NO SHOPPING, NA VILA E NO MATO (03 MINI-CONTOS)


Um conto erótico de G. Froizz
Categoria: Homossexual
Data: 30/08/2011 19:12:57
Última revisão: 01/09/2011 21:43:07
Nota 9.83

Conto 01

NO SHOPPING

Trabalho numa empresa encarregada de fazer decoração em shoppings. Há algumas semanas fui destacado para decorar um espaço por ocasião do dia dos pais. Sempre chegamos bem antes do shopping abrir e justo nesse dia tive que ir sozinho pois meu colega estava de atestado.

Assim que cheguei, um segurança veio me receber e me ajudar a levar o material até o local onde eu deveria trabalhar. Ele deixou as coisas lá e foi fazer sua ronda. Chegou num ponto que não era possível trabalhar sozinho, mas eu fiquei sem coragem de pedir ajuda ao tal segurança pois ele não me parecia muito simpático. Fiquei sentado pensando como fazer... O homem apareceu do nada:

_ Problemas?

_ Sozinho, fica difícil!

_ Se quiser ajuda...

_ Quero sim...

Quase pronto, faltava apenas escrever umas frases em uns pedaços de cartolina.

_ Não é melhor fazer isso numa mesa?

_ E onde eu vou arrumar uma mesa?

_ Venha comigo...

Segui-o.

_ Aqui não é melhor?

_ Com certeza. Que lugar é esse?

_ É uma sala desativada... É meu esconderijo para cochilar! [Risos]

_ No chão?

_ Não... Sobre a mesa! [Risos]

_ Essa mesa suporta seu peso?

_ Sou gordo?

_ Não. Mas é grande, forte!

_ Aguenta sim... Olha!

_ Humm... Aproveita, heim!?

_ Só um pouquinho... Dá até pra tocar uma punheta! [Risos]

_ É?

_ Dá! Olha!

_ Ah... Não faz isso que é covardia!

_ Por quê? Pode me ajudar, se quiser!

_ Opa!

_ Isso! Dá uma chupadinha, dá! Uhhhhhhhhh...! Delícia! Engole minha pica! Isssssssssss...! Gosta de rola?

_ Adoro!

_ No cuzinho também?

_ Principalmente!

_ Então vira! Abre essa bunda!

_ Ai!

_ Posso meter o resto?

_ Fode gostoso, vai! Aiiiiiiii...! Isssssssssssss...! Mais!

_ Cu gostoso! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!

_ Mete mais! Aiiii...!

_ Pede! Pede pra eu meter!

_ Mete! Mete forte!

_ Toma! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!

_ Delícia!

_ Vou gozar! Posso gozar na sua boca?

_ Vem!

_ Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...! Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...!

_ Ufa!

_ Termina aí... Daqui a pouco eu venho buscar você!

_ Tá!

Atravessou a porta. Recuou deixando que eu visse só seu rosto...

_ Psiu! [Sorriso] Adorei seu cuzinho, viu!?!

Sorri e pensei: "E meu cuzinho adorou sua pica!"

*

*

*

Conto 02:

NA VILA

A vila era enorme. Atravessava uma quadra inteira, com casas minúsculas, coladas umas às outras, semelhantes fisicamente em tudo, exceto nas cores, tanto das paredes quanto das portas. Aliás, as portas e as janelas também eram elementos muito valorizados por ali pois, o tipo de madeira e o modelo distinguiam os que tinham melhores condições financeiras dos que viviam “no prego”. Daí, as panelas podiam estar vazias, mas a porta e a janela da entrada eram da melhor madeira, com detalhes em vidro... Afinal, a porta todos viam, já as panelas, só os que sentiam a barriga roncar!

E ali, distribuídos naqueles “kixós”, moravam os mais diferentes tipos humanos que se pode supor existir. Aqui, vou destacar duas dessas casinholas: a do Nico – a última da direita; e a da Carla e seu marido Raul – a penúltima, colada à de Nico.

Nico morava sozinho. Era gay, mas nunca se via o rapaz receber nenhuma visita! Era amicíssimo de Carla, que era manicure e louca de paixão e ciúmes por seu “macho” – pedreiro de gente rica – o Raul. Este era um moreno corpulento de poucas palavras. Mesmo com Nico, que vivia em sua casa, falava o indispensável. Mas gostava da amizade da mulher com ele: “Com esse não preciso me preocupar!”.

Certo dia, Carla desabafou com Nico:

_ Tenho certeza! Não há outra opção! O Raul era o homem mais tarado que podia existir na face da Terra. De repente, o homem esfriou... Só pode ter rapariga na jogada!

_ Carla... Deve ser uma fase! Homem tem dessas coisas...

_ E você entende o que de homem, bicha? Você tem algum? Vive “morgado” nessa casa...

_ Mas antes de ser gay, eu sou homem!

_ É diferente!

_ Tá... Não vou discutir! Mas o que você pretende fazer?

_ Ah! Vou bater no trabalho dele... Quando ele sair, eu sigo!

E assim fez Carla, durante uma semana.

_ Bicha... não pode! O homem não parou nem para tomar uma pinga! Do trabalho para casa... direto!

_ Não falei! Cisma sua!

_ Não! Aí tem coisa!

Quase todas as tardes, Nico chamava Carla pelo muro do quintal:

_ Carla!

_ Diz, bicha!

_ Mulher, pega esse seu pulguento! Esse safado passa por esse buraco do muro só pra fazer porcarias na minha cozinha!

_ Pulguento o quê, sua bicha! Pulguento é você que não arranja um bofe!

_ Pois já que a senhora tem um bofe... que por sinal é pedreiro... peça pra ele tapar esse buraco!

_ Bicha... [Risos] ultimamente o meu bofe não está tapando nem o meu buraco! Acho difícil ele tapar esse aí!

_ Casa de ferreiro, espeto de pau!

_ Nem fale em pau que eu me tremo todinha!

[Gargalhadas]

_ Eu heim! Tá assim, fia?

_ Tenho um babado pra contar, bicha!

_ Conta!

_ Eu não sou fácil... você sabe! Comigo... bobeou, dançou!

_ Ai! Não quero nem saber!

_ Escuta, bicha! [Risos] Sabe aquele negão que faz entregas do mercadinho?

_ Humm... Aquele cafuçu?

_ Cafuçu?! [Risos] Se você visse a rola dele... não dizia isso! [Gargalhadas]

_ Carla... Carla...

_ Ah, bicha! O Raul não quer... tem quem queira! Assim que meu bofe sai, cinco e meia, o negão bate cartão! Ah, bicha... por mim, tendo pica na minha "buça" o dia tá ensolarado!

_ Ai, ai, ai...

_ E sabe onde ele me fode? Aqui na lavanderia, enquanto eu lavo as roupas! A rola é semelhante ao teu ante-braço!

_ Ui! Um jumento! Você é louca!

E as safadezas de Carla iam de vento em polpa.

Certa vez, o negão metia rola na manicure quando ela viu o seu cão atravessar o buraco do muro, vindo do quintal de Nico. Mas o que a assustou foi o fato de o animal trazer entre seus dentes, a cueca de Raul.

Carla ficou em choque. Mandou o negão sair e, discretamente, pulou o muro e foi chegando na janela do quarto do amigo. Escutou:

_ Calma, Raul! Uma rola enorme dessas não cabe inteira na minha boca!

_ Cabe! Engole, meu veadinho safado! Você engole quando quer! Isso! Chupa! Chupa seu macho!

_ Ai, delícia essa pomba! Hummm...! Hummm...!

_ Vira logo! Deixa eu linguar esse cu! Tá quase na minha hora!

_ Vem... Isssssssssss...! Ahhhhhhh...! Mete logo essa pica!

_ Anda, veadinho safado! Vai me fazer gozar pela terceira vez, não é, seu porra!? Abre esse cu!

_ Mete! Aiii! Aiii! Aiii!

_ Toma, cuzinho gostoso! Toma! Toma! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...!

_ Mete! Fode, meu macho! Aiii...! Isso! Goza! Goza na minha boquinha!

_ Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Hum...! Vem! Abre essa boca! Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...! Ahhhhhhhhhhhhh...!

_ Ai... Acabou comigo!

_ [Risos] Amanhã tem mais!

_ Vai! Senão você se atrasa!

_ Cadê minha cueca?

_ Você jogou no chão!

_ Ah... Procura! Mais tarde você joga pelo muro!

_ Vai!

Carla ficou perplexa e pulou o muro de volta. Passou o dia normalmente mas planejando o que ia fazer.

No dia seguinte, assim que Raul saiu e o negão chegou, Carla combinou com o amante e ambos pularam o muro. O negão enfiou-lhe a pica no cu e eles esperaram a foda de Nico e Raul chegar no ponto certo: a rola do marido cravada no cu do amigo.

Carla entrou com o amante engatado e encontrou Nico de quatro e Raul com a pica toda enfiada no cu dele.

_ Raul... vim deixar sua cueca!

Eles ficaram em choque!

_ Pular esse muro com essa rola atolada no meu cu não foi fácil! Vamos... afastem pra eu e meu jumentinho aproveitarmos um pouco da cama dessa bicha!

[...]

Carla sabia viver!

E o muro foi consertado?

Que nada! Foi derrubado.

Hoje vivem os três juntos, e o cafuçu continua batendo cartão...

Os vizinhos nem imaginam como são felizes por detrás daquelas portas surradas!

*

*

*

Conto 03:

NO MATO

_ Juninho, tem um rapaz chamando aqui fora!

_ Quem é mãe?

_ Zulu.

_ Ah... Já vou!

[...]

_ Fala, Zulu!

Zulu era da mesma idade que Junior, mas enquanto este tinha o cabelo cor de fogo e o rosto "enferrujado", aquele era um morenão da cabeça raspada e cuja estatura correspondia ao dobro do ruivinho - tanto em altura quanto em largura.

_ Vamos caçar?

_ Caçar? Eu nunca cacei!

_ Vem comigo... Você vê e aprende!

_ Vamos então!

Depois de meia hora dentro dos matos.

_ Anda sem fazer barulho, Junior...

_ Tá.

_ Espera! Espera! Olha lá!

_ Oi?

_ Psiu!

_ Que foi?

_ Olha lá... A filha do Bené! A safada tá trepando com o noivo!

_ [Risos]

_ Se abaixa!

_ [?]

_ Gostosa!

_ Estão indo embora!

_ Gostosa! Agora minha pomba tá dura! Olha só!

_ [Risos]

_ Vou bater uma punheta! Vamos?

_ Não...

_ Se importa se eu bater?

_ Não!

_ [?]

_ Eita, Zulu! Que pauzão!

_ [Risos] Pode olhar! Não paga, não!

_ Porra!

_ Sente o calibre... Pega!

_ Tá doido?

_ Pega, porra! Ninguém vai saber...

_ Tá. Caralho, chega pesa!

_ [Risos] Fica pegando...

_ Não. Tá bom. Depois você vai ficar dizendo que sou veado!

_ Tá doido? Pega! Segredo nosso... Isso!

_ Assim?

_ É. Tá massa! Hummm...! Juninho... chupa!

_ Ahhh...

_ Chupa, cara! Só um pouquinho, vai?

_ Só um pouco!

_ Vai! Isso! Isso... gostosa sua chupada!

_ Tá bom?

_ Tá... Isssssss...!

_ Tira a bermuda toda!

_ Pronto! Chupa! Issssssssssss...! Chupa gostoso! Ahhhhhhhhhhh...! Tá gostando de chupar minha pica, Juninho?

_ Tô! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Pica gostosa! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!

_ Isssssssssssss...! Chupa meu saco! Ahhhhhhhhh...! Delícia! Issssssss...! Engole minha rola todinha! Assim! Assim! Tá gostoso?

_ Muito! Muito! Que rola gostosa, Zulu! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!

_ Deixa eu comer seu cuzinho!

_ Você mete devagar?

_ Meto!

_ Vem!

_ Abre as perninhas! Isssssssssssss...! Isso!

_ Ai!

_ Calma! Tá entrando!

_ Ai! Issssssssssss...!

_ Tá gostoso meu pau nesse cu?

_ Issssssssss...! Mete mais!

_ Toma! Toma! Ummm...! Ummm...! Ummm...!

_ Mais forte! Mais! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...! Hummm...!

_ Ahhh...! Cu gostoso! Vou gozar!

_ Goza, Zulu!

_ Ahhhhhhhhhhhhhhhh...! Ummmmmmmmmmmmmm...! Ummmmmmmmmmmm...!

No dia seguinte...

_ Juninho, vamos caçar?

_ Só se for agora!

Quando já iam saindo, a mãe de Juninho perguntou:

_ E ontem, filho... conseguiu pegar, pelo menos, uma rolinha?

Os amigos se olharam, riram, e Zulu pensou:

"Não foi exatamente uma rolinha que seu filho pegou!"

[Risos]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
28/02/2016 04:25:54
10
16/07/2012 19:00:16
Adoro suas histórias, G.Froizz... São extraordinárias!
02/02/2012 14:51:38
Tenho nem o que dizer. Já li diversas vezes!
01/09/2011 08:56:41
Com um cara igual eu, uma mulher como essa teria um parceiro e tanto práajudar nessas fantasias e, picas eram o que não lhe faltariam sempre que quisesse...rs... uma delas claro, seria minha, pois adoraria ter uma esposa puta do tipo dessa mulher do contro, aqui em Belo Horizonte/MG... É bom demais dividir a mulher que está com a gente, com amigos e até estranhos...rs....
31/08/2011 23:10:10
Pequenos,bem narrados e conclusivos! ótimos Froizz. 10, como sempre.
31/08/2011 16:40:20
Tesão ein
31/08/2011 08:29:56
Narrativas ótimas!! A do Raul, principalmente!!
31/08/2011 08:26:18
Adorei Froizz!!!
31/08/2011 08:19:18
Bons D+!
31/08/2011 08:10:19
Os três são ótimos!




Online porn video at mobile phone


fudenoa irmadechortinhobucetas beiçudas de sograConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãoVidio porno sondei minha visinha de causinha caserocomo e a sensaçao de fazersexso pela primeira vezvirei mulher vara do meu papaivideo do palaso quemozifui dançar e fui fudida por um pauzudoxvideos ou amado69conto coneu o cachorro a força Gostosa elizangela gorda rabuda paciencia masturbamarido narrando edposa batendo uma p dotadomulata agasalhando rola no cudotadaonovasexibidasde corno manso em foto com machos na praiafudeu ate o cudela tento fujir nad bebadaMinha esposa quer um menino pra fudela casadoscontosVer mulheres deitada com a buceta sem calcinha e a bertinha saino galax video com a intiada q lava prato sozinha en casa e o pradasto chega e da en cima delaporno japonesa humilhada exibida chantageada e abusada 2 contoxvdnegao dotado come a novinha e a mae gostozacontos incesto mae gtscontos erótico evangélica novinhavídeo de novinha dançando sem calcinha e o Paysandu filmenovinhos chinêses comendo cadela zoofiliacemtou xvideo. caserío puxou pro ladocontos eroticos de comedores gozando dentro da esposamulher tomam do tiro nabuseta de revolverchulé feminino contos eroticos podolatriadepravadacaomulher em pornô de cavalo e se estraga todinha sair sangue do c*novinhos. do pau monstro fodendo e goandocomedo o cu viadinno novinh a premeira ves a ter sagraVai cobrar divida nao acha o corno so a mulher rabuda de camizoladeixo eu mancano xvideocontos eróticos de garotas f****** com padrastoprica cavalacontos me enrabou com straponnao aguentei dei pro meu sobrinho na cama dele contoscorno comido contosconto erotico meu tio comeu minha mulher elaprovocouContos erotico novinha dog eo capatazContos eroticos com foto bi"submisso" esposa conto eroticoContos eroticos , o sobrinho do meu maridoContos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dorAnimando o namorado tristinho xvideosNovinha de deseseta anos gosandobem novinhas e rolaças xxvideoscontos espiano no decote da minha maesete formas de medoshortinhos de jogadoras lycra lycra gigante gostosocontoerotico namorada e mae putas do tio jorgemulher de soltinho se matutando pornomulher de corno evando gosada no cu pornodoidoPatrine da do 21 pelada mostrando a b*****quero ver vídeo de mulher se exibindo tirando a calcinha bem puxado para cima ficando só o montinhocontos eroticos meninas de quinze anos transando com cachorro com calcinha vermelha com lacinhos pretocontos eiroticos leilaporntia tira vigindsde fo subrih do pau prquenpdotado se a mão no cu da vagabunda tá depositei o pintoxvideos 2 min. transando coladinhos gozando muito escorrendo gozovídeo de sexo brasileiro padrasto inventa que tá a Baby enteada Leva ele para o quarto chega lá e chupa a buceta dela e goza no cucontos fiz minha mulher foder com nosso filhovideos arrancando a virgindade da novinha sem piedade que deu por dinheiroXVídeos dando choque sarrando no carrocontos erotico gay brincando de verdade ou desafioContos eroticos de esposa traindo marido com amigocontos casada carenteirmsa emcoxada no banheiro pelo irmaoconto erotico huntergirls71data zarad xxxvedioContos eróticos: Rabetao da minha sobrinha sarrando na minha picaporno piruca cabeçuda na novinhacontoerotico eu namorada mae e tiogostosas deslisando na pica de 30cm youtubedeposito de porra molecadaCONtos minha mae de calça legue com a buceta repartida ao meioxvideos morritoecontos eróticos a babápeli buraco da fechadura curtindo uma coroa gostosa tomando banhotia da buceta modeladas fudendoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaconto erotico com anal arrombei a mulher do meu compadreginecologista dilatando o cuzinho dá mulher pra gozar dentromarido tranza com espoza no acampamento chega mais e tranza com ela contosComo se escreve “ manda video porno ” em inglesficondo sode calçinha xvideonando ta duendo nando ai minha buceta nando ceta poinhndo tudovídeo da pelada gostosona morena aquelas bem gostosa e morena e bem gostoso se tu não fazer carvãoxvideosdificil pra vc lukaCarinha de Anjo de GTA e mamãe filha da está outro colégio bem longe daquicontos eróticos reais tinha usando o calcinha enfiadinha vermelha para sobrinhosporno mulher chamando o marido de corno chifrudo pinto mole falado palavrao nua