Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Verão de minha infância II

Um conto erótico de
Categoria: Homossexual
Data: 09/11/2009 15:22:59
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay, Anal, Oral, Grupal

Hoje vou contar para vocês o desenrolar da história Verão de minha infância, já contada nesse espaço.

Demorei para contar, pois o que relato marcou-me de maneira especial. Como já havia relatado, eu e meu primo, durante as férias, dávamos vazão a nossos desejos, e chupávamos um ao outro; sendo que eu o chupava muito mais do que ele a mim.

Meu primo era um garoto muito rueiro, e costumava brincar com três irmãos negros, de origem mais humilde, que moravam à frente de sua casa. Um belo dia, brincávamos numa praça com esses garotos, e, cansados, resolvemos voltar. Na volta, no meio do caminho, como fazíamos algumas vezes, paramos num terreno baldio, bem escondido, para uma que eu o chupasse, antes de voltarmos para casa. Atrás de uma pedra grande, ajoelhei e, rápido, tirei a calça do meu primo:

– Isso... Chupa...

Já estávamos meio espertinhos, e eu já lhe lambia as bolas, engolia todo o membro, mordiscava, falava umas sacanagens:

– Ai, que pau gostoso...

Ao passo que ele já batia com o pinto na minha cara, e enfiava com tudo na minha boca. Estávamos nessa quando, de repente, escutamos uma voz:

– Ahhh, eu sabia...

Olhamos assustados para o lado, e quem falava era o mais velho dos três irmãos:

– Haha! Vocês vêm para cá para fazerem sacanagem! Eu sabia...

– Como assim sabia? – eu perguntei, nervoso.

– Ora, seu primo me falou, e eu queria tirar a prova. Haha...

Olhei para o meu primo e, não minto, me senti um pouco traído. Estava com medo, e me levantei, me recompondo:

– Que isso... Pode ficar ajoelhado... – disse o mais velho.

– Como?

– Tu não gosta de chupar? Então, hoje vai chupar um pouco mais... – ele disse, mexendo na calça.

– Mas...

– Nada de mas... Se não, eu conto para seus pais...

Gelei de medo. Isso jamais poderia acontecer. Apanharia demais, com certeza. Submisso, ajoelhei-me.

O mais velho, massageando o pau sobre a calça, apontou para o mais novo dos três, que já era mais velho em comparação comigo e com meu primo:

– Vai você primeiro...

Em pé na minha frente, ele tirou sua jeba preta para fora. Ela estava meio mole, mas ainda assim me assustei:

– Vai, para de olhar e chupa! – disse o moleque.

Eu comecei, meio envergonhado e sem jeito. Como o pau era grosso, dilatava muito minha boca. Não conseguia descer muito além da cabeça. Gemendo, o moleque começou a forçar, e a ficar visivelmente excitado. Logo, eu tinha uma tora preta na minha boca, com uns 20 centímetros.

Passado o susto, comecei a gostar. Comecei a lamber o membro, descia até as bolas, passava a cabeçona nos meus lábios, e, depois, engolia até onde era possível. Nem me importava que era quase um desconhecido. Comecei a mamar de forma mais intensa, massageando as bolas:

– Ah! Vai! Isso! – gritava o cara.

De repente, sem aguentar mais, o cara tirou o pau pra fora e esporrou na minha cara. Foi a primeira vez que isso ocorreu, e gostei. O mais velho disse:

– Arranja um pano para ele se limpar...

Me arranjaram um pedaço de uma camiseta. Já limpo, o mais velho apontou para o do meio. Ele chegou com o pinto para fora, batendo em minha cara. Não era grande como o outro, mas era bem grosso, com uma cabeça grande. Minha boca fazia um O perfeito. Descontrolado, excitado, comecei dando lambidinhas no saco e no corpo do membro, até chegar à cabeça, que abocanhei e mordisquei. Apressado, o cara pegou-me pela cabeça e começou a bombar, arregaçando minha boca. Eu me engasguei várias vezes, mas ele não se importava e continuava, com força e rapidez. O saco dele batia no meu queixo, e, entregue, acabei gostando. Num dado momento, consegui pegar seu pau e, só com a boca na cabeça, batia rápido uma punheta. Senti quando ele ia gozar, inclinei a cabeça, e, com a boca semi-aberta, engoli todo o gozo. Não conseguia me reconhecer, pois gostava do que estava fazendo.

Enfim, chegou a vez do irmão mais velho, e, logo que ele, rindo, foi se aproximando, senti o que me esperava: quando ele tirou para fora, a jeba tinha bem uns trinta centímetros, carnuda e cheia de veias:

– E aí? Vai encarar? Haha...

Sem falar nada, abocanhei direto aquela cobra. Rápido, ela ficou dura como pedra. Era, ao mesmo tempo, impossível e um prazer chupar aquele membro. Fechei os olhos e curti, tratando a piroca com carinho: chupava de leve, com movimentos lentos, acariciando as bolas. Ele começou a gemer e pensei que iria gozar; por isso, aumentei o ritmo. Do nada, ele disse:

– Não! Não quero gozar... Levanta e encosta a cabeça na pedra.

Sem entender muito bem, fiz o que ele mandou. Rápido, percebi. Ele abaixou minha bermuda, cuspiu no meu cuzinho, e começou a enfiar a jeba:

– Não! Vai doer! – eu falava.

– Você vai gostar, tenho certeza...

Apesar da dor, com jeito, a cabeça já tinha ido. Senti um calor dominando meu corpo, e comecei a rebolar, assim, instintivamente, e o resto da tora começou a entrar. Com o cu empinado, já não gritava, e estava pronto para receber umas estocadas. Foi o que o negrão fez. Lentamente, ele começou o movimento de vai e vem; meu pau, duro, gozava sozinho. Depois de um tempo, comecei a gemer, e o cara também:

– Você quer meu leite, né? Fala que quer!

– Quero, quero sim...

– Rápido, vira!

Quando virei, uma gozada enorme bateu em meu rosto, lavando-me da testa ao queixo. Novamente, eles me limparam. Chegando em casa, no banho, meu primo não deixou barato, e me comeu também.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
Lx
13/12/2017 02:31:48
É bom tratar uma piroca com carinho...
BGG
09/11/2009 18:22:15
Muito bom mais uma vez! Só quem já passou por isso qdo guri sabe como é excitante. rsrs




Online porn video at mobile phone


vigui para passar no cacetecontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaimeu sogro meu donovideos de menininhas novinhas mesmo mstra a bucetinha o peito ainda nao formol aindanovinha perdendo a virgindade para soltinhoXisvideoscomemdo o cu d novinhoincesto com meu vô contoswww.sex.porno.pauzudopadre.esposa louca por umpauzao contoscontos sexo minha esposa nossa vizinhamulhe toma uma ponbada na buseta que não tava nem esperandoNegrao fundeno com outro negraofotos de mulher lefa e que aquenta fuder com pic grande da cabeca grossa e a mulher peituda e deramando leitecotos.eroticos.de.coroas.com.muleki.jegimulhe vai dormi e semastorbacarine patricinha casa dos contoswww sou enteada putinha e dou minha bucetinha pro meu padrasto que e tarado pelo meu corpo. commtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1eu quero assistirum filme pornografico lesbicas amor lesbico inesperado no pornodoidogosada montra na cara pornodoidoconto erótico flagrei minha mãe chifrando meu pai e ela me humilhou muitoconto erotico pequeno anjo jornadaporno embebedo a cunhadinhaconto de comendo cudia chuvoso no carro do amigo do meu marido acabei dando ate o meu cuzinhojoice na zona zofiliaxvideo brasileiras paraibanaicontoswww.eroticos na festapornodoido gato lembi bucetaxxvibeo morena fudeno com 4negao no trabalhovidio porno novas com.cavalo dominando apenetraçao gozocontos eroticos de filho fazendo podolatria com a maecontos tenho 23cm comi avizinha amiga da minha maeContos.minha.sobrinha.não.tem.cabelo.na.buceta.mas.ja.quer.fuder.gorda girando o cu na rola jigante videos caseirosdeixo unegao desmarcado goza dentroasxxxxxcomgenro chupador de perecacontos gays de incesto- coroa machão dominador taradão comendo menino afeminado e submissoos caras bebados comeram o barbeiro bundudorecencasada quando marido vai pro servisso ela deu pro novinhoconto erotico emprestei dinheiro a nora e ela pagou com a bucetapai t***** atola a rola no c* da colegial r*****Contos padrasto fode filha novinha enchentecriansa dormindo con abuceta gostosa virgem dando mole soquei ate gosapornohub sou louca por zoofiliascomendo o cuzinho dela ela chorando ele filmando escondido ela ferver na firma esconde dele comendo o cuzinho a bucetinha dela ela chorandoeu quero ver o vídeo do ML pegando os mortos arretandoporno vidio chupando o cu dotrVecocontos eroticos - se o macho for cacetudoquero ver aqueliqui nuaporno negue pintao comend buctarranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparconto erotico nora carenti fudendo cm sogro pirocudogravidas com picudos/contos atuaisbatendo punheta no fundo de caucinhavedio caseiro minha conhadsa da pro cachorro. seodesviginando dua maninharolada.nucu.i.xoranucontos eroticos dei a buceta e o cu no jogo verdade e consequenciaContos eroticos .meu filho vive me encoxando sinto seu peniscorno e engolidor de rola contoQuanto um pedreiro cobra para colocar uma porta?como chupar um caceteperdendo a virgindade com o meu namorado e elearromba minha bucetaVamp19-Contos O Doce Nas Suas Veias Capitulo 02viu a irma de fiu dentau e fucuo de pau duronovinha amadora ruivinha con fio dental transparente fudendo cpm pica de21 centimetros toda gosadaveterina fode cachorraocontosnovinhos com tensão na cabeça da pica e batem puetanegao cacete grosso preto vigilante comendo cu do cliente apos o expediente gosando dentro video amadorpornozinho.irmao.da.pica.gigante.mente.na.irmacontos eroticos sonhei dando pro genroxxx videos com magrinhas baixixinhasO vizinho safado do 205homnes esibindo seu pauzao no sanba cansao pornodoidoContos eroticos cozinheirosMe come,me chupa todinha,me xingacontos eroticos casada deu pr o marido e o filho dls tbmEu e minha filha nao resistimos conto erotico de pai e filhasinhá contosmulher d fiu dentau atolado no raboso sexo incesto mãe e filho contos ineditosgatinha. trepanfo. pau. 50. citimetruolhar a buceta das julhersmae.minto.safada.e.bunduda.fodendomulheres gostosa com binco no peito aluno fodendo professor de educacao fisica gay animadocontos eróticos minhas amiguinhas de infanciaXVIDEOIRMAPUNHETAvideos pono muha vumitano no pauvelho trado tezudo a foder na conas pelufas e tezudas cheio de esporraengraxate mundo bichawww.sexo tia ver o sobrinho batendo poilheta e da para ele.com.brporn xxx mulher paga divida e corno vendo ela chorar de dorEu e minha prima no motel eu disse que eu nao ia meter meu pau na sua buceta virgem mais eu meti meu pau na sua buceta virgem eu disse pra ela agora sua buceta nao e mais virgem conto eroticopono-mae-filha-gostoza-fode-com-masagista-malcriadoxvideos. corno linpa a esponinhacontos eroticos em praia de trindade mtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1