Paciente surpresa


Um conto erótico de R. O.
Categoria: Heterossexual
Data: 01/02/2013 12:13:54
Nota 7.00
Assuntos: Heterossexual

Certo dia apareceu em meu consultório uma jovem cuja idade não me ocorre. Seu nome era Marina, vivia com o pai desde criança, não conhecia a mãe e foi voluntariamente me procurar sem nem sequer haver marcado uma consulta. Era uma tarde quente de sexta-feira e eu me ocupava em ler uns poemas de Augusto dos Anjos. As duas pacientes que eu esperava para aquela tarde haviam cancelado a consulta e, sem mais para fazer, fiquei “de plantão” esperando as horas passarem. Ela tocou timidamente a campainha e, quando abri a porta, corou de vergonha.

– O senhor é médico, pois não? – perguntou.

– Sou sim, menina – respondi.

Talvez a palavra menina até fosse inadequada para a ocasião, mas o certo é que produziu o efeito de fazê-la relaxar da tensão que a torturava. Deve ter se sentido acolhida pois fez menção de entrar; dei passagem e a convidei ao meu gabinete.

– Doutor, eu queria lhe fazer umas perguntas, algo que não tenho coragem de perguntar ao meu pai mas que preciso saber. Já estou crescida e algumas coisas me inquietam... – seu rosto mantinha-se corado e era visível a dificuldade que tinha para expressar aquilo que realmente queria saber – talvez o senhor possa me examinar... – concluiu.

– Certamente. Mas sabe qual é a minha especialidade não sabe? – perguntei.

– Médico de mulheres! – ela respondeu.

– Decerto, médico de mulheres... Mas examino as intimidades, não as exterioridades...

Ela tornou a enrubescer.

– Foi por isso que vim.

– Pois se quer ser examinada, terá de tirar as roupas e se sentar naquela cadeira especial ali ao fundo, abrindo bem as pernas.

Ela hesitou, mas, ao ver que eu me levantava e colocava as luvas higiênicas, sentiu que não haveria outro modo senão fazer o que eu lhe indicava. Tirou lentamente o vestidinho que usava; não tinha sutiã. Hesitou antes de tirar a calcinha mas, afinal, tirou. Deixou tudo sobre a cadeira e caminhou lentamente para o local indicado. Seu corpo era simplesmente perfeito. Traços delicados, pele clara, seios médios e pontiagudos, mamilos rosados, barriga sensual, pernas deliciosas... Sem me olhar nos olhos ela se sentou na cadeira especial para exames e esperou por minha reação.

– Coloque os seus pés aqui em cima – disse – deve abrir bem as pernas.

Ela me obedeceu. Ah, que linda xoxota... Completamente virgem, poucos pelos pubianos, um contorno labial delicado... Estava molhadinha.

– Tão gostosa e ainda virgem? – perguntei.

Ela quase morreu de vergonha.

– Você nunca teve a ocasião de transar com ninguém? – perguntei.

– Ter até tive, mas não o fiz por medo e por não saber como fazer... – ela respondeu.

– Foi por isso que me procurou?

– O senhor podia me explicar umas coisas?

– Que coisas? – perguntei, enquanto tirava as luvas e começava a tocar nas pernas dela.

A pele era tão macia... Eu sentia que ela gostava dos meus toques porque se retorcia um pouco na cadeira... Acariciei as virilhas suavemente e desci as mãos até o contorno da xoxota. Passei um dedo no cuzinho dela, fazendo menção de introduzi-lo e a ouvi gemer de prazer. Em seguida, comecei a boliná-la e sentia que sua bocetinha estava encharcada de tesão. E então prossegui:

– O que você deseja que eu lhe explique?

– Isso, ah... Isso que eu estou sentindo agora, é normal?

– Absolutamente.

– Não pare, por favor – ela disse.

– Você gosta? É a primeira vez que sente isso? Nunca lhe tocaram na boceta antes? Você não costuma se tocar? – perguntei.

– Eu adoro, continua fazendo isso com os dedos por favor... Nunca havia sentido isso, nunca ninguém me tocou “aí”... Eu mesma só o fiz algumas vezes... Ai, doutor, é gostoso...

Seu líquido escorria pelos lábios da xoxota e molhavam os meus dedos... Era delicioso fazer aquilo.

– Doutor, eu nunca vi um pênis. O senhor me mostraria o seu?

– Não posso fazer isso – respondi.

– Me mostre, por favor, eu quero tanto... Nunca sequer vi nenhum... No sexo enfia-se o pênis na vagina? É assim que se transa?

– Sim, o homem enfia o seu pinto na boceta da mulher. E é assim que se fala, “pinto”, e “boceta”.

– Gosto de ouvir estes nomes... – ela disse.

– Mas faz-se outras coisas no sexo: as mulheres geralmente gostam de chupar os pintos dos homens que, a seu turno, gostam de lamber as bocetas delas... O pinto pode ser enfiado no cuzinho também... E a transa pode ser entre duas mulheres ou entre várias pessoas...

– É gostoso? Quando o pinto entra? – ela perguntou.

– Sim, mas não será hoje que você provará isso – respondi.

– Me deixe vê-lo, pelo menos... Por favor, doutor... Eu quero muito...

– Está bem, mas isso será segredo nosso – disse.

Me levantei, abri lentamente a calça que usava e pus para fora meu pau já muito duro.

– É enorme! – ela disse, espantada – é lindo...

Em pouco tempo ela me batia uma deliciosa punheta enquanto eu seguia tocando na sua bocetinha. A seu pedido, enfiei um dedo, rompendo o hímen, ela gemeu de dor, depois de prazer; pediu mais, enfiei dois dedos e ela dizia coisas do tipo:

– Não pare, não pare, enfia estes dedos em mim...

Disse que ela podia chupar meu pau e ela o abocanhou deliciosamente. Primeiro lambia a cabecinha, depois inseria na boca, aos poucos... Ela chupava tão bem... Segundos depois gozamos os dois. Ela, em meio a gemidos e contorcimentos... Dizia palavras sem nexo entre uma chupada e outra. Despejei porra em seu rostinho angelical, encharcando sua boquinha e melecando seu queixo e pescocinho. Era delicioso vê-la com a boca cheia de porra. Disse que podia engolir se quisesse e ela o fez. Depois passou as mãos nos seios e disse, com a boca ainda toda melecada, que tinha adorado.

Eis aí, caro leitor, o que foi feito da virgindade dessa moça. Ao final da consulta, ela me agradeceu e disse que gostara do “leitinho”; pediu para voltar, queria que eu metesse o pinto na bocetinha dela e que despejasse o “leitinho” novamente em sua boca. Saiu sorridente e certa de que já não era mais virgem e havia aprendido muitas coisas...

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
17/09/2013 18:30:04
E os médicos que gostam de comerem suas pacientes também são bem vindos ao grupo ;-)
17/09/2013 18:28:59
E os médicos que gostam de comerem suas pacientes também são bem vindos ao grupo ;-)
17/09/2013 18:26:19
Esse grupo é para pacientes que querem ou tem um caso com seus médicos: http://facebook.com/groups/?refid=46
02/02/2013 07:14:22
Eu também não entendi. Que médico é esse que, tendo o instrumento adequado nas mãos, ops,na virilha, usa somente os dedos para deflorar a garota...Essa não!
01/02/2013 13:05:30
poxa vc podia tirar o cabacinho dela com o caralho e fez com dedos,nada entendi.. explicas..

Online porn video at mobile phone


conto erotico de nora e sogro acanpandoNoviha cemtano no carahaocontos eu meu padrasto fodemos gostosocontos eroticos meu empregado de piça ggxoxota coxuda melada contoscontos em quadrinhos gratis deincestos de homens iperdotadosgosto de praticar zoofiliacontos eiroticos leilapornx videos empurando pra demtrogarotocabelos grandes blusa pretamunher gozar gritando na pica du amantescontos eróticos com mulher gostosa de Biguaçu Santa Catarinacontos eróticos esposa recebendo os montadores de móveisContos eroticos mamae gulosa mamando no pauzao do filho e dos amigos dele e depois fode com todos eles juntos em uma orgia na sala de casa.porno conto e roti padatrossexo anal hAaaaacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeMande vídeo de mulher pelada de 16 a 20 anos preferência galeguinhasogra ver o pau genrro nao recisti pornodoidocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeContos novinha cuzinho depósitonovinha perdendo a virgindade para soltinhonovinha deu debaixo do edredom porque estava frio me deu de ladinhomae mte como primo filla pega eles ke goso muito em filme de pornomulher cor de jambo anal classicoMe manda a loirinha de Floripa que eu pai dela o padrasto dela comeu ela transou com ela quando era novinha que ela fala todos os todos os detalhes da transa dela que o padrasto dela transando com elaContos eu e mamae somos putas do pai e amigos deleContos etoticos filha rabudaconto fudendo o cu da Marilene mãe do Danielnovinha.encara.trinta ccentimetro.pornodoidosexo na fasenda so nas escondidas novinhas e seus tios xxvideoxvidio ponor esposa traindo marido porque noa da conta de satifaze elaConto aproveitando da fimosemeninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolamarisa chupando meu pauXVídeos cara estrupando A Sementinhavovô abusando conto eróticovou contar como viciei minha cadelinha video comi sua buceta e seu cu acachorra avisiopornofamilhasacanaNovinh so de passa a mao fica soltand orgasmochupaminhabucetacoroamulher da bundona fica de quatro e negao li enfia a pirocavideos novinha di saia porbaxo naruaxxvideo vizinha veio estende roupacontos eiroticos leilapornmae dk meu amigo se esfregando pornoContos incesto dei pro meu pai eu era novinha convenciContos gay crentinho cabacinhoestuprador cunhadinha chupando ela de armabateu ciririca ate gosar feito torneirafrango a mulher assistindo vídeo pornô na televisão com o cunhadoXIV filme pornô transando com toalhapornodoidográtis coroasgemendoXVídeos novinha chupando rola do padrasto indagavacontos eróticos de i****** avô e avó f****** a b***** da netinha juntosprimos boqueteiros. Tomei o leitinho do meu primo gueizinho pornocontos de sexo quente com mendigos sujos e taradosMeu marido é um corno e viado do primo delecontos eróticos de homens peões de obras fazendo sexo com outros homensmadrasta de beydollsogra da cu p genro p nao engravida deleconto comi minha patroa na igrejanegona dizendo no cu naopornodoido mulher mais velha fica adimirada com o tamanho da pica do negaome comeram com meu irmao pauzudocontos com fotos encoxada no ônibuscavalopornocornobumda grande fodendo caindo com perdas bambacontos erotucos escritos casa de contos um menino me cgupou.contos eiroticos leilapornconto erotico tio salva vidaxvídeos minha sogra me tranca no banheiro e agarra no meu pau bem gostosovideos de porno doido com coisas indessemteconto erótico pomba gira Contos sexo bondage entiadasdei meeu cu no canavial para um caxorrobahiana filha de papai mostra sua ppkxvideoa aventuras anal gay sexo anal ate goza dentro no pelo anal gayeu chorei pedi pra parar mas ele metia contotirei a camisinha e enchi a buceta da mulher.do meu amigoele desentopiu a bunda delameu amante haitiano tem pau muito grosso e gostoso