Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

TURBO NEGRO E O MORENINHO

Autor: Ngão
Categoria: Homossexual
Data: 02/04/2009 18:06:21
Nota 8.67
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Numa das viagens que fiz com meu grupo de capoeira conheci Gil, Gilsinho como a gente o chamava, um moleque moreninho de 19 anos, cabelo encaracolado, uma barbichinha que o deixava com uma cara de safado, e um corpo legal, com tudo em cima. O moleque apareceu em Salvador e foi até a academia pra treinar com a gente. O treino estava terminando e o grupo todo foi pro vestiário. Eu fiquei mais um tempo, recolhendo o material e dando uma geral no salão antes de ir me banhar. Achei que o pessoal já tinha saído quando fui tomar uma ducha. Quando entrei vi Gil se banhando, o moleque tinha uma bundinha de deixar qualquer um doido. Tirei a roupa e fui pro chuveiro ao lado dele. Quando me viu o moleque se assustou e foi logo se mandando dali.

- Oi, Gil, pode terminar seu banho...

- Eu já terminei, Turbo...

- Beleza, então espera eu terminar que a gente sai junto...

- Tudo bem...

- Fica aí... já estou saindo...

Terminei meu banho e Gil ficou me esperando, percebi que seus olhos de vez em quando paravam no meu pau. Eu segurava o bicho e ficava ensaboando enquanto conversava com ele.

- E aí, Gil, pegando muito?

- Que nada... to na seca... só pego umas vagabas de vez em quando..

- E você, pega todas?

- Sempre que posso...

- Também... pra você deve ser fácil...

Sai do chuveiro e fui me enxugar perto dele, agora seus olhos estavam mesmo na minha caceta.

- Por que você diz isso?

- Cara.... olha só o tamanho dessa pica... as minas devem ficar doidas...

- Vai dizer que você também não tem pau?

- Nada desse tamanho, men...

Segurei o pau e fiquei alisando, olhava pra cara dele e falava como se não estivesse fazendo nada. Os olhos do moleque estavam fixos na minha caceta e ela ia ganhando volume.

- Mas garanto que seu pau não deve fazer feio...

- Cara, eu vou chegar em casa e tirar uma...

Eu peguei a deixa e falei:

- Pra que esperar chegar em casa... a gente tá sozinho... não tem mais ninguém aqui...

Ele ficou rindo e eu fui em frente.

- Vai, bota pra fora... vamos brincar...

- Acho melhor não...

- Tá com vergonha de mim, Gil?

Ele ainda tutibiava mas ficou com a mão no calção.

- Vamos lá... olha só como eu estou só com esse papo... - falei mostrando meu pau duro.

- Cara vou levar desvantagem...

- Por que você diz isso...

- Porque meu cacete é bem menor que o seu...

- Será que é?

Saquei que o moleque estava quase no papo. Fui me encostando nele e segurei seu pau enquanto encostava a nele. Gil ficou paralisado.

- Deixa de ser bobo...

Fui descendo seu calção e deixei o moleque nu, segurei seu pau, uns 17 cm, grosso e retinho, e levei sua mão até minha pica. Comecei a punhetar o moleque e ele timidamente me punhetava também. Enquanto eu o punhetava minha outra mão puxava o moleque pra mais perto de mim. Minha mão ia descendo por suas costas e parou na sua bundinha.

- Cara, você é muito gostoso... vamos brincar um pouco?

- Brincar como?

- Brincadeira de criança... – falei sorrindo - deixa eu brincar na sua bundinha...

- Você é doido, cara...

- Deixa...

- Você pega muito, né... e eles agüentam tudo isso?

- Agüentam... garanto que você vai agüentar também...

- Não sei, não...

- Por que você diz isso?

- Cara, eu sou cabaço de cu...

Agarrei o moleque e falei lambendo sua nuca:

- Você não vai se arrepender...

Fui segurando o moleque pelas costas e coloquei o mastro entre suas coxas, Gil ficou sem ação, sem sair do lugar, e minha pica pulsando entre suas pernas e meus pentelhos roçando sua bunda. Ele permanecia parado me deixando a vontade, beijei sua nuca, ele se arrepiou e sua bunda veio pra mais junto do meu corpo. Abracei o moleque pela cintura e depois fui descendo pelas suas costas. Minha língua arrancava pequenos gemido do safado e quando minhas mão abriram suas nádegas ele tentou fechar instintivamente. Segurei as poupas da sua bunda e deixei seu cuzinho a disposição da minha língua. Atolei a língua, lubrificando bem seu botãozinho, molhando suas pregas e relaxando o anelzinho. Como seria sua primeira vez, eu sabia que ia ser difícil ele receber meus 26 cm. Enfiei primeiro um dedo molhado de saliva. Ele gemeu baixinho e piscou o cuzinho. Coloquei outro e comecei a massagea-lo. Ele gemia de dor e prazer. Fui lambendo suas costas e falei no seu ouvido:

- Agora eu vou comer seu cuzinho... relaxa e confia em mim

- Por favor, não me machuca, ta? – pediu, com uma voz cheia de medo e de tesão.

- Fica tranqüilo...

Cuspi na mão esquerda e esfreguei e brinquei em volta de seu cuzinho, seu corpo ia se empinando. Meti o dedo no seu cu e cochixando no seu ouvido disse:

- Viu como é gostoso?

Ele não precisava falarr nada pois seu corpo respondia por ele, ainda com a mão em sua cintura, fui puxando e deixei sua bunda mais exposta, novamente cuspi na mão e melei meu pau, falando manso:

- Vou arrombar seu anel com muito carinho porque você é um cara legal...

Com a cabeça bem lubrificada, encostei o pau no seu cuzinho.

- Ai cuzinho gostoso...

Puxei sua cintura pra cima, deixando o moleque quase no ar, com as duas mãos apoiadas na parede, fui forçando a cabeça da vara em seu cuzinho. Quando sentiu a cabeça rompendo suas pregas ele deu um pulo pra frente, fugindo do meu mastro e gritou:

-Ai... dói...

- Calma... o pior já foi... fique tranqüilo... quero ver você gozar gostoso...

Essas palavras parecem que foram a senha.

- Mela mais de cuspe...

Atendi seu pedido, tirei o pouco da cabeça que tinha entrado, desci, abri sua bunda e cuspi no seu rego, fiquei esfregando a saliva na porta do seu cu e ele ali, com as mãos na parede. Abracei seu corpo e coloquei novamente, com jeitinho, a cabeça do mastro na porta do seu cuzinho, fui encostando e parei. Fiquei mexendo o corpo e a a cabeça da pica encostada. Gil forçou a bunda pra minha jeba e senti a cabeça e um pouco mais da minha caceta pra dentro do seu cu. O moleque pulou pra frente novamente, e eu com maestria o segurei pela cintura e escorregando a pica entra suas coxas e falei:

- Cama... não quero lhe machucar... cadê seu shampoo...

Ele me mostrou, eu saí das suas coxas e voltei com o frasco, despejei na mão e disse:

- Vai... abre a bundinha...

Gil, em pé, abriu a bunda e eu lambuzei seu rego e meu pau, então pincelei a cabeça da vara no seu rego passando e brincando com seu cuzinho.

- Pronto, gostoso... - falei no seu ouvido – agora mostra que você é macho... ou só quer me sacanear?

Gil gemia e eu continuei falando no seu ouvido:

- Vai... libera logo essas pregas pra eu estourar...

Gil foi empinando o corpo e levando uma das mãos na bunda deixou ela mais aberta. Eu guiei o cacete rumo ao seu cuzinho, deixei na a cabeça na entrada e forcei. A cabeça entrou e ele deu uma travada.

- Relaxa... você consegue... isso... vou empurrar mais um pouco...

Com pouco mais que a cabeça do pau, fiz movimentos de vai e vem.

- Cara, sua bunda é muito gostosa... - falei, metendo mais um pouco.

Os gemidos do moleque só faziam aumentar o meu tesão e eu o elogiava sempre e ia enterrando mais um pedaço de pica pra dentro do seu rabo.

- Você não sabe da minha satisfação de estar arrombando esse cuzinho apertado...

O moleque não resistiu e começou a gozar que nem um louco, jogando a bunda pra trás e terminar de engolir meu pau. Gil sentiu o baque e gritou, percebi seu incomodo e como queria comer o moleque outras vezes, tirei a pica do seu cu, devagar, e gozei nas suas costa, os jatos de porra chegaram até seus cabelos.

O moleque estava envergonhado, meio sem jeito, e queria sair dali rápido, mas eu o tranqüilizei:

- Calma... fica tranqüilo... agora vamos nos lavar...

Levei o moleque para os chuveiros e comecei a lavar seu corpo.

- Cara, tem porra até em seu cabelo... deixa eu tirar...

Coloquei a mão em sua nuca e começei a limpar e esfregar suas costas. Lavei seu cabelo e fui descendo até sua bunda, quando minha mão entrou no seu rego ele soltou um gemido. Levei minha mão até seu pau e senti seu cacete duro. Fiquei passando a mão no seu pau e subindo até seu rego, Gil foi inclinando a cabeça pra frente e se apoiou na parede. Fiquei esfregando suas costas e desci até sua bunda, fiquei passando a língua no seu rego e puxei seu pau pra trás e comecei a lamber. Fiquei alternando as chupadas no seu pau e no seu cu. Levantei, puxei ele pela cintura, joguei creme do frasco direto na sua bunda.

- Cara, não vou agüentar tudo isso de novo, não...

Levei Gil pra fora do chuveiro, forrei o chão com uma toalha e deitei o moleque. Fui me ajeitando, esfreguei o pau no seu cuzinho e meti a cabeça de uma vez. O moleque gritou e eu falei lambendo sua orelha.

- Deixa de frescura... você já conhece meu pau... libera esse cu pra minha rola entrar toda nele...

Gil respirou fundo e relaxou, Dei umas três bombadas e ele gemeu alto e eu tirei a caceta e voltei com mais creme pra aquela bunda gostosa. Abri sua bunda e olhei o cuzinho esfolado, Deixei cair uma generosa quantidade de creme no seu rego e me ajeitei e foi colocando a cabeça da pica. Fui metendo devagar e sempre e Gil quieto, só gemendo.

- Vai... pode gemer, meu machinho gostoso...

Fui lambendo seu pescoço e enterrando a vara. Lambi seu pescoço, fui virando seu rosto pra beijar sua boca e vi seus olhos cheios de lágrimas. Beijei gostoso sua boca e enterrei fundo, sentindo minhas bolas na sua bunda. Segurei seu pau e comecei a rebolar dentro do seu cu.

- Cara... dá um tempo...

- Agüenta, gostoso... quero lhe deixar sem nenhuma prega neste cu...

- Pára, cara... não to agüentando...

- Me pede tudo menos isso...

- Ai...

- Isso... nada me dá prazer que tirar o cabaço de um macho gostoso...

Comecei a socar forte.

- Seu cuzinho é uma delicia...

- Caralho...

- Isso, tesão... você geme muito gostoso... e é forte bastante pra agüentar meus 26 cm...

- Porra... tudo isso?

Comecei a enterrar o pau até o talo e tirava todo para fora, seu cu abria e fechava, mastigando meu pau. Comecei punhetar o moleque e não demorou muito para ele esporrar forte, apertando meu pau com seu rabo. Lambi sua orelha, mordi sua nuca e falei:

- Cara, seu cu ta mastigando meu pau...

Esfreguei os pentelhos e na sua bunda e comeei a meter novamente.

- Promete que você vai me dar sempre essa bunda gostosa... quero sempre seu cuzinho quente...

O moleque todo mole debaixo de mim falou suspirando:

- Prometo...

Cravei fundo o pau no seu cu e e gozei, enchendo seu rabo de porra. Fui saindo da sua bunda devagar e vi que o moleque estava todo melado, na frente, por seu gozo, no rabo e nas pernas com minha porra escorrendo e nas costas, com meu suor. Deitei ao seu lado e beijei sua boca.

- E aí, tudo bem?

- Cara, meu cu esta pegando fogo... tô todo ardido...

Fomos para o chuveiro lavei o moleque todo. Ele ficou admirado com a quantidade de esperma que saiu de dentro dele. Voltamos pro vestiário, estávamos em pé e quando ele se curvou pra vestir o calção eu passei um dedo no seu cú e notei que minha porra ainda saía de lá.

- Caralho... olha pra isso... entupi seu cu... ainda ta melado com minha porra... assim parece que já está pronto pra eu enterrar novamente meu cacete...

- Cara, hoje não... to todo esfolado...

Eu sorri e disse pra ele se preparar, porque eu ia querer foder muito seu rabo gostoso...

Comentários

14/08/2009 19:56:24
kara ao meu entendimento vc so gozou uma unica vez nocu dele, mas ocu dele gostou tanto da sua porra que ficou entupido com ela
03/04/2009 15:44:30
Cara, to doido pra dau meu cuzao pra vc...Nunca experimentei uma "pistola" do tamanho da sua. Sou casado mas tenho um tesão fudido no cu.
03/04/2009 12:32:24
como sempre cara vc me deixa louco com este seus contos sempre imaagino ser eu delicia
03/04/2009 01:35:24
nossa q delicia eu adoraria ser esse garoto o Gil. delicia de conto. [email protected] interior de Mg vem me fuder gostoso kra adoraria ser arrombado por vc.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eróticos minha esposa virou Alfaiate emkero.buctax. boqetegemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudixvideos caseirominha esposa dormindo deixa sua buceta cabeluda avontadecontos eróticos uma menina órfã estrupada por ladrao xvideomivimha amostrado a casinhame excito.no onibusVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretoconto gay me pegou pela cintura e colocou tudowww.tirei o cabaço da irmã caçula na casa da vovó.comxisvedeo marido contrata um estrupado para come sua mulhecontos eróticos de i****** avô e avó casal junto ensinando netinha f****contos eroticos despedida de solteiraeu queria dar minha buceta e meu cu pro amigo solteiro lindo do meu marido eu liguei pro celular dele eu marquei um encontro com ele eu raspei minha buceta eu fui me encontrar com ele eu entrei dentro do seu carro eu dei um beijo na boca dele eu disse pra ele eu quero ir com você pro motel ele me levou pro motel eu e ele dentro do quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na cama ele chupou meu peito ele disse pra mim sua buceta raspadinha e linda eu disse pra ele eu raspei minha buceta pra você ele começou a chupar minha buceta eu gozei na boca dele eu peguei no seu pau eu disse pra ele seu pau e maior e mais grosso que o pau do meu marido eu chupei seu pau ele começou a fuder minha buceta eu gemia no seu pau ele fundendo minha buceta eu gozei eu disse pra ele fode meu cu conto eróticoMetendo na orelha da gostosa xsvidioincesto mamãe cuidado do filho que ta debilitado com buceta molhadaComo se escreve “ manda video porno ” em inglescentei no colo de papai senti sua pica na minha bucetinhacontos eroticos maduras peludameninas caipirinhas lindas com a buceta encharcada de tesao metendo muito paus grandeswwwxvidios.de.cinturinhassafadas qe adora caucinhas fiudentalvideo de mulher tirando a o sutian ea calsinha ficando subinuaconto novinha marrenta estrupada pelo irmaosxvideo se masturbando com muito desespero e rapidez com o clitorisniha xoxota ta melada xvideiscolokando o pau na boca da irmanzinhq dormindocadê aquelas gostosas de fio dental roxinhoContos eroticos marido combina com o cara para cortar sua energia para poder comer sua esposaEncantada pelo chefe do morroQoero baixar xvdio irma novinha mim provocando com saia cueta nao demorou pra ficar xem seu cabaçinhoA Rezadeira a virgindade da filha novinhaMENiNO TIRAN DO OCHORTESo casero quer me engravidar contoFefepika23cmtentou resostir as caricias da massagista mas nao .consguiu lesbicas pornodoidodeu sonífero para sogra e comeu a b***** delalinda loirinha chorando no pau do cara e gemendo muito querendo mudar fundo maluquinhaxvidio consolo vinguemcontos gay virei menina sissycontos eróticos curtosde gay dando o cu pro cachorrãohomem se mesturbano no causinha da cuiada fio dentalsr mauro adora fude um rabinho do novinho contos eroticosNegro 1.87 mandou ela tirar a roupa enfiou dois dedos na xana delavideo porno botei meu pau ate as bolas na boca da tiapesquizar pai e filha brncando nas ferias-pornodoidocumendo cu da assistente social do capsxvideos brasileiras q nao aguentaram no cu e tenta fugir mas o parceiro nao deixarDavizinho gritando de dor com negão bem dotadoTema VampiroCasa Dos Contos Eroticos zdorovsreda.rupornodoido coitada nem sabia que ia da o cu amadoconto erotico:fui sequestrada e enfiavam consolo em mimrabaonegroe ele bate o que Assumimos a bunda da irmãchegando calcinha dezeijos proibidopornoCont erot .quando meti na minha empregadinhsViado de calsinhaxvideos.comela aregacou meu pau e depois chupou pornodoidovideos nacional gritos e gemidps de homens passivos embaixo dos machos caralhudosmanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5wattpad enteado gay chupando o pau do padrasto musculosobatando o joelhinho na mesa xvideoscontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadecontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu queriaapostei minha mãe com meus amigos conto erotico analbaiano chupando clitori e falando besteirasporno abaixarcornoconto erotico gay o policial do giroensinei meu filho a transarcontos eróticos publicadosContos erotico de inseminação Fotos de marcelinho carioca nu pirocudofilmes porno gratis de incestos de coroas iperdotados comendo filhas e netasAssiriricas mais loucasCenta na pica sem camisinha,e perigosContos eroticos elacareca peladaeu qeuro vidio di sexoconto meu sequestrador chupou meu grelinhomeninas virgens engatada varias vezes com caes na zoo contos eroticos"menos apertado" gay contoConto porno velho comendo meninaver video do padrasto dorado transano com anovinhamulher centa na bengalaMulheres que se mastubarao em quanto.dansavatvbucetanovinhocontos eroticos peguei uma garotinha do interior pra criar e ensinei tudo sobre sexo pra elaxvideos.x10.velho.fudeu.o.cu.da.novinha.brasilcontos eroticos sou casada e chupei o pau do negao pelo buraco da paredeconto crente bundeiravadia casada dano d quatro q bagunca todo cabelo safada xvideoscontos minhas amigas fizeram uma festa e me comeram com consolo elétricowww.pornordoido..com/primeirafodacao farejou e fudeu agostosacasadAde viado com vaxorominha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigocontos eroticos a amiga da minha irma rabudafodendo o cu e levando chuteContos Mamadas no paizimrabudas brasileiras pedio arego no cu pitudos