Cretino! Mas fode gostoso - parte II


Um conto erótico de Caroline
Categoria: Heterossexual
Data: 06/11/2009 17:24:03
Nota 9.73

Mordi os lábios de João Pedro com força,queria machucá-lo e não dar prazer, ele colocou a mão sobre meu seio o apertando com força,arrepiei na hora,ele sorrio

-Quer me machucar é?- disse ele passando a língua pelo meu pescoço,coloquei minha mão dentro da sua camisa,ele começou a beijar meu pescoço,meu corpo estremeceu,arranhei as costas dele com força,acho que além de prazer arranquei sangue dele,ele gemeu baixo,podia senti-lo arrepiado

-Quer deixar sua marca?- ele mordeu meu pescoço com força,gemi de dor,ele chupava meu pescoço com força,parece que poderia ver meu pescoço vermelho e com certeza amanhã ..roxo.

Mas as dores só pareciam excitá-lo mais,desci a mão até sua coxa,alisava-a enquanto arranhava suas costas com força,deixando-a vermelha e cheia de marcas,ele suspirava,decidi aproveitar a situação,se ele queria dor,ele ia sentir dor,coloquei a mão sobre seu pau

-Cretino- disse em meio a um suspiro.passei a mão pelo pau de João Pedro,ele chupava meu pescoço com vontade,eu estava cheia de dor já,apertei com força seu pau,o que o fez uivar de dor e prazer. Era isso que eu queria,os gemidos de João Pedro me excitavam,o pau dele já estava enrijecido em minha mão,eu apertava o pau de João Pedro,o que fazia ele sussurrar besteiras em meu ouvindo

Aquilo estava me deixando louca,ele sussurrava de uma maneira em que sua voz rouca ficava suave,eu passava a mão pelo pau de João Pedro,descia a mão até as bolas fazendo-o pedir por mais

-Diz o que você quer de mim João Pedro..diz- eu sussurrava em seu ouvido,ele subiu a mão pela minha coxa até chegar na minha buceta

-Eu quero ela,ela inteirinha pra mim,quero te fazer minha,te fuder como nenhum homem já te fudeu,quero ouvir seus gemidos pedindo por mais,sentir sua buceta molhada em meu pau- aquilo me enlouqueceu,eu tinha conseguido o que queria,ele pedia por ela

-Me da logo sua buceta,quero meter em você,esquece o jogo eu te quero menina- disse ele em tom raivoso,soltei seu pau,sorri ao olhar pra cara de prazer que João Pedro estava,João Pedro tocava meu grelinho e via o quanto eu estava ardendo por querer sentir seu pau se contraindo em minha buceta .

João Pedro então segurou meu rosto entre suas mão,e me beijou lentamente,dessa vez não para me machucar,mas com carinho,carinho misturado com a proibição e a rivalidade.

-Quer dizer que eu ganhei o jogo?-disse em tom de vitória,João Pedro riu,

-Isso jamais,não é porque eu quero te comer que você vai me fazer implorar por sua buceta,eu só a desejo,mas implorar por ela jamais.

Aquilo me enfureceu,então ele teria que conhecer meu lado perverso,empurrei João Pedro com força,

-Então brinca com sua própria mão- o jogo havia começado novamente,mas dessa vez ele estaria perdido,ele iria ver o que era bom,subi pro banheiro pra tomar banho,não tinha como, tive que tomar meu segundo banho do dia,eu estava encharcada,minha buceta estava inchada e meu shorts lambuzado.

Fique pensando em algo que fizesse João Pedro estar em meu comando,foi aí que lembrei que minha câmera gravava com som,sorri perversamente,agora ele estaria perdido,ele não queria jogar,ele ia jogar e ver como era fraco e poderia ser manipulado facilmente por uma mulher. Se a mãe dele judiou de meu pai agora era o contrario,João Pedro estaria em minhas mãos.

Assim fiz,queria fazê-lo babar só ao me olhar,que não conseguisse se controlar de vontade de tocar meu corpo,sai do banho e fui direto pro meu quarto,peguei a câmera e coloquei ela sobre a mesa, liguei e coloquei na gravação,só pra ter a absoluta certeza de que o som se instauraria na máquina.

Depois de ter me secado decidi por meu plano em prática,eu sabia que João Pedro não conseguia me ver sem calcinha,essa era a melhor maneira de prender sua atenção.

Fui até meu guarda-roupa, escolhi um vestido tomara que caia branco,ótimo o vestido era transparente o que iria deixar meus seios a mostra,coloquei o vestido branco e uma sandália de salto.

Fui logo ter a certeza de que sairia som na máquina,ótimo,deu pra escutar bem o barulho de minhas gavetas fechando

Penteei meus cabelos molhados jogando-os por cima do vestido, agora ele estaria molhado e mais fácil de ver meus seios,amarrei a sandália e desci com a câmera

Logo que desci vi João Pedro sem camisa sentado no sofá vendo TV,como uma pessoa era tão perfeita sem se esforçar? João Pedro estava de olhos fechados,o que facilitou a posição da câmera sobre a televisão.

Liguei a câmera e fiquei por uns instantes observando João Pedro,olhando por casa silhueta de seu corpo,seu abdômen era bem definido,sentei ao lado dele no sofá.

-Ei acorde amor- disse dando beijos em sua nuca,o que fez João Pedro abrir os olhos na mesma hora.

Assim que João Pedro olhou pra mim senti seu corpo se estremecer,sorri com satisfação,ele havia gostado.

-Ta muito cansado amor? – fui deslizando a mão por seu abdômen enquanto passava a unha o arranhando,João Pedro arrepiou

-Nossa..- não deixei ele terminar a frase e coloque meus dedos em seu lábios,sentei na mesa da sala com as pernas entreabertas deixando-o ver que estava sem calcinha,mordi meus lábios e o chamei com o dedo.

A posição estava ótima a câmera podia pegar a mesa e o sofá em perfeito ângulo.

João Pedro já se mostrava bem animado para quem estava dormindo a pouco tempo, ele se levantou rapidamente e veio em minha direção

-Ta do jeitinho que me deixa louco sua vaca..- Era impossível como o jeito dele me chamar me causava espamos,o quanto eu o desejava,ele sabia que me chamando de vaca ou puta estaria molhada em poucos instantes.

-Eu conheço seu ponto fraco João Pedro- ele sorrio se encaixando entre minhas pernas,sua mão já estava em minha coxa,a mão dele estava quente,assim que tocou minha coxa meu corpo se arrepiou, ele subiu a mão ate minha virilha,eu mordi o lábio com desejo.

Era hora de deixar o jogo de lado e curtir aquele momento,se eu queria provar se João Pedro era bom de cama,esse era o momento.

João Pedro colocou a mão em minha cintura me puxando junto ao seu corpo,o calor do corpo dele era delicioso,não estávamos jogando,bem pelo menos eu havia até me esquecido da câmera,tudo o que eu desejava naquele momento era João Pedro.

João Pedro colocou sua mão sobre minha buceta que já estava molhada só pelos toques de JP,ele alisou minha buceta devagar me olhando pra ver minha reação.

Estremeci,ele percebeu,colocou sua mão entre meus cabelos e me beijou,um beijo cheio de volúpia,ele acariciava meu grelo dando leves beliscões,não teve como,gemi entre o beijo,ele enrolou sua mão nos meus cabelos o puxando com força,me fazendo inclinar a cabeça pra trás,assim que puxou enfio o dedo indicador na minha buceta me fazendo soltar um gemido agudo.

-Vadia..- ele dizia enquanto enfiava e tirava o dedo da minha buceta,deslizei minha mão até meu grelinho que estava inchado de tesão e comecei a acariciá-lo,ele tirou minha mão.

Ele retirou o dedo da minha buceta,me fazendo questioná-lo

-Cretino quem mandou você tirar, mete logo – parecia que minha palavras o deixavam louco,ele tocou meus lábios com o dedo que havia enfiado minha buceta,me olhando com aquela cara de pervertido que me dava arrepios na coluna.

-Chupa sua vaca..- ele falou exatamente o que eu precisava,chupa,se tinha uma coisa que eu adorava fazer era chupar o dedo de um menino fingindo ser o pau dele.

Passei a língua em volta do dedo de João Pedro,ele me observava com desejo,olhava pra João Pedro com cara de safada

Eu não queria chupar o dedo de JP queria o pau dele em minha boca

Então fiz o que achei melhor,fechei meus olhos imaginando ser o pau de João Pedro em minhas mãos,passei os labios no dedo de JP,mordi meus labios ao imaginar aquele pau que já havia roçado tanto na minha buceta agora em minhas mãos.

João Pedro parece que entendeu,ele colocou seu outro dedo em sua boca o molhando,foi quando senti João Pedro alizar minha buceta.

-Sua vaca,isso mesmo chupa pensando que é meu pai- eu passava a língua pelo dedo de João Pedro,desde a ponta até o fim de seu dedo,dava alguns gemidos baixos,coloquei seu dedo na boca e comecei a chupá-lo lentamente,passando a língua por seu dedo.

Ele gemeu,tirou seu dedo de minha boca,e sem esperar qualquer reação minha enfiou dois dedos na minha buceta

-é assim que você gosta Caroline?- eu gemi alto,ele mexia seus dedos dentro da minha buceta já enxarcada,não dava pra me conter mais,eu tinha que pedir por seu pau,

-Eu quero seu pau em mim,mete na minha buceta- ele também queria,mas queria abusar de mim,ele então enfiou o terceiro dedo na minha buceta,meu corpo ficou em completo êxtase,eu apertei sua cintura com força,o que fez ele sentir dor e reclamar,mas não me importei eu rebolava pedindo por seu pau.

Estava molhada,não via a hora de sentir aquele cacete em mim,fui pra trás o forçando a tirar os dedos da minha buceta.Ele sabia o q eu queria,ao ver meus seios enrijecidos por cima do vestido ele sorrio,levantei da mesa e fique de frente pra João

Pedro,empurrei João Pedro para o sofá o fazendo cair sentado . Ele colocou sua mão por baixo do meu vestido e foi enfiando o dedo novamente,mordi os labios de tesão.

Sentei no colo de João Pedro,já podia sentir o volume de seu pau,o olhei com cara de safada sentei em cima de seu pau e começei a roçar minha buceta naquele cacete duro,ele colocou sua mão em minha coxa a apertando

-Sua vagabunda fala pra mim o que você quer- naquele instante eu estava louca pra falar do desejo que sentia por aquele caralho grande e grosso,mas não poderia o objetivo era ele implorar por minha buceta

João Pedro colocou sua mão sobre minha nuca,e começamos em um beijo cheio de desejo,ele me virou no sofá me deitando lentamente,estava com as mãos nas costas de João Pedro que posicionava sua mão na minha buceta,ele alisava meu grelinho com vontade,eu arranhava suas costas com força as deixando marcada,tinha certeza de que que estava doendo,mas João Pedro se contorcia de tesão casa vez que minhas unhas tocavam sua pele.

.

Ele tirou os dedos da minha buceta e foi abrindo meu vestido,eu forçava a buceta pra roçar em seu pau,ele parecia calmo e tranqüilo,porem estava desesperado,sentia seu pau pulsar contra minha buceta já encharcada eu desci unhando suas costas até chegar em sua bermuda,ele arrepiou,João Pedro começou a beijar meu pescoço,e alisar meu seios,apertava com força o bico do meu seio enrijecido,o que me fazia ir a loucura .

.

Coloquei a mão sobre o cós de as bermuda a abrindo,podia sentir seu caralho já em minhas mãos,

.

João Pedro tirou meu vestido tão rápido que não tive tempo de se quer perceber,ele passava a lingua em meu pescoço e ia descendo até meu seio,a língua quente dele me fazia tremer,o que eu mais pensava naquele momento era aquela língua invadindo minha buceta, eu afundei as unhas em suas costas,o que fiz João suspirar,ele ainda roçava seu pau,mas agora não na minha buceta, mas na minha mão,pra mim poder sentir o quanto taa duro e o quanto era grosso

João Pedro chupava meu seio, mordendo o bico lentamente,o que me torturava mais,ele sabia como me fazer implorar por sentir seu pau em minha buceta..

.

-mete em mim logo João Pedro- disse em um sussurro ao pé do ouvido de João,o que o fez arrepiar,e passar mais rapido a mão na minha buceta molhada,eu não aguentava mais,tinha que sentir o pau de João pedro me invadindo,arrombando minha buceta e me fazendo gemer e pedir por mais.

.

Jp só sorrio,e abaixou seu shorts e nos envolveu em um beijo quente e molhado,ele passou sua mão em minha virilha o que me fez abrir as pernas para ele ficar entre elas.

Enquanto nos beijávamos senti João Pedro encostar a cabeça do seu caralho em minha buceta,eu mordi o lábio de João com força,era a primeira vez eu sentia o caralho dele tão perto da minha buceta assim,eu sabia que ele não iria meter,ele ficou ali forçando a entrada da minha buceta contra a cabeça de seu pau,

.

-Mete,mete em mim filho da puta- ele só rio,e começou a roçar mais a cabeça do seu pau na entrada da minha buceta,ele me olhava com prazer,parecia eu o eu ele queria ele havia conseguido,mal sabia ele que ojogo não tinha acabado,aquele era o começo de uma grande jornada.

.

Eu não agüentava mais,forcei a buceta pra frente fazendo João Pedro enfiar a cabeça de seu pau,apertei suas costas com força,a cabeça de seu pau já estava melada pela minha buceta,sentia ela quente,João Pedro gemeu ao sentir a cabeça de seu pau entrar,

.

-Vagabunda,agora você vai ver como é que um homem te come- ele colocou as mãos em minhas coxas abrindo o máximo que pudia

Ele rebolava a cabeça de seu pau na minha buceta o que me deixava mais molhada,ele forçava seu pau na entrada da minha buceta eu gemia baixo,quando eu achava que ele ia meter ele não continuava

.

-Mete tudo seu cretino- ele me observava pedir por seu pau,passo a mão pelo meu cabelo o puxando com força,

. -Me respeita sua biscate-, coloquei as pernas em volta de seu corpo deixando-as bem abertas.

.

-Não sou biscate seu arrombado,sou sua biscate- mordi os lábios com força,forçando mais a minha buceta no pau de João Pedro.

.

Quando mencionei ser a biscate dele,ele sorrio perversamente, -Minha biscate,vai ter que chupar tudo quando acabar com você sua puta- eu dei risada,

.

-Quem fala muito pouco faz, tantas disseram que você era bom de cama mas até agora nao vi nada ...então me prova- quando disse isso ele ficou enfurecido,levantou minhas pernas na altura de sua cintura e sem que eu se quer suspirasse enfiou todo o caralho dele da minha buceta,apertei sua cintura com força,dando um gemido longo e prolongado,

Ele sabia que eu estava gostando, quando senti todo seu pau na minha buceta senti minha buceta rasgar por dentro,o pau de João Pedro além de grande era grosso,eu apertava minha buceta contra o pau de João Pedro que uivava de prazer,nossos corpos estavam em completa sintonia,a cada toque do corpo de João Pedro sobre o meu minha buceta se contraia de tesão e prazer,João Pedro não estava sendo carinhoso,ao contrario ele queria me ver dolorida,então puxou minhas pernas contra seu corpo fazendo seu pau entrar ao todo em minha buceta,eu gemi alto de dor,mas a dor estava me excitando mais,coloquei a mão nos cabelos de João Pedro os puxando com força,João Pedro gemeu alto,

.

-Assim que você gosta vagabunda?- eu sorri,puxando mais os cabelos de JP pra trás,eletirou seu pau da minha buceta,o que me fez questionar

.

-Da pra enfiar seu caralho ou ta difícil- ele gostava de me ver querer sentir seu pau em mim,e enfiou tudo de uma vez,gritei de tesão,o que deixou João mais exitado,eu rebolava no pau de JP e gemia em seu ouvido,

.

-me fode gostoso vai- JP se arrepiou com minha palavras,e começou a rebolar seu pau na minha buceta,eu sentia meu corpo fervendo de tesão, mordi o braço de jp assim que senti suas bolas bateram na minha buceta,ele gemeu alto de dor

-Vadia..- ele sussurrava entre gemidos

.

Quando forcei minha buceta em seu pau novamente ele tirou seu pau da minha buceta,

-Viado..- gritei com raiva,ele só olhou em meus olhos e retrucou

.

-Eu disse que queria sua buceta não disse que iria te fazer gozar- aquilo me enfureceu,ele se ajoelhou em minha frente, agora podia ver todo aquele caralho,e que caralho,o pau de João Pedro era grosso,e o melhor,grande,João Pedro segurou meu cabelo em suas mãos e me olhou com cara de safado enquanto puxava meu cabelo pra traz assim fazendo eu inclinar a cabeça e olhar no fundo dos olhos dele

.

-Sua Vaca você sabe o que tem que fazer,chupa o pau de quem te fode gostoso vamos- eu não poderia dizer não,aquele caralho chamava por minha boca,mas tinha o jogo em mente também,então sorri pra João Pedro e só passei a língua pela cabeça do pau de João Pedro que se contorceu ao sentir minha lingua quente na cabeça daquele pau gostoso.

João Pedro estremeceu,eu tentei sair dali,mas ele puxou meu cabelo com mais força.

.

-Agora você vai chupar vagabunda,chupa tudo-

.

não podia negar,o que eu mais queria era colocar aquele caralho na minha boca,ouvir João Pedro gemer me excitava,do mesmo modo como ele sendo agressivo comigo e me xingando de vagabunda fazia meu corpo se arrepiar,não tinha como desistir minha boca já estava cheia de água só em imaginar ele gozando em minha boca,eu precisava sentir pau bater no fundo da minha garganta.

.

Deixei o jogo de lado,pelo menos desta vez,eu precisava do pau do João Pedro em minha boca,

.

Segurei o pau de João Pedro com uma das mãos,olhando pra ele com cara de safada passei a ponta da língua na cabeça do pau dele,ele passou a mão pelo meu couro cabeludo,passei os labios suavemente pela extensão do pau de João Pedro,mordendo meus labios

.

devagar,começei a dar beijos pelo pau de João Pedro enquanto apertava a base de seu pau com a mão direita,João Pedro suspirou,ele desejava aquilo mais do que eu

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
09/03/2010 19:54:36
Quando sai próximo? Estamos ansiosos!
23/01/2010 18:38:16
nossa!! que delícia...
19/11/2009 05:43:43
Maravilha de conto. Um dos melhores que já li. Parabéns. Nota mil
18/11/2009 10:23:43
me add
09/11/2009 00:10:29
AiAi!simplesment incrivel!super dez!
08/11/2009 20:53:17
Meu Deus
08/11/2009 01:09:56
AMEI!!!
07/11/2009 08:14:32
PARABÉNS PELO CONTO... MAGNIFÍCO! EXCITANTE! INSPIRADOR... NOTA 10
07/11/2009 03:38:27
ai meu deus! cada vez melhor mesmo é incrivelmente sexy, que nossa senhora me ajude a segurar a minha ansiedade até o proximo e que o proximo venha rapido bom é claro que é um super dezzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz beijossssss cheios de enpolgação e adimiração de esme;)
07/11/2009 01:23:15
CADA VEZ MELHOR !!!! DEMAISSSSSSSSSS, MAS ESSE CONTO NÃO É FICÇÃO!!!! É REALIDADE PURA!!!




Online porn video at mobile phone


Comendo minha cumade galega magrinha safadinha encuato o cupade trabalhar xxxvidioscontos eroticos entre jovens irmaos gemeosConto erotico menina trasando com o professor de dançaXsvideos bem dotado masturbando no carrobunda branca mole cavalgando na minha rrola no 1.xxxrabudas de calca legue agaxadasfotos padrasto come cu da emteada pau gigantequero ver fotos de buceta de saquinho de geladinhoConto erotico de mae dando banho no filho que ta com a perna quebradao João pé de feijão pãozão o João ele é um feijãocontos bebeu demaisgostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosLipeSonhador-CASA DOS CONTOS EROTICOS |zdorovsreda.rumeu namorado botou o dedo minha vagina e sanfrei nao sou mas virgem videoconto erótico eu minha esposa na cachoeiracontos erodicos comi minha netaPau groso x vidioCasa dos conto .de volta a fazenda agora com um cavalo video de porno imagensOkara comedo viadocontoerotico eu namorada mae e tiocontos eróticos primeiras experiências com siririca com mulheres mais velhagostosa rabuda negra de shortinho damdo xvideocemtou xvideo. caserío puxou pro ladoestupro esposa contos eroticosmenina nociha demenor pededo asprega anal pornocontos porno scat lesbicoporno brasileira pequei miha irma toma banho e tirei a virgindade delavideo gozano na cueca slipzoogay 2016Minha tia evangélica no sofá tarada papai me chamou para ir lanchar no shoiping.mentira foi desculpas para ir no motel comigo cumer a minha bucetaso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhacracudas da beira do rio amazonas nuascontos peguei a negrinha que gritava chingava e mandava emprurrar ate o talosexo esposa setorcendo sentada num pauzao XVídeos policial tapeando o coroa de preto toda gostosadescobri que meu genro quer me comer contos eroticoscontos porque virei crossdressingguri ñ aguentou pau grande, contoscontos eroticos cu sangrandoquero ve conto erotico de mulher que leva encoxada dentro do onibos i facilita pra leva Gozada na bucetacontos eroticos flagrei minha esposa cagando na pica em uma troca de casais no quarto ao ladoxxxxxvideios minha irma doida lor pauconto erotico "padre não é homem"incesto com meu vô contosMeninas que adora fazer sexo com seu cão pirocudo em contos erodicosCorno humilhado na lua de melsexo fortepai rasgando filha negaocontos eroticos evangelica mamar pastor amamentando filhaestupro esposa contos eroticosxvidio fudelaNçaaxvideos ou amado69tia gostosa na chácara das demais por sobrinho ele não aguenta de tanto tesãocontos picantes de amor gaysdemorou mas minha esposa aceitou e aproveitoucontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu queriafilho socando a piroca na mae idosawwwxvideos pinto mole subindonovinha encostada ne parede rebolando casseteXVídeo pantera espiando pezãocontos eroticos o filho da vizinha cheirando minha calcinhabucetascontoa gozano fortemulher mais griluda gordas wbbhttp://conto erotico um desconhecido ele abriu minha pernaprimos flagrados fofemdo no porao da familhaDespertando O Amor em um Brutamontesparte 2: casa dos ContosContos reais de bisexualidadescontos eroticos de zóoflia com cavaloscoroa barrigudo muito tatadao cpmendo viadinhomenininhas nem tem pentelhinho na buçetinha ja sendo penetradas