Garoto Coroa


Click to Download this video!
Um conto erótico de Marmanjo64
Categoria: Heterossexual
Data: 20/12/2008 11:24:36
Nota 7.00
Assuntos: Heterossexual

Sempre fui de viver o dia de hoje para que amanha não fique arrependido do dia de ontem, muitos amigos dizem que vivo fora minha realidade, fazem diversas críticas por eu ser um coroa já grisalho e gostar de viver no meio da juventude.

Sei que as pessoas de minha idade não curtem festas, baladas, boates, deixam de viver esta parte da vida, casaram se encheram de filhos e vivem uma rotina caseira, tipo familiar.

Também gosto de minha família, adoro almoçar em uma mesa grande e cheia de familiares, mas isto não tira meu espírito de jovem, curto ir a festas e não deixo que nada mude meu comportamento, adoro entrar em uma balada e ver as gatinhas rebolando, dançando e exibindo seus lindos corpos e quando surge uma gatinha que curte homem mais velho fico a paquerar, adoro uma troca de olhar cheio de desejo e tesão, “o bom na troca de um olhar e saber que seu olhar esta sendo correspondido”.

Na semana passada estava em uma balada cheia de gatinhas bem mais jovem, surgiu uma morena de cabelos curtos, ela me fitou e ficou dançando mostrando toda sua sexualidade, percebeu que eu estava lhe observando e ficou toda descontraída se soltou de vez, aos poucos ela foi vindo em minha direção, não custou nada ela estava dançando bem na minha frente, com olhar meigo, lábios carnudos, olhos negros, um sorriso encantador, seus seios grandes balançavam conforme o ritimo da musica, seu corpo escultural gingava, ela fazia questão de empinar seu bumbum, sustentado por um par de coxas grossas e torneadas é nestas horas que eu me sinto um garoto de dezoito anos, minha mente regressa no tempo, meu corpo fica todo excitado, meu sangue ferve nas veias, o coração bate acelerado, meus músculos ficam enrijecidos, adoro estas situações me fazem lembrar das primeiras namoradinhas nos tempos de colégio, voltando ao conto.

Ela chegou bem pertinho de mim e disse.

>Pega uma bebida para mim.

>O que a gatinha quer beber.

>Pode ser uísque.

Sai e voltei rápido com uma dose dupla para ela e uma para mim, quando alcancei o copo e ela foi pegar eu puxei o copo e sua mão passou no ar, ela ficou surpresa e olhou bem nos meus olhos ai falei.

>Primeiro quero saber seu nome.

Sorriu, deu um passo para frente quase encostou a mim e disse.

>Pode me chamar de Paty e você como se chama.

>Marcos.

>Huummm, até seu nome é lindo.

Sorri, ela bebeu um gole da bebida, levantou seus olhos e ficou me fitando, olhei aqueles lábios molhados pela bebida, ela percebeu e passou sua língua bem de leve e lentamente neles, senti meu pau tremer de excitação, fui mais para frente e ficamos a centímetros um do outro, nunca imaginei que ela iria agir do jeito que agiu, abriu um botão de minha camisa e beijou meu peito, levantou seu queixo, fechou seus olhos, sua boca pedia para ser beijada, passei minha mão no lado de seu rosto e puxei contra mim, beijei seus lábios molhados, ela correspondeu com um beijo de língua gostoso, alucinante, ela estava toda excitada, cheia de desejo e prazer, gemia baixinho enquanto nos se beijava, colou seu corpo no meu, paramos de beijar e ela escondeu seu rosto no meu peito e se agarrou em mim, fiquei beijando seu rosto, seu pescoço, dei uma mordidinha de leve na sua orelha, sua pele ficou toda arrepiadinha, coloqquei minha boca no seu ouvido e.

>Adorei você.

>Não preciso dizer nada, acho que já sentiu como você me deixa cheia de tesão.

Convidei-a para irmos para um lugar mais tranqüilo para conversar melhor, ela ficou um pouco triste e disse.

>Hoje não vai dar, meu irmão esta aqui na balada e se ele desconfiar estou ferrada.

>Podemos ir até o estacionamento.

>Não posso demorar muito.

Ela saiu primeiro e depois de uns minutos eu sai e se encontramos no estacionamento, levei ela até meu carro entramos, eu nem tinha sentado direito no banco ela foi se acavalando em cima de meu colo, beijou minha boca com força, levantei sua blusa e mamei seus seios, ela abriu minha camisa e foi beijando meu peito, minha barriga, baixou minha calça e caiu de boca no meu pau, estava alucinada de prazer e tesão, passamos para o banco de trás e ela tirou sua blusa, sua saia, ficou só de calçinha, eu já estava só de cueca, com o pau para fora, duro feito pedra, deitei no banco ela subiu em cima de mim, afastei sua calcinha com os dedos e fizemos um 69 gostoso, sua xaninha estava toda melada, chupei, suguei todo o melzinho de sua xana, depois coloquei ela de quatro, tirei sua calçinha coloquei uma camisinha e pincelei a cabeça do pau na sua raxa, quando estava todo molhado forcei na entrada de sua xana,

>Vai com calma eu transei poucas vezes.

Fui forçando o pau e resvalou todo para dentro de sua vagina lisinha, ela gemeu alto de prazer, sua xaninha foi ficando molhada, inundava de tanto que ela gozava, fui socando com força, sentia ela apertar o pau, dei uma estocadas forte e ela.

>Aaaiiiii, como adoro ser fodida por trás, mete tudo dentro de mim mete vaii coroa gostooooso.

Paty, foi ficando com sua respiração ofegante, parecia que ela tinha corrido a são silvestre, respirava com dificuldade de tanto tesão que estava sentindo, rebolava no pau igual dançava na pista, seu trazeiro empinava cada vez mais, senti sua vagina se contrair e apertar meu pau todo, ficou toda molhada, escorreu até o saco, fazia barulho quando eu socana o pau na sua xana, ela começou falar.

>Aaaiii, vou gozar gostoooooso, mete, mete com força, enterre esta pau na minha boceta, vaaaiiiiii iiiiiisssssssssssss.

Seu corpo inclinou para frente, seu rabo empinou, seu cuzinho piscava, sua xana apertava o pau, rebolava e gemia alto, urrava que nem uma cadela no cio, deu uns gritinhos bem safadinhos, um gemidinhos cheio de meiguice, estava transformada em uma verdadeira putinha, peguei suas cintura e enterrava o pau todo, tirava e voltava a enterrar com força, ela dava gritinhos de prazer, senti meu pau inchar e enchi a camisinha de porra, ela desabou no banco do carro, ficou uns minutos calada, aos poucos foi voltando ao normal, sentou e falou com sua voz meiga e carinhosa.

>Marcos, adorei.

>Eu também Paty.

>Mas agora tenho que voltar se meu irmão me procurar e não me encontrar ele me entrega para mamãe.

>Tudo bem, quando a gente vai se ver de novo.

>Você tem papel e caneta.

>Sim.

Peguei papel e caneta ela anotou seu endereço e telefone, beijou minha boca com força, quase feriu meus lábios, saiu do carro e voltou para balada.

Ontem de manha liguei pra ela combinamos e saímos na parte da tarde, ficamos duas horas em um motel, isto eu conto outra vez.

Até +......

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/12/2008 15:24:57
faltou detahes importantes por exemplo:a suposta idade de cada um,etc.nota 1
20/12/2008 14:06:44
Outra à respeito da Paty...Ela não dá o cuzinho de medo que o irmão descubra....Falei....rsrssr
20/12/2008 14:05:43
Marcos...Cuidado hein? Conheço a mãe da Paty...Ela é muito brava....Ahhhhhhh....Ela respeita muito o irmão...rsrsrs....Cuidado tá?kkkkkkkkk
20/12/2008 10:54:46
sacana




Online porn video at mobile phone


arrombando.o cu da deisy a forçaNovinha rabetao transando com cara calsadoirmalouca pra perdero cabaco pro irmardeisinha dando a bunda.coroas gordinhas casadas que treparam fora do casamento/relatos sexuaisxvedeos dejado busetao rochoCarnavalnazoofiliacontos sexo gay brincandocontos erotico,meu genro me enrrabou dormindocontos eróticos pique escondecontos eroticos filiardesejo de matar no onibus encoxadorfui dançar e fui fudida por um pauzudobeijar o pescoço e acarencia meu bumbum adoroRubia e beto-quase mulhercontossou safado como minha maecontos de incesto estava com medo da chuva e dormir com a mamãewww.contos eróticos eu curiava minha mae.commãe gordinha dê mini saia arregalou a buceta para o filhocontoeróticogurinegão explode bucetinha pau monstro video zoofiliacontos eroticos de quem perdeu a virgindade com a empregadadesenrolo Nossa comendo o c*currada pelos negões no carnavalxividio da o cu coloca so a cabesaFudeno a buceta da filha no mato escodido pro pai pono caseiroContos de crentes peludasfilho caralhodo fa a mae sangra na penetrçaovideo porno de picudo gozando na buceta de obeza e deixando a porra escorerO dia que eu e meu marido envertemos os papéis pornoconto erotico gay viado submisso vira femea do negaosexoalvesComo era as bucetas no tempo da minha avówww.contos deixei titio chupar minha bucetinha na minha infânciaxvideo Luxúria travesti engatado com cachorrotransei com meu corno com a buceta cheia de porra de outro contoo homem pegando a mulher traindo ele em casa lavando secando a madeira no rabinho delaquadrinhos erótico sobrinha estampadasuruba em familia so sexovidi o porno hone trezeno com eguhacontos de sexo depilada na praiacasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodeicvidiopornoArrombou minha buceta contoestupro esposa contos eroticosver sexso gay e emosloirinhos trepando de quinze anosmorena de shortinho esfregando a Rosa do povo'contos eroticos pai e filha mdicopeguei minha amiga me espiando na punheta 1minuto xvideostaradao fode esposa na frente da amiga que quer tanbem.comsafadezas com meu cunhadinhomeu marido chorou quando viu o cracudo me arrombando contos eroticostirinha enfiar so a cabeça no cuzinho virgemerotico meupaicache:O6GiaR9Gb0sJ:zdorovsreda.ru/texto/20180120quero assistir videos chupando a buceta deliociosamentecontos de incesto sogracontos eroticos novinha aprendendo andar de motocumi aminha tia muinto cavalacontos eróticos freiraseu virei mariquinha de negão xvideos gayminhas condiçoes de corno contos eroticofilme de sexo amador na Claudinha dei o c* virgem e gritou de dorcontos eróticos negão coroa comendo o cuzinho de menino virgemA casa do tarado menina da 12 familha a sutada xvideoxvideo.esposa na primera veź com outropai cospe no cuzinho da putinha depois mete o pauzaoler contos eroticos de padres reais"meu adorável sogrão"gravidas de fio dendal ser mastubanpver sexso gay e emosloirinhos trepando de quinze anosbrutamontes caio parte 15 pornocarne conto heterofudedor de viado vorais e tarado fudendo xvideos gayconto sexo "Minha Filha II"xvideo brasileiras paraibanaiPorno gratis xvideos titio meteu cu celado no sobrinho gayencoxando ombros e mãos das gostosas e gulosas conto gay contei pra ele que queria dar pra elevídeo pornô de mulheres que não aguentaram levante 4 cenasminha esposa cely e nosso caseiro negrao nosso machowwwxvideos.mulhe.com.amate.mote.geitano.na.rolacontos comi o cu da minha madrinhacontoerotico eu namorada mae e tioExcitantes Contos Eroticos Contados Por Noivas pelos Seus Paes Padrinho Padre E TiosContos eroticos estupraram minha mulher na minha frenteabusada no cinemalemarc as menina que tava chupando a rolamadame de 60 fudendo 2negoesadvogada enrabada pelo presidiário ensopando o cuzinho com gelContos eroticos:Fui fodida por varios roludos no cinema chorei de dor e pedir para pararemcontos eróticos da tia com seu sobrinho jovemporno comquistei minha prima pra transar e ela gemeupau extraordinariamente grande e grosso gozando dentro e arrombando a bucetinha apertadinha da menina novinhanegao esplodino um cusimhomulher.gosta.de.chiupar.ingoli.aporaver porno negao dotado emulher com muito tesao egosanoxvideos maninho com ciumes da irmacontos eu adoro me exibir