Meu chefe, minha fêmea


Click to Download this video!
Um conto erótico de Bob
Categoria: Homossexual
Data: 01/10/2009 22:03:00
Nota 8.86
Assuntos: Homossexual, Gay, Sexo

Olá, Galera!!!!!!!!!!!!!

Antes de tudo, podem me chamar de Bob. Hoje tenho vinte anos, mas a história sobre a qual vou escrever se passou quando eu tinha apenas 16 anos. Nunca compartilhei minhas experiências sexuais com ninguém, então desculpem a falta de jeito, o.k.?

Era início do ano letivo de 2004 e eu estava muito frustado, pois iria estudar em uma escola que eu não gostava de jeito nenhum. Logo quando cheguei no colégio, porém fiz várias amizades e acabei me acostumando com o novo ambiente. Algumas garotas tinham fixação por mim e meus colegas me admiravam por isso, mas eu tinha uma namora e fingia não dar bola para elas... Foi nesse período de adaptação que conheci o Eric, dois anos mais velho mas que estava na mesma turma que eu por ter parado de estudar. Tínhamos vários gostos em comum e assim construímos uma sólida amizade, e por ele não ser lá um aluno muito brilhante (eu também não era um gênio mas estava entre os melhores da turma) eu passei a ajudá-lo nos estudos.

Algum tempo se passou antes que eu conhecesse Fábio, o meio irmão de Eric. Ele tinha 29 anos e era muito legal... Ai começaram os fins de semana mais interessantes de minha vida até então. Passeios, cinema, viagens... Um dia o Fábio me ligou por volta das nove da manhã e me fez um convite:

- Alô – eu disse.

- Alô, Bob? Que voz de sono! Você está ocupado?

- Ah...

- Sim ou não?

- Por quê?

- Estou indo ai te pegar em dez minutos, tchal.

O Fábio dirigia muito bem, e chegou na minha casa em cinco minutos. Ele me disse que o funcionário dele (sim, my ladies, o funcionário dele mesmo) estava cobrindo um dos rapazes que trabalhavam na fábrica da mãe dele, e se eu gostaria de trabalhar com ele durante aquele dia. Aceitei em nome da amizade, e fui.

O trabalho afinal de contas não era ruim, nós conversamos o dia inteiro enquanto visitávamos seus clientes e ele ria o tempo inteiro do meu sobre minhas piadas. Algum tempo depois ele me contou um dos rapazes que trabalhavam para sua mãe tinha pedido demissão e que o cara que trabalhava com ele iria ocupar o cargo. Eu me tornei, assim, seu braço direito.

O tempo passa muito rápido quando se é feliz, e assim foi comigo...

Maio de 2005 chegou. Eu sempre gostei de jogar video-game e assistir desenhos japoneses, por isso queria muito comprar um determinado jogo que seria lançado. Infelizmente, o jogo era caro e estava além de minhas possibilidades, então decidi pedir ele de presente para o Fábio que, a essa altura, já era como um irmão mais velho para mim (afinal eu dormia na casa dele quase sempre). Foi enquanto ele me levava para minha casa que eu toquei no assunto:

- Fá, me compra um presente?

- Por que deveria? – Ele perguntou. – Se seu aniversário já passou...

- Mas eu esperei tanto por esse jogo!

- Você não merece ainda.

- Por quê? – Eu estava indignado. – Você vive dizendo que eu sou o melhor ajudante que você já teve! Você dava presentes para seus ajudantes, o Eric me disse que eu podia pedir pra você!

- Mas tem uma diferença. Eles me deixavam feliz, já você...

- Eu o quê? Pensei que você me achava legal, depois de todo esse tempo!

- Não é isso que eu quis dizer...

- Mas foi o que você disse! Chega de conversa. Pare o carro que daqui eu vou a pé.

- Vai dar ataque agora é? – Ele achava graça, mas eu estava furioso.

- Sim.

- E como você vai para a escola? (Ele morava perto de onde eu estudava)

- De ônibus.

- Então tá...

Assim que ele estacionou eu saltei.

- Até amanhã. – Eu disse, minha raiva já um pouco sob controle. Não valia a pena brigar com meu chefe, no fim das contas.

- Tchal.

Quase quinze dias se passaram, as coisas entre nós eram como sempre

apesar do meu ego ferido e das minhas crises de mal humor. Um dia ele saiu do banho e foi para o quarto do Eric de cueca e enrolado na toalha. Até ai nada de mais, isso era muito comum entre nós três. Nós assistimos DvD’s até tarde e ele acabou por dormir na cama do Eric, por isso eu fiz questão de dormir no colchão para que ele dormisse na outra cama.

Fui acordado no meio da madrugada, a primeira coisa que notei foram os pesados roncos de meu amigo Eric:

- Você está acordado? – Ele me perguntou enquanto cutucava gentilmente meu braço.

- Não estava, mas agora estou. O que foi?

- Nada.

- Você me acordou por nada? Eu vou dormir de novo então.

- Posso pedir uma coisa? – Aquele tom acanhado não era típico dele.

- Pode.

- Você se importa de dividir o colchão ai comigo? Está muito frio e eu gosto de dormir no chão.

Era verdade, estava frio. Confesso que a essas alturas já estava desconfiado do que ele realmente queria, achava que ele estava tentando se aproximar aos poucos e que, afinal de contas, talvez não fosse ser tão ruim assim estar mais aquecido durante a noite.

- Não tem problema – eu respondi. - Só que eu me mexo muito durante o sono...

Embora estive escuro no quarto, pude vislumbrar seu vulto se deitar ao meu lado no colchão.

- Você pode mexer o quanto quiser.

- Se você diz, tudo bem então.

Passei ao torpor característico de quem tenta retornar ao ponto do seu sonho já perdido, e antes que pudesse me dar conta estava dormindo. Aparentemente dormi apenas alguns minutos, pois quando eu acordei ouvi que o Fábio estava cantarolando baixinho uma musica desconhecida. Vendo ele de costas para mim e deitado de conchinha, um impulso me fez agir: coloquei meu corpo por trás do seu e dei um longo suspiro no seu pescoço. Meu hálito quente fez ele estremecer, e temendo um impulso de ele me afastar eu fingi que estava dormindo novamente. Depois de ter sido, mais uma vez, levado pelo sono (já disse que sou um verdadeiro amante da arte de dormir?), acordei de forma inesperada.

Sabe quando seu corpo desperta lentamente e você acha que ainda está dormindo? Foi assim que eu me senti. Nunca tinha sido masturbado por nenhum outro homem antes e no começo eu não soube o que fazer. Fiquei ali, parado, deixando ele me bater uma até que meu corpo me denunciou. Quando ele percebeu que eu estava acordado por um momento eu achei que ele ia parar por que ele soltou meu pau e se levantou, mas ao contrario disso ele se ajoelhou e passou a lamber o meu saco. Eu deixava ele continuar e coloquei meu pau na boca dele.

- Você está meio safadinho é?

Eu não respondi, só fiz com que ele me chupasse. Os movimentos de sua língua em volta da cabeça da minha rola eram uma sensação nova para mim (nem mesmo as garotas tinham me chupado antes). Não sei por quanto tempo ele ficou lá, com a boca ora chupando meu pau, ora dando mordidinhas de leve, só sei que foi uma sensação maravilhosa.

Ele finalmente parou e se deitou ao meu lado acariciando meu rosto.

- Você quer continuar? – Ele quis saber.

- Eu quero, mas tenho medo de fazer seu irmão acordar.

Ele se virou de costas para mim e pensei que ele iria começara dormir, mas quando ele encostou seu corpo no meu de novo senti o seu calor e soube que ele estava nu. Como quem não quer nada ele me puxou para perto dele e começou a esfregar a bunda no meu pau.

- Enfia essa rola em mim logo... eu esperei tanto por isso...

Foi naquela hora que eu soube que eu seria o macho dele e ele minha fêmea. Ele queria ser dominado e eu que iria ser o dominador, seu carrasco. Me enchi de confiança e passei a tratá-lo como tratava as garotas com quem eu saia. Mordi sua orelha, fiquei brincando de bater na sua bunda com a minha rola enquanto dois dedos meus já penetravam naquele cú tão gostoso...

Pedi para ele me chupar de novo e ele obedeceu. Coloquei ele de lado e passei a fazer força na entrada do seu rabo com a cabeça do meu pau, que entrou sem maiores problemas.

- Você é muito gostoso... – Ele murmurava. – Que rolinha deliciosa...

Passei a meter cadenciadamente e notei que era também a primeira vez que comia um cú. Ele rebolava e cada vez mais, meu pau ia entrando naquela bunda tão empinada. Pedi para ele ficar de bruços e fiquei por cima dele. O barulho suave das minhas bolas batendo na bunda dele estava sendo abafado pelos cobertores, e eu passei a dar estocadas cada vez mais rápidas e violentas enquanto ele gemia e pedia baixinho:

- Mais... mais... não para...

Quando comecei a sentir o gozo se aproximar eu e ele ficamos de lado novamente. Ainda com o pau naquele rabo gostoso eu comecei a bater uma punheta para ele bem devagar para combinar com o ritmo em que ele se mexia na minha rola. Comecei a dar estocadas de novo ao mesmo tempo em que ele anunciava que iria gozar. Por sorte o Eric roncava alto e assim nem os pais dele podiam ouvir nado do quarto ao lado.

- Isso... mete gostoso... me faz gozar com sua rola dentro de mim...

- Você está gostando? – Eu perguntei, já sabendo a resposta. Vou arrombar você todinho...

- Me arromba... me arromba... gostoso...

Os movimentos de vai-e-vem que ele fazia se tornaram frenéticos.

- Eu quero sentir essa rola toda no meu rabo! Enfia...

Comecei a fazer carinho em seu pescoço com os lábios e ele ficou louco. Fui dando umas bombadas bem devagar enquanto ele empinava ainda mais a bunda para receber meu pau.

- Ah que delícia... eu vou gozar...

Meus movimentos se intensificaram, todo o meu corpo tinha um único propósito naquele momento. As estocadas que antecederam meu gozo combinadas com a punheta acabaram por fazer com que ele gozasse instantes antes de mim.

Nós ficamos ali parados, em forma de conchinha, eu com meus braços ao redor dele e ele com meu pau no rabo até que adormecemos. Já era quase de manhã quando ele disse que tinha de voltar para a cama, afinal esse seria nosso segredo.

- Vou poder comer você mais tarde de novo?

- Não sei... – Ele sussurrou em resposta.

- E posso saber por quê?

- Hoje nós temos que trabalhar, e além do mais tenho que ir no shopping.

- Por quê?

- Por que você me deixou muito, muito feliz...

Gente, ainda tenho muitas histórias para contar... Se gostaram ou tem alguma sugestão, por favor comentem!!!!!!!

Podem me deixar o MSN, quem quiser fazer uma nova amizade. Até Mais!!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
NDA
11/12/2009 17:13:12
Quer desvirginar um homem?
10/12/2009 15:56:22
tomara que vc seja paulista pois quero lhe dar tb adorei e quero essa rola no meu cuzinho de idoso
blu
12/10/2009 23:53:40
nota 10 é pouco quria dar nota mil
05/10/2009 00:28:38
Parabéns! Muito bom! Gostei!
04/10/2009 12:54:06
Maravilhoso.... gostaria de ser seu chefe tb NOTA 10
02/10/2009 20:37:30
ahaha safa! Dahora, demoro é isso aí mesmo. kkk ;)
02/10/2009 19:48:53
Quem bom que vcs gostaram me deu vontade de lafar de minhas outras experiências... BJOS
NDA
02/10/2009 10:53:34
Adorei!
NDA
02/10/2009 10:52:58
fix
02/10/2009 01:59:07
da hora...__
01/10/2009 23:58:24
me add aii no caso de novas amizades ..




Online porn video at mobile phone


Xisvideoscomemdo o cu d novinhoxvideos mao em sinado ofilho atrasamulheres fazendo porquisse no xvideo casa dos contos Gravida Mais lidoscontos de cornos revista private 2017vídeos gay bombeiros e policiais se esfregando um no outro até gozar se melando de porracantor erótico fui abusodo ate eu da gostoson resistir e dei o cu pra quele homem di pausao, contonao agi pau gg violento pornodoidoxevideo mulher dormido e rola entrandohomossexualidade e voiergordas de foi dentaurelatos eroticos travesti arebentou cabacinho das novinhascache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 norinha ve o pau do sogro duro e faz sexo com elecontos eróticos barraca do beijocontos eroticos de coroas fazendeiras dando pro empregado com o maridocontos de sexo depilando a sogracontos chupei o grelinho da enteadinha a forçaamenina nao agetou opau donegraoconto gay meu genro e bichaqual bumbum mais Bate Cabelo morena branquinha loirinha novinha com a bunda bate a bunda pulanovinha deixa pirocudo gozar dentrodabucetasistorias eroticas de insesto filias mas novinas y pai en la rosahigor safado xvidioxvideo empurrando e gozando topado ate o talocontos eroticos de menias q deu seu cabaçinho bem novinhas por que sua obrigou a trepa com seu companheiro taradoputinho brasilero gemendo muinto dando cuzinho pro novinho na sua primera vezcontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudossexybemmaiscorno prefere se masturbarvidio porno di homen abuzando di mulhe disaia nu onibusContos incestos vovôs descabacadoresxisvideo gulosas garganta gulosaeu, minha namorada, minha namorada e meu tiominha cunhada casada crente ela ficou apavorada quando eu entrei com meu carro no motel conto eróticoesplendida gozada dentro da buceta da esposa do cornoContos fui estud fud mãe e filhapornordoido menagemcontos eroticos dei para os muleques depois do futebol na casa abandonadaporbo doido escrava cega afoga na bundaPasando com a cobra na cona Zooporngostosa sendo assediada abusada a forca perdendo cabacoconto erotico nora cortando gramanegao pega a loira gostosa de conchinha e corno adoracasa dos contos trans e lesbicameu neto de 16 virgem contos eroticoprivate relatos eroticos tiro saiu pela culatracontos eróticos vi escondido minha mulher me traindo com dotadosmulher crente dando o cu pra dois pedreiro pauzudoporno de coroucom novinhasAliviando os funcionarios contos eróticosnao sou gay e consegui enfiar 25 ctm no cucontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeencoxada casa dos contosxivideo homem cumendo vealindos travecos sendo regassadosfilha senta no colo do pai em busão lotado/casadoscontosas maluquinhas bedada gozando muito filme pornovídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinhanetinha tarada bicando e rolawattpad contos incesto fui estrupada pelo padrastofilha puta aretando o pai saia curta sem calcinhasexo em familìa safadao ver novinha de roupas curta e fica b punheta pensando nela e ela nao gostouvideo porno virgem putageysexo contos eroticos corno e esposa levo rola preta donegrosarando na novinha nxvideostia viu o ..neto pelado e xipou rleso puta dancando sexual e menor mostrando o peitinho e bucetinha enchada marcado a calcinhaporno garota extuprada dotados cudando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãodeixo eu mancano xvideovídeo pornô zoofilia bundudo comendo a cachorrinha bem pequenininhafilme pornô de mulher com vagina da vaquejada vagina é uma peixadacontos eroticos geme porraprica cavalaContos eroticos incestos a forca netinhassmenininhasafada espiando pai!!