Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Comi a mais gata do trabalho

Um conto erótico de Sleven Nerd
Categoria: Heterossexual
Data: 15/12/2010 01:47:26
Última revisão: 20/12/2010 11:03:55
Nota 10.00

Havia me mudado recentemente para a “cidade grande”, é assim que as pessoas do interior chamam à capital, procurei por vários empregos, mas, mesmo sendo graduado em Letras não consegui nenhum trabalho na minha área. Estava morando na casa de um amigo que tinha uma mãe um tanto chata e que vivia dizendo, em voz baixa é claro, “esse teu amigo não arruma trabalho mesmo, não posso sustentar ele aqui”, era difícil ouvir aquilo e não poder retrucar, afinal, estava mesmo de favor.

Decidi então que tentaria qualquer emprego, depois então tentaria um na minha área. Comprei um jornal naquela manhã e nos classificados encontrei o que buscava; 05 vagas em um dos maiores Hipermercados de Belém. O anúncio não especificava ao certo quais cargos, mas pra quem não tem nada, um pouco já serve. Fui direto até a sala de entrevistas no RH, descobri que havia apenas vagas para empacotador, aquele sujeito que fica do lado do caixa pegando as compras que você faz e pondo-as em sacolas ou caixas, tudo muito bem arrumado para economizar embalagens.

Estava completamente insatisfeito com o serviço, dei as costas para o entrevistador, olhei através do vidro e me deparei com aquela que seria a imagem mais bela, até então, que havia visto. Uma loira, aproximadamente 1,60 m de altura, seios fartos, lábios rosados e volumosos, um decote bem provocante e uma mini-saia que, quando se abaixava, dava de ver sua calcinha vermelha, pernas, que belo par de pernas, grossas, roliças, lisinhas sem estrias, celulites ou pêlos.

Voltei-me para o entrevistador e não titubiei; aceitei o serviço, pus a farda idiota e fui para o caixa. Era exatamente o dela. Sim, ela não era uma freguesa, era uma caixa, daquelas mulheres gostosas que os donos de supermercado contratam para prender a atenção dos homens e fazê-los comprar mais do que precisam. Apresentei-me como o seu novo auxiliar, não disse meu nome e nem perguntei o dela. Por dentro estava ardendo de tesão, mas não queria dar bandeira e parecer um imbecil.

Perguntei a um colega ao fim do expediente, o nome dela e ele me disse que era Carol. Estranhei muito quando ela não estava esperando a condução, e passou por nós dirigindo um Cros-Fox, perguntei ao meu colega e ele me disse que ela era filha de um irmão do dono do supermercado, e só estava trabalhando ali como castigo por namorar um ex-presidiário sem o consentimento do pai.

Falei para ele que estava louco pra dar uns amassos naquela loirinha gostosa, mas ele me disse que era melhor nem tentar, ela era muito chata, e distratava a quem desse em cima dela sem ostentar poder e dinheiro. Nem liguei para o que ele disse, e no outro dia sem pensar duas vezes convidei a Carol para sairmos; ela olhou pra mim dos pés à cabeça, sorriu em gargalhadas e me disse “vê se te encherga, era só o que me faltava um zé-ninguém querendo sair comigo”. Foram palavras duras e que não esqueço. Mas, para não sair por baixo, olhei nos olhos dela e disse, “antes de seis meses tu ainda vai transar comigo, vadia”. Aí é que ela riu mais alto ainda.

Dizem que as mulheres respeitam as amigas, mas se tu queres pegar uma mina que não te dá bola, aí vai uma dica, pega uma amiga dela, dá um belo trato que a notícia não demora nada em chegar aos ouvidos das outras, e todas vão estar malucas pra transar contigo. Então eu pus o meu plano em ação. Convidei, para sair, uma amiga, do trabalho dela, de nome Marcela e que não era tão bonita quanto ela, mas era muito menos arrogante. Jantamos em um pequeno restaurante, depois fomos ao cinema; vimos um filme romântico, ela não resistiu ao clima e pulou pra cima de mim me deu um baita beijo, fiquei impressionado, achava que eu era quem devia tomar a iniciativa, mas logo descobri que ela não transava havia quase dois anos.

Levei-a para um motel, que era até bem ajeitadinho, tomamos um banho na banheira juntos, nos beijamos muito, nos acariciamos, ela teve um baita orgasmo clitoriano. A carreguei até a cama, nuazinha, limpinha ali na minha frente, deitei ao lado dela, a dei uns três beijos, pedi que deitasse de bruço, fiz uma massagem nas suas costas apenas com meus beijos, introduzi um dedo em seu ânus, ela gemeu, meti um dedo em sua boca, ela mordeu, virei ela de frente, suguei para dentro de minha boca aqueles lindos seios, pequenos, macios e cheirosos, chupei-os todinhos, hora com força, hora com carinho, ela se contorcia nos meus braços.

Fui beijando de cima a baixo o seu ventre em um caminho longo e sem fim, cheguei aos seus pêlos, mordi com os dentes e puxei-os com força, beijei sua vagina, primeiro os grandes lábios, de baixo até em cima, cheguei ao seu clitóris, chupei-o com todo carinho que uma mulher merece, passei a língua várias vezes em um movimento de baixo pra cima interminável, quer dizer, só parava quando via que ela estava a ponto de explodir em um orgasmo, fiz isso por três vezes, até que dei a ela a chance de gozar profundamente em um gemido que mais parecia um grito de desespero.

Pus ela de quatro, e tive uma visão privilegiada, aquela bunda maravilhosa, aquele cuzinho piscando pra mim, aquela costa lisa e suada pedindo que me deliciasse daque corpo, “ah meu deus”, dava até medo de não satisfazê-la. Comecei então uma penetração vaginal por trás, quando ela me sentiu dentro de si deu aquela gemida gostosa que faz qualquer homem pirar, comecei com estocadas curtas e lentas, que iam ficando longas e rápidas gradativamente, depois tornava novamente a diminuir o ritmo, e naquele vai-e-vem ela teve novamente um orgasmo, gritava “não pára, não pára, não pára”; “isso, isso, vai, vai, assim..., isso, ai..., ai..., isso, mete, mete, ai”. Pedi que ela se deitasse de costas, e, pra finalizar nada como um bom e velho papai-e-mamãe. Ela gozou mais umas duas vezes, aí eu senti que era a minha vez de gozar, tirei a camisinha e me masturbei sobre ela até jorrrar aquele líquido branco e quente sobre os seus seios suados. Ela disse em meus ouvidos, “eu nunca tinha gozado tanto na minha vida”, levei ela pra casa dela e passei umas três semanas esperando o retorno.

Até que um dia durante a folga pro almoço a Carol se sentou na minha mesa e me perguntou em meus ouvidos, “quando é que a gente vai sair mesmo?”.

(Segunda parte em "Comi a mais gata do trabalho part. 2")

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/12/2010 18:14:05
Muito curto, poderia ter sido melhor !
15/12/2010 07:47:44
Tambem gostei, favor concluir, quebrar o topete da arrogante.
15/12/2010 02:55:30
muito bom...adorei




Online porn video at mobile phone


clip16 porno gay com hereçao no onibusMaduras chupando novinhos contoseroticossexo ordenha mulher vaca conto eroticocontos a punheteira do papaixvideosdificil pra vc lukavidio disexe porno yotubeconto com putinha novasmulhe do bixao enchado e gosando muitoXVídeos HD pornô rola no cú de tinininhocontos quentes de padrasto tarsdocontos incesto xota enrabadafis vovo me arronbarx video acampamentomisteriosadomasoquismo porquinha choquecontos terminei casamento para continuar comendo a sograCamisinha atrapalha a tirar a virgindademamae safadinha toma banho co filho nua na inteneto negão bem dotado comendo minha mãe contosqual a função de um corno manso assumidoquando o outro eu quero filme só de mulher pornô fazendo pornô com a outra arranhada r***** bundudaconto porno saiu sanguequadradinho da crente inocente safada em conto eróticoseu, minha namorada, minha namorada e meu tiovidio mulhe deixado gozadetroxisvedeo asalto loja ponocontos eroticos sexo oralconfesso chantagiei minha irmãzinha pra ela me masturbaXVídeos XVídeos vídeo novo mulher nova XVídeos chupa mulher chupando pau até gozar o negão só vídeo de mulher chupando e se engasgando e vomitando sem graçabaxa vidilho di orasao fosdi paraselolaConto esposa quer filmarconto comi minha eguaTravecos escura de picas cavalar estrupando violentamente o cabaço do gay virgem XVídeos o cano locando deslocando e o cano de novo o cu da magrinhaXvideos cu de acrisbelmiro caseiro caralhudotrasando duas irma telmaa xaninha da verinhafilhinhas de papai na suite provocando vizinhoshinichi pegando nós seioscontos eróticos casei com minha professoraContos reais de sodomiaIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.ruxxxvidos buchechinhasvideos pornos gratis mae pede pra filho traser a toalha e filho nao perdoaconto gay meu irmãominha eaposa me contou que gosta de super picacontoeroticos namorada rodadaprovoquei e fui comida contos eroticosXVídeos vídeo nacional e caseiro mulher dormindo sendo acariciada por saisvizinha Ritinha gemendo bem alto na minha varacontos eroticos gay me apaxonei pelo traficante 7xvideos.irmao.meteno.o.pauzao.na.irma.arregassanoSou mulher casada meu compadre me fodeuver filho fódendo mãe dormindocontos eroticos escrava plug bomba de clitorisadoro ser enrabada conto eroticoxvideo ninazinha piquena olhando o pauxvidio porno comendo a cunhada de fio dental rocho no banhoconto erotico molestada usando leggingContos eroticos gay emgrachante onfaconto gay apaixonado pelo traficante nando camadre simone que fuder caseirorubiaebeto.comunidades.net/cavalasnovinaha dormino de vestidinhovideos porno tio estrupando a sobrinha no cu er na buceta agoca com seu iaorobson dando o cu para outro homemContos eroticos gays dilaurentis casa dos contoscontos eros chule do pintorcinquentona fininhaXxvideosnegraslesbicasxvideo mulher negra de decote arumando cada//mostrando os peitoforma de aliviar sem transaelrcontos eroticos eu e meus ďois irmaosfotos incetos do sexo com entiadas pau gigantes comendo novinhasacariciando a b******** da indiazinha dormindotio pega sobrinho debrusos pelado e enrabaconto sexo perdendo virgindade pro caminhoneirocontos eróticos encesto mae de 35 anos fodendo com seu jovem filho e gozando muitominha mulher e os gemeos bem dotado contos e entai eroticospassando oleo sabor morango e fazendo boquetimeu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticocontos de machos dominando cornos submissosesposa rabuda na dp com amigos contosconto erotico de incesto com tio velho coroa grisalhocontos eróticos fiz sexo por acaso com minha tiaFotos de mocinha empinando o cu para o negao de pau mandigomulher fala que era doida prachupa opau de kidi bengalaxx video madrata ponheteira na madrugadaxividio deitA de budA pracimaVelho grisalho que gosta de comer um cuzinho em campos dos goitacazes contos eroticos madrasta cachorra leva surra de pica dVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretocontos de novinhos no menage masculinonovinho da pica lamecadacontos eroticos.sou crente e putinha da buceta inchada.ele goza cem para na boca da novinha ela ingoli tudo até autima gotaconto incesto gay pai e filhoestava batendo punheta e os dois viu passei a rola neles porno gayeu quero ver a coxadinha acaba com a pica para fazer encostando nas mulher de calça compridaconto porno felipe e guilherme amor em londres