Casa dos Contos Eróticos


Foram cinco cavalos!

Um conto erótico de Golon Byron
Categoria: Zoofilia
Data: 31/08/2010 02:49:15
Nota 10.00
Assuntos: Zoofilia

FORAM CINCO CAVALOS!

Jenifer tinha um Aras em Itaipava e era casada há muito tempo. Sempre trepou com freqüência, mas os anos foram se passando e seu marido perdeu um pouco do vigor. Essas coisas que acontece depois de muito tempo de matrimônio. Jenifer não queria arrumar outro homem, pelo menos, freqüentar lugares de pegação como bares, boates, Pubs. Essas coisas que se faz, para pegar alguém. Jenifer tinha uns quarenta anos, estava em plena forma; coxas bem torneadas, e uma bela bunda arredondada. Morena, olhos verdes. Uns seios bem durinhos, com os botões bem largos, aqueles que cobrem a metade do bico. Uma delicia de fêmea.

Devido Jenifer ter muitos anos de casada e tendo uma vida sexual satisfatória, não tinha prática de pegação e nem saberia mentir para seu marido. Esses anos todos na fidelidade e a falta de prática para assuntos sexuais fortuitos. Ela era do tempo que se ficava um tempo namorando e só depois se transava. Sendo que ela atingiu um nível de intimidade com seu marido bem legal; um amadurecimento sexual gradativo, onde eles se encaixavam muito bem na cama. Mas aquela falta de sexo a estava deixando louca, já fazia mais de um ano.

Jenifer tomava conta do seu Aras, vendo aqueles cavalos transando; lavando seus paus. Foi quando num estalo ela pensou; talvez essa seja uma alternativa. Adorava seus cavalos e tinha impressão de que eles eram muito limpos e educados. Quando em um passeio no campo pela manhã, montada no seu alazão, parou para descansar, sentada na grama distraída, eis que avistou aquele colosso se erguendo em sua direção como querendo dizer algo a ela, que logo entendeu a mensagem.

Jenifer levantando-se calmamente, foi em direção ao alazão e começou a fazer carinho nele, alisando seus pelos, sua barriga. Um pulo estava ela com aquele pau enorme na mão já punhetando vagarosamente o animal em riste, foi sentido um prazer enorme naquilo e se soltando espantosamente. Só estava ela e seu alazão no campo e isso lhe deu maior segurança. Enquanto punhetava o bicho, dava uma pausa e ia tirando a roupa. Sentiu uma vontade louca de colocar aquele salame na boca, foi o que fez. Sem pestanejar abriu a boca o máximo que pode e enfiou aquele pau enorme, nem conseguia se quer chupá-lo direito. Mas existe uma fase para adpitar-se a situações adversas, e achando a posição certa, começou a chupá-lo com mais ímpeto e punhetando aquela coisa colossal, deu seu jeito. Sentia um tesão inominável, nunca tinha pensado em fazer aquilo, foi seu instinto animal que falou mais alto.

Depois que punhetou bastante aquela pica animal agachou, e abrindo bem a buceta conseguiu encaixar a pica animal dentro dela. Segurando o com as mãos bem firmes no meio daquele colosso imenso, foi controlando a ereção da besta fera, sua buceta foi aderindo aquele pé de mesa, e acolheu bem aquele pau. Gozou umas dez vezes e sua buceta deu passagem ainda mais um pouco de pica. Depois de tanto prazer e loucura, retirou a pica do animal e pôs em sua boca carnuda. Punhetando freneticamente o animal; foi quando jorrou um jato maciço em sua boca, uma descarga de porra que ela até engasgou um pouco. E como abrisse um hidrante, a porra jorrando da pica animal, e imundando seu corpo todo. Ficou assustada com a quantidade de jato em sua cara, mas se recompôs; seu corpo consentindo aquela bestialidade, ela passou a sentir muito prazer naquilo.

Jenifer passara uma noite agitada, acordava de noite pensando em sua nova maneira de obter prazer. Virava de um lado para o outro no travesseiro e vez enquanto, sentia sua buceta molhada. De manhãzinha, foi ver como estava sua criação de alazões; escolheu a dedo cinco cavalos, os que mais gostava, mandou que empregados os lavassem bem e os escovassem. Depois de tudo pronto, entrou no Estábulo com os cinco cavalos e se trancando lá; começou a punhetar um de cada vez, para sentir qual teria uma ereção mais potente para penetrá-la. Logo identificou que o alazão Priapus tinha uma paudurencencia consistente, introduzindo a pica animal no cu que jas todo besuntado. Enquanto puxava outro alazão não tão consistente, para penetrá-la na buceta.

Jenifer com destreza e calma conseguiu enfiar os paus animais dentro de si. Os animais pareciam colaborar e relinchavam, não dava alivio a ela. Jenifer alternava entre um e outro alazão para penetrá-la. Uma eficiente operária do sexo, trabalhando na linha de montagem de picas bestiais. Gozou muitas vezes que até perdeu a conta. Trocava de pica logo que sentia uma flacidez nos animais. E foi se penetrando ao longo de muitas horas, enfiando hora na buceta, hora no cu; rodopiando entre aqueles colossos, pau Brasil.

Já exausta, quase sem forças, decidiu tomar variados jatos de porra, botou os animais em ordem, punhetando o primeiro, que não demorou muito, tomando uma jorrada de porra na boca e na cara. O outro que gozou, ela conseguindo segurar um pouco a porra dentro da boca e cuspindo logo após na pica colossal. Já muito encharcada de leite, partiu para o próximo, que gozando em seus seios, lavando seus mamilos duros. O outro, ela agachou e de quatro fez a parra jorrar no seu cu, abrindo bem as pregas para que sentisse a porra entrar e escorrer lentamente na buceta.

Deixou a ultima besta o Priapus, animal que tinha a maior potencia de paudurecencia. Colocou um suporte embaixo do animal, tipo cadeira espreguiçadeira. Deitou de barriga para cima e abrindo bem as pernas, enfiou aquele colosso rígido de volta em sua buceta. Segurando firme com a mão para não escapulir. Alternando a pica que entrava no cu e buceta. Gozou mais algumas vezes, quase desfalecida; fustigada e cansada daquele vai e vem no picadeiro. Saiu de baixo do animal que relinchava, como entendendo o prazer que tinha dado aquela mulher. Jenifer segurou firme a pica de Priapus, chupando e punhetando, só que desta vez, com a boca aberta, como derramando litros de vinho. Agachou, colocou um pouco a pica animalesca acima da boca, e com a boca aberta esperava a porra jorrar daquela mangueira.

Foi um espetáculo lindo de ver, entre chupadas loucas e punhetação. Ela chegou até pedir a Priapus que gozasse bem nela, a encharcasse de tal maneira que seria inesquecível. A besta cumpriu o combinado e despejando vários litros de porra, enchendo a boca de Jenifer, que agora parecia uma maquina de lavar roupa. Aquela porra minando de sua boca e descendo corpo a baixo até a buceta. Foi um jato tal forte que suas bochechas chegaram a estalar. como uma tocadora de Piston, sua face transtornava-se. Ficou um bom tempo no bochecho sentindo a porra escorrer pelo seu corpo a fora; aproveitou até a ultima gota de sêmem animal.

Jenifer virou outra, agora era uma égua no cio; e todos os empregados desconfiavam quando ela manda dar banho e escovar os animais...

Ass, Golon Byron

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/05/2011 23:21:20
nosssaaa isso foi incrivel, isso realmente aconteceu, eu queria esta la .
03/11/2010 02:02:22
para Ket; não tenho paciencia com gente escrota, que logico é seu caso. ao invez de ficar batendo boca, muito barulho por nada. porque nao marcamos uma foda. se vc é tão boa com a boca, melhor dizer lingua. poderia chupar meu pau. e dar-me essa buceta. que pelo pouco que reparei, ta precisando de uma pica. adoro comer cu tb, caso queira me dar. entre em contato. beijos na xereca!
01/11/2010 18:40:59
para subra; porque vc nao vai chupar um canavial de pica. nao ta vendo que é ficçao viado arrombado!
01/11/2010 18:29:32
para Ket; nao lhe conheço. e nao me emporta sua opiniao. tenho liberdade de criar o que eu quizer. nao quero convencer, nao sou dono da verdade. ficçao nao se descute. vai tomar no olho do cu, sua vaca!
01/11/2010 18:27:29
o conto é meu, e ponho quantos cavalos eu quizer! Ass, Golon Byron
01/11/2010 18:26:09
o conto mé meu e ponho quantos cavalos eu quizer! ass, golon byron
26/09/2010 16:56:16
uau! uma dp com cavalos. me poupa otária
22/09/2010 03:02:37
foi mto bom seu conto...
31/08/2010 10:41:18
Com certeza jenifer,é um ÉGUA NO CIO,porque uma mulhe de verdade não aguentaria ser penetrada por um cavalo,e despropocional o tamando,e pior ainda uma DP,impossível.Talvéz foi um sonho erótico que ela teve com seus cavalos.Mas a questão aqui não é o fato de ser verdadeiro ou não,e sim o conteúdo do conto.Sinceramente ficou ótimo,sua imaginação e FANTÁSTICA! nota 10




Online porn video at mobile phone


1metro debtro do cuver vidos de coroas bem gg de shotinhonovinhas acocoradas com celular na mão mostrando a bucetameu patrão desejou comer a minha namorada vídeo pornô cornos Aracajuvideo amador gozando dentro gratisx vídeo mulheres de 68 ano dando ategosaresposa gostosa dando o cu pela primeira vez e gostou e pedio maiscontos eroticos feminizaçao do garotinho maeNmvinha metenominha esposasuruba relatotranzei com a safada da minha cunhada e ela emplorava pra meter mais forte contosxsvidio o lanioestuprador cunhadinha chupando ela de armaconto erótico não mexa nas calcinhas da mamãe part5ereçao mstutina tio boy gsyCorno veno esposa dano cu p ama.teiniciar download de zoofiliacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecontos bolinada pelo eletricistacontoerotico.com/ tirei as pregas da novinha de inze anosBuçetamorenaconto erotico huntergirls71xvidio.com puchei a casinha delavidios sexuais de esposas namorando estranhos e maridos gostandoencontramos nossos vizinhos na praia do nudismo conto erotmulher dano cuzinho de fildental a toladoputinha. estigou o priminhoescravo da senala fudendo sinhazinhacachorro gozando na novinhagmulher pega marido dando pra entiado video caseirogeyquero ver negão metendo na Nildopapai tirou sangre do cu da filinha peituda ponucontos eróticos gay o tratador de cavalovai filha da calcinha da sua filha sacaneando e ela goza nos dentes do seu paicontos eiroticos leilaporncutucou a menininha sem penetraradvogada bem casada rabuda em viagem de trabalho é seduzida e fode gostosoCasa dos contos eroticos katia minha esposabumbum gg virgem anal com dotado tentou correr mas conseguiuficou entalada levou pica porno frrepornordoido menagemx vídeos enquantoo novinho se masturbavaaté gozar o negão metia lhe a picaxvodeo fudendo morenas celadas de 4passinho dos pirocudos de bhdando pro garçom no banheiro ponodoidoquero ouvir contos eróticos bem gostoso com freira no conventouma mulher mulheres peladas o que uma pessoa mulher pelada que tava na escola e os Mulekes do filme para ela Só que eu quero ver como se mata beijo elagosando vom o cachorroxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elaconto erótico A acampamento com amigaxvideo ensinando boiarconto erotico de brotheragemcontos peido e fudeusexocomobjetosContos eróticos de incesto mãe tarada descabacando filho dotada com fotoscontos eróticos gay cunete entre molequesporno garota extuprada dotados cucontos eroticos namorado de mamãe tem piça ggirmão bem dotado com a pica grossa com tesão da bundinha da irmã ainda nascendo pentelho arrombou o c* dela XVídeosrelato sexi miha noiva a putinha da turmaGostosas peladas com silicone na bumda que fazen os guri bate punhetacontospornoeuqueriaxvideod imprecionadarelatoeroticomorenaContos erotico arombei minha prima gordinhAxvidio veio chupando peito da novilnhamulher com aberada da buceta toda esticada pra filha vergaranhão paquerou a minha mulher e levou para o motel vídeo pornô cornosGTA andando pelado mostrando a pingolatransas em araruamalevando pica do istrudor auto escola conto