Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Deixei de ser virgem

Um conto erótico de Dira
Categoria: Heterossexual
Data: 20/03/2012 15:10:44
Nota 8.50

Sou uma morena cor de chocolate, com cabelos encarapinhados, sempre puxados num rabo que chega até os meus ombros, olhos amendoados, um nariz afilado e lábios polpudos, com um corpo com seios médios e firmes, uma cintura fina e quadris não exagerados. Tenho vinte e três anos de idade, e diariamente ainda faço pelo menos uma siririca no fim de cada capitulo da novela das oito, imaginando que eu estaria sendo comida pelo galã (às vezes faço duas ou três siriricas se lembrando do Luan, o meu amor).

Namoro há pelo menos há três anos e meio com ele, que tem vinte e cinco anos, muito gostoso e tem uma bunda maravilhosa e durante esse tempo de namoro já fizemos todos os atos sexuais imaginados na cama, tanto na minha casa quanto na dele, num motel, no carro dele, seja no banco da frente seja no banco de trás, na praia ou no campo, enfim em qualquer lugar onde precisamos gozar.

E eu sempre me lembro daquele dia em que me entreguei a ele, com seu caralho pene-trando na minha buceta em primeiro lugar e depois penetrou no meu cu, terminando com um boquete, chupando e engolindo sua porra, um autentico néctar dos deuses. Aquele dia (ou é melhor dizer aquela noite) foi magnífico, sabíamos que teríamos uma noite gostosa, mas não esperávamos uma reunião tão extraordinária e delirante já na primeira noite de um casal.

Até nesta primeira noite já estávamos namorando por três meses, mas eu era ainda vir-gem e achava que eu deveria me entregar a ele quando marcarmos uma data representativa e não a qualquer hora. Luan teve muita paciência comigo (eu já tivera dois outros namorados que não tiveram esta paciência graças as minhas manias), beijando de todas as formas, na boca, nos meus mamilos, chupando minha buceta, etc., mostrando ser, além de paciente, muito experiente, até que o dia em que me entreguei.

Os pais de Luan viajaram e ele preparou a nossa noite perfeita. Ele comprou vinho (era um proseco), preparou a cama (a cama era a dos pais dele) usando o lençol e a colcha que eles usaram na sua noite de lua-de-mel, arrumou travesseiros e preparou uma alameda de pétalas de rosas (como eu disse tudo foi feito conforme os mínimos detalhes que Luan fizera para que nós realizássemos o nosso sonho).

Cheguei a casa dele no fim do dia, Luan serviu o vinho e, depois de algumas frases de amor, me beijou, um beijo provocante e profundo, um beijo que abriria o borbotão de amor entre dois amantes enquanto ele levava uma das suas mãos para minha bunda. Eu estava vestida com um tomara-que-caia e ele, percebendo que esta era a única peça que nos separava, ele ficou louco, seu desejo se tornou ansioso, seu cacete duro e preparado para entrar em ação. Eu percebia que o nosso tesão chegara ao limite da racionalidade, mas Luan calmamente carregou-me para a cama de seus pais, tirou meu vestido, deitou-me naquela admirável cama de rosas e começou a lamber minha bucetinha, metendo a língua com prazer e vontade, mordiscando meu clitóris, inicialmente com suavidade, mas logo foi crescendo com força inaudita, me tornando numa fêmea irracional, louca de tesão, pronta para ser comida e enrabada. Luan caiu de boca nos meus mamilos, mamando feito um animal, lambendo todo o meu corpo e me mordiscava constantemente, e eu berrava, exigindo de todas as maneiras que eu recebesse o seu cacete, que minha buceta já encharcada ficasse plena por seu caralho.

Eu não aguentava mais, precisava do seu cacete, mas Luan, agora que me iria desvirginizar, fazia algum charminho, agora com a velocidade que ele queria, e me virou de costas e eu recebi umas mordidinhas na minha bunda, subindo pelas minhas costas, e eu gritava de tesão, me entregando à sua vontade, até que ele, virando-se e deitando-se na cama, sua pujante pica de pé para o céu, pronto para um boquete excepcional. E eu mostrei do que eu tinha capacidade, colocando as suas bolas dentro da minha boca, sugando seu caralho enquanto ele urrava de prazer ainda mais que passei a lamber a cabecinha e logo a seguir toda a sua glande.

Ele estava a prestes a gozar, mas não queria gozar rápido e deitou-me na cama e veio por cima de mim, colocou a ferramenta na portinha da minha vagina, forçando um pouquinho para deixar pronto para entrar, começando a mamar os meus seios, deixando-me novamente louca de paixão. Eu berrava (aliás, desde a hora em que ele deitou-me na cama, ou eu gemia ou eu gania ou eu uivava ou eu berrava, mostrando um prazer que eu sabia que deveria ter sentido muito antes desta dia), e pedia para ele me comer logo, até que, mamando meus seios, ele me penetrou com uma força inaudita e eu passei a experimentar a dor, uma dor que ainda não conhecia associada ao desejo de receber seu tarugo, o que aumentou o seu desejo em me foder, socando minha buceta, fazendo um vai-e-vem para que eu me acostumasse com a dor e com o prazer, aproveitando que ele me bombasse cada vez mais forte, e eu gritava o desejo, unhava suas costas e ele bombando sem parar numa vagina virgem como a minha. Ele dava estocadas fortes como tentasse me rasgar todinha, até que eu senti um liquido forte escorregando pelas minhas coxas, ele deitando quase desfalecido ao meu lado na cama.

Descansados, parados, nossas mãos acariciando um ao outro, até que, menos cansados, fomos tomar um banho. Luan me lavou todinha, lavou minha bucetinha cheia de sangue e de porra, lavou meu cuzinho e me virou por traz, colocando a sua pica na entrada do meu cuzinho. Meu desejo cresceu e deixei-o encostar o seu pau na minha entrada enquanto ele passava suas mãos no meu corpo, beliscava meus biquinhos, enfim, procurando esquecer a dor que teria ao ser descabaçada enquanto ele penetrava seu caralho em meu anelzinho, rasgando-me me ao meio, a força, os meus esfíncteres. Eu berrei, mas aguentei a dor, ainda mais que eu já começava a amar a dor associada ao prazer sexual.

E tomamos outro delicioso banho e Luan não perdeu a oportunidade de me fazer gozar, como sempre mamando meus seios e a fazer os movimentos de vai-e-vem do meu clitóris, e eu ficando louca de prazer, eu sendo mamada por ele, seus movimentos eram a cada momento crescentes e eu gritava de tesão, gozando tudo na sua mão.

Voltamos a tomar um banho, agora muito rápido e ficamos na cama descansando abraçados, recuperando as nossas energias, até que, depois de comemos alguma coisa que ele tinha preparado, voltamos para a cama e, repetindo nossos prazeres, dormimos e, acordando, fui novamente comida e enrabada, gozando do seu néctar, voltamos a dormir novamente, até quase o meio dia.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/03/2012 16:00:35
gostei, ainda bem que foi bem comida




Online porn video at mobile phone


enteada gostosa brincando de carta mal padrastocasa dos co.tos eroticos de casadas .o cabeleleiroprofessora safada falando putaria pro donzelochupando a rola do primo devagarindoPapa anjo gozando na xoxotabuceta gostosa no inatingível elas dandonao aguentou a pica monstro / pornoiradoConto erotico sou madura e consolo lesbicaO haitiano cmeu minha esposa contoselicarlos2010Sou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacontos zoo dalmata.meu machovadia dando o cu fechadíssimovídeos insistoporno Brasilsexo tórrido de desejo e paixão com padrastomorde devagarinho meu grelinho porno vídeoconto novinha marrenta estrupada pelo irmaosconto erotico primeiro boqueteNovinha fica facinha e chupa o pau de todo mundo e da a buceta pra vários eo vídeo vazou na internetVERVIDEOE.ENCOXADA.NO.ONIBUScontos como tirei a virgindadevídeos de sexo com a titia sobre a casa escondida e sobre brincando de castiçaiscontos eroticos minha primeira siriricavideo eróticospapai me ensinando tudoputa safada grita alto vadia geme piranha mais alto caralho vai vai grita ai vou gozar.conto erotico incestoconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorconhado se aproveitando da conhada porrechorei no cavalete contos eroticoscontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecontoprimeirafodaXVídeos da Luz Sementinhapapai penetrou a minha buçetinha virgem e sem pelinhospornobaiano novinhas transando e se masturbando com a b***** bem gordasogro dotado fragou nora com outro troxe ela pra casa e fudeu elavideos porno irnao irna do xxvideosdoce nanda parte cinco contos eroticosminha mulher ficou toda melada o buctao qndo viu pica ennorme do negao pistoludoTia de calça leg conto eroticovideos de incesto filho sodomizando a maefudi ela e o namorado delamae enssinando de quinse anos a fode dando a buceta pra eliafeminado mulherzinha co cabelos grandes dando o cu gostoosohomens de de sambacancao cossando o pau diro e peludobaxinha cochuda casada vingando xvideoscontos eróticos intiada gravidavideos Pornodoido.com Pai pega filho gay aforca e regaça ele grita e gemesonifero na tia evangelica contoContos chupei a buceta da janaraContosporno natieli gozando na pica grossa do negao pauzudocontos fudeu a sobrinha na festa bebadamulher magra casada de baby doll em casa querendo dar para outra pessoa XVídeocunhadinha dando de shortinho bem curtinho São Paulo com a cunhada Patrícia de mim gostosinhoWxvidios velha trepando com seu trazeiraocontos e vidios homem casado na casa de massagem ė enrrabadofudeno bucetas e gozando nas entradinhasvidios pono sohentetia e sua sobrinha fica sozinha em casa e a sobrinha passou a mae na buceta da tia e a tia deixar emfiar a mao detro do storEu e mamãe pelados em casa contos eróticosmulher casada do Rio de Janeiro Baixada Fluminense Nova Iguaçu fala para o marido que quer dar para outro para ele ficar olhando ela metendo com outroqualquer coisa enfio na buceta relatos levei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenoSou a cadelinha do cão labrador contosautor,Vamp19-Contos Eroticoscontos de sexo crossdressingEncochada de calça espremidoRelatos Zoofilia qual melos cadela para sexoMulher cagando na calsinhavideo pornopeqeu minha coinhada trocamno a roupa cexifofoqueira.mim.da.a.bucetano swing marido nao permite que metam na esposacontos eroticos pegando minha tia gravidasexoevangelicamulheres de traficantes pegando poradacasada fodechamando o nome do comedor porno portuguêsirma bucerudasmulher com marido nabalada sarano outro pornoAliviando os funcionarios contos eróticosconto erotico:fui sequestrada e enfiavam consolo em mimlesbicas com grelo muinto grande transandomulher trasando cem saber com oltrovideo mulher enocente perdendo p csbaso com 25anosputas gostosa sexo filho come mãeescondovideo bde mulhe lavado abuçetaconto erotico, fodida da janelacomtos.eroticos minha mulher na.praiasoca no meu rabo na buceta e goza na minha boca video pornôtia da buceta modeladas fudendomulher esculhanbando is outros no comentario do nariz thifanyair tira o pau do cu dela , ela vai caga pornorelatos eroticos tirei os 2 cabacinhos das novinhasQuero trsnsar com o Adinlson meu padrastocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetapaso um gel e finco no cu pornodoidovídeo pornô com boneca de silicone de 80 kilos pela XVídeo pornôConto no interior vi mamae pelada ela disse vou te capa cacetudoMansinho shortinho atolado bunda corno conto