Rex, meu primeiro


Um conto erótico de Velez
Categoria: Zoofilia
Data: 16/05/2009 07:49:32
Nota 9.29

Relembrando a minha primeira vez com cachorro.

Com os meus treze anos tinha tido só uma experiência homossexual com um coleguinha mais velho de escola que me tinha tirado o cabaço do cu e que me tinha posto a chupar quase todos os dias. Como morava perto de mim e vínhamos sempre juntos da escola, os meus pais chegavam sempre mais tarde, ele entrava, enrabava-me e depois dava-me a mamar e obrigava-me a engolir tudo. O pior é que o pai dele foi colocado noutra cidade e fiquei sem o meu montador. Tinha 13 anos e comecei a andar com um tesão no cu de subir paredes, metia a escova de cabelo no rabo, velas, etc, o que encontrava. Tinha nessa altura um cachorro de porte médio, vadio, que tínhamos recolhido, tratado, veterinário, etc um pouco maior que um cocker mas de pelo liso e preto. Dormia no meu quarto e era o meu companheiro para todo o lado.

Uma tarde estava no quarto, de quatro no tapete, todo nu a consolar o meu carente rabinho, com uma vela de estearina que tinha escondida para me enrabar, tinha-a chupado e lubrificado com bastante cuspo e penetrava a minha "xoxota" cada dia mais carente por um bom pau de macho, aproveitava esta hora ao fim das aulas antes dos meus pais virem da quinta que ficava ainda distante da nossa casa.. O Rex estava deitado no seu cobertor a um canto do quarto e quando me viu a escorrer da pila senti-o começar a lamber-me as nádegas e o reguinho já ocupado pela vela, desvairei com o calor da língua e a humidade dela. Empinei o rabo todo histérico e muito "puta" e retirei a vela expondo o meu anel às caricias do Rex, ele lambeu-me sofregamente o reguinho suado e a seguir montou-me de um salto, como era muito magro, conseguiu apertar-me a cintura com força e começou a bombar com muita rapidez e força, sem me penetrar sentia os pequenos jactos de esporra molharem-me as costas, o rabo e escorrerem pelo meu rego, todo doidão levei a mão atrás e pegando na pica do cachorro guiei-a para o meu anel, lubrificada com a esporra do cachorro e com os impulsos dele entrou logo arrancando-me um berro de dor, o Rex aumentou a velocidade e a profundidade das bombadas e senti uma segunda dor maior ainda, com um arrepio foi então que me lembrei do "nó" e apalpando conforme pude a minha "xoxota" percebi, em pânico que o nó tinha entrado e estava agora "engatado" ao cachorro.

Vivendo no campo já tinha visto muitas vezes cachorros a cruzar cadelas, cavalos e éguas, ficava fascinado!!, burros e burras. Não era por isso novo para mim o que estava a acontecer tinha mesmo já presenciado o Rex a cobrir uma cadelinha de uns vizinhos nossos ficando engatado mais de quinze minutos. Foi o meu segundo momento de pânico,......e se os meus pais regressassem mais cedo? iam-me encontrar engatado qual cadela com cio com o Rex, segurei conforme pude o nó dentro do meu anel e apertei com toda a força, com os ombros encostados ao chão segurei as patas do Rex o melhor possível de encontro a mim e aguardei que ele se viesse e o "nó" baixasse. O cachorro depois do nó ter entrado e o sentir apertado por mim julgou-se dentro de uma "cadela" de raça diferente e começou-se a vir como cachorro se vem. Com pequenos jactos e em pequenos intervalos, sentia-os passar na pica apertada com os meus dedos de encontro ao meu anel. A esporra quente enchia-me pouco a pouco o recto de leite muito quente e que me ia inundando o intestino, o Rex gania baixinho quase como um suspiro, babando-me todo o pescoço e costa de baba pegalhenta e viscosa.

Tentou virar-se várias vezes o que eu impedi segurando-lhe as patas conforme podia. Pelo tamanho do nó que segurava mantendo-o dentro do rabo se ele saísse nessa altura tinha-me rasgado todo. Deixei assim o Rex cobrir-me como se fosse uma cadela até que o nó começou a amolecer (tinha estado duro como pedra) e a certa altura escorregou-me por entre os dedos e saiu, gritei outra vez de dor, apesar de ter diminuído ainda era de uma grossura de respeito e doeu como o raio ao sair, arrastou um rio de esporra canina que me escorreu pelas pernas abaixo, logo lambida sofregamente pelo cachorro logo lambida sofregamente pelo cachorro que lambeu os leites que pareciam não parar de sair da mina "xoxota". Deitei-me de costas no tapete para recuperar o fôlego quando foi então que vi o tamanho da pica do Rex ainda a ejacular pequenos jactos de sémen translucido, sem hesitar peguei-lhe por trás do nó ainda visível e saboreei a esporra canina pela primeira vez.

O colega que me tinha descabeçado dizia que eu era um brochista natural e que fazia um boché de sonho, quando experimentei a vara do Rex na boca e a chupei saboreando o leitinho canino fiquei logo viciado com a pele macia do caralho e as golfadas que ainda aproveitei engolindo o que podia e deixando escorrer pelos cantos da boca e peito o resto que não conseguia beber. Deixei-o sequinho e quando o penis recolheu na bainha deixei-me estar a repousar felicíssimo de ter encontrado um novo montador, silencioso, discreto, e como vim a verificar sempre disposto a montar a "sua" cadelinha.

Beijos

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
12/02/2013 14:57:19
Nossa, maravilhoso.
10/08/2011 02:21:23
Delicia! Tenho a mesma experiência! Meu email é Eu e meu macho adoramos uma puta como vc.
11/02/2010 09:39:53
Ufa! Que foda louca!
13/07/2009 11:38:14
QUER UM CACHORRÃO PARA COMER ESSA TUA ROSQUINHA? FAÇO VOCE CHUPAR MINHA PORRA ATÉ SECAR TODA
18/05/2009 00:30:08
bom
16/05/2009 18:20:18
blurg !!! (http://ana20sp.sites.uol.com.br)




Online porn video at mobile phone


contos eroticos certinha à putaMeus amigos me foderam bebada contosconto erotico real com fotos de sogra engravidada pelo genrokomem tocab puetairman liquida divida do irmao pro amigo com bucetacontos eroticos dei pra papaiomem mesturbano deitado de brusovidios porno velho deboxadasmenina nociha demenor pededo asprega anal pornopadrasto covarde dano o pau pra sua entiada de nove anos chuparcontoerotico.com/ tirei as pregas da novinha de inze anoscontos eróticos minha esposa com travestinovinha estruprada e anal aforca ogrigada wdmulher tcheca dando a buceta pro enteado comersexo os homems enfiam a pingola deles dentro da mulher e vai soca soca e vai socando video que da pra abrivídeo Azul pequeno vídeo Azul pequeno só de mulher gostosa da bundona mulher das pernas vídeo pequeno mulher diferente vídeo do Picapaupornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmoconto erotico meu primo me enganou e comeu meu culactofilia com leite materno fetichequero ver 100 foto de morena cavala e coroa deitada na cama pelada com as perna aberta e segurando ho calcanharfistando medalhista olimpico xvideosWwwx vidios .con tirano tiranocabaso da vigerMeninos batendo bogueti pintudo lasca a priminhacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgewww xidios comtos d casadas bebendo porraContoseroticoscornolandianovinha midino rola negao xxnxContos eroticos pai liberal.comContos eroticos 16vidos pra abaca irmao e irmanovia trazado e gozado dento delaContos erticos de gang bang gang bang com os pauzudos no ponto do onibuscontos eroticos evangelica mamar pastor amamentando filhairma gemeas ciumes por isso se chupam pornominha prima nechupando gostosocontos enfiada no cucontos de sexo raspei minha bucetaporno mãe. axô que. só geifeitio de cabelo xvedeorxvideomoreninhascontos eroticos gordinha foi provocar macho se deu mao ele com baita dum pau socou na buceta dela ela chorava ai minha bucetinhaA minha mulher deu asua buceta na cusinhaHomens roludos fodendo a filha do amigo Astrogildoeu, minha namorada, minha namorada e meu tiomulher gozando pro corno ovi no telefoneMansinho shortinho atolado bunda corno contobunda gigante puchou chotre de ladodeu banho na mae doente.pornoiradocasa dos contos iniciado por pioes roludoscontos eróticos primeiras lições do vovô videos porno de crente lombuda com vestido trasnparenteconto eróticos menina estrupada por mordomo ponodoidocontos reais de sexo de ninfetospadrasto fica louco quando era antiga das Calcinhasfodendo o cu e levando chutegozou q muleceu as pernas siririca em horas inoportunasbuçetacasadacoroa pelada toda melada de margarinatodos os contos eróticos de empregada virgem com o filho dos seus patrõesxporno novinhas fugimdo de roludos brutodois negao cacetudo arroba a porta e amarra o cara e trepa na mulher dele na frentecarolzinha na surubaContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes bonitos de primas inocentevideo inversão porno sogra comendo o cu do gerosou casada mais quem mim fode gostoso e patinhoadoro foder com meu filho fodeme meu filho nesta cona putao primeiro amasso a gente nunca esquecevideo de padrasto tentando resistir a enteada rebolando no colo delecontos eroticos minha filhinha meu amor minha vida cnnxxvideos com branquinha rabuda leva gosada na bucetaporno o cachorro enfio ate as bolas na dona xnnabixa xisvidiovídeo pornô só gordona dos peitão arrastando no chão bem grandão maior que de vacaContos Gays Sobre Valentoes : Casa Dos ContosMenina pede vigidade com cachorro conto eroticoVr vidios porno no xvidios do teste de fudelidadecontos de sexo depilando a sograconto erotico gay vovo deu leite pro netinhorelato quenquinha velha xvedeo filho na aquenta ve sua mae de calsinha e acoxa elabaixinha pernas grossas bumbum empinado arrepiadaxvideo bebedeira la em casa comeram minha mulhercontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudosbrutamontes caio parte 15 pornopor que quando minha tia mim ver ela passa a mão e coça a buceta delacontos eroticos sobrinho xheirando calcinha da tia e batendo umacasa erotica corno manso fingi dormir http://muher bunda grande fiudentau na praia gostosavideos de sexo sogra dando escondido para o namorado da filha e ela goza até esquichahomem fudendo a egua poneisogra fode c genro n dia d natalmulheres que passa na rua com shortinho bem curtinho e ela sentadinha com roupa com camisa curta e joga a bunda dela