A Primeira vez foi inesquecivel !


Um conto erótico de Henrique
Categoria: Grupal
Data: 01/02/2009 17:50:04
Última revisão: 01/02/2009 17:08:20
Nota -

Lendo alguns contos postados neste site por alguns usuários e leitores do mesmo, cujas historias possuem como tema a descoberta do bissexualismo por parte de alguns leitores, e por haver também me identificado com eles, decidí me soltar e descrever também algumas passagens da minha história e descobertas sexuais.

Isso que vou lhes contar, aconteceu à muitos anos atrás, em meados dos anos 80, quando eu ainda era apenas um simples e ingênuo menino de interior.

Estava passando uns tempos na casa de uns parentes, os quais não possuiam filhos. visinhos à eles, porém, havia um casal e pais de três filhos, sendo uma menina com a mesma idade que eu (13 anos) e dois meininos, um com 10 anos e meio e o outro com mais de 12 anos de idade.

Com pouco tempo nos tomamos de amizades e nos tornamos inseparáveis. andávamos sempre os três juntos e aprontavá-mos que não era pouco não. vale dizer que próximo dalí havia uma avenida de casas contiguas onde morava um bando de rapazes solteiros, e todo mundo sabe que onde há homens solteiros tem sempre revistas de mulher peladas e, igualmente, revistas pornágraficas. como éra-mos todos muito amigos, nós podia-mos folhear à vontade todas as revistas que ninguem se importavam. pelo contrário, quando saímos de lá e ainda nos deixaram levar emprestada uma das revistas, com a recomendação de "INTOCÁ-LA" e não deixar mais ninguém chegar perto dela. assim prometemos proceder-mos.

Pois bem, aconteceu que, após sair-mos da casa dos rapazes nos dirigimos para a casa dos meus amiguinhos. era sábado e, como sempre, nesse dia os pais deles saíam pra cidade ( Moráva-mos num sitio próximo à cidade) para fazer compras e nesse dia levou a irmanzinha deles.

Chegamos lá e fomos direto pro quarto, subimos na cama e começamos a folhear a revista, que era de sexo explícito. estáva-mos tranquilos e à vontade, uma vez só havia nó s alí e a casa era toda nossa.

Logo que começamos a folhear as páginas, onde mostrava casais transando, começamos todos a ficar-mos excitados. não demorou também e começaram a safadeza de um ficar passando a mão na bunda do outro. interessante dizer aqui que os meus amiguinhos eram irmãos, os nomes deles Silvio, mas chamado sempre de Sil, e o outro Pedro, doravante denominado sempre como "Tico". naquele tipo de brincadera que só meninos inventam, logo o tico começou a nos sacanear, ora se deitamos sobre minhas costas e ora se deitando sobre as costas do irmão dele. de repente o Sil saiu com essa: - "Por quê a gente não come um outro pra ver se é mesmo bom?"

Olhamos pra ele com surpresa, mas é lógico que a idéia nos agradou em cheio.

Tico foi logo falando:

- Eu topo!

Olhei pros dois, Sil tinha um sorrizinho cínico na cara. estava falando sério.

- Certo, eu topo também também! - respondí.

Restava saber quem começaria a comer quem. começou um bate-boca entre os dois irmãos, cada um querendo ser o primeiro a comer uns aos outros. como eu era o mais velho da turma, interví e propús o seguinte: começaria por Sil metendo em Tico, depois seria a minha vez meter nele também, por fim, Tico comeria o irmão e por último à mim. todos concordaram e, questão resolvida, partimos pra ação. tiramos logo as nossas roupas e ficamos pelados. Tico se pós de quatro e o irmão dele se posicionou por trás, deu umas cuspidas no ânus dele e posicionou a cabecinha na entrada. foi metendo com jeito e logo estava todo dentro do irmão. colando-se à bundinha dele pro trás, ficou alguns instantes parado e sem mover, em seguida iniciou o vai-e-vem.

Havía-mos combinados de não inteferir-mos e nem apressar-mor uns aos outros, tinha que deixar rolar, e deixemos. havia já sete ou oito minutos Sil comendo a bundinha do irmão quando anunciou que ia gozar e gozou, mas como ainda era menino não possui de fato esperma. pelo entra e sai porém, do pinto dele naquele cuzinho, acabou por deixá-lo completamente umedecido. e isso facilitou em muito a minha penetração. tomei o lugar do irmão dele e após me posicionar no meio das pernas dele, encaminhei meu pênis até a rosquinha dele e fui metendo. que delicia, quê sensação deliciosa... em pocos instantes eu estava completamente dentro dele. ao ver e sentir meu púbis colado à bundinha linda dele, que era bem cheinha, redonda e com pele sedosa, eu tive um êxtase de tanto tesão. comecei a meter gostoso nele, sentindo toda a extenção da minha rola deslizar macio e suave por entre aquele cuzinho apertadinho e fui à loucura. embalei os movimentos de ir e vir, e dei deliciosas estocadas na bundinha dele, cujas nádegas serviam como amortecedores. demorei um pouco menos que o irmão dele para gozar, cerca de seis minutos e meio mais ou menos, e então anunciei meu gozo, que saiu saiu numa explosão de porra e foi se alojar completamente dentro daquele cú delicioso. enquanto gozava e me deitei sobre as costas dele e assim fiquei até sentir meu amolecer. sair de dentro dele e me sentei ao lado da cama. tão logo ele se viu livre foi logo cobrando a vez dele. Sil se pós diante dele, ficando de quatro e ele foi se ajeitando no meio das pernas do irmão. deu duas caspadas na rosquinhas daquele cuzinho piscante e meteu com força. com os movimentos de vai-e-vem que ele fazia, não demorou a deixar lubrificado aquele cuzinho. ele soube como apronveitar, durante cerca de 4 minutos ele meteu gostoso no irmão, mas este, metido à mala sugeriu que fosse aminha vez e foi saindo de fininho. eu não me fiz de rogado e tomei a posição do meu coleguinha, fiquei de joelhos e com as costas voltadas pra ele que já se ajeitava atrás de mim e me segurava pela cintura. inclinei o corpo para frente e me pús de quatro diante dele que imediatamente passou a me alizar e a acariciar minha bunda. teceu alguns elogios à ela, dizendo que ela era muito linda e muito gostosa também, e que iria adorar meter em meu cuzinho também.

Enquanto ele falava, tratava de dar um trato nele e, após ter dado duas cuspidas em minha rosquinha, começou a deslizar os dedos sobre ela. isso me causava arrepios e ele vendo o meu cú que não parava de se contrair, percebendo também o quanto eu estava gostando tratou de me enfiar o dedo no ânus. fui sentindo seu dedinho adentrando meu rabo e aí é que não conseguir mesmo parar de contraí-lo. ele enfiou o dedo todinho lá dentro e começou a bolinar-me, fazendo com que ele entrasse e saisse. dizia sacangem, me chamava de viado, perguntava se eu estava gostando - "Não está gostando? diz!" - me instigava ele. aí então retirou o dedo e começou a pincelar a ponta da rola. cada vez que eu sentia o toque do pênis dele tocar a minha rosquinha ela se contraia, aí então ele me perguntou?

- Quer rola? quer? vou te dar...

Apontou a cabecinha do pênis na porta do meu cú e foi entrando, entrando até enfiar tudo. quando sua região púbica tocou minhas nádegas eu me sentí no céu, foi a sensação mais deliciosa que já sentira em toda a minha vida. segurando em minha cintura por trás, ele se mantinha colado às minhas nádegas e de repente começou a se movimentar, fazendo movimentos de vai-e-vem. um minuto depois eu estava com o ânus lubrificado e sua rola entrava e saia à vontade. sentir seu pau entrando e saindo do meu cú me causava uma sensação de puro êxtase e tesão, porém quando ele enterrava tudo dentro de mim e encostava a região púbica em minha bunda era um shou à parte e eu sentia redobrar o tesão!

Fazia quase dez minutos que ele me enrabava. apesar de ser o menor entre nós três, ele era, de longe, o que possuia o maior pênis entre nós. ele metia gostoso e com muito gosto. me dava fortes e deliciosas estocadas e eu retribuia empurrando e comprimindo o traseiro de encontro à pica dele.

Aí então ele anunciou que ía gozar, enfiou fundo a pica dentro de mim e gozou, bem gostoso, soltando um forte berro no meu ouvido. sentí as contrações do pênis dele dentro de mim e no instante seguinte ele tombava sobre meu corpo e ao mesmo tempo eu também tombava sobre a cama, deixando-o à vontade sobre mim. ficamos assim por cerca três minutos e nos levantamos. mal nos vestimos e os pais deles bateram à porta. saímos pela porta dos fundos e Sil foi atender aos pais dele como se nada de anormal houvesse ocorrido. essa foi a nossa primeira e única vez. nunca ninguém soube. poucos dias depois eles se mudaram. ficou, então, as saudades e as recordações!!! É isso que ocorreu, espero que quem ler goste!!! Isto não é só um conto, foi real e desse dia até hoje eu não parei mais de pensar nisso, embora de lá para cá eu já tenha tido outros relacionamentos parecidos, mas sem consumação de fato. Mas essa é outra história e eu conto depois!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Isac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.ruconto eróticos marido manda o cara irá cortar a forçaConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãoporrno doido a doblinha brasileiraqaboca novihacontos eroticos esposa obrigada a fuder com agiotacoroas londrinense tarada bem próximoMaceio alagoas meninos mostrando o pênis durocorno e engulidor de rola contoxvideo mulhe tantâo dançando cauçinha vaitoma sua gostosanora provoca sogro contosconto erotico funk peladaconto prazer de receber uma punhetinhaadoro ser enrabada conto eroticoempregadinha contoxvideos travestis passando batom e de tamancocontos eróticos garotinhoa tranza maiz gostozatia e sobrinha se diverte c uma pica d borracha enorme ponodoidoconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancomeninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolameu cuzinho amanheceu melado e doendo contos gaycomtos exitanteszelador comeu minha mulher nA minha frentexvideo com os corno conformados vendo sus esposas sendo arrombadasXVídeos a comadre com pai transando na Noite Escurapornodoido mulher ve o marico comendo sua filha e resolve se vingar com entiadocontos eroticos esposa de corno com a sogra e a maexvideos incestomenor louca pra dconto de incesto quidado do pinto do meu filhoconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancomenina Com shot bem Curto Moh gostoAContos com fotos velhos fudedores chupadoresfime de porno mae e filhatrazano no banheroa bundinha avanço preta gorda dos peitão gorda rabocurada pelo cunhado e o amigo contos eróticostarado nuonibucontos eroticos numa ilha desertabelo sexo sobrinho dormiu na casa da tia de conchinha com ela na mesma camahomem com pica de35 cm comendo o cu de um garoti virgem e gozandi dentroMacho casado cheirando pezao de outro macho contoscontos erotivos apostando baralho com sogra e cunhadaamor vc deixou ese safado me comer pornodoidonovinha no primeiro anal estranhando o c****** bem dotadoscontos erotico saido escola onibusnovinha perdendo a virgindade com negão da trufa muito grandexvideo filinha mimada senta no colo do papai para masturbasinhá contoscontos eroticos o carroceiroFotonovela porno ruiva malvada tia gostar de dar buxeta gemerprofessora da a bucertar na sala de aulatirei a virgindade do meu irmão novinho contocontos eroticos de damon salvatoreporno gay conto o plaboy e o traficante marrentowww.xvideos festas esposa branguinha mini saia preta corno manda amigo da drnks e sexosou puta do meu tioxvideo mulatasnoragay casa dos contos o enigmatico garto estrangeiroXsvideos exibindo o pau pras mulheres mo metrocachorro pisudo fudendo mulher no matocontos eroticos amo minha maninha novinhamilicos pauzudos de saojosedoscampossexybemmaisconto padastrocontos erotico entre pai e filhaenteada. dormindo levando pica so de fio dentalpornomae escorega nopal xvideovideo porno irmã bricano com seu imão e apiroca escurrega etrahomens nú decuéca punhetaxvdeos de sexo de mae ver o filho dormndo e da o cú