presente.contos de incestoXVídeos estragadinho em ônibusxvideo minha tia gosando fullcontos eroticos irma igreja bebidonsexo com tapas na cara.puxau de cabelosbatendo uma ciririca pra amiga fandoa esporraconto erotico meu vizinho tirou minha virgindade gayfiho pego mae rabuda dormindo sem cauzinha incestoXxvideo cosquinha na cabecinhacontos meu primo gordinho foi dormir comigo e comi o cuzinho delevai filha da calcinha da sua filha sacaneando e ela goza nos dentes do seu paifazendo empregada gozarconto cu pique escondeistorias eroticas de insesto filias mas novinas y pai en la rosavidio porno novinha perdeno avigidadi pela primeira vessogra fazendo sexo selvagem com o gel da pica cabeçudacontos eróticos reais eu foi obrigado comer minha mae sua comadrexvidio menina vigem perdi avigidadi gosano nasiririca escondidanovinha 18 aninhos foje pra cama do papai pra trepacomeu o cu da filha do patrão novinha de17 pornodoidoContos ai meu cu na infancianovinha toda manhosinha sem querer ozadia mas n aguento e foi po quartoXVídeo pornô marido da um homem desceu presente surpresa para mulher com os olhos vendadosnao era pra enfiar no meu cuzinho virgemconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhofotopono vajina de menosdacontos de viadinhpsmulher trnzando com jaardeneiro eoutra escnida espiandosua tia nao aguenta esse pirocao contosMulher andando de fildental arredor do homem ai depois o homem aranca no dente e gosa na buceta delaxvideofude.mania.noviaCrossdress de vestidinho tubinhocontos eroticos minha nao cabia aqela pica eu era muito novinha mais deixei ele mt tdinhacontos eróticos meninas de 23 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinho vermelhoMinha vida de chifradeiramulher dá o c* e chupa pica Malcoconto erotico menage masculinoconto meu senhorio pirocudocontos eroticos sobre eu virgem com minha amiga e um vibradoputa amigos whats conto eroticochupalano o cu da mulhercontos eróticos virgindade com o porteirorelatoeroticomorenaViolentei menina conto eroticoforsas penis duros domina cu de homemcontos eroticos casada estuprada pelo empregadotraficante pausudo estourou o cuzinho da minha namorada na favela contosnovinhas.abrir.buzentaxvideos gpstosa dando pro entregafoencoxando com. o pau duro. o opoxou a calcinha da gostosa fudeu com o dedo xvidioDedando.a.casada.dormindo xvideopornoPeludao gostoso conto gayfudendoncu na saunaelacareca contos eroticos de mullheres carecasvideo porn foi arrombada com negao ate cagou e vomitouxxvideoirma dormi na cama do irmaoVidio porno de troxudasamigos da morte na casa das águas passa agora pelada fodendomadrasta chorando muoto na rolanovinha sendo massageada na buceta com lanjeri fio dental deixando se massagista abusar de sua bucetameu cu é todinho teuContos eroticos elacareca peladamarido nem percebeu que sua mulher tava dancando de pijama sem causinha na frente do computador que outros homem tava vendo xvidiiostorei. a cabeça da grannyporn bumbum peito enpinadinhos de mae filhahttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branqueloWww.xvideo homem goza dentro da nininha muito novinhaFragado duro fazendeirocasada na frente do marido corno esperando leite quentinho da buceta da esposamulher evangélica sendo comida a força por 2negros super bem dotado