COMENDO A COLEGA DE SALA


Click to Download this video!
Um conto erótico de maeca
Categoria: Heterossexual
Data: 14/07/2011 08:26:16
Nota 4.67

Me chamo Israel. 51 anos, l,70, 80 kilos, desquitado, amasiado com uma empresária do ramo têxtil;

Fui transferido para trabalhar em Matinhos, litoral do Paraná.

Todos os finais de semana eu subo para dar assitsência a minha amásia caixa dois, que não me deixa passar necesidades, mas cobra muito, um dos motivos de eu pedir para sair de Curitiba e ir trabalhar no litoral.

Na filial da empresa conhecí Sahara, loira de 42 anos, solteira, amasiada por sua vez com um negrão cara de marginal, ex-policial, com cara de poucos amigos.

Eu e Sahara trabalhavamos na mesma sala. Ela, veterana na empresa, sempre me ajudava no trabalho, a fim de minha adaptação no novo ambiente funcional.

A empresa estava passando por reformas, contratando mais funcionários, com o trabalho crescendo a cada dia, passamos a fazer hora extra, às vezes almoçando ou jantando juntos, eu e Sahara.

Em setembro de 2.010 seu marido subiu a serra. Veio para Curitiba justamente na matriz de nossa empresa tratar de assuntos de segurança. Ficou dez dias na capital.

Eu de segunda a sexta sozinho na cama, em seco, tocando punhetas durante o banho da noite par aliviar o tesão.

Sahara, nos últimos dez dias daquele mês sem seu homem.

Na última sexta de setembro daquele ano fomos jantar. Tomamos vinho e a conversa saiu do profissional para o familiar.

O vinho é um estimulante erótico. Faz o pensamento ficar sem vergonha, pudor.

Sahara me me levou em seu corsinha ver a paisagem da noite no balneário Perequê.

Parou o carro em frente a um grande terreno abandonado, desligou o motor e sem pedir licença segurou por cima das calças minha pica, já devidamente dura.

Começamos o amasso.

Tirei para fora minha rola e minha colega de trabalho mostrou como é que se faz um boquete.

Enquanto ela me chupava eu enfiava um dedo em seu cú, em sua buceta.

Não demorou muito não. Nosso tesão era muito grande. Minha colega mamando igual a uma bezerra sentindo minha pica inchar em sua boca, tomou leite quente, grosso, viscoso.

A cada ejaculada Sahara gemia alto com o pau na boca.

Acabamos gozando juntos. Foi muito gostoso.

Não ficou uma gôta de leite para fora.

Me beijou. Senti em sua boca o gosto de minha pôrra.

VAMOS ACABAR O QUE COMEÇAMOS. MEU MARIDO ESTÁ COMEÇANDO A SER CORNO.

Saimos do balneário Perequê e fomos ao meui apartamento que fica em frente ao nosso trabalho.

Estavamos em seu carro.

Minha preocupação era os vigias da empresa verem eu colocar chifre em um ex-policial e depois contarem a ele.

Mas, como comer mulher casada é bom, fomos à luta.

Ja dentro de meu apartamento, Sahara, sem calcinha, debruçou-se sobre a mesa da sala, abriu bem as nádegas me oferecendo seu botãozinho rosado e piscante.

Me ajoelhei, passei a lamber sua buceta de baixo para cima parando com a língua bem no olhinho de seu cúzinho.

A cada toque que eu dava com a língua seu cú piscava.

Lambi, lambi bastante. Cuspi, deixei bem lubrificado e comecei a torturá-la esfregando a cabeça de minha pica na porta de seu rabo.

Enfiei só a cabeça e parei.

Passei a chupar sua nuca bem forte. Queria deixar minha marca.

Com uma das mãos fazia carícia em seu grelo. Com a outra fazia rodinhas no bico de seu peitinho.

Foi só ela pedir e eu enfiei tudo dentro de seu cú num golpe forte.

Enfiei e passei a estocar com força.

ISSO, MEU MACHO. VAMOS FAZER DE MEU MARIDO UM CORNO PERFEITO.

A cada estocada Sahara dava um grito.

Foi preciso tapar sua boca para não acordar os vizinhos.

A polaca gozou entre gritos sustados e gemidos.

Parecia que estava apanhando.

Gozei junto.

No banheiro a cadela me chupou o pau novamente, virou de costas e eu comi sua buceta.

Na saida de meu apartamento fez a chupeta final dizendo para eu encher mais uma vez sua boca com meu leite, que ela queria ir saboreando lentamente até em casa.

De setembro a janeiro passei a ir a Curitiba duas vezes por mês.

Minha matriz, que vamos chamar de Celiane, não é burra, já antenada, passou a desconfiar.

Uma noite, na casa de minha mãe, no Alto Bouqueirão, em Curitiba, ela pegou meu celular e viu mensagens de Sahara para mim.

Foi aí que meu barraco começou a ruir.

Foi a partir deste momento que minha mulher oficial passou a telefonar todos os dias para minha colega amante em MAtinhos fazendo ameaças.

Dizia que Sahara não dava só para mim, dava para Adalberto, chefe de nós dois em Curitiba.

Celiane, minha mulher oficial mandou eu escolher; se eu insistisse ficar comendo minha colega Sahara em MAtinhos perderia a mesada. O poder econômico fala alto.

A situação ficou muito ruím, a ponto de eu procurar o marido corno de Sahara e cuidadosamente contar que estava comendo sua mulher.

Foi, na páscoa de 2.011, quando eu estava indo almoçar no restaurante da Bisa na cidade, que nos encontramos.

Ele, o corno, estava passeando de bicicleta na ocasião do encontro.

A princípio o cara ficou translúcido ao saber que era corno, mas com muita habilidade na colocação de chifres fui fazendo ele ver que era bom ser corno. Fiz ele entender que fiz por nove meses sua mulher feliz e agora estava devolvendo bem comida, com a buceta e o cú devidamente alagardos.

Como quem tem cú tem medo, estou pedindo minha volta para Curitiba, pois quando contei que estava comendo sua mulher, senti que no fundo o corno não era tão manso como eu esperava.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/03/2013 01:33:08
.
31/07/2011 17:26:57
Menino, que fixação é esta pelo tema corno? ótimo conto
16/07/2011 00:46:52
MARTIM42...Caro Martim, está relamente difícil entendê-lo. Muito difícil. Você é formado em filosofia? Não creio. Leia novamente o conto, ou todos eles e sinta o real inserido no contexto. Eu particularmente nao estou entendendo nada do que vc está escrevendo como comentário analitico.
15/07/2011 09:51:15
Desculpe vc não percebeu minha confusão: como vc foi capaz de relatar a preservativa do Ricardão assumindo que a história é verídica? Se for conto é fácil de perceber, se for real, difícil sem a colaboração do Ricardão.
14/07/2011 17:41:13
ROLAENTRANDO - Claro. Vivo no Paraná. Os contos que escrevo estão ligados diretamente a minha vida aqui no litoral do estado. Você quer que eu invente? Não dá, né caro leitor. MARTIM42 É, você não está percebendo mesmo. Todos os contos estão ligados explicitamente a minha vida com meu marido e o último cara que andou me comendo. Todos. Não se trata de um passo atrás não. Para seu deleite vou contar o que aconteceu comigo durante o espaço que fiquei sem marido e sem amante. Aguarde. Claro que aqui no litoral do Paraná.
14/07/2011 13:11:45
seus contos sempre acontecem no parana?
14/07/2011 09:21:16
Não estou percebendo: vc parece que está contando o mesmo conto continuamente, agora no POV do Ricardão. Só falta contar o ponto de vista do corno! Desculpe, não tem continuidade, isto é, é um passo atrás relativamente ao seu conto anterior. Esperava mais aventuras da esposa agora com consentimento do marido. Parece-me que está a "engonhar a história".




Online porn video at mobile phone


meu sobrinho adora meu chule contos eroticocontos porno gratis estupro sadomasoquismo submissãocomendo a buçetona da minha irma enquanto a mae passanovinha chora mas negao garda a rola nabucetinhahttp://zoofilia.gratis/videos/pansexual-com-cavalo-gozando-na-buceta-e-cu-de-mulher/botando o pau todu no cu da vovozonacontosincesto na noca camacoletsnia gozando nos pemtelhos xvideoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacontos eroticos.eu deixo mas sò a cabecinhagostosa novinha virgem orgasminholiteralmente engatada com doguza calsinha fio denrak aumenta a bunda qual a difeeençairmalouca pra perdero cabaco pro irmarconto erotico comedor ousado faturou esposa fielgranfina caindo da sacolaConto erotico loira aos grios e choros numa foda relvagem com super dotado metendo forte com forcaConto erótico sololupusrapasinho bebo de cair leva no cu apuso estrupocontos eróticos cagando na minha bocaxvideo aonde mãe chega cansada do trabalho i er estrupadapor seu filhoquero ver o vídeo da mulher da enxadinha perdendo a virgindade dela mulher beijandocrentinha no portao querendo dargostosa vou catucar sua bobachupalano o cu da mulherconto erotico a patroa parte ll lesbicacontos cnn gay comi o flavinhopornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmoVideo do zapmulher escovando dois denteo amigo do meu marido me estrupou contosbem novinha gozou nos seios dela lavou de porra contos eroticosNei+sei+como+cabeu+aquele+pinto+na+mia+buceta+conto+eroticoContos eroticos.Sou casada provoquei um velho cacetudoboquete toda hora minga sograasistezofiliacorno covarde chorãofiltrados xvideos cao fode minha irma a forcaesposa de mente fertil pornocontos eroticos sexo oralmorena fofinhado rabao fudendo com dotadovaretao gg goza dentro novinholourudas gozando por cimafoda a força sem a mulher querer pau gicanyepornô grátis só contos eróticos sogra cozinhasinto latejacoes embaixo do sacoSobrenatural-Contos Eroticos zdorovsreda.rutio negro de 40cm de pau no cu da intiadaomen a molese a mulher tirando o pau br afora ela nao aguenta pornoxvidiovadia deu o cu dos paumarido esposa procuran outros casais para faser cuingueTia cachorra fudendo com o marido da sobrimhalesbicas esguichando de baldesMeu.priquoto coça contosver pauzão inteiro no cu gosando jatao de vazar e pingacontoseroticosgay submisso de vestidinho para seu macho foderchantagiei a vizinha novinha a mamar contossem portecento novinho safado no colegio xvideospara dw brincar e come esse cu contospornodoido travesti do brasil dano leite fartoxvideosxvideos tchauxvideossogra gostosa morando nacasa dogerovideos de homem pecando na puçeta de a coroacontos eroticos cabaninhapai comeno afilha bricanominha esposa aninha novinha e meu tio roludo setima parte contos eoticos fraga real tio meixeno com a novia arfosaconto erotico meu marido me viu dando o cu e gostoucoroanovinha com cachorro pique Contos eroticos de sogras coroas bem rabudasconto erotico no cinemacuiadia de xortiu d dormi d regatamamilos grande emfiando na bucetacoletânea de gozada dentro da buceta pausado no