Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Me apaixonei por ele - Kaique não é o que eu pensava...

Autor: Ander
Categoria: Homossexual
Data: 02/02/2013 21:10:32
Nota 9.29

No conto anterior...

Eu quase bato no Leandro, mas Biel não deixou.

A noite fiquei com Gabriel, vendo aquele filme chato, e no outro dia, Biel me acorda dizendo que meu irmão tinha ligado pedindo para eu passar em casa antes de ir para escola, mas chegando lá, vejo Kaique, ele parecia tenso, queria me dizer algo...

Kaique - Eu não consigo mais esperar cara, tenho que te falar uma coisa... — Ele se aproxima de mim — Desde o primeiro dia que eu te vi, eu senti alguma coisa, sei lá, uma atração por você, tu não sai da minha cabeça cara, eu não sei se você vai me perdoar se eu fizer uma coisa...

Eu - Onde você quer chegar com isso ?

Kaique - O mais perto possível de você Adriano. — Daí ele toca meu rosto — Eu tenho que arriscar — Ele me beija, e na mesma hora empurro ele..

Eu - Para Kaique, eu quero que sejamos apenas amigo, e aliás, minha amiga gosta de você, eu não fico com meninos que ela gosta... e eu já estou namorando...

Kaique - Eu sei, mas eu tinha que arriscar, me desculpa Ander ? E sobre tua amiga, eu tentei ficar com ela, mas ela gosta de um tal de Bruno, ela só falava nele o tempo inteiro...

Eu - Disso eu já sabia, mas eu pensei que ela havia se apaixonado por você. Mas esquece, finge que isso nunca aconteceu...

Kaique - Está bem, vou tentar, mas não conseguirei esquecer esse beijo que te dei... — Ele olha nos meus olhos...

Eu - Haha, cada coisa viu...

Kaique - Que foi ?, gostou do beijo que eu te dei é?

Eu - Não, para de ser convencido.. — Eu dou um tapa de brincadeira nele.

Kaique - Quer ir comigo no cinema ?

Eu - Que horas ?

Kaique - Nove horas..

Eu - Não posso, eu estarei na escola...

Kaique - Você cábula uai, nós podemos ficar na minha casa até lá, pois minha mãe saiu mesmo.

Eu - Ah não. Eu não quero perder aula.

Kaique - Por favor, matar aula só uma vez não faz mal.

Eu - Hum, é acho que vou aceitar então rs..

Kaique - Beleza, então pegue tua mochila, e vamos tomar um sorvete primeiro...

Eu - Ok, deixa eu perguntar pro meu irmão uma coisa ...

Kaique - Sobre ele ter ligado? Não precisa, Eu que pedi a ele para ligar, para te ver...

Eu - Ahh, entendi... então vamos logo...

Kaique me leva para casa dele, e lá ele me conta o porquê dele esta meio triste...

Eu - Kaique, você parece meio triste... aconteceu alguma coisa?

Kaique - Sim, eu não queria dizer, pois dói muito — Ele começa a chorar... — Meu pai Adriano, ele morreu...

Eu - O que ? Então é por isso que você está tão triste, e carente... — Eu abraço ele — Calma, eu estou aqui... sei como é difícil perder alguém que nós amamos...

Kaique - Obrigado, eu precisava de você... — Ele olha nos meus olhos — Ander, sei que você não quer mas... eu não consigo para de pensar em você, e depois da morte do meu pai, minha mãe me disse que viria alguém para me ajudar a esquecer ele, daí pensei em você...

Eu - Olha Kaique, é uma história bem comovente, mas não posso trair o Biel...

Kaique - É, me desculpa por ter se aproveitado de você, eu não queria ter lhe beijado.. me desculpe...

Daí eu me aproximo dele...

Eu - Não foi nada, você é muito bonito, pode ter a pessoa que desejar ao seu lado...

Kaique - Acho que não, a pessoa que eu quero não me quer...

Eu - Você não entendeu, o que eu quis dizer, é que você pode acha alguém bem melhor do que eu... — Daí eu toco no rosto dele.. ele se aproxima mais...

Kaique - Quem sabe algum dia eu não consiga te conquistar ?

Eu - Olha Kaique, isso não vai acontecer, pois eu amo o Gabriel...

Kaique - Não custa tentar... rs, já é quase oito horas, vamos tomar um sorvete antes do cinema?

Eu - Hum, vamos, ta muito quente mesmo...

Kaique - Então deixe sua mochila aí, depois voltamos para pegar, e ir direto para o curso...

Eu - Beleza, vou deixar aqui perto do sofá...

Kaique - Então vamos...

Daí nós vamos para sorveteria, e ...

Bruno - Ander, o que você está fazendo aqui?

Eu - Estou cabulando, e você está fazendo o mesmo pelo jeito...

Bruno - Quem é esse garoto? Primo do Gabriel?

Eu - Aff, chega de conversa, bye — Daí ele segura meu braço.

Bruno - Ander, você me desculpa por aquilo que fiz com você... ?

Eu - Me solta...

Kaique - Solta ele, agora ! — Ele empurra Bruno.

Bruno - Ah, então o garoto quietinho se manifestou... ?

Eu - Kaique, ignora, esse daí não presta...

Kaique - Se tu mexer com ele você vai se ver comigo... não vou ignorar ele não Adriano, vou é bater nele. Eu vou dar uma surra nele, que ele nunca vai esquecer... — Daí Kaique começa a bater no Bruno...

Eu - Kaique para ! Alguém ajuda ! — Eu grito, mas as pessoas que passavam, ao invés de ajudar a separar a briga, ficavam apenas olhando...

Bruno - Ah ta nervozinho ? Então tu acha que eu irei apanhar de um fracote como você ? — Bruno acerta um murro na cara do Kaique...

Eu - Parem vocês dois...

Ali perto tinha uma delegacia, e os polícias avistaram um tumulto, e vieram ver o que estava acontecendo...

Policial - Hey crianças, posso saber o que está acontecendo aqui ?

Bruno - É esse garoto aí policial, ele fica arrumando briga...

Policial - Cadê os pais de vocês?

Kaique - Minha mãe está trabalhando...

Bruno - E por isso tu veio me atormentar ?

Kaique - Fica na sua, ninguém te chamou...

Eu - Parem de discutir, vocês dois...

Policial - Olha aqui garotada, dessa vez irei deixar passar,pois é apenas uma briga de adolescentes, mas se acontecer de novo... terei que levar todos vocês comigo para delegacia...

Eu - Não se preocupa policial, não vai mais acontecer... vamos Kaique...

Bruno - Isso, some daqui, e me deixa em paz... — E mais uma vez, ele me segura... — Pera, você não, por que não fica para tomar um sorvete comigo ?

Eu - Aff, tome seu sorvete sozinho, ahh, espere — Eu pego o sorvete dele que tava em cima da mesa (Do lado de fora da sorveteria, tem duas mesas para os clientes) e coloco na cabeça dele — Então esfria a cabeça antes de falar comigo...

Bruno - Seu imbecil, eu tentei facilitar para você, mas tu me paga.. — Daí ele sai, e todo mundo que estava lá começaram a rir...

Depois disso, Kaique e eu voltamos para sua casa...

Chegando lá...

Eu - Kaique, aquele besta do Bruno lhe machucou... deixa eu cuidar para você...

Kaique - Não ! Deixa assim, odeio colocar gelo...

Eu - Que deixa assim que nada, onde fica a geladeira ?

Kaique - Dar, na cozinha.

Eu - Eu sei palhaço, mas a onde é a cozinha?

Kaique - rs, perto da escada...

Eu - Agora sim explicou — Eu me dirijo até a cozinha, e pego uma pedrinha de gelo no congelador...

Kaique - Aff vai doer...

Eu - Para de ser medroso, seja homem... — O soco que Bruno deu criou um pequeno calo, perto do lábio de Kaique... e eu coloco o gelo no local...

Kaique - Aff. Eu disse que iria doer...

Eu - Para de se mexer, tem medo de tudo rs, que horrível — Nossos rostos estavam perto um do outro, e quando eu olhei para Kaique, por um estante vi o rosto do Biel...

Kaique - Adriano, tu está me ouvindo? Hey, terra chamando Ander... você está um tempão olhando pra mim...

Eu - É que, sei lá, agora que eu percebi, você parece muito com Biel...

Kaique - Ah é? Então esse Biel é bonitão para ele parecer comigo... — o único detalhe, é que os olhos azuis de Kaique era mais escuro do que o do Biel, e claro, o rosto é muito diferente...

Eu - Haha, ele é muito mais bonito que você.

Kaique - Sei... tu não para de olhar para mim, e ainda me comparou com seu namoradinho...

Eu - Fica quieto, já parou de doer ?

Kaique - Ainda não, aí, está doendo muito...

Eu - Você está fugindo para eu continuar com o gelo no seu machucado?

Kaique - Acho que sim, rs...

Eu - Eu só não te bato, para não fazer um machucado maior...

Kaique - Haha, cada coisa... — E mais uma vez, fiquei olhando Kaique, só que dessa vez ele chegou mais perto de mim... — Que foi? Está vendo o Biel em mim de novo ?

Eu - Acho que sim — Era muito estranho eu ver Biel nele, mas sei lá... — Kaique, acho melhor eu ir embora...

Kaique - Por que cara? Ta com medo de trair o Gabriel?

Eu - É, estou sim, acho melhor eu ir logo, antes que...

Kaique - Antes que... aconteça isso ? — Ele me beija...

Eu - Para, Kaique sai de perto. Eu não quero trair o Biel...

Kaique - Para velho, ele nem vai saber...

Eu - Pior ainda...

Kaique - Olha, sabe o que eu acho? Você deveria para de dar uma de difícil, eu sei que tu quer...

Eu - Olha aqui, você acha que sou o que ?

Kaique - Calma brother, não leve na maldade, mas é que você quer, eu consigo ver nos seus olhos...

Eu - Ata, agora você lê a mente através dos olhos ?

Kaique - Viu, eu disse que você queria, esquece o Biel por um estante... — Ele me abraça...

Eu - Não tem como... — Eu empurro ele... — Tem alguém batendo na porta...

Kaique - Deixa eu ver quem é — Ele vai abrir a porta...

Era uns amigos dele, daí eles entraram e ficaram bebendo, eu não me senti bem,eram garotos estranhos... e de tarde eu fui pro curso sozinho pois Kaique estava bêbado, nem tinha como ele ir.

E quando voltei na casa do Kaique depois do curso...

Eu - Kaique !

Kaique - Adriano, então você voltou...

Eu - Sim, vim te perguntar uma coisa...

Kaique - Entra aí...

Eu - Não precisa, é rapidinho, é sobre o curso...

Kaique - Não não, eu insisto, entra — Daí Kaique me puxa para dentro...

Eu - Kaique você está estranho...

Kaique - Bom cara, como tu não me quis por bem, tu vai me dar por mal

Eu - Você está doido, tu está bêbado ainda?

Kaique - Estou sim, bebi para ter coragem de fazer isso... — ele me encosta na parede e começa a rasgar minha camisa.

Eu - Para, socorro ! Alguém me... — Ele tampa minha boca...

Kaique - Fica quieto, se não vai ser pior... — Ele fica beijando meu pescoço, e eu começo a chorar. E meu celular toca...

Eu - hummm — Eu tento pegar meu celular, mas Kaique pega...

Kaique - Alô, oi Jully... está sim, — Daí ele faz um gesto com a mão para eu ficar quieto — Ta dormindo, eu peguei o celular para que ele não acordasse... o Gabriel está preocupado com ele? ... sei... diz pra ele que quando ele acorda, eu falo sim, tchau gata.... — ele desliga o celular...

Eu - Kaique, você vai perder minha amizade por uma vontade de...

Kaique - Cala a sua boca...lá no fundo, tu está adorando....

Eu - Não, não estou, você rasgou a camisa que eu mais gosto, está querendo me força a uma coisa que eu não quero, e acha isso normal, acha que estou gostando? Eu não estou te reconhecendo, sinceramente...

Kaique - Fica quieto, agora que eu comecei, eu irei até o fim...

Eu - Eu não vou te perdoar nunca... — Eu corro para porta, mas está trancado...

Kaique - Pensa que sou burro? Eu tranquei..haha

Eu - Socorro, alguém me ajuda — Eu grito e começo a bater na porta.

Kaique - Vem aqui — ele me abraça, e começa a me beijar, eu tento me soltar, mas como eu não sou muito forte, não consigo escapar...

Comentários

03/02/2013 10:05:41
Mas tu é azarado com força, agora Bruno te odea e Kaique vai te estuprar '-'. Quem poderá lhe defender? Muito bom
03/02/2013 04:32:44
Continua logo
03/02/2013 03:10:09
esse cara merece apanhar
03/02/2013 01:52:02
03/02/2013 01:52:01
Agora ele se ferrou !!!!! Nao achava q o kaique fosse tao fdp pra fazer isso . Conto ta muito bom nota 10
02/02/2013 22:31:30
razoavel
02/02/2013 22:19:50
02/02/2013 22:19:48
Coitado. Gostei ficou interessante. Ancioso pela continuação!
02/02/2013 21:52:06
FUDEU! Literalmente.rsrs
02/02/2013 21:44:03
Caraca! Que cretino!
02/02/2013 21:34:58
Agora fudeu! Esse fdp merece uma surra! Tô preocupado! E curioso! Aguardo o próximo capítulo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


cache:krAWjri_qYMJ:zdorovsreda.ru/texto/20170885 contos vi meu pai arrombando o cu da minha maecontos eroticos de tio,sobrinha e a amigaflaguei a filhinha do caseiro fazendo coisa errada e chantagiei ela contoscontoerotico namorada e mae putas do tio jorgenovinha de quinze anos fodida a forca pelos trez vizinhos bem dotados contosCONtos minha mae de calça legue com a buceta repartida ao meioesgichada de gala da bucetaContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestocontos eroticos negao no cinema corno lambe porraporno. axô. que. meu. irmão. não. gosta. de. mulherxvideos encinando a sobrinha a dirigir sentou no colinho ai ja eraFodendo com meu amigo Astrogildo xxvideo porno putaria sem vergonha de incesto madrasta dos 50 com enteado jovem gostoso, metendo fundo até gozar na vaginaminha sogra e esposa no canil fodeno com todos cachorro grande conto eroticobolinei empe a faxineiracontos erotico pomba gira me fez putamenino novinho q gozar grita Aroldovideos de gosdosa tirado fio dendal de 22anoshomens peru gigantes pocando bucetas cupornocontoincestosFelipe e Guilherme- Amor em londresconto erotico moradorviduda.mulhe.negao fodefo cu forcaContos eroticos gay pegando no pau do meu irmao por cima da toalha dpois do banho na beliche conto erotico cadela cioContos eroticos dopou a sogra e estuprou elaele arrebentou meu ultero xvideocoroas rabudas fortes de50anos negras dando de saia pro tioConto erotico sou madura e consolo lesbicaa bucetinha depilada da minha mãe contosVidios porno loirinha magra consegui colocar.um pau de 60m no cu xvidios.comcontos eroticos minha amiga travestris abuso de mim bebadacontos eroticos barcoXVídeos homem machucando mulher com uma pinçacontos eroticos de titia rabuda do rabao la em casaEu e minha prima no motel eu disse que eu nao ia meter meu pau na sua buceta virgem mais eu meti meu pau na sua buceta virgem eu disse pra ela agora sua buceta nao e mais virgem conto eroticoafeminado mulherzinha co cabelos grandes dando o cu gostoosohomem metendo a pica no c* da Ravenabotei esperma no lanche da minha sogra eu confessocontos de casadinhas sapecas malhadasxxxxxvideos os travegos mais gostoso do BrasilContos eroticos elacarecacontos gozei na boca da menina deficientecontos eroticos meninas de vinte e seis anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhoconto erotico gay macho dominador gosta de maltratar viadover novinha do grelo bem grandão no pistolaobrincando de esconder e abusando da menina contos facebok de rio das pedras jpa rjcontos herotico .primo do namoradocache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133cdzinha gostosa para programa sp capitaleuconfessosograavo reasa sonho de novinha neta pornohttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branquelogravidas de fio dendal ser mastubanpprimeiro menage femininosexooralcuiabaxvidio porno zelado comi fazedeiramulher cagando enquanto dava a bucetamulher marido chamaum cara dotadao para fudeelaabaxa vidio porno de tio fudeno supria só nucu da safadacontos eroticos irma separada vem mora comigo comitrai meu marido depois dei pra ele contosRelatos escrito por empregada safadinhafrutaporno corno pega esposa dando o cu para outro e faz dpfoi ajudar a irma estudar e pediu o cu como pagamentoo das panteras das morenas de cabelo enroladinho dando a b******** raspadinhaf****** titia de ladinhowww.sexo.conto.erotico.meu.padrasto.e.bigdotado.xvidios betinhos lindocontos eróticos fui da o cu e cagueicontos eróticos vou te fuder faveladaconto erotico dormindo e encoxada por estranhorapas da bunda linda dando cu de brusu pro negaowww xvidioszoofilia com brhttps://zdorovsreda.ru/texto/201601591por que quando minha tia mim ver ela passa a mão e coça a buceta delaxvideos brincando de lutina e sem querer a pica entrouxvideo molhe gotinha tazado e gozadvideos mulher madura com vagina peluda cheia de espermafotos da bucetas da sadinapunheteiras vadias sujas socandovideo mendingo pau gigante come coxuda de minisaiaconto porno lesbico praticando scatMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOXvideoy aiii gostosoocontos pornos estrupada pelo pai epela madrasta juntosviolentada na escola contoconvencendo a amiga atranza com o maridocontos mulher carente e judiadawww.contos eróticos.com.br. anal.corno