Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

QUANDO DEI A BUNDA PRO MEU TIO

Um conto erótico de Quiquinha12
Categoria: Heterossexual
Data: 25/12/2012 14:13:35
Última revisão: 30/01/2017 02:54:29
Nota 9.69

[Minha memória voltava aos poucos. Então recordei certo dia, no sofá da sala, uma mão movimentando-se entre minhas pernas. Era a mão de meu tio Hamilton! Vieram-me também, com clareza, suas palavras, no dia em que lhe pedi que me ensinasse a pilotar uma velha moto na qual ele me levava a passear: “Só se mostrar a xoxotinha”.]

QUANDO ELE CHEGOU, na última semana das minhas férias escolares, para passar alguns dias, abordei o assunto durante o passeio num Chevette conservadíssimo que ele acabava de adquirir. Eram três horas da tarde.

— Acho que estou recuperando a memória, titio. Estou recordando tanta coisa... Você era bem safadinho, hem!

Ele riu

— Titio, posso dirigir um pouquinho?

— Só se mostrar a xoxotinha — disse ele.

Rimos e ele me passou o volante.

— Aperta a embreagem... engata a primeira...

Uma centena de metros adiante, eu estava dirigindo normalmente.

— Bom, já que tenho motorista, posso tomar uma cerveja — disse ele..

Seguindo suas instruções, entrei numa rua sem saída, esburacada e estreita e estacionei em frente a um barzinho de madeira rústica praticamente no meio do mato. Hamilton conhecia o proprietário, Francisco, que cochichou em seu ouvido. Ele fez sinal de assentimento. Pouco depois, estávamos num reservado, com cerveja para festejar o reatamento do vínculo libidinoso interrompido pelo acidente. Porque, tio ou não, ele representava uma abertura maior no leque de probabilidades da minha obsessiva busca por prazer. Por isso tomei a iniciativa:

— Não queria ver a xoxotinha?

Queria, eu mostrei.

— Antes, era bonitinha — disse ele apalpando com delicadeza meus lábios íntimos. — Agora, está linda.

Linda, linda!

E cheirosa e gostosa.

Minha boceta, que vira a cabeça de homens e mulheres, fez finalmente a alegria de tio Hamilton. Estendendo-me ali mesmo, no piso de tábuas irregulares, eu ofereci à sua boca a fruta que ele, antes, se limitava a acariciar. E ele se deliciou e me deliciou.

— Ai, como eu gosto... — dizia ele.

Deitado entre minhas pernas, esticando a língua que passeava entre as dobras de minha vulva, meu tio mostrou do que mais gostava.

— Chupa, titio — dizia eu. — Chupa bem gostoso...

A boca de meu tio abrangia inteiramente minha boceta, como se quisesse engoli-la. E eu suspirava. A língua se movia ora lenta, ora freneticamente. E eu suspirava.

— Goza na minha boca, lindinha...

Com a língua em meu grelinho, Hamilton me fez gemer e gozar, gemer e gozar, gemer e gozar. Quantas vezes? Não sei. Foram tantos orgasmos, breves e seguidos, que perdi a conta.

E também a vergonha.

— Mete no meu cuzinho, titio — pedi.

Não vi de onde surgiu o tubo de lubrificante íntimo. Mas vi a rigidez de sua pica admiravelmente comprida, cheia da tesão que eu queria sentir em mim.

E senti.

Colocando-me em posição, Hamilton, abriu minhas nádegas, passou o creme em meu ânus e eu me preparei para receber seu pau; que veio alargando meu orifício.

— Aaaai....

— Tá doendo, lindinha?

— Pouquinho...

Se, para chupar, meu ideal é pau pequeno, para o sexo anal prefiro-o comprido (eu não disse grosso). Porque, quanto mais centímetros entram, mais superfície de contato de se estabelece, mais prazer eu proporciono, mais prazer eu recebo. E foram muitos os centímetros que adentraram a maciez da minha carne, recolhendo e expandindo a delícia da penetração anal, que fazia meu corpo fremir em ondas de volúpia.

Delícia de penetração, delícia de titio. Tendo enfiado todo o pau, Hamilton deitou-se em cima de mim e ficou imóvel a fim de retardar a ejaculação que eu sentia iminente.

Mas, mesmo em total imobilidade, não há força mental capaz de reter indefinidamente a marcha do orgasmo. Principalmente no caso de Hamilton. As contrações de meu ânus, o meu cheiro, a minha voz, a emoção, tudo isso desencadeou em Hamilton um orgasmo longo, que eu usufruí do início ao fim.

Como as águas do rio que, puxadas pela cascata, caem com estrondo, seguem calmamente, depois voltam a correr, arrastadas pelo desnível do terreno, assim foi nosso orgasmo. Dizendo “estou gozaaando”, ele começou a gemer e eu senti seu pênis inchar para expelir a primeira golfada de esperma. Arfando, ele me pediu que abrisse as nádegas, o que eu fiz com as duas mãos, para sentir seu pau entrar mais um pouco em mim. Ele voltou a gemer, eu voltei a sentir seu pau inchar e compreendi que ainda não estava exaurido seu depósito de sêmen. Sempre gemendo, ele ficou imóvel uns instantes, depois começou a movimentar o pau. “Ai, que cuzinho gostoso... ai, que cuzinho gostoso”, repetia ele. E, soltando seu peso em cima de mim, ele gozou de novo. Eu também.

— Gozou no meu cuzinho, titio?

Há momentos em que as palavras são supérfluas. Outros há em que elas são essenciais. Eu poderia ter cortado a frase logo depois do verbo, mas o complemento (meu cuzinho) reforçava a pergunta, enfatizava a atitude de entrega, floreava o ato de sodomia. Adicionalmente, o vocativo (titio), com sua carga semântica, fortificava a sensação psicológica do proibido, do incesto. Ele era meu tio; eu era sua sobrinha. Ele me vira nascer, crescer. Quando eu era bebê, ele passava talco em minha bundinha; agora, passava lubrificante íntimo.

Minhas palavras ecoaram em seu cérebro, que comandou o pênis, que readquiriu movimentos e voltou a inchar para derramar as últimas gotas do líquido cremoso portador de prazeres. Os gemidos de Hamilton, que não haviam cessado, subiram de tom, depois foram baixando, baixando até se transformarem num longo lamento pela impossibilidade física de prolongar a sessão de prazeres. Meu último orgasmo foi breve, porém gratificante.

— Gostou, lindinha?

— Gostei, titio — respondi recebendo suas carícias nas nádegas que eu remexia levemente numa promessa tácita de repetir a experiência sempre que ele quisesseVisitem meu blog: quiquinha12.blogspot.com.br

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/08/2015 16:19:57
Isso soa como poesia aos meus instintos mais safados. Parabéns
13/01/2015 12:41:17
Dentre muitas coisas, uma das boas coisas da vida. Bem descrito, bem detalhado, bem repleto de química e tesão. Bom demais, Quiquinha, queria uma sobrinha assim....
28/11/2014 07:54:12
Que sorte heim cara.
13/05/2014 16:18:02
Dar o cu é muito bom...
07/03/2014 11:45:50
Muito bom. Sua descricao da sodomia e perfeita e mt excitante.
18/02/2014 18:42:35
delícia
18/03/2013 06:22:21
Coisa de profissional
10/02/2013 23:09:01
muito bom seu conto...
16/01/2013 11:13:43
deliciagarotas q quiserem gozar gostoso e so me add no msn:
02/01/2013 09:09:34
Gostei, vc é muito boa. Parabéns.
26/12/2012 06:38:27
Eu gostei do texto, principalmente pela forma como descreveu a enrabada que deu origem ao nome. Você fode bem, fode gostoso e demonstra que isso é uma das boas coisas da vida. Continue assim, fodendo com direito a tudo e continue contando prá gente, pois, como poucas, você consegue deixar todo mundo de pau duro por aqui...
25/12/2012 15:15:46
Você é, sem dúvida, a melhor escritora deste site.




Online porn video at mobile phone


conto erótico cadela limpar a casa nuanovinhas so gost de negraoporno700reais no cabaço da cunhada novinhacontos eroticos morena com o mendigoXVídeos mulher do c**** despeito americana gorda morenanoinho bem novinho mesmo martubando pela primeira vezxisvido irma de toalhacache:0QtCNCsKF0gJ:zdorovsreda.ru/texto/201703139 contos eroticos brutais, estiquei o clitoris ate sangrarcontos chupei a buceta da janaranovinhas lesbicas brasileiras dos peitinhos bem pequeninos gozando loucamente em trio.troncudo na putaria gayimagem de bucetinha vemelhinha saido sangue contos eroticos eu e meus ďois irmaosver uma tatuadora safada atendendo um cliente ai ela vai toma banho e quando volta comeca a chupa a rola do caraBrasileira recatada dando o cu de vestidinho é gemendo me fode calcinha vermelhaassistir o filme de novinha metendo fazendo seu peito e trícepscuzinho da sogra com mrrda contoxvideo.mulhe em golido gozo.comgarota novınha do momento buceta peluda foto de sexovideos de coroas homens procurando coroas de zendo taduedomeu cachorro me fode todo diaconto erótico paciente lactantefotos de buceta emcostada nu cu do hemcontos eroticos com nulheres de uberlandia assustando com o tamanho da rolanegro estrypa coroa ricarHaitianos e camareiro mundobichaalargada e assada e arrombada contocasadoscontosnorameu marido adora leva porra na portinhaa do cuvídeo de menininhasquando esta dando a buceta ela grita de dorquero ver um filme de pornô de um veado perdendo a virgindade do c****** pela primeira vez sendo bem judiadoContos eroticos comendo cu da mamae com o papairola de moreno plutãocontos/vendi meu cu virgemaí louca aquela fudida uuuiconto erotico gay viado submisso vira femea do negaox video dois homem botando suas pica na boxa da mulherxisvido mai dormir no coloeu, minha namorada, minha namorada e meu tiochupei lambi os pés da minha prima mais nova dormindoprima tirada chamando o primo pra foderCONTOS EROTICOS COMENDO CACHORRA E O CACHORRO ME COMEUxx video madrata ponheteira na madrugadaconto erotico de urso motoqueiro aregaçando o novinho saradinhoOs garotos me comeram contoesplendida gozada dentro da buceta da esposa do cornoxvideos eim casa minha filia uza roupa mostrando o rabumaior cu domundo ecoxa ebunda pornoconto porno me separei por causa da traicao da minha esposadois gatoto tarado xvidiocontos eróticos comi o cu do filho da mendigavideo de sexo amador olaine gratis assistir sem elas peceberperquei minha esposa chupando outraxvcontos minha bucetinha js tem pelinhoscontos eroticos feminizaçao do garotinho maewww.pornoDoidomamae dormindo com buceta a perta e filho que comelaencoxada conto eroticoXVídeos mãe escutando a filha f**** com negãocontos eroticos abusadoramulher transando com homem quando ele se enrosca dela no ônibuscontos eroticos A Dama e o Bruto contos porque virei crossdressingeu quero mulher tem pinto comendo viado que amanhece a tempinho comendo vi antes vídeo pornô vídeoxiv padrasto peganfo aentiada sexso analCONTOS ERÓTICOS DE MOTORISTA FANTÁSTICOScontos eróticos enbebedaram meu marido e a min e fizeram uma orgia comigocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove me estuprou dormindo quando eu tinha nove anoszoofiliacontos erótico um gorilasarra novinha da b***** bem bonitinha pornôhomem comendo novinha de quatro puxando pela cintura metendo a vara e g*************sexo velho etiadas vazouvideos porno mulher goza muito se afrouxa as pernaswww.sex.porno.pauzudopadre.mundobichanovinho na praiamassagem na mamae bunduda contosmulher passa margarina ela pelada e no cu bem gostosobracas novas putihnasContos er com fotohomem sarrano na mulher sem calsinha no onibusmithlee pron vidomulhe lavado abuçetaXVídeos real Carangola 1280videos porno com nojo e volmito xvideos l.comlais minha enteada da xoxota apertadinha contoszoofilia baixo saiavideotiafodenoConto erotico era tao apertadaxvideos coroas chulecrente safada contosavó tarada abysa do neto dormindoxvideoseu sou solteira eu raspei minha buceta eu fui me encontrar com o marido lindo da minha amiga eu entrei no seu carro ele me levou pro motel eu e ele dentro do quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na cama ele chupou meu peito ele disse pra mim sua buceta raspadinha e linda ele começou a chupar minha buceta eu gozei na boca dele eu peguei no seu pau eu disse pra ele você tem um pauzao eu chupei seu pau eu fiz um 69 com ele eu sentei em cima do pau dele eu rebolava no pau dele eu gozei ele começou a fuder minha buceta eu de frango assado eu gozei eu fiquei de quatro ele começou a fuder minha buceta eu gozei eu disse pra ele fode meu cu ele meteu sua língua no meu cu ele começou a fuder meu cu ele gozo dentro do meu cu ele disse pra mim agora você vai ser minha amante conto eróticoGlory hole em banheiros publicos conto realcontos eroticos cu apertado.da maex video acampamentomisterioporno obeza dano o cuxvideos.x10.velho.fudeu.o.cu.da.novinha.brasilnovinha contenção de chorte atoladoMenina adora a porra do irmozinho contoseroticos