Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Verão de minha infância II

Um conto erótico de
Categoria: Homossexual
Data: 09/11/2009 15:22:59
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay, Anal, Oral, Grupal

Hoje vou contar para vocês o desenrolar da história Verão de minha infância, já contada nesse espaço.

Demorei para contar, pois o que relato marcou-me de maneira especial. Como já havia relatado, eu e meu primo, durante as férias, dávamos vazão a nossos desejos, e chupávamos um ao outro; sendo que eu o chupava muito mais do que ele a mim.

Meu primo era um garoto muito rueiro, e costumava brincar com três irmãos negros, de origem mais humilde, que moravam à frente de sua casa. Um belo dia, brincávamos numa praça com esses garotos, e, cansados, resolvemos voltar. Na volta, no meio do caminho, como fazíamos algumas vezes, paramos num terreno baldio, bem escondido, para uma que eu o chupasse, antes de voltarmos para casa. Atrás de uma pedra grande, ajoelhei e, rápido, tirei a calça do meu primo:

– Isso... Chupa...

Já estávamos meio espertinhos, e eu já lhe lambia as bolas, engolia todo o membro, mordiscava, falava umas sacanagens:

– Ai, que pau gostoso...

Ao passo que ele já batia com o pinto na minha cara, e enfiava com tudo na minha boca. Estávamos nessa quando, de repente, escutamos uma voz:

– Ahhh, eu sabia...

Olhamos assustados para o lado, e quem falava era o mais velho dos três irmãos:

– Haha! Vocês vêm para cá para fazerem sacanagem! Eu sabia...

– Como assim sabia? – eu perguntei, nervoso.

– Ora, seu primo me falou, e eu queria tirar a prova. Haha...

Olhei para o meu primo e, não minto, me senti um pouco traído. Estava com medo, e me levantei, me recompondo:

– Que isso... Pode ficar ajoelhado... – disse o mais velho.

– Como?

– Tu não gosta de chupar? Então, hoje vai chupar um pouco mais... – ele disse, mexendo na calça.

– Mas...

– Nada de mas... Se não, eu conto para seus pais...

Gelei de medo. Isso jamais poderia acontecer. Apanharia demais, com certeza. Submisso, ajoelhei-me.

O mais velho, massageando o pau sobre a calça, apontou para o mais novo dos três, que já era mais velho em comparação comigo e com meu primo:

– Vai você primeiro...

Em pé na minha frente, ele tirou sua jeba preta para fora. Ela estava meio mole, mas ainda assim me assustei:

– Vai, para de olhar e chupa! – disse o moleque.

Eu comecei, meio envergonhado e sem jeito. Como o pau era grosso, dilatava muito minha boca. Não conseguia descer muito além da cabeça. Gemendo, o moleque começou a forçar, e a ficar visivelmente excitado. Logo, eu tinha uma tora preta na minha boca, com uns 20 centímetros.

Passado o susto, comecei a gostar. Comecei a lamber o membro, descia até as bolas, passava a cabeçona nos meus lábios, e, depois, engolia até onde era possível. Nem me importava que era quase um desconhecido. Comecei a mamar de forma mais intensa, massageando as bolas:

– Ah! Vai! Isso! – gritava o cara.

De repente, sem aguentar mais, o cara tirou o pau pra fora e esporrou na minha cara. Foi a primeira vez que isso ocorreu, e gostei. O mais velho disse:

– Arranja um pano para ele se limpar...

Me arranjaram um pedaço de uma camiseta. Já limpo, o mais velho apontou para o do meio. Ele chegou com o pinto para fora, batendo em minha cara. Não era grande como o outro, mas era bem grosso, com uma cabeça grande. Minha boca fazia um O perfeito. Descontrolado, excitado, comecei dando lambidinhas no saco e no corpo do membro, até chegar à cabeça, que abocanhei e mordisquei. Apressado, o cara pegou-me pela cabeça e começou a bombar, arregaçando minha boca. Eu me engasguei várias vezes, mas ele não se importava e continuava, com força e rapidez. O saco dele batia no meu queixo, e, entregue, acabei gostando. Num dado momento, consegui pegar seu pau e, só com a boca na cabeça, batia rápido uma punheta. Senti quando ele ia gozar, inclinei a cabeça, e, com a boca semi-aberta, engoli todo o gozo. Não conseguia me reconhecer, pois gostava do que estava fazendo.

Enfim, chegou a vez do irmão mais velho, e, logo que ele, rindo, foi se aproximando, senti o que me esperava: quando ele tirou para fora, a jeba tinha bem uns trinta centímetros, carnuda e cheia de veias:

– E aí? Vai encarar? Haha...

Sem falar nada, abocanhei direto aquela cobra. Rápido, ela ficou dura como pedra. Era, ao mesmo tempo, impossível e um prazer chupar aquele membro. Fechei os olhos e curti, tratando a piroca com carinho: chupava de leve, com movimentos lentos, acariciando as bolas. Ele começou a gemer e pensei que iria gozar; por isso, aumentei o ritmo. Do nada, ele disse:

– Não! Não quero gozar... Levanta e encosta a cabeça na pedra.

Sem entender muito bem, fiz o que ele mandou. Rápido, percebi. Ele abaixou minha bermuda, cuspiu no meu cuzinho, e começou a enfiar a jeba:

– Não! Vai doer! – eu falava.

– Você vai gostar, tenho certeza...

Apesar da dor, com jeito, a cabeça já tinha ido. Senti um calor dominando meu corpo, e comecei a rebolar, assim, instintivamente, e o resto da tora começou a entrar. Com o cu empinado, já não gritava, e estava pronto para receber umas estocadas. Foi o que o negrão fez. Lentamente, ele começou o movimento de vai e vem; meu pau, duro, gozava sozinho. Depois de um tempo, comecei a gemer, e o cara também:

– Você quer meu leite, né? Fala que quer!

– Quero, quero sim...

– Rápido, vira!

Quando virei, uma gozada enorme bateu em meu rosto, lavando-me da testa ao queixo. Novamente, eles me limparam. Chegando em casa, no banho, meu primo não deixou barato, e me comeu também.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
Lx
13/12/2017 02:31:48
É bom tratar uma piroca com carinho...
BGG
09/11/2009 18:22:15
Muito bom mais uma vez! Só quem já passou por isso qdo guri sabe como é excitante. rsrs




Online porn video at mobile phone


gay chupando no rancho de pescariavideo novinha diz tio deixa eu chupar teu pirulito cabeçudoIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.rusexres grates com filhas e mae trepando o paeConto erotico de sogra lesbica gravidafoda lésbicas vazando espermá jorrandomulhernopaudo boimorena de 58kg dando a bucetaputa fudeno pela da motoxconto de meninas sendo aronbadas por pauzudos e chorando muitoxvideo Mamae mw pegou me masturbando e me chupou ate gosar na boca delaconto erótico menina bebê pai e filha puta ninfeta gosta de mamar peituda casete tbmhttp://conhecer adolecente de peitinho durinho bucetinha bem apertadinhaxvidio novinhas peteno o capaso pate 1xx video madrata ponheteira na madrugadaWwwx vidios .con tirano cabaso con pene de borachaConto erotico fui enrabada por 5machos a forçavideo gay negro dotado coneu rssgou cu viafo que contratou programa com negraoo negrao enrabador ta taradacomendo a sogra tatiane bem gostosopornodopiapornô doidão lavano carroContos eróticos Perdendo o cabaço na Lua de melmulher megra emfregano abuçeta na cara nu puteromulher goza bem fe vagarsinhotentou resostir as caricias da massagista mas nao .consguiu lesbicas pornodoidoincesto irmão bota irmã no colo e ficar bolinando elacontos erotico eu moleque vi minha tia amamentando seu bebeimagens de mulheres chupando o peito uma da outra com muito prazerlesbicasmorena chegol em casa pegol irma na siriricaporno brasilContos meu amigo borrou a cueca delerevista private relatosquero ver mulher pelada na praia de nudismo negão do pau bem grande com cimentominha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigosMarido marido entertido assistindo o jogo e mulher transa com outrox videos sogra da remedio pra genro durmir e senta no pau delepornofamilha sacana . filha querendo mamacontos,eroticos,de,gays novinhos sendo estuprado por jovens craquescontos rapais e o pecado da sogra que se apaixonoumulheres chorando muito pedindocpra parar de botar no cuconto erotico gay negao dominador gosta de viado obedientever homem chamadobucetaconto erptocp gay paimtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1videos caseiro de mulher transando com homem magro no colchãoxxvideosogra.cmSexocompaixaoContos reais de sodomiarubiaebeto.brchupando ate engasga tiagritaram como ei gostosa e assobiaram yahoopegando a baixinhashameninas que amolece as pernas quando o pau entra na bucetinha delaswxvidio de coroacontos eroticos iniciando menininhaseuconfessosograconto bunduda peidano pauzaoeu quero ver o homem estrupando a mulher comendo o c* dela periquita e gazelavarios enchendo abuceta de poraxdez ano padastro gosa na minha bocaxisvideo casero comeu ela e ela nao sabia que tava gravandocarolzinha santos gordinha gostozinha trepano com colega de trabalhovídeo porno com uma negona de bunda grande recebendo três puconas no raboXVídeos mulheres carreteira dando sua b***** para o passageirocontos e encoxada na igrejax vidios flagara sem calsinhacontos heróticos com padrastocontos eróticos flanelinha filme os seios e coxasirmãzinha viu papai comendo titia e quis tambémcontoerotico namorada e mae putas do tio jorgenovinha.du.bucetao.inxadu.fudenohistorias de desespero para urinarmaridu brexa espoza fudenu com vizihowwwxxvideo novinha cu devoradorA buceta da minha mãe Reginaconto erotico sobrinho novinho com tio e tiapornô vai consertar geladeira e ela transa com Letíciarelatos eróticos: minha esposa ficou grávida durante assaltopornodoido meu pai me consola depois deu chorarcontos eroticos de garotas gordinhas que tem um peitoes e bucetonas .e os pais amam pega essas garotas toda noitecomadre milhadinha dando pra ocumpadre pornoporno coroa sendo desrespeita por novinho e leva ferro na buceta e porracontos eroticos sete anosXvideos as panteras ligou pro marido pra falar q ia dar pra outrocontos eróticos amadores traiçãoloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualcontos inocentes tapas no orfanatotira do meu cu garanhao asssim doe tira vai. eu emploro pornorMenina querendii dar a buceta xvideosconto erotico o negao e a japinhaa egua me excitou e eu esporrei nela/contowww.sexo.conto.erotico.meu.padrasto.e.bigdotado.contos de sexo as novinhas e os padrinhos picudos com jumentosvidio pono com meninas pede u cabasu emganadacontos eroticos netinha novinha estuprada pelo avoandrew arlindo dellavoglio casa dos contosconto erotico molequinha na escolaporno cazeiro cunhada nao aguentou cu cunhado paugrande de São Paulo xvideo. comcontos pediu pra ver minha esposa pelada