Casa dos Contos Eróticos


Click to Download this video!

Rex, meu primeiro

Um conto erótico de Velez
Categoria: Zoofilia
Data: 16/05/2009 07:49:32
Nota 9.29

Relembrando a minha primeira vez com cachorro.

Com os meus treze anos tinha tido só uma experiência homossexual com um coleguinha mais velho de escola que me tinha tirado o cabaço do cu e que me tinha posto a chupar quase todos os dias. Como morava perto de mim e vínhamos sempre juntos da escola, os meus pais chegavam sempre mais tarde, ele entrava, enrabava-me e depois dava-me a mamar e obrigava-me a engolir tudo. O pior é que o pai dele foi colocado noutra cidade e fiquei sem o meu montador. Tinha 13 anos e comecei a andar com um tesão no cu de subir paredes, metia a escova de cabelo no rabo, velas, etc, o que encontrava. Tinha nessa altura um cachorro de porte médio, vadio, que tínhamos recolhido, tratado, veterinário, etc um pouco maior que um cocker mas de pelo liso e preto. Dormia no meu quarto e era o meu companheiro para todo o lado.

Uma tarde estava no quarto, de quatro no tapete, todo nu a consolar o meu carente rabinho, com uma vela de estearina que tinha escondida para me enrabar, tinha-a chupado e lubrificado com bastante cuspo e penetrava a minha "xoxota" cada dia mais carente por um bom pau de macho, aproveitava esta hora ao fim das aulas antes dos meus pais virem da quinta que ficava ainda distante da nossa casa.. O Rex estava deitado no seu cobertor a um canto do quarto e quando me viu a escorrer da pila senti-o começar a lamber-me as nádegas e o reguinho já ocupado pela vela, desvairei com o calor da língua e a humidade dela. Empinei o rabo todo histérico e muito "puta" e retirei a vela expondo o meu anel às caricias do Rex, ele lambeu-me sofregamente o reguinho suado e a seguir montou-me de um salto, como era muito magro, conseguiu apertar-me a cintura com força e começou a bombar com muita rapidez e força, sem me penetrar sentia os pequenos jactos de esporra molharem-me as costas, o rabo e escorrerem pelo meu rego, todo doidão levei a mão atrás e pegando na pica do cachorro guiei-a para o meu anel, lubrificada com a esporra do cachorro e com os impulsos dele entrou logo arrancando-me um berro de dor, o Rex aumentou a velocidade e a profundidade das bombadas e senti uma segunda dor maior ainda, com um arrepio foi então que me lembrei do "nó" e apalpando conforme pude a minha "xoxota" percebi, em pânico que o nó tinha entrado e estava agora "engatado" ao cachorro.

Vivendo no campo já tinha visto muitas vezes cachorros a cruzar cadelas, cavalos e éguas, ficava fascinado!!, burros e burras. Não era por isso novo para mim o que estava a acontecer tinha mesmo já presenciado o Rex a cobrir uma cadelinha de uns vizinhos nossos ficando engatado mais de quinze minutos. Foi o meu segundo momento de pânico,......e se os meus pais regressassem mais cedo? iam-me encontrar engatado qual cadela com cio com o Rex, segurei conforme pude o nó dentro do meu anel e apertei com toda a força, com os ombros encostados ao chão segurei as patas do Rex o melhor possível de encontro a mim e aguardei que ele se viesse e o "nó" baixasse. O cachorro depois do nó ter entrado e o sentir apertado por mim julgou-se dentro de uma "cadela" de raça diferente e começou-se a vir como cachorro se vem. Com pequenos jactos e em pequenos intervalos, sentia-os passar na pica apertada com os meus dedos de encontro ao meu anel. A esporra quente enchia-me pouco a pouco o recto de leite muito quente e que me ia inundando o intestino, o Rex gania baixinho quase como um suspiro, babando-me todo o pescoço e costa de baba pegalhenta e viscosa.

Tentou virar-se várias vezes o que eu impedi segurando-lhe as patas conforme podia. Pelo tamanho do nó que segurava mantendo-o dentro do rabo se ele saísse nessa altura tinha-me rasgado todo. Deixei assim o Rex cobrir-me como se fosse uma cadela até que o nó começou a amolecer (tinha estado duro como pedra) e a certa altura escorregou-me por entre os dedos e saiu, gritei outra vez de dor, apesar de ter diminuído ainda era de uma grossura de respeito e doeu como o raio ao sair, arrastou um rio de esporra canina que me escorreu pelas pernas abaixo, logo lambida sofregamente pelo cachorro logo lambida sofregamente pelo cachorro que lambeu os leites que pareciam não parar de sair da mina "xoxota". Deitei-me de costas no tapete para recuperar o fôlego quando foi então que vi o tamanho da pica do Rex ainda a ejacular pequenos jactos de sémen translucido, sem hesitar peguei-lhe por trás do nó ainda visível e saboreei a esporra canina pela primeira vez.

O colega que me tinha descabeçado dizia que eu era um brochista natural e que fazia um boché de sonho, quando experimentei a vara do Rex na boca e a chupei saboreando o leitinho canino fiquei logo viciado com a pele macia do caralho e as golfadas que ainda aproveitei engolindo o que podia e deixando escorrer pelos cantos da boca e peito o resto que não conseguia beber. Deixei-o sequinho e quando o penis recolheu na bainha deixei-me estar a repousar felicíssimo de ter encontrado um novo montador, silencioso, discreto, e como vim a verificar sempre disposto a montar a "sua" cadelinha.

Beijos

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/02/2013 14:57:19
Nossa, maravilhoso.
10/08/2011 02:21:23
Delicia! Tenho a mesma experiência! Meu email é Eu e meu macho adoramos uma puta como vc.
11/02/2010 09:39:53
Ufa! Que foda louca!
13/07/2009 11:38:14
QUER UM CACHORRÃO PARA COMER ESSA TUA ROSQUINHA? FAÇO VOCE CHUPAR MINHA PORRA ATÉ SECAR TODA
18/05/2009 00:30:08
bom
16/05/2009 18:20:18
blurg !!! (http://ana20sp.sites.uol.com.br)




Online porn video at mobile phone


marisa cm sede de pica grande chamo um negao para foder gostoso em conto o marido trabalhaDeixou varios gozar dentro frutapornomotorista olha do retrovisor do onibus coroa pagando calcinhaQuero ler contos erotico o menino do morocontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docesmuher tento fujir negao roludo empuro tudocontos eriticos minha sogra levo ninha rola grandemorena dando cuzinho fremindoContos eroticos dopou a sogra e estuprou elamulher do pinguelão com a b***** pinicando no cacete até gozar e masturbar virando os olhosContos de inseto com o irmao casula search xvideochupando buceta e colando velcox videvideos nacional gritos e gemidps de homens passivos embaixo dos machos caralhudosTonhão transa com sua cadelanovinha g****** pelo c****** o carbono tudo no c* dela e ela gritacontos eróticos de garotas f****** com padrastocumeu a buseta da novinha qe nuca tinga metidofilhinha da a buceta para irmao e padrastoxvideo comendo gay letametecontos eroticos bucetinha deflorada a força no hospitalcontos erotico eu masturbei nosso cavalo na chacaraconto erótico de menino chupador de pau dos amiguinhosComtos Eroticos filho de menor fodendo mae gostosonafilme meu irmao me deseja fuderfiquei de camisola e sem nada por baixo e levei varacasada chora com zezao rasgado o vizinho apertado xporno novinhas fugimdo de roludos brutoprica cavalaver meninas cracudas dando o cu para caralhudo sexo de gracaContos eroticos dona de casa, coroa, casada evangélica pega novinho cacetudocontos de gozadas nas bundas grande de coroasporno incesto pai feis filha beber porra forssado por maio tempaoconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancomostrando o tamanho pra mulheresna rua xsvedeonegras da fo pra pirocudo e chorao xvidio.comporno com magrınha com dotadocontos eróticos menina se abrigou da chuva e foi fudida pelo cãoxvidiocasada fudendo a pica do machoConto Meu Pequeno ,Meu Amor 1Temp. completa casadoscontosnovinha contraída com a cabeça da pica lá dentrotitia safada gozando esquirt contos incestosx video garotas flazinhasvidio disexe porno yotubeele colocou com muito carinho aquela pica enorme na minha xanacontos picantes incesto mininha e menininhopai mostro e medo choro poradas xvideoscontos de corno minha namorada virou puta de um traficantecontoerotico eu namorada mae e tiocomendo irma de saiaxvidiosxvideoo a foça umilhandobucettao inchadaspornodoido genicologista safado com a paciente inocente japonesaMulhedoida.pra.goza.cpm.pau.do.cachorroConto erotico tirando a roupa no baralho pro tiosendo lascada por maquina do caralhisflaguei o irmao patendo punheta e goi correndo sentar na rollacontoerotico namorada e mae putas do tio jorgeSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaconto erottico ela me shantageouContos eroticoscomprando sexo da endividadafruta porno fudendo a sogra gordinha com rachacão mete ate o talo na bucetinha de uma virgem q fica grudado na buceta dela e ela tenta tirarMãeem sinaa filha chupa picaperfume de cueca empinando a bunda para trás homem de cuecaputinha gostosa de blusinha regatinha e shortinho socado na ruapornodoido mae vagabunda balansando a bunda no pau do filhoXVídeos a comadre de vestido bem curtinho com a boca fica do lado de fora no ônibuswwwxvideo mae presa de baixo da mesaporno gratis cicinha e betoCachorro cumedor video zofilia pagemulher topada de sorriso e droga dormindo e os homens transando com ela várias pornô caseiro homem com pênis bem grande transando com elacontos eroticos casadas e morador de ruaEu comi meu primo gay gostosos gemeu yahooo