O desejo de uma Mãe: o dia em que meu filho me satisfez


Click to Download this video!
Um conto erótico de Mamãezona
Categoria: Heterossexual
Data: 01/08/2010 01:33:57
Última revisão: 04/09/2011 15:16:42
Nota 9.58

Nunca me imaginei transando com meu filho, mas isso aconteceu e vou contar a vocês.

Meu nome é Márcia, moro em São Paulo, tenho 41 anos, sou casada e tenho 4 filhos. Meu marido (44 anos) trabalha como vendedor e viaja constantemente para outras cidades. Meu filho Marcos é o mais velho, ele tem 23 anos e trabalha numa oficina mecânica. Já o Marcelo, de 21 anos, faz curso técnico em Logística. O Gustavo (19 anos) trabalha no comércio e adora jogar futebol no fim de semana. E o Renan, de 18 anos está no 3°ano do Ensino Médio. Certa vez, meu marido me disse que ia para o Rio de Janeiro e que ficaria lá por uns 17 dias. A princípio, fiquei chateada, pois este trabalho estava consumindo muito tempo e já não tínhamos tanta "intimidade" como antigamente. Mas fazer o quê!

Sendo assim, fiquei sozinha com meus filhos. Passaram-se alguns dias. Michele, a namorada do meu filho Marcelo, apareceu lá em casa para jantar, como de costume. Assim, todos nos sentamos na mesa para jantar. Depois disso, foi cada um pro seu canto. O Marcos e o Gustavo foram até um clube que tem perto de casa. Já o Renan, foi direto para o computador no seu quarto.

Meu filho Marcelo e sua namorada foram pra sala assistir e 'namorar um pouco'. Fiquei na cozinha, lavando toda aquela louça. Enquanto arrumava a louça, pensei no meu marido, estava com saudades dele. Afinal, 10 dias se passaram! Fiquei imaginando ele ali comigo, me beijando e me acariciando como sempre fazia. Notei um certo silêncio na sala. Me aproximei devagar para espiar o que os "pombinhos" estavam fazendo. Ao me aproximar, vi meu filho beijando sua namorada. Ela estava sentada no colo dele. O Marcelo a abraçava com força, deslizava suas mãos sobre o corpo dela. Aquela cena mexeu com meus sentidos. Meu coração começou a bater mais forte, minha respiração mais ofegante e minha mente me levava para outro mundo, o mundo do sexo. Comecei a sentir 'inveja' da Michele. Mas como pode isso? Sentir inveja da minha futura nora por estar sendo acariciada pelo meu próprio filho!? Mas era isso mesmo. Não me contentei em ficar apenas ali observando escondida aquela cena.

Assim, fui para o andar de cima de casa que é onde ficam os quartos. Passei no quarto do Renan para ver se ele já estava dormindo, espiei pelo buraco da fechadura e o vi completamente concentrado no computador. Acho que estava vendo pornografia, pois ele estava com uma das mãos por dentro do shorts acariciando seu pênis. Fiquei ali mais um pouco para observá-lo, até que ele tirou pra fora seu pênis completamente duro. Nossa! E que pênis! Ele tinha 18 anos, ainda ia crescer mais, e já tinha um pau enorme daquele. Um pau grande e bem ereto. Lindo! Aquilo me deixou mais excitada ainda. Parece que naquela noite tudo conspirava a favor do sexo, do prazer. Fui até o quarto do Marcelo, e peguei uma cueca suja que estava no cesto de roupa. Comecei a cheirá-la, a passá-la sobre meu corpo. Sentir aquele cheiro de macho me deixava louca. Exalava com intensidade aquele cheiro de pau que ficava na cueca.

Comecei a imáginá-lo comigo ali no quarto, me jogando na cama. Não conseguia me conter. Então fui até meu quarto com a cueca dele em minhas mãos. Deitei na cama e comecei a esfregá-la no meu corpo, nos meus lábios. Deslizava-a sobre meus seios até chegar em minha xoxota. Com os olhos fechados, me perdia em meus pensamentos. Ao esfregar a cueca do meu filho em minha vagina, imaginava o Marcelo me penetrando e já emendava meus pensamentos com a cena do pau do Renan que havia visto no quarto.

Peguei um "consolo" que estava muito bem escondido no meu guarda-roupas. Comecei a enfiar aquele pênis de mentira na minha vagina e a gemer bem baixinho. Estava louca de tesão e já tinha perdido completamente a noção do tempo e de tudo. Enquanto enfiava aquele "consolo" em mim, abrí o olhos e não acreditei: o Marcelo estava parado na porta do quarto assintindo a tudo aquilo... Na mesma hora parei com aquela masturbação. Não sabia onde enfiar a cara. Estava vermelha feito um pimentão. Não conseguia fechar as pernas de tão envergonhada que estava.

Ele continuou parado ali me olhando, sem falar nada também. Aos poucos, fui me recompondo. Me enrolei com o lençol da cama pois estava nua. Sem olhar para os olhos dele, perguntei onde estava a Michele. Marcelo me respondeu que ela já tinha ido embora há algum tempo. Fiquei em silêncio. Ele se aproximou da cama e se sentou. Com a cabeça inclinada para baixo de tanta vergonha, percebi um certo volume em seu shorts. Tentei disfarçar, olhei para o relógio e perguntei:

- "Nossa, agora é onze-meia (noite), a Michele foi embora mais cedo?"

- "Éh, nós discutimos (respondeu ele)

- "Sério filho, vocês pareciam tão bem lá sala. O que aconteceu?"

- "Nada não, deixa pra lá"

Não sabia mais como disfarçar. O Marcelo passou a mão sobre minha perna. Na hora me esquivei e o repreendi dizendo:

- "O que é isso Marcelo, passando as mãos nas minhas pernas? "

- "A senhora não gosta?" (ele retrucou)

Com a pele toda arrepiada por sentir aquelas mãos grandes em mim, respondi:

- "Isso é coisa que se pergunte?"

O Marcelo estava um pouco agressivo. Acho que era devido a discussão com sua namorada.

- "Gosta ou não gosta?" (ele insistiu)

Ele estava tentando armar um "joguinho" comigo, sua intenção era com certeza me deixar mais sem graça do que eu já estava. Assim respondi:

- "Claro, qual é a mãe que não gosta de receber carinho do seu filho?"

Ele soltou um leve sorriso de safadeza. Começou a me "comer com os olhos". E eu, cada vez mais sem graça. Na tentativa ainda de desviar o foco daquela situação, comentei:

- "Então você brigou com a Michele. Por qual motivo?"

Na hora, ele arrancou o lençol de mim, atolou rapidamente a mão em minha xoxota e disse:

- "Eu já vou te mostrar por qual motivo nós brigamos!"

Meu filho lascou um beijo bem intenso em mim, me deixando sem fôlego. Havia entendido o motivo daquela agressividade. Ele deve ter tentado transar com a namorada, mas provavelmete ela não quis. Minha tese se confirmou quando ele desabafou tomado pelo desejo de sexo:

- "Já que eu não conseguí fuder minha namorada, vou fuder a senhora!"

Confesso que aquelas palavras me assustaram. Embora me imaginasse transando com meu filho, jamais pensaria que um dia isso fosse acontecer de verdade. Ainda mais partindo dele! Mas aquela sensação de susto, aos poucos foi sendo substituída pelo tesão. Mesmo assim tentei resitir dizendo:

- "Pára filho! Eu sou sua mãe, você está louco"?

- "Sim, estou louco para fuder a senhora!" (ele respondeu)

Tentei resistir ainda. Então ele segurou firme em meu braço e disse:

- "Pára de frescura! Agora a pouco a senhora estava aí se masturbando com minha cueca! Ou vai negar?"

Um silêncio tomou conta do quarto. Não sabia mais o que dizer. Então, meu filho tirou seu pau pra fora e segurando firme, disse:

- "Olha aqui! É disso que a senhora precisa e não desse pau de plástico que a senhora tava enfiando na buceta!"

Aquelas palavras ascenderam ainda mais meu desejo por meu filho. Era uma guerra dentro de mim. Quando meu lado "razão" dizia que aquilo era loucura, meu lado "tesão" dizia o contrário. Fiquei olhando aquele pau lindo, com aquela cabeçona arroxeada em minha direção, pulsando igual à uma cobra pronta para dar o bote. Inesperadamente, o Marcelo me puxou pelos cabelos e levou minha boca em direção ao seu pau. Dessa vez, não resisti. Me entreguei àquele desejo, me entreguei ao meu filho. Comecei a chupar com gosto aquele pau grande e maravilhoso. Me deliciava labendo aquelas bolas enormes, aquele saco grande, volumoso coberto de pêlos. Meu filho gemia de tesão. Forçava minha cabela com tudo contra seu pau. Aquela voz grossa, viril e de safadeza de homem me deixava louca. Com minha língua, deslizava sobre aquele mastro gostoso. Lambia aquela cabeçona melada e deslizava minha boquinha até as bolas. Lambuzei com gosto aquele pau maravilhoso, cheio de veias de tanto eu apertá-lo.

Enquanto isso, sentia suas mãos apertarem meus mamilos. Após ficar um certo tempo chupando aquela pica gostosa, meu filho deitou na cama com aquele pau esbelto, encurvado pra cima, e me fez um sinal pra eu deitar sobre ele. Não perdi tempo, me debrucei sobre aquele corpo másculo de homem. O Marcelo começou a mamar em meus seios. Me desmachei toda ao sentir aquela língua firme e quente,e aquela boca gostosa sugando meus peitos. Meu filho se enclinou na cabeceira da cama me abraçou forte e disse sussurrando em meus ouvidos:

- "Agora vou te penetrar bem gostoso mamãezinha! "Vou fuder muito essa xoxota deliciosa!"

Completamente tomada pelo desejo, acenei "sim" com a cabeça e respondi:

"Então vai, filhão! Enfia essa pica gostosa na mamãe...quero sentir essa rola me rasgando todinha!"

Marcelo começou a enfiar aquele cacete grande e gostoso na minha xoxotinha. Era delicioso sentir aquele pau quente e melado me invadindo. Eu gemia sem me importar se alguém pudesse escutar. Naquele momento, só queria um pau na minha buceta. Ele também gemia feito louco. O Marcelo me penetrava com tanta força e voracidade que eu me sentia numa cama elástica, subindo e descendo com força em cima do seu pau. Depois de ficar um bom tempo me bombando, meu filho parou e disse: "Agora quero que a senhora comece a cavalgar bem gostoso no meu pau!" Atendi rapidamente seu desejo. Iniciei uma bela cavalgada em cima daquele cacete maravilhoso! Comecei com movimentos lentos e suaves. Minha buceta deslizava harmoniosamente sobre aquele mastro enorme. De olhos fechados, meu filho relaxava com seu pau completamente encoberto pela minha xoxota. Enquanto isso, sentia suas mãos quentes pegando e apertando minhas nádegas. Comecei a fazer movimentos circulares mais fortes e intensos, o Marcelo se acomodou mais na cama, abrindo mais aquelas pernas grandes e peludas. Esfregava cada vez mais rápido minha bucetinha no pau do meu filho, comecei a pular com mais força feito louca! Estava toda descabelada de tanto pular naquele pau enorme. Até que por fim acabei gozando em cima do seu pau.

O Marcelo me tirou de cima dele com o pau cheio de veia grossa e todo melado com meu gozo! Ele me deitou na cama de pernas abertas na posição "frango assado" e começou a lamber minha xoxota. Era uma delícia! Ele conseguiu me deixar com tesão novamente. Fiquei uns 15 minutos de pernas abertas sentindo aquela linguona devorando minha xoxota. Depois disso, ele se aproximou de mim, me beijou de novo e disse:

- "Vira seu cúzinho aí pra eu arrombar!"

- "Nossa! Será que eu aguento? (respondi)

- "Se a senhora vai aguentar eu não sei. Mas que vai sair com ele todo arrombado isso vai!" (ele disse num tom de safadeza)

Deitei de cama com a cabeça encostada no travesseiro e com a bunda arrebitada lá pro alto. Fiquei aguardando ansiosa e um pouco receosa o momento em aquele pau ia me invadir. Meu filho passou um óleozinho em volta da minha bunda e no meu cúzinho. Fechei os olhos e comecei a sentir aquela cabeçona tentando entrar no meu buraco. Na primeira, não entrou. Então meu filho fez a segunda tentativa. Senti novamente seu pau forçando minha entrada:

- Aahaaa...tá doendoooo!!! Calma filho!!!...ooohhhh.

Meu filho não se importou com meus gemidos de dor e continuou forçando seu cacete na minha entrada:

- Aaahhhh mãeeee...nossaaa...pelo jeito a senhora nunca deu o cúzinho pro meu pai..hummm!..mas não se preocupe que vou fuder muito esse seu cúzinho delicioso!!..

Aos poucos, senti meu cúzinho queimando e se abrindo à medida que aquela tora entrava. Eu gemia ao sentir cada centímetro daquele mastro entrando no meu cúzinho.

Depois de ter enfiado todo seu cacete em mim, meu filho começou a me bombar devagar. Seu pau entrava e saía, entrava e e saía. Marcelo começou a investir mais rápido e forte. Seu pau já deslizava harmoniosamente em minha buceta, sem nenhuma dificuldade. Nós gemíamos:

- "Ai...ai...ai! Que gostoso Marcelo! Ai que pau delicioso filho...isso...enfia mais...ai, ai!

- Ah geme mais mãe! isso!...que cúzinho maravilhoso!...aaahhh caralhooooo...aaahhh caralhooo!!!!!

Eu dizia coisas sem nexo ao meu filho:

- "Ai..mete esse cacete gostoso em mim vai...me fode Marcelooooo...me fodeee! isso..vai seu puto...seu cachorro safado...ai que pauzão...aiaiaiaaaaiiiii!"

Ele também me xingava de puta, de galinha, de biscate...Estávamos complemetamente entregues um ao outro. Enquanto ouvia os uivos do meu filho enfiando aquele mastro no meu cúzinho, gozei novamente. Ele continuou socando forte sua pica em mim, me balançando freneticamente, me puxando de encontro ao seu pau. Até que por fim, com seu cacete ainda atolado em mim, senti aquele rio de porra quente e viscosa invadido e enchendo meu cúzinho. Nossa! Foi maravilhoso! O sentimento de satisfação e desejo saciado eram maiores que o sentimento de culpa. Já se passava da 1 da manhã. O Marcelo saiu de cima de mim e disse que não ia contar pra ninguém aquilo que havíamos feito. Mas para nossa surpresa, o Renan presenciou toda aquela cena! E agora? Essa eu conto outro dia...!!!| (

(_Y_)

Mamãezona

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/04/2015 02:35:49
Hum que filho de sorte
05/11/2014 05:28:27
Cara bom D, parabéns fiquei de pau duro, muito duro enquanto eu lia, espero seu contato bjs
27/08/2013 18:27:54
Que puta de primeira categoria... como queria fuder sua buceta tambem... belo conto, e concerteza uma foda exelente.... me add.
09/11/2012 15:31:22
Amei o conto.\e-mail
26/10/2011 20:09:54
Ótimo conto muito excitante,o importante é sentir prazer e se libretar dos falsos moralismos ou pudores,também prático incesto,transo anos com a minha irmã,depois foi a minha cunhada e por ultimo a minha sogra,clique no meu comentãrio,leia os meus contos e comente o que achou,nota 10 para a sua transa.
27/08/2011 23:27:04
adorei, tipo, só acho que devia excluir a primeira frase do conto, tem certeza que nunca se imaginou transando com um dos seus filhos, aposto que sim, pois no seu 1º momento de carencia, foi correndo pegar a cueca usada do seu filho, pra cheira - la e com ela se masturbar, safadinha, confessa, sempre teve essa tara, enfim, mas, gostei do conto, deixou o melhor para o fim, fiquei o tempo inteiro imaginando quando é que seu outro filho ia entrar na brincadeira, uma delicia... leiam o meu: Segredo entre pai e filha! link: http://zdorovsreda.ru/texto/
14/05/2011 00:12:39
Espetacular o seu relato, e acho que vc vai dar para o Renan, eu tambem gostaria de ser seu filho para pode foder vc gostoso, e sobre o relato da PRIMA DANADA é porque ela não sabe o que sentir a rola do pai entranto e saindo da sua buceta,quando ela sentir não vai querer parar de dar.Nota 1000
09/05/2011 00:57:16
Bueno conto!
21/02/2011 23:38:43
Excelente, muito bom....
31/12/2010 15:37:52
26/12/2010 00:54:29
Preciso para d ler incesto.auhueauhueauahauaeu.muitooo boommm!
07/12/2010 01:20:48
Eu acho absurdo! prima ou primo ainda vai...
03/12/2010 23:17:38
Pessoal desculpa, amo sexo com toda intensidade, mas a coisas na vida que temos que preservar a relação entre pais e filhos é uma delas. Para o mundo que eu quero desceerrr!!!!
03/12/2010 23:15:28
Olha isso me assusta, amo sexo com toda a intencidade, mas existe coisas na vida que temos que preservar, a relação entre pais e filhos é uma delas. Para o mundo que eu quero desceeeerrrrr!!!!!!!
01/12/2010 10:07:16
apenas interessante.
29/11/2010 19:18:37
apesar de ser muito absurdo esse tipo de situaçao senti tesão, nao pelo fato de ser filho, mas pela tranza em si. acho que pra mim ainda é absurdo, mãe e filho como pai e filha... mas cada um no seu quadrado. concordo com a prima danada.
21/11/2010 11:38:23
Isso não é verdade não, né ? Que tosco! Não gosto nem de imaginar eu tarnsando com meus pais! Eles são sagardos. prima
10/08/2010 22:12:02
muito bom e excitante. Parabéns!
07/08/2010 17:00:52
muito bom, só faltava o papai aparecer e entrar na jogada.
02/08/2010 13:06:16
Parabens,,,,,RSRS




Online porn video at mobile phone


videos sexo mae sem calcinha e de chortinho sovadoNegro 1.87 mandou ela tirar a roupa enfiou dois dedos na xana delacontos gay o prestador de serviçoirmã da bundona gostosa da sua rabetona prA seu irmão fazer um sexo gostosoAliviando os funcionarios contos eróticosmulher mal amada dando a b***** para sapatãoMIDINHOPORNOporno raissa do te peguei gostosacontos de sexo depilada na praiavarioscontoeroticorolada.nucu.i.xoranuXVídeos de sexo brasileiro pai vaisi cavi filhaContos de meninas novinhas que liberaram o cuzinho pro namorado da sua mãe mas não aguentaram a rolahistorias de primos xvdwww.casadoscontos/gayputo.comsogra na cama dormindo com camiseta do superman e genro no sexoEdgar um velho casado com uma gordinha de 24 anos metendo gostosofui enrabada/contoscontos eróticos curtosde gay dando o cu pro cachorrãocontos erotico de puta dando da a buceta pro mendigosoca no meu rabo na buceta e goza na minha boca video pornôcontos btincando esconde com a novinhaquero ver vídeo de mulher se exibindo tirando a calcinha bem puxado para cima ficando só o montinhovou contar como viciei minha cadelinha video comi sua buceta e seu cu acachorra avisiocontos eróticos crente. certinha uma mulher transando com cavalo a outra olhando e focou com votade de entra debaixo e ela ficou com medo da peroca do cavalocontos fudida por um caralho grande e grosso insertosmulheres casada sendo encoxada egozaconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuprouwwwxvideos pinto mole subindocomendo o cuzinho dela ela chorando ele filmando escondido ela ferver na firma esconde dele comendo o cuzinho a bucetinha dela ela chorandoabaixar vídeo de putaria de mulher fresca daquelas gostosas do cuzãocontos eróticos chorei mais aguentei a rola enorme do velho Beneditogosando no rabo da madura e deixa o cacete dentro ate sae toda porracontos eroticos meu dono me comia sempre que quisesse a força nifetatitia pediu pra enpurrar.no.cu pornocontos eróticos não resisto a um pau durovideo mulher enocente perdendo p csbaso com 25anosxvideo estrupada dijunto do cornobêbada contos eróticoscorno fendo sua nulher sedo sua mulher fiolentado po negroX vide porno comendo a buceta dela.com.muita forca deixei ela.de.perna bambavirgemcasadoscontosimagens de vaginas troxudaspornomuhe gozando com pau inorme decavalopadrasto fica louco quando era antiga das Calcinhasnovinha aser estuprada com padrasto aser desvirginada enquanto dormerelato erotico cheirei a calcinha gozadacontos eróticos de sequestrobucetamelecajaponesa de Cubatão novinha porno com endereço telefonexvideos cazero.chuponas. coroa. sebosaWwwxvideo de desenho popaicontos tomei coragem e dei pro meu filho pauzudoentre uma foda e outra minha esposa beijando acariciando seu machovideos porno de novinhas fodida por maquena ate chegar ao orgasmo vporno meti na minha irma com forca e fiz ela pular e gemerminha vizinhançaxvideostirei a virgindade do meu amigoconto gay perdi a aposta fui descabacadoconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancocomtos comi minha professoracoroa eela aguentou tudo 23dogs adestrado para zoofilialer contos eróticos de mulheres fazendo sexo anal e peidandoBrincando com as primas novinhas, tirei o cabacinho delascomendo o cu ajuda do sonifero contoslangonha conto heteromulata safada gosto da vara do roludo e traiuCont erot a costureiraMinha mulher adora reparar na piroca dos machoscontos eroticos meninas de vinte tres anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos vermelhosogro safado e roludo esculacha nora pornodoido.comnovias gpstosasdotado roludo malvado comm novinha com bucetinha muito apertadatenho tesão em jogador suado eu e minha mãe e minha irmã moramos sozinhos eu conversando com a minha mãe eu disse pra ela que eu ia tirar a virgindade da buceta da minha irmã minha mãe disse pra mim filho se você tirar a virgindade da buceta da sua irmã ninguém pode saber disso a noite eu entrei no quarto da minha irmã eu deitei na sua cama do seu lado eu dei um beijo na boca dela eu disse pra ela eu vou tirar sua virgindade da sua buceta eu disse pra ela que minha mãe já sabia que eu ia tirar sua virgindade da sua buceta minha irmã tirou seu babydool eu chupei seu peito eu disse pra ela sua buceta virgem raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta virgem ela gozo na minha boca eu disse pra ela chupar meu pau ela chupou meu pau eu fui metendo meu pau na sua buceta virgem que sangro eu comecei a fuder sua buceta ela gozo conto eróticogarota nao guenta da r u cu i chora pornohomen batendo punheta nbanho e gemendo gostosocontos eróticos gordinho afeminadotexto entida seduzindo padratoConto erotico fui enrabada por 5machos a forçacontos pornos no sitio com mamaeas bunsanfas xvideo