Nasce puta, puta pra sempre


Um conto erótico de Ambra
Categoria: Heterossexual
Data: 13/10/2010 23:44:38
Última revisão: 24/02/2011 12:13:37
Nota 9.52

Estávamos tendo um problema com o encanamento do banheiro de casa, meu marido me avisou que tinha combinado com um encanador de ir arrumar na parte da tarde, e que ele chegaria só depois das 2 horas. Meu marido e minhas filhas almoçaram e saíram. Arrumei tudo, tomei um banho rápido e fui descansar um pouco. Só que acabei cochilando e só acordei com a campainha tocando. Levantei toda amassada e fui para a porta. Era o tal encanador. Apenas quando ele me olhou sem jeito percebi que ainda estava de camisolinha, e toda transparente para ajudar. Fiquei envergonhada por um instante e me apressei em lhe mostrar aonde era o problema. Antes de começar, Rui pediu um copo d´água. Enquanto fiquei de costas para ele, sentia que era devorada pelos olhares dele... ele podia apreciar meu corpo todo. Sou morena, olhos e cabelos castanhos, 1,68 de altura e uns 59kg. Meus seios são médios e meu bumbum é médio para grande. Para completar, uma boceta que mantenho depilada. Sem jeito e me sentindo vulnerável, peguei a água e deixei-o à vontade, enquanto fui para o quarto. Vesti uma camiseta e um short largo e fui acompanhar o trabalho dele. Quando cheguei, encontrei a porta do banheiro fechada, perguntei se estava tudo certo. Sem ouvir uma resposta, resolvi entrar e tive uma surpresa. Rui segurava o pau dele amolecido e tinha uma cara de satisfação. Da ponta daquele caralho, que mesmo mole mostrava ser de respeito, caíam gotas de porra. Vendo meu espanto, o encanador ficou completamente sem-graça e disse que ia embora. Eu entrei na frente dele e sem querer, peguei justo sua mão que estava melada de esperma. Falei que não havia problema, que ele poderia continuar seu serviço, que não contaria para ninguém. Ele abaixou a cabeça, agradeceu e começou a abrir sua maleta aonde estavam as ferramentas.

Depois dessa situação toda, voltei para o meu quarto. Foi quando acabei me sentindo completamente dominada pela puta que tenho dentro de mim. Cheia de tesão, me joguei na cama. Fechei meus olhos, abri bem as pernas e fiquei imaginando como seria uma transa com aquele macho, com um pau gostoso e que estava pertinho de mim, no banheiro de casa. Estava tão ´puta` que podia sentir seu pau invadindo minha bocetinha melada, seu suor escorrendo em meu corpo, sua boca mamando nos meus peitos, que estavam inchados. Levei minha mão ao rosto, senti um cheiro bem peculiar. Lembrei... esse cheiro que eu sentia, era o cheiro... o perfume do seu esperma, intenso e sedutor. Sem controle nenhum ou limites, lambi meus dedos como se fossem de chocolate, saboreando toda masculinidade dele. Precisava saciar logo aquele desejo. Coloquei a mão entre as pernas e acariciei de leve os grandes lábios, demorando propositalmente para encontrar o clitóris que explodia de tesão, sensível. Ao encostar nele, gemi alto, quase gritei. Mordendo os lábios, massageei-o lentamente, gozando gostoso. Estiquei o braço com dificuldade até a cômoda e encontrei meu brinquedinho preferido: um belo consolo, com uns 20cm... e grosso. Meu estado era tão exagerado que não encontrei maiores dificuldades para agasalhar aquele monstro, que deslizou suavemente para dentro da minha boceta, me acariciando por dentro, me preenchendo toda. A essa altura eu gritava sem me importar com quem pudesse ouvir... na verdade, torcendo para ele, a rua toda me ouvir berrar. Com as duas mãos, atolava o meu pauzão de plástico na minha bocetinha, com volúpia e desejo.

Pensei estar sonhando quando aquele macho entrou em meu quarto, inocente, perguntando se eu estava bem. Respondi no ato que estava tudo bem, mas que poderia ficar melhor. Ele não tinha reação, e nem precisava. Estava louca, fora de mim.... só pensava que essa era a hora de ser "a puta". Sem retirar o brinquedinho do meio das minhas pernas, corri na direção de Rui e apalpei o volume que se formava dentro da sua calça. Impressionada, tratei de libertá-lo logo. A piroca daquele encanador me deixou fascinada. Era praticamente do mesmo tamanho que meu consolo. Mas com a diferença de estar viva, pulsante, as veias saltadas... aquela cabeçona que brilhava de tão melada, e um cheiro de pica inigualável. Me ajoelhei na frete dele e bati uma punheta para ele, bem devagar, leve... esfregando aquela rola no meu rosto. Mas eu não aguentava mais, estava com água na boca... e não tive dúvidas em abocanhar aquele tesouro, para a completa surpresa de Rui, que não entendia como uma "dondoca" como eu podia estar se comportando daquela forma. Eu não me importava. Queria ser o que sou. Matei minha vontade, minha sede. Mamei aquele caralho como se fosse um pirulito de verdade, saboreando cada pedaço, da cabeçona brilhante ao saco cabeludo. Rui soltava um líquido transparente do seu pau... era o seu mel, de gosto único, que eu fazia questão de beber com imenso prazer. Colocava minha boca na fenda daquele pau e sugava, queria tudo. Eu só pensavam em experimentar a porra daquele macho, que começou a se deixar levar pelo meu fogo. Finalmente, ele disse:

- Que mamada maravilhosa dona Ambra! Era o que faltava para mim. Com esse incentivo do Rui, peguei em sua bunda e puxei seu corpo contra minha boca, engolindo aquele caralho todo... até o talo, sentindo seu saco tocar meu queixo, com a língua tentava lamber suas bolas. O corpo do encanador tremia... e ele por fim se agitou com ainda mais intensidade depois, demonstrando a explosão que estava por vir... parecia não ter fim. A gosma branca, viscosa, saltava do pauzão dele como se fosse um chafariz. Me esforcei em não deixar escapar uma gota. Aquela porra quentinha... fiz charme, e olhando pro Rui, deixei um pouco do seu esperma escorrer pelo cantinho da boca, lambuzando meu queixo e pescoço. Enquanto engolia o resto, sugava a rola até a última gota sair. Apertava minhas pernas, sentindo o pau de plástico que ainda tinha dentro de mim alargando minha boceta, tendo uma sequencia de gozos. O encanador antes tímido comigo, tinha se contagiado com meu tesão e esfregava o cacete ainda semiduro nos meus lábios, pegando a porra que tinha deixado escapar e levando de volta para minha boca, lambuzando meu rosto. Limpei-o por inteiro com minha língua dançando naquela pele deliciosa, enquanto Rui se recuperava. E não demorou... quando olhei, já estava com o pauzão duro de novo.

Dessa vez, ele estava sem pudor algum por estar comendo a "patroa". Assumindo o controle da foda, Rui me colocou de quatro, com os braços sobre a cama. Eu tentei tirar o consolo da minha boceta para recebê-lo gostoso... só que com a mão ele me impediu, tinha outros planos. Comecei a tremer só de pensar no que aconteceria. Sem preparativos, ele encostou aquele cabeção no meu cuzinho e tentou metê-lo para dentro. Fiquei resmungando, sentindo aquele nervo forçar a passagem. Mas foi assim mesmo, a seco, que Rui meteu em mim seu cano de profissional. O caralho parecia não ter fim, quanto mais fundo ia, mais parecia faltar entrar. Para provocar, olhei por cima do meu ombro e comecei a rebolar no pauzão dele, tentando sugar aquela rocha toda para dentro do meu cu. Minhas pregas foram destruídas sem remorso. Rui me surpreendia e ao mesmo tempo me excitava, por em pouco tempo ter se tornado tão bruto. Senti seu corpo encostar na minha bunda... pressionando o consolo na minha boceta. Rui tinha socado a piroca inteira no meu cu. Ele segurou na minha cintura e passou a estocar com violência, tirava e socava tudo de novo... me fazendo berrar, confusa.

- Ai, pára... não, mete mais fundo... pára... mete... ai... me come assim... assim! Seus movimentos eram maravilhosos. Seu pau escorregava com dificuldade, esfolando meu cuzinho todo. Ele ficou empolgado, e a cada vez que Rui atolava tudo em mim, eu sentia seu saco bater no consolo e na minha grutinha. Estava toda ardida, mas não queria que aquilo acabasse. Gemia e implorava para ele:

- Puta que pariu, que macho tesudo. Atola essa pica no meu rabo. Atola!!! Ele continuou, obedientemente, por longos minutos. Lembrei de uma cena que tinha visto... e que agora iria fazer igual. Falei para ele se deitar na cama, que eu iria devorar ele com meu cu. Era maravilhoso ver aquele macho deitado e seu pauzão apontando para o teto, duro, me esperando. Tirei o consolo da minha boceta e joguei na cama... que ele pegou e cheirou... o cheiro da minha boceta. Fiquei de costas para ele e me encaixei no meio de suas pernas. Ele apontou sua pica em direção ao meu cu... arreganhei minha bunda com as mãos e fui sentando devagar, sentindo o tesão de ter cada centímetro daquela rola entrando. Até que sumiu no meu cuzão. Olhei para ele e comecei a rebolar forte... subia até a cabeça e descia com tudo... Rui me segurava nos ombros e me puxava com força de encontro ao seu corpo... esqueci de tudo... só queria saber de judiar bastante do meu cu. Abusei da rola do encanador até começar a perder a sensibilidade no cu quando Rui gritou:

- Vou gozar nesse seu rabo cheiroso! Eu então, num raro instante de consciência, me desenganchei do pau do encanador e falei que queria um banho.. de porra. Que banho. Foi muita porra... grudenta, lançada no meu rosto, cabelo e peito... conforme saia os jatos daquele pau, eu ia de encontro... não queria perder nada. Estava acabada. Rui ficou me olhando, sem saber o que deveria fazer, eu deitei na cama, abri as pernas e disse:

- Me chupa, como se eu fosse uma putinha... hoje eu sou sua putinha. E o encanador consertou o estrago que tinha feito, chupando não somente minha bocetinha como meu cu arrombado. Gozei na língua dele. Ele saiu do quarto me deixando lá largada... mais tarde, depois que ele deu um jeito no banheiro, foi no quarto me avisar. Ainda tínhamos tempo para um banho, que aproveitei e paguei mais um boquetinho, sentindo aquela rola toda atolada minha boca de novo... em agradecimento aos "serviços prestados". Ao me despedir, Rui se recusou a levar seu dinheiro. Sabe-se lá por quê... e eu fiquei sem poder sentar durante um tempo... mas melando a calcinha a cada vez que lembrava do que tinha sido capaz.

[email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/03/2013 10:18:10
Excelente! Realmente o encanador desentupiu todos os buracos da personagem! heheheh!
05/03/2013 21:31:34
Alessandra... belo conto. Mas achei um pouco exagerado. Mas acho que você escreve o que os homens querem ler. Continue escrevendo. Agradou geral! A machaiada toda te deixando os contatos, hahaha.
05/10/2011 23:40:03
HUMMMMMMMMMMMMMMM DELICIA
29/07/2011 13:21:39
Que espetáculo, Allesandra. Adoro esse jeito de puta assumida que você tem no conto. Excitante como poucos que já li. Dá uma olhada nos meus e, quem sabe, podemos trocar idéias para novos contos?
22/04/2011 01:19:50
uau.. adorei o conto.. adoro sexo anal... quando minha esposa resolve dar o cu pra mim fico doido.. gostaria de poder tc com vc.. me add no msn..
16/03/2011 06:52:25
Fui indicado, e adorei seu conto parabens. bjss molhados.
18/02/2011 21:02:53
Safada maravilhosa que voce é!! E que relato incrível ! Sacanagens de mais alto nível!
11/01/2011 10:28:06
parabéns belo conto, não sou encanador mais tenho uma bela mangueira que poderia perfeitamente ser aclopada em seu cú maravilhoso. me add moro no Amapá poderiamos compartilhar muita putaria.
03/01/2011 19:03:14
oi amiga, adorei seu conto com os peões, adoraria receber fotos suas pra ficar lhe admirando, vc parece ser deliciosamente safadinha, coloca uma tarja no rosto pra não ser identificada, fico no aguardo, bjs.
12/11/2010 10:49:37
Muito bom seu conto sua filha da puta gostosa do caralho. Queria eu, chupar esse teu cú e ver vc com cara de safada chupando meu caralho e engolindo toda minha porra quente sua vadia. Fiquei doido p fazer vc chorar com meu cacete no seu cú apertado e gostoso. Adoro bater punhetas lendo seus contos pois é muito excitante saber que vc adora fuder muito e dar esse rabo apertado. juior26_rpe2hotmail.com
19/10/2010 23:29:55
Excelente conto Allessandra. Adoraria se vc lesse os meus e os comentasse. maximus0357. Nota? 10 claro...rs
15/10/2010 20:19:09
simplismente demais seus contos sao excitantes espero em breve que publique um seu conto com o caseiro esse e demais me add
15/10/2010 07:30:43
És uma fêmea absolutamente maravilhosa. Leia minhas aventuras e me escreva ou adicione: . Beijos
15/10/2010 02:31:55
Parabéns putona deliciosa, quero ser seu encanador e poder fuder vc ainda melhor! me add no msn
14/10/2010 15:07:58
delicioso teu conto putinha... assim que é bom!
14/10/2010 12:29:28
PARABÉNS PELO CONTO, SE QUIZER ME ADD,
14/10/2010 08:34:22
Caramba, show de conto, parabens muito excitante e deixa a gente preso no relato. Me add pra gente trocar ideias e algo mais,

Online porn video at mobile phone


contos eróticos de calcinhas no cestoConto veridico de tio e sobrinhaconto erotico velho taradovideos de porno doido com coisas indessemtesexo na sala fria comendo ela depois de tirar o fio dental boa fodaxvideos mae meninas cempeitoanimal zoo cadela gritando na rola do dono pornNecsEexmolequinhos emeninos de treze q quonze anos perdendo a virjindafe do cizinho pela primeira vez vidioscontos erotico coroacasado comendo onovinhoContos eroticos vizinho velhobati punheta num desconhecido no onibus contosDois pastores fuderam contosconto erotico gay cunhadosMeu voyer filhoputariha gratis de pai chupando os peitiho duro da fiha noviha bobihacomo faze a mulhere no gta xupare no gtaxvido molhe faz morido trasa com ela e a amegravidios travetis nao aguetaoo vizinho do meu amigo Autor drriwww.mulherpornocachorroConto gay com o padrasto coxudonovilha gosto chote cuto gemedo pono grateenrabando cunhada e sobrinha contomorena vai tocar campainha na casa do negao careca e fode com elexvidos pono pai penga fila dominhozoofila como faze teu. cachorro te lambe sem t machucarruıva dando o cumeu filho depilou minha cona.contos eroticosx video subrinhaolhando o titio roludoa filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com elevideos provocado meu cunhado do pau grande setei em cimaConto erotico mulher recatada liberndo a puta reprimidaqual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginacomeminhaesposagostosa.com"atolado no meu cuzinho"conto sofrer macho leiteconto erotico gay com vizinho velho coroa grisalhonegao colocou td o pau de 45 centi na loiraempregada gostosa foi faxina e levantou o rabo do meu lado ou do rabo gostoso delamulher dando a buceta para pinto de 30cent fotocontos eroticos o magnatabucetinhas bem delicadinha da maizinha e da filinha apredendo a dar gostozinho vidios caseirocontos eroticos minha nao cabia aqela pica eu era muito novinha mais deixei ele mt tdinhacontos eiroticos leilapornEm puro arola no cu do bebocontos eroticos gays bem ocorridos em 2017conto erótico Fui obrigado a violentar minha filhax videos gays heteros operarios cabeçudosde zei pica pal xisvidoseduzindo meu filho contos eroticosesposa do tio de leg contosamarados com cordas e mulheres tatendo punheta ate eles gozar xvideoshomens passando o dedo na buceta das mulheres e elas alteradasCoroas maduras do bundao flacido dando pra o enteado xvideosSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhavideo porno chamei meu genro para mim ajudar e dei para elecontos eroticos mulher dopada e fudidanovinha dormindo pornô de novinha dormindo Adega no pinto do irmão dormindoconto erótico gay namorado descomunalmeniina lavano abuctarelato corno na casade swuing8Pega abaixa vidio pornocontos eróticos comi o cu da minha netinha demenornovinha tentou correr mas ele puxo e empurro no cu dela no xvidelcontos eroticos de trepadas com tias sacanascontos gozar no cu da empregada e feioxvideo porno erotico esposa traino o marido ela dano o cuzinho americanaconto erotico tive pelada varios cachorroCoroas louco por sexo tique roludocasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fiocdzinha virei empregadinha de um senhorsofri muito naquela pica gigante contoscontos eiroticos leilapornmotorista olha do retrovisor do onibus coroa pagando calcinhasenti um bafo quente na buceta zoofiliafamilia liberal conto eroticoadolecente mostrando a buceta deitadavde Costa fotos .comconto coroa bunda gigante sodomizadaxvideo porno italiano filme esposa italiana traino o marido italiano ela dano o cuzinhovelha descabaça a buceta na pica do cavalomorena d********* de ladinho atropeladaComtos eroticos de mulheres q bateram punheta pra cachorroxvideo tadinha papai socou até a mão na buceta delaencostei meu pau na bunda da minha irma ela ficou brava xvideoconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoVideos de sexo bucetinha das crentinhas nen naceu pelo se lascando na rola do negaocontos eroticos meninas de doze anos transando com pai com calcinha preta com lacinhos rosarelatos e contos caseirosde filhos que fragaram suas mae f sexo pornofodeno de Cantromulher tira prega do cu do macho com straponcontos eroticos um velho me pegou na praiameninas de baby doll fazendo sexo anal e oral e babando no pausaboreei o gosto da minha irmã nua XVídeos