Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

003 - TAMARA - "Meu irmão me comeu..."

Um conto erótico de Escritor Danyel
Categoria: Heterossexual
Data: 23/07/2011 21:11:33
Última revisão: 19/06/2012 02:05:41
Nota 9.50
Assuntos: Heterossexual

Ate onde o sexo e o prazer podem chegar, ate uma mulher pode nascer crescer e se descobrir mais que uma simples menininha, que o sexo, o gozar o meter pode ir muito alem do pecado.

Desta forma que descobri ao ficar com Pietro pela primeira vez,

LEIA A SEGUNDA PARTE DA HISTÓRIA, E ENTENDA MAIS DAS DESCOBERTAS DE TAMARA.

http://zdorovsreda.ru/texto/Ele (PIETRO) era muito mais que um corpo bacana, mais que uma rola grossa que enfiava na minha xoxota, ele era gostoso, sabia sem sombra de duvida fazer uma pica rebolar gostoso dentro de uma mulher.

Porem eu queria muito mais, pois onde eu olhava via pica na minha frente, a mulher que observava as delicias dos homens, a mulher que crescia e com seus 18 anos sabia que dar e gozar era só começar.

Porem eu queria muito mais que uma simples pica, eu queria era aprender que uma noite estava muito mais que uma metida gostosa, eu queria pegar, cair de boca, chupar, dar minha buceta, dar meu rabo.

Eu queria ser abusada, perder a noção do mundo, viajar em uma pica grossa, ser dominada, ser amarrada e sentir um macho ardente enfiar sua pica grossa, meter sua mão inteira dentro dce mim, me comer, me estuprar e fazer de mim uma biscate dadeira.

Mas enquanto eu não realizava este desejo sublime de mulher fudedora eu queria fazer outra coisa, sim eu tinha outros e muitos outros desejos, pois muito antes de ser uma garota, uma menina eu era uma bucetuta doida pra pecar, se deixar levar pelo medo de dar sem César.

E foi desta mesma forma que a menina de 18 anos começou a se sentir atraída pelo pecado carnal daquele que era a figura de seu irmão.

Sim!, eu estava então querendo ensinar Caio, o pobre gostoso e bonito maninho a aprender como comer uma mulher de verdade.

Ele já começava ma fase de demorar a ficar a mais tempo no banheiro, eu mau brigava com ele, pois agora tinha a rola grossa de Pietro para me divertir, mas eu queria saber como ele, o maninho que se desenvolvia era de pica.

E fui desta forma que resolvi a envestir, comecei a ver nele a beleza de seu corpo magrinho, rosto sem espinhas e o garoto que adorava a ficar em casa vendo filme, na cozinha eu o perguntava como estava na escola com as meninas. Eu sempre muito provocante, de peitinhos pra cima, short curtíssimo e uma beleza de deixar os meninos babando, e nestes meninos se incluía meu maninho gostoso.

Ele sempre foi muito tímido, raramente saia de casa e ao falar de meninas ele sempre respondia muito pouco.

Mas eu queria saber como ele era de corpo de de pica, envesti, coloquei alem de dar a buceta para meu macho Pietro também dar gostoso para meu maninho.

Caio meu irmão sempre foi tímido e nos sempre tivemos de tudo, nossos quartos era separados, nos tínhamos uma vida comum e ele cheio de mordomia e vídeos pornô, mas era mesmo assim pouco atrevido sexualmente.

Mas em uma noite, quando estava tendo uma festa em casa, todos reunidos, família, mamãe, papai, primos, amigos de negócios de papain que eu resolvi cair matando no maninho.

Com uma roupa provocante muito bonita, de saia jeans, blusa com decote charmoso e uma vontade louca de dar a bucetinha que passei toda a festa, dancei, sorri e daí é claro o gostoso do maninho e nós caímos na cerveja, papai detestava que nos bebêssemos, mas era apenas um pretexto para eu literalmente ser possuída pelo pecado carnal.

Bebemos muito e exatamente umas três da manha, o som tocava, eu e toda a família já estávamos pra lá de bagdá.

Todos se recolheram, inclusive meu pai e minha mãe, as visitas já havia ido e ficará eu, Caio..

De frente da piscina e em uma noite de lua linda estava eu toda na seca, com muito desejo jogado ao deus dará do sexo, olhava para a beleza de menino do meu irmão, olhava sua magreza e seu charme de menino.

Ele bêbado, eu caída às traças, e nós dois juntos eu resolvi me amostrar... Pausadamente tirei a saia e fiquei somente de calcinha pra ele, rebolava e ele bêbado sorria muito, me olhava de um jeito muito gostoso de maninho comedor. Eu então cai na piscina somente de calcinha e sutiã e ele me via, sorria e tinha um nexo entre beber e me ver.

Sem perder tempo ele me diz que se eu não fosse a maninha dele ele me comeria facinho facinho.... Sorrimos juntos e daí que eu resolvo ver se ele estava de pica dura e ai ver por cima de sua bermudona via aquela coisa fazer volume.

Fiquei mais doida pra dar pra ele ainda, bebemos e eu ainda dançava totalmente o deixando perceber minha beleza, eu disse que ele era cabaço e não sabia comer uma mulher, ele bêbado e solto disse que me comia e gozava gostoso em mim.

Eu disse a ele:

- Com esse pintinho punheteiro ai. Kkkkk

Sorrimos e estávamos transtornados com a bebida na mão e dançando, daí logo ele me respondeu parecendo estar doido da cuca, ou da pica:

- Olha aqui maninha, você curte pintinho de moleque...

Ao olhar ele estava totalmente de pau duro na minha frente e eu estava mais perplexa que antes, perdia a noção do pecado ao ver aquela coisa novinha e não tão grossa quanto ao do Pietro, mas ainda assim era gostosinha, durinha e com uma grossura natural de um jovem rapaz na fase de descoberta.

Eu então mandei ele tampar aquilo, mas logo mudei de idéia.

Coloquei a mão no pintinho duro dele e comecei a punheta-lo, e disse que ele só sabia fazer isto, e ele então me deu um tapa na bunda e falou:

- Você tem coragem de cair de boca aqui maninha gostosa e experimentar o palitinho do maninho...

Eu olhei para ele e em um gesto de loucura joguei um pouco de cerveja no pirulito dele e comecei a mamar... Nossa!!!!

Era delirante o sabor de cerveja e pica, era gostoso e eu louca mamava meu irmão feito uma doida boquetera.

O ouvia gemer prazer, e totalmente com a pica entalada em minha garganta, o garoto que mal falava de sexo sentia uma boca quente engolir com vontade seu pauzinho de garoto.

Eu mamava feito uma bêbada gulosa, a cada momento sentia uma anciã de vomito, mas agüentava mais e mais na minha boca virgem de prazer.

Ele então agora de pé e eu de joelhos e com uma pica atolada na boca era fudida.

Ele segurava meu pescoço e metia em um vai e vem delirante, o sentia atolar gostosamente seu pau em minha boca, ele fazia vai e vem ao mesmo tempo em que gemia e dizia:

- Mama maninha, vai!!! Toma!!! Toma!!! Toma!!!, Toma rola maninha...

Nossa era louco de gostoso, eu sentia totalmente despreparada, toda desconjuntada de joelhos sendo fudida por uma pica e ainda pela boca.

Eu quase engasgava e sentia-o fazer movimentos fortes, parecia estar doido de prazer e me dominar pelos cabelos, era gostoso e sentia o caldo quente de porra adentrar e eu engolir sem poder dizer não.

Ele forçava minha degustação, ele me segurava firme e da mesma forma que eu mamava eu babava toda devido a forte salivação.

Era muito gostoso, Caio, meu irmão aprendia e me ensinava ao mesmo tempo, então desta forma que passado um bom tempo eu senti o escorrer da sua goza quente em minha garganta.

Era delirante sentir ele e o gosto de menino e de porra quente em mim, eu então em tempo engolia cada gota, não deixei desperdiçar nada, o olho fixamente e o jogo com toda força no chão.

Ele meio bêbado, suando e de pica dura ainda se deixou cair ao lado da piscina.

Foi então que subi em cima dele, o segurei suas mãos por traz e em um movimento rápido e brusco fiz minha buceta delirante engolir sua pica gozada e dura.

Minha xoxota parecia que conhecia a mira certa e eu sentia o prazer de dar para aquele magricelo.

Sua pica era engolida por minha buceta e eu com meus peitinhos durinhos e o segurando com a mão para trás comecei a rebolar, ele de olhos fechados sentias o vai e vem da minha bucetona.

- Toma você maninho um chá de buceta!!!

Ele gemia e eu feito uma lo9uca carnívora por pica fazia um movimento de vai e vem, de sobe e desce rapidíssimo, ele gemia e eu também me deixava levar por tudo, pela madrugada gozável, pelo som alto e por ele, um menino roludinho e eu uma irmã que dava ao pecado do prazer.

Ele sentia o entrar e sair de sua pica na buceta de sua irmãzinha que crescia e se tornava uma putinha.

- Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!, Aiiiiiiiiiiii!!!, Toma buceta maninho, toooommmmmaaaa!!!!

Gemíamos ao prazer, gostosamente meus peitos balançavam de tanto prazer, eu gritava e a bebida se tornava mais atrativo.

Levantei-me e peguei uma garrafa cheia de cerveja e joguei no corpo dele, comecei a chupar ele gostosamente com a língua enquanto minhas mãos pegavam a dele e levava em direção a minha buceta.

O ensinava a me dedar com as mãos, ele estava doidinho, eu o segurava pela mão e ele com dois dedos na minha buceta e a língua roçando seu pinto cheio de bebida nos faziam delirar, gozar, gemer como cães ao pecado.

Jogados em uma noite de luxuria e pecado carnal eu logo novamente o deixava me delirar por uma pica gostosa, eu aprendia com meu irmão como o pecado era gostoso.

Ele então logo sentia meu corpo e minha xaninha responder ao nosso chamado, logo engulo com a xoxota a pica dele de novo e feito uma vadia no cio faço o rebolado fatal, me vejo louca por rola, dominada e totalmente levada o inferno carnal.

Ele chora de tanto prazer e novamente grita de tanto gozar... Sim!!! Ele novamente gozava, e me enchia pela buceta agora de porra... Ele suava muito e eu já perdia a noção da festa, sentia o leite quente derramar, a buceta perder a vontade e se tornar brinde ao pecado.

Gostosamente me deixo gozada, deito do lado dele, toda melecada por dentro e por fora, suando muito caio do lado dele e ao som de danc tomava banho de suor e cerveja.

Começamos a respirar fundo depois desta foda, ele jogado ao chão, eu toda aberta e nos, dois irmãos, a putinha depravada e o irmão metedor.

Logo nos levantamos ainda sem acreditar no que havia acontecido... Levei-o para o guardo o joguei na cama totalmente de bermudona arriada ao chão, de pica molinha, o deixei cair na cama de lado, então eu louca ainda peguei aquela gebinha mole na mão, e então cai de boca de novo, ele gemia ao mesmo tempo em que delirava de sono e bebida... De pica mole eu mamava e não tinha muito efeito, limpava a porra que havia ficado nos cantinhos, parecia eu uma louca com um pauzinho agora murcho na boca, passava a língua pela cabecinha e então aproveitava o ultimo instante de prazer...

Logo fui me deitar...

Caminhando de perna doida e xoxota delirante de felicidade me joguei na cama feito uma depravada, uma louca menina, uma louca mulher...

Continua...

Autor: Escritor Danyel

[email protected] e leia mais ;

casadoescritor.blogspot.com

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


video porno papai italiano comendo a filhinha italianinhahttp://contor eroticos buceta grandena chacara o cazeiro comeu minha mulher e minha filha conto eroticofirme porno irma rabuda bate uma ciriri irma pgaconto viadinhoconto erotico transado com costureira bucetao inchadahomem tarado esfodo bucetacontos eroticos gay viciado cheira e chupa pal sujover emprega danocu po patrao e patroa pegacontos minha mulher toda siliconada virou p*** do dono da academiaconto erotico dormindo e encoxada por estranhoomem nu pitudimao boba na noiva pegando nos peito dela porno dentro do cinemacontos eroticos meu pai aloha a rola no meu cuzinhoXmamae safada com amigosfrutaporno manorada e cunhada da o cu pro cunhadocontos trai meu marido com um cara que era um pe demesacumendo tia miriam contoxvideos.com marido sai para trabalhar e mulher a empregado dozelopornosacana dando perdido em meu tiofime de porno mae e filhatrazano no banheroXVídeos a comadre de vestido bem curtinho com a boca fica do lado de fora no ônibuscontos espiano no decote da minha maecomo saber se uma mulher esta dormino quando eu teve fudendo ela e perceber se ela esta vinguindoPoliciallindo tarado fudedorvidio socro depila a buceta da nora no banheirox videos sexsi brexa nua banhero chopicontoerotico eu namorada mae e tiobaxiha na suruba com mulecada no riudago do r**** gostosa de short curtoCandeias...A Dança Dos Lobos (Romance Gay)conto erotico transando com professorBaixa grátis pornô zoofi!ia.comtira do meu cu garanhao asssim doe tira vai. eu emploro pornorcontoseroticosemrevistasbucetao na boca contoapaixonado por um hetero cap 15xvidio patroa provoca so toalha rola nelaxvideos.meninas.sedo.esto.padas.afosapornobicosdetetasconto erotico pingando um gel no rabo da maeBrincando com as primas novinhas, tirei o cabacinho delasporno escondido seguestro dpcontos eroticos menininha malcriada levando pica como castigoContos sou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempoxvideo sexo na praia de nudismo abricoacontos eroticos coroa casada rica leva de presente para sua amiga coroa casada um pau enorme de borrachacontos lukinhas22cmporno. mineiro. mae. e. filho. trezeno. escomdido. do. paideu certo descabaça ela xvideoEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãopornomulher so de fio dental fininhaflaguei a filhinha do caseiro fazendo coisa errada e chantagiei ela contosXsvideos exibindo o pau pras mulheres mo metromae.da.buceta.inxada.chorandu.e.gemendo.na.pica.do.filhoyotube pai estrupa menina inocente dentro do transporte quem é o divã roludo ?Conto incesto garota de 09 aninhos popozudacontos eroticos fui surpreendidoXvideo chupou o eletricista e tomou choquecracuda sapecaselinho no grelhocasadoscontosfilhacontos eróticos loba adoro inversãochulé da minha mae conto eroticoo garotinho do semáforo contos eróticos reaisContos eróticos flaguei o pastor arrombando minha linda noiva santinhaeu nunca tinha chupafo e lambifo cu de homem. minha buceta escorriaesculachou o cu da filha adolecente ate gosa dentroquero os melhores contos eróticos de enteadas brigonas com fotosconto erotico esposa liberadaXVídeos pornô mulher pulando em cima de um palco com segundo imediatamente ela desmaiao pau do meu marido grande23cm e toda hr que fazer sexomenina orfanato cu conto meu marido viciou em porra de machomulher dandobe falando vai que ta gostoso xvideos